23 Jan 2006
1 Comentário

London baby! Yeah baby!

Bares & Baladas, Batendo perna, Dicas de Londres, Vida na Inglaterra

Esse fim de semana eu imaginava que seria um dos mais tranquilos… Sem muito saco de sair de casa (fez um ventinho gelado muito chato esses dias), querendo controlar os gastos e descansar os neuronios depois de uma semana punk de trabalho (que eu estou amando cada dia mais! Mas isso fica pra outro post), e meio deprimida pq recomecei minha saga de procurar apartamento (tb assunto pra outro post) e me lembrei de como eh frustante achar um lugar decente pra morar em Londres.
Ateh que de repente, nao mais que de repente, enquanto etava na estacao esperando meu trem pra voltar pra Londres, toca meu celular: Vamos sair?!?! Ai meu Deus… tah ai uma coisa que eu nao sei dizer nao! Vamos, logico!!! Cheguei em casa voando, troquei de roupa voando e rumamos a Lombard Street (restaurante do estagio) pra encontrar com a galera. Comecamos lah mesmo, no bar (ficar amiga da italianada do bar tem suas vantagens), depois fomos pra um Pub pra decidir oque fazer, e no final acabamos indo pra Leicester Square.

Malika, eu e Marina

Eu Malika e Marina fomos parar numa discoteca legalzinha, musica boa, decoracao estilosa e tal, se nao fosse pelo porem que o lugar parecia ser uma reuniao da comunidade hindu de londres. Nada contra os indianos, desde que nao fique todo mundo da parada olhando pra nossa cara com um ar de “what the hell are you doing here?!”. Ignoramos o fato de que nao eramos das masi bem vindas no lugar, dancamos, conversamos, demos voltinhas etc, ateh nao aguentar mais. Vamos no MacDonalds?! Nada melhor que um big mac depois de uma noitada frustrada. Nem o ventinho congenlante no chafariz de Piccadilly nos impediu de nos deliciar com as calorias MacDonaldianas.
Sabado entao seria um dia de retiro espiritual. Arrumei o quarto, fiz faxina, lavei roupa, cortei o cabelo (inclusive com direito a hidratacao e tudo). E lah estava eu, de pijama, conversando com a Monica na cozinha, lavando a louca do jantar (a atividade domestica que eu mais abomino na face da terra, diga-se de passagem) quando, de repente, nao mais que de repente toca meu celular: era a Sandra no caminho de Canterbury pra Londres me intimando a ir num showzinho com ela e uns amigos. Bem, fazer oque neh… TIVE que ir! (Abre parentesis: Eh muito popular entre os jovens ingleses irem a “Gigs” que sao shows de musica ao vivo de bandas em inicio de carreira, que geralmente sao muito boas, e sempre num lugares muito maneiros. Fecha parenteses).

Eu cheguei quase no final (lembren-se que eu estava de pijama lavando a louca quando ela me ligou), e de lah fomos pra Angel&Islington uma area no norte de Londres onde tem um bar/pub/discotecas ao lado do outro, e eh o point dos Ingleses descolados.
Por ser uma zona tipica de ingleses, quando deu 2 da matina fomos literalmente chutados do lugar. Um fish and chips pra arrematar (que eu nao tive coragem de encarar… minha adptacao ainda nao chegou nesse ponto), e quando resolvi voltar pra casa, estava fazendo TANTO frio, estava tao desesperada pra entrar num lugar quentinho que entrei num onibus que ia pra direcao contraria da minah casa. Boa Adriana…!
Mas tudo bem. Ainda era domingo e teria o dia todo pra me redimir. Dormi mais que a cama e fui encontrar com a minha irma e a Fernanda (uma amiga dela que tb veio estudar em Londres).

SouthBank

Feira de livros em SouthBank

Comecamos o passeio no Southbank, caminhando pela beira do rio (estava frio fora do normal pra Londres, mas o tempo estava bom, entao deu uma enganada), dando um espiada na feira de livros, fazendo a fotossintese, e tirando fotos da vista. Completamos o passeio com o Big Ben, Buckingham Palace e Trafalgar Square.

Acertando os ponteiros

Pra fechar o dia (e o fim de semana) fui no cinema e assisti o pior filme da face da terra “Get rich or die trying” (fique rico ou morra tentando), que um filminho auto biografico do rapper/gangster 50 cents. Nao me perguntem porque cargas d’agua escolhemos logo ese filme entre tantos outros, mas o unico que tenho a dizer eh que o talento dele como ator esta mais ou menos no nivel do talento dele como cantor (zero), e como o filme eh autobiografico, e a moral do filme eh que ele fica rico no final, eu cheguei a triste conclusao que ele deveria ter morrido na tentativa…. (sacou o trocadilho? Get rich or die trying… die trying..?!?!)

Adriana Miller
Siga me!

Adriana Miller

Sobre a Autora at Dri EveryWhere
Adriana Miller, Carioca. Profissional de Recursos Humanos Internacional, casada e mãe da Isabella e do Oliver.
Atualmente morando em Denver, Colorado, nos EUA, mas sempre dando umas voltinhas por ai.
Viajante incansável e apaixonada por fotografia e historia.
Adriana Miller
Siga me!

Latest posts by Adriana Miller (see all)

Adriana Miller
1 Comentário
Comente pelo Facebook
Escreva o seu Comentário
* Preenchimento obrigatório. Seu email não será divulgado.
Quer que a sua foto apareça nos comentários? Clique aqui!
1 Comentário
  1. Felipe Ribeiro - 21/12/08 - 20h25

    Haaaaahahahahhaha
    “Die Trying mothafuc**!!!”

    Então, seu blog é ótimo! Estou lendo quase todos os posts! Parabéns!

    Responder