03 Aug 2016
22 comentários

Disney ou não Disney? Eis a questão!

Baby Everywhere, Dicas de Viagens, Disneylandia Paris, Europa, França, Paris, Roteiros & Passeios, Viajando com crianças

Nos últimos anos, pós-Isabella eu ouvi muitos comentários surpresos em relação as nossas escolhas de destinos de viagem: “Nossa, vão para lugar X?!?” (insira aqui destino “exótico” da vez, e considerado por muitos como “não é lugar de criança” que nos visitamos numa boa nos últimos anos). “Porque vocês não vão pra Disney?”, perguntavam outros.

Não me leve a mal. Fui a Disneyworld (Florida) e Disneyland Paris várias vezes na minha infância e adolescência, e amei todas as vezes, mas assim que comecei a fazer umas viagens mais adultas e independentes, voltar a qualquer outra Disney nunca mais passou pela minha cabeça.

Engraçado que ate rolou uma mini-polêmica no meu Instagram durante essa viagem, um bate boca sem fundamento entre os apaixonados pela Disney, contra o time dos Disney-nem-pagando! E posso falar? Entendo perfeitamente ambos os pontos de vista!

A Disney, qualquer uma, é um lugar magico. Você se transporta para outra dimensão, um mundo paralelo onde tudo é lindo, divertido, maravilhoso. Um sonho. Mas por outro lado, o mundo (o de verdade, onde nos vivemos) é grande demais e interessante demais para limitar suas viagens e aventuras a um mundo faz-de-conta.

Então por muitos e muitos anos eu passei pro lado do pessoal “Deus-me-livre-guarde” e nem sequer cogitava a possibilidade de gastar tempo/dinheiro/energia indo pra Disney se eu poderia explorar castelos de verdade, conhecer culturas diferentes, e me aventurar pelo mundo (real).

Mas então, em 2013 a Isabella nasceu. E não, essa sensação e vontade de explorar o mundo não mudou nem um pouco. Queria mostrar o mundo “de verdade” pra minha filha, e não ficar “visitando” os países fake no Epcot Centre. Queria que ela convivesse com outras culturas, línguas, religiões e culinárias ao vivo, e não sentada no barquinho do “Small World”.

E sinceramente, acho que mandamos bem nesse departamento!!

Até que ano passado, com a Isabella já com seus 2 anos e meio, nos começamos a visitar outros parques de diversão… opções menores e mais locais, e nos surpreendemos com o quanto ela se divertiu e adorou aquela mundo “infantil” de cores, e brinquedos e montanha russas e afins.

E então começamos a pensar na possibilidade de que nos próximos anos, não conseguiremos mais evitar uma viagem para Disney.

Ate que no começo desse ano, quando descobri que estava gravida novamente, começamos uma mini lista de coisas que gostaríamos de fazer com nossa “filha única” antes do segundo baby chegar (até porque eles terão uma diferença de idade considerável, de mais de 3 anos e meio), e a ideia da Euro Disney entrou na conversa.

É perto e relativamente fácil pra gente, sem ter que transformar a visita ao numa viagem-evento. Um parque bem menor e mais fácil de explorar sem grandes compromissos, e que seria um bom ensaio para uma futura viagem para a Florida.

Debatemos e mudamos de ideia varias vezes… sem termos muita certeza se ela ia curtir tanto assim, e se seria uma boa ideia fazer uma viagem dessas enquanto gravida (não somos uma família muito de “princesas”, e tirando um desenho ou outro que ela assistiu na escola ou na casa de alguma amiguinha, e vestidos de princesas que ganhou de presente da família, nós não incentivamos muito isso nela, então ate pouco tempo atras ela não seria capaz de reconhecer muitas das princesas e personagens da Disney).

Até que uma promoção imperdível do Eurostar cruzou nosso caminho, e resolvemos pular de cabeça! Vamos para a Disney Paris!

Se nos arrependemos?! Na-na-ni-na-não!

Se voltaria mais mil vezes?! Com certeza!!

Ainda não sei quando teremos coragem de encarar a Florida de verdade, mas a Euro Disney foi a medida perfeita de tempo, intensidade e diversão para nos 3!

