25 Sep 2017
0 Comentários

Dicas para aproveitar melhor a Disney Paris

Baby Everywhere, Dicas de Viagens, Disneylandia Paris, França, Viajando com crianças

Apesar de ja ter feito um post com algumas dicas sobre a Disney Paris com bebes, e um video la no canal do YouTube com umas dicas generalizadas sobre a Euro Disney e o que eu levei na mala da viagem, eu achei que valia a pena escrever um post mais geral, reunindo todas as dicas num lugar so, aqui no blog tambem, para facilitar a busca.

 

Sapato confortavel

Isos pra mim eh o principal. Nao so na Disney, mas na maioria absoluta de minhas viagens, eu anodo MUITO. O dia todo, todo dia. Cada minuto numa viagem eh preciso, e nao gosto de desperdicar muito tempo “descansando”!

Entao eu sempre planejo muito bem quais sapatos vou levar na viagem, sempre pensando na praticidade e conforto, de acordo com o lugar e clima da viagem.

No caso da Disney, nem tive muito que pensar: tenis, tenis e mais tenis.

Foram uma media de 13 horas de parque por dia, somando cerca de 12 quilometros de caminhada todos os dias. Isso sem falar as horas em pe nas filhas, com criancas no colo e afins.

Ou seja, nossos pes sofrem muito! E a partir do momento que uma bolha, um cantinho ralando errado ou qualquer cosia que incomode seus pes, ja era!

Entao nao so separe apenas os sapatos testados e aprovados e super confortaveis, mas tambem sempre mais de um par.

Porque mesmo com o tenis mais confortavel e “adaptado” do mundo, eh incrivel como faz bem trocar a “forma” – querendo ou nao, mesmo sem incomodar na hora, o pe acaba ficando cansado, e um sapato com tecido diferente, solado diferente, pisada e forma diferente faz uma diferenca incrivel!

E por fim, leve um chinelinho ou sapatilha no fundo na bolsa! (Se o clima e temperatura permitirem!) Eh um alivio tirar o tenis no fim do dia, pegar um arzinho nos dedos dos pes e nao ter que passar os ultimos minutos do dia com os pes fechado sno mesmo sapato das ultimas 13 horas! Eu comecei a fazer isso quando estava gravida d primeira vez (porque ficava com os pes inchados), e adaptei pra vida!

(Video com detalhes sobre tudo que levei na mala esta aqui)

 

Carrinho + canguru ou mochila + stroller board (“skate” de carrinho)

Eu falei sobre isso no post com dicas pra curtir melhor a viagem com criancas, mas vale a pena repetir.

A medida que os filhos crescem, nao vemos a hora de se livrar o carrinho! Eh um trambolho na sua casa, eh um saco entrar nos lugares empurrando carrinho, muitas criancas nao gostam e brigam pra sentar, nao cabem na mala de qualquer carro, etc, etc

Porem, viagem nao eh dia a dia, e muda muito o ritmo e rotina da crianca. E pelo menos pra gente, nao paramos um segundo, e mesmo nao precisando de carrinho no dia a dia, a Isabella ainda nao consegue acompanhar nosso ritmo.

Entao sempre tivemos um carrinho a mao, e sempre levavamos em viagens – seja na correria do aeroporto ou estacao de trem, ou para que a crianca descanse durante o dia, etc

Ultimamente, viajando com duas criancas, e apenas 1 carrinho em casa, voltamos a usar nossa mochila de bebe!

Compramos quando a Isabella passou a ser grandinha demais para o canguru (com uns 8 ou 9 meses), e usamos ate ela ficar pesada demais, com uns 2 anos e pouco.

Entao agora temos usado a mochila com o Oliver pra revesar com o carrinho, e assim nao so ele acaba nao passando tantas horas preso no carrinho, e passeia e ve o mundo com um nova perspectiva (ele adora!), e de quebra a Isabella pode sentar no carrinho dele e descansar um pouco.

Um nao substitui o outro totalmente. Eles nao conseguem dormir na mochila, nem a gente aguenta muitas horas seguidas com um bebe grande nas costas (por mais confortavel que a mochila seja, chega uma hora que nao da mais), mas o revezamento deu super certo, para ambos!

 

Refeicao com personagens

Essa foi a parte que eu mais gostei!

Na verdade nem sabia que essas coisas existiam na Disney Paris, achava que eram extras apenas de Orlando, mas nao! Hoje em dia ja eh possivel ter uma experiencia “Disney” completissima na Euro Disney, inclusive refeicoes com personagens e princesas!

As refeicoes sao reservadas e pagas a parte, e a chatisse eh que nao eh possivel reservar on line nem pela app do parque. Como os restaurante da Euro Disney sao pequenos, as vagas sao limitadissimas, e todas as reservas tem que ser feitas por telefone.

Os atendentes falam Frances, Ingles, Espanhol e Italiano – mas nao deixa de ser um inconveniente ter que ligar pra Franca pra fazer uma simples reserva.

Para jantar ou almocar com as princesas, a refeicao acontece no “Auberge de Cendrillon” (Casa da Cinderella), que fica bem ao lado do castelo da Bella Adormecida na Fantasyland, e custa modicos (*contem ironia*) 75 Euros por adulto, e 48 Euros por crianca maior de 3 anos.

