26 Oct 2009
87 comentários

Guia das Low Cost – Como funciona na pratica?

Dicas (Praticas!) de Viagem, Dicas de Viagens, Voos Low Cost

As cias aereas de low cost tomaram o mundo by storm, e mudaram a maneira como as pessoas viajam pela Europa e pelo mundo. Isso todo mundo já sabe.

Porem, para se dar bem e conseguir realmente viajar aproveitando as tarifas super baratas existem algumas regrinhas basicas, que os passageiros de primeira viagem talvez não conheçam, e são esses detalhes que podem fazer tooooda diferença na sua viagem e no seu bolso! E sao tambem esses detalhes que geram mais duvidas.

Nao vou listar as cias aereas propriamente ditas, pois oque nao falta por aí são blogs e comunidades fazendo recomendações (e esse humilde blog também), mas vou listar alguns dos mandamentos da viagem de baixo custo, e como planejar sua viagem sem se estressar e sem gastar uma pequena fortuna em taxas extras.

– Antecedência:

Em se tratando de viagens low cost, a antecedência é a alma do negócio. Quanto antes você planejar sua viagem melhor. É verdade que muitas vezes surgem otimas promoções de ultima hora, mas não são tão frequentes assim, e são cheias de restrições. Por isso não baseie sua viagem na chance de encontrar uma bagatela de ultima hora… Se por acaso voce der essa sorte, ótimo, aproveite. Caso contrario, comece agora mesmo a planejar a proxima viagem daqui a algun meses.

Eu sou meio maniaca com planejamento de viagens, e sei que a maioria dos seres humanos normais não são como eu, mas no geral planejo minhas viagens com no minimo 4 meses de antecendencia, as vezes chegando a 6 ou 7 meses. Exagero? Nao! Alguns bons exemplos do meus planejamento foram praticamente todas as viagens que fiz esse ano: Veneza em plena Pascoa por 5 libras. Instanbul por 100 libras. Praga por 44 libras. Portugal por 0,99 e Polonia por 1,99 (algumas incluindo taxas e outras só as tarifas).

Por dentro do avião da AirAisa, a caminho do Vietnam

Outra “estrategia” que gosto de usar, mas que é meio chatinha são as newsletters. As vezes enche o saco porque lotam minha caixa de entrada, mas por outro lado sou sempre a primeira a saber de todas as promocoes! Assim as chances de conseguir colocar suas mãos naquela passagem com aquele desconto decolando numa sexta feira a noite ficam bem maiores…

Taxas extras:

A realiade é que as tais tarifas de 0,99 centavos não são o preço final. Em cima disso entram os impostos e as taxas, que variam bastante dependendo de onde você sai e de onde você chega; se o pais cobra taxas de combustivel, taxas de embarque etc. Entao o preço basico de uma passagem beeeem barata saindo de Londres para algum outro pais Europeu fica na base dos 40/50 libras ida e volta. Voos entre outras cidades Europeias podem sair bem mais barato pois a Inglaterra cobra uma das taxas de embarque mais altas, e muitos paises ainda nao cobram taxas de combustivel.

Isso sempre considerando os preços on line, pois passagens compradas por telefone geralmente sao mais caras e vc tambem paga pelo preço “pessoa” do serviço – que na Europa significa sempre preçoes mais altos!

Conforto e espaço para as pernas não é o carro forte das cias de low cost…

Mas voltando a compra on line, uma pergunta bem comum que vejo em comunidades e foruns é sobre a segurança da compra on line, e possiveis “calotes” das cias. Eu não sei a quantas anda o comercio eletronico no Brasil, entao fica dificil comprar qualquer coisa, mas por aqui qualquer compra on line eh super-ultra segura e muitas empresas hoje em dia se dedicam exclusivamente a esse tipo de serviço. Então se voce tem um cartão de credito internacional, vai na fé!

Porém antes de confirmar sua compra confira todos os extras que eles adicionam “de cortesia” na sua passagem:

Seguro: Realmente não recomendo viajar sem seguro, mas já venha com o seu; a maioria dos cartões de credito podem providenciar isso pra voce: seguro de saude, de viagem, de bagagem perdida, voo cancelado, etc. O seguro oferecido pelas cias aereas cobrem apenas a viagem em questao e nao todas as suas ferias. Eu recomendo jah viajar com seu seguro proprio, mais abrangente e completo.

Speed / Priority Boarding: Como os assentos não são marcados, os passageiros tem a possibilidade de comprar o direito de serem os primeiros a embarcar. Sem isso não adianta estar viajando com crianças, idosos, estar gravida ou oque seja. Quer embarcar primeiro? Entao compre o passe prioritário.

Mas explico porque acho isso a maior roubada: a maioria dos aeroportos secundarios Europeus não teem aquela “passarela sanfona” conectando o terminal ao aviao, e em vez disso, usam onibus para levarem os passageiros. Então oque acontece? Voce paga a mais pra ter prioridade, não enfrenta fila, e é o primeiro a entrar no onibus. Logo depois veem os outros 200 passageiros; quando finalmente chegam no aviao, o onibus abre a porta do lado oposto de onde vc esta, e todo mundo sai correndo na sua frente…. Moral da historia: voce espera tanto quanto todos os outros passageiros, e ainda perde o assento que queria… (nao sei como eh com voces, mas no meu caso a Lei de Murphy eh sempre infalivel!)

A fila para conseguir uma boa poltrona no voo…

Comidas/bebidas: Toda e qualquer coisa disponivel on line é vendida e não servida aos passageiros. Um copo d’agua pra tomar um comprimido, um café pra te manter acordado, um sanduiche pois o voo saiu cedo e vc não tomou café da manhã… Pago, e caro! Se o voo vai ser relativamente longo, ou se vc sabe que vai sentir fome, ou tem que tomar algum remedio, preparar mamadeira ou seja lá oque for, compre antes (depois de passar pela segurança, claro) ou esteja com dinheiro trocado para comprar no avião.

O menu da RyanAir acima, e as instruções de segurança coladas na parte de tras da poltrona (economizando papel!)

Alem disso eles tambem vendem raspadinhas, passagem de trem/onibus, os maleiros sao cobertos de propagandas, etc… de onde der pra tirar dinheiro, e que nao seja no preço basico da tarifa, eles arriscam!

Propaganda da Tim Mobile nos maleiros

Bagagem:

O capitulo sobre bagagem merecia um post individual, tamanha complexidade… Indo direto ao ponto: quanto menos melhor!

Por mais que sua cia aerea internacional te permita viajar com algumas dezenas de kilos na mala, somando comprinhas e muambas aqui e acolá, viajar internamente na Europa com cias low cost voce nao tem direito a kilo nenhum!

Sim, teoricamente voce pode viajar com 20 ou 15 kilos de bagagem. Mas apenas teoricamente. Assim como teoricamente voce pode levar quantos quilos quiser, basta pagar por eles. QUALQUER mala que voce queria despachar custa caro, com tarifas que variam entre 10 e 20 libras – na ida E (+) na volta.

Logicamente nem sempre eh possivel viajar sem despachar um unica malazinha, mas lembre-se de ler bem as letrinhas pequenas no fundo da pagina antes de confirmar a compra da sua passagem, e sempre tentar levar o minimo possivel.

Minha malinha de mão companheira de guerra! Nessa mala cabe TUDO e sempre viaja como minha mal de mao!

