14 Jul 2014
17 comentários

Atenas: roteiro de 1 (ou 2) dias

Atenas, Dicas de Viagens, Grecia

Esse ano esta sendo o ano das re-visitas a lugares queridos, e logo depois de ter voltado a Budapeste, na Hungria, surgiu uma oportunidade de voltar a Grecia, e re-visitar Atenas a trabalho.

BudapestGreece (523 of 555)

A viagem foi super corrida e de ultima hora, então não deu muito tempo de fazer planos nem esticadinhas, mas ainda assim consegui aproveitar um pouquinho da cidade e rever algumas áreas favoritas.

BudapestGreece (510 of 555)

 

Mas posso ser sincera? Atenas não esta entre minhas favoritas não. A cidade é suja, caindo aos pedaços, perigosa e com a crise atual (e 6 anos depois de minha ultima viagem pra lá) as coisas estão ainda piores.

Mas olha, pode me convidar pra ir a Atenas a qualquer momento, e NUNCA vou recusar – mesmo com todos os seus defeitos, é o tipo de lugar pra voltar e re-voltar pra sempre! O que é meio paradoxo, né? Já que as coisas interessantes da cidade não mudam a uns 3 mil anos… mas o que Atenas tem de caótico, também tem de incrível e insubstituivel, e impossível não embarcar numa viagem auto-filosofica, questionando seu lugar no mundo, perante TANTA historia, cultura e herança pra humanidade!

20140714-162820-59300884.jpg

Então, enquanto estava por lá, e dei uma escapadinha no fim do dia pra turistar, rolou um certo debate no Instagram, muita gente dizendo que não tinha vontade de ir, outros que não tinham vontade de voltar, e mais uns tantos mortos de amor.

E me fez constatar outra coisa: na maioria das vezes, Atenas é uma cidade de passagem! Seja a caminho de uma de suas muitas ilhas, ou na parada de um navio, e a maioria das pessoas que passa por lá, realmente não dedica mais que 1 ou 2 dias a cidade.

Mas seus problemas acabaram! Por que com 1 ou 2 dias já da pra explorar bem a cidade, e ver tudo que ha de interessante!

E foi justamente isso que eu fiz – e como já conhecia a cidade, já sabia onde ir, e o que queria ver, e principalmente, ja sabia que tudo de interessante fica ali pertinho, um monumento ao lado do outro, e da pra fazer tudo a pé, sem o menor problema!

BudapestGreece (457 of 555)

As fotos as vezes enganam, mas a região histórica de Atenas eh super “concentrada” – o Pártenon, no alto da Acrópoles, fica numa colina que domina a paisagem da cidade, e todo o resto fica a sua volta: a Agora Antiga, o Templo de Zeus, A Porta de Adriano, e o novo museu da Acrópoles, etc.

BudapestGreece (484 of 555)

Então, para facilitar a organização do dia, vá para a Acrópole e suba ate o Partenon logo no começo do dia.

20140714-162821-59301162.jpg

Se você for durante os meses quente de primavera e verão, isso é ainda mais importante, pois o clima lá em cima é cruel! Pra começar que a subida eh super íngreme, com pouquíssimas arvores, e lá em cima eh um descampado!

20140714-162821-59301873.jpg

Quando faz sol e calor, o clima eh impiedoso, mas em compensação, se estiver frio/vento/chuva, a situação fica ainda mais complicada!

20140714-162821-59301708.jpg

Mas como a Acrópole é a atração principal da cidade, comece por lá, e todo o resto fica mais fácil.

A Acropoles de Atenas é uma citadela, habitada desde o seculo 6 a.c., e devido a sua localizacao geografica, sendo a colina central da cidade de Atenas (com boa visao de toda cidade e outras colinas, assim como o mar) foi eleita para a construcao do Partenon.

BudapestGreece (465 of 555)

A entrada eh atravez de outro templo, o Propylaea, que era o portao de entrada principal da Acropoles.

Infelizmente, o partenon foi parcialmente destruida pela guerra contra Veneza no seculo 17, quando serviu como armazem de polvora e armas, sendo vitima de varias explosoes que foram aos poucos destruindo a construcao.

20140714-162821-59301569.jpg

O pouco que sobrou, acabou sendo “resgatado” por exploradores de varias outras nacionalidades (Os “Marmores Elgin” em exposicao no British Museum em Londres, sao a colecao mais completa e mais polemica entre as pecas salvas do Partenon).

