01 Apr 2011
138 comentários

London Underground: Absolutamente TUDO que você precisa saber sobre o metrô de Londres!

Dicas de Londres, Dicas de Viagens, Inglaterra, Metrô de Londres, T.V. EveryWhere, Transporte

Eu estou enrrolando meses pra fazer esse post, e sei que sempre é uma das principais duvidas que assolam quem vem pra Londres pela primeira vez.

O sistema de transporte é otimo, eficiente e te levará a cada canto da cidade. Mas por isso mesmo é complexo e pode ser extramamente confuso de pegar a manha!

E já aviso que o post vai ser longo… Vou tentar ser o mais detalhada e completa possivel, com fotos do passo a passo e no final de tudo tem até um filiminho com um “tutorial” de como pegar o metro em Londres!

– Oyster Card ou Travel Card?

As opções são mesmo muitas, e pode ser confuso decidir qual o melhor ticket pra sua situação. Alem disso, ha uns anos atras o Transport for London introduziu o Oyster Card que é um cartãozinho magnetico, que agilizou bastante as filas no horario de rush, mas tambem trouxe muitas vantagens pra moradores e turistas.

Oque muita gente não sabe é que voce também pode comprar um travelcard com seu Oyster, que fica bem mais pratico!

Então os tipos de passagems são: Travelcard de 1 dia, 7 dias, Return ticket e Single Fare, e isso sem falar nas diferenças entre as zonas!

E pra quem vai ficar aqui por muito tempo mesmo, ainda tem os Travelcards mensais, e até mesmo anuais!

Por regra, quanto mais longo for o periodo do seu Travelcard, mais barato cada viagem individual será, mas são as zonas cruzadas em seu trajeto que vão decidir o preço final.

Londres tem cerca de 9 zonas, mas para quem vem fazer turismo, como já comentei em outros posts, todas as atrações turisticas ficam na zona 1 ou 2, assim tambem como a grande maioria dos hoteis, teatros, e etc.

Mas não esqueça que o aeroporto de Heathrow, que é o principal do pais, e onde a maioria dos voos internacionais chegam/saem fica na zona 6 – então cuidado pra não acabar comprando um travelcard de 6 zonas, que será carissimo, sendo que voce provavelmente só vai usar a zona 1 e 2.

Pra evitar esse custo adicional voce tem duas opções: a mais facil é comprar uma passagem de ida do aeroporto até seu hotel (que provavelmente sera na zona 1 ou 2), e deixar pra comprar seu travelcard quando voce chegar na estação de metro proxima ao seu hotel. Ou então, ir no Ticket Desk da estação do aeroporto e pedir exatamente oque voce quer.

Mas o dificil mesmo é saber qual o ticket certo pra sua situação. E isso é facilmente solucionado com matematica.

O Travelcard de 7 dias sempre vai valer a pena se voce vai ficar 4 ou mais dias na cidade.

Essa tabelinha abaixo, disponibilizada pelo site do Transport for London mostra todos os valores das passagens de acordo com a duraçnao, o tipo, e as zonas percorridas.

As passagens em “Cash” são aquelas que voce chega na hora, na maquininha ou no ticket desk e compra um Single Fare (passagem singular) na hora. Essa passagem unica, vai te custar £4.

Mas se voce sabe que voce vai e voltar de algum lugar, entao um Return Fare, ou Day Pass custa 8 libras. Apesar de custar a mesma coisa, um Day Pass te da liberdade total de usar o sistema de transporte de Londres quantas vezes vc wuiser durante aquele dia.

Então se voce for passar 3 dias em Londres, a cada dia de manha, va na estação e compre o seu passe do dia. Vai custar 8 libras por dia (£6.60 nos fins de semana, que são considerados off-peak, pois não são horario de rush), num total de 24 Libras.

(Os horarios de rush são entre as 5 da manha e as 9:30 da manha)

Mas tudo muda se voce for ficar 4 ou mais dias na cidade, e nesse caso, oque vale a pena mesmo é o Travelcard de 7 dias.

O Travelcard de 7 dias custa £27.60 Libras e e dará acesso completissimo a todo sistema de transporte de Londres. E isso significa quantas vezes quiser e precisar, sem limites, nos onibus, DLR (metro de supercicie), e metro.

