12
Apr
2011
E aí que você ficou doente na viagem… Oque fazer?
Escrito por Adriana Miller

Quem me acompanha no Twitter (ainda não “segue”?! Perdeu o drama!) soube do drama que foi minha viagem semana passada pra Africa do Sul.

Eu cheguei em Johannesburgo na Terça de manha e ao longo do dia os espirros começaram a aparecer. Tomei vitamina C, jantei bem, dormi cedo, tomei remedio pra gripe…. e mesmo assim ao longo da semana só fui ficando pior e pior. Tive febre, minha garganta inflamou, o nariz rachou…. aquela beleza toda.

E pra piorar, era uma viagem a trabalho. Fui até lá pra organizar 5 reuniões internas e externas, mau chefe tambem foi, e varias outras pessoas seniors da EMEA. Ou seja, tinha que mostrar serviço, e bem feito. Nada disso de “to meio mal hoje, então vou ficar de cama”.

Não. Tinha que levantar da cama, tremendo de febre, colocar meu terninho e ir discutir imposto de renda e beneficio social na Africa do Sul. Zuuuuper interessente!

Mas era só uma gripe, né? Logico que depois de um ou 2 dias eu estaria novinha em folha. Mas só piorou a semana toda. Então me decidi voltar pra casa e não me torturar o fim de semana todo sozinha num albergue na Cidade do Cabo. A passagem e reservas? Não reembolsaveis, mas tudo bem. Mas pra trocar a passagem de volta (que foi comprada pela empresa) ia sair mais caro que a propria passagem pra Africa do Sul, e como o fim de semana era de caracter “pessoal” o seguro não cobriria.

Então engoli a seco e me arrastei pra Cidade do Cabo.

Sabado acordei ainda pior (não sabia que dava pra piorar…). Na recepção do albergue me disseram que eu só poderia ir pro hospital publico se fosse caso de emergencia, e medico particular não atende fim de semana.

No final das contas acabei aproveitando o fim de semana na Cidade do Cabo assim mesmo, e sem perceber acabei melhorando um pouquinho ao longo do fim de semana.

Ainda assim a primeira coisa que fiz quando cheguei em casa foi ir direto pro hospital ver um otorrinolaringologista – na pressão do avião por 12 horas, a infecção da garganta se espalhou pros ouvidos e a coisa ficou feia.

Agora estou no segundo dia de antibioticos tarja preta e já estou quase 100% boa.

Mas esse tempo todo fiquei pensando: oque fazer quando ficamos doente numa viagem?

E isso porque na minha situação, nem era uma viagem “por diversão”, que eu passei meses planejando, sonhando, nem gastando todas as minhas economias.

E eu estava preparada: sempre levo minha farmacinha, tenho seguro de saude internacional, seguro de viagem e tals. Tentei todos os recursos, mas as vezes não dá certo.

E já aconteceu de passar muito mal numa viagem ao Marrocos, e o Aaron tambem ficou super mal durante um pedaço da nossa viagem de lua de mel no Camboja, e tambem quase foi parar no hospital num revellion em Nova Iorque.

Mas tudo entrou em perspectiva quando uma menina que estava no meu grupo do passeio na Penisula do Cabo foi jogada longe pelo vento (o vento no Cabo das Tormentas não é brincadeira!) e quebrou o braço esquerdo e os dois dentes da frente. Ela tinha vindo lá da Nova Zelandia (Longe pra caramba!) e estava prestes a realizar o sonho de fazer um Safari na Africa.

Dai em diante (eu vi TUDO acontecendo a 1 metro de distancia, e foi horrivel!) parei de sentir pena de mim mesma e me dei conta que garganta inflamada e febre não é nada em comparação a um acidente que estraga a viagem dos seus sonhos.

Mas enfim, esse post não tem uma conclusão final. Imprevistos sempre acontecem, e não é porque voce planejou, sonhou, economizou e gastou com a-viagem-que-vai-mudar-sua-vida que tudo vai sair perfeito. E ai entra a preparação “tecnica” da viagem (seguro de saude, seguro de viagem, farmacinha, etc) e a preparação psicologica de não se fazer de vitima e tentar aproveitar com oque sobrou.

