19 Aug 2008
17 comentários

Dicas para entrevistas

Recursos Humanos, Trabalho

Como meu ultimo post sobre Recursos Humanos fez sucesso, resolvi escrever mais um. Na verdade a “inspiracao” para o post de hoje veio porque estou novamente na Espanha, passando por mais uma maratona de entrevistas, e vejo a reacao e a desenvoltura que cada pessoa tem diante de um entrevistador, e como isso pode afetar o seu desempenho, logo uma boa entrevista eh decisivo pra voce se dar bem na sua carreira ou nao. Eh uma pena ver alguem super talentoso, com uma boa formacao, mas que fica tao nervoso e tao sem saber oque fazer que acaba mandando muito mal.

Portanto, vou usar o blog pra prestar um servico de ajuda comunitaria!

Pra comecar que logicamente voce precisa de um bom curriculo. Mas as vezes isso nao significa ter estudado nas top universidades ou em empresas multinacionais, e sim como vc se vende no seu curriculo. Lembre-se que quando vc se candidata a uma posicao qualquer, o recrutador que esta te analizando tambem leu outras centenas de CVs, e soh aqueles que se sobressaem se dao bem. Mas como jah passamos da epoca em que se enviava cartinhas a empresas, tentar chamar atencao com papel cheirosinho ou colorido nao adianta muito. Mas isso fica pra outro post, se alguem se interessar em dicas de como escrever um curriculo.

Mas agora vamos falar de entrevistas. Digamos que seu curriculo mandou benzao, e vc foi chamada(o) pra uma entrevista. Oh ceus! oque fazer agora?

Dica numero 1 eh: investigue tudo e mais um pouco sobre a empresa a qual vc se candidatou. Eu sei (do ponto de vista de “candidata”) que vc provavelmente mandou algumas centenas de CVs e nao esta nem ai pra qual empresa faz oque, desde que seja remotamente na sua area, e o salario te agrade, certo? Errado! Pra empresa que vai te entrevistar, voce tem que dar a impressao que eles sao super importantes na sua vida, que vc sabe tudo sobre a empresa, e aquela eh A vaga que nasceu pra voce, e vice versa.

Voces jah repararam que geralmente as entrevistas comecam com “oque vc sabe sobre a empresa “X”?”. Se vc fizer uma boa impressao ai, jah eh meio caminho andando. A primeira impressao eh de fato a que fica. E o pior eh que eh um trabalho super facil… vai no Google e pesquise sobre a dita cuja. Leia o site, leia artigos de jornal relacionados a eles, leia press releases, etc. Mas nao libere tudo logo no inicio nao. Guarde algumas informacoes pra perguntar no final (mesmo que vc saiba a resposta, pois aprendeu tudinho na sua pesquisa Google), e guarde algumas pra soltar aqui ou ali entre uma pergunta e outra.

Quando o entrevistador te perguntar algo sobre sua experiencia ou trabalhos anteriores tente relacionar essa atividade com oque a empresa faz. Tipo “Sim, eu jah trabalhei em pesquisa de mercado relacionados a lancamentos de novos produtos, mais ou menos como oque foi publicado sobre a empresa “X” no Jornal “Y” ha umas semanas”. Ou: “No meu estagio bla-bla nos utilizavamos o fornecedor “Z”, que eu li que eh o mesmo que vc usam no departamento de informatioca na empresa “X””. Vai por mim, entrevistador ADORA esse tipo de coisas!

A dica 2, que pode ser considerada parte da dica 1, eh que alem de saber muito sobre a empresa, tente saber o maximo possivel sobre o cargo ao qual voce se candidatou. Peca um Job Description ou um listado de tarefas e responsabilidades e saiba exatamente oque eh esperado de voce, caso vc consiga esse novo emprego.

Tente relacionar o maximo possivel sua experiencia atual, com as ‘qualificacoes’ que eles estao pedindo para esse cargo. Mesmo que tenha sido num nivel diferente, ou que nao seja inteiramente verdade. Mas se for mentir, ensaie bem! Sempre mostre seguranca no que voce esta falando! Quanto mais voce conseguir se ‘encaixar’ no perfil que eles estao procurando, maior serao suas chances de conseguir a vaga.

A 3a dica eh a apresentacao. Essa eh meio tricky, porque tem gente que presta muita atencao nisso, e empresas que nao estao nem ai. Alem de que eh um pouco futil pensar que a qualificacao de uma pessoa possa ser medida por suas roupas, mas eh a pura verdade. Logo, voltamos ao ponto de “conheca bem a empresa e sua cultura”. Mas como regra geral, menos eh sempre mais. Evite estar arrumada demais, ou desarrumada demais. Se vc esta se candidatando a uma vaga de advogada, um terninho com bom corte, maquiagem sobria, etc farao uma melhor impressao doque se vc aparecer de calca jeans. Jah se voce esta sendo entrevistada pra uma vaga de designer grafico, se vc aparecer de terninho e coque no cabelo, vc vai virar piada!

