19 Mar 2012
7 comentários

Xangai – os dois lados da cidade mais cosmopolita da China

China, Dicas de Viagens, Xangai

Nos conhecemos apenas 5 cidades da China, mas nao precisou de mais que isso pra saber que Xangai eh sem duvida uma cidade a frente de seu tempo.

Eh a cidade cartao-de-visitas-postal que faz com que a China seja mais facilmente aceita pelo resto do mundo. Eh a cidade que une com perfeicao o ultra moderno e o milenar. O Ocidente e o Oriente. A percepcao que temos da China de hoje, com que ainda estar por vir.

E nesse paradoxo entre os dois lados da moeda, a cidade ainda eh convenientemente dividida em dois lados no rio Huangpu, tornando essa divisao ainda mais palpavel para seus visitantes.

De um lado esta o Bund, ou a area tambem conhecida como a Concessao Francesa, que vai mesclando a confusao eterna de ruas e mercados Chineses, com os elegantes predios coloniais e a cidade antiga, com jardins, templos e casas de cha saidos das paginas dos livros.

Do outro lado esta Pudong, o lado moderno e vibrante da cidade, onde estao concentrado os arranha-ceus de fazerem os Jetsons orgulhosos, e onde uma quantidade desproporcional do dinheiro mundial eh movimentado e negociado todos os dias.

Nao vou negar que a primeira impressao da cidade eh assustadora! Sao dezenas de quilometros em viadutos e elevados codificados por suas luzes de neon que vao cruzando a cidade em meio as predios gigantescos, com cidade e civilizacao a perder de vista… Minha primeira reacao foi que “nunca vamos conseguir sair do hotel sozinhos!”, numa reacao retardataria sobre todas as historias assustadoras que (tentaram) nos contaram sobre tudo que poderia dar errado para um casal ocidental viajando sozinhos pela China!

Mas a verdade eh que essa divisao geografica da cidade, faz com que tudo fique incrivelmente claro e facil, e apensar de ainda ser 100% Chinesa, Xangai nao nega seu papel de “porta de entrada” para o resto do mundo, e acaba sendo incrivelmente facil de navegar, com placas em Ingles, ruas bem iluminadas e avenidas amplas.

Mas facil impossivel! Um primeiro passo perfeito na nossa “exploracao” Chinesa!

The Bund – Concessao Internacional

A area ao norte do Rio Huangpu, eh a regiao onde a existia (e ainda existe) a antiga cidade de Shanghai, e portanto foi ali que os primeiros exploradores e colonos ocidentais se alojaram.

Em 1842, quando a Guerra do Opio acabou, a area foi oficialmente concedida aos colonos Britanicos, e formava um dos 5 principais portos internacionais do Imperio Britanico.

Nos quase 100 anos seguintes a area foi totalmente dominada por bancos, empresas, industrias, consulados e embaixadas internacionais, que foram construindo seus predios e palacios ao longo do Rio Huangpu, dando ao Bund o ar de velho mundo que ele tem ate hoje.

Com a consolidacao do Comunismo na decada de 1980 (e a diante) a area voltou para as maos Chinesas, mas nunca perdeu suas caracteristicas internacionais – as cameras de comercio e empresas colonialistas Europeias passaram a dar espaco para redes de hoteis internacionais e bancos.

Mas o Governo Chines tambem fez seu dever de casa direitinho, transformando a area, no Bund que vemos hoje – construcoes ao longo do Rio passaram a ser restringidas, a avenida principal – a Zhongshan Road – foi alargada para 10 faixas (que apesar de nao ter resolvido, ajudou muito com os engarrafamentos cavalares da cidade), e para proteger a cidade e seus monumentos dos violentos Tufoes que atacam o leste da China, tambem foi construido uma barreira em forma de “calcadao”, que se prolonga por quilometros e mais quilometros da “orla” do Huangpu, que apesar de sua funcao muito pratica de proteger a cidade de enchentes, acabou virando a principal area recreativa da cidade, transformando como Chineses e turistas veem Xangai!

E o Bund foi sem duvidas nossa area preferida em Xangai!

Nosso hotel era – propositalmente – a poucos passos da “orla” e passavamos por la todos os dias, a caminho de qualquer lugar que estivessemos indo! E claro, a vista do skyline de Shanghai vista a partir do Bund eh tudo aquilo que imaginamos e muito mais!

Mas alem do proprio Bund, que por si soh eh uma atracao imperdivel na cidade, ele eh um otimo ponto de partida para todas as outras areas e atracoes do lado norte do Rio, fazendo com que essa regiao seja e melhor opcao para hospedagem em Xangai.

Pudong

A area de Pudong – que em Chines significa “Leito leste do Huangpu” – eh a “vista” da Xangai.

Com certeza qualquer foto, poster ou cartao postal que voce vir da cidade, a imagem sera do skyline da penisula do Pudong (tirada a partir do Bund).

Mas ao contrario do Bund, que eh cheio de historia e originalidade, Pudong nao passava de fazendas e pastos, que ocupavam o pouco da terra que prestava no lado do rio que formava um “pantanal” cheio de lama e que sofria enchentes muito frequentemente.

Mas em 1993 o governo Chines resolveu criar uma nova zona franca comercial na cidade, incentivanto e patrocinando o desenvolvimento de Pudong com a intencao de re-atrair as atencoes (e o dinheiro) internacional para a cidade de Xangai.

A maneira mais rapida de atrair a atencao do mundo?

Arquitetura arrojada de primeira!

