24 May 2011
20 comentários

Annapurna dia 3: Nascer do sol em Poon Hill e a descida até Tadapani

Annapurna, Dicas de Viagens, Nepal

É dificil definir quando foi o final do segundo dia e o incio do terceiro, pois tivemos que acordar as 3 da manha pra subir a trilha de 2:30 horas até Poon Hill, que é tipo um “mirante” de onde é possivel ver todas as montanhas da cordilheira Annapuran, e ápice da nossa viagem!

Poon hill nem é tão alto assim, são apenas 3.200 metros de altitude, mas geograficamente esta tão bem localizado dentro do vale do Annapurna, que Poon é o unico lugar em todo circuito onde é possivel ver todas as outras montanhas.

Então eu sabia que o sacrificio ia valer a pena!

Mas foi dificil!

Depois de mais ou menos 5 horas de sono, definitivamente não foi suficiente para me recuperar das 8 horas de trilha subindo escadarias no dia anterior… e por isso eu acordei me sentindo muito, mas muito cansada!

O unico consolo era que pelo menos acordamos com um ceu super ultra estrelado, e nenhum vestigio de nuvens nem da chuva monstruosa que pegamos natarde/noite anterior!

Então mais 2 horas de escadaria acima depois, na total escuridão e muito frio, chegamos no topo de Poon Hill poucos minutos antes de sol dar o ar das graças nos Himalaias!!

Ficamos lá em cima algumas horas e cerca de 700 fotos de recordação!

Mas nem tudo foi perfeito… a medida que o sol foi subindo no horizonte, as nuvens foram chegando e ligeiramente atrapalhando a paisagem…

Realmente lá de cima a vista é algo impressionante, e foi o momento em que realmente me senti NO Himalaia. Não apenas vendo os Himalaias como parte da paisagem, mas estando lá, mesmo.

É dificil até acreitar que exista no mundo qualquer outra coisa que não sejam montanhas gigantes cobertas de neve! As montanhas se estendem até onde os olhos conseguem ir, e a cada vez que as nuvens iam se movendo, novos picos e novos vale iam surgindo…

Entre os picos vistos lá de cima estão por exemplo 8,091m Annapurna I, Nilgiri (7,061 m), Machhapuchchhre (6,993 m) e Dhaulagiri I (8,167 m), que estão entre os pontos mais altos do planeta terra!

Eu só pensava que queria ficar lá em cima pra sempre!

Mas né, a cada minuto que ficavámos lá em cima tirando fotos, o frio ia aumentando, o dia ia correndo e o guia começou a nos lembrar que ainda tinhamos uma loooooonga descida (6 horas) até Tadapani.

Então descemos de volta pra Ghorepani, pra finalmente comer alguma coisa, terminar de arrumar nossas mochilas e seguir viagem.

Mas pelo menos, pra compensar,a trilha do dia foi otima!

Tivemos uma subida de mais ou menos 1 hora, e as 4 horas seguintes foram relativamente planas, caminhando no topo da montanha, a caminho do vale seguinte.

E o tempo bom durou por boa parte da trilha, oque garantiu as melhores fotos da escalada até então!

Mas a alegria durou pouco, e a medida que o dia foi avançando as nuvens foram chegando e esfriando nossa caminhada…

Nós sabiamos que o dia ia ser cansativo, e o nosso guia relaxou um pouco o passo. Então pudemos caminhar com calma, sem grandes pressas, parar pra descançar em alguns dos vilarejos que cruzamos, e tentar aproveitar e curtir um pouco do dia.

Mas a verdade é que não tem como melhorar nem amenizar o cansaço de um dia como esse… depois de dormir 5 horas, acordar as 3 da manha pra duas horas de caminhada, e depois ainda andar mais 6 horas…

Eu queria parar pra descansar toda hora, mas cada vez que a gente dava uma paradinha, eu caia no sono! Em qualquer lugar.. sentada numa pedra, esperando o almoço chegar, encostada numa arvore…. Foi horrivel e eu não via a hora de chegar logo no alojamento!

Mas conseguimos chegar em Tadapani a tempo de escapar da chuva!

Tadapani é um vilarejo que tem mais ou menos umas 3 ou 4 casas e nada mais!

E o legal disso foi que as unicas Tea Houses da cidade estavam lotadas, então tinha bastante gente conversando e jantando no salão ao mesmo tempo, e mais uma vez, foi super legal conhecer alguns de nossos companheiros de trilha (e conheçemos mais pessoas que acamos encontrando e reencontrando ao longo doa dias).

 

 

 

Adriana Miller
Siga me!

Adriana Miller

Sobre a Autora at Dri EveryWhere
Adriana Miller, Carioca. Profissional de Recursos Humanos Internacional, casada e mãe da Isabella e do Oliver.
Atualmente morando em Denver, Colorado, nos EUA, mas sempre dando umas voltinhas por ai.
Viajante incansável e apaixonada por fotografia e historia.
Adriana Miller
Siga me!

