26 May 2012
44 comentários

Kiev: a capital mundial das Igrejas Ortodoxas

Dicas de Viagens, Kiev, Ucrania

Como disse no post anterior, esse “titulo” foi eu que inventei mesmo – sem nenhum censo nem pesquisa teologa-arqutetonica como embasamento. Mas acho dificil achar outra cidade que tenha tantas catedrais Ortodoxas (Patriarcado Russo) por metro quadrado como Kiev!

E nao importa como voce vai tentar organizar seu passeio pela cidade, pode ter certeza que qualquer roteiro em Kiev terah as Igrejas como atracao principal.

Mas tambem pudera – Só Catedrais sao 5, sem contar o maior monastério Ortodoxo do mundo, que so la dentro sao mais 9 Igrejas.

Para onde voce olhe, la estao elas… enormes, coloridas e com suas cupulas douradas reluzindo no sol. Um contraste inconfundivel numa cidade tao cinza!

Seus formatos e suas cores sao magneticas para qualquer camera fotografica, entao nosso fim de semana em Kiev se rezumiu a basicamente isso, rodar a cidade em busca dos melhores angulos de cada uma de suas catedrais – sempre admirando a devocao dos Ucranianos, que encabecam a lista de povos mais devotos e religiosos da Europa!

A qualquer hora do dia ou da noite, as Igrejas estavam sempre cheias de peregrinos e devotos, de todas as idades, sexos e classe sociais. As mulheres sempre de cabeca coberta (mas com as pernas super de fora!) e todos trazem suas flores para oferendas. Eh um ritual contagiante!

A Igreja de Santo Andre (Андрiївська церква em Ucraniano), nao eh a maior nem a mais imponente da cidade, mas sua localizacao, no topo da colina Andriyivska no bairro boemio Podil, lhe da um destaque sem igual.

Suas cores em tons de azul e verde, com detalhes em dourado combinam perfeitamente com o verde jardim a sua volta e o azul do ceu, ja que voce sempre vai olhar a Igreja de baixo pra cima!

A localizacao da Igreja foi escolhida a dedo pelo Principe Vsevolod I, no local onde supostamente o Apostolo Andre ergueu uma cruz e declarou que a cidade deveria virar Crista – mas principalmente, num ponto que se sobresairia na paisagem da cidade.

O problema eh que esse local tao minuciosamente escolhido tem uma pessima fundacao, e a igreja esta aos poucos afundando e rachando. Entao no momento ela esta passando por uma grande reforma de restauracao e reconstrucao de sua fundacao, e todo bairro Podil esta interditado por causa disso.

Ja a Catedral de Santa Sofia eh um dos principais icones da cidade, e junto com o Monasterio das Cavernas foi reconhecido como Patrimonio da Humanidade pela Unesco.

Diz a lenda que a Catedral recebeu esse nome em homenagem a Hagia Sofia de Istambul e eh dedicada a “sabedoria sagrada” e nao a Santa Sofia, assim como a versao Turca.

As contruções foram iniciadas em 1011 sob o reinado de Vladmir, O Grande e portanto tomou um banho de loja  na ultima década em preparação a comemoração de seus 1000 anos em 2011!

A Catedral tambem tem, alem da Igreja principal, um Campanario e a torre do Sino e uma estrutura separa que hospeda o museu “Sofia de Kiev” – tudo isso em arquitetura Bizantina, com 5 naves internas e 13 cupulas externas, em tons de verde e branco.

Dividindo a mesma praca, bem ali do outro lado da rua esta a Catedral de Sao Miguel, ou Mykhailivsky.

As duas se complementam perfeitamente, criando uma praca que eh o coracao turistico e religioso (e fotografico!) de Kiev.

