08 Jul 2011
8 comentários

Vik – A Ponta sul da Islandia

Dicas de Viagens, Islandia, Vik

Apesar de ter apenas 400 habitantes, Vik eh considerada uma das principais cidades na Islandia, e sua principal caracteristica eh marcar a ponta mais ao sul do pais (na Ilha principal).

A cidadezinha nao oferece nada mais ao turista – um camping bem basico, um hotel bem basico, posto de gasolina, banco e meia duzia de lojas que ficam de frente pro mar.

Foi meio estranho estar numa cidade “balnearia” bem no verao e ter aquele clima de “praia” – afinal faziam 10 graus esse dia!

Mas Vik eh uma cidade balnearia sem duvida alguma, e seus habitantes tem muito orgulho de sua praia.

Mas apesar de nao ter muito sol, nem futivolei, nem mate Leao gelado, as praias de Vik tem uma caracteristica que eu nunca tinha visto em lugar nenhum: Areia preta!

Turistas do mundo todo saem a procura das praias com as areiasmais branquinhas, e nos demos de cara justamente com areais preta!

E nao eh cinza nao, eh preta mesmo.

E nao eh praia de pedregulho nao (como as “praias pretas” das Costa Amalfintana na Italia, que sao praias de pedra), eh areia fininha, fofinha, de “verdade”. Soh que eh tao preta, que as fotos ficaram todas com pinta de preto & branco!

Entao jantamos de frente pro mar, no unico restaurante da cidade e ficamos um tempao brincando na praia e curtindo o verao Islandes!

As areais pretas sao caracteristicas tipicas de ilhas vulcanicas, pois geralmente sao “farelo” de lava vulcanica. Outra lugar que tem varias praias de areias pretas famoso eh o arquipelago do Havai, nos EUA, ou em Tenerife nas Ilhas Canarias da Espanha (mas Vik eh a praia numero 1 da lista das top 10 praias de areia negra do mundo!).

Pra completar a paisagem de cartao postal no fundo da baia de Vik estao os 3 penedos Reynisdrangar, que segundo a lenda local, sao 3 trolls que viraram pedra ao olharem pro sol! (mas na verdade são tres colunas de basalto que endureçeram durante uma explosão de lava).

Bem ali do lado de Vik esta a penisulo Dyrholaey, meio fora do circuito e acessivel por uma estradinha de terra batida bem escondida numa curva.

Mas nos resolvemos dar uma esticadinha ate la porque sentimos que estavams na hora certa, no lugar certo: no mes de Junho, Dyrholaey concentra a maior colonia de Puffins do mundo, que se juntam justamente nas cavernas dessa penisula de areas pretas todos os anos em Junho para procriar.

Oque eu nao sabia eh que Puffins na verdade sao patos (eu sempre achei que fossem pinguins!) entao eles ficam o tempo todo dentro da agua congelada, e raramente sao vistos em terra firme!

Sorte que minha camera tem um zoom super potente e consegui chegar bem pertinho deles e ver que realmente aquela “mancha” escura de aves no meio do mar eram na verdade milhares de centenas de Puffins boiando…

Do outro lado da baia esta o penhasco  Lundadrangur que tem um buraco no centro, e em epoca de mare baixa, eh grande o suficiente pra passar com um veleiro ali em baixo!

E pra completar nosso momento National Geographic, quando ja estavamos indo em bora passamos por uma fazenda cheia de cavalos Islandeses, que pareciam ter sido treinados pra agradar turistas e posar para cartao postal!

OS cavalos Islandeses sao outra grande atracao do pais (muito hotel fazenda “tematico”, muitas atividades pra criancas, muitas ecursoes nas highlands andando a cavalo) e sao realmente impressionantes.

Eles parecem ser um pony grandao, ou entao um cavalo de perna curta…

Os cavalos Islandeses sao uma raca unica e desenvolvida unicamente na Islandia, resultado de muito inbreeding – originalmente eles foram trazidos pelos Vikings Noruegueses como ponys, e assim como a populacao humana, a populacao de cavalos nunca se misturou com outras racas, entao tem uma genetica pura, que foi evoluindo nos ultimos 1000 anos.

O resultado dessa evolucao “pura” eh uma raca de ponys “fortalecida”, onde ao longo dos seculos apenas os maiores, mais fortes e mais cabeludos sobrevivam as condicoes climaticas, alimentacao e o tipo de trabalho que eles faziam ilha, oque resultou nesses cavalos tao especificos – musculos bem volumosos, tronco grande, pernas curtas, e uma crina digan de comercial de shampoo!

