18 Jul 2011
38 comentários

Top 10 coisas a fazer em Moscou

Dicas de Viagens, Moscou, Russia

Por mais que eu tenha reclamado bastante da Russia aqui no blog e no Twitter, não dá pra ignorar o fascínio daquele país de proporções multi-continental!

Moscou principalmente, oque tem de dificil, tem de encantadora, e era impossível não andar pelas ruas da cidade pensando com meus botões de como era sortuda de não só ter tido o privilégio de estar ali, mas de já ter voltado uma segunda vez!

Então eu aproveitei o tempo primaveril ótimo que estava fazendo (na primeira viagem pegamos um tempo horrível!) pra rever algumas partes da cidade, e tambem aproveitei o horário de verão de Junho, com seus dias longuíssimos, pra conseguir ver bastante coisa que não deu tempo (cof cof, coragem!) de fazer na nossa primeira viagem.

Entao mesmo com tempo limitado na cidade, esses são meus top 10 de Moscou, que podem ser encaixados numa viagem de 2 ou 3 dias ou esticados entre varios dias na cidade:

– Catedral de São Basílico

É o simbolo da cidade, e quizás do país, e pra mim essa catedral simboliza tudo que significa “Russia” na minha cabeça. Outras igrejas Ortodoxas tentaram seguir o mesmo modelo, mas nenhuma chega aos pés da São Basílico…. e dizem até que o Kzar mandou cegar o arquiteto, para que ele nunca mais pudesse reproduzir a beleza da catedral em nenhum outro lugar do mundo!

É uma visão magnetica, e por mais que você tente, é impossível não voltar seus olhos (e lente fotográfica) constantemente pras suas cupulas coloridas!

Eu eu sempre fico com vantade de comer bala e ler a historia de João e Maria!

– Kremlin

O Kremlin é a sede do governo Russo ha mais de 2.000 anos  e conhecido como Kremlin desde 1156 e é o centro da política do país.

A Palavra Kremlin, que significa “fortaleza”, representada exatamente oque esse lugar é: uma fortaleza que reune dentro de suas muralhas, igrejas, palacios, praças, jardins, prédios administrativos, fortes, tesouros, armas etc.

Não importa por onde você andar em Moscou, pode ter certeza de que o Kremlin sempre vai estar no meio do seu caminho!

– Praça Vermelha

A Praça Vermelha pode ser considerada por muitos como uma atração “retundante”, mas não é. Você só se da conta como a praça é enorme quando chega lá no meio, e é de lá que você tera as melhores vistas da Catedral e das muralhas do Kremlin.

É ali tambem que estão os predios vermelhos do Museu Nacional, o mausoléu de Lenin e o GUM.

– GUM

GUM é a maior construção na Praça Vermelha, e é um antigo mercado centenário, que depois foi transformado em loja de departamento/armazém de distribuição de bens “essenciais” socialistas, e que na ultima década foi completamente transformado em shopping de luxo.

Deu pra perceber uma grande “evolução” do GUM desde minha última viagem a Moscou em 2007 até agora, e como as lojas e corredores estão mais organizados, e a sensação é de um shopping mesmo, que fluí melhor.

Infelizmente a Russia não é um pais muito favoravel a compras, e tudo por lá é muito, muito caro! Mesmo com a vantagem do cambio da Libra pra o Ruble as coisas por lá ainda eram uma media de 50% mais caras que em Londres!

– Teatro Bolshoy

O Teatro Bolshoy, que significa “Grande Teatro” é a sede da compania de dança e balett mais antiga e tradicional do mundo.

O prédio foi construído no seculo 18 justamente para sediar as performances da compania de dança e também os workshops de figurinos e fantasias usadas pelo corpo de dança.

Em 2005 o teatro foi fechado para uma super obra de renovação, com previsão para reabertura em 2009. A valta de verba e corrupção atrasou a obra em mais de 2 anos, e a nova previsão é de que o Bolshoy de Moscou reabrirá suas portas com uma super performance no dia 2 de Outubro de 2011 – os ingressos já estão esgotados desde que o teatro fechou!

