15 Jun 2010
10 comentários

Valletta

Dicas de Viagens, Malta

Valletta eh a capital de Malta, e tambem a cidade maisa ntiga do pais. A historia do pais eh diretamente linkada a historia da cidade, jah que uma levou a outra.

Valletta vista de Sliema

Eh uma historia complicada, envolvendo religiao, guerras, invasoes, destruicao e construcao – e o nome Valletta foi dado em homenagem ao Jean Parisot de la Valette que foi um dos Cavalheiros de Sao Joao e que liderou a votoria dos Cavalheiros contra a invasao Otomana no seculo 16.

Entao nao eh nenhuma surpresa que tudo em Valetta (e Malta como um todo) esteja tao ligado as Cruzadas e aos Cavalheiros de Sao Joao. Afinal foi ali na ilha que eles se estabelecaram apos as conquistas em Jerusalem e oriente medio. A ilha entao virou cidade-base dos cavalheiros e o pais inteiro foi praticamente construido por eles.

Porem a Valletta que vemos hoje ainda esta em processo de recuperacao e reconstrucoa depois da Segunda Guerra Mundial! Tai uma coisa que eu nao sabia, mas Malta foi o pais mais bombardeado da Europa durante a guerra, pois oferecia uma posicao estragegica e privilegiada para os Alemaes que queriam infiltrar o Oriente medio, mas o pais nao se rendeu facil!

A cidade tem todo um emaranhado de construcoes subterraneas onde a populacao se escondia durante os bombardeios, a apesar dos estragos, Malta teve um dos menores indices de mortes nao-militares durante a guerra. Porem a populacao acabou se entregando, pois apesar de bem protegidos, a comida, agua potavel e suprimentos acabaram antes do fim dos conflitos…

Mas apesar das marcas da guerra (que nao sao tao visiveis assim) nos ultimos anos Malta tem se tornado o novo paraiso mediterraneo da Europa atraindo turistas o ano todo, e investimentos sem fim apesar da crise.

Seu clima eh provilegiado o ano todo, a cultura hospitaleira, a culinaria que uma mistura de Arabe com Italiano com Maltes (o prato carro chefe do pais eh carne de coelho) e a lingua apesar de ser oficialmente um complicada mistura de Arabe com Italiano (Siciliano), a populacoa eh praticamente 100% bilingue em Maltes e Ingles – resultado das muitas decadas sob dominio Britanico.

Isso faz com Malta tambem tenha se tornado um otimo destino de ferias-estudos pra estudantes de toda Europa (e do mundo) que querem estudar Ingles mas sem encarar o clima ou os custos Britanicos!

O Ingles esta longe de ser perfeito, o sotaque eh meio complicado, mas eh uma otima opcao pra quem quer/precisa aprender a lingua mas nao quer/nao pode morar na Inglaterra (ou EUA, Australia, Canada e afins).

Pra completar a fase boa do pais, Malta foi oficialmente incorporada a Uniao Europeia em 2004 e jah incorporou o Euro como moeda oficial em 2008.

Ou seja, eh muito facil viajar em Malta!

Mas voltando a Valletta, nos tinhamos muito pouco tempo por lah, mas mesmo assim queriamos aproveitar o maximo possivel. mas a verdade eh que nao precisamos de muito mais que 1 dia!

A principal atracao de Valletta eh simplesmente Valletta! As ruelas escondidas, a arquitetura Barroca, as varandas (as varandas!), as igrejas e a vista!

O melhor lugar pra comecar o passeio eh sem duvida Sliema, que eh o “bairro” que fica do outro lado da baia de Valletta e de onde temos a visao privilegiada de cartao postal da cidade!

Nosso hotel ficava bem ali, na rua The Strand (a avenida beira-mar de Sliema) e apenas tivemos que pegar o ferry que liga as duas cidades, que demorou cerca de 5 minutos e custou 93 centavos (de Euro)!

Entre as duas cidades esta a Ilha Manoel, qcom um forte que foi contrsuido para proteger Valletta e tambem pode ser visitado.

Dai pra frente foram horas e horas perambulando pela cidade. Nos comecamos o dia bem cedo, e encontramos uma Valletta praticamente particular! Ninguem nas ruas!

Andamos, andamos ateh o Forte Sao Elmo, onde funciona o museu da Guerra, e que tambem oferece otimas vistas da cidade!

De lah fomos para a Catedral de Sao Paulo, que eh a Igreja que dah Valletta sua silueta caracteristica – e que apesar de ter sido totalmente destruida durante a guerra, a Igreja que foi recuperada, e tem o interior mais iluminado e tranquilo que jah vi… pura paz…

Na mesma praca esta tambem o Auberge de Aragon – boa parte da cidade foi construida justamente com a intecao de servir como hospedagem a peregrinos e para as Cruzadas e seus cavalheiros. Eles cruzaram a Europa toda e ali se refugiavem a caminho da Africa e do oriente.

Mas a grande maioria das atracoes de Valletta estao ao longo de uma unica rua, a Rua Republica, que cruza a cidade inteirinha e onde estao o Grande Palacio, a Praca da Republica e a Praca da Grande Invasao; E nos seus arredores estao tambem a Praca de Sao Joao e a Co-Catedral de Sao Joao (que nao pdoe tirar fotos lah dentro, nem entrar de sapato alto!! Eles devem lucrar bastante em cima das russas!).