O Jantar inclui entrada, prato principal, sobremesa e bebidas nao acoolicas. A comida nao foi nada supreendente, considerando o quanto pagamos, mas no geral a experiencia foi o maximo, e a Isabella amou!

Tivemos participacao da Cinderella, Ariel e Branca de Neve, alem da Minnie, e duas ratinhas da Cinderella (que eu nao lembro os nomes!).

Decidimos participar desse jantar justamente porque a Isabella curtiu demais conhecer as princesas ano passado, mas a media de espera para cada princesa era de 90 minutos!

Entao em compensacao, no jantar, tivemos todo tempo do mundo com cada uma delas. Ate mesmo porque o restaurante eh bem pequeno e tem poucas mesas, as princesas e personagens tem tempo de conhecer todas as criancas com calma, conversar com cada uma, e vieram nos visitar varias vezes. Cada vez que uma delas voltava, elas se dirigiam a Isabella e o Oliver pelo nome deles, lembravam dos detalhes da conversa anterior etc, e achei a experiencia realmente magica para criancas!

Nao foi um mero “conheci e tirei foto com a princesa”, e tivemos a sensacao de que realmente jantamos com elas.

A Disney Paris tambem oference um cafe da manha com personagens no Cafe Mickey (no Disney Village), que tinhamos planejado em fazer na nossa ultima manha por la, mas acabamos desistindo na ultima hora. Para reservar o cafe da manha, tambem tem que ligar pro telefone de reservas da Disney Paris.

 

Disney Hotel

Outra cosia que fizemos diferente dessa vez foi nos hospedar em um hotel da Disney.

Ano passado ficamos no Hotel Circus (que falei em mais detalhes nesse post aqui) e foi uma experiencia super legal!

Mas dessa vezes acabamos conseguindo uma promocao de ultima hora para uma dos hoteis da Disney, entao fechamos o pacote completo e nos hospedamos no Hotel Cheyenne.

Em relacao ao hotel propriamente dito, o Circus foi muito melhor. Mais bonitinho, mais ludico, mais confortavel, quartos maiores, e principalmente adoramos a infra estrutura do hotel, com playground interno, piscina de bolas, e um mini parquinho/area kids na recepcao, playground externo e piscina interna climatizada.

Pode parecer besteira ter um parquinho no hotel a pouco minutos de distancia da Disney, mas era sempre legal voltar pro hotel e deixar a Isabella brincando um pouquinho enquanto sentavamos no bar pra beber alguma coisa (o bar fica convenientemente localizado bem ao lado da area kids). Alem disso, a Euro Disney fica localizado numa regiao da Europa que tem um inverno rigoroso e muito frio, um inverno escuro e muita chuva! Por acaso nossas duas visitas foram no verao e pegamos um clima otimo, mas eh sempre bom saber que se estvesse chovendo, ou muito frio etc, voce pode semplesmente voltar por hotel mais cedo e continuar se divertindo.

Mas voltando ao Hotel Cheyenne, ainda assim achamos que valeu a pena a experiencia.

So o fato de ter acesso aos parques antes da abertura ao publico ja valeu qualquer outra desvantagem! Os quartos eram fofos e novissimos (o hotel esta recem reformado) com tema do Woody e da Jesse do Toy Story (a Bella amou!), e tambem porque ao nos hospedarmos nos hoteis da Disney tb tivemos a opcao de um pacote de alimentacao (meia pensao).

 

Meal Plan e alimentacao

E na verdade foi justamente o plano de pensoes que nos fez decidir pelo pacotao Disney para essa viagem.

Nao esteva nos nossos planos voltar a Disney esse ano, mas entre as outras opcoes de viagens de verao, acabamos achando uma super promocao de passagens de trem do Eurostar. Fui correndo reservar o mesmo hotel do ano passado no Booking.com, e quando entrei no site da Disneyland para comprar os ingressos, vi que estava rolando uma promocao de fim de verao (eles fazem muitas otimas promocoes ao longo do ano, vale a pena ficar de olho e fazer algumas simulacoes!).

Entao acabou que pelo preco do Hotel Circus e as entradas dos parques, se fechasse tudo e nos hospedassemos na Disney, ainda teriamos direito a meia pensao pelo mesmo preco, ou seja, nosso plano de refeicao acabou saindo de graca!

E realmente foi uma das coisas que notamos ano passado eh que comer na Disney Paris eh muito caro! Qualquer lanche nao sai por menos de 40/50 Euros, jantar na casa dos 100 Euros, cafe da manha por 40 Euros etc (para uma familia com 2 adultos e 1 crianca, como no nosso caso). Entao foi isso que definiu nossa decisao de fechar o pacote, e saber que economizariamos entre 150 e 200 Euros por dia so em comida.

(Quer saber quanto custa a Euro Disney? Da uma olhada nesse post aqui!)

Alem disso, tambem poderiamos usar o credito do plano de refeicoes como “moeda” para pagar cosias extras, como por exemplo o jantar com as princesas, o que ja deu um belo desconto!

O nosso plano de meia pensao foi o Standard, que incluia cafe da manha e jantar nos buffets dos 3 parques, mas algumas noites fizemos reservas em restaurantes a la carte, e pudemos usar os vouchers do hotel como pagamento, entao so pagamos a diferenca no preco total, bebidas alcoolicas, etc.

Valeu demais a pena e recomendo!!

