28
Sep
2010
African Walking Company
Escrito por Adriana Miller

Nossa viagem foi contratada atraves da Exodus, uma agencia Inglesa especialista em pacotes de aventura. Mas como o Kilimajaro eh uma are protegida, turistas (e locais) soh podem entrar no parque se acompanhados por guias treinados e registrados, e portanto a Exodus tem parceria com um agencia receptiva local, a African Walking Company (nao achei um link especifico pra eles…).


O servico prestado nao poderia ter sido melhor e foi bom saber que fomos acompanhados por especialistas locais o tempo todo.

A equipe que nos acompanhou era enorme, oque definitivamente justificou o preco alto que pagamos pela viagem. E para falar a verdade, quando estavamos lah e nos demos conta na estrutura de apoio que rola no background para garantir que tudo vai ser perfeito durante nossa estadia, eu achei ateh que na verdade o preco que pagamos nao tinha sido suficiente e justo, para tipo de trabalho que aquele pessoal faz!


No total eramos 9 turistas e subimos o Kilimajaro com uma equipe de apoio de nada mais, nada menos que 31 pessoas!!!

Entre eles estavam o guia lider, que atuava como o super chefe da operacao nao soh liderava o trekking, como tambem dava as cordenadas paro pessoal da cozinha, pro pessoal do acamapamento, fazia reunioes com nosso grupo todos os dias de manha e de noite, e ainda fazia suas rondas de seguranca e primeiros socorros, para garantir que estavamos todos fisicamente e mentalmente bem o tempo todo. Era ele tambem quem carregada e verificava diariamente o kit de primeiro socorros incluindo equipamento cardiaco, seringas com esteroides e varias outras coisas assustadoras!


Alem do guia lider, tambem tinhamos mais 5 guias asistentes, que eram os caras que nos acompanhavam ao longo da caminhada, e se dividiam no grupo, para garantir que teriamos um acompanhamento personalizado o tempo todo (e assim cada um podia seguir no seu ritmo).

Um outro personagem principal do grupo era o cozinheiro chefe! Um dos principias efeitos da altiture eh a falta de apetite e enjoo, que consequentemente pode piorar todos os outros sintomas (se vc nao se alimentar bem e beber pelo menos 4/5 litros de agua/liquidos por dia, gastando uma media de 5 mil calorias por dia, nao da pra aguentar o ritmo).  Eu nao tinha nenhuma expectativa em relacao a comida, e achava que iamos comer biscoito Maria com macarrao instantaneo e atum em lata todos os dias que ja mata meu apetite mesmo no nivel do mar, entao imagina la em cima?!

Mas para nossa surpresa a comida foi OTIMA, super balanceada, nutritiva e gostosa todos os dias! Entao apelidamos o James, nosso cozinheiro chefe de “engenheiro estomacal”, porque ele definitivamente foi muito mais que simples cozinheiro!!

O café da manha sempre tinha porridge, panquecas com geleia e/ou mel, ovos, torradas, biscoito, café e cha. E o almoco e jantar sempre incluiam uma sopa com algum prato principal (com bastante carboidrato, afinal gastavamos uma media de 5000 calorias ao dia!, carne, peixe, salada, pao, etc). E isso sem falar que sempre eramos recepcionados no acampamento por um cha da tarde tipicamente Ingles, com cha, café, bolo, biscoitos  e pipoca!! E pra mim, que nao como carne de porco, e um outro cara vegetariano, sempre tinhamos opcoes diferentes caso preferissemos!

Foi incrivel, e era so o cheirinho da sopa invadir a tenda-refeitorio que eu ficava logo morrendo de fome!! E realmente acho que isso teve um papel muito importante na adaptacao do grupo, e que ninguem sofreu nada muito grave por causa da altitude, e todos nos aguentamos bem ate quase os ultimos dias.

E alem deles, ainda tinhamos toda equipe de apoio, ou os porters, que sao os homens e mulheres que fazem com que tudo funcione perfeitamente! Sao eles que carregam nossa bagagem, nossas barracas, toda estrutura de apoio, a comida, a agua potavel e o banhero quimico.

Entao ao longo de cada dia, iamos conhecendo um pouco mais de cada um deles, e aprendendo um pouco mais sobre a vida na Tanzania, que foi uma das partes mais legais da viagem!

Na ultima manha na montanha, jah descendo, fizemos uma “ceremonia da gorjeta, onde o grupo de turistas e o grupo de apoio se junta para fazer mini discursos de agradecimento, e nos demos gorjetas extras para todos eles, como eh a pratica normal no Kilimajaro. (esse link abaixo tem um videozinho que fiz no ultimo dia. Depois vou tentar consertar o link, pra aparecer o video aqui).