Quem ve minhas fotos da Africa do Sul, não perce que eu estava doente (tirando o fato de que eu estava usando 3 camadas de roupa e cachecol de lã num sol de 30 graus), e a primeira coisa que a menina Kiwi perguntou pro paramedico que tentava colocar seu braço no lugar foi “eu ainda posso ir pro Safari amanha?!”

Como consequencia disso tudo, minha energia esta lá no fundo do poço, mas aos poucos vou começar a organizar as ideias e fotos…

 

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...
Categorias: Africa do Sul, Perrengues, Trabalho, Viagens
55

55 Comentários em:
"E aí que você ficou doente na viagem… Oque fazer?"

  1. Fernando - 12/04/2011

    Eu já cai com uma moto alugada em Paris, meu pé ficou feio, mas estava com seguro viagem e acionei (primeiro aqui no Brasil, depois me ligaram informando onde deveria ir) fui no American Hospital fui muito bem atendido sem contar na qualidade do serviço médico prestado, a maquina de raio-x nunca vi tão moderna hehehe olharam todos os ligamentos.. no fim me colocaram numa bota ortopedica uns remedios para dor.. na hora de pagar a mulher só abriu um sorriso e me mandou ir para o hotel descansar porque o seguro cobria tudo. :D

  2. Izabela - 12/04/2011

    Espero que melhore rápido, Dri!
    Que bom que vc não se deixou abater a aproveitou assim mesmo.
    Agurdarei as fotos e suas observações sobre a Africa do Sul.
    Melhoras!!!

  3. Sara - 12/04/2011

    Nossa! Isso é que é uma viagem arruinada :S Mas foi muito profissional da sua parte continuar fazendo o seu trabalho nessas condições.

    Parabéns :)

  4. Raquel - 12/04/2011

    Que MEDA! Viajo em 9 dias para a viagem-da-minha-vida! kkkk Tome vitamina C!!!
    abraços e melhoras. Raquel

  5. Nathalia Tosto - 12/04/2011

    Melhoras Dri!!!
    E você tem toda razão, a pior doença da viagem é sentir pena de si propria!

    Beijos

  6. Paula - 12/04/2011

    Parabéns por ser uma pessoa tão positiva Dri! Conseguiu aproveitar e fazer o teu trabalho mesmo assim! Ahh e parabéns pelos 7 anos de blog, sem duvida um dos melhores blogs, esses dias comecei a ler lá do principio e adorei. Beijos

  7. Gislene Moreira - 12/04/2011

    Aproveite que chegou em casa e reponha suas energias apesar do antibiótico tarja preta. Tente descansar!!!!
    A propósito parabéns pelos 7 anos desse excelente blog que pra mim é um guia de viagem repleto de boa informação, excelentes fotos e sua dedicação espantosa!!!Parabéns e muito sucesso!!!!

  8. Fernanda - 12/04/2011

    ADORO esse blog e esse post foi interessante pra mim, que sou médica. Mas não existe antibiótico tarja preta ;) isso é só embalagem. Tarja preta é uma expressão utilizada para medicações que podem causar dependência química, não é o caso de nenhum antibiótico, nem mesmo os de amplo espectro via intravenosa utilizados pra bactérias hospitalares multiresistentes ;)

    • Adriana - 12/04/2011

      Hahahaha!
      A “tarja preta” foi por expressão mesmo, já que nunca tomo remedio peso-pesado, e é a primeira vez na vida que estou tomando Penicilina, e o medico me passou logo dosagem dupla! Mas realmente, não tem tarja preta não!

  9. isabel Moura - 12/04/2011

    Realmente nada pior do que ficar doente em viagem…querer descobrir, visitar, explorar e não poder!!!grrrr
    Mas mesmo assim conseguiu..essa é a nossa Dri!;)
    aguardo ansiosamente pelas fotos!;)
    e claro…AS MELHORAS!!nada como o seu “home sweet home” e Aaron para cuidar e ficar logo melhor!;)bjos

    • Adriana - 12/04/2011

      Ja abusei bastante do meu “enfermeiro” desde que voltei! :-)

  10. Ana - 12/04/2011

    Que chato Adriana!Desejo melhoras pra ti. Quem sabe foi um aviso do teu corpo.Complemento alimentício ajuda na carência de alguma vitamina e na correria do dia-a-dia as vezes passamos de algumas.
    Fica bem xxx

