09 Apr 2014
10 comentários

Esqui e Aprés Ski – fazendo a mala dentro e fora das pistas

Bardonecchia, Chamonix, Dicas (Praticas!) de Viagem, Dicas de Viagens, Fazendo as Malas

Apesar de já ter falado sobre o que usar e como se vestir para esquiar aqui nesse post, sempre é bom relembrar. E depois das viagens de esqui que fiz esse inverno muitas meninas me pediram dicas sobre o que levar na mala para usar dentro e fora das pistas.

 – Roupas para esquiar ou fazer snowboard:

Não vou reinventar a roda, e esse meu post está bem completo – mas fiz uma check list com tudo que considero indispensável ter a mão para conseguir esquiar confortavelmente.

Botas de esqui ou snowboard, que provavelmente serão alugadas, então na própria loja te dará tamanhos variados de acordo com o tamanho do seu pé, a grossura da sua meia e seu nível de esqui (já que a bota esta diretamente ajustada aos esquís propriamente ditos).

Calca e casaco de material impermeável e corta vento: Tanto a calca quanto o casaco serão leves, permitindo liberdade de movimentos e te protegendo da neve/agua e vento lá em cima na montanha (as jaquetas e calcas de esquí não são necessariamente quentes, o importante mesmo eh a proteção anti agua mesmo)

Roupas térmicas de base: meias, de preferência bem grossas e de cano alto, para proteger seus pés e canelas da bota (a mais desconfortável que você vai vestir na vida!), ceroulas ou leggings (de material próprio ara esquentar suas pernas, mas ao mesmo tempo nao reter umidade na pele); camisetas (regatas e de manga comprida) que sejam próprias para esportes e que nao retenham suor (nada pior do que a sensação de que você esta suando e molhada por baixo daqueles casacos todos), e por fim eu gosto de usar um colete de fleece, pois esquente meu tronco, mas sem limitar os movimentos do braço.

Acessórios: luvas grossas e impermeáveis (para proteger a pele de sua mão na neve (neve “rala” que é uma beleza!) e que não fiquem molhadas), gorro ou tapa orelhas, cachecol ou protetor de pescoço (gosto daquelas “golas” de fleece, que não correm o risco de desenrolar no meio da pista (pode ate ser perigoso!) e sao quentinhas mas nao ficam “molhadas” a medida que seu pescoço for suando); óculos de sol ou óculos de esquí (o óculos de esquí eh bom para proteger os olhos e rosto quando chove ou esta nevando e ventando muito, mas a verdade eh que prefiro e “enxergo” melhor usando oculos de sol mesmo. Mas quando uso oculos de sol, sempre uso mina faixa “tapa orelha” poise la deixa as hastes do oculos bem presas atrás da orelha, para nao correr o risco de perder os oculos!). E por fim, um capacete (principalmente se voce ja eh mais avançado/corajoso ou se a condição da neve nao estiver muito boa).

A principal dica é realmente ficar de olho nos materiais da roupa e do equipamento que voce vai usar.

Por um lado o clima é frio, você vai pegar bastante vento no alto da montanha, e de uma hora para outra o tempo pode virar completamente de sol-para chuva-para neve e uma incontável variação de combinações de clima, te deixando de morrendo de calor no sol (nao esqueça que voce estará fazendo atividade física intensa o tempo todo, entao vai sentir bastante calor “por dentro” da roupa sim!), para congelado e ensopado (de neve ou chuva) em questões de segundos!

Quando estava em Bardonecchia esse ano eu postei uma foto no Instagram com tudo que estava levando comigo pras montanhas, e muita gente se assustou com a quantidade de cacarecos, e se eu ia esquiar de bolsa ou mochila.

A pesar de que mochilas sao uma opcao (para quem ja leva mais jeito nas pistas (que nao eh meu caso!), as roupas de esquí sao lotadas de bolsos e compartimentos secretos, justamente para isso – afinal voce vai ficar o dia todo por la, fazendo mil atividades e tem que estar preparado para imprevistos tambem.

Entao geralmente as calcas tem pelo menos 2 ou 4 bolsos, as jaquetas 4 ou 6 (quanto mais profissa a jaqueta, mais esconderijos elas tem!), e fora os acessorios, como gorro, coletes etc, entao eh soh ir espalhando suas coisas pelos bolsos sem preocupacao!