E depois entra a mala de mao.

A regra geral é que passageiros tem direito a PENAS um volume de cabine. Mas a verdade é que alguns aeroportos são mais relaxados que outros. Algumas cias são mais relaxadas que outras e alguns comissarios são mais relaxados que outros. Geralmente eu viajo com uma malinha de mao e minha bolsa, mas sempre deixo um espacinho extra na mala que caiba minha bolsa caso alguem pegue no meu pé, como já aconteceu várias vezes…

A Ryanair é famosa por isso. Já tive que abrir minha mala de mão pra guardar minha bolsa na PORTA do avião, com uma fila imensa atras de mim! Já tive que espalhar meus pertences nos bolsos e malas das amigas ou do marido ou entao embarcar com a mala fechada até a metade… E já presenciei uma comissaria que recusou a entrada de uma familia no avião apenas porque eles estavam carregando sacolas de compras do proprio free shop! Tiveram que pagar a taxa extra pra despachar as mochilas e bolsas para poderem embarcar com as sacolas do free shop (nem precisa dizer que eles estavam furiosos!!).

Mas por mais que voce esteja fazendo tudo certinho e viajando com apenas um volume, mesmo assim tem que ficar de olho no peso, pois algumas cias tem limite de peso para bagagem de mao tambem – e usam isso como uma fortissima arma na guerra publicitaria! Eu já tive que pesar minha mala de mão uma vez e acabei pagando multa por miseros 500 gramas… o preço de cada kilo a mais (ou fração de kilo!) pode custar entre 10 e 15 libras!

Check in:

De uns tempos pra cá uma nova modalidade de taxa extra entrou em cena: check in. Na luta pelos preçoes baixos as empresas estão cortando os custos extras em todos os cantos possiveis, e então pagar salarios para que alguem faça seu check in sai diretamente do seu bolso!

O check in deve sempre ser feito on line, e o cartão de embarque impresso diretamente na impressora da sua casa (ou hotel, ou albergue…). Caso contrario, sera um custo extra na sua passagem, que pode chegar a 20 libras!! (20 na ida + 20 na volta!).

Dentro do avião de RaynAir

Uma outra pegadinha é que algumas empresas não deixam passageiros que não tem passaporte Europeu fazer check in on line (sabe-se lá porque….). A Ryanair era a pior de todas, e o Aaron já foi barrado de um voo por ter passaporte Americano! (foi surreal… ele passou pela segurança, etc sem problemas, e na porta do avião mandaram ele embora!). Mas agora eles passaram a permitir o check in on line para estrangeiros, DESDE QUE o cartão de embarque seja verificado e carimbado por algum funcionario da Ryanair primeiro – com isso conseguimos economisar 40 libras em taxas extras!!

MORAL DA HISTORIA:

Vale muito a pena viajar com as cias de low cost, desde que seja tudo bem pensado e planejado. Muitas vezes, colocando tudo na ponta do lapis: distancia e custo de transporte para chegar nos aeroportos, possibilidade ou nao de fazer check in on line, peso e quantidade de malas, etc vale mais a pena viajar com uma empresa “full price”, que no final das contas vai sair o mesmo preço e ainda vai te dar mais conforto e regalias.

Mas nao deixe de pesquisar e verificar todas as suas opcoes, comparar vantagens e desvantagens e tomar uma decisao o quanto antes!

 

 

Adriana Miller
87 comentários
Comente pelo Facebook
Escreva o seu Comentário
* Preenchimento obrigatório. Seu email não será divulgado.
Quer que a sua foto apareça nos comentários? Clique aqui!
87 comentários
  1. mkksl353 - 26/10/09 - 21h39

    mto explicativo o seu post. acredito q mmo c taxas e aeroporto longe ainda deve valer a pena, porém é só p quem mora ai, pq quem vai daqui por pouco tempo já tem q estar c tudo certo. mas co. o europeu e acredito q tb o americano usam dos maiores truques p tirar dinheiro! (bem, aqui já tiram diretamente, pois é tudo mto,mto caro!). e q absurdo fizeram c seu marido, voltar da porta do avião. se ele mora e trabalha ai,paga impostos ai qual a diferença na hora dos beneficios!
    eu sei do caso de uma americana q foi impedida de entrar na Harrods por estar de bermudas e q entrou c ação contra a loja e ganhou uma ótima indenização.

    Responder
  2. CarlaZ - 26/10/09 - 23h05

    Ótimo pra ajudar Dri!
    A gente daqui fica pensando que essas companhias são mil maravilhas…que podemos escolher o que fazer na Europa e depois ligar tudo com low cost…que vai sair baratinho…mas não é bem assim não.
    Quando usei a Ryanair eu nem sabia o que era…e lembro de perguntar pra mocinha qual era o meu lugar que eu não achava…ver aquela fila imensa bem antes do vôo…pelo menos sabia dos 15 kg!
    Alias acertou…essa parte da bagagem é a que mais aterroriza a gente!!!

    Responder
  3. Deiatatu - 27/10/09 - 06h10

    Este post é de utilidade pública!!!
    Parabéns pela sua iniciativa, é o post básico para qq trip experiente ou nao…
    Muito interessante o final em q vc menciona a moral da história, teve uma reportagem na tv alema justamente sobre isso, duas pessoas indo pra Londres no final de semana pela Ryanair e pela Lufthansa ao mesmo tempo. No final o passageiro da Lufthansa chegou primeiro ao ponto de encontro ( Picadilly Circus ) e ainda por cima por 20 euros a menos!!! Com direito a menos stress, pois ele nao precisou pousar no outro lado do mundo (Stansted ) e sim Heathrow…
    bjs

    Responder
  4. Adriana - 27/10/09 - 08h04

    Oi Deia,
    Mas isso é verdade mesmo! Quando o Aaron morou um tempo em Frankfurt, eu ia pra lá quase todo fim de semana, e ia SEMPRE de Luftansa, que no final acabava levando 1 hora a menos door-to-door e ainda saia tipo uns 30 Euros mais barato…
    Essas coisas sempre tem que ser levadas em consideracao, pois as vezes o preço da tarifa em si é pura enganação…

    Responder
  5. Jacqueline - 27/10/09 - 16h27

    Dri, Amei o POST !!! Vàrias coisinhas q eu nao sabia E VOU FICAR ATENTA NA MINHA PROXIMA VIAGEM LOW COST! Gostaria de te perguntar (sua opiniao pessoal) sobre os cursos de ingles full immersion oferecidos em diversas escolas de Londres. Uma semana full immersion faz realmente alguma diferença??? Obrigada e atè a proxima!!
    Jacq

    Responder
  6. Adriana - 27/10/09 - 16h43

    OI Jacq,

    Eh o seguinte… Quando a esmola eh demais, o santo desconfia, certo?
    Eu pessoalmente acho que em 1 semana nao se aprende nada, quanto mais uma nova lingua…!
    Ok, que 1 semana num curso imersao full time deve ser mais eficiente que um curos normal, mas nao acho que farah grandes diferencas nas suas habilidades linguisticas nao…

    Mas nao conheco ninguem que tenha feito um curso desses, entao nao tenho a menor ideia se funciona ou nao…