  11. dani - 12/04/2011

    eu caí doente igual a vc na grecia (em santorini)e tomei tb antibiótico comprado lá mesmo e antiflamatorio q ainda bem q tinha na bolsa. Foi um horror mesmo, mas pergunta se continuei indo a praia?? :-) bjs,

    • Adriana - 12/04/2011

      Ai como eu queria ter comprado um atibiotico na Africa do Sul! Mas la soh vende antibiotico com receita medica, e os medicos nao atendem fim de semana…

      • dani - 12/04/2011

        pois é, falei com minha medica pelo telefone lá de Santorini mesmo (no dia de pegar o barco pra Mykonos com amigos) e ela falou que não poderiam me vender sem receita, mas que eu deveria tentar já que eu tava na m.. mesmo. Entrei na farmácia correndo, com todo mundo me esperando do lado de fora, estava cheio lá. Fiz uma confusão na cabeça da grega lá, falei que a médica tava no telefone comigo, enfim, acho que foi Deus…pq ela pegou o Amoxil grego e eu paguei e saí rapidinho sem nem deixar ela pensar muito hahahahahahah..Foi o q me salvou, em Mykonos comecei a melhorar. bjs, Dani

  12. Viajar doente não é mole não. Acompanhei seu “drama” pelo twitter e bem, se no fim das contas, você ainda acha que valeu a pena, é o que importa.

    Toda viagem longa aqui com a familia acaba acontecendo um incidente ou outro… o marido, que se fica doente, parece que vai morrer, de vez em quando tem umas viroses durante a viagem. Se eu vejo que nõa é muito sério eu o deixo no quarto, medicado e com suquinho e vou passear com as crianças, apesar dele querer que eu fique de babá, vendo ele dormir. hehe

    Em uma das viagens, todo mundo teve infecção alimentar, foi terrivel, mas já era o ultimo dia, então voltamos pra casa e ficamos de molho.

    Mas o importante como você mesmo disse, é estar com o seguro em dia, poder comprar os remedios que precisa e ir a luta, aproveitar no que der. Ou, se tiver opção, cancelar.

    Agora essa da menina que quebrou o braço e os dentes com o vento, nossa, que horror! Já me falaram do vento de lá, mas não sabia que ficava violento assim!

    Bom, se cuide e melhoras!

    • Adriana - 12/04/2011

      NOssa, o Aaron teve uma virose uma vez em NY (e isso porque era o pais dele, nada “exotico” nem nada!) e parecia que ia morrer! Fez um draaaaama como nunca vi igual! Mas viajar com crianca doente deve ser mesmo um perrengue!

      A penicula do Cabo sempre venta muito, mas pode estar mais ou menos “Tormenta”, mas o parque eh cheio de avisos sobre o vento, e em algumas areas temos que andar agarrados ao corrimao, nao chegar perto das beiradas, e nao largar as criancas pequenas de jeito nenhum!

  13. Fiz um comentário enorme aqui e não apareceu. :(

    Acompanhei seu “drama” pelo twitter e espero que pelo menos tenha valido a pena a viagem. Você é guerreira mesmo!

    Melhoras!

    • Adriana - 12/04/2011

      Nao sei oque acontece, mas seus comentarios sempre vao parar na caixa de Spam…

  14. Bé - 12/04/2011

    Dri,

    As melhoras rápidas!

    Nada a ver com o post…parabéns pelos 7 anos do blog. Já é uma veterana!!!

    Bjos

    Ps- esperando as fotos…claro :)

    • Adriana - 12/04/2011

      Obrigada!!
      Pois eh, meu blog eh o “tiozao” dos blogs! Hahahaha
      O coroa metido a garotinho!

  15. Raquel Oliveira - 12/04/2011

    Cara, que droga. Melhoras, Dri! Qquando fui à Escócia, em pleno inverno, também fiquei com garganta inflamada. Foi um saco. Naquele frio do cão, arriada pra chuchu! Me obrigava a sair do hotel e fazeros roteiros em Edimburgo. O que não dava é pra deixar a doença me impedir de ver aquela cidade linda, hehehe! Bjs

    • Adriana - 12/04/2011

      Pois eh, eu fiz a mesma coisa! Me arrastaaaava do hotel todos os dias, e tentava aproveitar o dia da melhor maneira possivel. Eu sabia que nao era nada super grave, e uns dias depois eu estaria melhor, e ia me odiar eternamente se deixasse a oportunidade passar! Entao guerreei!

