10 Oct 2011
19 comentários

Por indicacao de Vossa Majestade, a Rainha

Dicas de Londres, Inglaterra, Tradicoes Inglesas, Vida na Inglaterra

No outro dia, em alguma de minhas viagens a trabalho, assisti na CNN o Piers Morgan (jornalista Ingles que eu adoro, que substituiu o Larry King) entrevistando o Simon Cowel, que foi no minimo interessante.

Uma das cosias que o Simon Cowel falou e que prendeu minha atencao foi o tema da familia real. O Piers tentou jogar a isca achando que o Simon ia ser polemico e falar mal da monarquia, mas na verdade ele confessou que adorava oque a familia real representava na cultura Inglesa. O fato de que os Britanicos em geral, nao sao os melhores, nem os mais bem sucedidos, nem os mais inteligentes nem bonitos – mas eles tem uma familia real como nenhum outro povo, e essa mistica da Realeza da um poder a cultura Britanica inalcancavel a outros paises (com Monarquias operantes ou nao).

Entao esse assunto dominou grande parte do programa, e o principal argumento do Simon Cowel foi que a familia Windsor eh o grande diferencial dos Britanicos. Discussoes a parte sobre sua fortuna, verdadeira funcao politica e tal, isso me fez pensar sobre o tal do “dedo de ouro” que a realeza Britanica tem no mundo.

Vide o fenomeno irmas Middleton. Entao nao da pra negar que a realeza tem um poder que vao muito alem das escadas sociais Britanicas, e de fato, tudo que eles tocam viram sucesso.

Mas isso vai muito alem das capas de tabloides e teorias da conspiracao, pois no Reino Unido existe de fato um “selo” de autenticacao Real que reconhece os fabricantes e comerciantes que produzem bens consumidos pela familia real.

Receber o Royal Warrant eh uma honra maxima alcancada por fabricantes e marcas Inglesas, e significa nada mais nada menos que a Rainha usa, aprova e recomenda determinada marca.

Entao as marcas que recebem essa honra, expoe orgulhosamente seu selo real (com o leao e unicornio) e a frase “By appointment of her Majesty the Queen” (Por indicacao de sua Magestade a Rainha) em todas as suas embalagens e merchandising.

Sao cerca de 800 marcas Britanicas e extrangeiras que detem o selo real atualmente, e entre elas estao algumas das marcas mais tradicionais Inglesas, como a Burberry, as galochas Hunter, os chas Twinings, o hotel Ritz e as bolsas Asprey.

Mas muitas outras marcas que fazem parte do dia a dia no Reino Unido tambem entram na selecionada lista de fornecedores reais, como as farmacias Boots, o supermercado Waitrose e a loja de departamentos John Lewis.

O processo de selecao eh rigoroso, e por isso mesmo atestam a qualidade dos produtos e dos servicos – o selo pode ser conferido espontaneamente por algum membro da familia real (apenas a Rainha, o Duque de Edinburgo e o principe Charles tem “poderes” para conceder selos de appointment) ou depois de passar por uma rigorosa selecao e teste de qualidade, atravez da Camera de Comercio do reino (e do Lord Chamberlain, que tem uma funcao privilegiada de Lord-governanta e conselheiro real).

Ou entao, muito mais facil que receber o selo real pra promover sua marca, basta conseguir que uma das irmas Middleton usem alguma peca da sua loja  e pronto! Estoques esgotados na certa!

Entao da proxima vez que voce estiver preparando seu cha Twinings enquanto passa sua mostarda Colman’s no seu sanduiche, pense que a Rainha poderia estar fazendo a mesma coisa!!

Adriana Miller
Siga me!

Adriana Miller

Sobre a Autora at Dri EveryWhere
Adriana Miller, Carioca. Profissional de Recursos Humanos Internacional, casada e mãe da Isabella e do Oliver.
Atualmente morando em Londres na Inglaterra, mas sempre dando umas voltinhas por ai.
Viajante incansável e apaixonada por fotografia e historia.
Adriana Miller
Siga me!
Adriana Miller
19 comentários
Comente pelo Facebook
Escreva o seu Comentário
* Preenchimento obrigatório. Seu email não será divulgado.
Quer que a sua foto apareça nos comentários? Clique aqui!
19 comentários
  1. Lu Rodrigues - 10/10/11 - 11h35

    Dri, pelo menos em relação à Hunters, já vi uma foto da rainha usando as suas, de cor verde. Devo dizer que já tive várias galochas, mas essas da Hunter são realmente duráveis. A gente compra uma e usa a vida toda!

    Responder
    • Adriana Miller - 10/10/11 - 13h28

      Tambem ja vi! Assim como ja vi fotos dela usando suas bolsas de senhorinha da Asprey of London e trench coats da Burberry!

      Responder
  2. Gislene Moreira - 10/10/11 - 13h11

    Bem que o Drieverywhere podia ter um selo desses por tanto material de alta qualidade e excelentes fotos de Londres!!! com certeza a rainha aprovaria!! Bjão e boa semana.

    Responder
    • Adriana Miller - 10/10/11 - 13h27

      Hahahahhaha!
      Sera que ela sabe ler Portugues?! :-)

      Responder
  3. Marcia Kawabe - 10/10/11 - 16h08

    Uma pergunta off-topic. Essas botas com uma meia quentinha esquentam no frio ou só servem pra proteger os pés da água mesmo?