    Responder
  7. Jacqueline - 28/10/09 - 08h46

    Oi Dri,
    obrigada pela resposta!
    Eu jà imaginava… apesar de estudar ingles “desde sempre” o meu problema è me expressar! Leio e escrevo muito em ingles no trabalho, mas aqui em Milao(assim como antes no Brasil) a gente acaba nao falando quase nada! Entao perde a pratica… preciso mesmo è de um “empurraozinho” pra falar bem!
    bjs
    Jacq

    Responder
  8. claudia - 08/11/09 - 03h51

    Olha Adriana,
    Vc é um tratado de viagem !! Espetáculo !!
    Eu cheguei até aqui redirecionada pelo Freire… na verdade vou fazer um curso em Puglia/italia em junho/2010 mas, como vc, programo sempre com antecedência ( Já comprei meus trechos até Milão, paguei curso e tal, faltando o pedaço Milão/Bari ). Portanto, suas informações foram preciosas, porque chego do Brasil em Malpensa e o trem para Bari é demorado, não sei onde fica a estação, enfim: solução/low cost. Só não entendi o check
    in on line: posso fazer com qual antecedência ??……
    sobre as tarifas, hoje a situação está até boa… devo comprar de uma vez ???… vai saber…
    abraço mineiro forte,
    a Anta da Claudia

    Responder
    • Adriana - 08/11/09 - 20h52

      Oi Claudia,
      Se nao me engano o check in abre apenas uns dias antes. Geralmente eles mandam um e-mail avisando que o check in esta aberto.
      Quanto as passagens, se os preços esyao bons agora, aproveita logo e já garante os seus!

      Responder
  9. cadu1981 - 14/11/09 - 14h30

    Boas. Ja viajei algumas vezes em low cost, todas elas para Inglaterra, metade delas para fazer ligação para a Polonia. Numa delas calhou-me o euro milhoes: paguem cerca de 130€ para fazr Lisboa -Luton/Stanstead-Wroclaw e Wroclaw-Stanstead/Stanstead-Lisboa…

    Quase que paguei mais para ir de Luton para Stanstead…

    Responder
  10. Juliana - 15/11/09 - 16h01

    Oi Adriana,
    Se eu tivesse essas informações antes da minha viagem… Fui passar 15 dias em Londres/Paris/Amsterdan. A ida (LOndres /Paris e Paris/Amsterdam) foi de Eurostar e tudo tranks. Voltei dia 02/11 de Amsterdam p/ Londres pela Easyjet e paguei 250 Euros de excesso de bagagem!!! Quase morri… chorei, me descabelei e tudo o mais. Não teve jeito. Paguei e aprendi a lição. Vc tá muito certa. Nada como se programar com antecedência..
    Ótimo post…
    Bjo
    Ah, e a Primark foi uma ÓTIMA experiência de viagem ! Adorei!!! Thanks !!

    Responder
  11. Ilma Madureira - 07/01/10 - 20h44

    Muito esclarecedor este seu Blog. Adorei.
    Abraços

    Responder
  12. Camila - 11/02/10 - 13h38

    Oi Dri,
    Achei seu post muito útil, mas agora na hora de comprar fiquei em dúvida.
    Vou fazer uma viagem pra Europa de mochila e vou pegar um trecho de Veneza para Londres de Low Cost. Meu marido vai com um mochilão, e eu, com uma mais ou menos, que estou pensando em não despachar.
    Assim, para 2 pesssoas, com uma mala, o total pela Rynair sai 107 euros (10kg), e pela EasyJet, 140 (15kg). Mas acabei ficando com receio da Rynair, pelos stress que você descreveu com as bagagens, etc. Fora que o site dá até medo !! Além disso, tem a história dos aeroportos: a Rynair sai de Treviso e chega em Stansted. A EasyJet, sai do Marco Polo e chega em Gatwick.
    E agora? Compensa pagar 30 euros a mais e ir de EasyJet?
    Desde já… Obrigada !

    Responder
    • Adriana - 11/02/10 - 14h07

      Oi Camila,
      Olha sua duvida eh muito comum, e por isso mesmo escrevi esse post!
      Na minha opiniao, eu preferiria pagar 30 Euros a mais e economizar tempo de viagem e compensar esse gasto a mais, com a economia nas passagens de trem/onibus para ir e voltar dos aeroportos.
      A Ryanair eh super restrita com a politica de bagagem deles, e se a sua mochila for maior que 50 cm e pesar mais de 10 kilos eles nao te deixam embarcar MESMO e a multa para despachar bagagem na hora sao 40 euros!
      A Easyjet tb eh exigente com esas coisas, mas ligeiramente mais relax.

      Isso sem falar que o Marco Polo eh do lado de Venezae Gatwick, apesar de tb ser afastado de Londres (todos sao) tem mais opcoes de trens e onibus, oque acaba reduzindo os precos tambem (media de 10 libras), enquanto que o Stansted soh tem 1 linha de trem que vai pro centro de Londres e custa mais de 30 libras a viagem de ida e volta.

      Responder
  13. Camila - 11/02/10 - 16h44

    Beleza ! Não tava nem um pouco a fim de ir de Rynair mesmo.
    Muito obrigada !

    Responder
  14. Daniella - 22/05/10 - 07h11

    Oi Adriana,

    Primeiramente parabéns pelo site, é muito legal!
    Estou indo para Londres e já comprei minha passagem ida e volta para Paris de EasyJet, via Luton, será que é seguro eu deixar a bagagem extra no Aeroporto de Luton? Onde fica o lugar de guardar bagagem lá ? Serão apenas 3 dias.
    Se possível mande a resposta no meu e-mail.
    Obrigada
    Daniella

    Responder
  15. […] a seguranca do aeroporto eh a mais cri-cri de Londres e eles sao ultra estritos em suas regras. Sabe a regrinha de soh poder levar uma mala/bolsa de mao que jah contei? Entao, nos outros aeroportos sempre rola de sair escondendo a bolsa dentro da mala […]

    Responder
  16. Pedro - 10/07/10 - 23h08

    Ola a todos,

    Tudo isto, é muito bom para quem viaja, lógico, mas para quem trabalha como eu num aeroporto numa companhia de Handling já não tem nada de muito bom, pois ora vejamos, a companhia para praticar esses preços, vai claro pagar muito menos as companhias que a operam, fazem rotações nos aeroportos de apenas 30 e 25 minutos, ou seja o avião tem de descarregar e carregar nesse tempo e sair, uma loucura, são as companhias que mais exigem e menos pagam, obrigando as companhias de Handling a contratar pessoal a 18 e 26 horas, a receber muito menos de ordenado mas a trabalhar o doubro ou o triplo é uma autentica loucura nos aeroportos pelo menos onde eu trabalho.
    Toda a segurança tanto da companhia como do pessoal que a esta a operar fica um pouco a quem, do que devia de ter, o desgaste fisico do pessoal que a opera é enorme pois na altura quando se operava uma companhia que fazia 1 hora chão, faziamos um avião agora fazemos 2, e ganhamos o mesmo estamos a falar de uma media 300 malas por avião de 25 a 30kg cada, ora antigamente eram feitos 4 ou 5 aviões por turno numa equipa de 4 pessoas agora são 8 ou 9 aviões numa equipa de 3 ou 4, e recebendo o mesmo.
    Ora então a minha opinião é a seguinte claro que eu tambem gosto de pagar mais barato quando viajo, mas para isto acontecer alguem tem de sofrer e neste caso somos nós sempre pois as companhias não estão ali para perder dinheiro mas sim sempre os empregados as companhias e os seus gestores é so lucros monstruosos, se os lucros fossem um pouco mais baixos nos ganhariamos um pouco mais ou o justo e os voos seriam na mesma mais baratos.

