26 May 2010
6 comentários

Jerusalém – Introdução

Dicas de Viagens, Israel

Eu fiquei meio enrrolando pra escrever logo os posts de Israel, mas rolou uma falta de inspiração… A cidade é tão mágica, tao overwhelming (desculpa, não conheço uma palavra em Portugues que tenha o memso impacto de Overwhelming…) que a impressão que deixou foi que nada que eu pudesse contar ou descrever vai chegar aos pés doque realmente é ver aquela cidade ao vivo.

Comecando pela arquitetura e organização da cidade propriamente dita, com suas construções em pedra de cor clara, contrastando com o ceu mais azul que já vi, cercada por vales místicos coloridos por oliveiras e de uma complexidade sem igual.

A cidade já foi conquistada e re-consquitada, destruida e re-construida e parece ser uma cidade destinada a sofrer as mesmas mazelas decada após decada, seculo após seculos, milenio após milenio, nos ultimos 4 mil anos.

A cidade antiga é a area principal de 3 das maiores religiões monoteístas do mundo: num espaço de pouquissimos quilometros quadrados estão os templos/sitios mais sagrados de Judeus, Cristãos e Muçulmanos e partir do momento que voce entende um pouco mais como funciona a dinamica das 3 religiões e como elas estão tão intrínsicamente relacionadas duas duvidas ficam no ar: Se tudo é tão parecido, tão interligado, os personagens são praticamente os mesmos… porque tantas guerras e discordias? E depois vem a dúvida: Se o 3º principal templo Muçulmano foi construido em cima do principal templo Judeu, que por sua vez esta exatamente em frente ao principal santuário Cristão, como que a 3ª guerra mundial ainda nao explodiu, bem aqui?! AInda mais com todos esses adolescentes armados até os dentes circulando pela cidade?

Por fora dos muros da cidade antiga está a area que ateh pouquissimos anos atras ficava o “limbo”: nao era de Israel, mas tambem nao era da Cisjôrdania nem da Palestina. Dizem que era o bairro mais perigoso da região, e no auge dos conflitos, se alguem ousasse cruzar a rua seria fuzilado quase instantanêamente.

Hoje em dia, na mesma area foi construido o bairro mais rico, luxuoso e caro de Jerusalém com as casas e apartamentos de ferias de Judeus ricos e famosos do mundo todo que voltaram a investir na região, e um shopping e Hotel ultra luxuosos, o Mamilla, que além do hotel boutique ultra luxuoso tem o shopping ao ar livre de mesmo nome com lojas internacionais que custam quase exatamente o dobro doque custariam na Europa!

Mas voltando a cidade antiga é impossivel prescrever um roteiro ou uma maneira melhor ou pior de organizar oque ver e como fazer.

Tudo que vou escrever nos proximos posts foi visto em 3 dias inteiros – muitos dos lugares nós acabamos indo mais de uma vez, ou porque depois voltamos com o guia (e nao tinhamos entendido nada da primeira vez, sozinhos), ou decidimos voltar pra evitar as massas de turistas e pelegrinos, ou simplesmente voltamos porque a energia era tão espetacular que voce simplesmente tinha que fazer parte daquilo mais uma vez!

Adriana Miller
Siga me!

Adriana Miller

Sobre a Autora at Dri EveryWhere
Adriana Miller, Carioca. Profissional de Recursos Humanos Internacional, casada e mãe da Isabella e do Oliver.
Atualmente morando em Denver, Colorado, nos EUA, mas sempre dando umas voltinhas por ai.
Viajante incansável e apaixonada por fotografia e historia.
Adriana Miller
Siga me!

Latest posts by Adriana Miller (see all)

Adriana Miller
6 comentários
Comente pelo Facebook
Escreva o seu Comentário
* Preenchimento obrigatório. Seu email não será divulgado.
Quer que a sua foto apareça nos comentários? Clique aqui!
6 comentários
  1. g. - 26/05/10 - 12h10

    oi!
    estou adorando os posts destas suas últimas viagens pois é bem difícil de se encontrar infos assim na net ainda mais em portugues…. + uma vez parabéns pelos relatos (no caso TODOS!kkkk).
    e estou esperando para estes próximos posts virem bem rapidinho! ;>
    bjs

    Responder
  2. Hilda - 26/05/10 - 14h30

    Dri,
    Estou acompanhando os posts e amando!!! Israel nao esta nos meus planos de ferias tao cedo, mas estou adorando conhecer um pouquinho atraves do blog.
    Bjs!
    PS: See you on Saturday!
    .-= Hilda´s last blog ..Learner! =-.

    Responder
  3. Patricia - 26/05/10 - 15h09

    Dri, estou adorando os relatos de jerusalém.. sempre achei que a cidade fosse super perigosa. mas uma dúvida: será que é tão segura que se possa ir sem um homem pra lá? Digo, só mulheres mesmo e todas novas.. Tô louca pra ir!!

    Ps.: seu blog é diiiisparado o mais legal que já encontrei!

    Responder
    • Adriana - 26/05/10 - 17h53

      Nossa, super pode!
      Acredite a cidade é trnquilissima e as pessoas super tranquilonas! Foi a primira vez que fui num mercado Arabe sem ser assediada, sem ter vendedores tentando te vender até a mãe, e sem ninguem, em situação alguma me tratar diferente, negar ajuda ou comunicação por ser mulher. Não mesmo!
      Acho que seria um lugar bem legal de ir com um grupo de amigas! Recomendo!

      Responder
  4. Liana - 09/06/11 - 09h03

    Oi Dri,
    eu acabei de chegar de Israel e Jordania numa viagem incrivel que planejei e fui sozinha. Foi minha primeira viagem solo e ta dificil encontrar as palavras certas pra descrever tamanha intensidade que ela representou.
    Ja trocamos alguns comentarios nos blogs e twitter antes, e eu sempre to por aqui acompanhando sua jornada, viagens e te acho mto forte.
    vc e seu blog foram inspiracoes que me empurraram coragem e me encheram de estimulo pra vencer medo, inseguranca, duvidas, e simplesmente partir. Tenho tb essa sede de conhecimento e tambem mantenho um “diario” com meus achados da vida expatriada e viagens. Estou fascinada, ainda assimilando tudo que vi nesses 4 dias. Como eh dificil passar tudo pro papel, nao?!
    :)
    um bjo e felicidades nas proximas empreitadas!

    Responder
    • Adriana - 09/06/11 - 11h01

      Uau!
      Que legal Liana! Parabens pela coragem e forca de vontade!
      Viajar eh sempre otimo e sempre uma boa experiencia, mas sempre digo que pelo menos uma vez na vida, todo mundo (principalmente mulheres) deveriam viajar sozinhos e aprender a conviver e ser feliz consigo mesmo, sem depender de mais ninguem e ser de verdade, independente!
      Fico muito feliz em saber que de certa maneira meu blog contribuiu pra te dar uma forcinha! :-)

      Responder