Kilimanjaro

Eles nos agradeceram por vir visitar seu pais e por ter cuidado bem da montanha (o turismo no Kilimanjaro eh a princiapal industria da regiao, que gera muitos empregos e sustenta familias e cidades inteiras sem a presenca dos turistas, millares de pessoas perderiam seu ganha pao). E por outro lado nos agradecemos toda ajuda fisica e psicologica que recebemos do grupo, reconhecendo o trabalho duro que acontece por tras da cena e o esforco que cada um deles fez para garantir que nos teriamos a melhor impressao possivel do Kilimajaro, da Tanzania e da experiencia como um todo!

Eu e Makeke, no topo da Africa - sem ele me ajudando a cada passo no ultimo dia, jamais teria chegado ate o final!

E no final, tiramos muitas fotos, fizemos filminhos, trocamos e-mails e para encerrar a ceremonia todo grupo de apoio se juntou para cantar a musica-hino da montanha, com o Kilimajaro coroando a paisagem!

Antes da viagem, eu e o Aaron estavamos pensando em como seria nosso grupo, quem seriam os outros turistas que viajariam com a gente, mas na verdade esquecemos que as pessoas que realmente fizeram a diferenca foi o resto do grupo!

Eram horas e mais horas por dia andando e andando, sem muito oque fazer a nao ser conversar (ainda que bem limitado, pq a falta de ar deixava qualquer papo menos dinamico!) e ir conhecendo cada um deles. Como o guia lider, Makeke: ele ja subiu o KIlimanjaro – ate o final – 74 vezes (sem contar as outras centenas de vezes em que estava com grupos que nao chegaram ate o topo- coisa que pra ele nao conta!) e trabalha na montanha ha mais de 10 anos. Comecou como carregador, e por 5 anos subia e descia a montanha carregando malas de turistas enquanto fazia um curso de Ingles nas horas vagas.

Quando seu nivel de Ingles ficou bom o suficiente, ele fez um curso pra ser guia assistente e com ajuda e patrocinio de um de seus clientes, ele pode ficar 6 mese sem trabalhar e tirar o certificado de guia do Kilimanjaro.

Agora seu proximo passo eh conseguir juntar dinheiro pra voltar pro curso oferecido pelo governo por mais uns meses, e o emprego de seus sonhos eh ser guia de safari! Ele vai casar em novembro com uma menina do Kenya, e acha que ser guia no Kilimanjaro ocupa tempo demais na sua vida, e quer poder estar em casa pra comecar uma familia.

E tem tambem o Venice, um dos Guia assistentes, que era maratonista da Tanzania, viajou o mundo correndo maratonas, e foi assim que aprendeu Ingles. Mas acabou machucando seu joelho e nunca mais conseguiu patrocinio pra correr – mas como gosta de fazer exercicios e natureza, agora trabalha no Kili.

E muitas e muitas outras historias como essas, algumas mais outras menos comoventes, mas que ajudou a ter uma otima ideia de como eh a vida real num pais como a Tanzania, e a importancia da conservacao ambiental pro desenvolvimento da regiao.


Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...
Siga me!

Adriana Miller

Sobre a Autora at Dri EveryWhere
Adriana Miller, 34 anos, Carioca. Economista e profissional de Recursos Humanos Internacional, casada e mãe da Isabella.
Atualmente morando em Londres na Inglaterra, mas sempre dando umas voltinhas por ai.
Viajante incansável e apaixonada por fotografia e historia.
Siga me!
Categorias: Kilimanjaro, Tanzania, Viagens
39

39 Comentários em:
"African Walking Company"

  1. Carol - 28/09/2010

    Dri… é muito bom quando a nossa expectativa é superada menina!!!! Que bom que você amou a experiência e ótimo para nós, leitores, que estamos amando compartilhar com vôcê cada momento dessa incrível viagem!!
    Beijos

    • Adriana - 28/09/2010

      Sim! Amei demais a experiencia!
      Nao faria de novo, apenas porque foi muito cansativo fisicamente, mas o lado psicologico da coisa, e a experiencia de vida foi sensacional! Faria mil vezes de novo! (e pretendo, mas nao num lugar tao extremo quando o Kili!)