    Responder
  17. mariana - 31/07/10 - 16h02

    Posso fazer uma pergunta idiota? E quanto à segurança nos vôos? Vcs se sentem seguros nesses voos low-cost?

    Responder
    • Adriana - 31/07/10 - 18h08

      Claro! Os avioes sao novissimos!

      Responder
  18. João Holanda - 22/08/10 - 15h53

    Olá, Adriana, como vai?
    Sou leitor constante de seu FANTÁSTICO blog.

    Vejo você sempre se referir a hospedagens em albergues.
    Fui a Europa este ano no carnaval e simplesmente não consegui nenhum albergue decente.

    Pergunto: Como é o tipo dos albergues que você se utiliza? Eles são bem localizados? Têm banheiros privativos? E o custo realmente compensa?
    Irei com minha esposa para Europa no iníco de junho e gostaria de economizar na hospedagem, porém, com conforto.
    Parabéns pelas suas dicas de ouro no blog.
    João.

    Responder
    • Adriana - 23/08/10 - 12h17

      OI Joao,
      Olha, viajar e ficar em albergues eh praticamente uma arte… :-)
      Nao, serio, nao eh nenhum bicho de 7 cabecas, mas antes de encarar um albergue assim eh bom ter as expectativas no lugar certo.
      Engracado que ultimamente essa polemica dos albergues tem pipocado muito por aqui, entao vou tentar falar mais sobre isso, dar mais dicas de como seleciono meus albergues e tals.
      Mas respondendo suas perguntas, sim todos os albergues que fico sao super bem localizados, faco questao de banheiro privado e se o custo nao compensar (as vezes nao compensa mesmo) passo pra proxima opcao mais em conta, que geralmente sao pensoes, B&B e hoteisinhos de 1 ou 2 estrelas.

      Responder
  19. Mônica - 23/08/10 - 14h10

    Oi adriana! Seu blog é mto legal! Parabéns!
    Eu tenho uma dúvida, após a compra da passagem na easyjet, vc sabe se é possível cancelar a passagem (com reembolso)?

    Responder
    • Adriana - 23/08/10 - 16h34

      Olha, eu acho que nao… talvez eles reembolsem uma parte, mas geralmente cobram uma multa pelo cencelamento, que geralment enao vale a pena. Eu jah estive em situacao em que comprei a passagem mas nao pude viajar e ou tive que abandonar o custo e simplesmente nao viajar (nem receber nada em troca), ou entao trocar a data da passagem (ou o nome da passagem), que tambem sai bem caro, mas dependendo do caso vale mais a pena doque abandonar o voo, perder esse dinheiro e depois comprar outro voo.

      Mas sao justamente nesses detalhes que as empresas de low cost lucram… na inflexibilidade de suas passagens, entao eles dificultam, e cobram (muito) por qualquer coisa que seja fora do normal, como trocas, cancelamentos, perde de voo, excesso de bagagem, etc…

      Responder
  20. Mônica - 24/08/10 - 16h26

    ahh…foi o q imaginei…
    mas thanks pela ajuda!

    Responder
  21. André - 09/09/10 - 21h10

    Meu, teu site é D+++!!!
    ParabénnnnS pela dedicação e pelas dicas…
    Abraços!

    Responder
  22. […] terra das empresas de Low cost que oferecem voos para todo continente Europeu a preco de banana – mas existem muitas desvantagens a uma viagem de aviao: sejam os aeroportos afastados do centro da ci… – uma simples viagem Londres/Paris, onde vc fica pouco mais de 1 hora no ar, acaba comendo pelo […]

    Responder
  23. Michele - 29/11/10 - 23h22

    Olá Adriana,

    estou indo para a Europa com meu marido em fevereiro e estamos pesquisando vôos pela easyjet, mas estamos com algumas dúvidas. Não sei se saberia me informar, mas gostaria de saber se quando compramos as passagens pelo site já estamos pagando as taxas de embarque ou se elas serão cobradas nos aeroportos.
    Somos marinheiros de primeira viagem e não gostaríamos de ter muitas surpresas.
    Desde já agradeço sua atenção e parabenizo-a pelo site que é muito interessante.

    Responder
    • Adriana - 30/11/10 - 08h31

      OI MIchele,
      Isso mesmo, o preço final que voce paga ja inclui todas as taxas – o problema é que nem sempre a tarifa que vc ve na busca é a tarifa final – ou seja, vc faz uma busca por datas, ve que a passagem custa X, mas na hora de pagar eles incluem X + Y + Z + W para tarifas, check in on line, bagagem, etc. Mas depois de pago, basta imprimir/anotar os codigos de reserva e lembrar de fazer check in on line na vespera em se preocupar com mais nada!

      Responder
  24. Michele - 30/11/10 - 20h29

    Oi Adriana,

    muito obrigada pela sua atenção. É que realmente estamos perdidos, porque os preços da easyjet são muito melhores que os das outras companhias.
    No site, quando vamos finalizar a compra ele já nos mostra o valor a ser debitado no cartão. Um amigo nos disse que esse seria o preço final, mas não sabia se as taxas estavam inclusas. Você acredita que mesmo assim poderá ser cobrado alguma tarifa a mais na hora do débito?
    Agora, você acha que é confiável comprarmos essas passagens aqui no Brasil ou melhor comprarmos quando estivermos lá, pois ficaremos na casa de uns amigos na Escócia?
    Se eu incluir no valor da passagem a bagagem de 20kg, que no site é possível, não terei problemas?
    Mas uma vez muito obrigada mesmo pela sua ajuda e desculpe-me por enche-la com tantas perguntas!!!

    Abraços,

    Michele

    Responder
  25. Ricardo - 08/12/10 - 12h01

    Olá Adriana, gostei muito do seu post e tomara que você possa me ajudar estou planejando um mochilão pela europa com minha mulher e efetuei a compra das passagens pelo site da easyjet mas no campo de nome preenchi faltando dados ficou faltando o nome do meio como posso resolver isso sem ter que pagar 30 euros por cada alteração em cada passagem? isso pode ser corrigido no check in? Agradeço pela ajuda

    Responder
    • Adriana - 08/12/10 - 12h05

      Nao, nao pode. Qualquer mudanca na passagem original tem um custo.
      Mas na verdade a nao ser que vc tenha digitado os nomes errados, mesmo se faltar algum sobrenome nao tem problema algum, ja que aqui a norma eh usar apenas o primeiro e o ultimo nome (ou o nome + apenas um sobrenome qualquer). Eu por exemplo, tenho 3 sobrenomes mas SEMPRE marco minhas passagens usando apenas Primeiro + ultimo (Adriana + Miller) e nunca tive nenhum problema.
      Entao nao acho que vc deva pagar pra corrigir os nomes, nem deve se preocupar com isso.

      Responder
      • Ricardo - 08/12/10 - 12h25

        Asdriana você acabou de economizar 240 euros hehehe se estiver em lisboa, madri, paris, roma ou atenas no mês de março eu e minha mulher teremos o prazer de pagar um jantar pra você e seu marido, agradeço a velocidade da resposta e desejo ótimas festas.