E foi assim que surgiram os primeiro – e ainda principais – icones da cidade, como a Torre da Perola Oriental (Oriental Pearl Tower), o Predio Jim Mao e o World Financial Center, desencadeando mais duas decadas de muito construcao, desenvolvimento, empregos, e dinheiro circulando na economia da cidade.

O novo grande icone ja tem data marcada, e em 2014 a cidade inugura a Shanghai Tower, que sera o mais novo predio mais alto da cidade, ultrapassando meio quilometro de altura, e se tornando nao soh o predio mais alto de Shanghai, mas tambem o predio mais alto de toda China! (se desconsiderarmos Taiwan, claro).

Vistos a partir do Bund, o lado Pudong parece ser um apanhado de arranha-ceus, mas soh quando passamos pro outro lado eh que eh possivel admirar a grandiosidade da area, a quantidade de construcoes ainda saindo do chao, as avenidas descomunais, e toda aquela senscao “futuristica” que sempre povoou meu imaginario sobre como seriam essas “cidades do futro” e megalopoles da Asia.

Do lado de la, pedestres circulam em plataformas e passarelas com esteiras e escadas rolantes, elevadores panoramicos e uma vista privilegiada da cidade.

Nao eh preciso “descer pra rua” pra nada – eh a partir dessas plataformas que sem entra nos shoppings, nos predios, e eh ali em cima que estao restaurantes, cafes, e postos de informacoes. E tudo isso numa organizacao e limpeza de dar gosto!

E claro, nao poderiamos falar de Pudong sem mencionar uma de suas grandes atracoes: a vista do Bund!

Se do lado do Bund somos presentados com a linda vista de Pudong, do outro lado o presente eh retribuido, e apesar de menos impressionante e definitivamente mais “baixa”, a vista do Bund eh igualmente surpreendente e fotogenica, mostrando que mais uma vez, assim como quase tudo em Xangai, os dois lados da moeda de complementam perfeitamente!

Transitar entre os dois lados da cidade eh facil, apesar de que todas as pontes foram removidas por interferirem com a movimentacao de barcos ao longo do rio.

Hoje em dia existem varios tuneis, e portanto uma corrida de taxi eh bem rapida (desde que nao seja hora do rush!) e bem barata, e tem tambem o “Sightseeing Tunel”, que eh um tunel de pedestres – que eh tao ruim, que chega a ser comico e virou atracao!

Basicamente algum alucinado achou que ia ser divertido criar um tunel futuristico, cheio de frases sem sentido, luzes de neon e flashes sem nocao. Enfim, tinha tudo pra dar certo (eh rapido, barato, com uns bondinhos super modernos), mas acabou sendo uma coisa patetica! Nao deixe de usar o tunel pelo menos uma vez, valem a pena soh pelas gargalhadas!

E a terceira opcao (que nao testamos pois estava muito frio) sao os ferries e balsas que conectam os dois lados ao londo do dia e da noite.

 

 

Adriana Miller
Siga me!

Adriana Miller

Sobre a Autora at Dri EveryWhere
Adriana Miller, Carioca. Profissional de Recursos Humanos Internacional, casada e mãe da Isabella e do Oliver.
Atualmente morando em Denver, Colorado, nos EUA, mas sempre dando umas voltinhas por ai.
Viajante incansável e apaixonada por fotografia e historia.
Adriana Miller
Siga me!

Latest posts by Adriana Miller (see all)

Adriana Miller
7 comentários
Comente pelo Facebook
Escreva o seu Comentário
* Preenchimento obrigatório. Seu email não será divulgado.
Quer que a sua foto apareça nos comentários? Clique aqui!
7 comentários
  1. Dany - 19/03/12 - 18h30

    Nao imaginava isso tudo, sensacional.

    Responder
  2. Caroline Guelber - 20/03/12 - 15h42

    Sensacional, lugar maravilhoso! Não vejo a hora de ir (mas será só em 2013)!!! Parabéns, mais uma vez!

    Responder
  3. Helena - 21/03/12 - 01h42

    Otimas dicas! Irei usa-las em breve!
    xoxo

    Responder
  4. João Alfredo - 25/10/13 - 13h49

    Olá Dri! Li todos esses posts da China na época que vc viajou. Agora que estou planejando a minha viagem, estou relendo.
    Vi que vc está bem agasalhada nas fotos, o frio atrapalhou para curtir a cidade? Em outro post, vc comentou sobre a poluição em Xian. Qual das cidades vc achou mais fria e a mais poluida?
    bjos

    Responder
    • Adriana Miller - 25/10/13 - 14h03

      Oi João,
      Todas as cidades na China sao absurdamente poluídas, mas demos sorte de pegar Xangai mais ou menos limpa e Pequim com tempo ótimo (menos no ultimo dia, que a poluição voltou com tudo e nao dava nem pra ver o prédio vizinho!).
      Quanto ao frio, nos fomos no comecinho de janeiro entao pegamos muito frio MESMO! Em Xangai a temperatura media era de 0 a -5 graus e em Pequeim pegamos -17!
      Atrapalhar, atrapalha muito, mas estamos acostumados com o frio, e fomos muito bem preparados e agasalhados, então nos viramos bem e deu pra curtir a viagem na medida do possível.

      Responder
      • João Alfredo - 25/10/13 - 14h12

        Obrigado pela resposta Dri! Vou final de janeiro e começo de fevereiro. Espero que eu tenha a mesma sorte que vcs tiveram! ;)

        Responder