03 Feb 2015
7 comentários

Big Easy Covent Garden (Bom Bonito e Barato e Aberto ate tarde!)

Dicas de Londres, Dicas de Viagens, Inglaterra, Pub & Restaurantes, Restaurantes, Teatro / Musicais

Uma das dificuldades de quem planeja uma viagem a Londres, eh que a cidade nao eh simplesmente o tipo de lugar que voce vem passear e “ticar” pontos turísticos da sua lista.

Geralmente uma viagem para ca quase sempre inclui (Ou deveria incluir, pelo menos!) certas “experiencias”, como por exemplo um cha da tarde tradicionalmente Britanico, ou entao um musical no renomado no West End Londrino.

Entao sempre que falo sobre teatros e musicais em Londres, volta e meia recebo perguntas sobre “onde comer”, pois geralmente os shows comecam as 7 ou 7:30 da noite, duram entre 2 e 3 horas e entao quando acaba voce esta faminto e se da conta de que todos os restaurantes, pubs e lanchonetes da cidade ja fecharam!

Na verdade os Ingleses costumam jantar antes da peca/musical, entao como a cultura local ja eh de jantar cedo mesmo, as pessoas vao pros restaurantes ou pubs por volta das 5 ou 6 da tarde, jantam e depois vao asistir seus shows.

Eu confesso que ja super me acostumei com o esquema de jantar cedo, mas sei que eh uma dificuldade cultural para Brasileiros (e latinos em geral, pois os Espanhóis e Italianos também jantam super tarde!), ate porque nas ferias a gente sempre acaba almoçando mais tarde mesmo e tals.

E ai o que fazer? Bem, você sempre tem a opção de fazer um lanche no hotel depois do show, ou entao comer alguma besteirinha no bar do teatro durante o intervalo…

Mas uns dias atrás conheci um restaurante novo em Covent Garden e achei que vali a pena demais a dica, justamente pois eles “não tem hora para fechar” (raríssimo em Londres!).

O Big Easy faz um estilo “churrasco” Americano (na verdade Texano, que a Lu Misura sempre fala no blog dela), com muitas opcoes de carnes e cortes, mas sem ser necessariamente aquela coisa de “steak house” Americano ou Ingles.

Eh uma carne de churrasco mesmo, na brasa, mas que pode ser acompanhada de molhos ou marinaras (que temperam e dao mais sabor a carne).

O lugar faz um estilo meio Gastro-Junk que os Londrinos adoram: comida baratinha e simples, mas de alta qualidade, ingredientes premium e cheio de estilo.

Tudo eh super informal, as mesas sao enormes, e o ambiente e decoracao eh super descontraido e joven, muitas luzes, bem amplo e um cocktail bar que ocupa praticamente a lateral toda do restaurante!

Então achei que seria uma dica perfeita para quem quiser comer alguma coisa rápida e pratica bem ali no burburinho de Covent Garden, a poucos passos dos principais teatros da cidade, e que acomoda um horário de refeições mais no estilo “latino” de ser.

O Big Easy também tem um outro endereço, na Kings Road em Chelsea, para quem for se hospedar ali por aqueles lados de West London.

 

Big Easy

12 Maiden Lane WC2E 7NA

Planejando sua viagem para Londres?

Alem de todas as dicas para aproveitar o maximo de Londres que voce encontra aqui no Blog, planeje tambem sua viagem com servicos e recomendacoes testadas e aprovadas:

E nao perca as dicas de Pubs e Restaurantes, o Calendario de Eventos para saber o que rola de mais interessante ao longo do ano e todas as demais dicas uteis para curtir Londres como um Londrino!

Adriana Miller
Siga me!

