13 Jan 2015
10 comentários

The Elvetham – Palacio Historico em Hampshire

Amigos, Castelos e Palacios, Dicas de Viagens, Hampshire, Inglaterra, Viagens pelo UK

Nesse mundo de viagens, as vezes as pessoas ficam tao focadas no “exterior” e “la fora” e conhecer coisas novas e afins (culpada!) que esquecemos do tanto de coisa legal que existe a pouco minutos de casa.

IMG_4536.JPG

E nao eh que eu nao goste de viajar pela Inglaterra ou Reino Unido, muito pelo contrario (me considero boa conhecedora do pais!) – mas tanto Londres, quanto o resto do pais tem TANTA coisa legal, que eh virtualmente impossivel conhecer tudo e fazer tudo – mesmo depois de quase 10 anos por aquí.

IMG_0376.JPG

Entao eu adorei receber o convite de casamento de uns amigos que casaram em Outubro. A cerimonia e recepcao foi realizada num palacio nos arredores de Londres, cerca de 40 minutos de trem – um lugar lindissimo!

Mas so meses depois, quando fizemos check in no hotel-palacio eh que me dei conta de onde realmente estavamos!

Para comecar que eh uma das propriedades mais antigas do pais, com mencao no Doomsday Book (o livro-Censo encomendado pelo Rei William, o conquistador, em 1066, logo depois de “fundar” a Inglaterra), que ja eh um super atestado de a) Historia b) autenticidade c) prestigio.

Claro que o palacio que vemos hoje em dia nao eh dessa epoca, e foi construido e reconstruido ao longo dos seculos, sendo que a versao atual eh “apenas” de 1426, quando foi adquirida pela Familia Seymour.

Bem, se voce eh fa de historia, ou da serie de TV The Tudors com certeza reconhecera esse nome: um dos membros mais ilustres da familia Seymour eh Jane Seymour, a terceira esposa de Henrique VIII e a mae do Rei Edward VI (o herdeiro masculino de Henrique VII e que salvou a cabeca de Jane!).

A historia da familia (e logo, do Palacio) eh cheio de casamentos entre primos, traicoes nobres (e plebeias) e muitas cabecas perdidas na Torre de Londres – mas um dos fatos mais marcantes de Elvetham foi a visita (e hospedagem) da Rainha Elisabeth (a primeira) no palacio no seculo 16, que exigiu uma grande reforma da casa e a construcao de uma nova ala, para acomodar a hospedagem de sua equipe de apoio, que continha nada mais, nada menos que 500 pessoas!

Alguns dos anexos construidos para a Rainha ainda existem, assim como a arvore Carvalho plantada por ela – que ainda esta no jardim frontal do palacio e hoje em dia tem quase 10 metros de circunferencia!

Para entreter a Rainha Elisabeth a familia Seymour encomendou ninguem menos que William Shakespear com uma performance exclusiva para a ocasiao; entao foi la no Elvetham que a peca “Sonhos de uma noite de Verao” (Midsummer Night’s Dream) foi apresentada pela primeira vez ao publico antes mesmo de estreiar no Globe.

Ja a historia recente do palacio eh menos glamurosa, e o Elvetham foi abandonado, falido, comprado e recomprado varias vezes, ate finalmente virar um hotel.

Mas o hotel consegiu manter o ar de realeza que so os Ingleses sabem ter (sorry resto do mundo!), com seus saloes grandiosos, jardins imaculados e moveis vintage (alguns originais da epoca, e outros reproducoes identic- ja que os moveis e objetos da familia Seymour sao propriedade da historia Britanica!)

IMG_0362.JPG

Entao realmente qualquer evento fica incrivel com esses ambientes (e lareiras! Ah as lareiras!) como pano de fundo.

O casamento foi divertidissimo – e como ja aconteceram outras vezes recentemente entre nossos amigos, os convidados ficaram todos hospedados juntos, no mesmo hotel, que torna o evento ainda mais legal, um fim de semana inteiro mesmo!

O Elvethan eh aberto a hospedes em qualquer epoca do ano, e seria o pano de fundo perfeito pra dar uma escapadinha de Londres numa data especial, por exemplo.