ATENÇÃO:  Essa lista de roupas/materiais vale tanto para mulheres, quanto para homens!

– O que vestir fora das pistas de esquí (para jantar, apres ski, etc).

Bem, o principal a ressaltar aquí eh que por mais que voce va para um resort super badalado nos Alpes, o clima eh sempre muito informal – a maioria das festas e apres ski começam direto nas pistas, e raramente as pessoas voltam pro hotel/casa para se arrumar e emperequetar antes de sair de novo.

Entao o “look” mais comum incluem calcas de esquí/snowboarding, botas de esquí (mas quase todo mundo leva uma outro par de “bota de neve”, porque as botas de esquí realmente sao muuuuuito desconfortáveis!), e tudo meio colorido/esportista…

Mas eh importante ter uma boa opcao de calcado que possa ser usado com sua roupa de esquí justamente quando voce nao estiver esquiando – pode ser simplesmente uma bota bem quentinha de solado anti-derrapante, ou aqueles sapatos/botas de trilha, por exemplo. Porque mesmo se seu hotel for ski-in/ski-out, ainda assim voce vai querer ter uma opcao confortável para usar no fim do dia.

E nas situacoes onde voce vai apenas passear pela estacao/cidade, ou voltou pro hotel antes de sair para jantar por exemplo, ou ate mesmo para quem quiser uma balada mais animada, tudo eh muito, muito informal – entao podem deixar as plumas e paetes e salto alto em casa.

Nos pés é importantíssimo sempre ter uma bota que além de quente, seja confortável e anti derrapante, pois quase todas as ruas/calcadas e caminhos por onde você vai passar estarão cobertos de neve e gelo.

E de preferência botas/sapatos de marcas e materiais que sejam proprios para ese tipo de clima e situação, pois a neve (na verdade o químico que colocam na neve para ela derreter e não virar gelo) tem um efeito destruidor em couros e sapatos mais delicados (tipo camurça, couro sem tratamento, etc).

E de resto calcas compridas (que podem ser jeans, ou sarja, ou camurca, couro, ou qual material voce prefira), blusas e pullovers quentinhos, um bom casacão (que pode ser um sobretudo mais pesadao, uma jaqueta de couro, um trench coat, ou a sua propia jaqueta de ski, se voce nao quiser carregar muita coisa na mala), e claro, acessorios (luvas, corros, cachecol).

Me pediram para usar as fotos que postei em Chamonix como exemplo – pois consegui ficar arrumadinha pras fotos (#quemnunca) mas sem passar frio!

Foi apenas uma questão de usar os materiais certos e as camadas certas!

Então nesses días em Chamonix eu estava usando (de “dentro” para fora da roupa):

*Minha meia de esquí (super grossa de lã merino e ate acima dos joelhos)

*Calca jeans (eu pessoalmente não gosto de usar meia calca por baixo de jeans – acho que o mínimo de proteção e “aquecimento” que eles vão oferecer nao compensa o nivel de desconforto, mas eh uma opcao bem pessoal. Eu O-deio, mas tem gente que nao sai de casa sem!)

*Minha bota inseparável da Ugg (acho ate que vou comprar outras cores, pois essa bota realmente é imbatível pro frio! Mas também tenho algumas botas da Timberland que sao otimas!)

(Na parte de cima do corpo)

*Regata de algodão

*Blusa térmica (manga comprida e gola alta)

*Pullover de lã de gola alta

*Colete de fleece (o mesmo que mencionei acima que gosto de usar para esquiar. Eh uma ótima dica para dar uma esquentada no corpo mas sem ficar com a roupa muito amontoada)

*Sobretudo de la (esse sobretudo é super grosso e pesado, com um forro potente, mas o corte eh impecável, então não parece ser tão grandão quanto é!)

*Gorro (usei esse de pelinho pois quería ficar com a cabeça e orelhas quentes, mas não consigo usar gorros de lã por muito tempo seguido – me dão uma coceira pinicada horrível na testa!)

*Luvas (hoje em dia nao consigo mais usar luvas que nao tenho ponteira de dedo de touch screen para usar meu celular e a câmera fotográfica sem ter que tirar as luvas!)