  16. Quando estive na Patagônia fazendo o circuito W em Torres del Paine, ao fim do 1º dia tomei um suco concentrado e tive reação alérgica ao corante do suco e comecei a vomitar e tremer (minha médica já me havia alertado sobre o risco mas jamais tive reação antes!)… e no 2º dia do circuito fui também jogado ao chão com o vento sem noção da Patagônia (e olha que eu tinha o bastão de trekking pra apoiar!)… a sorte foi que o vento me jogou pro lado oposto ao barranco!

  17. Nidia - 12/04/2011

    Já fiquei doente em viagem de trabalho sózinha no hotel e no avião com febre parece que piora 1000 vezes, imagino como se sentiu. Eu te acompanhei no Twitter e todo dia entrava para ver se você estava bem, fiquei preocupada. melhoras e Parabéns pelo aniversário do blog.

    • Adriana - 12/04/2011

      Obrigada!
      NOssa, nao tem nada pior doque febre em aviao…!

  18. Luna - 12/04/2011

    Oi Driii,

    conheci seu blog atravpes do chata de galocha que sou leitora, e confesso que seu blog foi paixão a primeira leitura.
    Apesar de nunca ter viajado esse é meu sonho… pretendo me mudar para os EUA e adivinha o que quero estudar?? fotografia é claro que também sou apaixonada.
    Gostei muito da ênfase que você dá a história dos locais que visita. Já viciei nisso aqui
    bom é isso aí
    =*

    • Adriana - 12/04/2011

      Que bom! Seja bem vinda!

  19. Danybc - 12/04/2011

    Oi Dri,
    Eu acho que esse virus e mundial, fiquei 1 semana de cama, fazia seculos que nao pegava uma gripe tao braba, e conheco algumas pessoas espalhadas por ai que estao tb, iguais a vc.
    Mas mesmo Assim a super Dri nao Se abateu. Eu fui lendo e lendo e jurava que vc ia desistir. Mas you never give up. Quero fotos e videos, Se e que vc conseguiu fazer, e que sorte que nao foi vc quem o vento levou.
    Uma curiosidade minha: vc e o Aaron tem planos breves pra um bebe??? Imagino vcs como aqueles casais nordicos, cheios de filhos, Mas carregando pelo mundo todo, uns Fofos Rs!!!

    • Adriana - 12/04/2011

      Planos ate temos, soh nao sei quando… :-)
      E com certeza (pretendemos) ser assim: carregando um bando de filhos nas costas pelo mundo afora!

  20. Vanessa - 12/04/2011

    O comentario da kiwi “posso fazer o safari amanha?” me lembrou algo que aconteceu comigo em 2004: na VESPERA de viajar (a turismo) para a Europa, fui atropelada por um onibus perto da Av Paulista! O acidente foi “de verdade”, sai voando e bati com a cabeca no asfalto. Fui para o hospital das Clinicas e passei a noite la, fazendo tudo o que era tipo de exame. Por absoluta sorte, nao aconteceu NADA, a nao ser uns cortes e uns roxos. Quando o medico me mandou para casa, perguntei “posso ir para a Europa?” e ele: “quando?” eu disse “tipo, AGORA”. Ele ficou meio em choque, mas disse que eu estava bem e nada me impediria. Fui mesmo assim! Bom, chegando em Milao, o corpo comecou a doer horrores. Fiquei andando como um Frankstein por uma semana (e ate o rosto estava roxo). E tudo para nao estragar a viagem dos sonhos que… nem era minha! Eu ja conhecia a Europa. A viagem dos sonhos era para a amiga que estava comigo. Cada coisa que a gente faz nesta vida…

    • Adriana - 12/04/2011

      Eu fiquei morrendo de pena! Ela nao parava de repetir que TINHA que pegar um aviao pra Johanesburgo e fazer Safari no dia seguinte, e os paramedicos dizendo que “quem sabe”, por ela tinha que fazer um monte de exames, raio x, usar gesso, etc, e ela chorava, nao de dor, mas pelo dinheiro que tinha gastado pra vir la da Nova Zelandia, a camera fotografica nova que comprou pra viagem, o sonho de fazer safari com o namorado, etc.
      Fiquei com muita pena dela!! Pior que se machucar fisicamente eh essa sensacao de “sonho destrocado” que ela estava sentindo, de ter chegado tao perto de realizar um sonho, e talvez nao conseguir realiza-lo por uma coisa tao banal! O vento!

