06
Mar
2013
Winchester – A antiga capital da Inglaterra
Escrito por Adriana Miller

No comecinho de Dezembro nós fizemos uma viagem rápida para a cidade de Winchester, no sul da Inglaterra.

O que nos atraiu inicialmente foi a fato de que Winchester tem um dos mais famosos mercados de Natal da Inglaterra (que infelizmente não são muitos…), e como eu estava super gravida em Dezembro e não pudemos viajar para ir a um marcado (como geralmente fazemos todos os anos), resolvemos conhecer algum aqui por perto mesmo.

Mas Winchester é uma cidade que vale a pena conhecer o ano todo!

A historia da cidade é impressionante, e é uma das mais antigas da Inglaterra – foi fundada pelos Romanos durante sua dominação na ilha, e séculos mais tarde serviu de base durante a conquista dos Normans.

A principal estrela da cidade é a Catedral, que é uma das maiores igrejas do Reino Unido (e tem a maior nave central da Europa) e construída a mando de William, o Conquistador, que foi o primeiro Rei “oficial” da Inglaterra.

Foi em Winchester que William foi coroado Rei logo depois de vencer a Batalha de Hastings, e foi lá também que ele escreveu o ‘Domesday Book” – um “inventário” escrito pelo primeiro rei, sobre todas as ruas, vilarejos e cidade de seu novo reino (eu já falei uma vez sobre esse livro, quando fomos a York).

Outra lenda que cerca a cidade é a do Rei Artur e a Távola Redonda, já que supostamente era ali que eles se reuniam, e o topo da mesa redonda esta exposta até hoje na nave principal da catedral (porém é uma versão restaurada, ainda que tenha mais de 700 anos de idade!).

8259838931_2337b8c765

Outra personalidade ilustre de Winchester é a Jane Austen, a incrível escritora Inglesa, autora de obras como “Razão e Sensibilidade” e “Orgulho e Preconceito” – pra quem já leu alguns de seus livros, quase todos se passam em Hampshire (condado cuja capital é Winchester), e descrevem a sociedade que vivia na cidade naquela época! (e aliáis, ela esta enterrada na catedral de Winchester).

E pra quem é fã de literatura histórica, os livros “Pilares da Terra” e Mundo sem Fim” de Ken Follett, também foram inspirados em Winchester!

A cidade ainda tem algumas partes de sua antiga muralha medieval, e uma High Street (a ruazinha principal da cidade) super fofa, com muitas casas de diferentes estilos arquitetônicos Ingleses (Tudor, Vitoriana, Elisabetana, etc) super bem conservadas.

Quem quiser esperar até Dezembro pra visitar Winchester e aproveitar o mercado de Natal, vale a pena!

As barraquinhas ficam espalhadas pela High Street, mas o mercado principal fica mesmo no jardim ao redor da Catedral, que é super impressionante e um super cenário “natalino”.

O mercado de Winchester não é tão impressionante quanto os mercados Alemães ou Austríacos, por exemplo, mas entre outros que já vimos por aqui ou em outros países da Europa, foi aprovadíssimo! (Mais informações sobre o mercado esse ano, é só clicar aqui)

Com muitas decorações natalinas, barraquinhas de decoração de natal, comidas tipicas, vinho quente (que em Inglês se chama “Mulled Wine”), e pra completar o clima, um super ringue de patinação no gelo bem no meio!

Chegar em Winchester a partir de Londres é super fácil, com trens direto saindo da estação de Waterloo varias vezes por dia, e leva menos de uma hora. Quando você chega na cidade, o resto do passeio todo é a pé e super fácil!

 

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...
Siga me!

Adriana Miller

Sobre a Autora at Dri EveryWhere
Adriana Miller, 34 anos, Carioca. Economista e profissional de Recursos Humanos Internacional, casada e mãe da Isabella.
Atualmente morando em Londres na Inglaterra, mas sempre dando umas voltinhas por ai.
Viajante incansável e apaixonada por fotografia e historia.
Siga me!

Latest posts by Adriana Miller (see all)

Categorias: Inglaterra, Mercados de Natal, Viagens, Viagens pelo UK
19

19 Comentários em:
"Winchester – A antiga capital da Inglaterra"

  1. Má - 06/03/2013

    Já que vc tocou no assunto, eu segui a sua dica e li o livro “Os Pilares da Terra”. Eu AMEI o livro! Mesmo trabalhando full time eu li tudo em uma semana. Cada minuto livre q eu tinha eu usava pra pegar o livro. Viciante!