A Catedral ainda eh um Monasterio em atividade, e foi construida cerca de 100 depois da Sofia, em 1108 aob o governo do principe Sviatopolk II Iziaslavych que quiz construir uma Igreja em homenagem a seu santo patrono, o arcanjo Miguel, que era considerado o patrono de guerreiros e vencedores, em homenagem a vitoria de Sviatopolk II na batalha contra os barbaros Hungaros.

As cupulas douradas eram de ouro macico, e foram inteiramente destruidas e roubadas quando pais foi invadido pelo exercito Mongol no seculo 13 – que desfez o monasterio que estava baseado ali e fez com que a Catedral ficasse abandonada por varios outros seculos.

Mas a Igreja foi reconstruida no seculo 15 e passou a abrigar quase 300 monges, e passou a ser a principal Catedral da cidade – entre o seculo 15 e a revolucao Russa de 1917, eram os monges da Sao Miguel que craivam as joias da realeza e os aneis Reais dos monarcas Ucranios. Acreditava-se que os aneis manufaturados e abencoados pelos monges tinham poderes anti-bruxaria e protegeriam os Reis de doencas e morte subita, ja que o Monasterio Sao Miguel foi um dos poucos lugares na Ucrania a nao serem afetados pela peste negra na Europa.

Mas ainda assim, nenhum Monasterio tem a importancia e imponencia do Monasterio das Cavernas, o Pechersk Lavra.

Esse Monasterio eh considerado o centro da religiao Ortodoxa do Leste (Russa), como se fosse uma especia de Vaticano Ortodoxo., alem de tambem ser a residecia oficial do Volodymyr Sabodan, o “cabeca” da Igreja Ortodoxa (o “Papa” Ortodoxo).

Entao todos os anos sao centenas de milhares de peregrinos que viagem todo o continente para visitar e prestar suas homenagens e pagar suas promessas no Pechersk Lavra.

A estrutura do Monasterio eh gigantesca, incluindo nao so a Igreja principal, a Catedral Dormition e as cavernas subterraneas e mais outras 8 igrejas espalhadas pela area cercada pela muralha do monasterio.

E lá dentro é que a gente se dá conta da fé dos Ortodoxos.

Quando comecei a planejar a viagem eu tive bastante cuidado em pesquisar as datas, pra justamente não coincidir com nenhum feriado religioso (fomos no nosso feriado da Pascoa, mas a Pasco Ortodoxa é sempre na semana seguinte), e mesmo assim acabamos deixando pra ir lá no Domingo e ficamos impressionados com a quantidade de gente peregrinando e rezando nas igrejas.

No horario das missas, em cada uma das igrejas, a quantidade de pessoas era tanta, que os patios em frente a cada Igreja tambem ficava lotado, e os Padres saiam da Igreja pra estendar a bençao ao pessoal que não conseguiu lugar lá dentro!

E isso sem mencionar que o interior das Igrejas Ortodoxas tendem a ser enormes, pois elas tem uma arquitetura bem diferentes das Igrejas Ocidentais que estamos acostumados.

E claro, vale a pena falar do interior das Igrejas!

Geralmente não é possível tirar fotos dentro de Igrejas Ortodoxas, e Kiev não foi exceção (oque foi uma pena, pois todas são lindíssimas!)

Mas por sorte, logo que entramos em Pechersk Lavra, enquanto tentavamos fugir da multidão na saida das missas, entramos numa das igrejas menorzinhas e secundária, e por sorte, pudemos comprar o “passe” para fotografia que nos permitia fotografar lá dentro! E não tinha mais ninguém!

Logicamente, em segundos sacamos nossas câmeras e começamos a registrar os detalhes incríveis!

O nivel de detalhe dentro das Igrejas e Catedrais Ortodoxas é incomparável – na primeira viagem que fiz pra Moscou, fizemos o Tour do Kremlin (e ano passado também fizemos um tour parecido nas Igrejas da Romênia) onde aprendi sobre a arquitetura e organização hierárquica das igrejas Ortodoxas.