Adriana Miller

Sobre a Autora at Dri EveryWhere
Adriana Miller, Carioca. Profissional de Recursos Humanos Internacional, casada e mãe da Isabella e do Oliver.
Atualmente morando em Londres na Inglaterra, mas sempre dando umas voltinhas por ai.
Viajante incansável e apaixonada por fotografia e historia.
Adriana Miller
Siga me!
Adriana Miller
7 comentários
16 Dec 2014
7 comentários

Ballet Real Britanico – Alice no Pais das Maravilhas

Dicas de Londres, Dicas de Viagens, Inglaterra, Teatro / Musicais

Como muitos leitores das antigas já devem ter percebido, eu gosto de tradições. Pode ate não parecer, mas sou super rotineira. No meu dia a dia gosto de fazer certas coisas sempre da mesma maneira, na mesma ordem – acho que me ajuda a não deixar a peteca cair entre as mil tarefas do dia a dia. Se o básico já estiver tão ensaiado que eu faço sem nem perceber, sobram mais neurônios (e energia) para outras coisas na mina vida.

Mas não sei o que aconteceu nessa época de fim de ano que inspira as tradições. Não são coisas que fazemos sempre, nem que fazem parte do nosso dia a dia, mas fazem essa época do ano mais divertida e dão aquela sensação de estar fechando um ciclo, antes do novo ano.

Me sinto assim em relação a minha arvore de natal, e também ao Ballet de fim de ano da Royal Opera House que vou (quase) todos os anos com mina amiga Tati! (para comprar seu ingresso veja esses posts aquí).

Esse ano o espetáculo escolhido foi o ballet da “Alice no país das Maravilhas”, apresentado no Royal Opera House em Covent Garden!

Nossa noite começou com um jantar de atualização de fofoca e uns bons drinks no Balthazar (ja falei dele aquí!), que fica ali do lado e eh o endereço perfeito para um jantarzinho com a BFF!

Engraçado que já fui ao Balthazar varias outras vezes e quase sempre com as amigas! Acho que ele tem um ar meio “Nova Iorque Sex and the City” de ser que adoro!

E claro, o menú – que nunca decepciona!

Eu fui de spaghetti de lagostas e manjericão fresco (eu tento diversificar, mas sempre acabo pedindo a mesma coisa!)

E a Tati de Mac’n’Cheese.

De la, atravessamos a Piazza de Covent Garden diretamente para a entrada lateral do ROH em direção a nossa poltrona.

Já fazem uns bons anos que não voltava la (da ultima vez fomos no Colisseum!) e ja tinha ate esquecido de como aquele lugar é liiiindo!

Aliais, amo todos os teatros em Londres! Todos tem aquele ar de glamour antigo do West End… Me sinto mais culta só de passar pela porta! Haha

A apresentação foi, claro, um espetáculo – e logicamente não é permitido tirar fotos durante o ballet.

A pesar de não ser uma historia clássica de fim de ano (como o Quebranozes, por exemplo, que assistimos uns anos atrás), o Alice no Pais das Maravilhas é uma historia linda e igualmente um clássico Inglês, com uma historia muito legal (inspirada pelas universidades de Oxford e escrita na cidade).

E como era de se esperar, o Ballet Real Britânico não decepcionou!

E o tanto que eu amo a orquestra ao vivo?! Parece que s música entra em você! Incrível!

Eu também adoro que a cada ano eles inovam nas apresentações, quase nunca repetindo obras, o que eh uma ótima colaboração da nossa tradição!

 

Todos os posts sobre Covent Garden aquí.

Como comprar ingressos para as apresentações do Ballet Real (o ano todo) aquí.

Adriana Miller
Siga me!

Adriana Miller

Sobre a Autora at Dri EveryWhere
Adriana Miller, Carioca. Profissional de Recursos Humanos Internacional, casada e mãe da Isabella e do Oliver.
Atualmente morando em Londres na Inglaterra, mas sempre dando umas voltinhas por ai.
Viajante incansável e apaixonada por fotografia e historia.
Adriana Miller
Siga me!
Adriana Miller
7 comentários
27 Feb 2014
5 comentários

Teatro The Old Vic (e seus túneis!)

Dicas de Londres, Dicas de Viagens, Inglaterra, Teatro / Musicais

Quem passar pela estação de trem Waterloo em Londres é impossível não reparar no teatro “The Old Vic” – a casa ocupa um quarteirão inteiro, bem na esquina de duas das principais ruas da região: a Waterloo Road e a The Cut.