 

Quanto tempo em cada parque?

Esse topico eh outro debate que rende, sempre que alguem fala sobre a Euro Disney.

Sim, os parques sao beeeeeem menores do que a nave-mae de Orlando, mas ja se foi o tempo em que a Disneyland Paris era pequena. O parque expandiu e cresceu, um novo parque foi construido (e continua expandindo) e ainda tem o Disney Village, alem de um monte de expeiencias legais.

Entao, sim, da pra curtir e ter um gostinho Disney mesmo num bate e volta, e longe de mim sugerir que alguem deixe de passar tempo em Paris ou qualquer outra cidade na Europa para ficar na Disney (sorry Disney-Maniacos, mas ainda sou mais um bom museu).

E muito menos estou sugerindo que alguem se desloque do Brasil ate a Franca com o unico intuito de passar uns dias na Disney. Tambem nao eh isso.

Mas como sei que tenho muitas leitoras que moram na Europa, muitas leitoras Portuguesas, posso dizer com conviccao, que hoje em dia eh posivel ter uma experiencia completa da Disney, sem ter que se deslocar nem gastar uma pequena fortuna em Orlando, principalmente para quem – como eu – tem filhos pequenos que ainda nao aproveitariam por completo a experiencia Orlando de ser.

E agora, depois de ir a Euro Disney pelo segundo ano consecutivo e com filhos de 4 e 1 ano, definitivamente nao temos a menor vontade de ir pra Olrando, por um bom tempo, ate as criancas estarem grandinhas o suficiente para curtirem numa boa. Por enquanto, a Euro Disney eh a opcao perfeita!

Ano passado ficamos 2 dias e meio e duas noites, e dessa vez foram 3 dias inteiros e 4 noites, o que foi na medida certinha! Ainda assim nao deu tempo de fazer tudo, mas fizemos tudo que podiamos fazer de acordo com a idade de nossos filhos.

 

Assista os filmes

Essa dica or parecer bobeira para pessoas e familias que super curtem a Disney, ou que tem filhos um pouco mais velhos. Mas sim, faz muito diferenca se as criancas estiverem familiarizadas com os personagens.

Ano passado, a Isabella curtiu e si divertiu muito, mas na maioria das vezes, a experiencia era de apenas um parque de diversoes.

Dessa vez, compramos filmes, livros e fizemos um intensivao no mundo Disney, para que ela estivesse familiarizada com os personagens, e entendesse e curtisse mais a “magia” do parque.

Pequenas coisas do tipo: assim que chegamos no hotel, ela ficou super feliz que nosso quarto tinha decoracao do Woody e da Jesse – mas ate umas 2 semanas antes ela nunca tinha assistido Toy Story, entao passou de “um quarto bonitinho de cowboy” para o “QUARTO DO WOODY E DA JESSE!!!”. Ela acompanhava as historias dos brinquedos (tipo Peter Pan, o brinquedinho dos 7 anoes, do Buzz Lightyear, etc) e (re)conhecia mais princesas etc.

Entao sem duvida, foi uma experiencia muito mais magica pra ela dessa vez, do que ano passado. (pro Oliver, obviamente, nao fez a menor diferenca).

 

Se fantasie

E ainda no espirito de maximizar a fantasia da experiencia Disney, leve fantasias para seus filhos. A maioria das criancas nos parques estavam fantasiadas, e alem de que criancas pequenas adoram se vestir de personagens, eles ainda ganham certas vantagens, tipo sentar nas fileiras especiais nos shows, fotos com os personagens nos desfiles, etc.

 

Fast-Pass

O Fast-Pass da Disney eh uma otima ferramenta para evitar filas – mas na Disney Paris, ainda nao eh 100% eficiente, nem tao avancada quanto em Orlando.

Sou poucos os brinquedos que tem o sistema fast-pass, e a requisicao do seu fura-fila eh bem analogico.

Todo mundo que tenha um ingresso Disney (adultos e criancas) podem pedir fast-pass, quantos quiserem por dia – porem, voce so pode pedir um de cada vez, e a realidade eh que na maioria dos brinquedos os fast-pass esgotam na mesma manha (e nao sao muitos que sequer oferecem Fast-Pass).

Entao funciona assim: Os brinquedos que tem fast-pass tem umas maquinas de fast-pas bem em frente a entrada da fila; com o seu ingresso em maos, voce escaneia seu codigo de barras na maquininha, e automaticamente a maquina te da um ticket extra, te dizendo exatamente qual horario que voce tem que voltar pro brinquedo, e ai voce entra direto pela fila especial do fast-pass, onde geralmente a fila eh bem menor.

Alguns inconvenientes com esse sistema: tudo eh manual, entao voce nao pode se programar e marcar seu fast-pass com antecedencia (pela app por exemplo, como eh o caso de Orlando).

Uma vez la na maquina do fast-pass, voce nao tem escolha sobre qual horario quer voltar em tal brinquedo – eh o horario que o sistema designar e ponto final.

E voce pode pedir quantos fast-pass quiser, mas apenas 1 de cada vez. Entao a realidade eh que as vezes chegavamos na fila do fast-pass as 10 da manha quando o brinquedo abria, mas ai ja rolava uma fila pra sequer pegar o fast-pass, e digamos que – sei la – o seu horario sai para 14:30 da tarde. Ou seja, voce nao vai poder pedir mais nenhum fast-pass ate que voce tenha usado esse ticket das 14:30 – porem, todos os outros brinquedos com fast-pass ja estarao lotados (sem horarios de fast-pass disponiveis) e logo voce nao podera usufruir do fast pass de novo no mesmo dia.

