19 May 2011
21 comentários

Nova Delhi

Delhi, Dicas de Viagens, India

O plano original da nossa curtissima viagem pela India era passer o ultimo dia/tarde explorando um pouco de Nova Delhi. Oque nao esperavamos era que viajar pela India fosse tao dificil e cansativo, e as estradas tao caoticas!

Na verdade eu fiquei surpresa de como as estradas sao boas nessa parte da India (avenidas largas, pista dupla, boa sinalizacao, asfalto em otimo estado e com pinta de novo), mas o problema eh o caos generalizado! Afinal nao adianta ter uma estrada tinindo de boa, se nao existem leis de transito (ou se ninguem respeita…) e dividindo a mesma pista temos carros novinhos em alta velicidade (tentando, neh?), carros caindo ao pedacos, tratores, carrocas puchadas a camelo, pastores cruzando rebanho de ovelhas, vacas que resolveram tirar um cochilo no acostamento (ou no meio da pista como vimos algumas vezes!), lambretas, tuk-tuks e oque mais der pra imaginar!

Entao o resultado eh que uma viagem de 200km numa estrada otima, que tecnicamente deveria lever cerca de 3 horas, demorava em media de 5 a 7 horas!!!

Meu Deus que desespero aquelas freiadas loucas e a mao incansavel na buzina!! E olha que nos estavamos de carro particular, com ar condicionado e tals… imagina quem se aventura a andar de onibus de linha por lah…?!?! (mes passado um grupo de amigos resolveu cruzar a India de sul a norte – 3.000 km – num tuck tuk!!! Loucos!)

Entao quando finalmente chegamos em Nova Delhi, fomos deixar as malas no hotel e tudo foi por agua a baixo… o programado com o motorista era que depois de deixar as malas no hotel, nos seguirimos num city tour express de Delhi, mas assim que entramos no Sheraton New Delhi foi como entrar num mundo paralelo que eu nao queria sair mais de jeito nenhum!

Foi um oasis no deserto depois de alguns dias em albergues e horas sem fim dentro do carro!

Pausa pra falar um pouco sobre nossa experiencia com albergues na India – e que fique bem claro que eu nao sou nada fresca quando o assunto eh albergue!!

Mas nessa viagem teve incidencias do tipo: macacos atacadores de turistas em Agra. Nosso albergue ficava a pouquissimos metros da entrada Oeste do Taj Mahal, localizacao privilegiadissima, e eles anunciavam um terraco (laje, ne?) com vista pro Taj. O problema eh que quando chegamos la, nos avisaram que o hotel estava sendo infestado de macacos, e que eles eram super agressivos e atacavam turistas, entao se fizessemos muuuuuuita questao de ir tirar fotos no terraco, alguem do hotel teria que nos acompanhar armado….!!! Bem… Thanks, but no thanks!

E o hotel que ficamos em Jaipur era ate bem legalzinho, supostamente 3 estrelas com e decoracao moderninha. Porem o chuveiro nao funcionava e tive que tomar banho usando o chuveirinho da privada (afinal nao tinha nem sequer distincao entre oque era box, oque era banheiro, privada, pia e afins…) com agua fria, e quando finalmente jantamos (comida deliciosa do hotel por sinal!) e fomos dormir, chegou um onibus de excursao com turistas Indianos vindos de alguma outra parte do pais, que serio mesmo, eu acordava de sobresaltos durante a noite, achando que o hotel estava pegando fogo, que estava rolando uma evacuacao por ameaca de bomba, a terceira guerra mundial tinha comecado e por ai a diante!! Parecia que o pessoal parava na frente da nossa porta soh pra comecar a a conversar aos berros com alguem no andar de cima!!!!