  2. Soraya Penna - 28/09/2010

    BEM VINDA AO MUNDO DOS “NORMAIS”.
    PARABENS PELO SEU OBJETIVO ALCANÇADO.
    BJS

  3. Roberta Sampaio - 28/09/2010

    Espetacular Adriana! Sério,muito legal conhecer algo assim tão distante da gente daqui e que pode acrescentar tanto sabe?
    Ansiosa por mais posts! =D
    Beijão

  4. Aline - 28/09/2010

    Gostei muito deste post, achei uma homenagem muito bonita que você fez para equipe. Não conheço a realidade deles de perto, mas imagino que eles vivem uma situação muito difícil e acredito que poucas pessoas reconhecem ou dão importância pra isso.
    Acho muito importante dar atenção pra quem cuida da nossa higiene e alimentação = saúde. E nesse caso ainda foram além, foram guias e carregadores.
    O Kili deve ter um visual muito lindo, mas acredito que o mais recompensador desta viagem foi o aprendizado e a experiência com essas pessoas.

    Parabéns Adriana! Parabéns pela viagem linda, pela superação e pela sensibilidade.

    Bjs

    • Adriana - 28/09/2010

      Com certeza!
      Mais que a “conquista” da montanha, foi a eperiencia de ter passado esses dias lah, no meio do nada e convivendo com os locais, que foi o mais dificil, e tambem o mais legal da viagem.
      Foi dificil ver a realidade das pessoas, pensar em tudo que temos, e tudo que eles nao soh nao tem, mas nem sequer sabem oque eh nao ter.
      E realmente ao ver o pessoal (principalmente as mulheres!) acordar antes do sol nascer, naquele gelo, pra carregar caixotes de banheiro quimico e botijao de gaz na cabeca por horas a fio, da um outro valor a vida boa que temos no ocidente!
      A cada segunda feira, pro resto da minha vida, vou pensar mil vezes entes de reclamar do meu emprego!

      • Aline - 28/09/2010

        fiquei tocada com uma parte do post e esqueci de falar de outra parte…Não sei se são os efeitos da 3ª semana da minha dieta ultra-restritiva a carbos e gorduras, mas quando vi a foto da carne com mandioca, senti o cheiro aqui!! Que cara boa tem essa comida!
        Eu acho que comeria horrores….(acho que o exagero é efeito da dieta…já em fase de alucinações…rsrs…)

        • Adriana - 28/09/2010

          Era boa e bem Brasileira (quer dizer, “exotica”!): feijao preto, arroz, mandioca, carne refogada, banana, manga, mamao papaya, maracuja… Me esbaldei de comer!
          Ainda bem que gastava milhares de calorias por dia! Hahahhaha
          Que dieta que nada menina, vai pro Kilimanjaro! :-)

          • Juliana P. Galvao - 28/09/2010

            Vc chegou a perder peso depois dessa viagem?

            • Adriana - 29/09/2010

              Acho que sim, acho que devo ter perdido uns 2 quilos…. No máximo…. Não sei… Na verdade fomos muito bem alimentados a viagem toda e depois do Kilimanjaro ainda teve o Safari, que foi mais uma semana comendo bem e sentada num jeep sem fazer nada! :-) Entao deu pra recuperar oque foi perdido!

  5. Stephanie - 28/09/2010

    Nossa Dri, que post incrível. Belíssima homenagem. Estou sem palavras, tudo maravilhoso. Achei muito legal da sua parte escrever esse post e acho que são coisas como essa que fazem você ter tantos admiradores. Até hoje não conheci nenhuma pessoa assim, humilde como você, que sabe reconhecer a ajuda das pessoas, suas limitações e agradecer pela ajuda. E eu não sei em relação às outras pessoas que acompanham o seu blog, mas para mim você é uma inspiração. Não só por ser uma pessoa batalhadora e que vai atrás do que quer, mas por ter esse algo a mais que toca tanta gente. Você e Aaron com certeza merecem tudo de bom e muito sucesso, e tenho certeza de que todos que acompanharam vocês nessa aventura também pensam da mesma forma. Parabéns, mais uma vez. Beijos!

    • Adriana - 28/09/2010

      Nossa Stephanie, que lindo seu comentario!
      Muito obrigada!

  6. dani - 28/09/2010

    nossa muito legal!!!! por esse post da até vontade de ir… acho que sempre o mais legal nas viagens são as histórias…aprender como as pessoas vivem no determinado lugar e tal. e lá o que mais vc deve ter é história pra contar e ainda pode “viver” um pouco no lugar!PARABÉNS!!!!!! pela experiencia, pela força de vontade e por sempre querer passar um pouquinho pra nós leitores!!!!
    BJINHUS

  7. ISABEL CELIA ALVES - 28/09/2010

    Adorei…feliz pôr vcs ter conseguido.

