18 Feb 2011
19 comentários

Cabo da Roca e Cascais

Dicas de Viagens, Lisboa, Portugal

Lisboa tem uma situacao privilegiada em Portugal e fica bem no centro do pais, servindo como uma otima base pra explorar as regioes do centro (Coimbra, Alentejo, Fatima, Braga), norte (Porto, Guimaraes, Viseu) e sul (Algarve) do pais.

Mas mesmo pra quem nao pretende sair de pertinho de Lisboa, ou nao tem muito tempo pra explorar o resto do pais, Lisboa oferece otimas opcoes de passeios bate e volta em seus arredores.

Sintra eh uma das opcoes mais populares, mas outro passeio facil de se fazer a partir de Lisboa, (ou a partir de Sintra!) eh o Cabo da Roca e Cascais.

O Cabo da Roca nada mais eh que um penhasco sobre o mediterraneo e um farol… mas historicamente e geograficamente, teve um papel importante na Europa, pois simbolizava o fim do mundo!

Cabo da Roca foi descrito por Luis de Camoes como o lugar onde “o mundo acaba e o mar comeca” e sendo a ponta mais ocidental do continente Europeu, era ali que ficava o final de tudo – numa epoca onde a terra era plana e o centro do universo e nada mais alem da Europa e Asia existia na “historia”…

Apesar de nao ser dos lugares com mais atrativos turisticos do pais, eu recomendo o passeio pra quem, como eu, eh fascinado por esses lugares geograficamente marcantes que determinam o comeco, o final ou a divisao de alguma coisa. Eh um daqueles lugares onde consigo me visualizar exatamente no mapa!

O Cabo da Roca esta a poucos quilometros de Cascais ou Sintra, e a menaira mais facil de chagr e sair eh de carro… mas ainda assim eh um passeio facil de ser feito, pois os onibus que conectam a serra de Sintra a praia de Caiscais fazem parada obrigatoria por lah!

(*Minhas fotos são antigas – de 2004 – e estão pessimas! E definitivamente não fazem jus ao lugar… vale a pena chegar lá no fim da tarde e ficar até o por do sol…)

Ja Cascais eh uma boa opcao pra quem vai a Portugal nos meses de verao e quer fugir do calorao de Lisboa. A cidade fica a poucas horas do centro de Lisboa (com muitas opcoes de onibus ou trens que saem da estacao Cais do Sodre) e eh uma cidade litoranea bem bonitinha!

Eu tenho que avisar que tirando o Algarve, eu nao sou muito fan das praias Portguesas nao, pois nao acho que as praias do Atlantico norte sejam muito amigaveis… a agua eh sempre congelante, o mar eh sempre super perigoso e veeeeenta que eh uma desgraca!

Assim que chegamos a Cascais (a irma do Aaron cismou que queria ver o mar…) lembrei das varias ferias de verao que passei em Portugal na minha infancia que eu ia pra praia de casaco moletom e em vez de guarda sol nos tinhamos que levar um quebra vento! Entao nosso dias de praia em cascais sempre acabavam pelos corredores do Shopping Cascais…

Mas ainda assim acho que vale o passeio, ainda que no inverno, e mesmo pra quem nao tem muito tempo de passear pela orla ou curtir a praia, tanto Cascais quanto o Cabo da Roca oferencem um por do sol de cair o queixo!

Adriana Miller
Siga me!

Adriana Miller

Sobre a Autora at Dri EveryWhere
Adriana Miller, Carioca. Profissional de Recursos Humanos Internacional, casada e mãe da Isabella e do Oliver.
Atualmente morando em Denver, Colorado, nos EUA, mas sempre dando umas voltinhas por ai.
Viajante incansável e apaixonada por fotografia e historia.
Adriana Miller
Siga me!