BudapestGreece (467 of 555)

Outro templo impressionante no alto da Acropolis eh o Erechtheion, dedicado a deusa Atenas e ao Deus Poseidon, com suas calunas-estatuas impressionantes (e em otimo estado, consederando todas as guerras que ja passaram, e seus 3 mil anos de existencia!).

Alem disso, tanto a subida, quanto a descida da Acropoles eh um museu a ceu aberto por si so, com mais uma incontavel colecao de ruinas de outros templos, teatros e vestigios da cidade que um dia existiu por la.

BudapestGreece (479 of 555)

Um dos mais impressionantes eh o Teatro de Dionisius, que alem de enorme, ainda esta super bem conservado, e ocupa uma posicao privilegiada na colina da Acropoles – deve ter sido o maximo poder assistir um Drama Grego sentado em suas escadas/arquibancadas, com a vista do vale de Atenas de um lado e o mar Mediterraneo de outro!

Alem da colina da Acropoles, tem tambem a regiao do parque em volta, conhecida como Promenade e considerado o maior museu ao ceu aberto do mundo – sao quase 3 quilometros de trilhas entre ruinas, templos e Igrejas Ortodoxas centenarias, que ocupam mais umas boas horas do dia – sem falar, claro, nos muitos cafes, restaurantes e lojinhas espalhados pelo parque.

BudapestGreece (494 of 555)

A gama de opcoes historicas eh enorme, se espalhando por milhares de anos, e ate fiz a piadinha no Instagram, que Atenas eh o tipo de lugar que voce pode se dar ao luxo de esnobar uma construcao ortodoxa, por ter apenas uns mil anos de historia…

20140714-162820-59300370.jpg

Entao aproveite pra fazer uma pausa – escolha um cafe Grego (se estiver calor, va de Frapuccino! A primeira vez que tomei na vida foi em Atenas anos atras, e fique viciada ate hoje!), uma rosquinha ou entao um Iogurte grego (aliais, vi varias “Iogurterias” por ali dessa vez! A base eh o iogurte Grego natural, e ai voce escolhe suas coberturas e acompanhamentos, tipo um sundae-bar! Delicia!), e reponha as energias (depois da descida e subida da Acropolis voce vai precisar!

Para fechar o circuito da Acropoles, va ate a Agora Antiga, passando pelas ruinas que a cercam (o equivalente Grego, do Forum Romano de Roma).

A Agora esta numa localizacao menos impactante que a Acropoles, entao acaba sendo deixada meio de lado, mas em compensacao eh o templo Grego mais bem conservado do mundo! Praticamente intacto apesar de sua historia milenar!

20140714-162819-59299700.jpg

Para fechar o circuito de templos Gregos, do outro lado da Avenida Andrea Siggrou fica o Templo do Zeus Olimpico e o Arco de Adriano. O templo, foi construido com a intencao de ser o maior do mundo, com colunas colossais e proporcoes dignas dos Deuses, mas so foi completado durante a ocupacao Romana, a comando do Imperador Adriano (que tambem tinha mania de grandeza pelos vistos!).

BudapestGreece (470 of 555)

20140714-162819-59299958.jpg

Ah! E vale ressaltar que a rua que separa as duas areas de templos, a rua Dyonisiou Areopagitou eh uma outra otima opcao de pit stop por ali, com varias bares e restaurantes com opcoes rapidas e baratinhas de comida, bebidas, e lanchinhos (leia-se Iogurte Grego e rosquinhas) e muitos souvenirs (eh ali tambem que fica a saida da estacao “Acropolis” do metro de Atenas, entao eh facil de achar).

E ao seguir essa rua, paralela a colina da Acropoles, voce se deparar com o novo Museu da Acropolis!

BudapestGreece (477 of 555)

Eu sei que o museu nao eh novo, e ja esta aberto ha alguns anos, mas quando fui a Atenas da primeira vez, a estrutura ainda estava no comecinho das construcoes, e com muita expectativa ao seu redor, entao estava muito curiosa para ver como ficou por dentro!

Voce pode entao passar o resto da tarde toda no Museu, ou como no meu caso, deixar pra dar uma passadinha no dia seguinte, caso ainda tenha mais tempo.

BudapestGreece (555 of 555)

A arquitetura do museu eh incrivel, e faz um constraste antigo/moderno bem legal com tudo a sua volta.