Pra começar que elas não tem aquela divisão de nave e altar que estamos acostumados – o interior das Igrejas é um grande vão aberto, sem cadeiras, sem coxia etc.

Todos ficam de pé como iguais, e lá na frente esta o Abside, uma espécie de Altar, que fecha toda a frente da Igreja, e geralmente os padres e os rituais são feitos por tras dessa barreira.

Mas oque impressiona mesmo são as pinturas em cada milímetro quadrado das paredes. E o motivo é simples – na idade média o proletariado não tinha direito a alfabetização, e portanto não sabiam ler a Bíblia.

Portanto a unica maneira da população aprender os ensinamentos da Igreja era atraves de imagens e pinturas, contadas nas paredes das Igrejas. Então cada igreja conta sua história, mas todas tem em comum as imagens que decoram a porta de saida da igreja, onde sempre mostram imagens do paraiso e inferno – aquele ultimo lembrete dos beneficios de seguir as doutrinas que voce acabou de aprender ou não.

Por fim, a ultima grande Catedral que visitamos a São Vladimir, que fica no Oeste da cidade, e se destaca por suas cores espalhafatosas – amarelo ovo nas paredes, com cúpulas azul celeste e muitas estrelas douradas.

Essa é a igreja mais recente de Kiev, mas tem um diferencial – foi construída pela população.

Em 1800 e poucos, o Patriarcado de Moscou sugeriu a construção de uma igreja pra comemorar os 900 anos do nascimento de Vladimir, O Grande, um Principe Ucrâniano que virou Santo ortodoxo após sua morte.

A população ficou comovida, e fiéis ortodoxos de todo mundo enviaram suas contribuições para financiar a construção da Igreja, e cerca de 30 anos depois a Igreja abriu suas portas pela primeira vez.

 

Adriana Miller
44 comentários
Comente pelo Facebook
Escreva o seu Comentário
* Preenchimento obrigatório. Seu email não será divulgado.
Quer que a sua foto apareça nos comentários? Clique aqui!
44 comentários
  1. K - 26/05/12 - 11h49

    como eu costumo dizer “quando crescer eu quero ser como vc” hehe… me encanta conhecer lugares super fora da rota turística da maioria e assim tão diferentes da minha cultura, super interessante!
    bjd

    Responder
  2. Isadora - 26/05/12 - 12h45

    Oi Dri! Você usosu algum efeito na primeira e quarta fotos do post ou é alguma função da sua câmera? Fiquei curiosa, vi umas fotos suas da China também com umas cores mais ‘brilhantes’ e resolvi perguntar!

    Responder
    • Adriana Miller - 26/05/12 - 12h52

      Sim, se chama HDR, e são 3 fotos identicas com exposições diferentes sobrepostas.
      Sempre usamos esse efeito quando queremos deixar alguma fotos mais “colorida”.

      Responder
      • Juliana P. Galvao - 28/05/12 - 01h25

        As fotos ficaram um espetáculo!!! Lindas!!! Vc usa algum programa para realçar as cores das fotos? Ou esse efeito é conseguido através da sua maquina mesma?

        Responder
  3. Mariana - 26/05/12 - 14h51

    completamente hipnotizada pelas fotos!!
    sensacional!!

    Responder
  4. Viagem para Mulheres - 26/05/12 - 15h06

    Apaixonadaaaaa por essas imagens!!! Vocês estão ficando cada dia melhores!

    Responder
    • Adriana Miller - 27/05/12 - 09h04

      Obrigada Fla!!

      Responder
  5. Deise - 26/05/12 - 19h46

    E eu com minha ignrância achei que tinha conhecido a cidade com mais igrejas possíveis rs
    Roma nem chega perto disso né!
    Lindassssssssssssssss
    fotos maravilhosas

    Responder
    • Adriana Miller - 27/05/12 - 08h54

      Bem, as igrejas de Romas são bem diferentes, e até acho que em numero total, Roma deve ter bem mais igrejas doque Kiev, mas Kieve tem muitas igrejas “principais”, oque é raro ver em outras cidades que geralmente tem uma ou duas e só.
      Alem de que essas são Ortodoxas, né, que são bem diferentonas.