Latest posts by Adriana Miller (see all)

Adriana Miller
19 comentários
Comente pelo Facebook
Escreva o seu Comentário
* Preenchimento obrigatório. Seu email não será divulgado.
Quer que a sua foto apareça nos comentários? Clique aqui!
19 comentários
  1. Kamila - 18/02/11 - 13h38

    Ótimos posts, Adriana! Só uma correção pequenina: Braga também fica ao Norte, passando Porto e próximo de Guimarães. Talvez tenhas trocado por Viseu, que se encontra um pouco mais pra baixo. ;-)

    Bjinhos!

    Responder
  2. […] This post was mentioned on Twitter by Adriana Miller, viagemeviagenss. viagemeviagenss said: Cabo da Roca e Cascais – http://goo.gl/0dqfa via @DriMiller […]

    Responder
  3. Nine Copetti - 18/02/11 - 14h00

    Engraçado como ficamos limitados a alguns lugares… e o te diferencial é justamente a curiosidade daqueles cantinhos que nao tem tanto destaque nas revistas de turismo e viagens. Por isso nao me canso de ler teus posts!!! Beijos

    Responder
  4. Gisley Scott - 18/02/11 - 17h09

    Parece ser um lugar muito calmo. Tenho certeza que meu esposo adoraria conhecer, principalmente por causa dos barcos :)!- vc dois são muito lindos juntos!

    Grande abraço

    Responder
  5. isabel Moura - 18/02/11 - 17h53

    Nada como um pôr do sol em Cascais…ou cabo da Roca…é lindo!!!
    Vom suas fotos, não pude evitar de recordar uma música emblemática do lugar….na baía de Cascais, dos Delfins..já estou a cantarolar…:)

    Responder
  6. Soraya - 18/02/11 - 18h19

    Querida Dri,

    Sim, vc p/mim é uma querida. Tenho por hábito acompanhar alguns blogs, uns 6, q escolhi ao longo dos últimos 2 anos aos quais adquiri esse hábito. O seu blog corresponde ao meu lado mulher profissional decidida, muito te admiro embora não sejamos nem um pouco parecidas, e adoro isso pq já chega de mim mma. Bom, gosto tanto de seu blog, suas aventuras de vida como um todo q resolvi ler todas as suas postagens anteriores e daí q conclui q vc é uma amiga e das queridas. Tenho interesse em te acompanhar e consigo até identificar alguns sentimentos q vc passa ao postar. Toda essa história é pra dizer q noto alguma mudança, bem recente é verdade, nos seus posts. Parecem q vc esta deixando seu lado de cronista do dia a dia e passando para um jeito de blog de viagem, relatando viagens passadas. Sinto falta dos “subjects” casa, amigas, trabalho, maridao. Desculpa se soa como crítca antipática, sei q não tenho dto adquirido sobre vc, longe disso, mas é q vc com sua vida ‘muito special e espero q se mantenha assim, embora tenha total consciencia de que estou sendo um pouco intrometida.
    Bjs de uma amiga virtual q te deseja sempre tudo de bom.

    Responder
    • Adriana - 18/02/11 - 22h51

      Oi Soraya,
      Imagina, esse comentario não foi nada critico! Me parece apenas uma observação, e que pra falar a verdade até eu já tinha percebido isso, e de certa forma foi uma mudança conciente.

      Ha uns anos atras pouquissimas pessoas liam meu blog, e muitas delas me conheciam “na vida real”. Então eu achava importante poder mostrar pra minha familia e amigos oque fiz, quem conheci, os detalhes mais pessoais da minha vida longe de tudo e todos.
      Hoje em dia (acho que de uns 2 anos pra ca) o blog tem crescido bastante (graças a deus!) e por causa disso, acabo preferindo falar de assuntos mais “neutros” e expor minha vida pessoal o menos possivel.
      Volta e meia ainda falo de carreira, amigos, minha familia, minha casa, mas com menos frequencia, é verdade.
      Outra mudança é que escrever blog ou “usar internet” já não é mais uma coisa “alternativa” de nerd como era ha uns anos atras. Hoje em dia escrever um blog, contas de Twitter e afins são bem comuns, e já me aconteceu de ser reconhecida na empresa que eu trabalho, oque não é nada legal.
      Ou seja, hoje em dia esta dificil ser “anonima” por tras do teclado (nao que eu seja super famosa nem nada disso, apenas me refiro ao fato de que o blog é – ou pode ser – acessado por mais gente que eu nao quero que saibam da minha vida pessoal.
      Então entre parar de escrever, e escrever sobre coisas mais “genericas” acabei escolhendo a segunda opção…