        Responder
        • Adriana - 08/12/10 - 13h55

          De nada!

          Responder
  26. Manuela - 19/01/11 - 19h10

    Oi Adriana!!
    conheci seu blog esses dias, pesquisando sobre mochilao, viagens a Europa e tudo mais. Vou morar no interior da Inglaterra por um tempo, York, e depois vou fazer um pequeno mochilão durante 1 mes com o meu namorado… Estou muito na duvida entre trem e avião para o transporte durante esse mes!!
    Vejo muitos relatos de pessoas que fizeram ou vao fazer a viagem, e ai fazem alguns trechos de trem outros de aviao, ou quem queira fazer apenas por um dos dois..
    A minha duvida é se derepente vale a pena comprar um Eurail Global Pass para viagens menores, entre cidades e países próximos e deixar o aviao apenas para grandes distancias… Achei no site RailEurope esse passe pelo equivalente a R$ 830,00 para 15 dias… e não achei tão caro, mas tambem não sei se estou meio sem noção de valores…
    Acho que talvez os trens sejam mais praticos nessa questão de distancia do centro das cidades, complicações de embarque, bagagens…

    Gostaria de uma ajudazinha, ou pelo menos uma opiniao, é a minha primeira viagem e estou bastante perdida!!

    Estou adorando todos os posts e tbm o Beauty!!
    Beijos

    Responder
    • Adriana - 20/01/11 - 09h49

      Oi Manuela,
      Depende demais pra onde vc pretende viajar nesse mochilao!
      Ainda mais estando no norte da Inglatera, viajar de trem faz com que tudo fique MUITO longe, e se vcs soh tem 1 mes pra fazer um mochilao, viajar de trem nao vai dar pra quase nada.
      O melhor concelho eh mesmo fazer um planejamento combinado, e alguns trexos fazer de aviao, e outros, de trem. Assim vcs otimizam tempo e dinheiro.

      Hoje em dia eu acho um desperdicio de tempo viajar com passes de trem na Europa… A nao ser que vcs fossem passar 3 a 6 meses por aqui, e com intencoes de ir parando a cada cidadezinha pelo caminho, e com disponibilidade de passar 10, 12, 20 horas sentados no trem entre uma cidade e outra…
      Por exemplo, uma viagem de trem entre York e Amsterdam vai “comer”, no minimo, 8 horas do seu dia, se vc viajar de trem. Sem contar com atrasos, troca de estacoes de trem, carregar as malas pelas plataformas etc. Ja num voo low cost, o voo York-Amsterdam (no caso acho que seria Leeds ou Newcastle, ja que York nao muitas opcoes de voo) nao demora mais que 1,5hr ou 2 horas. Sem contar que com certza vai custa 1/3 do preco!

      Responder
  27. Guilherme - 07/02/11 - 14h18

    Não cheguei a ler os comentários acima, mas é importante lembrar que existe uma tendência à resposta de companhias tradicionais a esse boom de low-fares. Há cerca de dois meses comprei um vôo Barcelona-Genebra por 59 dólares (com taxas, uma bagagem despachada…) pela SWISS e o mesmo trecho pelas que comparei (EasyJet, RyanAir…) estava sempre mais caro e SEM bagagem – mesmo eu comparando com mais de 30 dias de antecedência. Enfim, o que quero propor é que esse preço final de 59 dol é claramente o promocional de uma companhia renomada, que chega a valores tão ou mais baixos que as low-fares.

    Responder
  28. Peron - 12/02/11 - 21h29

    Olá Adriana,
    Parabéns pelas informações que voce fornece, são bastante úteis e muito esclarecedoras. Tenho uma dúvida:
    Vou para a Europa em maio e comprei uma passagem na Malev Hungarian Airlines, de ida e volta Frankfurt-Budapest-Frankfurt, mas pretendo usar só a perna de volta, Budapest-Frankfurt (não pretendo pedir reembolso do trecho de ida). Como as passagens foram baratas, pergunto se quando voltar de Budapest vou pagar alguma multa? É possível que o trecho da volta seja cancelado por não ter usado o da ida?

    Responder
  29. Peron - 12/02/11 - 21h55

    Adriana,
    Parabéns pelo site!
    Tenho algumas dúvidas: comprei passagens ida e volta Frankfurt – Budapest – Frankfurt, mas não pretendo usar a perna da ida, somente a da volta. Terei que pagar alguma multa por não ter usado a perna de ida? É possível que a companhia (Malev Airlines) cancele meu voo de volta para Frankfurt? Obrigado.

    Responder
  30. Akteon Village - 25/02/11 - 08h37

    […] poltrona que não reclina da EasyJet foi um HORROR (note to self: nunca mais fazer voos longos de low cost!), e ainda tivemos que nos estressar na estrada dirigindo um jeep no lado errado da estrada com […]

    Responder
  31. Juliana P. Galvão - 16/03/11 - 17h00

    Dri,
    Vc já comprou passagem aerea pelo site “last minute” e “edreams”?
    São confiáveis?

    Responder
    • Adriana - 17/03/11 - 11h28

      Sim, compro SEMPRE pelo Last Minute! NUnca tive nenhum problema com eles!

      Responder
  32. Juliana Gois - 20/03/11 - 01h03

    Olá Adriana, tudo bem?
    Descobri seu site ha algunsdias e adorei! cheio de boas dicas! Muito bom!
    Lendo o post sobre viagens low cost, me surgiu a seguinte dúvida: na hora de fazer a reserva on line não é mencionado a questão da bagagem, vou viajar com uma mochila media e uma mala de 12 kilos( grande, porem não gigante!)e só na hora do embarque nessas companhias pequenas é que saberei se vou ter que pagar despachar a bagagem?? Farei os trechos Granada-Barcelona, Barcelona-Luxemburgo e Luxemburgo-Porto pela Vueling e Luxair, será que terei problemas??
    Obrigada e parabens pelo trabalho tão bacana que vc realiza aqui. Abs, Juliana

    Responder
    • Adriana - 20/03/11 - 11h54

      Nao, vc NAO pode embarcar com mais de uma bolsa/mala, entao ou opta por pagar sua mala ainda na hora da reserva (mas vc tambem pode fazer isso on line em qualquer momento ANTES do check in e on line, que sai mais barato que fazer no aeroporto).
      Se vc tiver mais que um volume, voce TEM que despachar um deles, e deixar pra fazer isso no aeroporto, vao te cobrar 30 libras (ou 40 euros) por cada perna da viagem.

      Responder
  33. Angelo - 03/04/11 - 23h55

    Gostaria de agradecer pela excelentes dicas. Aprendi que, se possível, o segredo é PLANEJAMENTO com bastante antecedência e muita pesquisa. Minha experiência recente:
    1. De Londres para Paris, consegui comprar tickets de trem por preço total menor que o de uma aérea Low Cost. Como? 6 meses de antecedência vc compra pelas representantes Eurostar: “Trainticket” ou “Rail Europe” ou 4 meses antes diretamente pela “Eurostar”. Num caso particular, pq comprei para a alta estação, foi melhor comprar com um representante. Se eu tivesse esperado para comprar pela Eurostar pagaria o dobro do valor. Estude, simule datas e pesquise bastante.
    2. Paris-Roma e Roma-Madri comprei, com 9 meses de antecedência, pela Alitalia – empresa italiana – com preço total menor que as áreas Low Cost. E com a vantagem de: maior franquia de bagagem e maior conforto.