A Isabella se divertiu horrores (aos 3 anos e meio), e nós dois mais ainda, de ver a alegria dela!

Claro que com quase 8 meses de gravidez eu tive varias limitações no que poderia ou não fazer e participar, e no ritmo da viagem – mas sinceramente, justamente porque a Isabella ainda é bem novinha, conseguimos aproveitar bastante coisa nos 3 juntos, e o Aaron se encarregou do resto!

Eu recebi varias duvidas e perguntas nas redes sociais enquanto estávamos por lá, e vou responder todas elas nos próximos posts!

 

P.S. me perguntaram no Instagram e Facebook os créditos de algumas peças que usei nessa viagem, então aqui estão:

Tênis Adidas Superstar:

Tênis New Balance:

Meus óculos escuros:
(Cinza mesclado):
(Preto “aviator”)

Vestido preto:

Colete branco:

Vestido listrado

Colete “jaqueta”

Bolsa

Câmeras:

GoPro 

Canon GX7

 

Planejando uma viagem para a França e a Disneyland Paris?

Aqui você encontra todas as dicas e recursos para planejar sua viagem, e podemos cuidar dos detalhes práticos para você:

 

Adriana Miller
Siga me!

Adriana Miller

Sobre a Autora at Dri EveryWhere
Adriana Miller, Carioca. Profissional de Recursos Humanos Internacional, casada e mãe da Isabella e do Oliver.
Atualmente morando em Denver, Colorado, nos EUA, mas sempre dando umas voltinhas por ai.
Viajante incansável e apaixonada por fotografia e historia.
Adriana Miller
Siga me!

Latest posts by Adriana Miller (see all)

Adriana Miller
22 comentários
Comente pelo Facebook
Escreva o seu Comentário
* Preenchimento obrigatório. Seu email não será divulgado.
Quer que a sua foto apareça nos comentários? Clique aqui!
22 comentários
  1. Ana Luisa - 03/08/16 - 12h19

    Oi Dri,
    Não mostrei muito do mundo aos meus filhotes tanto quanto vc (nem eu mesma conheço muita coisa), mas Disney aqui tbm nunca fez parte de nossos planos. Meu mais velho vai fazer 10 anos e o mais novo fez 7 e somente agora decidimos levá-los à Florida, mas mais por uma questão de “vamos ticar logo isso porque depois eles crescem e não vão mais com a gente”.
    E te digo: faltando um mês para irmos, ninguém demonstrou um mínimo de entusiasmo ainda (só eu, que fico feliz em ir até na cidade vizinha, rs).
    Mas escrevo por outro motivo, queria sua indicação de máquina fotográfica pequena e boa (a minha é uma Nikkon P100, um trambolhão para mim). Já vi relato seu sobre a GTx e agora vejo que vc tem a 7x tbm.
    Obrigada,
    Ana Luisa

    Responder
    • Adriana Miller - 03/08/16 - 12h41

      Oi Ana,
      Eu gostei bastante da Canon G1X mark II, mas mesmo “compacta”, ela era pesadinha pra mim. Mas a qualidade era incrível demais e não queria perder isso nas fotos, então assim que lançou a G7X eu fiquei de olho!
      Ela é muiiiiiito compacta, do tamanho de uma “point and shoot” “normal” (= com qualidade ruim!), mas excelente, uma lente incrivel, diafragma super alto, etc, enfim, uma ótima camera.
      Agora a Canon lançou a G5X e a G7x Mark II e já estou sonhando com um upgrade!!

      Responder
      • Ana Luisa - 10/08/16 - 14h33

        Oi Dri, só agora achei o post que eu tinha pedido a dica da máquina (não recebi por e-mail, não sei porque).
        Obrigada pela resposta e pela atenção de sempre!
        Vou dar uma olhada com carinho nestes modelos e decidir qual comprar.
        Beijo grande da Bahia!!!!!

