28 May 2009
37 comentários

Kapali Carsi – Grand Bazaar

Dicas de Viagens, Instanbul, Turquia

O Grand Bazaar de Istanbul eh literalmente o coracao da cidade. Fica bem no centro do mapa, e por seculos e mais seculos tem atraido comerciantes e turistas de todo o mundo.

O complexo tem mais de 4.000 lojas que vendem de um tudo: de tapetes feito a mao com fios de seda, e bolsa falsificada da Gucci. Eh um labirinto que nao acaba mais de lojas, lojinhas, tendas, e pessoas, muitas pessoas!

Passear em mercados eh uma das cosias que mais gosto de fazer em viagens. Nao importa onde, nem que tipo de mercado eh, mas eu sempre acho que eh uma otima maneira de conhecer melhor a populacao local, e entender como eh a vida deles. Seja um mega shopping na Florida, um mercado de flores na Italia, uma quitanda na Tailandia ou o Grand Bazaar de Istanbul. Todos igualmente hipnotizantes!

Ao longo dos anos, oque era apenas um conjunto de ruas interligadas com um monte de lojas, acabou ganhando teto, muros e portoes, mas a estrutura e organizacao continua a mesma. Cada “bairro” do shopping tem sua especializacao, entao tem a area do tapetes, dos artigos em couro, das especiarias, lampadas, bugigangas, etc, etc. E o mais legal eh simplesmente andar sem rumo.

Nao fomos pra lah pra fazer compras propriamente dito, mas eu estou sempre catando um novo enfeite de natal, e gostamos de comprar pecas de decoracao nos lugares onde vamos. Soh falta espaco pra colocar tudo que temos (hoje em dia estao no fundo do armario, em baixo do sofa, no maleiros, etc), mas o dia que comprarmos uma casa, e decoracao jah vai esta completa! Entao decidimos que o Grand Bazaar de Istanbul seria o lugar perfeito pra comprar um tapete pra nossa (futura) casa!

O unico problema desses mercados eh justamente saber lidar com os vendedores. os precos sao sempre exorbitantes, e a alma do negocio eh a barganha. Discutir, bater boca, sair andando, e ai o vendedor vem andando atras de voce, faz uma chatagem e acavamos concordando num preco.

O Aaron fica pra morrer, mas eu nao nego meu sangue de imigrante portugues, e negocio ateh o fim! Jah chego falando que sou Brasileira pobre e faco altas caras de horror quando eles dao o preco original.

O engracado eh que, pela cultura local, os vendedores sempre se dirigem ao Aaron primeiro (sem falar na cara de gringo que denuncia de longe), ele fica naquela de sem graca,  e entao eu entro na conversa.

Uma cosia que notei na Turquia eh que todos os vendedores usam a MESMA tecnica de venda: Vc para na porta e comeca a ver uns artigos. Alguem vem correndo lah de dentro (se eh que jah nao estavam na porta gritando pra vc entrar). Entao vc pergunta o preco. De cara, ninguem quer dar preco nenhum.

Ai vc pergunta de novo, fala que esta soh olhando, e pesquisando precos. Entao eles comecam com a estoria (no mais puro estilo eu podia ta roubanu, eu podia tah matanu, mas to vendenu meu tapete em Istanbul): voce eh meu primeiro cliente do dia, e como voce eh do Brasil (ou substitua por qualquer outro pais) e eu tenho um primo (troque por qualquer tipo de parentesco remoto) que mora lah, vou te dar um preco especial. Mas antes, entra aqui na minha loja, deixa eu te servir um cha – eh de graca! – e te mostrar como minha mercadoria eh bem melhor que a da concorrencia.

Algumas vezes, estavamos de fato interssados na mercadoria, entao resolvemos entrar pra ver no que dava. Entao a tecnica seguia em frente: Voce pergunta de novo qual o preco, o vendedor te ignora, e comeca a abrir varios tapetes (substitua por qualquer outra tralha), esvaziar preteleiras. Pede pra vc encostar e ver como eh macio, como a qualidade eh boa. Ai vc pergunta de novo quanto custa, ele te ignora mais uma vez, e te conta a historia de como aquilo foi feito a mao, na regiao tal da turquia, e que ele (ou o pai, o avo, etc) eh o dono da loja, entao o preco que ele vai te fazer eh especial, pois nao precisa pagar terceiros, e amargem de lucro eh muito baixa.

