04 Jul 2017
3 comentários

Como visitar os sets de Harry Potter em Oxford!

Dicas de Viagens, Europa, Oxford, Viagens pelo UK

Sempre que recebemos visitas aqui em Londres, tentamos planejar passeios e programas diferentes, principalmente quando recebemos nossas famílias, que já vieram a Londres varias vezes nos visitar e gostam de aproveitar para fazer coisas fora do circuitão obvio.

Então durante a ultima visita da minha irmã, aproveitamos a oportunidade para voltar a Oxford – só que dessa vez demos um foco diferente, e resolvemos focar a visita a cidade apenas no roteiro dos filmes do Harry Potter!

Como visitar os sets de Harry Potter

Oxford serviu de pano de fundo a vários clássicos Britânicos, e inclusive muitos de seus autores moraram e estudaram por lá: como é o caso de JRR Tolkien, que escreveu a saga do “Senhor dos Anéis” inspirado em sua experiência em Oxford, e Lewis Caroll, que escreveu “Alice no Mundo das Maravilhas”, também baseado em Oxford.

Mas o fenômeno literário Britânico mais recente são os livros e filmes do Harry Potter, que apesar de não ter sido escrito por lá, Oxford serviu de inspiração para muitas cenas e sets dos filmes da serie.

Muita gente me perguntou o que e como visitar os sets de Harry Potter em Oxford, e é preciso se planejar com uma certa antecedência, mas não é difícil!

Bem, pra começar que realmente Oxford é um lugar incrível, e a cada esquina você realmente tem a sensação de estar andando por Hogsmead, ou que o Harry, a Hermione ou o Ron vão aparecer a qualquer momento!

O local mais icônico do roteiro Harry Potter em Oxford é o “Great Hall” da faculdade Christ Church:

Na verdade as cenas dos filmes foram filmadas no estúdio da Warner no norte de Londres, mas o estúdio cenográfico foi inspirado 100% na exuberância do Great Hall – e da pra entender porque!

Harry Potter Londres

A universidade ainda esta 100% ativa e operante, e o salão ainda é utilizado por seus alunos como refeitório  portanto as datas e horários de visitação são bem limitados (confira no site da Universidade o calendário atualizado). E eles não facilitam o processo nem as informações para quem quer visitar o salão…

O que a maioria das pessoas faz (e se frustra) eh chegar na hora, entrar na fila quilométrica, e passar horas e esperando pela esperança de entrar para ver a Christ Church por dentro.

Porém o mais fácil é reservar tudo on line, com (bastante) antecedência! É só escolher seu horário e pagar on line; e no horário de sua visita, é só chegar na porta e entrar na fila especifica para “pre bookings” – mas mesmo essa fila não é tao obvia… então na dúvida, pergunte na portaria, e não se assuste com a fila quilométrica ao lado! Essas são as pessoas que não tem ingresso e estão esperando sobrarem vagas em cada horário de visita para entrar no Great Hall.

Mas falando em cenários do Harry Potter, alem do Great Hall (salão de jantar/refeitório), foi ali na Christ Church que foram filmados as cenas na escadaria no filme “A Pedra Filosofal”, logo que Harry, Hermione e Ron chegam a Hogwarts, alem de outras cenas da “Câmera Secreta” (foi ali na mesma escadaria que Harry e Ron estacionam o carro voador, e sobrem correndo a escadaria da escola – e no final do filme, eh ali que Herry conhece Tom Riddle pela primeira vez).

Outra college histórica que serviu de inspiração e cenário para Hogwarts, eh a Biblioteca Bodleian, da University of Oxford.

A Divinity Hall, é o saguão de entrada das bibliotecas do seculo 12 da Universidade, e sua estrutura e teto talhado em pedra, foi o cenário da enfermaria de Hogwarts, no filme da Pedra Filosofal (e alguns outros filmes, sempre que algum deles se machucava).

Harry tem varias cenas na enfermaria da Divinity Hall, logo depois de seu confronto com Valdemort e quando precisa “re endurecer” seus ossos!

E parte da mesma área da universidade, esta a biblioteca Duke Humphries, que também foi cenário e inspiração a biblioteca de Hogwarts.