Uma outra area que descobrimos por acaso e que achei imperdivel sao os Jardins de Alta Barraca, que ficam praticamente de frente pro Albergue de Castilla e o Banco Central de Malta e tem uma vista privilegiada do outro lado da cidade e a baia com as penisulas que formam as “Tres Cidades” (proximo post!).

A vista panoramica das "Tres Cidades"

Uma outra cosia bem “diferente” que fizemos foi a estacao de onibus! Numa das extremidades da Rua da Republica fica uma dos portoes de entrada da cidade (que eh toda muralhada) e a estacao central de onibus do pais.

O interessante eh que a frota de onibus de malta eh muito antiga! A media eh toda da decada de 50 e 60 (pos guerra) e tem um design que parece carrinho de brinquedo! E oque tornam esses onibus ainda mais interessantes eh que daqui a pouco tempo eles soa existirao mais! O governo tem planos de usar a verba da Comunidade Europeia pra trocar e modernizar toda a frota de transporte publico do pais, e entao esses onibuszinhos vao virar peca de museu…

Passamos um total de umas 6 horas, sem parar um segundo, em Valletta; que por mais que definitivament enao tenha sido suficiente pra ver absolutamente tudo, foi mais uqe suficiente pra ver tudo de mais interessante que a cidade tem pra oferecer!

Adriana Miller
Siga me!

Adriana Miller

Sobre a Autora at Dri EveryWhere
Adriana Miller, Carioca. Profissional de Recursos Humanos Internacional, casada e mãe da Isabella e do Oliver.
Atualmente morando em Denver, Colorado, nos EUA, mas sempre dando umas voltinhas por ai.
Viajante incansável e apaixonada por fotografia e historia.
Adriana Miller
Siga me!

Latest posts by Adriana Miller (see all)

Adriana Miller
10 comentários
Comente pelo Facebook
Escreva o seu Comentário
* Preenchimento obrigatório. Seu email não será divulgado.
Quer que a sua foto apareça nos comentários? Clique aqui!
10 comentários
  1. Eliane Pechim - 15/06/10 - 17h35

    Ontem mesmo vi um programa sobre Malta. Parece um lugar lindíssimo.

    Responder
    • Adriana - 16/06/10 - 09h09

      Serio? Sobre turismo? Historia? Deve ter sido bem legal!

      Responder
  2. Camila Navarro - 15/06/10 - 23h03

    Valletta parece ser um ótimo destino. As construções antiigas são lindas e as ruas tranquilas dão um charme a mais. Os ônibus, mesmo antigos, são uma gracinha! ;-)
    .-= Camila Navarro´s last blog ..Causo de Viagem =-.

    Responder
    • Adriana - 16/06/10 - 09h09

      POis eh, Valletta eh daquelas cidades que tem charme “velho mundo”, que parece mesmo que viajamos no tempo!

      Responder
  3. Helo - 16/06/10 - 19h10

    Dri,

    Depois de mais algumas horas vendo seu blog, surgiu um dúvida.
    Tenho bisavô alemão, nascido na Alemanhã, tenho alguma chance de
    conseguir a cidadania alemã?

    Beijosss

    http://www.macheriefashion.blogspot.com/
    .-= Helo´s last blog ..American house’s =-.

    Responder
  4. Helo - 16/06/10 - 19h12

    Oi Dri,

    Tenho um bisavô alemão, teria a possibilidade de conseguir a cidadania alemã?

    Beijoss
    .-= Helo´s last blog ..American house’s =-.

    Responder
    • Adriana - 16/06/10 - 21h15

      OI Helo,
      Só quem pode te responder isso seria o consulado/Embaixada da Alemanha. Cada pais tem suas regras espcificas sobre oque determina a linha de descendencia (se é por mae, ou por pai), restricoes de datas (pre e pos guerras), etc.
      NO caso de um bisavô acho dificil, pois a descendencia já é bem distante, mas sei lá – no consulado eles vao poder te explicar direitinho, quais documentos vc precisa apresentar pra provar a descendencia e afins.

      Responder
  5. CarlaZ - 19/06/10 - 21h11

    Dri,
    já tem um tempo que não comento mas depois que li o post de trocar de emprego me senti mais próxima hehehe e não tem como não comentar…
    Eu tenho uma quase ida a Malta…quando eu era mais nova fiz aqueles cursos de inglês de ferias na Inglaterra mas quando ainda estava vendo o que faria surgiu a ideia de Malta…e claro queo que me motivava era a zona já que em Malta todos os estudantes morariam na mesma casa que era onde era aescola…mas não fui…
    Desde então tudo que vejo de lá chama a atenção e agora com essas fotos num dia tão bonito fiquei realmente com
    vontade de ir…vai ter que entrar na (big) lista…
    Bjos

    Responder
  6. Marta - 24/06/10 - 21h34

    Faz 2 anos, também fiz uma viagem a Malta. As tuas fotos fizeram-me recordar o quanto me diverti por lá! Parabéns pelo blog!
    Marta
    http://www.acomidaeacidade.com

    Responder
  7. Malta – As dicas praticas - 07/07/10 - 20h28

    […] ficamos hospedados no BayView Hotel, no bairro de Sliema, que é a baia bem de frente pra Valleta. O hotel é um 3 estrelas bem simples e simpatico; Zero luxos, mas com uma vista e localização […]

    Responder