E entao te dah o preco. E entao entra em cena a minha tecnica de negociacao: Tudo comeca com a cara de pavor! Nossa, mas como assim? Eu jah vi em outra loja por X liras (um valor que seja equivalente a pelo menos metade do preco, mas geralmente 1/3). O vendedor tenta contornar a situacao, faz uma cara de coitado e tal. Ai eu ameaco sair, e comeco a falar em portugues com o Aaron (mesmo sabendo que provavelemnte ele nao tah me entendendo, e tah querendo morrer de vergonha alheia!). AI o cara resolve negociar. Pergunta quanto vc quer pagar. Vc dah seu preco. Ele recusa e oferece Y. Ai vc recusa e ameca sair d aloja de novo. Entao ele te dah um outro preco.

Isso pode seguir eternamente, ateh um dos dois cansar e desistir da batalha. Uma das lojas o cara foi dura na queda, e acabamos indo embora. Acabamos comprando o quilt identico ao dele por 1/5 do preco que ele queria vender! Na loja que comprei os enfeites de natal, o preco inicial por 1 bolinha era 20 liras, acabei levando 2 enfeites, mais 2 pulseiras por 15 liras! E por fim acabamos comprando um tapete, que o preco inicial era 500 liras, e por fim levamos DOIS por 300.

Toda vez que vamos num lugar assim o Aaron jura de peh junto que nunca mais entra num mercado comigo, mas no final fica feliz da vida com as aquisicoes e a economia!

 

Adriana Miller
37 comentários
Comente pelo Facebook
Escreva o seu Comentário
* Preenchimento obrigatório. Seu email não será divulgado.
Quer que a sua foto apareça nos comentários? Clique aqui!
37 comentários
  1. g. - 28/05/09 - 12h09

    kkkkk!
    adoro tudo isto! meu marido que é alemao tinha pavor disto tb! eu falei tinha! porque ele agora me superou!!! pois eh, eu criei um monstro…
    mas sempre na base da diversao e risada que é o mais importante!
    ps.:queria saber se vc viu por lá alguma make interessante e diferente que as turcas usam?
    bjs

    Responder
    • Gláucia - 16/05/14 - 04h50

      Estou decorando minha casa e queria saber se alguém sabe dizer o preço de uma luminária pequena para um lavabo?

      Responder
  2. Mariela - 28/05/09 - 12h10

    Ahhh muitoo bom Dri, consegui acabar de ler boa parte do seu blog, mas muuita coisa, mas foi muito divertido.
    E eu sei como é essa história de pechinchar, minha melhor amiga sempre fica puta comigo, que ela fala que eu quero pechinchar até no bar pra ganhar mais uma cerveja! hahahahaha
    Mas tem que ser…

    ;***

    Responder
  3. helo - 28/05/09 - 13h43

    vou me acabar de comprar luminarias qdo eu for la!!! rsrsrsrs

    Responder
  4. Adriana - 28/05/09 - 13h46

    As luminarias eram meu sonho de consumo, mas o Aaron nao me deixou comprar nenhuma, pois disse que ia virar quinquilharia lah em casa! Humpf!
    Mas sao maravilhosas!!!

    Responder
  5. Perdida pelo mundo - 28/05/09 - 14h59

    Ahahah, João até que tenta negociar o preço, mas sempre tão diplomaticamente e bem educado, que não leva nada. Eu já regateio, vou virando as costas, e uma das tácticas é nunca mas NUNCA ter na carteira (que os vendedores vejam)mais dinheiro do que aquele que quero pagar.
    Ai, se eu for Turquia acho que ficar rouca de tannta coisa que gostaria de comprar.

    Bj
    Raquel

    Responder
  6. Adriana - 28/05/09 - 16h28

    Hahahahahahah!
    Eu uso a mesma “tecnica” tambem Raquel!!
    Jah deixo separado no bolso o valor maximoq ue estou disposata a gastar, pra nem ter que abrir a carteira na frente do vendedor, e caos eles nao queriam baixar o preco, eu falo “soh tenho isso” e geralmente dah certo!

    Responder
  7. Francelli - 28/05/09 - 17h42

    Eu tenho um jeito Aaron de ser. Não consigo pechinchar sem morrer de vergonha. Realmente não tenho o dom pra isso.
    Adorei todos os posts, ja tinha vontade de conhecer a Turquia antes, agora só aumentou! Uma pena que viajar do Brasil pra qualquer lugar, até mesmo dentro do Brasil seja tão caro. Eu moro em Porto Alegre, o que fica mais complicado ainda, pois qualquer viagem já começa com uma escala em São Paulo.
    Beijo!