Na minha primeira viagem a Moscou, em 2007, o edifício do Bolshoy estava completamente coberto por tapumes, mas agora já dá pra ver que realmente ele esta quase pronto pra reabrir suas portas!

– Catedral Cristo Salvador:

Outra grande catedral Ortodoxa em Moscou, do lado oposto do Kremlin, e na beira do rio Moskva. Não é tão oponente, nem chega nem aos pés de sua vizinha São Basílico, mas ainda assim, sua estrutura branca e suas cúpulas douradas não deixam de serem lindas e impressionantes.

A Catedral original foi construida em 1812, em homenagem a derrota de Napoleão Bonaparte, que tentou invadir a Rússia e foi derrotado pelo inverno impiedoso.

Porém, em 1931 , depois da revolução Russa e da morte do Lenin, os Soviets mandaram demoliar a Igreja, para que pudessem construir em seu lugar (afinal é um lugar de honra, bem ao lado do Kremlin, e na beirada do Rio) um monumento socialista, que teria uma estatua gigantesca de Lenin no topo.

Por “sorte”, a construção nunca chegou a sair do papel, por falta de fundos e porque logo depois a Russia entrou mais uma vez em guerra, na Segunda Guerra Mundial – mas infelizmente, a Catedral original já tinha sido destruída com dinamite.

Entao em 1990, após a queda da URSS, e numa tentativa de reconstrução do país, a igreja começou a ser reconstruída, usando como modelo a versão original, e usando muito do material e arte que foram recuperados antes da demoliçao da decada de 30. O legal da história da reconstrução é que a obra foi quase integralmente patrocinada com doações da população local, que logicamente não gostavam dessa historia de destruir monumentos religiosos e historicos em prol do socialismo.

– Convento Novodevichy

O convento da “nova virgem” é considerado um dos monast´rios mais bem preservados da Russia, e tem esse nome de “novo”, porque sua estrutura atual no sul de Moscou foi construido no seculo 17, para substituir o convento que antes ficava dentro do Kremlin (o convernto original foi fundando em 1514).

O convento também é conhecido como “mini Kremlin”, pois ao ser relocado para (oque na época era) fora do centro de Moscou, ele manteve sua estrutura original de “fortaleza” com uma muralha protetora e varias estruturas internas que compoem o lugar: varias igrejas, alojamento, cemiterio, museu, etc.

Ainda hoje é possivel ver as muitas freiras e noviças que ainda moram no monastério, e o interior da muralha é tão bonito que os jardins são recheados de pintores e estudantes de arte tentando capturar as cores e curvas dos domos coloridos das igrejas.

Durante o auge imperial da Russia no seculo 18, freiras e noviças de varias nações eslavas eram transferidas para o Novodevicky (principalmente Ucranianas e Bielorussas), que era reconhecido por seu prestígio teológico.

O convento então foi fechado e quase destruído pelos soviets em 1922, assim como quase todas as estruturas e instituições religiosas da Russia, servindo como museu e escola para meninas até ser reaberto após a queda do capitalismo no pais.


– Metro de Moscow

Bem, eu já escrevi um post inteirinho sobre ele AQUI, mas obviamente não poderia deixr de ser uma das Top 10 atrações da cidade!

– Universidade de Moscow & Arranha Céus do Stalin

É impossivel andar por Moscou e não avistar um dos predios que compõem as “Sete Irmãs” da arquitetura Estalinista!

Os predios, conhecidos como Arranha Céus de Estalin foram construídos entre 1947 e 1953, misturando estilos Gótico e Barroco Russo, e usando a mesma tecnoligia que os Americanos estavam começando a empregar em seus arranha-céus.

 

Os prédios foram desenhados e viabilizados pessoalmente por Estalin, mas muito pouco se sabe sobre qua era sua real intenção.