20140227-195642.jpg

Ele ocupa esse espaço desde 1818, quando abriu as portas pela primeira vez, com o principal propósito de exibir pecas baseadas nas obras de Shakespeare, já que o “Shakespeare Globe” na época ainda não tinha sido reformado e retomado seus espetáculos (na verdade isso so aconteceu quase 200 anos depois, em 1997!).

20140227-195711.jpg

Ao longo de suas existência, o The Old Vic teve diferentes nomes, esteve sob inúmeras direções, e também foi parcialmente destruído pela Blitz durante a Segunda Guerra Mundial, finalmente recebendo seu atual nome e recuperando seu prestigio na década de 70.

O The Old Vic se destaca principalmente por uma característica: ao contrario das outras centenas de casas de espetáculos em Londres, ele nunca foi ocupado por musicais nem pecas de “massa”, mantendo sua reputação na area de artes literárias e teatro tradicional, sempre com espetáculos de altíssima qualidade e aclame critico.

20140227-195651.jpg

Outro destaque do Old Vic é seu papel nas artes cênicas Britânica, sendo um dos principais palcos de formação teatral para todos os tipos de artistas, de atores a produtores, roteiristas, cinegrafistas e todas as diversas áreas envolvidas numa produção teatral, e muito frequentemente eles oferecem cursos ou abrem concursos que “descobrem” novos talentos em Londres e em todo Reino Unido.

20140227-195700.jpg

Em 2003 o ator Kevin Spacey “adotou” o teatro e ate hoje ocupa o cargo de Diretor Artístico, o que sempre atrai bastante atenção da mídia, colocando o Old Vic ainda mais em evidencia, e por sua vez atraindo mais nomes de peso a seus palcos, e conferindo mais qualidade e melhor reputação a suas obras.

20140227-195725.jpg

E nem adianta tentar dar “dicas” de pecas, pois a cada temporada (mais ou menos a cada 6 meses) o The Old Vic apresenta uma nova produção – mantendo seus salões sempre cheios e o críticos de teatro sempre favoráveis!

E além do teatro propriamente dito, a fundação The Old Vic também comanda os “tuneis” Old Vic Tunnels, que eh o espaço escondido em baixo dos trilhos da ferrovia de Waterloo, com centenas de galerias, tuneis e galpões que se expandem em mais uma infinidade de ações culturais.

A maioria deles é fechado a eventos privados, atraindo grandes nomes como uma exposição de Banksky e festas fundraising comandadas por Bill Clinton a Gwyneth Paltrow, desfiles da London Fashion Week e restaurantes pop up de chefs estrelados.

Porem um dos tuneis esta sempre aberto a visitação, e eh um espaço único em Londres, cedendo suas paredes livremente para artistas de ruas, onde podem pintar e grafitar livremente e legalmente.

8418562008_1237a485fb

O túnel fica meio escondidinho entre Waterloo e o London Eye, e do lado de fora pode ate parecer um pouco assustar para os turistas desavisados – mas vale a pena se desviar um pouquinho do caminho e passar pelo túnel.

3709674743_636f56baef

E sempre que passo por lá vejo uma “atração” diferente – além de que as pinturas mudam praticamente todos os dias, sempre vemos muitas gravações e sessões fotográficas (de vídeo clipes e sessões fotográficas de altíssima produção, a infinitas sessões de “look do dia”), além de que os próprios artistas são um caso a parte! Acho fascinante suas pinturas e métodos, e “assistir” um dos painéis sendo elaborado!

Adriana Miller
Siga me!

Adriana Miller

Sobre a Autora at Dri EveryWhere
Adriana Miller, Carioca. Profissional de Recursos Humanos Internacional, casada e mãe da Isabella e do Oliver.
Atualmente morando em Londres na Inglaterra, mas sempre dando umas voltinhas por ai.
Viajante incansável e apaixonada por fotografia e historia.
Adriana Miller
Siga me!
Adriana Miller
5 comentários
Página 2 de 1012345678