Eh um otimo sistema, e de fato economiza bastante os horarios das filas, e conseguimos usar bem, principalmente para os brinquedos em que a Isabella e o OLiver nao podiam entrar, mas ainda nao eh perfeito, e a Disney Paris continua tendo muitas filas!

 

 

Vai para a Disney com bebe de colo ou criancas pequenas? De uma olhada nesse post aqui!

Quer saber quanto cutam as coisas na Disney Paris e quanto se gasta por la? De uma olhada nesse post aqui.

E os vlogs da Disney Paris estao aqui!

 

Adriana Miller
Siga me!

Adriana Miller

Sobre a Autora at Dri EveryWhere
Adriana Miller, Carioca. Profissional de Recursos Humanos Internacional, casada e mãe da Isabella e do Oliver.
Atualmente morando em Londres na Inglaterra, mas sempre dando umas voltinhas por ai.
Viajante incansável e apaixonada por fotografia e historia.
Adriana Miller
Siga me!
Adriana Miller
0 Comentários
22 Sep 2017
5 comentários

Quanto custa a Euro Disney?

Disneylandia Paris, Europa, França, Viajando com crianças

Mas afinal quanto custa a Euro Disney em Paris?

O imaginario popular em relacao a viagens a Disney sempre sao cercados de visitas aos outlets, muitas compras, semanas inteiras visitando parques e shoppings sem ter fim. E isso ate pode ser verdade, se sua viagem for a Disney de Orlando.

Na Euro Disney a viagem como todo tem com certeza menos exageros e menos opulencia – menos dias, menos parques, menos opcoes de shoppings e afins – logo, uma viagem bem mais barata como um todo.

Mas por outro lado eh tudo em Euro!

Entao me perguntaram bastante quanto custa viajar para a Disney Paris, e a resposta sempre comeca com um “depende”, porque realmente nao tem um custo exato: depende de quanto tempo voce vai ficar, onde vai se hospedar, o que vai comer, o que vai comprar.

Mas entao aproveitei a ultima viagem para anotar tudo e prestar muita atencao em todos os precos, ai voce pode ir preparando o orcamento de acordo com seus planos.

 

Vale a pena ficar no hotel da Disney?

Sim, valeu muito a pena! Principalmente financeiramente.

Fechamos nossa viagem diretamente no site da Disneyland Paris, e ao comprar 4 noites de hotel e mais 4 dias de entradas para os parques, acabamos ganhando um plano de refeicoes com Meia Pensao de graca!

Como fomos na alta temporada, a media da diaria de um quarto de hotel para uma familia de 4 pessoas custa entre 150€ e 200€ Euros (em 2016 ficamos no Hotel Circus, e em 2017 ficamos no Hotel Cheyenne da propria Disney), mas isso pode sair mais barato durante a baixa temporada, ou bem mais caro em hoteis de categoria superior.

As entradas para os parques da Disney Paris tambem variam de acordo com a epoca do ano e quantos dias voce vai passar – quanto mais dias, mais barato vai ficando, mas o passe para um fim de semana (2 dias e 2 parques) por exemplo, custa cerca de 120€ por adulto e 100€ para criancas entre 3 e 11 anos.

Ou 110€ para 1 dia e 1 parque para adultos. (use o site para simular os precos em datas especificas)

 

Refieicoes, lanches e Meal Plans (plano de refeicoes)

Eu cheguei a comentar no vlog da viagem de 2016 que o mais caro da Euro Disney era justamente comer la dentro. Afinal eh tudo em Euro, as opcoes geralmente sao de qualidade, mas ao longo da viagem, um lanche aqui outro ali, vao somando e rapidinho extrapolando o orcamento!

Entao ao ter ganhando o plano de refeicoes com Meia Pensao por sermos hospedes de um hotel Disney acabamos eonomizando cerca de 150€ Euros por dia so de comida para nos 4 (quer dizer, 3, ja que o Oliver ainda nao conta)!

Mas para dar uma ideia de quanto custa comer la dentro, eu anotei os seguintes precos:

Cafe da manha no parque:

Cerca de 11€ por pessoa pelo “menu pettit dejouner” (menu do cafe da manha), que inclui uma bebida quente, um suco, um sanduiche quente e um croissant.

Mas tambem tem algumas opcoes “avulsas” como Starbucks nos hoteis, ou cafes e lanchonetes pelo parque – nesse caso, uma bebida + sanduiche, frutas etc custa cerca de 10€/15€ por pessoa (por exemplo, um cafe + misto quente).

Almoco ou jantar no parque:

Nesse caso voce pode fazer um lanche rapido, ou entao uma refeicao mais completa num dos retaurantes do parque.

Nos lanchamos todos os dias na hora do almoco: saduiche, cachorro quente, hanburguer. Incluindo algum extra (por exemplo, batata frita) e bebidas (sucos, refrigerantes etc), a media de preco nas lanchonetes do parque saiam na media de 15€ por pessoa.

