28 Oct 2011
13 comentários

Le Matignon

Dicas de Viagens, França, Paris, Restaurantes & Cafes

Volta e meia alguém me pergunta como eu consigo aproveitar tanto minhas viagens a trabalho. A resposta(s) é simples: me planejando bem (sempre que da, tento encaixar uma horinha – ou duas! – extra antes de voltar pro aeroporto, pesquiso a area do hotel que vou ficar e cosias assim), mas principalmente por nao me incomodar de fazer nada sozinha.

Seja passear, seja jantar ou almoçar num lugar legal, oque for. Então enquanto estava em Paris, no fim do primeiro dia na cidade, fiz um comentário no Twitter que ia aproveitar a melhor companhia do mundo – eu mesma! –  e sair pra jantar depois de um dia cansativo, mas muito produtivo. E foi isso mesmo que fiz!

Segui as dicas da gerente Francesa (a mesma que me deu a dica do Carette) e fui jantar no Le Matignon, restaurante que fica praticamente na esquina da Champs Elysees (bem onde começa o jardim).

O Le Matignon nao se “rotula” como um restaurante, e sim um “playground“, pois combinam boa comida, boas bebidas, restaurante-bar-lounge com ótima decoracao,  que com a ajuda de um promoter e um arquiteto famosos, rapidinho virou o hot stop queridinho de Paris. O arquiteto responsavel foi o Jacques Garcia, que entre muitos outros trabalhos high profile, assinou a reforma do Hotel Metropole em Monte Carlo e o restaurante Spice Market en NY e Londres!

Entao desde sua inauguracao em 2010 o Le Matignon tem aparecido nas listas de melhores restaurantes de Paris e sediou varias das grandes festas das semanas de moda na cidade – o Karl Lagerfeld gostou tanto de la, que ganhou ateh um booth personalizado para suas festas prive, com sua foto estampando a parede e tudo mais!

E isso se nota no estilo “excentrico” da decoracao, com muito veludo escuro, sofas e cadeiras que te engolem, lustres gigantes e ate um “pato” de pelucia num balanco giratorio… realmente da pra imaginar as fashionistas saracutiando de um lado pro outro entre os diferentes ambientes!

Mas muito se engana que acha que tantos titulos e celebridades criaram um ambiente snob e precos proibitivos! Da hostess ultra simpatica na porta, ao garcon que falava portugues perfeito (e me contou toda sua historia de como foi passar um carnaval em Salvador, se apaixonou por um Brasileira e acabou transformando as ferias de 2 semanas em 5 anos vivendo entre Salvador e Sao Paulo!), um servico espetacular!

A comida estava otima, mas ao mesmo tempo, relativamente simples. Nao espere menus indecifraveis, e muito menos precos que te levarao a falencia: meu jantar – incluindo vinho Cote de Provence, entrada, prato principal e taxa de servico – saiu por cerca de 40€!

Nao chega a ser uma restaurante pechincha, mas para precos de Paris e sendo o lugar que eh, achei otimo!

http://www.matignonparis.com/

3 Avenue Matignon

75008 Paris

 

 

Adriana Miller
Siga me!

Adriana Miller

Sobre a Autora at Dri EveryWhere
Adriana Miller, Carioca. Profissional de Recursos Humanos Internacional, casada e mãe da Isabella e do Oliver.
Atualmente morando em Denver, Colorado, nos EUA, mas sempre dando umas voltinhas por ai.
Viajante incansável e apaixonada por fotografia e historia.
Adriana Miller
Siga me!

Latest posts by Adriana Miller (see all)

Adriana Miller
13 comentários
Comente pelo Facebook
Escreva o seu Comentário
* Preenchimento obrigatório. Seu email não será divulgado.
Quer que a sua foto apareça nos comentários? Clique aqui!
13 comentários
  1. Sara - 28/10/11 - 23h41

    Como é que é!? Taxa de serviço!? Essa é novidade para mim… Pelo menos em todos os restaurantes onde eu fui aqui em Portugal, nunca paguei “taxa de serviço”. Se bem que eu acho que, por vezes, eles acabam por “roubar” noutras coisas mas enfim…
    Parece ter um ambiente bem acolhedor, bem confortável e de facto, o preço não é dos mais caros.
    Que saudades de Paris… :)

    Responder
    • Adriana Miller - 29/10/11 - 05h37

      Nao ente di sua surpresa…?
      Taxa de serviço em restaurantes é super comum em vários países, inclusive França e Inglaterra por exemplo.
      Já vem adicionado na conta, mas é opcional, paga quem quer, como reconhecimento de um bom serviço.

      Responder
      • Sara - 29/10/11 - 14h57

        A minha surpresa é simplesmente porque aqui em Portugal não temos disso, pelo menos em 90% dos restaurantes, não. Pagamos simplesmente o que consumimos e depois quem quer deixa a gorjeta. Não tem taxas adicionais… Já basta os ziliões de taxas adicionais na EDP, nos serviços de agua e afins lol

        Responder
  2. wilma - 29/10/11 - 00h49

    O preço pra suntuosidade bem amigo, só estranhei o pato, parece uma pessoa,rsrsrs não entendi o que vc quis dizer com encaixar duas horinhas, é na conexão, ou voltar algumas horas depois do expediente ou seja marcando vôo para mais tarde?