      Responder
      • Juliana P. Galvão - 18/02/11 - 23h50

        Please, pode continuar a escrever sobre coisas genéricas… mas não nos abandone!!! Seu blog é ótimo!!!

        Bjs

        Responder
  7. marcelao - 18/02/11 - 20h39

    adoro Figueira da Foz. qdo morei em Coimbra adorava ir la, mas ventava tanto. Porem mesmo assim era lindo e gostoso de caminhar no calcadao…..
    bj

    Responder
  8. Juliana P. Galvão - 18/02/11 - 23h54

    De todas essas cidades próximas a Lisboa, qual é a sua preferida, tirando Porto, que sei que vc gosta muito?

    Responder
    • Adriana - 19/02/11 - 10h08

      Sintra! Sem duvidas!
      Aquela cidade é magica!

      Responder
  9. Rita - 21/02/11 - 10h13

    Oi Adriana. Tenho lido os posts sobre Lisboa e arredores. E estou a gostar muito! Eu nasci em Lisboa e vivo próximo de Sintra.
    Queria apenas deixar um comentário acerca das praias. Eu adoro o Algarve, que é o sítio onde costumo passar férias ou pelo menos uns bons fins de semana no Verão. Mas devo dizer que não concordo completamente com o que foi dito acerca das praias mais a norte, nomeadamente na linha de Cascais.
    Tanto nessa zona (Oeiras, Carcavelos, Cascais) não é assim tão ventoso e o mar é bastante agradável. Costuma ter muita gente, porque é de mais fácil acesso às pessoas que não têm carro, porque tem muitos autocarros para lá. Se no Inverno a conversa muda um pouco de figura, pessoal não se assustem em dar lá um saltinho no Verão! :) A zona das praias mais próximas de Sintra e Cascais como a Praia das Maçãs é realmente mais ventosa e o mar muito mais revolto, mas de certeza que muitas pessoas a vão defender com “unhas e dentes”. Outra área de praia muito boa é a Costa da Caparica, que fica mais a sul, logo depois das pontes que atravessam o Rio Tejo, como a ponte 25 de Abril. O mar tem geralmente ondas um pouco maiores do que na linha de Sintra, mas costuma ser muito agradável. Há vento, mas mais ao fim da tarde, porque são praias com um areal muito extenso e pouco abrigadas (ao contrário de algumas no Algarve, que se tornam pequenos fornos por isso).
    O que pretendo é continuar a encorajar o pessoal a ir ao Algarve, mas desmistificar um pouco que só lá existem praias quentes para aproveitar. É mais quente, mas em Lisboa dá para fazer óptima praia.
    No norte pode realmente ser mais frio, mas as prais não deixam de ser muito bonitas. Não vou lá no Verão, porque sou super friorenta. Mas Portugal é, no geral, um país muito bonito para visitar, onde depois de esgotados os pontos turísticos, temos locais cheios de natureza (praia e campo) que enchem a nossa imaginação…
    Obrigada pela divulgação e pelo blog em geral. Eu gosto muito!
    Beijinhos!