E onde o Oyster Card entra nisso tudo?

O Oyster é um cartão eletronico que te oferece mais flexibilidade, além de ser mais pratico doque o cartão de papel.

Com ele voce pode carregar seu passe pela internet, voce passa com mais rapidez pelas catracas da estação, e pode deicir quanto quer gastar em transporte.

Eu por exemplo, uso pouquissimo metro no dia a dia. Eu uso trem pra trabalhar, e vou a pé a quase todos os lugares em Londres.

Então o Oyster me permite usar o sistema “Pay as you go” (Uma tradução meio tosca seria “pague a medida que voce usa”) onde e quando preciso.

Com o Oyster cada viagem individual sai muuuuito mais barato , caindo de £4 para £1,90, e o mais legal é que o Oyster tem um “Cap” (teto de uso) que delimita que mesmo que voce use seu Osyter inumeras vezes por dia, voce nunca será cobrado mais que 8 Libras, que é o preço do passe diario.

Então o Oyster é uma otima vantagem pra quem vem ficar poucos dias na cidade e sabe que vai andar pouco de transporte publico – seja porque voce gosta de explorar a cidade a pé, ou esta super bem hospedado e pode chagar a pé em tudo quanto é canto. Assim voce pode ir colocando quantas libras quiser de credito e ir usando aos poucos. Se seu dinheiro acabar, basta colocar mais na maquininha.

Cada vez que voce tocar seu Oyster na catraca da estação seu credito vai aparecer o visor, te mostrando quanto foi descontado (que pode variar de acordo com qual estação voce entrou ou saiu) e seu credito final. Então é bem facil saber quanto dinheiro voce ainda tem no seu Oyster.

E pra comprar o Oyster tambem é facil. O cartãzinho custa £5 e é reembolsavel (voce pode devolver na estação no final da sua viagem e pegar seu dinheiro de volta), e pode ser comprado direto nas maquininhas ou no Ticket Desk de qualquer estação de metro. O Oyster card também pode ser comprado em varias bancas de jornal, mercadinhos, lojas de souvenier, etc espalhados pela cidade.

Mas a dica/truque é ir direto no guichê da estação e comprar seu Travelcard direto no Oystercard, e assim o preço do Oyster já vem incluido e voce não precisa pagar a mais!

Voce pode comprar sue Travelcard ou Oyster com moedas, dinheiro cartão de debito ou credito, e as maquininhas da estaçnao sempre vão indicar que forma de pagamento aceitam. Na duvida, basta ir diretamente no guichê.

– Mas e como sei qual minha estação de metro ou zona? Journey Planner!

Uma das melhores ferramentas oferecidas pelo Transport for London para moradores e turistas é o site (ou App, se vc tiver um Smart Phone) é o Journey Planner que calcula distancias, tempo de deslocamento e te diz exatamente como chegar de um ponto A ao ponto B em Londres!

Voce pode procurar por exemplo pela estaçnao de trem, metro ou onibus, o pelo endereço do hotel ou do restaurante onde voce quer ir.

O sistema calcula exatamente as melhores rotas pra chegar até lá, te avisa de possiveis interrupções nas linhas de metro, ou ruas fechadas por obras (que afetam os onibus) e te dá algumas opções.

E quando voce clica no mapinha, tem uma outra ferramenta chamada “Wizard” que é interativa e mostra todo trajeto sugerido, onde trocar de linha, por onde andar, etc.

É otimo e eu nunca saio de casa sem consultar o Journey Planner!

– Minda The Gap: as regras de uso do metro.

Alem da parte mais “teorica” sobre como usar o metro, tem toda a parte sub-entendida, e as regrinhas que todo mundo que mora aqui conhece que aprende a incorporar rapidinho, e geralmente são esses pequenos detalhes que identificam quem são os moradores e os turistas perdidos pela cidade!

A primeira regra é: tenha pressa! O Londrino é um ser apressado, estão sempre correndo de um lado pro outro, e se irritam se alguém impacar na frente deles.

Sempre tenha seu Travelcard ou Oyster pronto pra passar na catraca (quer irritar um Londrino? Resolve procurar o Oyster no fundo da bolsa já na boca da entrada da catraca! Vão te atropelar!), e passe rapido e decididamente!