Mas o melhor de tudo foi quando resolvi pegar minha bolsa, que eu tinha deixado no chao do quarto em Agra por alguns minutos, e uma coisa gosmenta pula de la de dentro: um SAPO!!!!!! Meu deeeeeeeeeus, ninguem entende como eu tenho PAVOR de sapos!!! Acho que eh o unico animal da face da terra que eu tenho verdadeira fobia (culpa da minha irma que me traumatizou!!!!Isso mesmo Monica, voce eh a causa do meu unico trauma de infancia!)! Eu comecei a gritar e chorar escandalosamente descontrolada, correndo pelo quarto e pelo corredor do hotel. De tal ponto que o Aaron achou que eu estava sendo atacada por um dos macacos asssassinos de Agra!!! HAHAHAHA

Cruzes…. passei umas duas horas tremendo e chorando de solucar, tamanho o susto que levei… e o coitado do Aaron teve que desfazer e refazer minhas mochilas e bolsa completamente, pra garantir que nenhum outro MONSTRO (afinal, pererecas e sapos sao monstros!!!) tinha se infiltrado nas minhas cosias…. (eu sei que sou fresca, mas medo é uma coisa irracional…).

Mas entao voltando a falar de Nova Delhi, deu pra entender porque entrar no Sheraton foi como cruzar os portoes do paraiso! E quando vimos a piscina entao… pronto! Agradecemos o servico e dispensamos o guia! Depois das 6 horas de carro sob um sol de 39 graus, tendo aquela piscina a nossa disposicao, nao havia deus Hindu que me faria encarar as ruas de Delhi…

Entao passamos o resto da tarde toda boiando na piscina, e no fim do dia descobrimos que o hotel ficava a 4 passos de um shopping super moderninho no bairro de Saket, onde furamos nosso trato e nao comemos nada que tivesse curry! Pra completar ainda tentamos assistir um filme, soh que todos em cartaz eram Bollywood, mas infelizmente sem versao legendada pra Ingles, acabamos desistindo e voltando pra dormir cedo, ja que no dia seguinte tinhamos que estar no aeroporto as 4 da manha, a caminho de Kathmandu!

Adriana Miller
21 comentários
Comente pelo Facebook
Escreva o seu Comentário
* Preenchimento obrigatório. Seu email não será divulgado.
Quer que a sua foto apareça nos comentários? Clique aqui!
21 comentários
  1. Nathalia T. - 19/05/11 - 13h27

    Com uma piscina dessas fica dificil resistir mesmo!
    hahahahha

    Aliás, me diverti muito imaginando a cena do sapo! Sei que na hora deve ter sido horrivel, mas agora na minha imaginação foi divertidíssimo.

    Beijos

    Responder
    • Adriana - 19/05/11 - 13h31

      Me da calafrios soh de lembrar…
      Nem um pouco engracado Dona Natalia! :-)

      Mas acho que quem ficou traumatizado mesmo foi o Aaron de me ver tao descontrolada pela primeira vez na vida! Hahahhaha

      Responder
  2. Amanda - 19/05/11 - 14h15

    Muito bom o post!!!

    Queria compartilhar uma coisa também: EU SEI OQ É TER PAVOR DE BICHOS!
    O meu problema é com as malditas borboletas que infestam o mundo! As pessoas me acham loucona (afinal, “elas são tããão bonitinhas…”), mas como você disse, o medo é algo irracional!
    E, adivinhe só, minha irmã também foi a causadora da minha fobia! hahahaha! Quando eu era criança, ela me deu uma caixinha, me fez meter a mão lá dentro e eu tive que “esfarelar” umas borboletas que já estavam mortas… Ai que nojooooooooo peguei desde então! Sinto a textura das asinhas nos dedos até hoje! hahaha – rindo pra não chorar de aflição :D

    Agora tô curiosa, oq a sua irmã fez com você? hehe

    Beijos!

    Responder
    • Adriana - 19/05/11 - 14h21

      Hahahahhaha!
      Na verdade eu nem lembro direito como o “trauma” aconteceu, mas a gente sempre ia passar ferias numa casa de praia na regiao dos lagos no Rio (quando eu era BEEEEM pequena, antes mesmo de morar em Portugal) e tinham uns terrenos meio abandonados por perto, que era infestados de pererecas! Por algum motivo satanico minha irma (que eh 2 anos mais nova que eu) tinha fascinio pelas pererecas, e ficava o dia todo “catando” as pererecas no mato e depois ficava brincando com elas, fazendo carinho…. e ela ficava repetindo oquanto a barriga delas era lisinha, como eleas eram tao divertidas e afins, e como eu morria de aflicao, ela jogava as pererecas em cima de mim! Logico eu tinha veradeiros ATAQUES de panico, e ate hoje, so de ver sapos em documentario na TV ou desenho animado eu ja tenho xilique!
      Nao da pra explicar! Eh uma forca maior que eu!
      AHHAHAHAHAHA
      Gente, crianca eh muito cruel neh?!