O hotel fica a cerca de 40 minutos de Londres (de trem), nos arredores da cidade Fleet, no condado de Hampshire (alguem mais ai eh fa de Jane Austen? Varios de seus livros sao passados em Hampshire!) e poderia ate mesmo servir como um bom ponto de partida para quem quiser explorar o leste do Reino (a caminho do Pais de Gales, por exemplo) ou em direcao a Cotswolds.

The Elvetham

Hartley Wintney, RG27 8AR

Adriana Miller
Siga me!

Adriana Miller

Sobre a Autora at Dri EveryWhere
Adriana Miller, Carioca. Profissional de Recursos Humanos Internacional, casada e mãe da Isabella.
Atualmente morando em Londres na Inglaterra, mas sempre dando umas voltinhas por ai.
Viajante incansável e apaixonada por fotografia e historia.
Adriana Miller
Siga me!

Latest posts by Adriana Miller (see all)

Adriana Miller
10 comentários
03 Jan 2015
15 comentários

Meu Peru (morreu) na Vespéra! (e nossa comemoração de natal e Ano novo em Londres)

Amigos, Dia a dia, Natal, Vida no Exterior

Os leitores das antigas vao reconhecer o post – todos os anos eu recebo amigos em casa para uma festa de natal “fora de época”, que se nao me engano, ja existe ha mais de 8 anos!

A primeira festa comecou com uma ideia simples: juntar os amigos dos flatmates da casa onde eu morava e celebrar o natal da nossa “failia longe de casa”.

Na época éramos todos estudantes ou em inicio de carreira, solteiros e sedentos por festa, e o nome engracadinho surgiu justamente por causa da empolgação e antecipação que todo mundo ficou por causa da festa.

E realmente foi o máximo! E ano apos anos, ja la para Setembro ou Outubro eu comecava a receber e-mails dos amigos perguntando quando seria a festa de Natal!

Ate hoje muitas das piadinhas internas sao originarias dessa época, pois as festas realmente sempre foram o máximo!

Mas ai, fast foward mais de 9 anos e a verdade eh que tudo mudou – muita gente agora mora fora de Londres, a grande maioria ja casou e teve filhos, estão estabelecidos em suas carreiras e afins, o que faz com que a necessidade e ansiedade pela festa seja bem menor.

E como o propósito da festa sempre foi ser o natal da “família longe de casa”, isso acabou se perdendo também, pois hoje em dia a maioria esmagadora dos nossos amigos tem suas próprias famílias e suas mil e uma atividades natalinas.

Entao esse ano ate chegamos a planejar uma, ai alguém cancelou de ultima hora, o filho do fulano ficou doente, sei la mais quem teve uma viagem de trabalho de ultima hora… e eu, bem, não estava nada empolgada para festa, que ia cair bem no auge da correria no trabalho + pós viagem.

Então convidei e depois desconvidei todo mundo.

Mas ai nunca conversa com uma amiga que também ia passar o natal em Londres tivemos a ideia de juntar as famílias para uma ceia de natal – e numa conversa com uns outros amigos que também iam passar o natal sozinhos, resolvemos juntar as famílias no dia 25.

Esse ano resolvi não fazer o Peru assado, pois seria muito trabalho para pouca gente (até porque geralmente a festa do Peru é no fim de semana e tenho o dia todo pra preparar tudo, e esse ano dia 24 foi numa quarta feira e (tecnicamente) eu trabalhei de manhã (em casa, mas mesmo assim).

Então o meu foi um pouco mais simples, com pernil (Gammon) e presunto (cured Ham), legumes assados, purê de batatas e vários outros acompanhamentos natalinos – e uma de minhas amigas foi responsável pela sobremesa.

Eu também fiz meu (maravilhoso) cheesecake, mas só para dia 25 (e aí foi minha vez de levar a sobremesa, e quis caprichar!).

E como éramos um grupo pequeno, o jantar ficou com mais ar de “Natal” mesmo e não só de festerê, então deixei meu lado Amélia aflorar e me empolguei nos detalhes, na decoração da casa, na mesa, bebidas e coisinhas fofas de natal!

É tão fácil achar essas coisas fofas por aqui nessa época, me empolguei!

E foi ótimo também ter outras crianças na casa – fica tão mais legal e mágico! O difícil mesmo foi mante-los longe da árvore de natal!

Esse ano não foi o primeiro natal da Isabella, mas achamos que ela estava empolgada com os presentes embaixo da árvore, a árvore de Natal e o clima de festa então quisemos criar algumas tradições de família pra gente – sabe aquele tipo de coisa divertida de fazer na infância mas que com certeza ela vai odiar na adolescência?