Ande pela esquerda, para na direita. Essa é a principal regra do metro de Londres! Voce esta com pressa e quer subir ou descer as escadas rolantes andando? Então fique na “faixa” da esquerda. Cansou, e quer ficar no seu canto até chegar lá em cima? Se parar nas escadas rolantes, fique SEMPRE no lado direito!

E pode ter certeza absoluta que se voce quebrar essa regra, alguem vai te cutucar nas costas e mandar voce andar mais rapido ou sair da frente!

Os trens e tuneis do metro de Londres são antigos e consequentemente pequenos, oque significa que quase sempre estão lotados. Quando chegar sua vez de entrar no metro, deixe as portas desobistruidas, para que quem esta dentro possa sair primeiro, e então voce pode entrar.

E quando voce finalmente entrar no vagão, não empaque na porta, vai direto pro meio do carro, e deixe a passagem livre (se o carro estiver vazio, sente e não se preocupe mais).

– Sinalizações

As estações de metro em Londres são super bem sinalizadas, tanto fora quanto dentro da estação.

Todas as estações tem mapas com todas as zonas e estações de metro, mapas da area (não sabe que saida pegar pra chegar na loja que esta procurando? De uma olhadinha no mapa) e mapas e listagem dos onibus que passam pela região.

Dentro dos vagões também sempre tem mapas e listagens de estações e linhas, então é impossivel ficar perdido!

Mas se por acaso voce se sentir perdido, basta pedir ajuda a qualquer funcionario do metro. Por incrivel que pareça, todos snao super simpaticos e sempre prestativos!

Eu sei que o post ficou gigantesco, mas no outro dia estava no metro e resolvi fazer um filminho! Mostrando todo passo a passo de como usar o metro, quase um turorial, e consegui cobrir quase tudo que falei no post.

Mas ja aviso, o filme foi feito com o iPhone e muito na moita, pra não levar bronca dos guardinhas, então só quando fui editar tudo é que me dei conta de quanto esse video esta chaqualhado, e juro que fiquei até meio enjoada só de assistir! hahahahahah

httpv://www.youtube.com/watch?v=rhPSh04MLqU

Mas ficou bem legal pra ilustrar como é o metro por dentro, como usar a maquininha pra carregar o Oyster card, como comprar seu Oyster, as escadas, os mapas, etc.

 

 

Planejando sua viagem para Londres?

Alem de todas as dicas para aproveitar o maximo de Londres que voce encontra aqui no Blog, planeje tambem sua viagem com servicos e recomendacoes testadas e aprovadas:

E nao perca as dicas de Pubs e Restaurantes, o Calendario de Eventos para saber o que rola de mais interessante ao longo do ano e todas as demais dicas uteis para curtir Londres como um Londrino!

Adriana Miller
Siga me!

Adriana Miller

Sobre a Autora at Dri EveryWhere
Adriana Miller, Carioca. Profissional de Recursos Humanos Internacional, casada e mãe da Isabella e do Oliver.
Atualmente morando em Londres na Inglaterra, mas sempre dando umas voltinhas por ai.
Viajante incansável e apaixonada por fotografia e historia.
Adriana Miller
Siga me!

Latest posts by Adriana Miller (see all)

Adriana Miller
138 comentários
25 Jan 2011
41 comentários

Transporte: Taxi em Londres – Black Cab & Mini Cab

Dicas de Londres, Dicas de Viagens, Inglaterra, Taxi em Londres, Transporte

Os taxis Londrinos sao um dos grandes simbolos da cidade e do Reino.
Porem poucas pessoas sabem  que ser taxista em Londres eh uma das profissoes mais reguladas, concorridas e dificies do pais!


Nao eh a toa que os famosos Black Cabs sao tao dificieis de serem encontrados (na verdade eles estao em todos os lugares, mas geralmente cheios. A oferta e demanada nao sao compativeis!), sao tao caros e seus motoristas tao exigentes (um motorista de black cab nao abre a porta para passageiros ate que vc diga para onde vai, e caso ele nao esteja a fim de dirigir pra’quelas bandas, simplesmente vai te dizer que nao, e seguie em frente!).