Ja para refeicoes mais completas, com comida de verdade, o preco sobe bastante, mas ainda assim relativamente homogeneo – os restaurantes estilo buffet (tanto nos parques quanto nos hoteis) custavam cerca de 30€ por pessoa, e os restautante a la carte tinha opcoes de menus especificos por cerca de 50€ por pessoa (geralmente incluindo entrada, prato principal e sobremesa, mas excluindo bebidas).

Entao para uma familia de 3 pessoas (considerando qeu o Oliver ainda nao come de verdade e levei papinhas pra ele), nosso custo de cafe da manha seria cerca de 35€ Euros, 45€ para almoco, e 150€ para jantar.

Entao o plano de refeicoes da Disney valeu demais a pena, pois acabamos economizando cerca de 150/200€ Euros por dia so de comida!

Mas e todo o resto?

Porque a realidade eh que voce nao vai passar o dia todo so comendo nas refeicoes principais, principalmente com criancas pequenas. Eu levei frutas e lanchinhos nas mochilas das criancas todos os dias, mas sempre acabavamos comprando mais agua, sucos, um sorvete aqui, uma pipoca acola, balas, e guloseimas em geral.

Essas coisas ficam espalhadas pelo parque todo, em barraquinhas especificas, e os precos sao todos tabelados:

Agua, sucos e refrigerantes, cerca de 3,50€ cada

Picoles: 3,80€ cada

Sorvete nas sorveterias (copinho ou casquinha): 5€

Pipoca, algodao doce, etc: 5€ (ou 10€ se voce quiser o copinho especial de refil)

 

 

Compras

Qualquer tipo de compras sempre serao custos extras. Se os Euros nao estao sobrando na carteira, basta simplesmente nao comprar nada.

Mas por outro lado, eh praticamente impossivel nao acabar comprando algum souvenir nas lojinhas, lembrancinhas para amigos e familia, brinquedos e afins. Todas os brinquedos desembocam numa lojinha fofa, entao a tentacao nao para!

E achei que as lojas dos parques tambem sao bem tabeladas – nao vi nada que fosse mais caro nem mais barato, so por estar na loja tal, ou no parque X. Ouseja, dentro dos parques nao existem barganhas nem uma loja tal que valha mais a pena do que outra na questao precos.

Entao prestei atencao nos precos dos itens mais comums e que a maioria dos visitantes querem levar da Disney:

Quanto custa as orelhas da Minnie na Euro Disney?

As lojas tem varios tipos de orelinhas, das mais simples ate as edicoes especiais e comemorativas, mas eu so vi dois precos diferentes: 13,99€ para orelhsa simples/tradicionais, ou 16,99€ para as especiais.

Brinquedos e bichinhos de pelucia:

Seja um mini Mickey de pelucia, uma das princesas ou um Darth Vader fofinho, o preco era o mesmo: 29,99€ cada um.

Claro que o preco varia de um tamanho pro outro, alguma roupinha de edicao especial etc, mas se voce quiser levar bichinhos e personagens de pelucia na mala, essa eh a media.

Moletom e camisetas:

Outro item que varia bastante, dependendo do modelo, tecido, edicoes especiaias etc, mas a media era na casa dos 20€ ou 30€ por peca para moletons e 15€ para camisetas.

 

Vestidos de princesas ou fantasias de personagens:

Tirando algumas variacoes de edicoes especiais ou limitadas, os vestidos de princesas, ou fantasias de super herois ou Star Wars para meninos, custava cerca de 40€ a 60€

 

Copos, canecas, pratinhos da Disney:

5,99€, 6,99€, 7,99€ etc cada unidade.

Canecas ou pratos de porcelana sao mais caros, na media de 12,99€ cada.

 

Bonecos de personagens (Princesas, personagens, Super Herois):

Na media esses brinquedos custam 19,99€, mas alguns podem ser mais caros, dependendo dos acessorios. e do tamanho.

 

Extras (Photo Pass)

Nessa ultima viagem nos decidimos nao evar nossas cameras fotograficas – sao pesadas, ocupam muito espaco, e como sempre temos que deixar carrinhos e pertences do lado de fora dos brinquedos, sempre rola um medo e tensao se voce sabe que tem alguma coisa valiosa dando sopa la fora.

Entao eu cheguei a pensar em comprar o Photo Pass, que eh um programa de fotografias oficiais.

Por 59,99€ voce tem direito a um determinado numero de fotos impressas e eletronicas tiradas pelos fotografos oficiais do parque – sejam as fotos com personagens, ou as fotos tiradas nos brinquedos.

Acabou que no fim das contas, nao achamos que valia a pena, pois nenhuma das fotos nos apreceu boa o suficiente, e mesmo so estando com nossos celulares, nossas fotos nao-oficiais ficaram otimas!

 

Transporte ate a Disney

Para quem mora na Europa e quer viajar pra Disney, essa eh a principal economia, em comparacao com a Florida! Eh possivel alcancar a Disneyland Paris com muita facilidade tanto por aviao quanto por trem ou carro.

Aliais, foi justamente isso que nos fez decidir voltar a Disney esse ano: passagens de trem por 38£ pra cada um!

Voce tambem pode chegar muito facilmente na Euro Disney vindo de aviao ate Paris, e tanto Orly quanto Charles de Gaulle tem otimas conecoes com o parque – entao eh so ficar de olho nas muitas promocoes de low cost ao longo do ano!

