19 Jan 2012
22 comentários

Macau: Chinesa, ops…, Portuguesa, com certeza!

China, Dicas de Viagens, Macau

Existem alguns lugares no mundo que podem ate nao fazer parte da sua listinha imediata de viagem a fazer, mas que sem perceber habitam no seu inconsciente viajistico.

Seja por um desejo de infancia (como visitar o cenario de um filme favorito de infancia), seja por ter se apaixonado por uma imagem, ou depois de ter lido um livro.

No meu caso, alguns dos lugares que tem esse sabor especial de “sonho realizado” sao as antigas colonias Portuguesas. Eu tenho muito orgulho de minha descendência e a historia da minha familia, alem de ter tido minha formacao escolar (todo o ensino medio e parte do segundo grau) em Portugal.

Minhas materias preferidas sempre foram historia e geografia, e entao eu me deliciava com as historias e relatos dos grandes explorados e descobridores Portugueses, os mapas da colonias, os textos de Luis de Camoes e Gil Vicente e aquele imaginario “exotico” de pensar, por exemplo, em um pedacinho da China que fala Portugues!

E eu me senti assim, embasbacada com a aula de geografia quando me vi cara a cara com o Cabo da Boa Esperanca na Africa do Sul ano passado.

Entao quando surgiu a oportunidade de incluir Macau no nosso roteiro Asiatico, nao pensei duas vezes! Ok, ok que a intencao da viagem foi muito menos nobre doque isso, mas ainda assim nao contive o orgulho de finalmente conhecer essa antiga Colonia.

E o engracado foi que ainda na estacao de barcas em Hong Kong eu rapidinho, inconcientemente achei o caminho certo para o guiche de tickets, enquanto o aaron ainda estava meio perdido sem saber pra onde ir e me questionou “como voce pode ter certeza?!”, e ai que me dei conta: As placas nos davam indicacoes em Portugues e Chines e o chip do meu cerebro imediatamente se confortou na lingua nativa e eu nem me dei conta que eu estava lendo Portugues enquanto o Aaron ainda estava buscando informacoes em Ingles (ja que ainda estavamos em Hong Kong e por la tudo aparece em Ingles e Chines).

Que sensacao surreal! Ler placas com frases como “Balcao de informacoes Turisticas de Macau”, ou “Venda de bilhetes”, “Alfandega e Imigracao” e o confortante “Bem vindo a Macau!”, assim, em bom Portugues!

A Verdade eh que o Portugues ja nao eh mais falado na cidade (Assim como Hong Kong, Macau tambem eh uma Regiao Administrativa Especial que faz parte integram da Republica Popular da China desde 1999), porem a nossa querida lingua “exotica” permanece a lingua administrativa oficial da regiao, pelo menos ate 2049, de acordo com o acordo Sino-Lusitano assinado entre os dois paises quando Portugal devolveu a Colonia a China.

Mas nao da pra negar que macau eh uma cidade Portuguesa com certeza!

As referencias estao por todos os lados – do formulario da imigracao, ao carimbo de entrada, ao nomes das lojas, das ruas… Tudo!

Eu achei aquilo tudo uma comedia, pois afinal como voce traduz o nome da rua “Estrada da Baia de Nossa Senhora, sem numero” para Chines?!?!

Queria muito, MUITO saber Mandarin fluente, ou entao ter coragem de chegar num Chines e perguntar que diabos aquela traducao realmente significa?!?! Acho dificil que as traducoes sejam tao literais…

Mas algumas sao hilarias- e meio Tabajara – Eu adorei a “Holy House of Mercy” (numa plaquinha com o nome em Portugues e a traducao para Chines e Ingles) indicando a praca da Santa casa da Misericordia!

Apesar de todo gltiz & glamour e as luzes de neon dos cassinos, Macau conserva um centrinho historico, ancorado em suas raizes Portuguesas que eh uma cosia fofissima!

Chega a ter ate um clima meio fake, meio parque de diversoes, e da pra notar que a sensacao eh comum a todos os outros turistas… como se fosse a sessao “little Portugal” do Epicot Center no meio de uma cidade Asiatica.

Um pedacinho (tao tipico e tradicional que se torna quase irreal!) da Europa e de Portugal depositado aleatoriamente nessa ilha no sul da China.

Seja pela Igreja de Sao Pedro, ou o Palacio do Senado… a Santa Casa da Misericordia ou o Forto dos Artilheiros. Todos ornados com as calcadas de pedrinhas Portuguesas, com suas curvas em preto e branco e ilustracoes com motivos marinhos, ressaltando ou grandes feitos dos exploradores e o talento nautico Lusitano de outrora!

O auge do turismo Colonial de Macau, e o simbolo da cidade eh sem duvidas as ruinas da Catedral de Sao Paulo, datada de 1600, mas que foi destruida por um incendio em 1835. Hoje em dia soh sobrou a fachada da igreja barroca, oque a torna incrivelmente unica e impossivel nao focar todas as lentes pra la!

Ultimamente Macau tem recebido muito mais atencao internacional devido a seus cassinos doque sua historial colonial, mas adorei ver que a historia da ilha permance muito bem preservada e exibida com orgulho – ainda que seja apenas por sua diferenca tao gritante do resto do pais.

 

Adriana Miller
Siga me!

Adriana Miller

Sobre a Autora at Dri EveryWhere
Adriana Miller, Carioca. Profissional de Recursos Humanos Internacional, casada e mãe da Isabella e do Oliver.
Atualmente morando em Denver, Colorado, nos EUA, mas sempre dando umas voltinhas por ai.
Viajante incansável e apaixonada por fotografia e historia.
Adriana Miller
Siga me!