Ou seja, no total eu estava usando 5 camadas de roupa, mas sem ficar parecendo um bonecão do posto! :-)

E o melhor é que a medida que entravamos em lojas ou restaurantes, eu ia tirando as camadas pouco a pouco, de acordo com a temperatura e aquecimento de cada lugar, para nunca ficar desconfortável!

Já em Bardonecchia, na Itália ha umas semanas atrás, apesar da neve e temperaturas abaixo de zero a noite, durante o dia nos resorts o sol estava bem forte, levando as temperaturas na casa dos 10/15 graus, então já não precisamos de tantas camadas e materiais grossos.

Então foi bem mais fácil de planejar o que vestir foras das pistas, usando roupas mais “normais”:

*Blusa térmica de manga comprida

*Pullover de cashmere

*Jaqueta de couro

*Cachecol

*Calça jeans

*Bota (não dá pra ver na foto, mas estava usando minha bota da Timberland, sem forro, mas de ótimo couro e solado de borracha)

Adriana Miller
Siga me!

Adriana Miller

Sobre a Autora at Dri EveryWhere
Adriana Miller, Carioca. Profissional de Recursos Humanos Internacional, casada e mãe da Isabella e do Oliver.
Atualmente morando em Londres na Inglaterra, mas sempre dando umas voltinhas por ai.
Viajante incansável e apaixonada por fotografia e historia.
Adriana Miller
Siga me!
Adriana Miller
10 comentários
28 Feb 2014
7 comentários

Viagem para a neve – o que levar na necessaire!

Beauty Everywhere, Chamonix, Europa, França, Necessaire de Viagem, Pele

Esse post provavelmente vai ganhar o premio de dica mais atrasada da face da terra!

Originalmente era pra ter escrito esse post ano passado, quando estava esquiando no Colorado… Mas o post acabou nao entrando no ar e nem sequer achei mais a foto do meu “kit” do ano passado.

Entao esse ano quando estava esquiando em Chamonix, na Franca, aproveitei pra tirar uma foto atualizada dos produtos que levei naquela viagem, que mostra alguns novos produtos, mas na verdade mantem o “moral da historia” de qualquer viagem pra neve e frio!

neve

Pra comecar que montar um necessaire pra neve eh muito parecido com uma viagem pra praia: o foco principal eh o filtro solar altissimo!
Afinal as vezes a gente esquece que apesar do frio (entao nao sentimos o sol “queimar” a pele), o sol nas montanhas eh super forte, devido a altitude elevada e principalmente por causa dos reflexos do sol e dos raios UV na neve.

Alem disso, por nao sentirmos o sol na pele, acabamos nao nos dando conta que passamos MUITAS horas com a pele exposta ao sol enquanto praticamos esportes de inverno, o que deixa os pedecos de pele “ao leu” muito mais vulneraveis.

Entao o foco deve sempre ser: protecao e recuperacao!

Protecao em forma de filtro solar – qualquer um que seja ultra power, resistente a suor (se voce for praticar algum esporte na neve, vai se surpreender o quanto vai suar, mesmo com o frio a sua volta!), e como voce vai usar gorro, oculos, cachecol etc e muitas coisas “esfregando” sua pele, o filtro tem que ser resistente e se fixar bem na pele. E nao esqueca de levar seu filtro com voce para as montanhas, para poder re aplicar ao longo do dia.

Eu uso sempre o mesmo filtro que uso na praia, o azul da Shiseido!

Mas apesar dos pesares e pele fica muito ressecada e “repuxada” por causa do vento, entao sempre capricho na hidratacao!

Pro rosto levei o hidratante da SkII, que eh bem denso, apesar de nao ser nada oleoso, e para o corpo o Creme de Corps da Kiehl’s que acho bem grude para o dia a dia, mas eh perfeito em situacoes extremas de pele ressecada!

E enquanto estava em Chamonix, postei umas fotos no Instagram, e algumas meninas me perguntaram sobre a maquiagem que eu estava usando.

photo 1

E usei os mesmos produtos basicos do dia a dia que ja postei aqui algumas vezes:

photo 2

Na pele o po compacto da Shiseido (tambem com filtro solar, da mesma linha azul do filtro solar que comentei acima), corretivo nas olheiras (Touch Eclat pra iluminar tudo e um tico do Cle de Peu por cima pra cobrir bem as olheiras na parte mais interna), blush pra dar uma corsinha (nessa viagem levei o Orgasm da Nars), o delineador “Skinny Liner” da Eyeko (que no outro dia tambem falei dele no Instagram) que nao derrete de jeito nenhum e eh super facil de passar, e rimel (que nessa viagem levei o Telecopic da L’Oreal, que eh super classico e antigo, mas que estou adorando o efeito!).