        Responder
  2. Patricia Patitucci - 03/08/16 - 15h23

    Muito legal este post! Concordo com seu posicionamento. Tenho uma filha de 15 meses e tenho me perguntado muito a respeito de quando eh a hora certa paa leva-la a parques tematicos. Nos ja compramos uma entrada pra Legoland no Natal… Voce acha que sua filha teria aproveitado uma viagem a Euro Disney quando ela tinha 2 anos? Obrigada!

    Responder
    • Adriana Miller - 03/08/16 - 16h16

      Não, não teria aproveitado muito não…
      Acho que nessa idade, qualquer mês ou ano faz muito diferença!
      Mesmo um ano atrás, com 2 anos e meio ela não teria reconhecido a maioria dos personagens (mas como disse no post, não somos uma família muito Disney-maniaca!), e o prórpio ritmo da criança (fralda, alimentação, sonecas, rotinas etc) são muito mais engessadas, e a Disney é intenso demais!
      Ela não teria curtido muito e nós teríamos nos estressado tentando não deixar ela estressada (com a muvuca de gente, com as esperas, filas pra tudo…).
      E se formos de novo ano que vem, ela vai amar ainda mais (quando tiver 4 anos e meio), pois já vai poder entrar em brinquedos que esse anos não pode entrar etc.
      Claro que varia de criança pra criança, família pra família, mas acho que a idade mínimia ideal é entre 3 e 4 pelo menos.
      (mas como disse, cada caso é um caso, e com certeza voltaremos à Disney paris ou mesmo à Florida antes do novo baby ter 3 anos, por exemplo, o que será toda uma nova dinâmica, pois a Isabella vai estar numa idade de curtir e aproveitar muito, e ele ainda não vai curtir nada!)

      Responder
  3. Sónia - 03/08/16 - 17h11

    Com dois filhotes de 4 anos e meio, estes posts da Disneyland Paris vão-me ser com certeza muito uteis.
    Estamos a pensar levá-los lá no próximo ano.
    A minha filhota é louca pelas princesas da Disney. Anna, Elsa, Cinderella, Snow White… a miúda adoraaa as princesas. Sempre que vamos a uma loja Disney quer trazer tudo para casa. :)
    Aguardo ansiosamente os próximos posts. ;)

    Responder
  4. Mari - 03/08/16 - 17h19

    Entendo super! Meus pais sempre foram do time “deus me livre Disney” e não me levaram quando eu era criança, sempre só viajamos pra “lugares de adulto” (acho muito tosco esse conceito de “lugar pra criança”, porque tbm fui criada viajando pra qualquer lugar!). Meu marido foi pra Disney criança e não faz questão de voltar. Até cogitamos ir quando fomos a Tóquio, Hong Kong ou qualquer outra cidade que tenha o parque, mas acabamos sempre achando que não valia “perder” um dia na cidade. Chegou num ponto que, mesmo curiosa, acho que vou deixar pra ir com meus filhos, quando eles existirem e tiverem idade suficiente! hahaha As fotos estão lindas como sempre! A cara de felicidade da Bella na xícara está impagável :-)

    Responder
    • Thais - 03/08/16 - 21h33

      A Mari falou exatamente como foi na minha casa. Não tinha o perfil dos meus pais viajarem para Disney comigo e com minha irmã. Uma vez em Paris, tiramos um dia de viagem e conhecemos a Disney de Paris. Isso foi suficiente.
      Meu marido foi a Disney da Florida criança e tb nao fez questao de voltar. Assim nunca fui.
      Meu filho nasceu e ano passado fizemos com ele, qdo ele tinha 1 ano e meio, uma viagem pela costa oeste americana, California. E tb aproveitamos uns dias de praia em Miami na ida e na volta. As pessoas nos olhavam como ETs. Como é que vamos aos EUA e nao levamos essa pobre crianca a Disney?!?!
      Aqui no Brasil temos restrições qto a períodos de férias, então prefiro guardar os dias de férias pela Disney em uma idade que acho que ele vai aproveitar mais. Pq mesmo sem conhecer, eu acho q Disney deve ser incrível e cada crianca aproveita na medida do possível de acordo com cada idade.