A profissao eh regulada pelo London Hackney Carriage, que regula os precos, regras de conduta, vende os carros, treina e aplica as provas.
A origem da compania eh meio debativel, mas dizem que eh originaria da palavra Francesa “haquenée“, que eram os estilos de carruagem puxadas a cavalo que circulavam por Londres no final do seculo 19. Assim como a palabra “Cab” tambem teve sua origem na palavra Francesa “Cabriolet“, que tambem significava carruagem.

Entao quem quiser virar motorista de taxi em Londres deve fazer os curso preparatorio da Hackey Garage que tem a duracao minima de 2 a 4 anos, sendo que estatisticamente, quem quiser de “formar” em taxista, demorar pelo menos 3 anos ate passar em todas as provas.

Parte do trainamento (O “The KNowledge“) de Black Cabbies eh conhecer – perfeitamente! – todas as ruas no centro de Londres, em roteiros pre estabelecidos no seculo 19, e inclui teste de conhecimento sobre ruas, ordem dos predios, numeração das casas, rotas alternativas, predios publicos, teatros, atracoes turisticas e afins. Teoricamente, os Black Cabs nao podem usar GPS, pois tem que conhecer todas as ruas de Londres!

Eu nunca pensei que iria escrever um post sobre taxis, mas na verdade eh um assunto muito interessante e tao caracteristico da cidade!

Por exemplo, alem de toda regulamentacao e treinamento para se tornar um motorista de taxi, o carro propriamente dito soh pode ser comprado diretamente da fabrica original (e a unica empresa que tem autorizacao Real de produzir os London Cabs), a LTI, que mantem o design original do veiculo desde principios do seculo 19, quando os primeiros carros eletricos foram introduzidos no transito da cidade, e o motivo do carro ter o design interno que tem, alem de sua direcao limitada, eh por causa da entradinha do hotel Savoy, onde a alta sociedade e Realeza Britanica se encontravam para tomar cha e assistir pecas de teatro – e como naquela epoca as unicas pessoas que tinham acesso a carros e cabs eram a alta sociedade, a fabricacao dos carros se moldou as suas necesidades, e por tradicao, isso nunca mais foi modificado.

Entao isso tudo explica um pouco o porque dos Black Cabs terem um papel tao importante na Inglaterra, e principalmente em Londres, e explica um pouco tambem seus precos!

O preco das corridas e bandeiradas eh tabelado e regulado pelo Transport for London,  e qualquer corridinha no centro da cidade nao sai por menos de 10 libras. A corrida entre o aeroporto Heathrow e o centro de Londres, por exemplo, nao sai por menos de 90 ou 100 libras.

Por isso os Black cabs acabam sendo vistos por muitos moradores e turistas como uma opcao secundaria e de emergencia para rodar pela cidade.
Mas ainda assim, andar num Black Cab eh uma experiencia tao legal quanto andar num onibus Double Decker!

Mas, como tudo em Londres, a concorrencia eh acirrada, e existem outras alternativas para quem precisa de um carro/taxi.

Uma outra modalidade de taxis que circulam em Londres sao os Mini-Cabs.
Os mini-cabs sao carros normais (qualquer marca, qualquer cor, qualquer modelo) cujo motorista eh registrado como motorista, e so pode ser usado com pre reserva, e motoristas de mimi-cab NAO tem autorizacao para pegar passageiros nas ruas.

Comparativamente, os mini-cabs sao MUITO mais baratos que os Black-cabs e geralmente nao usam teximetro. Como todas as corridas sao pre-reservadas, os precos sao concordados com antecedencia e registrados.
Por exemplo, uma corrida entre o centro de Londres e o aeroporto Heathrow, custa uma media de 45 Libras – metade do preco de um taxi normal.

Entao vale a pena reservar um taxi com antecedencia caso voce va a uma festa, ou para ir ou voltar do aeroporto; e para turistas, basta pedir que seu hotel reserva um mini-cab para voce. OU entao mandar uma mensagem de texto ou ligar para o CabWise que tambem eh um grupo que faz parte do organismo que regula transportes em Londres, e imediatamente eles te mandam por SMS varios contatos de mini-cabs registrados na sua area.

E isso me leva a abordar um assunto nao muito legal, mas extremamente importante para turistas e desavisados em geral em Londres (eu soh descobri isso depois de um tempão morando aquí!).