Decumentação histórica diz que depois de ganhar a guerra, Estalin (e depois seu sucessor, o Ucraniano Nikita Khrushchev) sabia que uma dia a Russia se tornaria numa grande potencia, visitantes internacionais visitaraim Moscou e a cidade não tinha nenhum arranha céu, entao ele resolveu mudar isso.

Estima-se que quase todos foram construídos com a intençao de sediarem diferentes facções do governo, e o primeiro prédio a ser construído foi o predio da Universiade Estatal de Moscou.

Um segundo predio é a sede do Ministério de Relações Exteriores da Russa – mas todos os 5 demais predios hoje em dia viraram predios de apartamento de luxo ou hoteis de redes internacionais (entre eles um Radsson e um Hilton).

O predio da Universidade de Moscou é definitivamente impressionante e gigantesco, e apesar de ser meio contra mão conseguir chegar até lá, vale o sacrifício!

– Rua Arbat

A rua Arbata é uma rua peatonal no centro de Moscou (também pertinho do Kremlin) que data do século 15, e portanto é (auto) proclamada a rua mais antiga da capital Russa.

A rua ainda tem muitas das fachadas originais dos predios historicos do seculo 18, quando a rua era considerada o endereço de mais prestigio e mais cara da Russia, abrigando muitas familias aristocratas e ricos em geral – que substituiram os artesãos que criaram a rua originalmente.

A rua tem um seria de mini-atrações e tal, mas o mais interessante mesmo são seus artistas de rua e a sucessão de cafés, lanchonetes e restaurantes ao longo de seu quilometro, servindo a todos os tipos de bolsos e apetites (tem até churrascaria Brasileira!)

 

 

Planejando uma viagem para Rússia?

Aqui você encontra todas as dicas e recursos para planejar sua viagem, e podemos cuidar dos detalhes práticos para você:

Adriana Miller
Siga me!

Adriana Miller

Sobre a Autora at Dri EveryWhere
Adriana Miller, Carioca. Profissional de Recursos Humanos Internacional, casada e mãe da Isabella e do Oliver.
Atualmente morando em Denver, Colorado, nos EUA, mas sempre dando umas voltinhas por ai.
Viajante incansável e apaixonada por fotografia e historia.
Adriana Miller
Siga me!

Latest posts by Adriana Miller (see all)

Adriana Miller
38 comentários
Comente pelo Facebook
Escreva o seu Comentário
* Preenchimento obrigatório. Seu email não será divulgado.
Quer que a sua foto apareça nos comentários? Clique aqui!
38 comentários
  1. Raquel - 18/07/11 - 14h23

    Oi Dri! Realmente, apesar dos imprevistos, as imagens da Rússia são encantadoras. Também tenho vontade de comer guloseimas depois de ver o topo da Catedral de São Basílico. Abraços

    Responder
  2. Raquel - 18/07/11 - 14h24

    Obs, boa marketeira que sou, adorei a nova cara do blog, parabéns.

    Responder
  3. Marta F - 18/07/11 - 16h36

    Adorei ver a Rússia pelos seus olhos (ou pela sua lente)…já que dificilmente será um país que irei visitar…

    Responder
  4. Henrique - 18/07/11 - 19h57

    Dri, você foi a São Petesburgo também?
    Lembro que você no twitter reclamou do inglês em Moscow, mas não lembro de vc falar da galera não entender inglês em São Petesburgo… Também é difícil a comunicação por lá?
    Adorei as fotos do kremlin e a Catedral Cristo Salvador?
    Bjs

    Responder
    • Adriana Miller - 18/07/11 - 19h59

      Não, nunca fui… mas segundo o pessoal que já foi, o problema é o mesmo.

