24 Feb 2009
13 comentários

London Fashion Week

Dicas de Londres, Inglaterra, Museus, Vida na Inglaterra

Esse fim de semana o Natural History Museum esta sendo palco da semana de moda de Londres.

Na entrada da Arena onde estao acontecendo os desfiles, bem na escadinha por onde entram modelos, fotografos e fashionistas, estava rolando um protesto, nao soh em relacao a magraze das modelos, mas abordando a diversidade em geral.

Algumas das protestantes pegaram o Aaron pra cobaia (eu falei pra ele prestar a tencao, mas ele deu mole! Hahahahaha), e acabou dando seu depoimento, tirou fotos, etc. Enquanto eu fiquei de longe, fingindo que nem conhecia…

Quando comeceia  falar com uma das protestantes, ela explicou que na verdade nao estavam ali para necessariamente apenas falar falar sobre a magreza das modelos, mas pela falta de modelos de etnias minoritarias, como negras, indianas, asiaticas e ateh mesmo ruivas (que na Inglaterra ser ruivo eh sinal de muito descriminacao. Tem gente que pinta o cabelo de bebezinhos ruivos, tadinhos!). Falaram tambem sobre a idade das modelos, que estao comecando cada vez mais cedo, e por sua vez terminando tambem mais jovens.

Achei a proposta interessante, mas sinceramente duvido de sua eficacia.

Voces tem opiniao formada sobre diversidade nas passarelas, ou acham que nao importa, jah que as modelos nada mais sao do que cabides de roupas?

 

Adriana Miller
Siga me!

Adriana Miller

Sobre a Autora at Dri EveryWhere
Adriana Miller, Carioca. Profissional de Recursos Humanos Internacional, casada e mãe da Isabella e do Oliver.
Atualmente morando em Denver, Colorado, nos EUA, mas sempre dando umas voltinhas por ai.
Viajante incansável e apaixonada por fotografia e historia.
Adriana Miller
Siga me!

Latest posts by Adriana Miller (see all)

Adriana Miller
13 comentários
Comente pelo Facebook
Escreva o seu Comentário
* Preenchimento obrigatório. Seu email não será divulgado.
Quer que a sua foto apareça nos comentários? Clique aqui!
13 comentários
  1. Claudia Acourt - 24/02/09 - 19h35

    Em resumo, estao protestando contra uma regra imposta pela moda. Em contrapartida, sugerem outros padroes que podem virar a ditadura da beleza de amanha.
    Começar a trabalhar mais cedo como modelo, qual o problema? Perdem a infancia, ficam distantes da familia, nao podem estudar etc. Igual a milhares de crianças e adolescentes do norte-nordeste brasileiro, Africa e Asia. Entre estes e as modelos mirins, a diferença é que as ultimas param de trabalhar mais cedo e ganham muito dinheiro. Entao, melhor ser cabide de roupa ganhando dinheiro que ser cortador de cana mirim.

    Bacio

    Responder
  2. Flavia - 24/02/09 - 21h51

    Eu tenho pena dessas meninas, logico, nao de uma Gisele e cia, mas das meninas mais jovens que estao comecando, sonhando com um mundo glamoroso, onde soh vao encontrar muitas portas fechadas e muito trabalho duro, sem contar na pressao para perder peso, o que eu acho um absurdo total. Aqui na Inglaterra eh um absurdo essa facinacao com essas revistas de fofoca e celebridades, nossa.

    Mas esse negocio de igualdade racial eh igual em qq lugar, qualquer emprego ou pais. Sim, tem que haver sim, mas tem alguem interessado nisso? Eu acho que nao, pelo menos nao quem tem algum poder de mudar algo.

    bjs

    Responder
  3. lucia - 25/02/09 - 02h18

    Dri, sinceramente nao sabia que tinha tanto preconceito assim. Sabia que as modelos normalmente tem que ser um palito, mas pensei que isso ja estava mudando um pouco devido as mesmas modelos brasileiras tendo corpo e nao serem esqueleticas. Pensei que havia diversidade sim.

    Se bem que semana passada um idiota de fashion (nem sei o nome dele) fez um comentario que todo mundo por aqui ficou abismado, dizendo que a Heidi Klum, nao tinha mais que desfilar, pois era gorda. Gente!!!! A mulher ja teve tres filhos e tem um dos corpos mais bonitos que ja vi (eu adoro ela, entao o comentario desse cara did strike a nerve with me). Really? Come on!

    Comentarios como esse e’ que fazem as meninas de hoje serem paranoicas com suas imagens e terem problemas como anorexia, bulimia ou pior: self esteem.

