21 Mar 2012
17 comentários

Jardim YuYuan e a cidade antiga de Xangai

China, Dicas de Viagens, Xangai

O Jardim YuYuan (que significa “Jardim da felicidade” em Chines) eh a principal atracao no centro da cidade antiga de Xangai.

Construido em 1559 por ordens do governador de Xangai sob a dinastia Ming, com intencao de servir como palacio de verao para a aposentadoria de seu pai, um dos principais e preferidos ministros do Imperador Ming da epoca.

O Jardim eh uma galeria de lagos, riachos, pontes, galerias e palacios, todos construidos no estilo Suzhou Chines e ocupa cerca de 2 hectares de terra bem no coracao da cidade.

Sua construcao seguiu os mandamentos da filosofia Feng Shui Chinesa, respeitando e incluindo os elementos de terra, montanhas, agua e ar, e dividido em 6 areas e palacios principais, que vao se perdendo num labirindo de portas e passagens – um mundo a parte da cidade ultra cosmopolita que cerca o jardim hoje em dia!

Entre os muitos “jardins orientais” que ja visitei em outros paises e cidades (inclusive nas outras cidades Chinesas) o Yuyuan foi oque mais me impressionou – o mais bem conservado, bonito e autentico. E acho que o fato de que acabamos visitando o jardim num dia em que o tempo estava pessimo, o vento frio e o ceu cinza deu uma clima extra aos palacios, com aquele nevoreiro que cria um certo ar de misterio…

Mas depois de termos passado tanto tempo passeando pelas partes modernas de Xangai (aqui e aqui), sair do Jardim Yuyuan bem no centro da cidade antiga e dar de cara com as decoracoes e pre-comemoracoes do ano novo Chines foi uma otima surpresa!

Toda a area que cerca o “templo Deus” de Xangai se chama Shànghăi Gùchéng, que existe desde o seculo 11 e eh a cidade original de Xangai.

O centro da cidade, assim como em quase todas as outras cidades medievais ao longo do mundo, se concentrava nos arredores do templo, criando um vilarejo quase redondo, oque facilitou a construcao de uma muralha protetora, que nos meados de 1500 (mais ou menos quando o Jardim YuYuan foi construido) chegou a ter 5 quilometros de circunferencia e – diz a lenda – mais de 5 metros de altura.

Infelizmente o muralha ja nao existe, e a “barreira” entre a cidade antiga e nova eh garantida pelas muitas avenidas que cortam Xangai.

O layout milenar da cidade antiga eh praticamente ainda o mesmo, mesmo ja tendo passado por tantas guerras e revolucoes: as principais foram sem duvida a guerra do Opio que devastou a regiao na seculo 19, e ao perder parte da cidade para as concessoes coloniais internacionais, a Cidade Antiga (Gùchéng) acabou virando o esconderijo e “gueto” dos Chineses que ainda moravam nesse lado da cidade.

Logo depois veio a revolucao Taiping que quebrou um pouco da dominacao ocidental na cidade e permitiu que Chineses voltassem a morar fora das muralhas da cidade antiga.

E por fim veio a segunda guerra mundial, que tambem nao poupou bombardeios e destruicao.

Mas a reconstrucao que foi feita ja no seculo 20, foi muito bem feita, mantendo as caracteristicas da arquitetura original, respeitando as ruelas, as pracas e templos centrais, e todos laguinhos e canais que vao se entrelacando eplas ruas.

Entao hoje em dia a Cidade Antiga ja nao eh exatamente uma “cidade” e pouquissimas pessoas ainda moram por la – mas hoje em dia essa parte da cidade abriga o melhor mercado de rua de Xangai, e o paraiso das quinquilharias e souvenirs!

Foi por la que aproveitamos pra comprar lembrancinhas e presentes (e meu enfeite de natal!) e nos aventuramos nas barraquinhas de rua tambem!

Aliais, eu fui pra China determinada a vencer qualquer barreira de pre-conceito que eu tivesse em relacao ao pais, e principalmente em relacao a comida! Queria mesmo comer na rua, entrar em restaurantes fora das areas turisticas, e comer – praticamente – de olhos fechados!

E o mercadinho de Gùchéng realmente foi o primeiro grande passo! A posso confirmar que  a experiencia foi otima e enriqueceu demais nossa experiencia na China!

A cidade antiga foi o antidoto perfeito pra quebrar aquela imagem de uma China certinha, artificialmente construida e com os olhos no futuro!

 

Adriana Miller
17 comentários
Comente pelo Facebook
Escreva o seu Comentário
* Preenchimento obrigatório. Seu email não será divulgado.
Quer que a sua foto apareça nos comentários? Clique aqui!
17 comentários
  1. Mariana - 21/03/12 - 17h37

    e vc comeu “churrasquinho” de insetos?? hahahahha

    Responder
    • Adriana Miller - 22/03/12 - 10h08

      Comi na Tailandia! Na China nem vi nenhum!