Pois é, então compramos pijamas natalinos combinadinhos pra família toda (nem minha cunhada escapou!) – definitivamente valeu o mico – as gargalhadas valeram a pena!

E claro, a meia noite abrimos os presentes, regados a champagne a sobremesas!

Definitivamente fui uma boa menina essa ano! Papai Noel caprichou!

No dia 25 acordamos cedo e foi a vez da Isabella abrir seus presentes! Confesso que rolou uma exagero, e acabou que ela nem abriu tudo (guardamos algumas coisas pro aniversário dela, daqui a 3 semanas), e por mais que ela tenha adorado abrir os presentes, e os presentes em si, ela não dá valor na “quantidade” (coisas de Americanos, o Aaron queria que ela tivesse uma montanha de embrulhos!) e a cada presente que abria ela queria logo ir brincar, mas ainda tinham outros pra abrir… enfim, acabou sendo confuso, então decidimos focar em apenas alguns, e acabou sendo um sucesso!

No meio da manha seguimos em rumo a casa de nossos amigos no sul da Inglaterra, para a segunda fase da festa!

Foi mais um dia inteiro de comilança, bebelança e mais presentes.

O anfitrião é um super cozinheiro e nos recebeu com um super Beef Wellington, um clássico da culinária Britânica e estava simplesmente in-cri-vel!

A sobremesa, claro, foi meu super cheesecake!

E dormimos lá mesmo, então nada melhor do que nosso pijama temático para bater papo madrugada a dentro com amigos de longa data!

 

Já o revellion foi mais ou menos no mesmo esquema. Na verdade não íamos fazer nada não, ficar em casa e assistir os fogos no London Eye, mas uns dias antes saímos pra jantar com uns amigos dos EUA que vieram pra Londres só pra ver os fogos, mas não sabiam que agora precisa comprar ingressos!

Então eles acabaram indo jantar com a gente lá em casa e assistimos os fogos todos juntos! (mais fotos dos fogos aqui)

[sarbox]

Adriana Miller
15 comentários
29 May 2014
25 comentários

#CorreTatiCorre

Amigos, Pessoal

Quem me acompanha ha um tempinho aqui no blog e nas redes sociais, já ouviu falar da minha amiga e BFF (Best Friends Forever! LOL) Tati-brow.

E nossa amizade sempre gera curiosidade: nos conhecemos aqui em Londres mesmo, através de uma amiga em comum (que por sinal, é a mesma amiga que me convenceu a criar o blog, ha 10 anos atrás! Valeu Dedéia!), e sabe quando o santo bate?! Pois é, paixão a primeira vista.

photo 2

E por que ela virou Tati-brow? Porque a Tati é brow…. mór bróder…. (puxaaaando no sotaque Carioca, já que ela é super Paulistana!).

Somos muito diferentes, mas ao mesmo tempo, super iguais. Uma sacaneia a outra e rimos de nós mesmas o tempo todo. Sabe aquela coisa de irmã? Eu sacaneio as frescuras dela e ela reclama que minha casa é zoneada demais. Desse tipo.

Mas quem conhece essa menina alegre, atenciosa e amorosa hoje em dia não sabe o quão vencedora ela é! A Tati tem um passado triste, uma infância lutando contra a leucemia e a sombra do câncer ao longo de toda sua vida.

photo 1

Mas o universo é ixxxxperto e guardou ela pra gente, e a Tati é a uma das pessoas mais fortes, disciplinada e correta que conheço!

Ano passado ela levou outro susto do câncer (que foi só um susto1 Ufa!) e resolveu cuidar melhor de si mesma e retribuir um pouco todas as bênçãos que teve na vida, e mudou de uma vida sedentária a corredora levada a sério, e resolveu se juntar a milhares de pessoas aqui na Inglaterra e ajudar a patrocinar as pesquisas anti câncer da organização “Cancer Research UK” – afinal, infelizmente o câncer afeta todos nós (eu mesma já perdi um avô, uma avó e uma tia avó pra essa doença maldita!), e infelizmente nem todos tem a mesma sorte de dar a volta por cima como a Tati teve!

A corrida do “Race for Life” (“corrida pela vida”) é esse sábado aqui em Londres, e eu e a Isabella vamos nos juntar ao Team Tati com algumas outras amigas, e mais milhares de outras pessoas num parque para correr 5 quilômetros pela cidade.