  8. Daiane Tozzi - 28/09/2010

    tantas saudades que eu tinha da adriana!! ja me dava agonia vor aqui e nao ler nada seu…

    Mas estou super feliz por vc estar de volta e me incentivar a ir sempre mais longe!
    obrigada

  9. Ju - 28/09/2010

    Dri as letras dos posts estão super pequenininhas, sera um problema do meu computador?

    • Adriana - 28/09/2010

      Nao… eh porqe tive que escrever off line no meu e-mail e depois copiar e colar no WordPress, ai fica tudo desconfigurado… Nao sei como consertar essa formatacao…. Em diferentes computadores fica diferente… no PC aparece direitinho, mas no MAC aparece com letrinhas pequenas…

      • Ju - 29/09/2010

        Ah que bom, então vai melhorar quando vc tiver com a net em casa. Melhor as letrinhas pequenas do que não ter post. Obrigada por me proporcionar a cada viagem sua, não só a oportunidade de conhecer o mundo mas a possibilidade de sentir uma infinidade de emoções.

  10. carol braun - 28/09/2010

    o meu não é mac, é hp, mas tb está com as letras pequenas… nada que tenha me impedido de ler tudooooo! e quero mais! heheheheh

  11. Luciana - 28/09/2010

    Caramba, vc diversifica bem suas viagens. Muito legal! E o bom é que vc e seu marido topam as mesmas aventuras.
    Adoro seu blog.PARABÉNS.
    Beijos

    • Adriana - 28/09/2010

      Mas e isso nao eh a parte mais legal de viajar?
      Ter nossas experiencias, ver lugares e pessoas diferentes?
      Ir todo ano pra Disney nao teria a menor graca! :-)

      • Juliana P. Galvão - 28/09/2010

        Realmente, a cada viagem, se você estiver com a mente aberta, aprende-se muito. Fiquei tocada com a foto deles carregando os mantimentos Kilimanjaro acima… Mas eles também devem aprender bastante com cada um dos turista que passaram por lá.

        Tinha algum turistado seu grupo que fosse, digamos assim, mais fresco???

        Esse destino em particular foi idéia do Aeron ou sua? Já está pensando no seu próximo destino de viagem?

        Bjs

        • Adriana - 28/09/2010

          Não, acho que eu era amais fresca mesmo! :-)
          todos já tinham feito muitas escaladas parecidas e todos estavam bem em forma (apesar de que alguns eram bem mais velhos que nosh.
          E sim, sempre estamos planejando as proximas viagens!

  12. isabel - 28/09/2010

    Cada dia fico mais viciada nos seus posts!comecei a ler na semana passada e já tou terminando de ler tudo!!!! comecei bem no início coma sua saída do Brasil…um verdadeiro diário de bordo de uma aventureira moderna!!Diário muito bem escrito e empolgante para a leitora que eu sou!
    Como diz a Stephanie, você é uma inspiração mesmo! Dá vontade de acreditar nos sonhos e ir em frente!!
    Quanto a África… vai deixar marcas em vc!todos que lá vão, vêm marcados pela beleza das paisagens, mas também das suas gentes genuinas.
    Parabéns por ter chegado ao topo!!!bjoo

  13. Carol - 28/09/2010

    Muito legal!!!!
    Porem, histórias comoventes de pessoas lutadoras e paisagens lindas não faltam no Brasil.

    • Adriana - 28/09/2010

      Sem duvida!
      Paisagebs lindas e historias comoventes existem no Brasil, no Camboja, na Tanzania, no Chile e pelo Munro a fora.
      Mas uma historia ou pais nao tira os meritos da outra.
      Saber que o Brasil tem uma reqlidade parecida nao desmerece a experiencia que five na Tanzania, muito pelo contrario! Com certeza pude me indentificar muito mais com os problemas dos locais soque as outras pessoas de nosso grupo!

  14. carolina - 28/09/2010

    Que post lindo….
    .-= carolina´s last blog ..Como eu quero estar vestida na terça =-.

  15. Ana Beh - 28/09/2010

    Oi Adriana,

    bacana demais!!!!

    Adorei, vc é minha idola!

    beijos

  16. Nossa, 31 pessoas pra cuidar de 9 turistas? Eu queria mesmo saber é o quanto do valor que vocês pagaram a agência repassou para essas pessoas, e com quanto eles ficaram…infelizmente na África deve ser que nem o Brasil nesse aspecto, alguns ficam com muito e a distribuição não deve ser justa…mas enfim, esse guia hein, subir o Kilimanjaro 74 vezes, UAU! Isso é que é ser um Ironman, o resto é brincadeira ;-)
    .-= Luciana Bordallo Misura´s last blog ..Cansada =-.

