02 Apr 2014
7 comentários

Paris: La Maison de la Truffe

Dicas de Viagens, França, Paris, Restaurantes & Cafes

Outro restaurante imperdível em Paris é o “Maison de la Truffe”, que como o nome denuncia, se especializa em pratos “enriquecidos” com trufas!

São dois endereços em Paris, mas o original e histórico fica numa portinha escondida na praça da igreja Madelleine.

O menu é bem eclético, com muitas opcoes de massas, carnes, peixes e saladas, mas todos tem 3 opcoes a escolher: “normal” (sem trufa), com trufas brancas ou trufas negras.

Uma das meninas do escritório que estava comigo nunca tinha comido trufas, e foi difícil explicar o efeito que elas tem na comida: seria como explicar “o que eh alho?” – você ate pode explicar o que de fato é um alho, mas é difícil explicar o efeito aromático, no sabor e no tempero das comidas que eles tem!

P.S. Trufas sao fungos “subterraneos”, encontrados enterrados no solo e sao rarissimas, geralmente provenientes do norte da Italia ou sudeste da França. A colheita é feita atravez de caes ou porcos de olfato treinados, e sao encontradas a cerca de 20 a 40 centimetros da superficie. O aroma e sabor das trufas são super potentes, e basta um pouquinho pra ja transformar um prato, e isso somado a sua raridade e dificuldade de cultivo, faz com que as trufas (tanto as brancas quanto as negras) sejam comodities culinarias rarissimas, e geralmente sao ingredientes caríssimos.

Mas realmente é incrível como qualquer prato se transforma com umas (poucas) lascas de trufas por cima, ou com um pouco de azeite ou manteiga trufado… o tempero e aroma fica incrível!!

E é justamente esse um dos principais atrativos da Maison de la Truffe em Paris: mesmo que não puder almoçar/jantar por la, pode passar na lojinha e fazer um estoque de produtos! (ótima opção de lembrancinhas e presentes de Paris! E eles também estão a venda no free shop do aeroporto Roissy Charles de Gaulle, com um (pequeno) desconto).

La Maison de la Truffe

19 Place de la Madeleine, Paris

+33 1 42 65 53 22

Adriana Miller
Siga me!

Adriana Miller

Sobre a Autora at Dri EveryWhere
Adriana Miller, Carioca. Profissional de Recursos Humanos Internacional, casada e mãe da Isabella e do Oliver.
Atualmente morando em Londres na Inglaterra, mas sempre dando umas voltinhas por ai.
Viajante incansável e apaixonada por fotografia e historia.
Adriana Miller
Siga me!

Latest posts by Adriana Miller (see all)

Adriana Miller
7 comentários
Comente pelo Facebook
Escreva o seu Comentário
* Preenchimento obrigatório. Seu email não será divulgado.
Quer que a sua foto apareça nos comentários? Clique aqui!
7 comentários
  1. Nathalia T. - 02/04/14 - 13h28

    Hmmm… fiquei com água na boca!

    Responder
  2. - 02/04/14 - 14h31

    Adriana!

    Desde que descobri seu Blog, não passo um dia sequer sem passear por ele! Amo, de verdade.
    À medida que vou lendo, vou descobrindo suas qualidades e cada dia mais ficando sua fã confessa.
    Se me perguntarem um dia: Você conhece uma mulher perfeita? não hesitaria em responder: conheço, virtualmente. É a Adriana Miller.
    Você fez por merecer a vida que tem porque você é uma MULHER com M maiúsculo.
    Avant-garde de sua época, deixou sua família, ainda relativamente nova, enfrentou novos ares sempre de bom humor, uma de suas principais virtudes, sempre à busca do conhecimento. Dedicada em tudo que faz, moderna, jovem, bela, culta, de bom gosto, versátil, trabalhadeira, cheia de amigos, boa esposa e por última se revela uma excelente mãe.
    Agora, cá pra nós, como você consegue ser “boa” em tudo o que faz?
    Como você dá conta de tanta coisa? Qual o segredo para tanto vigor físico e mental?
    Parabéns Adriana! Todos os sucessos da vida para você, o Aaron e a Bella!
    Fico daqui, sempre torcendo por vocês. Continue assim.
    Você é, como diz os jovens: D+

    obs.: a propósito, cadê a foto dos dentinhos da Bella q vc ainda não postou?
    Terezinha Bittencourt – Salvador – Bahia – Brasil