E claro, sua estrutura de vidro e janeloes enormes, nao escondem a realidade de que na verdade a maior reliquia historica da Grecia nao esta no museu, e sim no alto da Acropoles, que nao por acaso, eh sua vizinha de frente!

20140714-162818-59298990.jpg

Mas ainda assim o museu eh bem interessante, dando uma baita aula sobre a historia e Mitologia Grega, ensinando os detalhes sobre os diferentes periodos, os diferentes Deuses, a importancia religiosa e comercial das diferentes Ilhas, e como essa evolucao foi moldando a cultura Helenica.

BudapestGreece (538 of 555)

E no terceiro andar, conforme prometido muitos anos atras esta a “vitrine” da Acropoles, uma caixa de vidro no topo do museu, com a vista do Partenon, com replicas de suas esculturas e o significado da construcao – e pasmem, nenhuma mencao ao Museu Britanico… apenas a mensagem de que os “marmores originais do partenon estao temporariamente sob tutela de outro governo”. Bem diplomatico.

BudapestGreece (544 of 555)

Para fechar o dia, nada mais merecido do que um tipico jantar Grego e de preferencia com a vista da Acropole! Afinal, tudo em Atenas gira a sua volta!

Eu jantei no otimo Dyonisius, que tambem fica ali na vizinhanca do Museu da Acropoles (vou fazer um post detalhado! Foi dica de varias leitoras e do concierge do hotel! Certeirissima!).

Pra quem ainda tiver mais tempo por Atenas (ou energia sobrando no fim do dia), pode tambem dar uma passadinha na Praca Syntagma, que marca o centro da cidade, e onde fica o Palacio Presidencial.

Ultimamente a praca so tem aparecido na midia acompanhanda de manifestacoes e brigas sangrentas por causa da crise, mas eh uma area bem legal, e os guardinhas (e a troca da Guarda) sao bem unicos, com seus sapatos de pom-pom e marcha esquisita milimetricamente alinhada!

Outras duas dicas finais, que nao fiz dessa vez, mas fui em minha primeira viagem a Atenas eh o restaurante/bar do hotel Hilton, que tambem tem uma vista linda da Acropoles, e um climinha bem badalado.

E se voce tiver ido ate a Praca Syntagma no fim do dia, aproveite o happy hour que sempre bomba no bar da cobertura do hotel Bretagne (e adivinhe? Tambem com a vista da Acropoles!).

 

Atenas na Pratica:

– Metro e Taxis

O sistema de metro de Atenas eh bem simplezinho se comparado com outras capitais Europeias, mas ainda assim eh uma das melhores opcoes pra quem vai turistar na cidade.

As estacoes passam pelos principais pontos turisticos, as passagens sao baratas (coisa de 1 Euro) os trens limpos, as estacoes de facil navegacao e afins.

20140714-162819-59299551.jpg

Alem disso, como muita gente se preocupa com a lingua na Grecia, pelo menos de metro eh uma garantia de que vc nao vai ser enrolado pelo taxista, nem vai se perder tentando pegar um onibus. Todas as estacoes tem traducoes de Grego para Ingles (que na verdade apenas significa que sao traduzidas do alfabeto Grego para uma lingua que ocnseguimos ler e entender), os anuncios e avisos sao feitos em Ingles e tal.

Nao tem erro, mesmo!

Mas isso nao quer dizer que egar taxi em Atenas eh furada, muito pelo contrario.

Justamente por nao ter uma malha de cobertura gigante, o sistema de metro pode deixar a desejar, e nesse caso os taxis sao a melhor opcao.

A realidade eh que hoje em dia a Grecia vive praticamente so de turismo (quase todas as outras industrias e linhas de negocio falidos) e portanto, quem trabalha nesse meio esta sempre bem preparado. TODOS, digo, todos os taxistas que peguei por la falavam Ingles perfeito, e a comunicacao nao chegou a ser um problema.

Mas temos que ficar de olho, porque volta e meia rolam uns “golpes”, nos arredores dos pontos turisticos em sempre os taxistas querem usar taximetro etc. Resultado, nenhuma das corridas que fiz por la custaram a mesma coisa, mesmo quando envolviam o mesmo trajeto.

Nada que seja o fim do mundo, e nao cheguei a me sentir insegura, mas uma situacao frustrante no minimo! (nada como se sentir injusticada no papel de “gringa” no pais dos outros pra nos lembrar o quanto eh importante tratar bem os visitantes de nosso pais e cidade!). Por exemplo, no dia que fui a Acropole, a corrida na ida custy 5€, ja na volta o preco foi “fixo” de 8€.