Duarante a entrevista em si, existem varias coisas que voce deve fazer para se destacar.

Pra mim, como entrevistadora uma das coisas que me agradam mais eh: FALE! Nao seja uma matraca, falando pelos cotovelos de coisas irrelevantes. Afinal ninguem esta ali pra desperdicar tempo, nem tomar cafe. Mas evite a todo custo respostas “SIM” e “NAO”. Use sempre muitos exemplos de situacoes anteriores, conte coisas boas e coisas ruins, e oque vc fez para contorna-las. E faca perguntas! Muitas perguntas! A regra de ouro numa entrevista eh: quem faz as perguntas, controla a conversa.

Obviamente o entrevistador nao vai deixar vc falar e fazer peguntas sem parar, mas sempre que ele(a) der uma deixa, aproveite para complementar o pensamento com um exemplo, uma situacao, um problema.

Se por acaso te perguntarem alguma cosia que voce nao saiba, seja sincero, e diga “nao sei” ou “nunca trabalhei com isso”, afinal a pessoa que te perguntar com certeza sabe e conhece aquilo, entao fica facil facil te pegar na mentira. E ninguem gosta de funcionario mentiroso. Mas em vez de apontar uma fraqueza na sua experiencia, vc pode virar o jogo e perguntar: “Na verdade eu nunca trabalhei com o sistema KYZ, mas jah ouvi falar muito dele. Quais aplicacoes desse sistema voces usam aqui na empresa “X”? Porque vc considera que esse sistema seja melhor que o “ABC”?”.

Uma outra pegadinha em entrevistas, e que a maioria das pessoas cai na armadilha, eh perguntar sobre suas fraquezas, seus development needs. Por favor evite os chavoes do tipo “Ah… meu defeito eh que eu trabalho muito! Sou dedicado demais a minha carreira”. Bohooo pra voce! Vai pagar mico a toa! Mas tambem nao precisa ser sincero demais… Nao vah dizer ao entrevistador que seu defeito eh que vc odeia hora extra e eh viciado em ler blogs, logo disperdica horas do seu dia de trabalho na net!

Use coisas como por exemplo: Se eh uma vaga de analista, ou seja, maior parte do tempo vc vai ficar de cara no computador, entao vc pode dizer que sua fraqueza sao as apresentacoes. Voce ateh gostaria de ter mais oportunidades de falar em publico, mas que a aportunidade certa ainda nao apareceu. Ou se vc esta sendo entrevistado para um cargo de direito, pode dizer que sua fraqueza sao as planilhas Excell. etc. Ou seja, use uma coisa REAL, mas que ao mesmo tempo nao afeta diretamente o seu desempenho nesse cargo.

Uma outra boa dica eh evite reclamar. Nao seja um reclamao… o entrevistador nao eh seu amigo e muito menos terapista, entao nao fique reclamando do seu cargo, seu salario, seu chefe e sua empresa… Se voce esta insatizfeito (afinal, se nao estivesse nao estaria procurando outro emprego) mencione as coisas que vc nao gosta e portanto quer mudar de ares, mas use isso a seu favor, mostrando que vc eh uma pessoa que nao se acomoda na vida, e quando algo nao esta bom o suficiente, toma atitudes pra mudar. Afinal, esse eh o tipo de pessoas que as empresas querem.

Por final, faca perguntas. Pergunte sobre a empresa, sobre a cultura, sobre as pessoas que trabalham ali, quem serao seus colegas de trabalho no dia a dia, etc, etc. Ou seja, sempre mostre interesse naquele cargo.

Lembre-se que em termos de “curriculo”, qualificacoes, experiencia, etc, provavelmente todas as outras dezenas de pessoas que serao entrevistadas sao iguasizinhas (ou melhores) a voce. Logo, se vc esta ali eh porque eh tecnicamente capaz de desempenhar aquela funcao (ou porque mentiu muito bem!), porem a unica vantagem que voce tem em relacao a todos os outros candidatos eh sua personalidade e mostrar pra quem quer que seja que estiver te entrevistando que VOCE eh a pessoa que eles querem. Que voce realmente QUER aquele emprego, e nao porque precisa. Que sua personalidade eh o sangue novo que eles estavam precisando, e mesmo que vc ainda nao esteja 100% no ponto que eles querem, voce vai aprender rapido e vai ficar!