Um dos maiores problemas de seguranca publica em Londres sao justamente em relacao ao mini-cabs.
Sao uma otima opcao para quem precisa usar taxi, mas nao quer pagar os precos altos do monopolio dos Black Cabs, mas infelizmente eh uma modalidade de transporte incrivelmente facil de ser falsificada, ja que qualquer pessoas que possua um carro pode colar um adesivo de “Private Hire” em seu parabrisas e oferecer corridas de taxis a desavisados nas ruas.

Entao as “regras do jogo” para usao de mini-cabs sao: sempre reserve seu taxi com antecedencia (pela Internet, telefone ou SMS) e deixe um numero de contato. Quando o taxista chegar no local combinado, ele vai ligar pro numero de contato e confirmar o carro. Nunca entre no carro sem confirmar!

O grande problema eh que nos ultimos anos tem aumentado demais os indices de violencia sexual em Londres, e infelizmente a grande maioria das vitimas sao passageiros(as) de mini-cabs nao registrados.

Pois ao nao ser registrado, significa que aquele motorista possivelmente eh um imigrante ilegal, nao foi treinado, nao teve seus antecedentes criminais verificados nem sua estabilidade psicologica testada.
E entre os muitos debates relacionados a raca e credo entre vitimas e atacantes (pois a grande maioria dos ataques sao feitos por taxistas homens, de origem Africana, Arabe ou do Sub Continente Indiano, que por sua vez atacam mulheres brancas ou de origem Europeia/Ocidental), os numeros nao mentem, e por mais que vc nao precise se preocupar com sua carteira ao pegar um onibus noturno no centro de Londres, voce tem que se preocupar (e muito) em pegar um mini-cab direto na rua.

Se um taxista (que nao seja Black Cab) te oferece servico no meio da rua, isso, por si soh, ja eh o principal motivo para NAO entrar no carro dele!

E infelizmente o que mais vemos nas madrugadas nas ruas de Londres sao meninas e meninos – com alto teor alcoólico em seu sangue – entrando em qualquer taxi que se ofereca. E infelizmente sao essas “excessoes” de “Ah… hj to cansada e nao quero esperar o onibus” ou “Hj ta frio e nao tem black cab nas ruas” que continuam virando estatisticas assuastadoras sobre a seguranca publica Britanica.

As campanhas do governo sao impactantes e praticamente traumatizantes, mas ainda assim o problema continua. E o slogan da campanha é justamente esse: se voce não pegaria carona com um estranho na rua, nao aceite um mini-cab que nao foi reservado.

Pronto! Aviso dado!

Para quem vem passear em Londres, nao deixem de dar pelo menos um passeiozinho rapido num Black Cab autentico, e para quem precisa de um taxi mas nao quer ir a falencia, basta contactar um dos inumeros postos de mini-cab espalhados pela cidade!

