05 Dec 2016
4 comentários

Cingapura: Restaurantes e Bares com vista

Ásia, Cingapura

Na viagem que fizemos pela Ásia no começo do ano (que incluiu Myanmar e Filipinas), nossa “base” foi em Cingapura país que já conhecíamos, mas onde uma de minhas melhores amigas está morando com a família, então foi a desculpa perfeita para voltar.

Na verdade, visitá-los foi na verdade o principal propósito da viagem, e aproveitamos pra fazer outras viagens durante a semana enquanto eles trabalhavam – mas voltamos todos os fins de semana para Cingapura para ficar com eles e suas filhas gêmeas fofíssimas!

Quando nós estivemos por lá pela primeira vez, em 2012, ficamos apenas 3 dias, e eu fui embora jurando que um dia voltaria e que ficaria muito mais tempo na cidade – muita gente tem a impressão de que Cingapura é sem graça e não tem nada pra fazer, mas ledo engano! Nessa segunda visita ficamos mais 6 dias e pouco (3 fins de semana), conseguimos rever muitas coisas, visitamos novos lugares e ainda assim ficou faltando muito pra conhecer!

Então fica aqui mais uma promessa: ainda pretendo voltar outras vezes a Cingapura!

A diferença dessa vez foi que fizemos muitas programações com as crianças durante o dia, e aproveitamos as noites pra sair bastante, e conhecer novos bares e restaurantes.

E claro, como boa turista que sou, gosto de sempre comer com os olhos: quando melhor a vista, mas eu vou gostar do lugar, principalmente numa cidade bonita e fotogênica como Cingapura!

Quando estávamos lá, em Março 2016, as fotos que postei de nossos almoços e jantares fizeram bastante sucesso, então aqui vão minhas dicas de como comer bem e com uma bela vista (com a barriga e o olhos!) em Cingapura!

Me @ OUE

Logo que chegamos, esse foi nosso primeiro programa na cidade! eu precisava “ver” Cingapura para me sentir “em” Cingapura!

O restaurante fica bem na Marina, de frente ao Marina Bay Sands, na cobertura de um prédio empresarial, e tem um conceito “multi cultural”, misturando pratos e ingredientes das culinárias Chinesa, Japonesa e Francesa.

Chegamos cedo de propósito, para ter tempo de curtir uns drinks na varanda do bar, que é sem dúvida uma das principais atrações do Oue!

Uma varandona com a vista panorâmica da marina!

Lá dentro a vista continua, com janelonas do chão ao teto, que dominam a decoração!

O menu é inusitado, afinal não é sempre que vemos essas 3 culinárias misturadas, mas foi maravilhoso! Entre os dois casais, pedimos bastante variedade das diferentes culinárias e estava tudo bom demais!

 

Ce la Vi

Esse é um clássico meio clichê, que inclusive nós já tínhamos ido na nossa primeira viagem à Cingapura, mas que tinha outro nome (na época era o Kudeta).

Fica no alto do Marina Bay Sands, bem na pontinha da “prancha” no topo do hotel, e ao lado da piscina.

De lá não temos a vista da marina, mas em compensação é possível ver a cidade praticamente toda!

O acesso ao topo do Marina Bay Sands é reservado à hóspedes do hotel ou quem tem reserva para o restaurante ou bar, então é bom se programar com antecedência.

 

Smoke and Mirros

O barzinho Smoke & Mirros foi uma ótima surpresa! Na verdade estávamos com as crianças no museu National Gallery, e depois de uma (cansativa) sessão de brincadeiras, subimos até a cobertura do prédio e fomos surpreendidos com a super vista da cidade!

Apesar de não ser na beirinha da marina, nem um prédio muito alto, o Smoke & Mirros está numa posição privilegiada que tem a vista panorâmica da marina e do entro financeiro da cidade!

Nós fomos no meio da tarde e não tivemos problemas pra entrar e conseguir uma mesa, mas para happy hour ou almoço/jantar é melhor fazer reserva com antecedência.

 

Lantern Rooftop (no Fullerton Bay Hotel)

O hotel Fullerton é um dos mais tradicionais de Singapura, que também tem uma versão mais jovem e moderna bem na beirada do Promenade da marina. E lá no topo está o “Lantern”, um rooftop in-crível com – adivinhem?!  – uma vista fenomenal para a Marina.

