21 Apr 2011
13 comentários

Trekking nos Himalaias – Por onde começar?

Annapurna, Dicas de Viagens, Nepal

O Aaron tinha o sonho de escalar os Himalaias. Com os anos passando, a idade avançando e o fisico de atleta de outrora ficando pra tras, ele desistiu de tentar de fato escalar qualquer coisa entre a cadeia de montanhas mais altas do mundo. Mas ainda assim, sempre manteve a região na sua bucket list.

Mas mesmo que voce não tenha 6 meses a sua disposição e um preparo fisico de tri-atleta, oque não faltam são opções de roteiros e circuitos pelos Himalaias (Indiano, Nepales, Butão e Tibet) – e ai começa a duvida…

São literalmente centenas de opções, então qual escolher??

Quando finalmente decidimos fazer essa viagem, marcamos passagem e afins, então começamos a quebrar a cabeça pra decidir e pesquisar onde ir e oque fazer exatamente.

Imediatamente desconsideramos os roteiros desconhecidos, areas de conflito politico (Tibet) ou que dificultariam demais nossa vida e nossos custos (como é o caso do Butão! Chegamos a considerar ir pra lá mais o pais tem um dos turismos menos acessiveis do mundo – e de proposito!). Então a decisão foi tomada e iriamos pro Nepal!

Pesquisas on line ajudam, mas precisávamos de uma ajuda mais “profissional” então consultamos guias especializados, como por exemplo o “Trekking in the Nepal Himalaya” do Lonely Planet, e começamos o processo de escolha por eliminação. Escolher nossa trilha no Kilimanjaro foi facil, afinal sao apenas 6 opcoes, mas no Nepla sao literalmente centenas!!!

As duas regiões mais populares são a região ao redor do Everest e da montanha Annapurna. Pra minha surpresa, o Aaron descartou qualquer coisa na região do Everest (eu jurava que todo alpinista que se preze tem loucura pelo Everest, não?!), pois achava que era comercial e “batido” demais. Então tomamos a decisão de ir pra região do Annapurna e ver quais opções teriamos por lá.

Primeiro passo era determinar nosso tempo disponivel: Queriamos uma viagem relativamente rapida (de 2 semanas a 20 dias incluindo tudo), e eu principalmente não queria ficar quase um mes inteiro sem poder tomar banho nem usar um banheiro decente, então de cara sabiamos que não seria possivel fazer nenhum circuito completo.

O Circuito do Annapurna completo demora no minimo entre 20 e 30 dias (sem escalada do pico propriamente dito, que precisa de meses de tentativa e erro. Esse periodo todo é só pra chegar no acampamento base!), e o circuito do Everest demora entre 15 e 20 dias (pois é mais turistico, e portanto melhor infra estrutura pra ajudar na adaptação – e também é apenas pra chegar no acampamento base, sem escalar pico nenhum), então sabiamos que não ia dar pra fazer nenhum dos dois circuitos completos.

Mas como o Nepal tem uma estrutura de trekking bem desenvolvida, com trilhas bem marcadas e infra estrutura turistica, também existem inumeras opções de semi-circuitos pra fazer na região, e mini trekkings entre vilarejos, que podem variar entre uma simples caminhada entre duas cidades em algumas horas durante o dia, ou semi-circuitos mais completos, entre 6 e 15 dias.

Um coisa que eu fui prestando muita atenção nas pesquisas sobre as diferentes opções de semi-circuitos era a classificação da “paisagem” – e entao bati o martelo na opção classificada como “cenario excelente”, que nos proporcionaria as melhores vistas.

Então vamos fazer o semi-circuito Ghorepani-Poon Hill, que é uma das opções começando o circuito no lado esquerdo do Annapurna, e que é a area que tem as melhores vistas do Annapurna e do Machapuchare (eu só penso “naquilo” – as fotos!).

No total serão 8 dias na montanha (10 no total, pois temos que chegar de Kathmandu a Pokara – 1 dia na ida e um dia na volta) e escolhemos o metodo de “tea house”, que aparenta ser um pouquinho (bem pouquinho mesmo!) mais confortavel que acampar. Alem disso,  acampamento é fortemente desincorajado nos Himalaias por causa dos residuos de lixo e impactos no meio ambiente.

As “Tea Houses” são huts ou chalés comunitarios que são criados, organizados e gerenciados pelo população local de um determinado vilarejo, e que representam a principal fonte de renda daquele lugar. Então além de ser mais ecologicamente correto que acampar, também ajuda a economia local, pois eles fornecem hospedagem e alimentaçnao durante todo circuito.

Eu não sei muito bem oque esperar dessa experiencia. Por um lado sei que vai ser muito mais facil que o Kilimanjaro, mas por outro lado teremos outros tipos de dificuldades, pois será uma viagem menos “paparicada” (eu sei que é dificil de acreditar que fomos paparicados no Kili depois de ler posts como esse, mas realmente fomos muito bem tratados o tempo todo!), e apesar de termos contratado um guia e um carregador para nos acompanhar, vamos estar relativamente independente, sem fazer parte de um grupo e sem ter uma agencia que vai cuidar de todos os minimos detalhes e “tomar conta” de nós dois.

Sem duvida alguma vai ser uma experiencia unica e mal posso acreditar que o dia esta chegando!!