    Responder
    • Adriana - 04/04/11 - 10h08

      Isso aí! O Planejamento é a alma do negocio!

      Responder
  34. […] um tempão atras eu fiz um post com todo passo a passo de como viajar nas cias de Low Cost na Europa, e até hoje esse é um dos posts que mais dão audiencia no blog, e um tema que mais gera duvidas […]

    Responder
  35. Alyne - 07/04/11 - 00h53

    Adriana,

    TÔ VICIADAAA no seu blog! Estou na Alemanha e justamente em busca de roteiros para viajar! Vou encontrar com minha família em Veneza e os vôos para Roma estão em torno de 200 euros pelas companhias “normais”, enquanto que pela Ryanair está 45 euros! Mas o problema é que desço em Cimpiano e tenho que ir ao outro aeroporto para ir para Veneza! Você sabe que tipo de transporte posso pegar?

    Um dia quero ser igual a você e ter conhecido mais de 50 países!! Beijos!

    Responder
  36. sil - 07/06/11 - 07h24

    olá

    Gostaria de multiplicar os elogios ditos acima….Vc merece!
    Bem , tenho uma dúvida: sairei de girona (barcelona), Espanha, com destino a stansted, londres, pela ryanair!!! Como faço p me deslocar desse aeroporto até a victoria station, perto do parlamento? (favor citar opções, preço, se souber, e se tenho ou n q comprar esse trecho com antecedencia…)Tb tou insegur se vou me virar nesse aeroporto…como me localizar bem lá, de modo a pegar trem/bus?

    obs: tou morrendo de raiva de mim, pq n vi seu blog antes rsrsrsr
    grataaaaaaaaaaaaa
    bjos

    Responder
  37. Vinicius - 24/01/12 - 12h51

    Bom dia!
    Eu comprei uma passagem pela Easy Jet, que é só para setembro. O problema que me deixou com muita raiva é que, eu digitei meu nome errado. Meu nome é Vinicius Nascimento, e saiu “Vinicius Nascimento Vinicius”, ou seja, repetiu o nome. Acha que terei problema? Porque para alterar o nome no site cobram 44 Euros.
    O que eu faço?
    Obrigado!! :D

    Responder
    • Adriana Miller - 24/01/12 - 13h41

      OI Vinicius,
      Eu acho que nao tem problema nao, mas so na hora do embarque eh que vc vai descobrir se alguem vai implicar com seu nome ou nao, e se esse for o caso, podem negar seu embarque (oque seria uma tragedia!).
      Entao se voce quer ficar tranquilissimo, o melhor seria pagar pra consertar seu nome…
      Se resolver arriscar, provavelmente nao tera problemas. Mas em compensacao, se tiver, esses 44€ podem acabar se transformando em muito mais, caso voce tenha que comprar uma nova passagem de ultima hora, ter que rearranjar outros planos de viagem e tal…
      Cabe a voce decidir o custo beneficio.

      Responder
  38. […] A midia sempre comenta sobre como a internet deixou o mundo “menor” e tal, oque nao deixa de ser verdade. Porem, se voce esta planejando uma viagem qualquer, ja deve ter reparado que o grandissimo fator que ajudou a “encolher” o mundo na ultima decada foi na verdade o surgimento das companias aereas de Low Cost! […]

    Responder
  39. Vanda - 06/06/12 - 02h26

    Gostaria, por gentileza, de esclarecer sobre a bagagem de mão,em voos low-cost europeu,qto as dimensões da mala:
    – O total das medidas de 115cm não conta as rodinhas, e os puxadores?
    – é necessário que esteja nas medidas estabelecidas de 55x40x20, ou passa,com dimensões diferentes, desde que some os 115cm? Explico: tenho malas cuja profundidade é de mais de 20cm, mas compensa com menos altura (52x40x23 e 45x35x28).

    Responder
    • Adriana Miller - 11/06/12 - 08h58

      As dimensões tem que ser exatas 55x40x20, e não no total da mala. Ou seja, a largura, profundidade e altura tem que ser iguais ou menor que as guidelines, incluindo rodinhas e puxadores.
      Sua mala tem que caber nessa cestinha (tem foto no post) exatamente, sem ficar apertada, e eles medem bem na entrada do avião, então não tem como evitar a inspeção.

      Responder
  40. PATRICIA - 16/06/12 - 13h39

    Oi Dri!
    Sobre a air asia, você sabe se quando compra passagem tem direito a despachar pelo menos uma mala de 15kg?
    Quando fui efetuar a compra pelo site tem a opção de compra até 15k e até 20k. Será que isso significa que qq mala que ele despache tenho que pagar?
    Patricia

    Responder
    • Adriana Miller - 17/06/12 - 16h02

      Sim, qualquer mala despachada na Air Asia é sempre paga.
      E os quilos a mais que sua mala tiver alem da franquia (15, 20, 25, kilos) tambem sao super caras.

      Responder
  41. Natalia - 20/11/12 - 16h07

    Olá adriana, gostaria de saber
    se pros estados unidos tambem tem companhias low cost…
    dica de como gastar o minimo possivel com passgens, transportes e etc…

    Responder
  42. […] uma mochila se vc poderia levar uma mala “normal”? Mas se vc vai viajar em cias de Low Cost, pegar ferrys, onibus, trens e afins, subindo e decendo escadas, sentando no chao e se hospedando […]

    Responder
  43. Rita - 07/01/13 - 14h50

    Olá Adriana, eu gostaria de saber, um bom site para ver as viagens low cost? e também gostaria de saber se há alguma maneira de poupar em meios de transporte (autocarro, metro, comboios, etc.)?

    Responder
  44. […] Guia das Low Cost – Como funciona na pratica? (Adriana Miller | Dri […]

    Responder
  45. […] Guia das Low Cost – Como funciona na pratica? (Adriana Miller | Dri EveryWhere) + Voando pela Europa: dicas para comprar bilhetes aéreos e […]

    Responder
  46. Ludmila Mendes - 27/03/13 - 22h59

    Parabéns pelo site!! Pena que só descobri ele hj……comprei o trecho Paris-Roma pela Esayjet, para mim e uma amiga. Qdo imprimi os bilhetes eletrônicos descobri que o nome de minha amiga está errado: Dardene Costa ao invés de Darlene Costa. Será que vou ter problema no embarque?? Desde já agradeço. Também paguei por um mala (20 quilos), será que posso embarcar com uma de mão pequena?

    Responder
  47. Cinthia - 01/04/13 - 20h54

    Oi Adriana, mais uma leiga te perguntando sobre nomes no cartão de embarque rsrs.
    Fiz a reserva com meu nome e primeiro sobrenome, não coloquei os dois ultimos sobrenomes e agora o cartão de embarque está sem o último sobrenome(que acredito ser o mais importante). Será que vou ter que pagar a taxa de mudança de nome???

    Espero sua resposta.. Agradeço desde jáaa

    beijos

    Responder
    • Adriana Miller - 02/04/13 - 00h48

      Se você tem mais de um sobrenome, pode viajar com qualquer um deles, desde que a grafia esteja correta.