    Responder
    • Adriana - 21/02/11 - 10h53

      Concordo!!
      Acho que parte do meu “trauma” nas praias Portuguesas talvez seja porque nos moravamos no Norte e as praias nos arredores do Porto sao realmente um gelo!
      Mas o “aviso” foi principalmente para os leitores Brasileiros, que estao acostumados com praias largas de areia final e agua quente, e oque mais vejo eh gente reclamando que as praias do Mediterraneo nao tem areia (so aquelas pedrinhas chatinhas ou penhascos) e que as praias de Portugal ou do norte da Espanha sao muito geladas! :-)

      Responder
      • Rita - 22/02/11 - 12h25

        Eheh! Realmente, comparando com algumas praias do Brasil as nossas em Portugal são mais geladinhas… ;) E isso do areal é verdade para muitas praias do Mediterrâneo, mas em Portugal a grande maioria tem areia da boa! Algumas praias são extensas, mas outras ficam entre penhascos que as abrigam e as tornam pequenos pedacinhos de paraíso, com água transparente e tranquila.
        Não tenham medo de vir experimentar! :D
        Beijo e obrigada pelo blog!

        Responder
  10. marta - 15/10/11 - 16h14

    Oi Dri, sempre acompanho seu blog e o do Ricardo Freire! Acabei de chegar de Portugal e mando algumas sugestões que também postei no VNV, já que vocês é que são a fonte de inspiração para meus roteirinhos…
    Acabamos de chegar de uma viagem linda durante 3 semanas em Portugal. Aqui vai o roteirinho, algumas coisas determinadas antes e muitas coisas resolvidas na hora conforme nossa vontade. Fizemos uma viagem estilo econômico nos hospedando em hotéis baratos, mas com conforto, e procurando os restaurantes verdadeiramente portugueses ao invés dos turísticos.
    Fizemos nossa ida São Paulo/Porto e nossa volta Lisboa/São Paulo.
    4 dias no Porto: Hotel Quality Inn Praça da Batalha, que estava em oferta no booking. No último dia pegamos um carro que alugamos aqui no Brasil antes de ir, pela Europcar. Seguimos pela estrada do litoral até Viana do Castelo, Ponte de Lima, almoçamos e passamos a tarde em Braga e à noite seguimos para Guimarães, onde dormimos no Ibis. Passamos o dia em Guimarães e depois de visto seguimos para Amarante, onde comemos olhando o rio. De lá seguimos para o Douro, passando por Mesão Frio e paramos em Peso da Régua. Já estava começando a escurecer e resolvemos seguir para dormir em algum local mais charmoso. Mais adiante, em Lamego, achamos o Hotel do Cerrado, do Sr. Acacio, uma simpatia! Até nos levou para jantar num local delicioso e na volta nos serviu umas bebidas e uma ótima conversa. Conhecemos a cidade logo cedo e seguimos pelo Douro nos deliciando com a paisagem e visitando algumas quintas; era época de colheita de uvas! Chegamos até Vila Nova de Foz Coa e descemos até Trancoso, que é uma graça. Depois de comer e passear achamos que ainda cabia mais alguma coisa, já que nesta época (setembro) o sol só se põe por volta das 20h. Seguimos em frente até Belmonte. Fomos ao castelo e aos pontos históricos mais importantes e à noite arriscamos dormir mais adiante para ganhar tempo. Paramos em Covilhã e dormimos no SolNeve. Pela manhã seguimos pela Serra da Estrela parando em Manteigas e Seia e explorando a paisagem linda, além de parar em alguns locais para degustar as guloseimas. Empolgados emendamos com a Serra do Açor e fomos até Piodão, uma das aldeias de casas de xisto, onde desistimos de dormir, já que de dia tudo é lindo, mas à noite aquilo deveria ser meio desanimado. Ao escurecer pegamos nosso carrinho e seguimos até Coimbra, chegando à noite e nos hospedando no Ibis. Na manhã seguinte conhecemos Coimbra e fomos almoçar no Pedro dos Leitões, em Mealhada. Estupendo!!!!! Passamos a tarde em Aveiro e descemos pelas praias, onde adoramos Costa Nova! Já anoitecendo mudamos para a auto estrada e fomos direto até Obidos, chegando à noite maravilhados com a cidade. Jantamos na Ilustre Casa de Ramiro, bem na entrada da muralha e nos hospedamos numa pousada charmosérrima chamada Casa do Fontanário, da Dona Maria Candida, simpaticíssima e de muito bom gosto. Bem cedinho rodamos a cidade pelas ruas e depois demos a volta por cima da muralha, uma delícia! Já acostumados com o sabor da aventura pegamos o carro e descemos até o Alentejo, a fim de conhecer as praias tão comentadas. Fomos até Porto Covo, mar azul turquesa, mariscos e frutos do mar maravilhosos! Passamos o dia, mas desistimos de continuar descendo, já que não nos sobrava mais muitos dias de improviso, pois tínhamos uma reserva já feita em Lisboa. Dormimos no único hotel, o Porto Covo, e logo cedo subimos para Sintra, onde visitamos os pontos históricos e desbravamos um pouco da serra. à noite novamente recorremos ao Ibis, este tinindo de novo, que fica já na saída da cidade e de onde logo cedo seguimos por Guincho, Cascais, Estoril até Lisboa. Entregamos o carro com o saldo de 2.200km percorridos e permanecemos em Lisboa por 7 dias desvendando tudo o que há de bom. Num dos dias, graças a amigos lisboenses, ainda tivemos o prazer de dar uma volta na Serra da Arrábida, visitando o Portinho da Arrábida e jantando maravilhosamente bem na praia do Meco.
    Para quem quiser se arriscar neste improviso (só tinhamos reservas nos primeiros dias do Porto e nos últimos em Lisboa), esta época de final de verão (setembro) é ótima. Os dias são compridos e ensolarados, não requer muita bagagem, só usamos uma jaqueta umas 2 vezes à noite e não choveu um dia sequer nas 3 semanas… e há lugares em todos os hotéis, além de ser muito mais barato.
    Em Lisboa ficamos na Pensão Portuense, bem simples, mas muito bem localizada, limpíssima, segura e com donos super prestativos.
    Todas as nossas estadias giraram em torno de 40 a 70 euros o casal com café da manhã e dirigir em Portugal é muito fácil. Uma dica: não perca tempo em alugar carro com GPS, já que um bom mapa é que realmente vai te levar aos lugares mais lindos e escondidos! Posso dizer que praticamente não nos perdemos nenhuma vez e quando isso aconteceu foi para o bem, pois conhecemos lugares que jamais chegaríamos por decisão própria.