Recrutadores tem pavor de pessoas “fominhas” demais, que vc percebe na hora que aquele emprego eh soh um trampolim pra outra carreira, outros cargos, e que daqui a alguns meses o candidato vai acabar indo embora. Ser ambicioso na medida certa eh bom, eh otimo. Mas nao chegue numa entrevista de emprego para assistente jah falando que em X anos quer ser gerente. A nao ser que te perguntem. Ai seja sincero, mas realista. Nnguem passa de auxiliar admnistrativo a diretor em 3 anos.

Recrutar e treinar alguem eh muito caro para as empresas, entao o candidato ideal eh aquele que alem de ter a experiencia certa, ainda tem a atitude certa. Entao nao eh voce que tem que achar um emprego, eles tem que sentir que o emprego eh que achou voce!

 

Adriana Miller
17 comentários
Comente pelo Facebook
Escreva o seu Comentário
* Preenchimento obrigatório. Seu email não será divulgado.
Quer que a sua foto apareça nos comentários? Clique aqui!
17 comentários
  1. Isabel Célia - 19/08/08 - 17h17

    Adoreeeeeeeeeeeeeei…muito bom mesmo, vc tocou nos pontos certos…já vou usar na minha prócima entrevista…bj…

    Responder
  2. Isabel Célia - 19/08/08 - 17h21

    Adoreeeeeeeeeeeeeei…muito bom mesmo, vc tocou nos pontos certos…já vou usar na minha próxima entrevista…bj…

    Responder
  3. catita - 19/08/08 - 17h57

    fiquei com medo de ser entrevistada por vc… ehehehheh

    Bjs

    Responder
  4. Adriana - 19/08/08 - 18h30

    ‘HAHAHAHHAHAHHAHAH! Fica com medo nao! Eu sou super simpatica, juro! :-)

    Responder
  5. Claudia Acourt - 19/08/08 - 19h18

    Putz .. mandou muito bem! Adoro quando seus posts sao informativos assim. Alias, seu blog tem me ajudado muito. Criei coragem, chutei o pau da barraca no Brasil e vim para a Europa. Agora vou fazer uma pós. Depois, passar numa dessas entrevistas que vc falou. Dicas uteis. Ah, sobre o post de ler blogs te inspira, a mim tbem.

    Bacio e arriverdeci

    Responder
  6. Flavia - 19/08/08 - 21h28

    Adriii, esse post ficou muito 10! Se fosse vc comecava a cobrar ha, ha.

    Algumas coisas eu jah sabia, mas sabe quando vc acha que nao eh taaooo importante assim… Na minha proxima entrevista vou colocar seus “ensinamentos” em pratica ha, ha.

    bjs

    Responder
  7. Simone Takayama - 19/08/08 - 23h58

    Oi, Adriana!
    Adorei suas dicas pra entrevistas, principalmente porque estou procurando por um emprego. E fiquei interessadíssima num post sobre currículos!
    Obrigadíssima pela força!
    Beijos,
    Si

    Responder
  8. Jane - 20/08/08 - 05h04

    Excelente post!
    Pode ser útil pra mta gente.
    Comecei acompanhar seu blog tem pouco tempo. To adorando!
    Parabéns!

    Responder
  9. Samara Nascimento - 20/08/08 - 08h23

    voce falou: Mas isso fica pra outro post, se alguem se interessar em dicas de como escrever um curriculo.
    POR FAVOR, faca esse post.
    Adoro seu blog.
    OBrigada

    Responder
  10. Gabriela - 20/08/08 - 12h34

    Brava!!!!!!!!!!!!!!!
    Tenho certeza que muitas pessoas poderao tirar proveito dessas informaçoes e o futuro post sobre CV sera mais um sucesso.

    Responder
  11. Bia - 21/08/08 - 01h50

    Oi Adriana!

    Eu gosto muito desses seus posts! Me ajudam a ter uma ideia do q esperar num futuro proximo, já q eu me formo no fim do ano e pretendo fazer um curso de extensão, uma pos ou algo assim nos EUA, e com isso quero procurar um estágio q me de a oportunidade de sentir como é o mercado de trabalho americano!

    Eu gostaria sim, quando vc tiver um tempo, q escrevesse pudesse dar dicas de como escrever um curriculo!

    bjos,
    Bia

    Responder
  12. Débora - 22/08/08 - 14h33

    Dri ADOREI esse post, principalmente pq estou procurando um novo emprego…

    Ultimamente tenho feito várias entrevistas e SEMPRE fico pensando nossa o que será que ela gostaria que eu falasse agora?! Mas depois desse post já sei +/- o que devo dizer…

    Assim que eu conseguir um novo emprego te aviso…

    Beijinhos.