      Responder
    • Antonio Salles - 08/12/15 - 18h06

      Em São Petersburgo é bem mais simples. Muitas pessoas falam inglês. As placas de rua e de metro estão, também, em alfabeto latino. Até o gps funciona, porque em Moscou só em cirilico. Se precisar tem uma guia falando português do Brasil, a +- 20 euros por hora, ms que e sensacional, chama-se Catarina . Boa sorte. E bem mais agradável que Moscou.

      Responder
  5. Wanessa - 19/07/11 - 01h19

    A foto do arco-íris no meio da praça parece saída de um sonho…
    Semana passada li uma reportagem sobre a Catedral de São Basílio. Acaba de completar 450 anos e passou por uma grande restauração, está como nova!

    Responder
    • Adriana Miller - 19/07/11 - 09h51

      Eh incrivel como as pinturas do exterior da catedral sao super bem mantidas e nitidas, sem desbotar nem descascar! Realmente parece que foi pintada ontem!

      Responder
  6. Oscar | MauOscar.com - 19/07/11 - 02h56

    Muito legal esse post.. Tenho que dizer que a foto com o arco-íris ficou D+…
    Moscow deve ser uma cidade muito bacana de se conhecer… É incrivel a quantidade de brazucas que estão indo para lá esse ano…
    Bjs

    Responder
    • Adriana Miller - 19/07/11 - 09h50

      Pois eh, com a queda do visto, nem tem porque nao ir!

      Responder
  7. Gisela B.T. - 19/07/11 - 03h02

    Q maravilha! Estou literalmente de boca aberta!
    Parabens pelas fotos
    Bjs

    Responder
    • Adriana Miller - 19/07/11 - 09h50

      Obrigada!

      Responder
  8. Aline - 19/07/11 - 03h53

    Dri, as fotos estão lindas e o sol colaborou bastante.
    Mas uma curiosidade: como é a questão de segurança?

    Responder
    • Adriana Miller - 19/07/11 - 09h50

      Pelo menos em Moscou, sempre me senti bem segura.
      Ate imagino que existam partes menos seguras pela cidade, afinal eh m pais com muita diferenca social e muito imigracao indesejada, mas eh um conceito diferente doque vemos no Brasil por exemplo.
      Mesmo quando estava perdida no meio de uma obra no suburbio de Moscou, em momento algum fiquei com medo de que alguem ia tentar roubar meu lap top, ou celular, ou camera fotografica, nem muito menos nenhum tipo de violencia, sabe?
      Voce tem que tomar os cuidados normais de qualquer cidade grande, mas no geral eh um lugar bem seguro e sem violencia.

      Responder
  9. […] Top 10 coisas a fazer em Moscou […]

    Responder
  10. tatiana - 19/08/11 - 12h27

    Oi Adriana, tenho uma amiga brasileira que mora aqui na Holanda e ela tá em dúvida se é necessário alguma vacina para poder entrar na Russia. Por exemplo febre amarela? obrigada!!! Tatiana

    Responder
    • Adriana Miller - 21/08/11 - 08h12

      Para entrar na Russia não, pois não é um pais de risco de febre amarela. Mas por ser brasileira talvez o governo Russo peça o certificado de vacinação dela, já que o Brasl é uma area de risco.
      Melhor conferir com o consulado.

      Responder
  11. Wanessa - 11/11/11 - 10h41

    Tô achando que minha pergunta foi uma daquelas deletadas, por isso vou repetir.
    Estou começando a planejar minha ida à Rússia e queria saber a sua opinião sobre qual o melhor local para se hospedar em Moscou, Adriana. A Praça Vermelha é uma boa referência?