    Responder
    • Adriana Miller - 10/10/11 - 16h33

      Que nada… eles sao um gelo! So servem pra proteger da agua/chuva mesmo.

      Ano passado fui pra Suica e como estava nevando demais, resolvi levar minhas Hunters pr anao molhar minha bota normal, e nossa como eu sofri!!!!
      E isso porque estava com palmilha termica, um meiao de fleece da propria Hunter e mais um meia mega grossa de la Merino.
      Pior escolha EVER!

      Mas em compensacao, quando esta quente, seu pe assa la dentro! :-)

      Responder
      • Marcia Kawabe - 10/10/11 - 17h59

        Bom saber, até porque elas são bem carinhas né? Assim desencano de vez de comprar uma :D

        Responder
  4. Mariana - 10/10/11 - 16h41

    Simples assim, amei o post! Beijos

    Responder
  5. Rômulo Wagner - 10/10/11 - 16h48

    Por falar em monarquia, lembro que na época do casamento do príncipe William, li vários textos/reportagens de brasileiros que criticavam e até debochavam do sistema monárquico inglês. Falavam que a monarquia custava caro e não tinha utilidade para o país. Só que eles não observaram que no Brasil também tem rei ou rainha (no caso rainha, Dilma), a única diferença é que pode mudar de 4 em 4 anos, porque os custos são os mesmo (Palácio da Alvorada para morar, Granja do Torto para feriados, alimentação, segurança para resto da vida, carros, avião e helicóptero a disposição e todo regalia digna de rei), mesmo mudando o nosso rei (presidente) sempre terá uma nova família que nós vamos sustentar com o pagamento de impostos. E a utilidade, no sentido de eficiência, dos nossos reis ou rainhas também é questionável.

    Responder
    • Adriana Miller - 10/10/11 - 16h56

      POis eh, nao deixa de ser verdade.
      a relaidade eh que Politicos em geral custam caro pra qualquer pais e ninguem nem nenhum regime politico esta livre de pessoas boas ou ruins.

      O interessante dessa entrevista com o Simon Cowel foi ele ter dado um foco bem “Pop Culture” pra familia real, como se eles fossem nada mais que simples celebridade, mas com poderem praticamente sobre-naturais, afinal sao a familia real mais importante e famosa do mundo!

      E olha, muitos Britanixos em geral (principalmernte os nao-Ingleses: Escoceses, Irlandeses, Galeses, etc) tambem criticam demais a monarquia, sua verdadeira funcao, seu custo para o pais etc. Mas ainda acho que a maioria absoluta da populacao realmente gosta muito deles e se sentes quase que “especiais” por terem uma monarquia “importante” como os Windsor, e que por mais que nao facam nada muito util, pelo menos tambem nao fazem nada de ruim pra ninguem!

      Responder
    • Mariana - 10/10/11 - 23h06

      Mais do que isso: nem temos mais monarquia e ainda sustentamos a antiga família real…!

      Responder
  6. Talita - 10/10/11 - 17h16

    Eu sou fã de chá…e confesso que fiquei doida quando achei o chá Twinings no mercado…é uma pena que não tenha as latinhas…acho super fofas as latinhas de chá…
    Adorei o post Dri…

    Responder
  7. Miluiel - 11/10/11 - 18h49

    Já leu “A Invenção das Tradições”, organizado pelo Terence Ranger e pelo Eric Hobsbawm? Tem um artigo lá que fala exatamente disso, da aura que se cria em torno da realeza, e de como foi construída.

    PS: Eis aqui uma leitora silenciosa, mas fiel :-P

    Responder
    • Adriana Miller - 12/10/11 - 10h50

      Seja bem vinda!

      Responder
  8. luiz pessoa - 13/10/11 - 01h31

    Bom, o fato é que pelo que se vê na lista é que muitos estão ali por sua notoriedade, e não só por sua qualidade, o caso da coca-cola. Mas são poucos que atenderiam todos os critérios de exigência real, como os carros Aston Martim, Ritz e as bolsas Hermès. E o principal é, eles inventaram o merchandising ou seja “use o que a família real usa” e lógico ganham pra isso também. Não sejam tolos em pensar que esses selos saem de graça porque não saem no mínimo a família real ganha muitos mimos pra isso, incluindo os próprios produtos. A lei da riqueza é essa , quanto mais se tem menos se gasta. E tudo que é realmente bom custa muito caro… “it´s the REAL Stuff my dear!”.

    Responder
  9. Cláudia - 18/10/11 - 15h19

    Amei o post!!! Sou viciada em leitura e em aprender coisas novas e interessantes. Por isso eu atumaticamente sou viciada no seu blog…rs. Parabéns mais uma vez!!

    Responder
  10. […] era um supermercado de luxo (e sao ate hoje um dos fornecedores da Realeza, tendo recebido varios selos de autenticacao real) e ao longo dos 150 anos seguintes foi se especializando em comidas exoticas e […]

    Responder
  11. […] reais da monarquia, uma “autenticacao Real”, ou “Warranty Holders” (que ja contei mais detalhes nesse post aqui), que sao todas as empresas, Britanicas ou estrangeiras, que recebem o selo Real de qualidade, […]

    Responder
  12. […] 1851! Eles foram os inventores da trama de la a prova d’agua, e ganharam tantos premios e certificados Reais, que foram os produtores oficiais dos uniformes de inverno dos soldados Britanicos durante a […]

    Responder