      Responder
  6. Milena F. - 26/05/12 - 23h54

    Uma mais bela que as outras! Tb fiquei impressionadissíma com as igrejas ortodoxas de s. Petersburgo, que amei, e sempre quis visitar Kiev, mas ainda não deu. Como meu marido precisa de visto, é sempre mais complicado e escolhemos outras destinações mais simples. Mas de uma forma geral, chegaste a pesquisar quantas igrejas existe na cidade? Sei que vc falou das ortodoxas, que geralmente são bem impressionantes, mas vi que a Deise acima falou de Roma, mas eu acho que Roma continua na frente, pois quando visitei tinha lido que tinha mais de 400!!!

    Responder
    • Adriana Miller - 27/05/12 - 08h51

      Sim, existem varias outras centenas de pequenas igrejinhas, mas não cheguei a pesquisar (nem contar) muito, pois queriamos mesmo era passar nosso tempo nas Ortodoxas, mais suntuosas.
      Mas acho que em numero total de igrejas Roma deve ganhar com certeza! :-)
      Mas acho dificil que outra cidade tenha tantas igrejas ortodoxas “principais” doque Kiev.
      Ja pensou de Roma tivesse uma Basilica de Sao Pedro em cada bairro?!

      Responder
  7. Renata - 27/05/12 - 05h26

    Nao gosto das fotos editadas. Penso como vc, a foto precisa ser original sem nenhum programa de editoracao.
    Bjs

    Responder
  8. Flávia - 27/05/12 - 23h40

    Dri, fotos lindas! Nunca imaginei que Kiev tivesse tantas fotos lindas! Lógico, entra também o bom gosto artístico e fotográfico do casal, ehehehe! Obrigada por compartilhá-las, estava mesmo esperando por elas, foi eu que comentei sobre “cadê” as fotos no seu penúltimo post, ehehe!
    beijos.

    Responder
  9. claudia - 27/05/12 - 23h51

    Adorei as fotos, estão lindas…..Nossa, as igrejas tem um luxo e riqueza totalmente singular do que vemos nas igrejas catolicas,culturalmente é muito diferente,não? E as mulheres tem q entrar com veu (cobrir a cabeça) ou era o frio mesmo?

    Responder
  10. Guta Vambora! - 28/05/12 - 03h41

    Cada foto lindaaa!!! Dignas da National Geographic! :-D Fiquei tb impressionada com Kiev!

    Responder
  11. André Luis - 28/05/12 - 13h44

    Não sabia que a Ucrânia era tudo isso.
    Dificil será escolher o destino agora rs.
    Parabéns pelas fotos.
    ;-)

    Responder
  12. Bárbara - 28/05/12 - 14h11

    Lindíssimas igrejas!!

    Responder
  13. Izabella - 28/05/12 - 19h40

    Parabéns pelas lindas fotos! Até deu vontade de incluir a Ucrânia na próxima viagem!!
    Ao contrário do que você disse no trecho: “Diz a lenda que a Catedral recebeu esse nome em homenagem a Hagia Sofia de Istambul e eh dedicada a “sabedoria sagrada” e nao a Santa Sofia, assim como a versao Turca.” a Ayasofya (em turco) ou Hagia Sophia de Istambul não foi construída em homenagem à Santa Sofia e seu nome em grego significa “Sagrada Sabedoria”.

    Responder
    • Adriana Miller - 28/05/12 - 19h58

      Ué? E não foi exatamente isso que disse?
      Tanto nesse post quanto no post de Istambul.

      Responder
  14. Izabella - 29/05/12 - 04h10

    Nossa, me desculpe! Só agora percebi que viajei na interpretação do seu texto!