 

– Seguranca

Isso foi uma coisa que me impressionou bastante quando fui a Atenas pela primeira vez em 2007.

Eu ja estava morando na Europa ha uns anos, e apesar de existir inseguranca e violencia em outras cidades (afinal, fui furtada em Madrid, ja assisti incontaveis golpes em Paris, etc), tinha me desacostumado totalmente com a sensacao de nao poder andar de carro com as janelas abertas, tem que ficar vigilante com a bolsa, nao andar na rua a noite, e ver tantos pedintes e moradores de rua.

Infelizmente, quase 7 anos depois e uma crise ainda pior destruindo a economia do pais, a situacao nao melhorou em nada. O escritorio da filial Grega da empresa onde trabalho por exemplo, tem porta blindada e seguranca armado na porta, o hotel 5 estrelas onde estava hospedada nao me aconselhou a sair sozinha a noite; e na saida da reuniao, a colega de RH me deu o aviso “segura bem a bolsa”.

Nao sei se a cidade eh realmente “perigosa”, principalmente para padroes de quem mora nas grandes cidades Brasileiras (que triste ter que escrever isso sobre meu proprio pais!), mas a situacao da cidade destoa em comparacao a outras capitais Europeias. Entao eh sempre bom ficar alerta durante a passagem pela cidade, e nao deixar que a situacao criada pela crise atual (que esperamos que seja passageira!) atrapalhe as ferias de ninguem!

Adriana Miller
Siga me!

Adriana Miller

Sobre a Autora at Dri EveryWhere
Adriana Miller, Carioca. Profissional de Recursos Humanos Internacional, casada e mãe da Isabella e do Oliver.
Atualmente morando em Denver, Colorado, nos EUA, mas sempre dando umas voltinhas por ai.
Viajante incansável e apaixonada por fotografia e historia.
Adriana Miller
Siga me!

Latest posts by Adriana Miller (see all)

Adriana Miller
17 comentários
Comente pelo Facebook
Escreva o seu Comentário
* Preenchimento obrigatório. Seu email não será divulgado.
Quer que a sua foto apareça nos comentários? Clique aqui!
17 comentários
  1. Larissa Lyra - 15/07/14 - 02h26

    Adriana, já ouvi muita gente dizer que ir à Grécia solteiro é a coisa mais desaconselhável que existe, por ser um destino absurdamente romântico. Eu sou solteira e muito acostumada a viajar sozinha, do tipo que anda de gôndola só sem noia. Mas rola tanto essa conversa que eu sempre acabo deixando pra uma próxima. Sei que deve ser mais com relação às ilhas, mas como você vê isso?

    Responder
  2. Carolina - 15/07/14 - 22h29

    Eu fico algum tempo sem visitar o site e esta querida já está magra e linda como se não tivesse tido um bebê há pouco tempo!

    Responder
  3. Amanda Roth - 15/07/14 - 23h02

    Dri!
    Como cada um tem uma impressão da cidade né?! Eu AMO a Grécia, voltaria sempre que pudesse à Atenas. Não sei se é em função de ter sido a primeira cidade que visitei na Europa, se é pela mitologia grega com seus deuses e mitos que me me fascinam tanto…mas sei lá, gosto demais desse pais. Já fui 2x e pretendo voltar, só não sei quando, rsrsrsrsrs.
    Eu incluiria mais duas coisas legais nessa lista, claro que teria que ser para quem vai ficar 2 dias:
    – subir no monte Lycabettus e apreciar o por do sol, tem um restaurante/café lá em cima delicioso! A vista é espetacular!!!
    – ir até a praia Glyfada que tem barzinhos e restaurantes super animados
    PS. Mesmo sozinha tuas fotos contigo aparecendo ficaram ótimas!! Da-le tripezinho ;-)

    Responder
  4. Bianca - 17/07/14 - 03h33

    Dri, vou com marido e filho de 2 anos e estou meio apreensiva em visitar esse lugar com uma criança, mas ao mesmo tempo não consigo imaginar uma visita a Athenas sem conhecer a Acrópoles. Como você também tem criança, o que acha? Dá pra encarar? Pra piorar a minha situação, vou em agosto, sol de rachar na cabecinha do meu filhote….Obrigada!!