      Responder
  3. Regiane - 19/05/11 - 14h44

    Nossa, Adriana sei EXATAMENTE o que vc tá dizendo. Eu não posso ouvir falar em sapo, não vejo nem em foto. A ponto de o meu irmão, enquanto criança cruel, ao ouvir a frase “eu não posso nem ouvir falar em sapo”, veio pra mim e pediu pra falar uma coisa no meu ouvido. Me aproximei e ele disse: “sapo!”. Foi muito engraçado. O que não foi engraçado foi encontrar uma perereca no quarto da pousada, durante minha lua de mel em Fernando de Noronha. Nem dormi depois.
    Sou solidária com seu ataque de pânico! :)
    Abraço!

    Responder
  4. Josi - 19/05/11 - 15h16

    To passada!
    Que foto maravilhosa essa sua na prais hein!!!
    Como faz pra tirar esse tipo de foto?
    Dri do céu, é alto pra caramba, qual é a técnica :-)
    Já viu várias foros suas pulando mas, esse de biquine está espetacular.
    Como seu marido disse :-)
    Que amor esse seu marido, não tem pra vender um desses, no Brasil? sic
    Vc comentou que ele vai fazer um blog, isso vai mesmo acontecer?
    Já estou curiosa pra conhecer, adoro ver suas fotos e as fotos e declarações lindas a vc nas fotos que ele coloca aqui.
    Que Deus conserve esse amor pra toda a eternidade Dri.
    bjo

    Responder
    • Adriana - 19/05/11 - 15h30

      Ah… que lindo Josi!!!
      Olha, nao sei se esse blog vai sair do papel nao viu… ele fala, fala, mas tem certa impaciencia com midias socias e acha essas cosias de blog, Facebook, Twitter e afins uma besteiradas! :-)
      Mas quem sabe eu nao convenco ele em breve??

      Menina, quanto a essa foto pulando, nao sei se tem uma “tecnica” pra ensinar nao… Ate porque quando eu estou pulando, nem me dou conta da altura… soh quando vejo as fotos eh que penso “nossa, como eu pulo alto!”
      Talvez sejam os anos de Ginastica Olimpica que fiz na infancia? hehehehe
      Sei nao…
      Eh concentrar, respirar fundo e mandar brasa!
      :-)

      Responder
      • Daiane Tozzi - 19/05/11 - 22h52

        ã? que foto pulando na praia, na india?

        Responder
        • Adriana - 20/05/11 - 10h02

          Eh uma foto pulando na praia no Sri Lanka – esta no Flickr do Aaron (tem um link aqui do lado, no blog)

          Responder
  5. - 19/05/11 - 16h30

    Dri,

    Se eu metesse a mão na minha bolsa, teria esse tipo de reacção também. Não gosto de bicharada em geral, mas minha verdadeira fobia vai para os gafanhotos!!! Até uma certa idade não tive qualquer problema(até cresci numa quinta), mas um dos meus coleguinhas do ciclo enfiou-me um gafanhoto para dentro da camisola…e consigo sentir a sensação até hoje nas minhas costas!

    E sim, eu sei que não mordem, nem fazem qualquer mal aos humanos, mas se vejo um pulando da minha frente…desato a fugir. No verão passado numas férias no Alentejo, um gafanhoto pulou para a porta do carro e eu entrei em pânico! A minha cara-metade achou que eu estava a ser atacada por um enxame de abelhas assassinas!!! Fiquei gelada e a tremer, na minha cabeça eu interiorizo que é um bichinho inofensivo mas na hora…esqueço tudo.

    Responder
    • Adriana - 19/05/11 - 16h34

      Estou m sentindo bem mais “normal” agora, soh de saber que outras pessoas no mundo tambem tem essas reacoes de loucura-medo-fobia! Hahahahhaah!
      Jurava que todo mundo ia ficar me chamando de fresca e afetada, afinal neh? Ataque de panico por causa de um misero sapinho…. mas nossas, foi panico mesmo!
      Com certeza se um dos macacos assassinos tivesse entrado no nosso quarto o susto nao seria tanto!