    Responder
    • Ju - 03/04/14 - 16h43

      Nossa! eu também quero saber o segredo de tanto pique, tanta energia! Eu tenho bebê pequeno e não consigo fazer nem 1/10 do que a Dri fez depois da Belinha. Vivo no cansaço extremo, levando um dia de cada vez. Eu sou aquela mãe bem padrão, em que a vida sofreu uma reviravolta imensa depois do filho. E olha que aqui em casa é 50-50%, e não poderia ser de outro jeito. Mas eu não reclamo, pois adoro esta nova fase da vida.
      E de vez em quando venho ler a Dri, adoro. Ela sempre tem história para contar, parece que a vida dela é cheia sempre de mil novidades, mil projetos novos, e tudo no mesmo ritmo de antes do bebê (fico pasma!). Já faz um ano que não durmo mais do que 4 horas seguidas… hehe.
      Dri, conta o segredo para nóóós! hehe… e o Aaron, pelo jeito tem o mesmo pique!

      Responder
      • Adriana Miller - 04/04/14 - 10h21

        Hahahah!
        Acho tao engracado ler esses comentarios, pois me considero uma pessao suuuuuper enrolona e desorganizada e ate bem preguicosa! Hahhaha
        Mas ao mesmo tempo sei la… sou metodica, e sou naturalmente ligada no 220 volts!
        E sabe essa teoria de quanto mais voce tem pra fazer, mais acaba fazendo? Meus dias sao planeajdos com precisao militar, e nao gosto de desperdicar meu tempo, que ja eh tao escasso!
        Entao nao vejo TV quase nunca durante a semana, bater papo no telefone entao eu nem lembro mais o que eh… enfim… sei la.

        Mas eh claro que ter um bebe que dorme 12/13 horas seguidas por noite desde o segundo mes de vida ajuda bastante!!!!
        Enta uma salva de palmas pra Isabella!!! Aeeeeeee!!! :-)
        Essa semana por exemplo ela esta doente e teve febre e vomitou de noite, dormiu mal etc, e estou um caco! Nao imagino como seria a vida e minha rotina se esse fosse nosso normal…

        Responder
  3. Roberta - 02/04/14 - 21h52

    Oi Adrina, tudo bem?
    Já ví vários posts sobre restaurantes em Paris e uma dúvida me ocorreu: como é o sistema de gorjetas na cidade? Vou â Londres e Paris em Julho e tenho essa dúvida (já li o post sobre gorjetas em Londres :) ).

    Abraços!

    Responder
    • Adriana Miller - 03/04/14 - 10h06

      Otima pergunta!
      Na verdade, a Europa toda funciona mais ou menos no mesmo esquema: gorjetas sao vistas como uma “cortesia” e agradecimento a um bom servico, mas nao uma obrigacao (como nos EUA, por exemplo).
      Em Paris, assim como LOndres, a maioria dos restaurantes inclui uma tax ade servico que varia de 10 a 15%, e nao eh necessario deixar nada a mais que isso. Caso a taxa nao esteja incluida na conta final, geralmente eu calculo 10% a mais e se o servico for muito bom, geralmente dou uma “arrdondada” pra cima.

      Responder
  4. Mônica - 04/04/14 - 22h29

    Nunca comi trufas brancas, mas acho que o efeito que as pretas dão na comida é incrível!E amo azeite trufado.

    Responder