    Responder
  8. Renata B. - 28/05/09 - 18h54

    Bah eu ainda sou tímida pra pechinchar!!Acho que nunca vou ser como vc Dri, mas aos pouquinhos to evoluindo!
    E uma coisa em comum com o Aaron morro de vergonha pelos outros, quando saio com a minha mãe quero fugir de tanto que ela pechincha!hehehe
    Mas com certeza vale a vergonha pela economia que è feita!!Um dia chego lá!
    beijo

    Responder
  9. Erika - 28/05/09 - 19h17

    morro de rir com suas tecnicas de negociacao! muuuuuuito engracado viu? e so imagino a cara do Aaron doido de vergonha…

    se bem q no fim ti manda muito bem. olha qto dinheiro economiza por pechinchar! se for colocar na ponta do lapis deve ser uma grana!

    essa de brasileira pobre convence? pq eles podem rebater q vc eh pobre , mas o marido com cara de gringo nao eh! o q vc fala??

    (podem falar, como ja falaram pra mim uma vez, “mas seu marido/namorado paga pra vc!”) Fiquei na duvida de como me sair…

    bjs

    Responder
  10. Adriana - 28/05/09 - 19h38

    Erika,
    Isos jah aconteceu comigo uma vez tambem, num mercado da Tailandia. Quando eu faleu que era Brasileira pobre e queria um desconto e mostrei pra ele quanto tinha no bolso, o vendedro falou: pede dinheiro pro seu marido!

    Nossa, eu fiquei ROXA de raiva! HAHAHAHAH
    Olhei pro vendedro e falei que “Quem manda aqui sou eu!” e fui embora da loja na mesma hora!
    HAHAHHAHAHAHAHHA
    O Aaron rolou de rir da minha cara…

    Responder
  11. Flavia - 28/05/09 - 22h10

    O Paul eh otimo para negociar, bem melhor que eu, ele jah conseguiu negociar aqui na Inglaterra, imagine, entao acho que se fossemos para a Turquia seria facilimo para ele ha, ha, ha

    bjs

    Responder
  12. Marília - 28/05/09 - 23h12

    hahahahahaha… você é graduada em barganha?? Caramba… técnicas e mais técnicas!! Adorei. Eu também sempre dou um jeitinho e saio pagando menos, mas vocÊ é show de bola!!!
    Adorei!!!

    Beijoooo

    P.S.: Lindas as suas fotos!!

    Responder
  13. leticia - 29/05/09 - 03h58

    aqui em casa somos os dois péssimos de negociação!
    já perdi a conta de quantas vezes fomos literalmente passados pra trás…

    Responder
  14. Rosa Mônica - 29/05/09 - 13h16

    Estou adorando as aventuras da Turquia.
    Nunca mais tinha comentado, pois a tela do computador ficava td azul qdo colocava no blog, apenas as foto se sobressaiam, e era muito dificil ler.
    Bjos

    Responder
  15. Gabriela - 29/05/09 - 15h34

    Menina, preciso de uma aula sua de como pechinchar! uahauauhauha
    Deve ser mt engraçado observar o Aaron envergonhado enquanto vc negocia!
    Bjo

    Responder
  16. Luís - 29/05/09 - 15h50

    Bem… Adorei as suas descrições do negócio na Turquia. É mais ou menos assim em todos os países árabes. Eu já estive uma vez na Tunísia e duas em Marrocos e funciona da mesma maneira. No Grande Bazar de Tunis o vendedor vai gritando um preço mais baixo à medida que nós nos vamos embora. É muito divertido. Mas só vale a pena se quisermos mesmo comprar.

    Grande site, o seu. Parabéns.

    Luís Seco

    Responder
  17. Alessandra - 01/06/09 - 14h10

    ahh, adorei os posts da turquia.. 6 anos atràs eu fiz uma parada super rapida por là, quando eu ainda trabalhava num navio de cruzeiro.. depois de ter girado uns pontos turìsticos, fui com um grupo de amigos nesse gran bazaar, hahaha nào tenho o dom da negociaçao, sou meio tìmida preciso de um empurraozinho no começo, mas me diverti vendo meus amigos barganhando muito por là ahaha com ajuda deles consegui barganhar algumas outras coisas em outros lugares… viajar pelo norte da àfrica, turquia e porque nào grècia tem q usar a arte da negociaçao, sim.. da pra conseguir mt coisa em conta! ahhhh adorei a foto mostrando os olhos azuis em objetos de decoraçao.. tinha um pingente q eu A-MA-VA grego, mas ele quebrou =( sou louca por esse olho azul, acho lindo..