      Responder
  6. Juliana P. Galvao - 19/05/11 - 18h49

    Dri,
    Que estória mais engraçada!!! Adorei!!! :)
    Vai mostrar as fotos dos albergues/hoteis pelos quais vc passou na Índia?
    Bjs

    Responder
  7. Thais Mittmann - 19/05/11 - 19h06

    Nossa, a foto da piscina é mesmo um oasis se comparada as demais!

    Quanto a fobia de sapos/pererecas entendo bem. Tenho horror! Pior que perereca escala parede, aí que não consigo dormir mesmo.

    Responder
  8. Dedéia - 19/05/11 - 20h45

    hahahahahahaha! Eu ficaria MUITOOOOOO DESESPERADA com esse sapo!!!! hahahahaha

    Responder
  9. Josi - 19/05/11 - 21h55

    Dri podem me achar exagerada :-)
    Mas, sou sua fã, ate adoro de verdade, sem nem te conhecer de verdade :-)
    Vc faz parte do meu dia a dia, senão tenho seus posts, sinto-me abandonada e nua.

    Vc pode ter certeza que tudo que escrevo pra ti é verdadeiro mesmo.

    Se antes já te adorava agora então.
    Tenho o mesmo problema, pânico de perereca.
    Na minha casa, tinha muito desses seres alienígenas :-(
    Tinha uma amigo que me visitava e sempre matava de pencas, porque sabia que eu tinha medo e eu quando via uma, enquanto não via ela estiradinha, com uns 20 centimetros não parava de bater, pra ter certeza que aquela nunca pularia em mim.
    Morar no meio do mato tem dessas coisas :-)

    Tenho verdadeiro pavor de sapo e perereca mais de perereca, ou coisa nojenta e fria dos infernos aquilo viu.
    Sorte sua que moro muito longe de vc, senão ia querer ser sua amiga e vc ia querer me matar :-)

    Responder
    • Adriana - 20/05/11 - 10h03

      Que legal!
      Essa eh umas das coisas mais legais de escrever um blog! Todas as pessoas que eu “conheco” por aqui!
      Bom saber que faco parte da vida de tanta gente do bem!

      Responder
  10. Wanessa - 20/05/11 - 02h20

    Compreendo totalmente a história do sapo, porque, com sapo mesmo, não tenho muito problema, mas com rãs e pererecas em geral (dessas que saltam muito) e insetos voadores, tipo baratas, mariposas, besouros… enfim, só de escrever, já estou tensa!! MORRO DE MEDO!
    Pronto, não posso mesmo ir pra Índia, é selvagem demais pra gente fresca feito eu! rsrsrs

    Responder
    • Adriana - 20/05/11 - 09h28

      Ra, sapo, perereca…. pra mim sao todos iguais! Nao faco distincao!
      Sao uns monstros nojentos e gosmentos e tenho pavor de qualquer tipo e qualquer especie!

      Responder
  11. Carol - 20/05/11 - 17h20

    DRI!

    Adorei o post… Meu marido viajou inúmeras vezes a trabalho para a índia, e ele só faltava chorar quando chegava lá. O único dia que ele comeu algo sem pimenta, passou mal e quase ficou internado! Hehehehe

    Mas ao contrário de Nova Delhi, ele disse que o sul da ÍNDIA (MADURAI, POR EXEMPLO), É UM lugar mais limpo e “civilizado”… PERFEITO PARA TURISTAS OCIDENTAIS, MESMO!
    E nao: VC NAO É FRESCA. Eles realmente tocam e “chegam chegando” além do que estamos acostumados…

    Deve ser muito engracado se sentir uma superstar num país completamente diferente =)
    Bjao!!!

    Responder
  12. Marta F - 20/05/11 - 21h42

    Desculpe-me Adriana mas estive a ler este seu post e já dei umas belas gargalhadas só de imaginar essa sua cena com o sapo.
    Beijinhos

    Responder
  13. Marília Lucena - 25/05/11 - 01h27

    auhsuahsuha nao se preocupe que essa fobia nao é tao incomum… aqui está outra pessoa com medo fora do normal de sapos e afins… e de borboleta tb… mas os sapos e afins e fazem perder mais a cabeça hahahahhahhaha

    O Aaron deve ter tomado um susto mesmo… o bichinho hahaha

    bjuu

    Responder