Adriana Miller
Siga me!

Adriana Miller

Sobre a Autora at Dri EveryWhere
Adriana Miller, Carioca. Profissional de Recursos Humanos Internacional, casada e mãe da Isabella e do Oliver.
Atualmente morando em Denver, Colorado, nos EUA, mas sempre dando umas voltinhas por ai.
Viajante incansável e apaixonada por fotografia e historia.
Adriana Miller
Siga me!

Latest posts by Adriana Miller (see all)

Adriana Miller
13 comentários
Comente pelo Facebook
Escreva o seu Comentário
* Preenchimento obrigatório. Seu email não será divulgado.
Quer que a sua foto apareça nos comentários? Clique aqui!
13 comentários
  1. claudia - 21/04/11 - 12h50

    Adoro o teu blog :)
    Sentada farto-me de viajar e sonhar pela minha próxima viagem.
    Os meus parabens e continua a brindar-nos com as tuas aventuras :)
    Cláudia ( Lisboa)

    Responder
  2. dani - 21/04/11 - 14h08

    oba, oba, oba…mais uma aventura pra seguir aqui!!!!!!!!! bjs, Dani

    Responder
  3. saltos altos vermelhos - 21/04/11 - 16h10

    Adoro o teu blog e as tuas dicas! Mal posso esperar por saber tudinho desta proxima viagem! Beijinhos

    Responder
  4. Carol G - 21/04/11 - 19h38

    Eu também mal consigo acreditar que vou acompanhar “de pertinho” mais essa história!! Estou muito empolgada!! :)

    Digo mais uma vez: você é muuuuuuuuuuuuito corajosa!! Quero ser ninja em viagens que nem você!! #comofaz hahahahaha

    PS: Quando estiver na Índia, vai ter que fazer a dancinha do Raj em algum vídeo pra gente ver!!! hahahaahaha

    Dancinha: http://1.bp.blogspot.com/_l_ODfzzygag/SmM9QwywDOI/AAAAAAAAADg/3nS-3oQ7lG0/s400/Maya+e+Raj+dan%C3%A7ando.jpg

    Responder
  5. Danybc - 21/04/11 - 22h30

    Que adrenalina, Nao sei se teria essa disposicao nao. Mas concordo plenamente que banheiro e fundamental, seria uma exigencia, imagina Se vc Ta naqueles dias, como faz?? Teria que tomar anticoncepcional pra nao ficar. Admiro muito suas aventuras. Vou ficar Aqui torcendo pra ser maravilhosa.

    Responder
  6. Daiane Tozzi - 22/04/11 - 03h35

    Dri estou aqui torcendo para esta viagem ser uma maximo! To mandando boas vibrações pra vcs e ficarei ansiosa a espera de noticias de voces!
    Boa viagem !!!

    Responder
  7. Guta - 24/04/11 - 16h15

    Dri, desde pequena eu tenho uma certa fixação por fazer um trekking no himalaia! Sei la, seja por livros que eu ja li, mas é uma vontade de fazer um dia! Vou acompanhar a aventura aqui! Mtas fotos please! :-)
    bjus e ótima viagem!!!

    Responder
  8. Adriana G Rivera - 25/04/11 - 20h38

    Oi Adriana,

    Tudo bem?
    Tô sempre acompanhando suas aventuras, mas é a primeira vez que escrevo…
    Gostaria de saber se vc fez algum preparamento físico pra esse trekking, já que pro Kilimanjaro me lembro de vc correr, remar, etc… hehehe!!!
    Boa viagem!!!

    Responder
  9. CarlaZ - 25/04/11 - 21h32

    To bem animada com essa sua viagem! Quero mito saber como é. Tenho sonho sonho de Everest e espero um dia conseguir ir. (não tem problema se montanhistas acham comercial…não sou alpinista mesmo…tenho que ir no circuito turístico né!)
    Bom trekking pra vcs!

    Responder
  10. Ana carolina Abreu - 14/09/11 - 18h11

    Olá, eu e meu marido faremos uma viagem para Goa na Índia, passaremos lá 15 dias em um workshop de Yoga. Teremos mais 15 dias de férias e fiquei bem interessada nessa sua viagem para o nepal. Como faço para entrar em contato com você para saber como foi e ter mais dicas? Voc~e poderia me dar seu email?
    fico muito grata
    Carol Abreu

    Responder
    • Adriana Miller - 15/09/11 - 22h36

      Oi Ana, as dicas sobre a viagem já estnao nos outros posts sobre a INdia e Nepal.

      Responder
  11. Nádia Danzmann - 27/10/17 - 11h47

    Olá.
    Desejo o melhor no trekking de vocês. E tenho uma pergunta: eu gostaria de fazer, estamos na dúvida da época do ano em que não tem monções e seja possível ver o máximo de neve (se possível caindo), em que época vocês estão indo?
    Obrigada

    Responder
    • Adriana Miller - 27/10/17 - 12h37

      Ja fomos e ja voltamos :-)
      Fizemos essa viagem em 2011 :-)
      Fomos em Abril, que eh o outono nos Himalaias. As escaladas e trekkings so sao feitos durante os meses de verao, por causa do frio extremo e risco de avalanches.

      Responder