<blockquote>
<h2>Planejando uma viagem para Londres?</h2>
Além de todas as dicas para aproveitar o máximo de Londres que você encontra aqui no Blog, planeje também sua viagem com serviços e recomendações testadas e aprovadas:
<ul>
<li><a href=”http://drieverywhere.net/2013/08/11/londres-everywhere-guia-de-viagem/” target=”_blank”>Compre nosso Guia de Viagem de Londres aqui</a>:</li>
<li><a href=”http://drieverywhere.net/guia-de-hoteis-em-londres/” target=”_blank”>Pesquise e reserve seu hotel em Londres aqui</a>:</li>
<li><a href=”http://drieverywhere.net/ingressos-para-atracoes-em-londres/” target=”_blank”>Compre ingressos para as atracões em Londres aqui</a>:</li>
<li><a href=”http://drieverywhere.net/tag/transfer-em-londres-com-motorista-brasileiro/” target=”_blank”>Reserve seu translado com motorista Brasileiro aqui</a>:</li>
<li><a class=”vb_shop_link” title=”London Travelcard” href=”https://www.visitbritainshop.com/brasil/london-travelcard/?cid=1f1101f0099447cb8309eeec2ba11fbb2246&amp;utm_medium=affiliate&amp;utm_source=adriana_miller&amp;utm_campaign=affiliate” target=”_blank”>Compre seu passe semanal do metrô de Londres aqui</a><img src=”https://www.visitbritainshop.com/~/media/682788a1488748faad22a631d86f24a6.ashx?as=0&amp;w=1&amp;h=1&amp;cid=1f1101f0099447cb8309eeec2ba11fbb2246″ alt=”” /> ou então <a class=”vb_shop_link” title=”Para comprar Visitor Oyster Card London clique aqui” href=”https://www.visitbritainshop.com/brasil/london-visitor-oyster-card/?cid=02b7a1977c604ae9b4cf9ca7403637632247&amp;utm_medium=affiliate&amp;utm_source=adriana_miller&amp;utm_campaign=affiliate” target=”_blank”>para comprar Oyster Card London clique aqui:</a><img src=”https://www.visitbritainshop.com/~/media/682788a1488748faad22a631d86f24a6.ashx?as=0&amp;w=1&amp;h=1&amp;cid=02b7a1977c604ae9b4cf9ca7403637632247″ alt=”” /></li>
<li><a class=”vb_shop_link” title=”BritRail GB Pass” href=”https://www.visitbritainshop.com/australia/britrail-gb-pass/?cid=8fc4cbf6cb0c4060a286a3c3cffcb01c2244&amp;utm_medium=affiliate&amp;utm_source=adriana_miller&amp;utm_campaign=affiliate” target=”_blank”>Compre passagens de trem no Reino Unido aqui:</a><img src=”https://www.visitbritainshop.com/~/media/682788a1488748faad22a631d86f24a6.ashx?as=0&amp;w=1&amp;h=1&amp;cid=8fc4cbf6cb0c4060a286a3c3cffcb01c2244″ alt=”” /></li>
<li><a href=”http://drieverywhere.net/2015/03/17/perrengueeverywhere-seguro-de-viagem-garantias-e-precaucoes-a-tomar-antes-de-viajar/” target=”_blank”>Compre seu Seguro de Viagem aqui:</a></li>
<li><a href=”http://www.rentalcars.com/Home.do?affiliateCode=drieverywhere” target=”_blank”>Alugue seu carro aqui</a>:</li>
<li><a href=”http://www.partner.viator.com/pt/15492?bannerImg=Discounts_med_300x250.gif” target=”_blank”>Reserve excursões e passeios por Londres e Reino Unido aqui</a>:</li>
<li><a href=”http://drieverywhere.net/2015/02/04/carla-costelini-book-fotografico-em-londres/” target=”_blank”>Registre sua viagem a Londres com um book fotográfico profissional aqui</a>:</li>
</ul>
E não perca as dicas de <a href=”http://drieverywhere.net/guia-de-restaurantes-em-londres/” target=”_blank”>Pubs e Restaurantes</a>, o <a href=”http://drieverywhere.net/2015/01/05/londres-mes-a-mes-calendario-de-eventos-e-atracoes-pro-ano-todo/” target=”_blank”>Calendário de Eventos </a>para saber o que rola de mais interessante ao longo do ano e todas as demais <a href=”http://drieverywhere.net/2013/08/11/londres-everywhere-guia-de-viagem/” target=”_blank”>dicas úteis </a>para curtir Londres como um Londrino!</blockquote>

Adriana Miller
Siga me!

Adriana Miller

Sobre a Autora at Dri EveryWhere
Adriana Miller, Carioca. Profissional de Recursos Humanos Internacional, casada e mãe da Isabella e do Oliver.
Atualmente morando em Londres na Inglaterra, mas sempre dando umas voltinhas por ai.
Viajante incansável e apaixonada por fotografia e historia.
Adriana Miller
Siga me!

Latest posts by Adriana Miller (see all)

Adriana Miller
41 comentários
13 Oct 2010
69 comentários

Eurostar – Conectando a Inglaterra ao continente Europeu

Belgica, Dicas (Praticas!) de Viagem, Dicas de Viagens, Eurostar, França, Transporte, Viagens pelo UK

Uma das duvidas mais frequentes de quem viaja entre a Inglaterra e o resto da Europa eh qual a maneira mais facil e mais barata de se chegar de um lugar ao outro.

As opcoes mais obvias sao sempre os avioes ou ir de trem, pelo Eurostar (a pesar de que a viagem de barco tambem eh uma otima opcao, apesar de menos pratica para turistas).