    Responder
    • Adriana Miller - 18/07/14 - 10h26

      Oi Bianca, concordo que vai ser meio complicado, mas dá pra visitar com crianca sim.
      Um ponto importante é que é impossivel levar carrinho lá em cima, então vocês tem que ter certeza que seu filho vai aguentar o tranco da subida e descida (muitas escadas e bem inclinado), a temperatura la em cima, e voces tem que ficar sempre de olho, pois o chao é todo de marmore (bem desnivelado), e pode ser perigoso.
      Se seu filho for como a minha, que não para quieta, não gosta de dar mão e quer subir e descer todos os degraus que vê pela frente, eu levaria uma mochila de carregar crainças, ou então uma daquelas mochilinhas que tem tipo uma “colerinha” pra criança, sabe?
      Sei que no Brasil as pessoas tem muito preconceito, mas aqui é super comum e dá uma segurança extra de que a criança não vai sair correndo no precipício, nem vai se perder na multidão (Atenas em Agosto vai estar uma multidão!).

      Responder
      • Bianca - 18/07/14 - 18h03

        Oi Dri!! Muito obrigada pela sua resposta! Sim, meu filho não para quieto um minuto e já estávamos pensando em comprar a “coleirinha” (antes de Athenas vamos passar por Paris, Mykonos e Santorini)

        Responder
      • Bianca - 18/07/14 - 18h07

        Não sei se meu comentário anterior foi, mas vou repetir de qualquer forma…rsrsrs
        Muito obrigada pela sua resposta! Realmente meu filho não para um minuto, é super levado e já vamos comprar a “coleirinha” (antes vamos passar por Paris, Mykonos e Santorini). Quanto à Acrópole, eu e o marido agora estamos pensando em fazer a visita separados pra não sacrificar o filhote. Viagem tem que ser bom pra todo mundo!
        Beijão e obrigada (já peguei as dicas de Santorini!)

        Responder
        • Adriana Miller - 21/07/14 - 09h44

          Isso eh uma boa tatica. NOs fizemos muito isso com a Isabella no Japao e deu super certo. Cada um ia nos templos de cada vez, separados, enquanto o outro ficava brincando com a Isabella. Conseguimos aproveitar tudo, sem nos estressar por causa dela, das escadarias, o que pode e o que nao pode encostar etc, e de quebra ela ainda tinha tempo de sobra pra brincar e correr pelos jardins.

          Responder
  5. Thaís - 17/07/14 - 09h44

    Olá Adriana, estou anciosa também pelo post sobre Oia, especialmente sobre o apartamento que vcs alugaram, parece ter uma localização excelente!

    Responder
  6. […] ja dei a dica de roteiro em Atenas, e de um restaurante com a vista da Acropoles, entao como muita gente pediu a dica do hotel onde me […]

    Responder
  7. Lara Giannotti - 16/07/15 - 19h26

    Mais uma vez levando suas dicas comigo para mais um embarque!!!! Obrigada por compartilhar suas experiências com a gente e ajudar as pobres assessoras a montar os roteiros de viagem mesmo sem saber! hahahaha
    Bjs
    Lara

    Responder
  8. Roseli Wanderley - 30/03/16 - 13h59

    Gostei ! Bastante clara e objetiva sua explanação sobre a Grécia!
    Valeu muito!!

    Responder
  9. Sônia Márcia - 15/10/16 - 13h29

    Oi Adriana, estou programando de ir para a Grécia com meu marido para comemorarmos 25 anos de casados, mas não quero ficar só em Atenas, quero ir nas ilhas tbm. O que vc me orienta? como devo ir? de avião ou barco?

    Responder
    • Adriana Miller - 16/10/16 - 03h59

      De avião é bem mais rápido e às vezes até mais barato, mas muitas vezes, principalmente na baixa temporada, não existem outros meios de transporte Entre uma ilha e outra além de barcos (a não ser que vc sempre conecte em Atenas).
      Então depende do seu roteiro, e vale a pena explorar ambas opções.

      Responder
  10. Carmen almeida - 29/01/17 - 20h04

    Boa tarde ,
    Pretendo conhecer Athenas e fazer um tour pelas ilhas gregas , nesse tour quero ir de navio.Qual companhia você indica.Obrigada Carmen Almeida

    Responder
  11. Liliana Maeda - 01/05/17 - 17h55

    Super bacana as dicas , vou aproveitar

    Responder