Adriana Miller
7 comentários
11 Feb 2014
21 comentários

Chamonix: Restaurantes, Hotel, bares e Aprés Ski

Chamonix, Dicas de Viagens, França

Para fechar a serie de dicas de viagem para Chamonix, aqui estao minhas dicas de restaurantes e bares e o hotel/flat onde nos hospedamos!

– Hotel: Pierre & Vacance Le Riviere

Esse hotel foi um achado! Uma construção novinha exatamente na beira do rio, no lado sul de Chamonix (Chamonix Sud) bem no centro da cidade!

O preco ótimo, e o quarto, um studio que cabem confortavelmente 4 adultos e de quebra uma cozinha bem equipada (ultimamente tenho preferido hoteis nesse estilo, pois eh bem mais pratico com crianca pequena).

Na verdade eles estao mais pra apartamento de temporada do que apart hotel, apesar de oferecerem alguns servicos extras de hotel, como cafe da manha, aluguel de equipamento de esqui, venda de Ski Pass (para os telefericos) e uma mini agencia de viagens que ajuda a organizar passeios de raquete de neve com guia e o que mais voce precisar.

Um outro servico legal que eles oferecem eh o concirege de supermercado (nos nao usamos, mas deve ser uma boa pra quem for ficar masi tempo) – eh soh confirmar com antecedencia o que voce quer que eles comprem pra abastecer a cozinha de seu flat e eles se encarregam de tudo, e assim o apartamento ja estara prontinho te esperando na hora do check in! (so disponivel na alta temporada de inverno).

Mas pra quem nao quiser ou nao precisar (nos passamos apenas 3 dias e 3 noites, entao foi desnecessario), tem um mercadinho Spar a menos de um quarteirao de distancia!

O nosso flat era bem pequeno (reservamos um Studio bem antes de saber que a mae do Aaron estaria conosco, entao ficou apertado, mas ainda assim tinhamos 4 camas e um bercinho extra pra Isabella), mas eles tambem tem apartamentos de 1 ou 2 quartos para grupos ou familias maiores.

Mas o melhor mesmo era a vista do nosso Studio!!

Por estar bem na beirinha do rio, no lado sul do centro de Chamonix, tinhamos a vista privilegiada do centro da cidade, com as montanhas e slopes ao fundo!

 

Restaurantes:

– La Caleche

Nosso primeiro jantar na cidade foi um clichesão: mas com tantos leitores e amigos nos recomendando o mesmo lugar, nao podiamos deixar passar!

12391615593_a274b08434

O La Caleche fica bem no meio da rua principal de Chamonix, numa casinha “Alpina” que domina o quarteirao. De cara voce se sente sendo transportado para um universo paralelo invernal-Alpino-Natalino por causa de sua decoracao de chalet vintage super fofo (e ultra kirtch!).

12391469035_dd1876aa90

No menu, as principais atracoes sao os fondues e racletes e as carnes curadas e embutidos, entao nem pensamos muito e fomos com tudo no fondue de queijo para 3 pessoas (e meia pessoainha!)!

Ate entao eu achava que o melhor fondue do mundo estava em Genebra, mas o La Caleche se superou: o queijo era saboroso na medida certa, sem ser muito forte nem potente (por tem quns que nao consigo nem sentir o cheio de tao pesados que sao!) e muito cremoso e puxa-puxa! A gente tinha que ficar enrolando o pao varias vezes pra nao sair escorrendo queijo derretido pela mesa toda! #salivando

De acompanhamento vieram paes, batatas cozinhas (inteiras, com casca e tudo e foram per-fei-tas com o quiejo!) e embutidos, numa combinacao perfeita de texturas e sabores.

Ate a Isabella se deliciou e aprovou!

Aliais, eles foram super simpaticos e atenciosos com ela, e quando fiz a reserva (tem que reservar!) avisei que seriamos 3 adultos e um bebe, e nossa mesa ja estava nos esperando com um cadeirao pra ela, copo, prato e talheres de plastico, pra ela poder participar do jantar!