  21. dedéia - 12/04/2011

    Confesso que ri quando li o da menina, que horror! Coitada! Quebrar os dentes da frente sendo jogada longe pelo vento é surreal!
    Melhoras, migu. Beijos

    • Adriana - 12/04/2011

      Foi horrivel! Tanto sangue que eu quase desmaiei! Tambem tive que ser carregada de volta pra van que estavamos pra deitar com as pernas pra cima… hehehehehe

  22. Martha - 12/04/2011

    Não lembro onde encontrei teu blog, mas tá no meu leitor de feeds há algum tempo. Tenho um parecido, mas bem mais provisório, já que meu período de viagens termina em Agosto quando eu voltar pro Brasil pra terminar a faculdade e aí não terei mais tanto pra compartilhar :(

    Mas falando sobre o post, quando fui pra Paris ano passado, fiquei doente também, acionei o seguro no brasil e foi super tranquilo. Foi um pouco comlicado porque eu não falava nada de francês e o seguro no Brasil me encaminhou pra central na França, sorte que quem estava viajando comigo dominava o Francês e conehcia bem Paris, ai foi fácil de pedir por um hospital que fosse o mais próximo possível (inicialmente queriam me mandar para um que ficava há uma hora de onde estávamos e eu estava realmente mal hehe), no fim me reembolsaram todo o dinheiro e remédios e isso não atrapalhou a minha viagem (perdi só uma manhã inteira no hospital e uma tarde pra descansar) hehe.
    Mas os médicos todos se esforçavam pra falar me ingles comigo e todas essas coisas.

    Gostei do teu post sobre as low costs também, mas é que é tão relativo, né? Depende muito de aeroporto pra aeroporto a cobrança do tamanho e peso das bagagens e etc. Mas realmente, sempre podia ser pior: podia ser ryan air hahaha :P

    beijos

    • Adriana - 12/04/2011

      Eu deveria ter feito isso e acionado o seguro logo no inicio da semana, mas como era so gripe, imaginei que ia melhorar rapido, e como estava a trabalho, tirar uma manha pra ir no medico ia criar um caos na agenda da viagem, entao fui deixando pra la, pra la, ai achei que conseguiria voltar pra casa mais cedo, etc. Ai pronto. Quando dei por mim ja estava pessima, fim de semana numa cama de albergue!

      • Martha - 12/04/2011

        ficar doente em cama de albergue deve ser péssimo mesmo!!
        mas que bom que no fim deu pra aproveitar um pouquinho e tudo terminou relativamente bem, na medida do possivel :)

        • Adriana - 12/04/2011

          Pois eh!
          Apesar dos pesares consegui aproveitar bastante meus 2 dias na Cidade do Cabo!

  23. Juliana P. Galvao - 12/04/2011

    Dri,
    Também acompanhei a sua agonia pelo twitter.
    Não sei o que é pior: o tempo ruim ou ficar doente num país estrangeiro…
    Espero que este tipo de imprevisto não aconteça durante a minha viagem.
    Este post é muito bom para nos lembrar de ter sempre em mãos uma mini farmacia, com os remédios que costumamos tomar aqui no Brasil.
    Bjs

    • Adriana - 12/04/2011

      Com certeza! Porque alem de tudo ainda tem essa, neh? Nem sempre conseguimos comprar remedios em outros paises, e muitas vezes os remedios nem sempre sao os mesmos, e complica ter que ficar “adivinhando” oque seria melhor na sua situacao…
      E eu ainda dei “sorte” de pelo menos estar num pais de lingua inglesa, onde eu conseguia me comunicar bem, e ir numa farmacia no shopping e explicar oque precisava… imagina se fosse sei la, na China?! Que nao conseguisse nem sequer ler a bula pra saber oque estava tomando…?