Claro que se voce mora no Brasil, ou fora da Europa, essa economia nao se aplica, ja que voce tera que voar ate Paris para isso!

 

Adriana Miller
Siga me!

Adriana Miller

Sobre a Autora at Dri EveryWhere
Adriana Miller, Carioca. Profissional de Recursos Humanos Internacional, casada e mãe da Isabella e do Oliver.
Atualmente morando em Londres na Inglaterra, mas sempre dando umas voltinhas por ai.
Viajante incansável e apaixonada por fotografia e historia.
Adriana Miller
Siga me!

 

Nos Acompanhe!

Além de todas as dicas que eu posto aqui no blog, você também pode me acompanhar nas redes sociais para mais notícias “ao vivo”:

 

Adriana Miller
5 comentários
19 Sep 2017
2 comentários

Disneyland Paris com bebês e crianças pequenas

Dicas de Viagens, Disneylandia Paris, Europa, França, Viajando com crianças

Se você não é um Disney-maniaco, provavelmente sempre acaba postergando uma viagem para Disney para “quando tiver filhos”, ou então faz parte daquele grupo de pessoas que acha que depois que tiver filhos, viajar para a Disney será sua única opção de viagem.

Eu pessoalmente não faco parte nem de um time nem do outro – não sou Disney-maníaca, e pra falar a verdade, Disney sempre esteve no fundo da minha lista de prioridades de viagem, mesmo depois do nascimento dos filhos.

E eu penso assim justamente por achar que na verdade a Disney é um lugar “difícil” de se fazer com crianças pequenas… Mas calma que eu me explico!

Por um lado é “fácil”: eh um lugar feito para famílias, tudo é muito bem preparado para crianças, ninguém vai te olhar torto se um bebê chorar, se a fralda explodir ou se rolar uma birra daquelas de se jogar no chão.

Mas por outro lado, um bebê de colo, ou um criança novinha ainda não consegue “aproveitar” a Disney, no sentido de que não poderá entrar em muitos brinquedos, a rotina é puxada, as esperas são grandes, e é bem difícil manter uma rotina quando você esta refém de filas, fast-pass, shows e afins.

Então só levamos a Isabella na Euro Disney quando ela tinha 3 anos e meio, e ela aproveitou bastante, mas ainda assim, não foi 100%. Mas na época, decidimos fazer essa viagem justamente por saber que com a chegada do Oliver, e a diferença de idade entre eles, teríamos que esperar uns bons anos para incluir a Disney nas nossas listas de viagem de novo, então fomos assim mesmo.

Mas ai se passou um ano, achamos uma promoção imperdível do Eurostar, e fomos! Mesmo sabendo que seria difícil para o Oliver. E então todos as minhas suspeitas se confirmaram.

Sim, Disney com criança é uma delicia, é magico, é um universo paralelo delicioso. Mas com um bebê de colo, eu achei que a viagem ficou amarrada demais, e sinceramente o Oliver não curtiu. Mesmo.

Eu sei que é um assunto polemico – não estou tentando dizer que ele não curtiu a Disney e que teria curtido muito mais uma escalada no Vietnam, não é isso!

Acho que o meu ponto é que na verdade, crianças tem mesmo um limite do quanto conseguem “curtir” uma viagem, o que nada mais é do que o fato de que eles tem uma experiencia diferente com os pais, um convívio diferente, etc, etc. As vantagens de viajar com criancas sao inumeras, independente do destino escolhido. Entao no caso de um bebe de 1 ano, “curtir” ou nao curtir a viagem fo exatamente igual ao que teria sido em qualquer outro lugar do mundo.

Então, mesmo depois de já ter dado a volta ao mundo viajando com bebês e crianças, posso dizer com convicção que sim, Disney com bebe foi difícil – principalmente porque acabamos criando aquela ilusão de que eles vão adorar, mas na verdade, ficam indiferentes.

E sim, ficamos a mercê de horários, “aproveitar” o máximo possível, chegar cedo, sair tarde; aí tem as filas, os fast-pass, etc, etc, que tiram sua liberdade de querer fazer o que quer, na hora que quer. Eu as vezes brinco que sou a generala da rotina, e não bagunço a rotina da Isabella e do Oliver durante as viagens de jeito nenhum (flexibilidade sim, bagunça não), mas na Disney simplesmente não dava sempre para parar tudo só porque o Oliver tinha que dormir, ou comer, ou trocar a fralda. As vezes o fast-pass era bem na hora da soneca, as vezes precisava trocar a fralda no meio da fila de um brinquedo e não tínhamos acesso as coisas dele… Se estivessemos em Toquio ou na Bosnia, teriamos muito mais autonomia e flexibilidade pra adptar a viagem as necessidades do bebe.

Mas enfim, poderia ficar aqui horas listando as dificuldades que tivemos na Disney que não aconteceriam em outros lugares do mundo – mas a realidade é que no fim das contas, nos viramos, nos adaptamos, e no geral, foi uma viagem super gostosa!

Quer dizer entao que nao gostamos da Disney? Nao, pelo contrario! Adoramos! Foi magico e MUITO divertido!

Então se você tem filhos pequenos (diria, menores de uns 5 ou 6 anos, e principalmente bebê de colo), não deixe de viajar o mundo com eles. Mas se você resolver levar seu bebê à Disney, essas são minhas dicas para conseguir aproveitar ao máximo!