Latest posts by Adriana Miller (see all)

Adriana Miller
20 comentários
Comente pelo Facebook
Escreva o seu Comentário
* Preenchimento obrigatório. Seu email não será divulgado.
Quer que a sua foto apareça nos comentários? Clique aqui!
20 comentários
  1. isabel Moura - 24/05/11 - 09h15

    Fotos lindas, sem dúvida! como sempre nos habituou!;)
    Estar num lugar desses deve fazê-la sentir no topo do mundo, com uma paz indescritível. muita paz para você!

    Responder
    • Adriana - 24/05/11 - 11h00

      Se nao fosse o frio, eu teria ficado la em cima pra sempre! :-)

      Responder
      • José Luiz - 24/05/11 - 12h01

        Te entendo totalmente Dri…

        Quando fui fazer as trilhas de Torres del Paine e El Chaltén chegava a dar raiva se sacrificar tanto para chegar a um local para apreciar a paisagem e depois de 30m/1h não aguentar mais ficar parado porque o frio te fazia tremer…

        Uma dúvida, essa sua mochila da Quechua é qual modelo/tamanho? E é boa?

        Bjos!

        Responder
        • Adriana - 24/05/11 - 14h23

          Essa mochila foi super baratinha, e achei otima! Nao sei o nome do modelo, mas se nao me engano ela tem 40 Lts de capacidade, e varios bolsos e aberturas diferentes que foram muito uteis!

          Responder
  2. ISABEL CELIA ALVES - 24/05/11 - 12h43

    SEM DUVIDA AS FOTOS MAIS PERFEITAS ATÉ AGORA, ACHO Q VCS SE SENTIRAM NUM FILME E Q OUVIRAM A MUSIQUINHA DA VITORIA QUANDO CHEGARAM LÁ EM CIMA RS!

    Responder
    • Adriana - 24/05/11 - 14h25

      Obrigada!!
      Realmente, so de ter aquela vista ja foi um presentao!

      Responder
  3. Marta F - 24/05/11 - 14h10

    Lindas as suas fotos. São verdadeiramente espectaculares! Beijinhos

    Responder
    • Adriana - 24/05/11 - 14h25

      Obrigada!

      Responder
  4. Izabela - 24/05/11 - 14h35

    Que fotos maravilhosas, que privilégio ver essas montanhas ao vivo! Fiquei emocionada só de ver as fotos.
    Dri, reparei que em várias fotos do Nepal aparecem essas bandeirinhas coloridas, que parecem umas roupinhas estendidas em um varal (rsrsrs). O que significam???
    Bjs

    Responder
    • Adriana - 24/05/11 - 16h05

      Pois eh, essas bandeirinhas se chamam “Prayer Flags” (bandeiras de oracao) e sao da fe Budista. Cada bandeirinha tem uma imagem de Buda e uma pequena oracao, entao as pessoas pinduram as correntes com as bandeiras coloridas nas casas, nos templos, nas trilhas, entre as arvores, etc. Seria o equivalente Cristao/Catolico de ter uma santinho ou uma vela acesa numa canto.

      Responder
  5. Juliana - 24/05/11 - 14h57

    Que fotos lindas!
    Achei engraçado que no vilarejo de quatro casas tinha Coca-cola!
    Hehehe!
    :)

    Responder
    • Adriana - 24/05/11 - 16h03

      Coca cola esta em todos os cantos! Eh uma praga!
      mas foi uma delicia tomar uma coca cola geladinha no final de 8 horas de caminhada! E eu fiz questao de tomar a Coca normal! Nada de Diet depois de gastar tantas calorias! Hahahah

      Responder
  6. Andreza Hana - 24/05/11 - 15h42

    Nossa que lugar incrível, e as fotos estao d+++
    vc é mesmo admirável e corajosa,gosto desse espírito aventureiro ;)

    bjiimm

    http://meuamorpaquistanes.blogspot.com/

    Responder
    • Adriana - 24/05/11 - 16h05

      Obrigada!!

      Responder
  7. Sofia - 24/05/11 - 23h07

    Parabéns pela conquista e por compartilhar essa maravilha conosco !
    Quantos kg você emagreceu?
    Nas tea houses havia bichos (tipo barata, lagartixa)?

    Responder
    • Adriana - 25/05/11 - 09h01

      Acho que nao emagreci nada nao… mas sei lah, nao tenho o costume de me pesar (nem tenho balanca) entao nem sei direito quanto eu peso. Mas as roupas voltaram vestindo iguais, entao acho que nao mudou nada nao.
      Nos gastavamos muitas calorias por dia, mas tambem comemos muito bem, entao compensa!

      Responder
  8. Wanessa - 25/05/11 - 02h21

    Parece que não sou só eu que se preocupa com a “fauna silvestre” desses lugares… rsrsrs

    Adriana, o post seguinte (sobre as tea houses) está com os comentários fechados. Será que é só aqui que não está abrindo?

    Responder
    • Adriana - 25/05/11 - 08h59

      Nao… que eu veja por aqui, os comentarios estao abertos…

      Responder
  9. Wilma Rocha - 30/05/11 - 01h44

    Que viagem, heim? Tô viajando nela, rsrsrs pela manhã li alguma coisa e não conseguia comentar, estava fora. Ainda tem muita coisa pra ler e ver, essas montanhas lindas, my God!!

    Responder
  10. […] que cobre os dias 3 e 4 do nosso trekking no […]

    Responder