Viajar de aviao geralmente acaba virando a melhor opcao, afinal a Inglaterra eh a terra das empresas de Low cost que oferecem voos para todo continente Europeu a preco de banana – mas existem muitas desvantagens a uma viagem de aviao: sejam os aeroportos afastados do centro da cidade, as restricoes de bagagem, a seguranca restrita e as interminaveis filas – uma simples viagem Londres/Paris, onde vc fica pouco mais de 1 hora no ar, acaba comendo pelo menos umas 6 horas do seu dia! (entre viajar ateh o aeroporto, fazer check in, passar pela imigracao, esperar o embarque, o voo, desembarcar e passar pela imigracao, recolher as bagagens e chegar no centro da sua cidade destino).

Entao para quem vai pro norte da Europa, o Eurostar eh uma otima maneira de cruzar o Canal da Mancha, conectando Londres a Lille, Paris, Bruxelas (e arredores) e Amsterdan (e arredores) em cerca de 2 horas!

O principal problema do Eurostar, e o motivo pelo qual eu nao viajo de trem mais frequentemente eh justamente o preço.

Por ter uma oferta mais limitada, e ter como objetivo, principalmente, as viagens a negocio, o Eurostar geralmente custa uma media de 2 ou 3 vezes o preço de um voo, principalmente para quem viaja durante a semana (que eh o efeito oposto dos voos).

Além disso, o Eurostar nao funciona como um trem comum, que tem seus preços mais ou menos fixos, e assentos sempre disponiveis. Com o Eurostar quanto mais antecedencia voce comprar sua passagem, mais chances tera de nao soh conseguir um assento, mas tambem conseguir bons precos e algunas promocoes. Alem disso, as passagens compradas on line sempre saem mais barata do que as compradas direto na estacao (pois voce mesmo tem que imprimir seu cartao de embarque).

Mas uma vez que voce decidiu viajar de Eurostar, como realmente funciona na pratica?

– Check in e Imigracao:

Bem, primeiramente nao esqueca que viajar de Eurostar eh uma viagem internacional como outra qualquer, e por tanto eh preciso fazer check in e passar pela imigracao.

Fila do Check in no estação de St Pancras em Londres

O check in deve ser feito com no minimo 30 minutos de antecedencia (tenho amigos que jah foram impedidos de embarcar em seu trem pois nao fizeram o check in a tempo – acharam que era uma viagem de trem qualquer e poderiam entrar no trem alguns minutos antes da partida), e ao sair de Londres voce tem que passar pela imigracao francesa, e ao sair de Paris (ou Bruxelas), voce passa pela imigracao Inglesa.

E sim, eh uma imigracao como outra qualquer, voce deve apresentar os mesmo documentos que apresentaria num aeroporto e deve ter tudo em ordem. Se preciso, a policia da imigracao vai barrar sua entrada e voce podera ter problemas com a lei.

Digo isso porque volta e meia eu recebo e-mails pedindo “dicas” de como vir para Inglaterra ilegalmente, e supostamente chegar aqui por trem seria mais facil que passar pelo pente fino dos aeroportos.

– Embarque e escolhendo seu assento:

Mas passando da imigracao, entramos num saguao de embarque, bem parecido com um pequeno aeroporto, com livrarias, cafes e restaurantes (mas retiraram os free shops!) ateh que seu trem seja liberado para embarque.

Ao contrario da maioria dos trens comuns que viajam domesticamente pela Inglaterra e Europa, o Eurostar tem lugar marcado, entao voce tem que procurar qual seu vagao e entao qual sua poltrona.

Identificando seu vagão

A dica aquí eh na hora em que voce esta reservando sua passagem e pode escolher se quer assentos “Facing forward” (indo de frente) ou “Facing backwards” (indo de costas), ou se vc quer sentar em poltronas duplas ou quadruplas, com mesinhas no meio. Se voce, como eu, enjoa facil em viagens, sempre reserve seu assento “Facing forward”.

– Bagagem:

Uma das grandes vantagens do Eurostar em vez das companias aereas de low cost eh o fato de nao ter limite para bagagem – mas nao se esqueca que o Eurostar eh apenas um trem, e apesar de poder viajar com tudo que quiser, voce tera que carregar tudo que quiser levar. O trem nao tem bagageiro, e sua bagagem devera ser guardada no compartimento acima de sua poltrona, ou na area reservada para malas nos corredores entre os vagoes.