      Responder
      • Fulvio - 18/04/14 - 03h39

        Em shaghai eh bem raro achar os churrascos de inseto… mas tem um lugar em pequim que tem escorpiao aranha e todos outros …. mas nao me recordo o nome…

        Abracos!!!

        Responder
  2. Luana - 21/03/12 - 22h24

    esse post me lembrou de um episodio do Amazing Race na china.. alem de espetinho de tudo, eles vendiam feto de aves (o animal dentro do ovo poucos dias antes do ovo rachar)pra ser comido e saboreado

    Responder
  3. myiska - 21/03/12 - 23h27

    Eu iria enlouquecer c as quinquilharias! deve ter mta coisa interessante.

    Responder
    • Adriana Miller - 22/03/12 - 10h01

      Muita porcaria “made in China” tambem, mas muita coisa legal e bem barata (depois de brigar pelo preço claro!)

      Responder
  4. Liliana - 22/03/12 - 08h14

    Dri, vc disse que sua cidade favorita na China foi Xangai, e pela viagem virtual que fiz através dos seus posts eu tb preferi Xangai. Me sentindo a maluca que entra na história mesmo,hahaha. Eu sou nada fresca para comida e mercadinho local é onde me jogo para comer. Acho que aprendi com meus pais, que eram até meio sem noção, imagina que com 6 meses minha mãe me deu um sarapatéu de 2 dias como se fosse papinha! Mas depois que peguei uma infecção brava na Bahia após um tour gastronomico por barraquinhas de uma feira, fiquei menos ousada para comilanças, mas ainda preciso evoluir nesse quesito. Num lugar como a China, teria que me educar para me convencer a ter um minimo de cuidado para não passar mal durante a viagem.

    Responder
    • Adriana Miller - 22/03/12 - 10h00

      Hahahahahha! Eu tb não sou nada fresca, e acho que os “tours” gastronomicos são uma parte importantíssima de qualquer viagem! mas também já peguei uma ziquezira braba nas barraquinhas da praça de Marraquesh e fiquei meio traumatizada por um tempo…
      Mas uma coisa que agora sempre faço é ir sempre nas barraquinhas que tem muito “movimento”, porque se a comida estiver vendendo muito, os ingredientes estarão rodando, e assim tem maior garantia de serem mais frescos…
      Na China achei tranquilissimo comer em qualquer lugar, sejam as barraquinhas de rua, sejam restaurantes no meio do nada (e fora da rota turistica), e comemos incrivelmente bem!
      A comida era meu principal medo na China, e posso confirmar co conviccção que todas as histórias de horror já ouvi ao longo da vida sobre a China eram pura enda e preconceito!

      Responder
  5. Larissa - 22/03/12 - 10h57

    Dri, as fotos do jardim ficaram lindas! Parabéns!

    Responder
  6. Patricia A. - 22/03/12 - 13h24

    Me deixa triste as coisas e o jeito que eles tratam e matam animais…
    nossa a carinha do porquinho me deixou triste…
    to analisando se vou p China fim do ano, mas fora isso…adoro ler seus posts!
    sou maior pro animais VIVOS ¨: ) bjs
    Mr Say no Cambodia levou eu e meu marido para um lugar que vendiam coisas sinistras p comer… ele comeu um tipo de baratona frita eu so tirei foto hahahahaha

    Responder
  7. […] A resposta que recebi de várias pessoas foi unânime: A antiqüíssima e tradicionalissima casa de chás Huxinting, que fica bem no coração da cidade antiga de Xangai, vizinha do Jardim YuYuan. […]

    Responder
  8. Claudia - 22/03/12 - 14h09

    As fotos estão lindas!!! Deve ser muito complicado escolher qual publicar?

    Responder
  9. Mariana - 24/03/12 - 01h51

    E o que você comeu de diferente/estranho por lá? Não sei se eu teria essa coragem…

    Responder
    • Adriana Miller - 25/03/12 - 12h36

      Na verdade quase nada! O Aaron comeu algumas coisas que até hoje não sabemos oque era, mas todos com aparencia bem “inocente”.
      A comida na China foi muito mais “normal” e super gostosa doque jamais imaginei!

      Responder
  10. ana carla - 25/03/12 - 05h51

    cada foto maravihosa!!!!
    um dia eu ainda encontrarei vcs por algum lugar pelo mundo.. e vou querer tirar uma foto (com autografo) kkkk
    abs

    Responder
  11. […] que a Rua Nanjin eh uma area turistica, ela eh uma rua muito mais “Chinesa” doque o mercado da cidade antiga por exemplo, entoa achei que aquele era um guia de preco. Provavelmente eu poderia barganhar um […]

    Responder
  12. Brenda - 25/04/17 - 13h06

    O jardim YuYuan é o mesmo que o Yu Garden?

    Responder