      Responder
  48. […] + Guia das Low Cost – Como funciona na pratica? (Adriana Miller | Dri EveryWhere) […]

    Responder
  49. Alan - 08/08/13 - 20h52

    Meus caros, sobre ingles de imersão em uma semana, duas semanas, um mês super-ultra-intensivo-imerso-submerso, digo a vocês: é impossível aprender uma língua em tao pouco tempo. voce vai aprender o basico do basico e ainda muito mal. Do nivel zero, sao necessarios no minimo 2 anos de curso + 2 anos de prática, e quem sabe mais uns 8 meses de conversação pra dominar uma lingua. Há pessoas que conseguem dominar idiomas mais facilmente, assim como aqueles que conseguem resolver exercicios de calculo mais rapido.
    fonte: experiência de 5 anos como professor de ingles

    Responder
  50. JULIANA - 07/09/13 - 03h47

    Olá Adriana! Eu preciso MUITO que me tire uma dúvida! Já li todos os comentários postados aqui e todas as suas respostas, mas minha dúvida não estava em nenhum deles! É que vai ser a minha primeira viagem à Europa, eu vou sozinha à princípio (uma amiga diz que vai tb e q vai comprar as passagens, mas o certo é q eu tô indo… rs) e vou no inverno, tipo de dezembro até janeiro e por isso quero levar meus casacos, são alguns…e q pesam bastante… e tb não sei viajar com pouca bagagem…Assim sendo, como meu limite na viagem internacional são 2 de 30Kg aproximadamente, eu queria comprar as passagens low cost pagando pelas 2 malas de 30 kg cada…Existe essa possibilidade? Será q sairá muito mais caro? Qual seria minha outra alternativa? Ônibus? Trem? Eles tb tem essa coisa de cobrar pelo excesso de bagagem (digo ônibus e trem)? O que me aconselha? Ah! Vou chegar por Lisboa, depois pretendo ir à Espanha (Madri ou Barcelona), depois Londres, depois Paris, depois Milão, depois Veneza, por fim Roma e retornar para Lisboa p voltar ao Brasilzinho aqui…Agradeceria muito se pudesse me responder! Obrigada! Juliana

    Responder
    • Adriana Miller - 07/09/13 - 10h57

      Oi Juliana,
      Poder voce pode, mas cada mala a mais de 30 quilos vai te custar cerca de 50 Euros por perna de viagem, entao cabe a voce decidir se vale a pena pagar isso tudo…
      (E o pior: ter que arrastar sozinha duas malonas enormes de 30kg pelas ruas e transportes Europeus!!!!)

      E mais: mesmo se voce nao viajar de low cost, o normal na Europa é apenas 1 mala de 23kg por passageiro, entao mesmo se nao viajar de low cost e pagar a mais para viajar nas cias tradicionais (TAP, Air France, Alitalia, etc), ainda assim terá que pagar uma fortuna de bagagem extra (essas cias tb cobram caríssimo por mala extra).

      Entao se levar toooodos os seus casacos em duas malas de 30kgs for essencial pra voce, outras opções sao os ônibus e trens, que nao tem limite de bagagem.
      Mas lembre-se: de trem ou ônibus voce vai demorar hooooras entre um ponto a outro de sua cidade (ja fiz Madrid a Lisboa de ônibus e sao 8 horas -sem transito – ou seja, é um dia inteiro da sua viagem), alem de que fazer longas distancias de trem na Europa tambem sai super caro (voce pode fazer simulação dos preços na internet – aqui no blog tem o link de todas as cias ferroviárias no post “Como viajar de trem pela Europa”).
      E como disse acima, nesses meios voce nao “despacha” bagagem, entao será responsável por carregar suas malas o tempo todo, coloca-las no vagão sozinha e ser responsável por elas o tempo todo.

      É muita coisa e muito trabalho! :-)

      Nao é a toa que as pessoas que viajam muito acabam aprendendo (ainda que na marra!) a viajar com pouca bagagem! Heheheh

      Responder
  51. Sabrina - 26/09/13 - 18h10

    Olá Adriana Miller, muito obrigada pelos comentários. Pretendo ir a Europa o ano que vem e estou vendo para fechar os voos entre Lisboa – Paris / Amsterda – Roma agora pela Vueling. Estou com uma dúvida, pois não sei as taxas de embarque são cobradas no preço final…? Será que posso ser surpreendida por uma taxa no aeroporto? Obrigada

    Responder
  52. […] Bem, no geral a maioria das regras ainda valem e são exatamente as mesmas! […]

    Responder
  53. Viviane - 09/12/13 - 11h55

    Oi, Adriana! Pelo que eu percebi aqui, foram citados muitos problema em relação a nomes/sobrenomes errados… Saberia me dizer os riscos, ou melhor, a solução, para um ÚNICO caractere errado no número do passaporte?
    Como já fiz o check-in online e não vi o erro antes, agora não consigo mais corrigir. A empresa é a Easyjet. E toda a dor de cabeça e preocupação se resumem ao erro de “1” (número) no lugar do correto, que seria “I” (letra). Não sei o que fazer, pois todas as soluções que já pensei incluem pagamento de taxas pelas quais não posso pagar no momento!
    Se alguém já teve uma experiência parecida e puder ajudar, agradeço MUITO!!!!

    Responder
    • Adriana Miller - 09/12/13 - 12h43

      Oi Viviane,
      Que eu saiba a unica solucao para QUALQUER alteracao na reserva eh o pagamento das taxas.
      E caso voce nao o faca e resolva “arriscar” viajar com o numero do passaporte errado, provavelmente voce sera barrada e nao podera embarcar, o que vai ser um daqueles “barato que sai caro”, pois pagar a taxa pra corrigir seu cartao de embarque com certeza eh mais barato que perder a viagem toda :-(

      Responder
  54. Viviane - 09/12/13 - 12h50

    Nossa, eu não acreditoooo nisso! :'(
    Mas concordo, acho que é melhor não arriscar. Mas também, não sei como consertar o erro, pois no site a opção é de alteração de NOME, não sei se pra mudar o número do passaporte é outro procedimento.
    Acho que vou fazer contato com eles através do site, porque pra ajudar, eu não tenho italiano suficiente pra ligar lá e resolver tudo da maneira mais rápida. :/
    Obrigada, Adriana!

    Responder
  55. Christian - 12/01/14 - 21h43

    Parabéns pelo Blog, por tds às dicas Dri!!!

    Dri vou fazer um intercâmbio pra Oxford e passear por alguns lugares, como París, Madrid, Barcelona e dentro da Inglaterra Manchester e Londres, claro…

    Minha maior dúvida é quanto a viajar pra esses lugares de Trem ou Aéreo por essas companhias Low Cost. Visando principalmente o custo e a segurança, pois é minha primeira viagem pro exterior.

    Desde já, obrigado!!! :-)

    Responder
  56. […] já falei bastante sobre cias aereas de baixo custo (low cost) aqui no Blog, tanto para Europa quanto para a Asia, e eh sempre otimo descobrir uma nova empresa, que cobre uma região diferente […]

    Responder
  57. Guetth - 14/04/15 - 09h48

    Olá Adriana,

    Nossa q blog show de bola! Parece até q te conheço de tanto ler as postagens.

    Seguinte, já viajei bastante de low coast pela Europa, pq meu namorado é escocês e mora na Inglaterra, e já sei de cor todos os entraves e pegadinhas dessas empresas.
    Tô planejando dar uma viajada em agosto/setembro 2015 pela scandinávia e o trecho Suíça – praga, mas agora pretendo ir só é meu namorado irá me encontrar nos fds na cidade q eu estiver.

