29 Dec 2011
12 comentários

Região Administrativa Especial de Hong Kong

China, Dicas de Viagens, Hong Kong

Hong Kong foi uma colônia Britânica até 1997 (que detinha ocupação do território desde 1841), quando a Rainha Elisabeth, finalmente devolveu a Região Administrativa Espacial de Hong Kong a China.

Tecnicamente a “cidade” ainda não é 100% parte da China – e como seu aproprio nome indica, é uma região administrativa especial.

É verdade que as bandeiras do Union Jack do Reino Unido já foram substituídas pelas bandeira da Republica Popular da China, mas mesmo assim, a bandeira verde de Hong Kong está sempre ali do lado.

No acordo de “devolução” da cidade a China, o governo Chinês concordou em manter o tatus capitalista e independente de Hong Kong por mais 50 anos (até 2047), e que vai acontecer depois disso, ainda não esta muito claro.

Mas sem duvidas, hoje em dia Hong Kong é considerada a cidade mais ocidental da Asia, e eu não poderia concordar mais. O Aaron fez um ótima descrição e classificou Hong Kong como a “Asia for Dummies” (como aquela seria de livros explicativos “Asia par idiotas”), porque realmente é um dos lugares mais fáceis de se visitar.

Sim é Asia. sim é diferente e “exótico”, mas ao mesmo tempo o índice de trabalhadores internacionais (principalmente Britânicos e Americanos) é incrivelmente alta, todas as placas de ruas, sinais de transito, menus de restaurantes e afins são traduzidas em Inglês – e todo mundo fala Inglês perfeitamente: do motorista de ônibus ao taxista a vendedora da feira e o recepcionista do hotel.

Nos sentimos super seguros e a vontade o tempo todo – andamos de noite pelas ruas de Hong Kong com câmeras no pescoço, pegamos taxis sem medo de falcatruas, e fizemos tudo super independentemente.

E quer saber? AMEI Hong Kong!

Definitivamente é uma daquelas cidades que você tem que voltar, e voltar e voltar inúmeras vezes ao longo da vida, presenciar suas mudanças e a evolução, e se sentir parte de uma das principais cidade do pais que rapidamente esta se tornando a nova super-potência mundial.

A cidade (na verdade é uma “região administrativa”) é um arquipélago e uma península, que se conecta a China continental e composta por centenas de pequenas ilhas – umas habitadas outras não, e variando drasticamente no nível de desenvolvimento.

Turisticamente falando, Hong Kong se concentra principalmente em 3 áreas principais: A ilha principal de Hong Kong, a península KowLoon e a ilha Lantau.

Apesar de altíssima densidade populacional (uma das maiores do mundo), Hong Kong não me pareceu tão sufocante quanto eu estava imaginando. Acho que a própria geografia em uma baia contribui entremente pra essa sensação de “arejado” que a cidade tem, e mesmo com todos aquelas arranha céus, graças as regras do Feng Shui a cidade é toda organizada de tal maneira que exista um pequeno espaço entre as cidades, permitindo que o ar passe livremente entre os prédios e as avenidas nem se sintam tanto como “caninos” de concreto.

E além disso, pelo menos para nós meros turistas, ainda que HK seja uma das grandes metrópoles mundiais, a verdade é que a sensação é de que a cidade é bem pequena, facilmente “andável” para todos os lugares e muito fácil de ser |entendida” e navegada.

Mas mesmo para os menos corajosos, os taxis são super baratos (e todos os taxistas falam Inglês, ou no mínimo entendem o básico) e o sistema de transporte publico eficientissimo, limpo, moderno e incrivelmente barato!

Nós passamos apenas 3 dias em Hong Kong, que deu tranqüilamente pra ver e fazer tudo que queríamos fazer e conhecer, mas saímos de lá com aquela sensação boa de que definitivamente gostaríamos de voltar em breve, e se tivesse mais tempo, poderia facilmente passar semanas descobrindo cada canto e cada ilha de Hong Kong!

 

Adriana Miller
Siga me!

Adriana Miller

Sobre a Autora at Dri EveryWhere
Adriana Miller, Carioca. Profissional de Recursos Humanos Internacional, casada e mãe da Isabella e do Oliver.
Atualmente morando em Denver, Colorado, nos EUA, mas sempre dando umas voltinhas por ai.
Viajante incansável e apaixonada por fotografia e historia.
Adriana Miller
Siga me!