  24. Tatiana - 12/04/2011

    Dri, uma curiosidade: voce costuma tomar vacina para a gripe na Inglaterra, é comum por aí? Pergunto isso porque eu já tive umas gripes brabas assim, mas desde que comecei a tomar a vacina em 2008, nunca mais tive uma gripe! No máximo tenho aqueles resfriadinhos que passam em 2-3 dias!
    Sempre que viajo também levo minha farmacinha, mas tenho pânico de passar mal em viagem!! Vou para a China em Julho e já sei que terei que levar um belo estoque de remédios! hehe

    • Adriana - 12/04/2011

      Nao costumo tomar sempre nao, mas esse inverno tomei e realmente senti uma diferenca enorme! Nao fiquei gripada uma unica vez todo o inverno, a nao ser essa vez agora na viagem!

  25. Regiane - 12/04/2011

    Oi Adriana! Sigo seu blog desde final de 2009, quando planejava minha primeira viagem internacional. Desde então, sou fã e acompanho sempre,mas nunca comentei. Mas dessa vez, não posso deixar de contar minha experiencia (resumidamente), que foi planejar a viagem dos sonhos para Roma e Paris, engravidar no meio do planejamento e perder meu bebê justamente no meio da viagem, em Roma. Tinha seguro de viagem, que gentilmente nos informou que não cobriria tal situação. Fui parar num hospital público em Roma, sem falar italiano e sem direito a leito nem acompanhante. Foi muito traumático, e ainda está sendo (isso aconteceu há pouco mais de 1 mês). Mas isso não me desanimou de esperar ansiosamente a próxima viagem nem a próxima gravidez. Abraços, Regiane

    • Adriana - 12/04/2011

      Nossa, que tristeza! Que situacao triste essa Regiane…
      Que falcatrua do seu seguro nao cobrir isso heim!? Situacao de super emergencia! Como assim eles recusaram tratamento!?! Absurdo!
      Mas que bom que isso nao te desanimou de viajar nem de ser mae! :-)

  26. Denize - 12/04/2011

    OMG!!! Que historia essa da menina Kiwi!!! \O/ !! Mas eh isso ai, de braço quebrado, sem 2 dentes e voilà…!!! Melhoras Adri!! Bjs

  27. Verônica - 12/04/2011

    Ai coitada da menina!Eu nem quero imaginar se tivesse na pele desta garota. O “sonho quebrado” é muito ruim. Espero que pelo menos ela tenha se recuperado a tempo de ver o safari.

    Que bom vc teve algum animo e coragem de sair da cama e pode observar a cidade. é muito duro ficar doente e não saber o que fazer. Já aconteceu comigo no Nordeste e eu tb me arrastei nos passeios. Acho q fiz muita coisa pq não tinha idéia do que era. Quando voltei, descobri que estava com dengue!

  28. Oscar - 12/04/2011

    Ficar doente ter uma fratura numa viagem é fogo.. Principalmente no caso da menina Neozelandesa.. Melhoras :D

  29. Wilma Rocha - 12/04/2011

    Nossa Adriana que lugar pé frio esse!! rsrsrs Já tinha ouvido falar desse vento mas nunca pensei que fosse capaz de tanto estrago, coitada da menina, ainda bem que ela não desistiu de seguir seu plano. Bem que eu achei que algo estava acontecendo por você não postar, até q li algumas mensagens ao lado do seu blog e achei que vc estava em trânsito e alguma dificuldade,mas você também adoeceu, realmente já é ruim em casa,imagina fora de casa e em Jo”burgo, rsrsrs Já ouvi dizer que nenhum plano de saúde cobre nessa região, ou coisa parecida. Ainda bem que já é passado, e você está bem, Muita Saúde pra você, eu preciso aprender essa lição que você e a kiwi deram,pois sou fraca pra essas coisas, talvez pq é raro acontecer, mas essa semana estou de molho com a gripe que não sai de mim!!! E o medo de ser Dengue e morrer!!! oH Drama!!

  30. Camila Carvalho - 12/04/2011

    Adriana,
    Eu não se vc já falou sobre isso no blog… mas como a gente contrata esses seguros de viagem e saude?

    Melhoras.

    Bjs

    • Adriana - 12/04/2011

      Boa ideia! Acho que esse tema merece um post heim…?
      No meu caso, meu plano de saude internacional eh pela minha empresa mesmo, e muito bom (apesar de carissimo, mas ate agora tem valido a pena), e seguro de viagem eu contrato direto com o cartao de credito mesmo.
      Mas existem muitas outras opcoes!

  31. [...] nessas horas tudo muda de perspectiva, e como comentei no outro post, eu me dei conta de como eu era sortuda de ter “apenas” febre e dor de garganta, e não [...]