    Estou muito insegura com a questão dos descolamentos entre os aeroportos alternativos das “low costs” até os albergues….

    Outra questão é a internet, normalmente como estou com meu namorado, ele tem acesso á internet todo instante, já sozinha, não sei como me virar! Há planos pré-pagos de internet na Europa? Sabe o valor + ou-? Aqui no Brasil esse serviço é até barato, mas para ser ativado necessita um CPF! Sabe como funciona aí na Europa?

    Att,

    Guetth

    Responder
    • Adriana Miller - 14/04/15 - 09h54

      OI Gueth,
      Que tipo de inseguranca em relacao aos translados? Voce sempre pode reservar um taxi ou transfer atraves do hotel ou albergue, mas geralmente no proprio sites das cias aereas eles tem bastante informacao sobre os meios de transporte ate o centro da cidade.
      Nao sei se entendi sua duvida…

      Sobre internet, eu soh posso comentar em relacao a Inglaterra que eh onde mora e conheco melhor o sistema: http://drieverywhere.net/2011/10/25/como-comprar-um-sim-card-para-seu-celular-na-inglaterra/
      Ou seja, existem planos pre pagos bem simples e acessiveis (nao precis ade CPF, basta um cellular desbloqueado), mas nao existe uma Sistema “unico” de telfonia na Europa. Ou seja, se voce comprar um chip pre pago da Suica, nao podera usar na Escandinavia, nem na Escocia, por exemplo. Quer dizer, poder, ate pode, mas pagando roaming internacional, como se fosse seu tel do Brasil mesmo.

      Responder
  58. Thati - 04/05/15 - 05h56

    Olá Adriana! Estou com uma dúvida e espero que vc possa me ajudar. Eu comprei minha passagem de avião (Paris pra Roma) pela Ryanair, mas só escrevi um sobrenome meu. Tem algum problema? Na minha passagem online tá escrito Thatiana Akahori, mas no meu passaporte é sobrenome Akahori Andrade e nome Thatiana. Será que terei que alterar? Vi a taxa de alteração de dados e é muito caro. Fora a ryanair tbm reservei assim nos meu passe de trem da eurail (select pass) e na eurostar (Bruges pra Londres e Londres pra Paris). Aguardando sua resposta! Obrigada desde já. =)

    Responder
    • Adriana Miller - 05/05/15 - 09h36

      Acho que nao tem problema nao. Eu sempre viajo so com 1 sobrenome e nunca tive problemas.

      Responder
  59. Janaina - 06/03/16 - 23h31

    Oi Dri. Primeiramente queria te dizer que eu AMO seu blog. Antes de qualquer viagem que eu faça, eu venho aqui bisbilhotar suas valiosas dicas. Repeti jantares e hotéis baseados na sua experiência. Todos aprovadissimos. Meu marido já brinca perguntando se fui eu quem achei ou se foi você! ;)

    Estou indo agora passar dois meses em Londres e já comprei uma passagem de escapada para Barcelona porque meu marido quer muito assistir ao jogo de Neymar e Messi. E é aqui que eu preciso muito de suas dicas.
    1) Você sabe dizer se a Easyjet aceita checkin pela internet para não-europeus? Não achei nenhuma restrição no site deles então acredito que não tenham essa frescura da Ryanair.
    2) Eu tenho dois passaportes, um europeu e um brasileiro. Para entrar em Londres e viajar internamente eu queria usar apenas o europeu, mas eu fiz uma besteira. Fiz a reserva com meu nome completo (como deveria ser), mas o passaporte belga só consta o meu primeiro nome e o meu ultimo sobrenome. Pra piorar a situação acabei inserindo todos os dados do meu passaporte belga na reserva. Isso já aconteceu comigo antes (por incrivel que pareca eu nao aprendi a lição!) e não tive problema nenhum para embarcar/entrar na Australia, mesmo embarcando do super certinho Japão. Mas…. considerando que se trata de low-cost fico com muito receio de ser barrada feito o Aaron foi. O que você acha que devo fazer? Deixar do jeito que está, ligar para eles e pedir para tirarem meu nome do “meio” pagando um extra gigante, ou pedir para trocarem o documento de embarque (que tambem deve ter alguma taxa)? Você já passou por isso ou sabe de alguém que tenha passado?

    Obrigada por seu blog. Como muitos dizem… é uma verdadeira “utilidade pública”!

    Adoraria te conhecer pessoalmente, mas acho que você já deve estar cansada de receber convites de leitores. rsrsrsrs.

    Beijos na pequena linda Isabella e abraços em vocês dois.

    Responder
  60. Érica carmona - 04/06/16 - 04h25

    Adorei seu post mas fiquei muito ansiosa com a história de nao poder ir de bolsa de mão ( bolsa normal mesmo, pequena)…. tem que levar todos os documentos e dinheiro na mala?? Que coisa estranha não é? Nem pochete??? Eu já comprei vôo low cost pela Europa toda em outubro mas achei que conseguiria levar pelo menos minha bolsa p levar documentos.
    Beijos

    Responder
    • Adriana Miller - 04/06/16 - 13h01

      Pois é, não pode nada. Quer dizer, poder até pode, mas cada passageiro só pode levar uma bagagem de mão. Então por mais que você tenha que colocar seu passaporte “na mala”, essa ser’a sua mala de m~ao, então estava com você o tempo todo (e não na bagagem despachada).
      Mas essa regra mudou um pouco nos últimos anos, e algumas cias low cost deixam os passageiros levar um volume a mais (uma bolsa pequena ou sacola de compras do free shop), então vale a pena ler bem as regras da sua cia aérea antes da viagem.

      Responder
  61. Fabio - 14/01/17 - 04h05

    Boas,

    Comprei uma passagem para Zurich para mim e a minha namorada, mas em vez de o primeiro e ultimo nome dela coloquei o primeiro e o penúltimo, poderei ter problemas na altura do voo ??

    Obrigado ✌🏼

    Responder
  62. mikely - 27/05/17 - 04h21

    Achei bem explicativo, mas fiquei em duvida na bagagem de despacho.. Eu posso despachar bagagem? e quantos kilos eu posso despachar? E se exceder eu pago quanto por kilo excedido? Obrigado desde já.

    Responder
    • Adriana Miller - 31/05/17 - 08h18

      A bagagem despachada não esta incluída no preço da passagem low cost. Então sim, você pode despachar bagagem se quiser, mas terá que pagar á parte.
      Se exceder o peso, cada quilo (ou fração) é cobrado a mais. Cada cia aérea tem sua tabela de reço, mas a média é em cerca de 20 dólares por quilo, então realmente tem que ser esperta na hora de fazer as malas.

      Responder
  63. Lais - 17/06/17 - 14h29

    Olá! Eu tenho uma dúvida. Se o voo tiver uma conexão, é necessário pegar a mala despachada e despachar novamente?

    Responder
    • Adriana Miller - 17/06/17 - 14h55

      Sim, os voos de low cost não fazem conexão, cada passagem comprada é de “ponto a ponto”, então cada voo opera independente.
      Então você tem que passar pela imigração, pegar as bagagens, voltar para a área de embarque, fazer check in e despachar as bagagens novamente e só depois embarcar de novo.

      Responder