    • Adriana Miller - 06/03/2013

      Então você tem que ler o “Mundo Sem Fim”, que é tipo uma “sequencia” do Pilares da Terra. É otimo!!!

  2. Rosane - 06/03/2013

    Que arquitetura linda!

  3. Amanda Roth - 06/03/2013

    A série inspirada no livro “Pilares da Terra” também é muito bacana!
    Estou com vontade de comprar o livro para ler faz horas.
    Bjks!

    • Adriana Miller - 06/03/2013

      Eu amei a serie tambem!
      E agora esta passando a mini serie do “Mundo sem fim”, vc já viu?
      Incrível tambem!

  4. Wanessa - 06/03/2013

    Adriana, acho que tem uma nova geração brasileira de leitores de Pilares da Terra por sua culpa! Eu mesma, depois de tanto ver a dica aqui, me rendi e já cooptei alguns leitores também. Ano passado, lançaram uma edição nova, em volume único (estava bem difícil encontrar o primeiro volume da edição anterior).

    • Adriana Miller - 07/03/2013

      Que bom!!
      Eu amo esse livro e sempre dou de presente e de dica pra amigos!

  5. Amanda Roth - 06/03/2013

    Pois minha prima me comentou, procurei na internet e consegui baixar o primeiro episódio, mas não assisti ainda. Estou esperando meu namorado terminar de ver os Pilares pra vermos juntos =)
    Bjks!

  6. Nidia - 07/03/2013

    Dri, em dezembro fui para Strasburgo para conhecer o Mercado de Natal mais antigo da França e lembrei de você e sua coleção de enfeites. Se não conhece vale a pena porque além dos inúmeros mercados de Natal, a fachada das casas são decoradas com ursos de pelúcia , o coral na catedral é de arrepiar e na Praça Kleber eles montam uma enorme árvore de Natal.E também conhecemos vários restaurantes com comida deliciosa da Alsácia.

  7. Boia Paulista - 07/03/2013

    Oi,Dri. Tudo bem? :)

    Seu post foi selecionado para a #Viajosfera, do Viaje na Viagem.
    Dá uma olhada em http://www.viajenaviagem.com

    Até mais,
    Natalie – Boia Paulista

    • Adriana Miller - 07/03/2013

      Obrigada pelo aviso!

  8. Jackie - 07/03/2013

    Opa, vai pra listinha!
    Dri, queria saber se vc foi/conhece algum destino ou atração ligada a Downton Abbey. Eu tô viciada na série e queria me teletransportar pra lá (mas incluindo a época do livro rs).
    Eu só conheço do Follet os dois ultimos sobre guerras (que me permiti ler durante o mestrado por ser um tema afim, e fiquei com vontade de conhecer a região de Cardiff e minas de carvão).
    Abs,

    • Adriana Miller - 07/03/2013

      Tem sim!!
      Mas a família dona do palácio onde a serie é gravada ainda mora lá, então eles só abrem pra visitação 2 ou 3 vezes por ano.
      E esse ano eu consegui comprar as entradas!!! Estava tentando desde o ano retrasado!!!
      Vou em Abril e pode deixar que vai rolar post super especial com todos os detalhes!! :-)

      • Marta FG - 07/03/2013

        Delicia! Downtown Abbey é uma das minhas séries favoritas. Vou ficar ansiosa por esse post!

    • Marta FG - 07/03/2013

      Eu gostei muito de Cardiff apesar de ter amado Londres.

      http://www.viajarso.blogspot.com

  9. Jackie - 07/03/2013

    Ai Dri, morry! Vou ficar de olho pro post e depois pra venda de tickets. Devo estar em paris entre setembro e dezembro e aí posso aproveitar pra ir lá. Ai que feliz!
    hahaha
    bjs,

  10. Joana - 12/03/2013

    Oi Adriana,
    adorei essa dica de viagem perto de Londres. Acaba que essas mini viagens pelas redondezas são superlegais e relaxantes. Já fui à Londres, mas fiquei com vontade de visitar Winchester (e Hever, e York, e todas as cidadezinhas do entorno).
    Não adianta, eu sempre tenho vontade de voltar e explorar mais um pouco os lugares pra onde já fui.
    =)

  11. Zenilde Vieira - 09/04/2014

    Amei tudo em Winchester. Estarei em Londres em setembro e vou dar uma esticadinha lá.

  12. […] 11 (uma das estruturas medievais mais antigas do Reino Unido, sendo até mesmo mencionada no Domesday Book), a Igreja do século 16 que deu início a existência e importância política e religiosa ao […]