O bagageiro no corredor

Essas areas tambem nao sao grandes e cabem talvez umas 10 malas medias, e sao usadas pelo vagao inteiro – alem disso, se voce viaja com itens valiosos, se sua mala eh cara, ou voce eh simplesmente paranoico e nao quer largar sua bagagem sozinha entre os vagoes, entao eh melhor manter suas malas o mais compacto possivel, para que possam sempre estar a vista, na prateleira acima de sua poltrona.

– Durante a viagem:

A viagem entre Londres e Paris dura cerca de 2 horas (o mesmo tempo entre Londres e Bruxelas: 2:05), oque nao eh muito, mas dah para aproveitar para relaxar um pouco.

O Eurostar sempre tem um vagao restaurante, onde vendem café, cha, sucos e refrigerantes (alem de algunas bebidas alcoolicas) alem de sandwiches, muffins e afins.

E a pesar de nao ter nenhum “entretenimento” de bordo, todos os assentos tem tomadas onde vc pode carregar seu laptop, iPhone, Blackberry, DVD placer e afins – soh nao esqueca de levar um adaptador de tomadas!

A passagem pelo Tunel do Canal da Mancha quase sempre passa praticamente despercebido: sao apenas cerca de 20 minutos onde o trem passa voando pelo tunel sub-aquatico, construido a 100 metros abaixo do solo marinho – para quem acha que vai ver peixinhos durante a viagem, a unica indicacao de que estamos cruzando o canal eh que de repente tudo fica completamente escuro! E quando o trem sobe a superficie outra vez, tcha-ram! Voce chegou no outro lado do continente Europeu.

– Desembarque:

Desembarcar do Eurostar eh um processo automatico, ja que a imigracao foi feita antes mesmo do embarque e as bagagens nao sao despachadas – e eh ai que esta a grande vantagem do Eurostar: assim que vc sai do seu trem, voce jah esta logo ali! No centrao das princpais cidades da Europa do Norte!

– Seguindo viagem e onde guardar sua bagagem na estacao:

Teoricamente o Eurostar soh viaja entre Londres-Paris e Londres-Bruxelas, mas uma vez estando nessas cidades, sua passagem Eurostar te da livre acesso a qualquer outro trem da rede integrada daquela pais, sem nenhum acressimo de preco!

Entao a viagem nao fica limitada a penas essas cidades, e voce pode aproveitar para contecer outras partes da Franca, Belgica, Holanda e Alemanha, por exemplo.

E foi exatamente oque fizemos quando fomos a Belgica com meus pais: compramos a passagem Londres-Bruxelas, deixamos nossas malas no guarda volumes automatico da estacao Brussele Midi e fomos passar algumas horas andando pelo centro de Bruxelas.

No fim do dia, voltamos para estacao, recolhemos nossa bagagem e nos dirigimos diretamente para plataforma do trem que ia para Bruges – a unica coisa que tivemos que mostrar foi o papel com nossa passagem Eurostar impresso e pronto!

E boa notícia pra quem vai pra Bélgica: as linhas da Eurostar são 100% integradas com a rede ferroviária Belga, e portanto se sua viagem se estender de Bruxelas (ponto de chegada Eurostar) para qualquer outra cidade do país você não terá que comprar outra passagem avulsa!

“Travelling to other Belgian stations

Any Belgian Station tickets include travel from Brussels-Midi/Zuid to any Belgian station. That means you can use your Eurostar ticket to travel on any domestic Belgian service* within 24 hours of arriving at Brussels-Midi/Zuid.

Please note Any Belgian station tickets can only be booked more than 48 hours prior to travel to allow for printing at home. Otherwise they will only be available for collection from Brussels station.

*excludes Thalys and ICE services.”

Screen Shot 2013-06-12 at 10.37.02

Essa “promoção” só é válida para viagens dentro da Bélgica com passagens compradas entre Londres e Bruxelas, não sendo válidas para viagens via Lille ou Paris, e usadas nas 24 horas antes e depois de sua passagem Eurostar.

Adriana Miller
69 comentários
Página 6 de 923456789