    Responder
  15. Leticia - 30/05/12 - 00h45

    Dri, vc disse ai em cima do efeito HDR, voce pode explicar exatamente como faz?? é em algum programa ou na própria maquina??Suas fotos estao maravilhosas.

    Responder
    • Adriana Miller - 30/05/12 - 06h25

      √ixe… é complicado…. Não é dificil não, mas fica dificil explicar em um comentario… :-)
      Pode ser feito dieto na camera (a minha faz uma versão mais simples) ou pode ser feito com photoshop ou lightroom.

      Responder
  16. Fernanda - 31/05/12 - 12h24

    Meu Deus, que fotos maravilhosas! Parece uma pintura Dri, uau!

    Responder
  17. Tchê Inverno - 31/05/12 - 18h24

    Olá, Adriana! Viajar e conhecer outros lugares, outras culturas e outras pessoas, é realmente tudo de bom, você é uma mulher de muita sorte. As fotos ficaram perfeitas, e as igrejas ortodoxas de Kiev são realmente maravilhosas. Parabéns pelo site e por essa vida aventureira que você leva com tanto gosto, e ainda compartilha com outros viajantes. Abraços.

    Responder
  18. Bóia Paulista - 04/06/12 - 15h43

    Oi, Dri! Tudo bem?

    Seu post foi selecionado para a #Viajosfera, do Viaje na Viagem.
    Dá uma olhada em http://www.viajenaviagem.com

    Até mais,
    Bóia Paulista

    Responder
  19. David Paves - 04/06/12 - 16h13

    Belas reportagens.
    Comecei por Bucareste, terra de meus antepassados.
    Dúvidas : com passaporte brasileiro,saindo de Londres,tem que ter visto de entrada ?
    Rumania já faz parte da UE ?
    O que é custo muito alto em hotéis de Bucareste? US$ 200,00 /dia ?
    Voce falava com seus guias em ……? dá para se comunicar?
    Minha intenção é conseguir material da história de minha familia.
    Grato antecipado pelas respostas.
    David Paves – São Paulo

    Responder
    • Adriana Miller - 11/06/12 - 09h01

      Não, Ucrânia não faz parte da comunidade Europeia, e portanto tem suas proprias regras. Melhor verificar direto com o consulado quais os requerimentos para passaporte Brasileiro.

      Eu fiz uma viagem independente, sem guias. Mas no passeio que fizemos para Chernobyl, o guia falava sempre em Ingles.
      Sabendo Ingles (ou Russo ou Ucrânio) dá pra se virar bem por lá.

      Responder
  20. Helio Jr - 04/06/12 - 22h07

    Conversa entre duas senhoras dia desses no bate-papo:
    – Sera que aconteceu alguma coisa com ela em Kiev?
    – Claro que nao! A Dri leva um tempinho pra postar! Eh assim mesmo!
    – Mas nem um postizinho sobre as festividades do Jubileu? Sobre as roupas da nobreza, sobre os barcos no Tamisa?
    – Humm… Estranho…Liga pra embaixada agora!

    Responder
    • Adriana Miller - 11/06/12 - 09h00

      :-)

      Responder
  21. Lillian Brandão - 05/06/12 - 15h11

    Fiquei encantada com as fotos! Lindíssimas! Parabéns!

    Responder
  22. Rafael Carvalho - 06/06/12 - 04h08

    Lindas as fotos, parabéns!!!

    Responder
  23. Henrique Wollir - 06/06/12 - 18h53

    Adriana, li praticamente todos os seus posts sobre Londres e vi que em algumas das matérias você comentou que faz praticamente tudo a pé.Vi que já frequentou excelentes restaurantes na região de knightsbridge e Mayfair, você normalmente utiliza taxi ou possuí carro aí?

    Minha família está procurando um imóvel de dois quartos na área central de London para passarmos duas temporadas por ano e os preços são altíssimos, se não for nenhum incomodo, você mora em que bairro de Londres? Teria alguma indicação de bons bairros centrais mas não tão caros para os padrões londrinos?