  32. Patricia - 12/04/2011

    Oi, Dri!

    Espero que melhore rápido! Que bom que pôde aproveitar a viagem mesmo assim! Faz pouco tempo que te deixei meu primeiro comentário (no seu vídeo de Mônaco) e já vou escrever o segundo, pois esse post “tocou fundo”! ;o) Digo isso porque já aconteceu algo parecido comigo… Eu estava em Zagreb, correndo para pegar o ônibus para Plitvice (vc já foi? É um parque nacional, com lagos de um turquesa inacreditável!); e sei lá o que aconteceu, mas acho que pisei em falso e fui de cara pro chão, com todo aquele peso do mochilão em cima! (cara, patético, eu sei!). Resultado: meus dois dentes da frente foram afetados (isto é, um quebrou no meio mais ou menos; e outro, foi bem para trás, mas eu empurrei de volta quando levantei- hahaha! É incrível a resistência de uma raiz de dente! Serio!).
    O drama é longo, e nao vou ficar me estendendo tanto, mas o importante da história é que um monte de gente se mobilizou para me ajudar: minha amiga, que segurou o choro para eu tb segurar o meu (não sei como, pois sou a maior chorona do universo!); a atendente da empresa de seguro, que ficava em Chicago, e se solidarizou e empenhou demais; a Vesna, do albergue em Zagreb para o qual retornamos após o acidente, que saiu à caça de clínicas odontológicas nas vizinhanças; e enfim, a Dra. Lonca, encontrada pela Vesna, que me socorreu, salvou o resto da viagem e nao cobrou absolutamente nada por isso!
    Engracado ler sobre a reação da menina, pois eu tambem perguntei para a dentista, no final, se eu, entao, poderia ir para Plitvice no dia seguinte e seguir para o litoral croata depois. Ela me respondeu: “Why not?”. Depois disso, beijei, abracei a dentista, as assistentes dela; e elas deram risada! Hahaha! Se fosse filme, com certeza, esta seria a hora em que eu sairia cantando e dançando!
    Bom, eu nao sou Polyana, e devo dizer que foi horrível, traumático, e até hoje, sinto uma certa dor de barriga ao pensar no assunto; mas como ve, no final, as coisas acabaram dando certo, e eu nao guardo nenhuma lembranca ruim de Zagreb… Pelo contrário! Tem cada homem lindo lá! Rsrs!
    Espero mesmo que a menina (que passou por algo MUITO pior que eu) consiga realizar logo o desejo dela; e faça um safari sã e salva!
    Ai, desculpa, não queria escrever tanto mas bem…

    Bjs e melhoras!

  33. elisa - 12/04/2011

    Ei Adriana!
    Uma pena mesmo vc ter ficado doente, mas o bacana foi q vc conseguiu curtir mesmo assim a sua viagem! =D
    Ano passado fui fazer um curso nos EUA por 2 meses, e 20 dias antes de ir tive uma infecção renal daquelas, de ficar internada no hospital por 3 dias! Sai de lá tomando antibiótico ainda! Faltando 10 dias para a viagem tive uma reação alérgica ao remédio e fiquei inteira de bolinhas estranhas pelo corpo, foi horrível, nojento, parecia uma menina de 13 anos cheia de espinha nojenta! Desesperei!!! Dai me deram outro remédio bomba e melhorei um pouco, as espinhas começaram a ir embora, mas viajei menos ridícula. O problema é q tb tive uma reação alérgica ao remédio para as espinhas/bolinhas nojentas, e tive uma tendinite no mindinho da mão esquerda, não podia nem bater um ventinho nele q já chorava de dor! E ai, me deram mais algum remédio q resolveu esse problema tb, e os problemas acabaram ai!! =D
    Consegui fazer a viagem, e foi mtooo boa!!!

    Beijos, e q vc continue viajando assim, inspirando a gente a ir em lugares super bacanas!! Da próxima sem dor de garganta!!! =D

  34. Neusa lima Honorato - 12/04/2011

    Estouencantada com seu blog.Agora vai ser difícil sair da frente da tolinha. Parabéns

  35. […] E aí que você ficou doente na viagem… O que fazer? – Farmácia de viagem – Jet lag – como tratar? | Como combater o jet lag: as dicas do Dr. […]