 

Hotel

Ano passado ficamos num hotel bem legal, que gostamos demais. Mas dessa vez acabamos ficando no hotel Cheyenne da Disney, e foi uma experiencia ótima!

E pra mim, as principais vantagens foram: estar MUUUUITO perto dos parques e ter acesso as “horas mágicas”, quando podemos entrar nos parques da Disney antes de todo mundo.

Principalmente com bebê pequeno, estar perto do hotel é uma ótima garantia – num caso de emergência (febre repentina, dor de barriga em geral, se tiver esquecido alguma coisa no hotel, etc, etc), em 10 minutos estávamos de volta. Gracas a Deus não tivemos emergências durante a viagem, mas já ouvi varias historias do tipo e você não tem como ter acesso rápido ao seu hotel e suas coisas (farmacinha, roupa extra, etc) qualquer imprevisto pode virar um pequeno desastre!

E a coisa mais legal foram mesmo as “horas magicas”. Na Disney Paris, os parques abrem as 10 da manha – mas os hospedes dos hoteis Disney podem entrar a partir das 8:00.

Nao sao todos os brinquedos que ja estao funcionando, e no caso da Disney Paris, a maioria dos brinquedos abertos assim tao cedo estao na Fantasyland (parte das princesas, conto de fadas etc, para criancinhas mais novas) – o que foi otimo pra gente!

Conseguimos ir nos brinquedos que a Isabella queria ir, sem pegar fila nem ter que nos preocupar em pegar fast-pass etc, e o parque fica bem mais tranquilo.

E por outro lado, tambem conseguimos ir no brinquedos de “gente grande” (montanha russa e afins), tambem sem filas, entao eles nao tiveram que esperar muito tempo sem fazer nada enquanto os pais se divertiam.

A realidade eh que nao conseguimos chegar as 8:00 todos os dias, porque estavamos sempre exaustos do dia/noite anterior, mas ainda assim entramos no parque todos os dias antes do resto do publico, e eh um super beneficio oferecido pelos hoteis!

Nos ficamos hospedados no Hotel Cheyenne.

 

Baby Switch & Single Rider

Mas como conseguimos ir nos brinquedos de adultos com duas criancas pequenas?!?! Quem ficava com as criancas enquanto fomos na montanha russa??

Recebi muuuuuitas perguntas desse tipo durante a viagem toda vez que filmava alguma coisa do tipo nas filas da Space Mointain, Temples of Peril etc, e a resposta eh simples: “Baby Switch”!!

Baby Switch, ou Baby Swap, nada mais eh do que a “troca” entre os adultos do grupo.

Ou seja, cada adulto vai no brinquedo de uma vez, enquanto o outro fica com as criancas.

Entao a gente entrava na fila (ou pegava fast pass, ou entrava na fila de single rider, etc), ia no brinquedo normalmente (sozinho), e na saida era so pedir o cartao de “baby switch” para um dos funcionarios. Ai, eh so repassar esse cartaozinho para o adulto que ficou do lado de fora, e podiamos entrar pela saida (ou pela entrada de deficientes, ou pela entrada de fast pass – cada brinquedo de informar por onde tem que entrar com o baby switch), direto, sem fila nem nada.

Todos os brinquedos na Disney Paris tem esse esquema, e nao tem limite de idade para as criancas – quaquer brinquedo em que uma das criancas no seu grupo nao possa entrar por qualquer motivo, eles te dao um cartao de baby switch se voce pedir um.

E mesmo nos brinquedos em que a Isabella ja podia entrar, mas que por exemplo, o Oliver nao podia, ou um de nos tivesse ficado do lado de fora com ele para dar comida, trocar fralda, dormir etc, ainda assim pediamos o baby switch normalmente e nos davam um cartao de baby switch para duas pessoas – entao a Isabella se dava bem que ia de novo com um de nos!

Funcionou MUITO bem, e aproveitamos muito! Tanto para os brinquedos so de adultos, ou entao nos brinquedos onde o Ollie nao podia ir.

 

Passar mais de 1 dia/noite

Uma outra dica que eu acho que é mais relevante no caso da Disney Paris, é a importância de passar pelo menos 1 noite por la, mas de preferencia mais de uma noite.

Existe um conceito generalizado de que a Disney Paris é pequena, que basta um bate e volta de Paris etc. Isso já foi verdade, la trás, quando a Euro Disney foi inaugurada ha 25 anos atras.

Hoje em dia sao 2 parques, os parques cresceram e expandiram, alem de todas as atividades extras, show, paradas, refeicao com personagens, etc, etc

Da pra ir so rapidinho, passar algumas horas e depois voltar pra Paris? Da, claro que da.

Voce vai sair de la achando que nao valeu a pena, e nao aproveitou direito? Sim, com certeza!

Nao vou falar que o parque é enorme não, e muito menos se compara com o complexo Disney na Florida, mas principalmente se você estiver com crianças pequenas (que po si so ja muda o ritmo da viagem), acho que passar pelo menos 1 noite eh imprescindível.

Por que é inevitável perder tempo nas filas, é inevitável perder tempo com as sonecas, as refeiçoes, o cansaço das crianças, etc.