    Responder
  18. CarlaZ - 04/06/09 - 01h21

    Estou adorando o blog (tentando ler tudo hehehe) e essa parte da Turquia então…
    E como estou planejando a minha queria saber quantos dias são suficientes para Istambul.

    Responder
  19. Eliana - 11/06/09 - 15h01

    OLÁ ADRIANA
    AMEI SEU BLOG.
    ESTAREI NA EUROPA EM FIM DE JULHO E INÍCIO DE AGOSTO.
    FAREI UMA PASSAGEM METEÓRICA POR PARIS, BRUXELAS E AMSTERDÃ.
    PODE ME DAR DICAS SOBRE BRUXELAS E AMSTERDÃ?
    POIS SEU ROTEIRO DE PASSEIO DE 2 DIAS EM PASRIS JÁ COPIEI(I´M SORRY!) E VOU FAZER PASSO A PASSO.
    ABRAÇO.

    Responder
  20. Adriana - 11/06/09 - 15h16

    Oi Eliana, pode copiar a vontade! Foi pra isso mesmo que fiz o roteiro! :-)

    Quanto a Bruxelas e Amsterdam, dah uma passadinha nas Categorias dessas duas cidades (em Belgica e Holanda) que tem bastante dicas por lah.

    Responder
  21. Mel Siqueira - 08/06/10 - 20h46

    Ameeei, hahaha, ai Adriana ri muito com sua tática de pechinchar. No maior estilo “who don’t cry…don’t suck” no bom sentido. Hahahha.
    Amei seu blog, amei mesmo. Já li todos os post até chegar neste e irei continuar lendo. Você nos faz viajar e sentir a energia de cada país que visita.
    Pretendo ir morar com minha amiga em London em breve. Ela mora em East London, Hackney. Se quiser lhe passo o contato dela, ela é uma pessoa maravilhosa e chama-se Katia, mora ai há uns 14 ou 15 anos!
    Sem contar que eu já passei o endereço do seu blog pra Cris, a irmã dela que mora ai também e é funcionária do V&A!

    Espero que me responda!

    Love, Mel.

    Responder
    • Adriana - 08/06/10 - 22h24

      Pois é! Me divirto nessas situações, mas sei que a maioria das pessoas simplesmente detesta esses ambientes de pressão e barganha (meu marido por exemplo! Odeia!).

      Que bom que voce gostou do blog!
      Sim, conheço East hackney, mas só fui praqueles lados da cidade umas poucas vezes (fica meio longe). A loja da Burberry é lá!

      Responder
  22. Vanessa - 05/01/11 - 02h28

    Morri de rir!! Adorei seu blog!
    Beijos.

    Responder
  23. Monique Ribeiro - 21/02/11 - 20h03

    Dri parabéns pelo Blog! Eu ando fissurada nele e no Viaggio Mondo da Fê Costa. Seguinte, gostaria de uma opinião sua que viaja bastante. Eu estou planejando minhas férias para setembro deste ano e será minha primeira viagem internacional. Adivinha qual roteiro escolhi? Turquia e Grécia! Ando lendo muitooooooo e cheguei até a pedir cotações em algumas agências. Mas o preço que elas cobram está muito superior ao que eu gastaria se fosse por conta. Mas assim, queria saber se é loucura minha imaginar que com R$7000 eu consigo ficar de 20 a 25 dias fazendo o seguinte roteiro: Istambul -Capadocia-Pammukale -Hierapolis -Atenas-Mikonos-Santorini -Rhodes ? É que já vi mta gente com essa quantia fzendo roteiro em outros países da Europa, mas estou bem em dúvida pq pela cotação que andaram me apssando, ficaria um pouco mais caro… Pode me ajudar com isto, dar sua opinião?

    Agradeço Dri!
    Beijoos

    Responder
  24. Monique Ribeiro - 21/02/11 - 20h09

    Dri parabéns pelo Blog! Eu ando fissurada nele e no Viaggio Mondo da Fê Costa. Seguinte, gostaria de uma opinião sua que viaja bastante. Eu estou planejando minhas férias para setembro deste ano e será minha primeira viagem internacional. Adivinha qual roteiro escolhi? Turquia e Grécia! Ando lendo muitooooooo e cheguei até a pedir cotações em algumas agências. Mas o preço que elas cobram está muito superior ao que eu gastaria se fosse por conta. Mas assim, queria saber se é loucura minha imaginar que com R$7000 eu consigo ficar de 20 a 25 dias fazendo o seguinte roteiro: Istambul -Capadocia-Pammukale -Hierapolis -Atenas-Mikonos-Santorini -Rhodes ? É que já vi mta gente com essa quantia fzendo roteiro em outros países da Europa, mas estou bem em dúvida pq pela cotação que andaram me apssando, ficaria um pouco mais caro… Pode me ajudar com isto, dar sua opinião?