Se você for um hóspede (sortudo!) também terá uma piscina de borda infinita cercado pelos bares do hotel!

 

Para outras sugestões de bares & restaurantes e lugares pra sair em Cingapura, veja “Clark Quay” e “Raffles Hotel

Para mais dicas, dê uma olhada nos posts antigo de Cingapura, como “Marina Bay Sands” e “Top 10 coisas a fazer em Cingapura

Adriana Miller
Siga me!

Adriana Miller

Sobre a Autora at Dri EveryWhere
Adriana Miller, Carioca. Profissional de Recursos Humanos Internacional, casada e mãe da Isabella e do Oliver.
Atualmente morando em Denver, Colorado, nos EUA, mas sempre dando umas voltinhas por ai.
Viajante incansável e apaixonada por fotografia e historia.
Adriana Miller
Siga me!

Latest posts by Adriana Miller (see all)

 

Me Acompanhe!

Além de todas as dicas que eu posto aqui no blog, você também pode me acompanhar nas redes sociais para mais notícias “ao vivo”:

 

Adriana Miller
4 comentários
Comente pelo Facebook
Escreva o seu Comentário
* Preenchimento obrigatório. Seu email não será divulgado.
Quer que a sua foto apareça nos comentários? Clique aqui!
4 comentários
  1. Raissa - 07/12/16 - 17h03

    Dri, da próxima não deixa de ir no Orgo! Vista sensacional e comida incrível! Sem falar nos drinks… ainda não superei a cerveja batida com morango que tomei lá! beijos

    Responder
  2. Maitê - 11/12/16 - 01h44

    Olá, Dri! Sou uma super fã do seu blog desde os 16 anos!! Hj em dia tenho 23 e, mais do que nunca, seus posts inspiram muitas coisas na minha vida! Desde as viagens incríveis (sou estudante de arquitetura e fico maravilhada com os seus roteiros e também em como, direta ou indiretamente, você valoriza a arquitetura dos lugares que visita), passando pelo seu estilo de vida e a forma fascinante como cria seus filhos e também a parte da baleza! hehehe Sinto falta de um post sobre produtos de beleza “que caibam no bolso”. Alguns que você usa são um pouco carinhos, apesar da qualidade ótima(queria eu poder ter dinheiro pra me bancar com essas preciosidades hehe). Então, você poderia fazer um post ou um vídeo indicando produtos mais em conta e contar como você entrou nesse mundo de cuidados com a beleza e tudo mais! Beijos

    Responder
    • Adriana Miller - 11/12/16 - 11h03

      OI Maitê, a melhor coisa pra usar bons produtos sem gastar muito, é ir num dermatologista e começar a usar produtos manipulados específicos para sua pele/idade/preocupações. Era isso que fazia quando era mais nova e também mais dura! :-)
      Eu comecei a frequentar dermatologistas e cuidar da pele muito nova, com 16/17 anos por causa da minha mãe, que sempre passou isso pra mim e minha irmã. MInha primeira ficha na minha dermato é de 1997!! :-)
      Então nunca foi uma “entrada” oficial no mundo da beleza, e meio que cresci com isso fazendo parte do dia a dia. A gente não toma banho, escova os dentes etc todos os dias? Então… passar filtro solar, cremes e afins meio que faziam parte do mesmo pacote de “higiene pessoal” lá em casa.

      Mas voltando 1as dicas de produtos mais em conta, um bom dermatologista poderá te indicar uma rotina com produtos próprios pra sua pele e bolso, e isso já cuidará de todos os cuidados básicos necessários da sua pele.
      Os demais produtos (caros ou baratos) são secundários e apenas pra diversão! A eficácia vem mesmo de produtos dermatológicos.
      Eu só comecei a me aventurar mais (e gastar mais) com cremes não prescritos ou manipulados depois dos 30/trinta e poucos, e aí é que passei a e me preocupar mais em qualidade, performance etc, que infelizmente sempre custam mais caros mesmo. Se existissem produtos de performance e qualidade equivalentes por preços menores, eu com certeza os usaria!
      mas na sua idade você ainda não precisa se preocupar com isso! :-)

      Responder
      • Maitê - 11/12/16 - 21h38

        Obrigada pela atenção! :)

        Responder