      Responder
  5. TALITA GOMES - 03/08/16 - 18h44

    Oi Dri,
    Adorei post!!! Inclusive tenho a mesma foto na xícara da Alice com meus pais aos 6 anos, Disney é um sonho mesmo!
    Venho acompanhando vcs e o blog desde 2010, e sempre fiquei curiosa pq vocês sempre visitavam lugares incomuns…. e isso já me ajudou planejando várias viagens e superando “preconceitos” do que seria conhecer outros lugares inusitados.
    Agora que ando planejando meu primeiro filho fizemos uma bucket list do que fazer antes do baby, mas vc tem me mostrado que várias viagens da lista são possíveis com uma criança e Disney não precisa ser a única alternativa.
    Estou aguardando Isabela conhecer a terra dos coalas e cangurus!!! Mais sucesso, viagens e que Deus abençoe vc e sua família!

    Responder
  6. mariana - 03/08/16 - 19h43

    Eu acho que nós adultos que fazemos mais drama sobre isso do que as crianças. Eu levei a minha filha com 11 meses na EuroDisney e todo mundo ficou “ai, mas não vai aproveitar”. Só que tínhamos uma oportunidade (viagem de trabalho do marido + milhas para mim), então fomos e foi ótimo. Fizemos todo o circuito museu-castelos-Europa-não-é-para-crianças e depois fomos pro parque. Obviamente que ela teve MUITA restrição de brinquedos, mas adorou os shows e play areas (ela já andava na época e isso facilitou muito, claro). Tem um ditado que diz a ocasião faz o ladrão e eu diria que a oportunidade faz o viajante, então o negócio é se jogar. Eu ainda quero levá-la na Disney da Flórida quando tiver uns 4 ou 5 anos, mas se rolar oportunidade antes, eu levo sem problemas. Assim como levo para destinos “exóticos” e para “Europa não é lugar de crianças”. Eu acho bobagem a gente se restringir tanto, mas é aquela coisa, cada família sabe seus limites e preferências! :)

    Responder
    • Adriana Miller - 03/08/16 - 20h13

      Óbvio!
      Também não deixaria de ir por causa da idade dela, nem perderia uma oportunidade, mas podendo planejar para que todos maximizem a viagem, esse é o ideal!

      Responder
  7. Re Coelho - 03/08/16 - 20h30

    Oi Dri, estou planejando nossa próxima viagem e meu marido queria MUITO ir para Jerusalém. Temos um menino da mesma idade que a Isabella, com a sua experiência, vc levaria ela para essa viagem? Temos experiência em viagens “independentes” Fizemos inclusive um mochilão com ele pela Amerc do Sul incluindo o Salar Uyuni qnd ele tinha 1 ano, mas como Jerusalém tem uma dinâmica diferente, não sei se é conseguiríamos fazer com uma criança. Obrigada! :)

    Responder
    • Adriana Miller - 03/08/16 - 22h12

      Olha, é tão difícil responder essas coisas, porque vai muito do estilo e tolerância de cada um.
      Se eu não conhecesse Jerusalem, te diria que “vai sim!”, mas como já conheço, te digo “não é uma boa opção”.
      Mas principalmente por causa da logística. A cidade é muuuuuito antiga, vc não dá 3 passos sem uma escadaria na frente, muita gente e multidão em ruas/corredores/espaços apertados. Ele não vai ter espaço (ou segurança) para andar livremente, mas você também não vai conseguir empurrar um carrinho.
      Muitos passeios pra fora da cidade que seriam um saco para crianças pequenas (a Bella é super de boa e encara todas, mas detestaria alguns dos passeios que fizemos e amamos).
      Muito sobe e desce, anda, anda,anda…
      Enfim.
      Hoje em dia não levaria ela pra lá de jeito nenhum…
      (Assim come por exemplo, não levamos pro Peru, pois achei que teria um esquema/estilo parecido).
      Ela não iria curtir, e nós não iríamos curtir a frustração de não conseguir fazer direito o que é como gostaríamos de ter escolhido determinado destino.

      Responder
  8. Mariana - 03/08/16 - 21h05

    Dri, vc se incomodaria em fazer um post sobre essa lista de coisas a fazer antes do segundo baby?

