22 Mar 2005
4 comentários

MARROCOS

Dicas de Viagens, Fez, Marrocos

A jornada a marrocos estava sendo planejada ha muito tempo pelo pessoal do master, mas sabe como sao essas coisas¿ No final, a fulana mudou de ideia, a ciclana brigou com o namorado, se a ciclana nao fosse a nao sei quem nao queria mais ir, etc¿ Fora os boatos sobre os perigos do pais. Resumo, todo mundo ficou com medo de encarar a viagem mochilera de trem pelo norte da Africa. Entao la foram as latino americanas cascudas:

Uma criada em Lima, Peru. Outra no Rio de Janeiro, outra em Sao Paulo. Nao ia ser Marrocos que ia fazer a gente ficar com medo de viajar.


Depois de um longo fim de semana em Valencia, nos encontramos, na estacao e viajamos durante a noite ate o sul da espanha, onde iriamos pegar o barco para cruzar o estreito de Gibraltar. Ate ai tudo bem, se a gatinha aqui nao tivesse perdido a carteira com todos os cartoes e os documentos em Valencia. Mas tudo bem, era so esperar o banco abrir as 8 da manha e sacar dinheiro pra viagem.


A viagem foi beeeeem longa ; Quando chegamos a Marrocos decidimos pegar o trem e ir direto pra Fez, nosso primeiro destino.

No trem para Fez

A viagem de trem em direcao ao sul do pais foi tranquila; os trens sao muito melhor doque eu esperava. A paisagem tb sorpreendeu. Muito verde, muito cultivo, muitas ovelhas, muitas vilas de Bereberes, a etnia original de Marrocos, e claro muita pobreza. Cruzar o norte da Africa eh como dar uma grande voltinha numa grande favela.

A diferenca de cultura tb eh uma coisa bem marcante. Mulher eh um ser insignificante ; mulher, estrangeira e crista nao deveriam nem existir na face da terra. Conseguir atencao ou uma simples informacao por aqui eh uma prova de paciencia. Mas uma coisa que notamos foi que muitas das mulheres aqui optam por uma postura °ocidental°, ou seja, nao usam lenco, usam MUITA maquiagem e nao utilizam o arabe para se comunicar, e sim o frances ; Essas mulheres recebem um tratamento muito melhor que as outras mais muculmanas.

Estação de trem em Fez

Chegando a Fez, gastamos almgumas horas para achar um hotel aue nao fosse de categoria °sofrivel°. O guia do Lonely Planet os classificou de °qualidqde media°, nos, as protqgonistas de Survivor Africa, classificamos de Sofrivel mesmo. E olha que nao somos de frescura. Qualauer hotel que oferecesse a opcao de banho, mesmo pagando a parte pelo luxo, e que o banheiro nao fosse um buraco no chao jah tava valendo.

Quando cai a noite, todo mundo pra casa, e nos necessitavamos botar o sono em dia¿ com urgencia¿


Adriana Miller
Siga me!

Adriana Miller

Sobre a Autora at Dri EveryWhere
Adriana Miller, Carioca. Profissional de Recursos Humanos Internacional, casada e mãe da Isabella e do Oliver.
Atualmente morando em Denver, Colorado, nos EUA, mas sempre dando umas voltinhas por ai.
Viajante incansável e apaixonada por fotografia e historia.
Adriana Miller
Siga me!

Latest posts by Adriana Miller (see all)

Adriana Miller
4 comentários
Comente pelo Facebook
Escreva o seu Comentário
* Preenchimento obrigatório. Seu email não será divulgado.
Quer que a sua foto apareça nos comentários? Clique aqui!
4 comentários
  1. marcos - 20/12/06 - 14h58

    muito boa descrição!

    Responder
  2. Ali - 06/10/08 - 19h17

    Boa tarde,
    gostei deste texto sobre a minha terra : Marrocos.
    Muitos parabéns….
    è muito agradável e interessante ver alguem a falar bem da minha terra.
    Olha que vivo em portugal , Porto e gosto de cá estar . Vou tb tentar falar sobre Portugal , comida , cultura e a gente.
    Aproveito pôr um pequino anúncio :
    Abri um snack restaurante Marroquino : chama se : Menta Couscous Marroquino Nº 248 , Cedofeita , Porto , Portugal
    Especialidades marroquinas , saladas e sopas , tagines e cousocus, sobremesas e doces típicos e não esquecça o Chá de menta Marroquino
    Contacto 916511433
    Cumprimentos
    Ps. aproveita tb a aprender a falar as primeiras palavras em Árabe
    Obrigado

    Responder
  3. viviane de Fatima - 15/12/10 - 15h24

    Sonho um dia conhecer o Marrocos, bem como outras cidades e paises slamicos, entretanto isso que vc conta sobre a mulher arabe é muito triste. Muito triste ter de abrir mão de seus codigos culturais e até mesmo de seu idioma para ter respeito na sua própria terra.

    Responder
  4. […] Tangier, Marrocos […]

    Responder