    • Adriana - 28/09/2010

      Pois eh, isso acho que nunca vamos saber… Mas o fato de que todos eles estavam trabalhando pra mesma empresa há muitos anos foi um bom sinal!
      Mas por isso também fizemos questão de dar a todos gosgetas bem generosas, pois esse dinheiro sim foi diretolro bolso de cada um!

  17. Gabriela - 28/09/2010

    Que post lindo!
    Eu até imagino como deve ser difícil ir até o fim mas reconhecer o trabalho das pessoas e suas necessidades é algo lindo e gratificante.
    Estou pensando em mandar meu marido pra lá, 5000 calorias por dia… rs
    BJos.
    .-= Gabriela´s last blog ..Receita de Petit Gateau =-.

  18. Pedro Serra - 28/09/2010

    Nossa, que máximo. Geralmente as pessoas falam sobre a subida, o monte e tal… adorei saber desses bastidores da viagem. Só faltou você falar quanto custou a infraestrutura (fiquei curioso)…

    abs

    • Adriana - 28/09/2010

      Todas as informações sobre custo estão no site da agencia, que já postei aqui algumas vezes.
      não foi o fim do mundo, nem tão pouco estravagante, mas como geralmente viajamos muito num esquema low cost essa viagem ficou muito acima da bolsa media! :-)

  19. Renata - 28/09/2010

    Nossa, Dri, estou super emocionada em ler sobre um pouquinho da vida do povo de lá! Essa sua viagem caiu com uma luva pro meu momento. Lembro de um post seu em que vc falou que ficaram uns dias na expectativa de uma mudança de país, e eu comentei que tb estava nessa expectativa. E eis que estou me mudando para passar 1 ano na África, em Maputo (Moçambique). Meu marido tá indo a trabalho e estou super animada com a oportunidade de morar um tempo fora novamente (já morei alguns anos em San Diego). Tudo bem que ele não foi enviado pra Londre, ou Paris… rsrsrs, mas mudanças e desafios são bem vindos pra mim (exceto se o desafio for escalar o kilimanjaro, por exemplo… kkk). Sei que vou me emocionar muito com esse povo guerreiro e lutador que vive num continente que passou por muita coisa e sofre as consequencias até hoje. Ainda não sei bem o que eu vou fazer por lá, mas uma das coisas é provavelmente começar um blog pra registrar cada passo dessa aventura onde pretendo desbravar o máximo possível daquela terra!!!!
    Bem, estou aguardando ansiosamente mais relatos da sua aventura!!!!
    Bjs (se é que vc conseguiu chegar até o fim desse imenso comentário)… :-)
    Renata

  20. Decolar.com - 28/09/2010

    Oi Adriana

    Estamos lançando um blog de viagens e junto com ele a promoção DECOLE COM SEU BLOG.

    Selecionamos 30 blogs interessantes de turismo para convidar a participar e encontramos o seu.

    Escreva um post sobre uma de suas viagens, nos envie e avise a seus amigos para acessarem nosso blog e votarem. A nota mais votada ganhará uma viagem!!!

    Você se garante? Então convide outros bloggers como você para participar da promoção.

    Você não é o único! Siga-nos em http://www.twitter.com/blogdecolar e em Facebook e conheça as regras (as regras começarão a ser postadas dias 29/09/10).

    Deixamos este comunicado como comentário por não ter encontrado o seu endereço de email. ; )

  21. PatriciaUk - 28/09/2010

    Me emocionei com o relato… Parabens pela conquista!!! Achei muito humilde da sua parte mencionar a equipe de apoio, pois conheco muita gente que viria essas pessoas como meros funcionarios. Otima atitude!! xx

  22. myiska - 28/09/2010

    Welcome! concordo c as outras leitoras sobre este post, mostrou senso de justiça,sensibilidade,simplicidade – q é tão importante. e q coragem enfrentrar ” o coforto” q enfrentou, mas é mais um aprendizado; como vc diz é valorizar o q se tem. Parabéns!

  23. […] de acreditar que fomos paparicados no Kili depois de ler posts como esse, mas realmente fomos muito bem tratados o tempo todo!), e apesar de termos contratado um guia e um carregador para nos acompanhar, vamos […]

  24. Alice - 25/01/2014

    Eu até me emocionei… Imagino então como foi pra vocês a experiência…