Latest posts by Adriana Miller (see all)

Adriana Miller
22 comentários
Comente pelo Facebook
Escreva o seu Comentário
* Preenchimento obrigatório. Seu email não será divulgado.
Quer que a sua foto apareça nos comentários? Clique aqui!
22 comentários
  1. Kaly - 19/01/12 - 20h54

    Wow! Deve ser muito emocionante neh ver ao vivo e a cores tudo aquilo que estudou desde tao cedo, ver que eles cuidam tao bem dessa heranca cultural e colonial, adorei!!

    Responder
  2. Mariane - 19/01/12 - 21h34

    Oi Adriana, deixa eu te fazer uma pergunta bem fora do contexto. O comércio em Londres abre aos domingos?
    Bjos amo seu blog.

    Responder
    • Adriana Miller - 20/01/12 - 05h01

      O comercio grande sim, mas em horario especial (abre mais tarde e fecha mais cedo), mas comercio pequeno de rua não.

      Responder
  3. - 19/01/12 - 22h28

    Holy House of Mercy!

    Com essa calçada parece que está na baixa Lisboeta!

    Responder
  4. Progulka - 19/01/12 - 23h47

    Incrível! Até a calçada portuguesa é igual! Tenho muita vontade de conhecer Macau.
    Abraços de Portugal.

    Responder
  5. Mari - 20/01/12 - 01h16

    Muito interessante mesmo!
    Mas Dri, me pergunto como você não acabou ficando com um sotaque português?! hahah
    Beijos

    Responder
    • Adriana Miller - 20/01/12 - 05h00

      Acho que devo ter ficado um pouquinho na epoca, mas me mudei pro Brasil com 15 anos e rapidinho “em-carioquei”!

      Responder
  6. Heloísa Muller - 20/01/12 - 02h02

    Inacreditável! É linda a cidade! Não esperava por isso!
    :D

    Beijos

    http://blogheloisamuller.blogspot.com

    Responder
  7. Celeste - 20/01/12 - 10h53

    Lindo mesmo e emocionante !!!

    Responder
  8. Carla S - 20/01/12 - 11h58

    Meu coração luso-brasileiro deu pulinhos de familiaridade :)

    Responder
  9. Mariane - 20/01/12 - 14h18

    Obrigadíssimo pela resposta. Vou pra Londres na semana santa depois de ter lido seu blog inteirinho (lembra que te contei no twitter?!).
    Quem sabe vc não marca um encontro com suas leitoras nesta época :)
    Seria o máximo um chá da tarde com vc. Ahhh e pode ser por minha conta kkkkkk

    Responder
    • Adriana Miller - 20/01/12 - 14h28

      Ah… que pena… eu vou estar viajando nessa epoca tambem!
      Qualquer dia desses vou mesmo organizar outro encontro com as leitoras! ja fiz otimas amigas aqui em Londres assim!

      Responder
  10. Mariane - 20/01/12 - 14h44

    Bem vou ficar ai do dia 01 a 10/04. Qualquer coisa estamos ai. Bjos

    Responder
  11. Shazna - 07/02/12 - 00h38

    Como eu leio mandarim e japonês, vou matar sua curiosidade, viu? Os nomes em chinês nas placas que vc fotografou são uma tradução literal do inglês – exceto na placa “Av. do Infante D. Henrique” que em chinês está traduzido como “Avenida do Senhor Príncipe Herdeiro” (não tem o nome Henrique). Era essa a resposta que vc esperava? rsrs

    Responder
    • Adriana Miller - 07/02/12 - 07h08

      Ai que maximo!!!
      Obrigada! Obrigada!!!
      Matou minha curiosidade! hahahahah

      Responder
  12. David Chan - 13/02/12 - 23h34

    Oi Adriana,

    Muito legal seus relatos sobre a sua viagem a Asia.

    Sou chinese Natural de HK e morei no Brasil durante muito tempo, atualmente estou morando no Canada.

    Eu entendo Chines, Portugues e Ingles escrita perfeitamente e vou dizer pra vc que as traducoes em Chines nao tem nada a ver com o sentido em Portugues nao. A traducao e’ pra chinese entender e se referir com o lugar, nao necessariamente tem o mesmo sentido em Portugues.

    Respondendo sua pergunta:

    “como voce traduz o nome da rua “Estrada da Baia de Nossa Senhora, sem numero” para Chines?!?!”

    Provavelmente a traducao em Chines usaria um nome religioso conhecido na China nao necessariamente igual a Nossa Senhora XXX” pois nao tem traducao. :-)

    Continue escrevendo nesse blog ai, muito interessante mesmo.

    Regards,

    David

    Responder
  13. Veronica Torres - 16/11/14 - 23h52

    Seu blog me deixou muito entusiasmada com hong kong e macau…. estou até trocando por Bali e India….. vc tem alguma dica de quantos dias é necessário ficar em cada lugar e valores de hospedagem?? bjão

    Responder
  14. Leticia - 17/11/14 - 13h28

    Dri, vocês moraram em Lisboa quando pequena?
    Desculpe a curiosidade, mas seus pais trabalhavam com o que lá? Sou de família portuga também e estou querendo passar um tempo por lá! bjs

    Responder
    • Adriana Miller - 17/11/14 - 15h01

      Não, moramos na cidade natal da minha mãe, no norte de Portugal, nos arredores do Porto.
      Fomos pra lá por causa do trabalho do meu pai, que sempre trabalhou com fotografia e marketing.

      Responder
  15. Leticia - 17/11/14 - 15h30

    Obrigada Dri!

    Responder
  16. Rogério Krugger Koerich - 29/01/15 - 12h00

    Maravilhoso o que vc mostrou – Irei a Hong Kong e sem dúvida não deixarei de ir até Macau que influenciou até estilo de igrejas em Minas Gerais, Brasil, na época do ouro. Parabéns, vc é realmente uma turista.

    Responder