Latest posts by Adriana Miller (see all)

Adriana Miller
12 comentários
Comente pelo Facebook
Escreva o seu Comentário
* Preenchimento obrigatório. Seu email não será divulgado.
Quer que a sua foto apareça nos comentários? Clique aqui!
12 comentários
  1. Lua - 29/12/11 - 14h18

    HK é, de facto, super ocidental (e uma cidade fantástica!)mas acho que Singapura ainda é mais ‘Asia for Dummies’ do que HK – uma introdução super suave da Asia, onde muitas vezes uma pessoa até se pergunta se está mesmo por estes lados (depois e so olhar para a pessoa do lado e constatar que sim!).

    Responder
  2. Marcia Kawabe - 29/12/11 - 14h42

    Nossa, deu mais vontade ainda de conhecer! :)

    Uma vez vi um programa na tv mostrando como eles realmente dão importância para esse lance de Feng Shui. Tinham alguns prédios com uma arquitetura toda “estranha” mas porque tinham sido construídos com os preceitos dessa técnica.

    Um ótimo ano novo pra vocês aí! :)

    Responder
  3. Jackie - 29/12/11 - 14h58

    Qdfz mba em Ri meu professor contava que na epoca das negociações entre inglaterra e china, os diplomatas ingleses chegaram lá e falaram: ah, vamos dizer que só devolvemos daqui a cem anos, pedimos mais 50 de status capitalista e eles nao vao aceitar e td continua como está.
    Aí os chineses disseram: ok.
    Pq pra eles a percepção do tempo é mt diferente e 100 anos não é nada.
    outra anedota em RI é que teriam pedido a Mao pra analisar a revolução francesa e ele teria dito: ah, mas é mt recente para avaliar rsrs
    bjs,

    Responder
  4. Tati - 29/12/11 - 15h04

    Dri, fiquei em HK 8 dias e voltei apaixonada! Uma coisa que voce deve ter reparado é que todos aqueles mega prédios são construídos com estruturas de bambu!! Eles não usam ferro!!
    Agora, quanto aos taxistas, peguei vários que nao entendiam nem o nome do hotel em inglês… Minha dica é sempre pedir para o funcionário do hotel escrever em cantonês o nome do lugar onde quer ir, acho mais seguro.
    De resto, minha percepção foi como a sua e eu não vejo a hora de voltar!!!

    Responder
  5. André Luis - 29/12/11 - 17h37

    Feliz Ano Novo!!!!

    Responder
  6. Ana - 29/12/11 - 23h28

    acho legal mas Singapura eh melhor!!

    MUITA gente em HK nao fala ingles naooooo. Alias tem partes de HK que quase ninguem fala ingles.

    Responder
  7. Sara - 29/12/11 - 23h36

    Bom…pelo menos aquela noção de “China, os intrusos no país dos outros” apaziguou um bocado, não imaginava Hong Kong como sendo uma metrópole como é na realidade das fotos. Estou a adorar as reportagens :D

    Responder
  8. myiska - 30/12/11 - 17h11

    Sempre tive vontade de conhecer, mas agora aumentou mto!
    Em Macau deve ser mto agradável ouvir a língua q falamos. Parece-me q Goa tb; ñ tenho certeza.
    Felícissimo Ano Novo p vcs!!!

    Responder
    • Adriana Miller - 31/12/11 - 09h56

      ã verdade ninguem fala portugues ativamente mais… só nas placas e sinais de ruas. Ainda é a lingua adminstrativa oficial, mas não é mas falada, infelizmente!

      Responder
  9. Adriana - 06/02/12 - 03h45

    Oi Adriana,
    Estou indo para Hong Kong muito animada para fazer compras também. Por acaso vc conheceu algum outlet ? Pessoal, alguém conehece ?
    Abçs obrigada.

    Responder
    • Adriana Miller - 06/02/12 - 07h10

      Não, não conheci nenhum e nem tive muito tempo nos shoppings. Mas no geral achei que os preços não valeram muito a pena não.

      Responder
  10. Valéria - 12/11/12 - 20h47

    Adorei as matérias! Estou indo a HK no final do mês e ficarei lá por 10 dias. As dicas foram muito válidas e Macau já está na minha rota! ;)

    Responder