    Responder
    • Adriana Miller - 11/06/12 - 08h54

      Oi Henrique, sim é verdade que Londres é uma cidade muito facil de se cnhecer andando, mas só na parte turistica. A cidade é enorme e bem espalhada, e a “vida” na cidade só mesmo com transporte publico eficiente.
      Eu não tenho carro aqui, mas pra ir a Knightsbridge ou Mayfair, por exemplo, sempre vou de taxi ou metro.

      Prefiro não falar onde moro, por questões de segurança e privacidade, mas pra ter uma ideia de preços X bairros em LOndres, o site rightmove.co.uk é uma boa opção.

      Responder
  24. Aline - 08/06/12 - 00h17

    Simplesmente maravilhoso!!! Não só pelas fotos, que são lindíssimas, mas o texto é precioso!!
    Bejin

    Responder
  25. Marília Lucena - 09/06/12 - 04h16

    Dri, pra varias as fotos estão belas!! Cheguei semana passada de uma viagem a Santiago, Montevideo e Buenos Aires. As estações de esqui do Chile ainda não estavam abertas mas já tinah neve e escolhi ir a Portillo devido ao seu post e as suas fotos e não me arrependi… lindoooooo lugar. E para nossa alegria, começou a nevar!! Foi emocionante pois eu e meus pais nunca tinha visto neve rsrsrs

    Beijoooooo

    Responder
  26. Luciana Bordallo Misura - 10/06/12 - 17h47

    Uau Dri, as fotos estão demais!!! Babei!

    Responder
  27. Rita Branco - 13/06/12 - 15h29

    Olá Adriana, descobri o seu blog, andando pelo mundo dos blogs e fiquei encantada. É lindo! Parabéns. Adorei este post sobre Kiev. Parece que eles tem mais igrejas do que aqui em Portugal. rsrsrsrs
    Sou uma brasileira, casada com um fotógrafo português e vivo na cidade do Porto. Vi que você já veio para cá e gostei muito dos seus relatos. Como o seu marido gostou muito, quando voltarem, terei muito prazer em mostrar mais algumas coisas por aqui. Se quiser acompanhar alguma coisa do Porto, dê uma olhada no meu blog. Eu sou uma apaixonada por esta cidade e tenho um prazer imenso de escrever sobre ela e pelas coisas que acontecem por aqui.
    Desejo muito sucesso e felicidades!
    Rita

    Responder
  28. Luiza - 13/07/12 - 20h33

    Queria muito ir a Kiev! Precisa de visto? Eu moro em Londres também, mas acho que não faz diferença…

    Responder
  29. Amanda Lago - 04/06/13 - 17h18

    Dri, você contratou algum guia local para te guiar por Kiev? Você indicaria algum?
    Bjs

    Responder
    • Adriana Miller - 04/06/13 - 21h42

      Nao tenho ninguém pra indicar, fizemos tudo sozinhos mesmo.

      Responder
      • Amanda Lago - 22/07/13 - 15h27

        Obrigada, DriMiller. Acabei mudando os planos e a ida à Kiev vai ficar pra depois. Amei tuas fotos. Parabéns!

        Responder
  30. Viviana - 16/10/14 - 21h33

    Adorei teu blog, Parabens, principalmente esse post.
    Estou indo para Kiev. E buscando mais informacoes turisticas.

    Responder
  31. Marco - 15/02/15 - 16h05

    Oi Adriana, cheguei em kiev ontem e sua reportagem será de grande serventia nestes dias aqui

    Responder
  32. […] A Igreja eh menos colorida e imponente do que a Sao Basilico em Moscou (realmente aquele posicao bem no meio da Praca Vermelha eh imbativel!), mas é impossivel nao se deslumbrar com a aquitetura das Igrejas Ortodoxas! […]

    Responder