    Responder
    • Adriana Miller - 11/11/11 - 10h46

      Obrigada por “re-comentar”! Realmente a sua foi uma das deletadas sem querer…
      Sim a regiao da praca vermelha eh sem duvidas alguma a melhor regiao pra se hospedar!
      Infelizmente os precos naquela area sao facil, facil, o triplo do preco de hoteis em outras partes da cidade, mas sinceramente vale a diferenca.
      Nessa ultima viagem fiquei hospedada a 3 quarteiros da praca vermelha e por isso consegui fazer muita coisa legal e foi uma viagem muito mais “facil”, justamente por estar na regiao turistica da cidade.
      Na minha primeira vez em Moscou, acabamos ficando num hotel super aftasdo do centro (por causa dos precos) e tudo, tudo deu errado!
      Russia eh um lugar muito dificil de viajar e eles nao sao prestativos e muito menos estao preparados pra turistas, entao ficar hospedado fora do centro turistico de Moscou eh um barato que sai caro.
      (nessa ultima viagem eu fiquei hospedada no Marriott Aurora)

      Responder
  12. Wanessa - 11/11/11 - 19h31

    Obrigada pela resposta, Adriana!
    Numa primeira olhada no Booking e no tripadvisor, já deu pra sentir que os preços de Moscou são bem carinhos mesmo! E como muita gente precisa de visto pra entrar na Rússia, e este, por sua vez, depende dos vouchers dos hotéis, acho bom começar a pesquisar hospedagem o quanto antes para achar vagas nos bons lugares.
    Alias, pesquisando sobre visto, descobri que brasileiros que moram no exterior também podem entrar sem, basta ter passaporte brasileiro valido. No seu caso, não dava porque a viagem era a trabalho, aí, precisa de visto de todo jeito. Isenção, só pra turismo.

    Responder
  13. Ana - 02/05/12 - 21h23

    Ola Dri, primeiro Parabens pelo seu blog! super dicas em varios destinos.Estou com viagem marcada para junho para russia, voce saberia informar se o teatro bolshoi é aberto a visitação como a opera de Viena?

    Responder
    • Adriana Miller - 03/05/12 - 08h28

      Sabe que nao sei… nas duas vezes que fui a Moscou eles estavam totalmente fechados para reforma, que se nao me engano acabou de acabar…
      Sera que no site nao tem informacoes?

      Responder
  14. […] Russas Ortodoxas espalhadas pela cidade. Nenuma delas eh tao imponente quanto a Sao Basilico em Moscou, por exemplo, mas enquanto varias outras cidades do Leste Europeu tem uma Catedral Ortodoxa pra […]

    Responder
  15. LucianoCosta - 09/07/12 - 22h49

    Parabens pela aula. Eu e minha esposa pretendemos viajar em setembro para Moscou e S. Petersbugo. Sei que é um pouco frio mas deveremos estar bna Suiça em final de agosto pois é o anivsario de nosa filha que mora láe as passagens já estão compradas. As suas informações foram de muita utilidade e tenho certeza que irão faciçita a nossa vagem , qie será por conta propria comoestamso acostumados a fazer. Abraços Luciano Costa.

    Responder
  16. nilton targino - 22/07/12 - 21h15

    Estou há 03 semanas de minha viagem para RÚSSIA, pesquisei muito sobre como me comunicar por lá e não tive dúvidas, a melhor coisa a fazer seria aprendender um pouco do idioma russo,e está sendo muito legal, não é fácil, mas também não é impossível, e olha que eu trabalho 12 hrs todo dia, alguns 24hrs, tenho dois filhos que não me deixam estudar em casa todas as noites, mas mesmo assim estou conseguindo aprender, então para quem acha que o idioma é um obstáculo aqui fica uma dica para pular esse obstáculo e seguir em frente com essa idéia louca e maravilhosa de conhecer esse país tão intrigante. Eu aconselho antes dá uma lida na história da fundação da rússia e da Revolução Bolchevique pra entender melhor aquele país até os dias de hoje. много водки

    Responder
  17. luzanira - 24/08/12 - 20h44

    Adorei todas as dicas. Moscou realmente é deslumbrante.

    Responder
  18. Marcelo - 31/01/13 - 20h33

    Estava passando pra ler sobre a Rússia . Nem ia comentar, mas sua beleza é tão grande que não seria correto da minha parte não deixar isso registrado. Parabéns!