    Responder
    • Adriana Miller - 29/10/11 - 05h40

      Todas as opções acima!
      As vezes marco um vôo pra mais tarde, ou pra mais cedo (se os compromissos forem a tarde), ou um tempinho entre uma reunião e outra (se estiver num lugar central, que de pra passear por perto do escritório).
      Nao tem regra e cada viagem é uma situação bem diferente.
      E muitas vezes nao da pra nada disso. É voar, chegar, trabalhar, voltar e voar de volta pra casa!

      Responder
  3. Eva - 29/10/11 - 01h27

    Dri,estou amando seu blog!!!!e vc tem me animado e muito a começar viajar sozinha.Estou lendo e anotando várias dicas.Parabéns pelo blog.(agora é deixar o medo de lado e viajar)
    Abraços
    Eva

    Responder
    • Adriana Miller - 29/10/11 - 05h42

      Que bom!!!
      Claro que viajar em boa companhia é sempre uma delicia, mas se nao rolar um companheiro(a) de viagem isso nao deve Te empedir de fazer nada.
      A melhor companhia do mundo sempre seremos nós mesmos!

      Responder
  4. Carol - 29/10/11 - 05h19

    Credo, fiquei com medo desse pato! kkkk. Tambem nao me importo de passear sozinha, pelo contrario, adoro! Fazer o que eu gosto, no meu tempo, pensar na vida.. Li esses dias que quanto menos tempo vamos passar em um lugar, mais devemos planejar a viagem, e concordo plenamente! Vou passar pouquissimos dias na Escandinavia e estou pesquisando e planejando cada segundo para aproveitar ao maximo!!!

    Responder
    • Adriana Miller - 29/10/11 - 05h44

      Com certeza absoluta!!!!
      E por isso mesmo que sou a maníaca do planejamento e vivo tocando na mesma tecla aqui no blog!
      Por isso sempre consigofazer tanta coisa em minhas viagens, mesmo considerando que raramente fico mais que uns dias, um fim de semana ou umas botinhas em algum lugar!

      Responder
  5. Daiane - 29/10/11 - 11h33

    Tinha uma amiga minha que já tinha viajado pra vários lugares do Brasil sozinha. Ela me falava sobre os albergues, que ficava mais barato se fizessemos uma pesquisa antes. Ela tinha até um cartão pra albergue (que agora não sei o nome), para descontos. Sem contar que ela tinha uns cartões de crédito que trocava o que vc comprava com milhas (ela chegou ganhar uma passagem aerea com isso!!!)

    Por agencias de viagem acaba saindo bem mais caro…

    Mas precisa de coragem tbm… vc ñ tem medo de te assaltarem e acontecer alguma coisa? eu morreria de medo de andar por aí sozinha rsrs

    Já aconteceu isso em algum país?

    Adorei os lustres desse lugar =)

    beijos!!!

    Responder
  6. Manuela - 29/10/11 - 17h34

    Dri, tenho uma dúvida que não tem nada haver com o post, espero que não tenha problema. De janeiro a fevereiro vou estaria na Europa. Estou procurando locais para cursos de curta duração na área de Administração, negócios, comercio e areas afins em Londres e não encontro universidades ou mesmo centros que ofereçam entre 1 a 3 semanas de cursos, ou mesmo Workshop de 1 dia. Você conhece algum site, lugar onde eu possa buscar essas infos? Obrigada!!

    Responder
    • Adriana Miller - 30/10/11 - 07h49

      Oi Manuela, Janeiro e Fevereiro é o começo do ultimo Term nas escolas e universidades na Inglaterra, então imagino que não exista nada mesmo não.
      A maioria dos cursos rapidos nesse estilo que você quer (seja qual for a materia) geralmente acontecem no verão, e são rotulados como Summer School.
      Na verdade aqui não temos essa cultura de cursos e cursinhos rapidos que temos no Brasil, e a grandissima maioria das pessoas não faz outros cursos depois que terminam a faculdade, a não ser que seja um pós ou mestrado mesmo.
      Eu mesma estou procurando mais alguns cursos rapidos de especialização em Business e RH e não consegui achar nada que comece antes de junho.
      Mas se você quiser mesmo de qualquer maneira fazer algum coisa, só pra ter no curriculo que fez um curso em Londres, eu procuraria no Google mesmo, e procuraria por Workshops, pois oque estiver desponivel nesse periodo Off Season serão workshops de um ou dois dias de caracter particular – que significa que será apenas algum especialista em um mercado qualquer que vai alugar um sala em algum lugar (geralmente salas de reunião de hoteis),anunciam seu curso, voce paga uma taxa on line e pronto.
      Mas não ganhará certificados nem creditos. Será apenas pela reciclagem mesmo.

      Responder
  7. […] restaurante por acaso, enquanto procurava na internet os dados de contato pra fazer uma reserva no Le Matignon – e acabei descobrindo que nao só o Le Matignon faz parte do mesmo grupo de hoteliers que o […]

    Responder