    Responder
    • Adriana Miller - 03/08/16 - 22h08

      Não foi uma “lista” oficialmente falando não.
      Quase tudo já apareceu aqui no blog…
      Legoland, fazenda de morangos, Disney, etc
      Nada mais “oficial” que isso não.

      Responder
  9. andrea - 04/08/16 - 07h48

    Ja levei meus filhos a Disney Paris e sempre amei. A ultima tem 3 semanas e achei
    caída, brinquedos fechando com problemas técnicos toda hora, etc.
    Essa semana fomos ao Europa Parke recomendo muito. Super lindo, jardins floridos, os brinquedos são ainda melhores que na Disney. O único diferencial é q não tem
    a exaltação aos personagens e princesas – o q tambem tem seu lado positivo. Mas em compensação o parque é todo dividido com o tema de vários países. Vale muito a pena.

    Responder
    • andrea - 04/08/16 - 07h50

      “Europa Park”em Rust, Alemanha.

      Responder
  10. LIVIA - 04/08/16 - 15h16

    Dri, pra quem só usa a câmera do celular qual maquina você indicaria pra quem quer começar a se aventurar nesse mundo da fotografia? com um custo-benefício razoavel….tenho uma filha pequena e tiro muitas fotos mas a qualidade é frustrante! Help me!

    Responder
    • Adriana Miller - 04/08/16 - 15h38

      Ui, que difícil….
      Acho que depende do tanto que você esta disposta a aprender a usar outras funções de uma câmera. A realidade é que hoje em dia a maioria dos celulares tiram fotos melhores do que a maioria das câmeras compactas, pois é uma tecnologia que tem avançado muito mais do que as câmeras comuns.
      Mas se você estiver disposta a investir um pouco mais (de dinheiro e tempo pra aprender a usar) numa compacta “híbrida”, tanto a Canon quanto a Sony fazem ótimas opções pequenas.
      A Sony RX100 é considerada excelente pela comunidade fotográfica http://amzn.to/2awbLtl
      A Canon também faz ótimas opções, como a série “S” http://amzn.to/2aSJTCd
      Ou a minha câmera atual, a Canon G7X que é bem compacta, mas excelente http://amzn.to/2awbZRc

      Mas todas essas câmeras tem em comum é que elas são ótimas opções pequenas pra quem sabe o que fazer com uma câmera. Não são o tipo de equipamento que dá pra usar no esquema “apontar e atirar”, pois a qualidade das imagens está justamente em saber usar as funções manuais etc.
      Se você quer uma coisa que seja super prática, fotografar sem nem pensar, sem ter que mudar funções, ajustar isso ou aquilo, então as melhores opções do mercado hoje em dia são justamente os celulares (a câmera do iPhone esta cada vez melhor, a Sony e Samgsung também tem uma qualidade fotográfica incrível).

      Responder
      • LIVIA - 04/08/16 - 22h04

        Muito obrigada Dri!!!

        Responder
  11. Ana - 07/08/16 - 15h36

    É isso aí, Dri, certas coisas mudam com os filhos. A felicidade deles é a nossa, então por esses sorrisos super vale a viagem!

    Como você, sou do time que não tem essa de viagem de adulto ou de criança, e encaramos tudo com eles. Mas definitivamente um dia iremos a Disney com eles. Eu só fui conhecer depois de velha (quase 30 anos) e gostei muito dos parques, apesar de ter preferido os da universal. Ir mais jovem tem o lance dos personagens que muitas crianças curtem (os meus amam a frozen). Legal que vocês curtiram!

    Responder
  12. Luna - 09/08/16 - 22h27

    Gosto de pessoas que não tenham posicionamentos radicais nessa vida. As pessoas andam muito radicais. A gente não pode dizer que dessa água não beberei, nao é? Eu mesma era uma pessoa anti praia, hje em dia oareco um peixe, amo estar na praia. Vai entender….
    Legal da parada meio anti princesa… nada contra, mas acho que a gente pode apresentar mais pras nossas meninas. Que bom que voltou a postar. Bjs

    Responder