    Responder
    • Adriana Miller - 16/10/11 - 10h49

      Obrigada Marta! Precisosidade!

      Responder
  11. Paulo - 09/01/14 - 18h10

    O Cabo da Roca é, de facto, onde a terra acaba e o mar começa… mas neste caso é o Oceano Atlântico e não o mar Mediterrâneo. Portugal não é banhado pelo Mediterrâneo. E já agora, Sintra é uma vila, não uma cidade. E como me pareceu haver aí alguma confusão em alguns dos outros leitores, Porto é norte do país, Lisboa é centro sul… distam 300 km’s uma da outra… claro que para um brasileiro pode não ser nada, mas o território português é bem mais pequeno. Seja como for, num país comparativamente ao brasileiro tão pequeno, temos muito para oferecer. Quanto às praias do Algarve e o suposto “mar do norte” (!!!) gélido, tiveste azar… Já apanhei água quente, com a vantagem de não ter tubarões.

    Responder
  12. vanessa oliveira - 25/03/16 - 23h08

    Eu acho que estão a faltar aí os Açores…. pelo menos a água do mar é bem mais quentinha! ahah

    Responder
  13. vanessa oliveira - 25/03/16 - 23h11

    ahh esqueci-me…… a água no Rio estava bem mais fria do que estou habituada ;) Mas com o calor que estava soube mesmo bem !!

    Responder