Em 2016 ficamos 2 dias e 2 noites, e dessa vez ficamos 3 dias inteiros e 4 noites, e foi a medida perfeita! Nao fizemos tuuuuuuudo nao – ainda faltou coisa, e fizemos algumas coisas que ano passado com 2 dias nao conseguimos fazer; mas foi a medida certa – com 1 crianca de 4 anos e um bebe de 1 ano – para curtir a experiencia Disney como um todo!

 

Crianças com menos de 3 anos não pagam

Bem, a vantagem numero 1 de viajar pra Disney com criancas pequenas eh que menores de 3 anos nao pagam!

Afinal ele nao aproveitam quase nada, entao pelo menos voce nao precisa pagar ingresso do parque pra eles! E se voce se hospedar nos hoteis da Disney, menores de 3 anos tambem nao pagam a estadia.

 

Alimentacao

A alimentacao eh uma das principais diferencas entre a Disney Paris e os parques da Florida: os Europeus valorizam demais comida de qualidade, parar e relaxar na hora de comer, e nao viver a base de lanches.

Na correria entre um brinquedo e outro, um fast passa aqui e outro la do outro lado etc, meu marido (que eh Americano) ate comentou “poxa, podiam ter uma barraquinhas de cachorro quente e tal, alguma coisa pra comer rapido”. E realmente, nao tem!

Todas areas do parque tem restaurantes de comida “de verdade” e algumas lanchonetes, mas realmente nada que te permita comer na pressa nem na correria – que eh uma das minhas memorias das minhas visitas a Orlando.

Alem disso, na Disney Paris existe todo uma cultura de restaurantes, cada secao do parque tem seu estilo de culinaria, menus especiais,  e tals e todos, sem excessao, tem otimas opcoes para criancas!

Para o Oliver, eu levei papinhas prontas, frutas etc, pois sabia que nao conseguiria manter os horarios de refeicoes dele nos parques, mas ainda assim, em todos os restaurantes que fomos, eu dava um pouco da nossa comida pra ele, sem problemas!

(Quer saber como lido com a questão da alimentação durante nossas viagens? Veja aqui)

 

Troca de fraldas

Eu nao sei se isso eh um problema em comum ao parques da Disney em Orlando (ainda nao voltei depois adulta e de ter filhos), mas achei que a Euro Disney nao eh 100% preparada para bebes e criancas que ainda nao foram desfraldadas.

Os banheiros sao bem longes uns dos outros, e muitas vezes, o fraldario ficava dentro do banheiro feminino. Entao se o Aaron estivesse com o Oliver (enquanto eu estava com a Isabella em algum brinquedo por exemplo), e precisasse trocar a fralda dele, ele tinha que fazer no improviso, no carrinho ou num “canto”, ou entao atravessar o parque e achar algum outro banheiro com opcoes de fraldarios e banheiros de “familia”.

Realmente nao faz parte do meu mundo achar que homem/pai nao troca fralda dos proprios filhos!

 

Carrinho (e aluguel na Disney)

Outra cosia que foi essencial pra gente, tanto ano passado quanto agora, foi ter um carrinho de bebe a mao.

Ano passado a Isabella ja nao usava muito carrinho no dia a dia, mas levamos um assim mesmo e foi muito, muito util!

Entao dessa vez ja sabiamos o que esperar da experiencia, e mesmo com 4 anos e meio, o dia na Disney eh puxado e ela ficaria exausta e nao ia aguentar o ritmo.

O problema eh que ja nao temos mais carrinho pra ela. Temos apenas um carrinho compacto para o Oliver e nada mais. Entao chegamos a cogitar alugar um carrinho la na Disney, mas como por acaso fomos a Legoland umas semanas antes, fizemos o teste de levar uma mochila para revezar com o uso do carrinho para o Oliver.

E foi otimo e deu super certo!

Entao sempre que o Ollie estivesse acordado e felizinho, colocavamos ele na mochila, e assim a Bella podia sentar um pouco no carrinho, descansar, ou simplesmente chegar mais perto entre o ponto A e B.

Em todos os outros momentos ela acabava pedindo colo, ou pra subir em nossos ombros etc. Entao achei indispensavel, mesmo para criancas um pouco maiores, ter um carrinho a mao. Se o Oliver fosse um pouquinho maior e ja nao coubesse mais na mochila, teriamos alugado um outro carrinho com certeza! Foi indispensavel!

Nossa mochila:

http://fave.co/2hcdmeK

http://fave.co/2hcNM9z

Outras opcoes:

http://amzn.to/2yboaNy

http://amzn.to/2yaK03R

Nosso carrinho:

http://fave.co/2vwBUUq

http://amzn.to/2fxf9Y9

(Minha resenha do carrinho aqui)

Nao acompanhou os vlogs da viagem a Disney Paris? Entao assista aqui:

 

Adriana Miller
Siga me!

Adriana Miller

Sobre a Autora at Dri EveryWhere
Adriana Miller, Carioca. Profissional de Recursos Humanos Internacional, casada e mãe da Isabella e do Oliver.
Atualmente morando em Londres na Inglaterra, mas sempre dando umas voltinhas por ai.
Viajante incansável e apaixonada por fotografia e historia.
Adriana Miller
Siga me!

 

Nos Acompanhe!

Além de todas as dicas que eu posto aqui no blog, você também pode me acompanhar nas redes sociais para mais notícias “ao vivo”:

 

Adriana Miller
2 comentários
Página 1 de 1112345678