    Responder
  25. India: Manual do usuario - 20/05/11 - 12h17

    […] e com paciencia pra negociar o preco, os Indianos sao irritantemente insistentes! De fazer os comerciantes Turcos parecerem criancinhas […]

    Responder
  26. Michelle - 20/12/11 - 13h24

    Dri, adorei seu blog! estou indo a Londres e Istanbul na próxima semana e adorei a técnica de negociação no Grand Bazaar, ótima!! vou usar também. Beijo.

    Responder
  27. Nathalia T. - 20/03/12 - 18h56

    Driiiiiiii!
    To indo pra África do Sul/Turquia/Dubai no meio do ano (sim, louca que resolve as coisas com séculos de antecedência e mais louca ainda por ir pra Turquia no verãozão)e queria saber se você acha necessário transfer do aeroporto para Sultanamet… me disseram que os taxistas não eram muito confiáveis e tal, mas to achando o preço do transfer meio caro.
    Você se lembra mais ou menos se era caro/confiável ir de taxi do aero para o centrão turístico?
    (se prepara pq essa é só a primeira de muitas perguntas sobre esses destinos!)

    Beijoss

    Responder
    • Adriana Miller - 20/03/12 - 19h10

      Menina, voce é LOUCA!!!!! Dubai e Turquia no verão?!?!?! Afe-maria-deus-me-livre!
      Hahahahahahah
      Os taxis em Instambul são meio cascudos mesmo, então nós pedimos pro hotel organizar um transfer pra gente.
      Não lembro quando foi… mas lembro não ter sido caro, até porque nosso hotel era bem baratinho!

      Responder
  28. Nathalia T. - 21/03/12 - 17h09

    LOUCA é meu sobrenome! hahahaha
    Mas nada como juntar uma viagem de familia para a África do Sul com um sonho antigo de conhecer a Turquia… já Dubai, era uma mera escala que virou destino no fim das contas! =)

    Responder
  29. […] invisiveis de comportamento entre o cliente e o vendedor – assim como tambem existe fortissimo na Turquia, no Egito, na Tailandia e na […]

    Responder
  30. Tunisia | Dri EveryWhere - 19/06/12 - 07h13

    […] muito respeitados e bem tratados, sem aquele comportamento tipico de tratar turisca de otario. E um outro detalhe bem bobo, mas que mostra bem como se senti confortavel por la: ate tive […]

    Responder
  31. Marcello - 23/06/12 - 03h55

    Nossa, nada a ver., passei um mes na Turquia e em momento algum tive essas impressões, eles falam o preço SIM e logo de cara ! , basta saber perguntar e turco , claro que a barganha existe e faz parte da cultura.

    Responder
  32. Andrea Dutra Le Fosse - 18/09/12 - 15h13

    Dri, e a comida? muito diferente né? tempero forte?

    Responder
  33. […] Almoçamos num dos inúmeros restaurantes perto da Cisterna e depois pegamos um bonde para conferir os produtos do Grand Bazaar, ou Grande Bazar. Sabe que eu achava que ia ser mais zoneado? Achei mais organizado que a Rua 25 de Março, aqui de São Paulo, famosa pelo comércio popular. O Grande Bazar é um mercadão, coberto, com várias entradas e cheio de lojas por corredores, vendendo lembrancinhas de viagem, echarpes lindas, lustres coloridos, jóias… Mesmo eu, que não sou das mais apaixonadas por compras, gastei umas liras turcas lá! E nos outros dias de andança pela Turquia constatei que tudo que me interessou realmente era mais barato no Grande Bazar. Acho que como a concorrência das lojinhas é acirrada lá, os preços são melhores. Mas saiba logo: faz parte da cultura turca pechinchar! A grande maioria das lojas não coloca os preços visíveis nas mercadorias. Você tem que perguntar e pechinchar. Eles podem até fazer jogo duro no início, é comum. Como eu sou preguiçosa para pechinchar, acabei comprando em lojas que tinham preços visíveis nos produtos, que já estavam bem bons. A blogueira Adriana, do Dri Everywhere dá ótimas dicas de como pechinchar com os turcos! […]

    Responder
  34. […] experiência de fazer compras em Bodrum é bem diferente de Instanbul, por exemplo (apesar de que a agressividade dos vendedores é a mesma!), pois eles não tem um […]

    Responder