    E se puder, explica direito esse negocio de terem preconceitos com ruivos ai. Nunca tinha ouvido isso antes e estou interessada em saber.

    bjos

    Responder
  4. lucia - 25/02/09 - 02h21

    PS: Voce esta super chic nessa foto. Lembro de vc ter comentado nao estar satisfeita com o cabelo, mas achei sua cor e seu corte lindos! bjos

    Responder
  5. Juci - 25/02/09 - 17h01

    Oi Dri obrigada! Estou super animada com este novo recomeco! Qto a encontrinhos, com CERTEZA estarei pintando por Londres com uma certa frequencia…hehe Entao oportunidades teremos num futuro proximo! Enquanto isso a gente vai se encontrando virtualmente….hehehe, pois afinal de contas seu blog eh um dos meus favoritos! :)
    Bjs

    Responder
  6. Flavia - 25/02/09 - 18h51

    Acho que os protestos merecem nosso respeito sim, ainda mais em casos como estes. É muita mãe colocando meninas para passarem fome e as jogando em um mundo de gente grande.

    Quantas Gizeles existem no mundo? UMA. E quantas sonhadoras que largam sua família? Conheço meninas que sairam de casa aos 13 anos para serem modelos e terminaram vendendo o corpo para ter o que comer.

    Algumas sentem vergonha de voltar para suas cidades, porque não conseguiram ficar famosas.

    A gente só lembra do quão perigoso isso é, quando uma morre de bulemia ou sei lá o que mais.

    Além disso, a diversidade deve ser estimulada sim. Imagina pintar o cabelo de um bebê! Mas já vi mãe pintando cabelo de menina novinha com blondor! E o que dizer das que fazem chapinha em meninas de 10 anos? Compram na farmácia e mandam ver!

    Não vou dizer que acho lindo um cabelo todo em pé, crespão que não mexe com o vento, se tivesse o cabelo assim, não sei se alisaria, mas acredito que se as pessoas começarem a se aceitar como nasceram, com certeza será natural para todos e com o tempo passará a ser bonito.

    Meu cabelo é enrolado e não há onda de alisamento que me faça abrir mão dele como é. Dá trabalho? Nem te conto o tanto. Cachos amassam fácil. Mas quando quero liso, fáço escova e está resolvido.

    Claro que é estranho uma modelo negra entrando na passarela. Como não seria? 30 brancas de cabelos lisos entram e do nada vem uma negra. Claro que destoa! Assim como uma branca destoa no meio do Quênia!

    Enfim, acho que o mundo tem tanta diversidade e nos fechamos em admirar apenas um pequeno grupo.

    Falei demaisss rs

    Beijocas

    Responder
  7. leticia - 26/02/09 - 07h35

    sinceramente, acho que tem coisa mais importante pra protestar. esse esqueminha de desfile sempre foi e sempre vai ser o mesmo. já as revistas femininas nas bancas de jornais me preocupam muito mais pq são muito mais acessiveis e estao passando uma imagem completamente irreal da mulher ha anos…

    Responder
  8. Dedeia - 26/02/09 - 12h08

    Modelo eh cabide de roupa. Com gente passando fome, morrendo de doencas que deveriam estar erradicadas, animais sendo maltratados, eu sinceramente nao me toco com a causa “das modelos discriminadas”. Que elas lutem por isso e defendam sua classe trabalhista eu acho digno, mas nao compro a causa.
    Beijos!

    Responder
  9. Tatiana - 26/02/09 - 17h46

    Eu até acho que deve existir alguma discriminação, mas definitivamente não é uma causa que eu compraria… Só de lembrar dos poucos desfiles que já vi pela tv, tipo SPFW e etc., sempre vi modelos de etnias diferentes, nunca achei que só as brancas eram privilegiadas. Vide Naomi Campbell e tantas outras modelos.

    Responder
  10. Talluana Nogueira - 26/02/09 - 19h50

    Oi Adriana tudo bem, eu acompanho o seus dois blogs mas nunca comentei em nenhum
    anyway eu tb moro em londres e hj vi uma foto no the london paper q acho q so pode ser sua e do seu marido…
    Bjo
    Talluana

    Responder
  11. Talluana Nogueira - 26/02/09 - 19h50

    Oi Adriana tudo bem, eu acompanho o seus dois blogs mas nunca comentei em nenhum
    anyway eu tb moro em londres e hj vi uma foto no the london paper q acho q so pode ser sua e do seu marido…
    Bjo
    Talluana

    Responder
  12. carol mello - 26/02/09 - 23h56

    Oi, Dri!!! quanta intimidade rs, como li acima sobre o encontrinho quando vier ao brasil, poderemos todos nos encontrarmos o que acha??? pelo que vi no blog vc não vem muito, mas quem sabe um dia né, seria muito legal. Adoro o blog de maquiagem tambem, parabens.
    Infelizmente não posso falar em encontrar ai em Londres, pois só vou para Italia e Estados Unidos uma pena. Alias se tiver dicas de NY por favor, ficarei feliz mesmo não sendo o seu habitat.
    beijinhos carol mello

    Responder
  13. Alice - 12/12/13 - 01h18

    Anos se passaram depois desse post e as coisas não mudaram muito, vide o são paulo fashion week desse ano, em que uma marca quis homenagear a África, no entanto nenhuma modelo negra. Acho muito válido protestar quanto a isso, como em qualquer outra profissão. Afinal o público de mulheres negras é grande mas acabam não se vendo representadas em nenhum lugar… O racismo existe sim, e isso é fato…

    Responder