E mesmo quem nao quiser comer fondue (bem, na verdade o que nao faltam sao opcoes no cardapio!) vale a pena conhecer o La Caleche nem que seja so por curiosidade – um dos donos originais do restaurante foi campeao de esqui na equipe Olimpica de inverno da Franca, e colecionava artigos vintage de montanhismo e esqui, que hoje decoram cada centimetro de parede e teto do restaurante (nos brincamos a o La Caleche esta para os Alpes como o Joe’s Beerhaus esta para a savana Africana!).

– L’Atmosphere

Outro restaurante que muitos amigos recomendaram, e mais uma vez nao decepcionou foi o L’Atmosphere – uma culinaria Alpina um pouco mais elaborada e sofisticada, que rendeu uma estrela Michelin ao local (o unico de Chamonix).

Tambem super bem localizado (praticamente em frete ao La Caleche), o restaurante se estende numa varanda que “flutua” por cima do rio (e que tambem eh a area mais requisitada do restaurante!).

Mas o que mais impressionou mesmo foram os precos: super dignos e justos, principalmente para padrao Franca + Alpes no inverno!

Alem do menu a la carte, eles tambem tem duas opcoes de “formule” por dia (tipo um menu do dia) que custam 28 e 32 Euros por pessoa e incluem entrada, prato principal e sobremesa – a comida estava incrivel, e como fomos so nos dois acabamos nos empolgando e gastamos mais com bebidas do que o jantar todo!

– Rue Aiguille du Midi

Para almoçar, acabamos voltando todos os dias para a Rue Anguille du Midi, uma das transversais do centro da cidade, que eh cheia de restaurantes simpaticos e baratinhos, um do lado do outro, com opcoes de sanduiches, omeleteles, saladas, pizzas, alem de uma padaria, uma pastelaria e um mini mercadinho, e ficava exatamente na rua que separava nosso hotel do centro da cidade, entao a localizacao foi perfeita!

 

– Bares e Aprés Ski

A vida noturna de Chamonix foi uma grandíssima decepção nessa viagem!

A cidade é super família/casal, com excelentes opcoes de restaurantes, mas péssima para casais jovens ou grupos de amigos(as) solteiros(as)!

Apesar de ter vários bares espalhados na ruazinha principal da cidade, além de alguns outros bares e cafés espalhados pelas pistas de esqui (que vendem bebidas alcoólicas e fazem umas festinhas ao longo do dia na alta temporada), a cidade morre cedo e as ruas ficam desertas!

Logo na nossa primeira noite, colocamos a Isabella pra dormir depois do jantar e fomos direto pra rua principal da cidade, demos uma voltinha e de cara achamos tudo muito vazio, mas achamos um bar razoável (no bar “Irish Cofee”), entramos e fizemos nosso pedido. Assim que nos serviu, a garçonete avisou que aquela era a ultima rodada da noite, pois eles fechavam as 9:30 (?!?!?!).

OI?!

Então descobrimos que o único bar aprés ski que ficava aberto ate mais tarde (meia noite) era o pub “Le Pub”, que obviamente estava lotado e animadíssimo, então conseguimos salvar a noite (e na noite seguimos já fomos direto pra lá!) e nos divertimos bastante, mas não deixou de ser uma decepção em comparação com cidades como Kitzbuehl ou a fama de festeira dos resorts da Áustria (que realmente levam a fama de terem as pistas mais animadas da Europa)!

E isso porque estávamos por lá num fim de semana no auge da alta temporada!

Então achei Chamonix uma ótima opção pra quem quer fazer turismo e ter uma boa experiência “Alpina” (com ou sem esqui), e principalmente para famílias ou casais no esquema romance-lareira-dormir cedo.

Mas definitivamente não recomendaria para grupos de amigos nem pra ninguém mais que queira uma experiência mais completa antes e depois das pistas!

 

Adriana Miller
Siga me!

Adriana Miller

Sobre a Autora at Dri EveryWhere
Adriana Miller, Carioca. Profissional de Recursos Humanos Internacional, casada e mãe da Isabella e do Oliver.
Atualmente morando em Londres na Inglaterra, mas sempre dando umas voltinhas por ai.
Viajante incansável e apaixonada por fotografia e historia.
Adriana Miller
Siga me!
Adriana Miller
21 comentários
Página 1 de 212