E talvez justamente por serem originalmente ponys, eles sao bem calmos e deixam a gente chegar bem pertinho…

 

Planejando uma viagem para a Islandia?

Aqui você encontra todas as dicas e recursos para planejar sua viagem, e podemos cuidar dos detalhes práticos para você:

Adriana Miller
Siga me!

Adriana Miller

Sobre a Autora at Dri EveryWhere
Adriana Miller, Carioca. Profissional de Recursos Humanos Internacional, casada e mãe da Isabella e do Oliver.
Atualmente morando em Londres na Inglaterra, mas sempre dando umas voltinhas por ai.
Viajante incansável e apaixonada por fotografia e historia.
Adriana Miller
Siga me!

Latest posts by Adriana Miller (see all)

Adriana Miller
8 comentários
Comente pelo Facebook
Escreva o seu Comentário
* Preenchimento obrigatório. Seu email não será divulgado.
Quer que a sua foto apareça nos comentários? Clique aqui!
8 comentários
  1. Danybc - 09/07/11 - 14h27

    Que cavalos lindos!!!

    Responder
  2. Viviane - 09/07/11 - 18h58

    Como sempre, encantada com o show e qualidade das imagens. Vc segue usando a sua sony WH1? eu fico boba c/ a potência do zoom menina. Estava pensando em comprá-la, mais tava na dúvida entre ela e uma nova lente pra minha nikon…vc realmente gosta da lente e zoom dessa tua? Xeru flor!!!

    Responder
    • Adriana - 11/07/11 - 09h01

      Nao, essas fotos ja foram feitas com a Sony HX100v que eh a versao “upgrade” da HX1 (nunca tive WH1) e tem um zoom ainda mais poderoso!
      E sim, eu adoro as cameras da Sony!

      Responder
  3. Isabel O., Portugal - 10/07/11 - 10h25

    Uns dias sem poder vir aqui e um monte de posts novos, com imagens lindas.
    Adorei a ideia da caravana. Nós já pensámos nisso, mas ir daqui em caravana, só os dois, sai bastante caro, porque o que há para alugar é de boa qualidade e isso paga-se. Só o atravessar Espanha leva-nos logo quase dois dias de aluguer. Acho que compensa mais um casal com duas crianças, por exemplo.
    Daqui a uns tempos vocês irão gostar de recordar a praia de areia preta (bom, não tão preta como essa), mas em versão mais quente, e tenho o sítio ideal – os Açores. Não sei se faz parte da sua lista mas é um sítio de uma beleza brutal. Há uns anos estivemos em S. Miguel, mas as outras ilhas também valem a pena. Dá para fazer trilhos lindos, ir à praia, ver património … mas sem nada que se pareça com a agitação turística das Canárias. No Verão, as estradas estão ornadas de hortênsias azuis… Há lagoas enormes e bonitas, come-se comida cozinhada em buracos no chão, a partir do vapor. E não deixa de ser mais um regresso às origens, menina, que os Açores são portugueses.
    Entre muitas outras atividades (estavamos num pequeno grupo de amigos, o q tornou as coisas mais animadas) fomos a uma praia dessas. A piada? Estar dentro de água, mexer um pouco os pés e começar as sentir um calorzinho vindo do chão da areia vulcânica. Mesmo sem a água ser muito quente foi um banhinho inesquecível.

    Responder
    • Adriana - 11/07/11 - 08h59

      Eu morro de vontade de conhecer tanto so Acores quanto a Madeira, e chegamos a tentar planejar uma viagem pra Madeira esse ano, mas entre muitas coisas coisas e viagens, acabou nao dando certo… mas quem sabe ano que vem?

      Responder
  4. ana - 10/07/11 - 23h04

    lindas as fotos!!
    aquela foto em cima da “turistas do mundo” a areia parece pedrinha.
    Naquele ranking q vc passou http://www.toptenz.net/top-10-black-sand-beaches.php ela esta na 10 posicao, nao? mas parece um lugar lindo….q fofo os cavalos

    Responder
  5. dani - 11/07/11 - 15h53

    Oi Dri, em Santorini a areia também é negra. Muito interessante mesmo. Só achei péssima pra caminhar porque é muito quente a afunda o pé hehehe, tanto que só fiquei de chinelo lá. beijos, Dani

    Responder
    • Adriana - 11/07/11 - 16h04

      POis eh menina, Santorini tambem eh um ex-vulcao neh? Areia negra eh bem caracteristico de regioes assim mesmo.
      Mas tambem nao gostei da praia negra de Amalfi nao – muito quente e cheia de pedregulhos!

      Responder