    Responder
  19. Vivian Ferreira de lima - 28/08/13 - 04h40

    Adriana, adorei seus relatos!Parabéns! Queria uma dica. 2 dias inteiros em Moscou é muito pouco para conhecer os TOP 10??

    Responder
  20. Denise - 12/05/14 - 02h40

    Oi, Adriana! Adorei suas dotos, e me animei, ainda mais, para ir. Se tudo der certo, devrei ir em 16-07, mas primeiro vou para a Escandinãvia.
    Em Moscou teremos um tempo livre, e adorei a Universidade… Você disse que lá é meio fora de mão… Alguma dica da melhor forma de ir? Metrô? Taxi? Pacoate de agência?
    Obrigada.

    Responder
  21. Denise - 12/05/14 - 02h51

    Oi, Adriana! Adorei suas fotos, e me animei, ainda mais, para ir. Se tudo der certo, devrei ir em 16-07-14, mas primeiro vou para a Escandinávia.
    Em Moscou teremos um tempo livre, e adorei a Universidade… Você disse que lá é meio fora de mão… Alguma dica da melhor forma de ir? Metrô? Taxi? Pacoate de agência?
    Obrigada.

    Responder
  22. Amanda Roth - 12/05/14 - 13h13

    Denise,
    Dri desculpa me meter na tua caixa de comentários, mas como vi que a pergunta era sobre Moscou e estive lá Há pouco tempo, achei que valia dar “meu pitaco”. Denise, EVITE pegar táxi em Moscou ao máximo, é fria! Se te animares em ir de metrô, acho bem mais tranquilo. Pos agência nem se fala, hehehe.
    Se quiseres tenho o contato da que nos atendeu quando fui. Posso te passar por e-mail, é só pedir.
    Espero ter contrubuido! Bjs!

    Responder
  23. […] Dri Miller – Brasileira que mora em Londres e já viajou pra todo lado, ótimas dicas de Moscou […]

    Responder
  24. Beatriz - 08/06/14 - 17h09

    Olá Dri, amo o seu blog e suas viagens! Sou realmente apaixonada pelos destinos que você nos leva por aqui! Fiz algumas viagens também e nas minhas últimas férias o seu blog foi muito útil pra mim! Como agradecimento indiquei o seu blog lá no post que falei sobre Moscou! Vai lá conhecer, vou amar te receber por lá!
    http://saianamoda.com/2014/05/15/destino-dos-sonhos-moscou-parte-i/
    http://saianamoda.com/2014/04/19/destino-dos-sonhos-paris/

    Beijinhoss
    Bia

    Responder
  25. […] eh o Palacio da Ciencia, uma construcao heranca da era Sovietica na Polonia, e um dos “Arranha Céus de Estalin“, construido tambem pelos Russos na decada de 50 seguindo a identidade e arquitetura das […]

    Responder
  26. Sophie - 20/03/15 - 09h58

    Fiz toda minha preparacao e esqueci parte do meu guia em casa! Esse post ajudou bastante – obrigada :)

    Responder
  27. Viviane Carvalhosa Ramos - 12/09/16 - 16h22

    Oi, Bom dia…primeiramente, quantas fotos fabulosas! Colirio para os olhos! Gostaria muito de saber se o transporte publico funciona mesmo e se a lingua, é um problema…nada q um ingles n resolva…?!

    Responder
  28. Simão - 15/12/16 - 15h24

    Moscou é uma cidade incrível, por mais que muita gente não goste ou algo assim.

    Acho que tem a ver com uma certa demonização da Rússia em geral.

    A foto do arco-íris ficou animal.

    Eu escrevi um relato que fiz em 2012, em Dezembro quando cheguei a Dilma tinha chegado, foi o inverno mais frio da história e acabei com meu cartão bloqueado.

    http://viagenselinguagens.com.br/moscou/

    Quero ver se moro lá um dia

    Um abraço

    Responder