Quem quiser contribuir para a causa, pode ajudar o “Time Tati” a patrocinar as pesquisar da organização, doando (qualquer coisa ajuda!) nesse link aqui.

E sábado, eu, Isabella e Tati estaremos cobrindo tudo ao vivo, e torcendo para que cada vez mais o mundo possa ser presentado com almas lutadoras e vencedoras como a Tati!

 

Adriana Miller
Siga me!

Adriana Miller

Sobre a Autora at Dri EveryWhere
Adriana Miller, Carioca. Profissional de Recursos Humanos Internacional, casada e mãe da Isabella.
Atualmente morando em Londres na Inglaterra, mas sempre dando umas voltinhas por ai.
Viajante incansável e apaixonada por fotografia e historia.
Adriana Miller
Siga me!

Latest posts by Adriana Miller (see all)

Adriana Miller
25 comentários
12 Dec 2013
5 comentários

Meu Peru não morreu na véspera! (Edição “perdi a conta!”)

Amigos, Lar doce lar, Natal

Quem acompanha o blog a muitos anos já ouviu essa história: a muitos anos atrás eu meus flatmates decidimos fazer uma festa do-balaco-baco em nosso apartamento pra celebrar o natal com nossos amigos e “família longe de casa” (éramos 4 estrangeiros dividindo um flat).

A festa foi um tremendo sucesso, eu acabei me mudando do apartamento mas a amizade e a tradição continuou. Chegou no ponto que lá pra outubro alguns amigos já começavam a me ligar e escrever perguntando quando seria a festa de natal daquele ano, pois queriam planejar seu fim de ano de maneira que não perdessem a festa!

20131212-092643.jpg

Mas em Londres as pessoas vão e vem, a vida muda, e aos poucos a festa foi ficando mais “adulta”, muitos casais, uma ou outra criança, e em vez de shots e vizinhos reclamando da algazarra, passamos a ter trilha sonora de Natal e conversas sobre o mercado imobiliario.

20131212-092611.jpg

Confesso que cheguei a desanimar, até que ano passado, com uma barrigona de grávida maior do que qualquer peru do supermercado, resolvi deixar pra lá e não fazer a festa, pela primeira vez em uns 6 anos! Alguns amigos reclamaram, mas entenderam, obviamente.

20131212-092828.jpg

Então esse ano eu e o Aaron debatemos: festa ou não festa? Eis a questão!

20131212-092716.jpg

O convite acabou saindo atrasado (já em Novembro!), e em Londres isso é pecado mortal (principalmente nas festas de fim de ano), então sabiamos que muita gente não poderia participar.

20131212-092734.jpg

Então a festa do balacobaco de outrora finalmente evoluiu para um almo-janta entre amigos, e foi o MÁXIMO! E depois que todos foram embora ficamos conversando sobre como essa foi uma das melhores festas dos últimos tempos, e serviu o propósito da ideia por trás do “Meu Peru não morreu na véspera” (gente, não faço a menor ideia porque comecei a chamar essa festa disso, até porque não faz o menor sentido em Inglês, mas abafa!): comemorar o Natal e o fim de mais um ano com nossos amigos longe de casa!

Como éramos poucos casais e seus rebentos (acho que o fato de que esse ano fizemos uma festa a tarde para ser baby-friendly, assustou e espantou muitos amigos que não tem filhos!), conseguimos conversar numa ótima, a comida finalmente foi coordenada (e finalmente tivemos um menu de verdade!), muitas gargalhadas, planos pro futuro, relembramos o passado.

20131212-092700.jpg

E pra completar a cara de “natal” da festa, ainda tivemos as crianças! Fazendo barulho, fazendo bagunça, admirando a arvore! Como era o natal antes disso mesmo?!

20131212-092559.jpg

Lógico, como sempre, a árvore de natal foi a atração principal da festa, atraindo curiosidade de dedinhos pequenos, tema central de muitos papos (sobre viagem, eba!) e o jogo “quem adivinha quais são os novos enfeites do ano?” que só eu ganho! (nem o Aaron lembra de todos!).

20131212-092624.jpg

E ficou uma certeza: ano que vem faremos de novo!

20131212-092812.jpg

A festa nunca mais será o oba-oba ressaquento de outrora, mas como um bom vinho, nossas comemorações de natal só estão melhorando com os anos!