    Responder
  13. Tuga em Londres - 23/08/08 - 22h35

    Muito obrigada pelas dicas. Sem dúvida irão ser úteis para uma próxima entrevista. Fico a aguardar o post relativo ao CV :-)

    Responder
  14. Alexsandra - 22/09/08 - 21h35

    Oi Adriana
    Parabens pelo seu blog, eh o maximo. Eu estava procurando informacoes sobre a Inlgaterra quando o encontrei, e tem me ajudado muito.
    Eu estou na Italia, mas com planos de ir pra Inglaterra, provavelmente daqui 2 semanas, meu marido acabou de pegar a cidadania italiana.
    Enfim, vamos começar do 0. Estamos pensando em ir pra Birmingham, onde temos alguns conhecidos. Estou super anciosa, a unica coisa que me deixa um pouco + aliviada, eh o fato de ter morado 7 anos na Florida, entao pelo menos vou poder me comunicar (or kind of) Estou com planos de estudar e trabalhar. Tuas informacoes tem me benificiado bastante, visto q vou ter q encarar essa de CV, interview. Algum comentario sobre Birmingham, gostaria de saber seu ponto de vista.
    Um abraço
    sua mais nova leitora
    Alexsandra

    Responder
  15. Mayra Boppre - 14/12/13 - 12h18

    Adriana, uma dúvida sobre entrevistas.
    No meu caso, eu quero sair do meu emprego atual porque lá eu não tenho oportunidade de crescimento, não tem plano de carreira, etc.
    Então, como eu não tive “grandes realizações” no período por lá, eu gostaria de saber se fica de bom tom, falar das minhas realizações no âmbito pessoal, porque os últimos dois anos foram muito importantes para mim.
    Por exemplo, eu pensei de falar do planejamento do meu casamento, que eu fiz sozinha e exigiu muita organização, dedicação e praticamente todo meu conhecimento em projetos (sou PMP) e do meu emagrecimento, que foram 20 kg em 4 meses de muito foco, disciplina e perseverança.
    Como abordar esses assuntos na entrevista, sem parecer que eu estou falando uma coisa nada a ver e sem parecer pedante, porque nossa eu me senti muito p**da de ter passado por tudo isso com sucesso rsrsrsr
    Obrigada novamente!!

    Responder
    • Adriana Miller - 14/12/13 - 23h51

      Olha, eu pessoalmente deixaria de fora. E como recrutadora, só se fosse uma vaga muito relevante a essas coisas é que dedicaria tempo de entrevista explorando esses projetos pessoais.
      É uma linha muito tênue entre a “encheção de linguiça” e “olha que máximo que eu sou” no que diz respeito a experiências pessoais, então a regra é: sempre deixe de fora do CV “oficial” a não ser que seja muuuuuito relevante e extraordinário, mas se te perguntarem alguma coisa que possa ser relacionada com isso (superação pessoal, força de vontade, traçando metas, planejamento, etc) durante a entrevista ai sim você pode comentar sobre seus feitos.

      Responder
  16. Keila - 17/07/14 - 22h12

    Olá Adriana. Lia seu blog lá nos idos de 2010, quando estava num intercâmbio para curso de inglês na Inglaterra. Fiquei os últimos quatro anos sem visitar o blog, mas agora, que fui aceita em um mestrado em Londres, voltei para ler seus posts relacionados à cidade e, principalmente, a trabalho internacional.

    Como você, também tenho uma ambição desde muito pequena em trilhar uma carreira internacional. Acho incrível que seja possível conversar e trabalhar com pessoas de vários países, múltiplos backgrounds e culturas distintas. Eu sou de uma carreira bem diferente da sua, sou jornalista ainda em início de carreira, mas já tive experiências interessantes, que me ajudaram a reforçar essa ideia de carreira internacional. Como trabalho em um jornal de business em São Paulo cobrindo publicidade, tenho contato com muitos executivos internacionais e acho incrível que a cada semana eu possa conversar com pessoas tão interessantes e diferentes nas entrevistas que faço.

    Contudo, um ponto fraco que sempre tive foi o tal do currículo e a carta de apresentação – tudo bem que aplicar para os mestrados foi um intensivo em ‘como vender meu peixe’ e hoje essa minha habilidade melhorou muito frente ao que era, mas ainda não me sinto expert nesse sentido.

    Em pouco tempo, quando tiver iniciado o curso (em setembro/2014), vou poder começar a me candidatar a vagas em empresas inglesas para internships. E, só de pensar nas entrevistas, já entro em pânico! Tenho melhorado com os anos, mas também tenho traumas de entrevistas em que fui muito mal rsrsrs. Seu blog, contudo, traz dicas preciosas. É muito bom que você divida suas visões como profissional de RH. Vou introjetar essas informações que você passou, and luckily, terei sucesso nas minhas futuras entrevistas.

    Abraços, Keila.

    Responder