Adriana Miller
Siga me!

Adriana Miller

Sobre a Autora at Dri EveryWhere
Adriana Miller, Carioca. Profissional de Recursos Humanos Internacional, casada e mãe da Isabella.
Atualmente morando em Londres na Inglaterra, mas sempre dando umas voltinhas por ai.
Viajante incansável e apaixonada por fotografia e historia.
Adriana Miller
Siga me!

Latest posts by Adriana Miller (see all)

 

Adriana Miller
5 comentários
05 Nov 2012
94 comentários

Chá de bebê – Everywhere

Amigos, Gravidez, Pessoal

Semana passada rolou um super evento aqui em casa: meu chá de bebê!

Eu fiquei na duvida se iria fazer alguma coisa ou não, já que aqui na Inglaterra Chá de bebê (ou chá fralda, ou seja qual for a moda da vez) não é muito comum, e nenhuma das minhas amigas ou conhecidas que tiveram bebes recentemente ou estão grávidas fizeram…

Mas ainda assim, eu achei que seria uma boa desculpa pra reunir a mulherada uma ultima vez antes do dia H!

A principio a festchynha ia ser apenas isso mesmo, um almoço ou jantar com as amigas mais chegadas e nada mais – sem formalidades, sem “tema”, joguinhos nem nada muito “baby” demais (pra falar a verdade tenho a tendência a achar tudo breguinha demais…).

Mas eu estava enganada, e por sorte minhas amigas se empolgaram! A Tati (que acabou sendo a organizadora e anfitriã oficial – apesar de que essas cosias não existem por aqui) começou a me mandar links de fotos, festas e chás (de panela e bebe) com o tema “viagens”, e pronto! Me empolguei!

Então foi decidido – nada mais apropriado do que celebrar as muitas viagens que essa bebezinha já fez antes mesmo de nascer – e assim foi apelidado o “Baby Shower Everywhere” (que virou até #hashtag! Hahaha)!

A Tati se encarregou de todo “tema” e decoração; eles fez as bandeirinhas, as etiquetas, pesquisas de decoração etc, e no sabado chegou aqui em casa as 9 da manhã, pronta pra colocar a mão na massa!

Compramos muita coisa legal na Amazon (globo terrestre de encher, supporte pra cupcakes, etc), no eBay (guardanapo de mapas, mapas de folha de arros pros cupcakes, fitinhas etc) e na Stanfords que tem uma seção de papelaria temática de viagens que é de enlouquecer! (E eu enlouqueci mesmo! Me empolguei demais comprando adesivos – que viraram rotulo das garrafinhas de agua – papel de embrulho de mapas – que viraram as baneirinhas e forros – balões de encher de globo terrestre, etiquetas de viagem etc, etc!)

E como minha casa já é normalmente meio “decorada” pra viagens (muitos guias de viagem, livros de fotografia, peças de decoraççnao do mundo todo, etc) acabamos incorporando algumas coisas na decoraççnao da festa sem muito esforço.

E eu me encarreguei do menu e de todos os quitutes!

O menu temático foi “Chá da tarde” Ingles (que é uma coisa que adoro!), mas com uma mistureba Made in USA e Made in Brasil – afinal ela será uma menininha Britânica mezzo Americana e mezzo Brasileira!

Inlcuimos muitas opções diferentes de chás, acompanhados por scones (tipo um pão doce tipico Britânico) e mini sanduiches.

Eu também fiz cupcakes e minha (maravilhosa) torta de limão com merengue, em versão mini.

E pra completar ainda fiz umas esfihas com recheio de frango com catupiry (só que em vez do catupiry usei cream cheese mesmo…), e a Andrea se encarregou dos brigadeiros e beijinho de côco (que foi um sucesso inacreditável!).

E do lado Americano, fizemos mini hamburgers (que o Aaron preparou a carne!) e mini hotdog!

a’zamigas se encarregaram da animação e dos presentes fofos!!

Ganhei tanta coisa linda e fofa!!! Foi aquele festival de “Ahaaaaa”… “Ohoooo”…. a cada embrulho aberto e mini roupinha ou brinquedinho revelado!

Adorei, adorei!! E fiquei muito feliz de não ter deixado a oportunidade passar em branco!

 

Adriana Miller
94 comentários
Página 1 de 2012345Última »