Imagem Divulgação

A biblioteca é considerada a mais antiga de Oxford e uma das mais antigas do Reino Unido – e sem duvida a mais importante, pois foi aqui que se desenvolveu o conceito de “copy write” (direito autoral), e ate hoje, a biblioteca da Universidade de Oxford é responsável por armazenar e catalogar todos os livros oficialmente publicados no Reino Unido (milhares por ano!).

Imagem Divulgação

A biblioteca Duke Humphries é impressionantemente medieval – bem como a gente imaginaria Hogwarts por dentro! – e infelizmente não permite fotografias la dentro.

Para visitar a Divinity Hall e a biblioteca Duke Humphries, é necessário fazer uma tour guiada, pré agendada organizada pela Universidade.

Os dias e horários são limitados (devido ao ano letivo, pois a biblioteca ainda esta operante), e se não me engano, a biblioteca não pode ser visitada durante a semana.

Os tours podem ser agendados on line, pelo site da Universidade.

E por fim, o jardim interno da faculdade New College, também serviu de cenário para algumas cenas do “Cálice de Fogo” – quando Harry transforma o Malfoy num ferrão!

O New College também tem dias e horários de visita limitados, devido ao ano letivo, e o calendário de abertura pode ser consultado on line.

 

Eu sou super fã assumida dos livros e filmes do Harry Potter, então acho o máximo o tanto de coisas relacionadas aos filmes que temos em Londres e arredores!

 

Adriana Miller
Siga me!

Adriana Miller

Sobre a Autora at Dri EveryWhere
Adriana Miller, Carioca. Profissional de Recursos Humanos Internacional, casada e mãe da Isabella e do Oliver.
Atualmente morando em Londres na Inglaterra, mas sempre dando umas voltinhas por ai.
Viajante incansável e apaixonada por fotografia e historia.
Adriana Miller
Siga me!

 

Nos Acompanhe!

Além de todas as dicas que eu posto aqui no blog, você também pode me acompanhar nas redes sociais para mais notícias “ao vivo”:

 

Adriana Miller
3 comentários
12 Jul 2016
2 comentários

Legoland Windsor – Parque de diversões da Lego no sul de Londres! (Com TV Everywhere!)

Atrações Turisticas, Baby Everywhere, Dicas de Londres, Inglaterra, Londres com Criancas, T.V. EveryWhere, Viagens pelo UK, Windsor

Desde que fizemos nossa primeira visita ao parque da Peppa Pig ano passado, já sabíamos que assim que a temporada dos parques começasse de novo esse ano, iríamos levar a Bella ao Legoland UK!

(E tambem teve Vlog do nosso dia por la!)

 

Os parques da Legoland (ou Legolândia, em Português) são os parques de diversão temáticos da Lego, aquele brinquedinho de encaixar, que existem em cerca de 7 localidades/países. O mais famoso (e se não me engano, maior) fica na Flórida, pegando carona nos parques da Disney, mas na verdade a Lego é uma marca Dinamarquesa, então nada mais lógico do que a presença do parque espalhado por algumas capitais Européias também!

(a Legoland tem parques 7 parques atualmente, com mais alguns já em construção: Billund, Dinamarca; Windsor, Inglaterra; Califórnia e Flórida, EUA; Gunzburg, Alemanha; Malásia; Dubai)

Nós fomos ao Parque de Windsor, que fica mais ou menos a 1 hora de Londres (na mesma cidade do Palácio de Windsor) e a primeira impressão foi que o parque era bem maior do que esperávamos! (o da Peppa Pig é bem pequeno, então acho que estava com isso na cabeça…). Passamos o dia inteirinho por lá e não conseguimos ver tudo!

Além disso o parque é bem mais democrático em termos de faixa etária, e tem atrações para crianças mais velhas e adolescentes. Ainda assim o parque foca principalmente em crianças menores, e acho que a idade ideal seria entre 3 e 5 ou 6 anos – um grupo ou família/casal sem crianças já não curtiria tanto…

Mas aos 3 anos e meio, a Bella estava numa idade perfeita para curtir o parque, apesar de ter ter altura suficiente para entrar em vários brinquedos…

Mas isso não impactou muito não, pois realmente não tivemos tempo pra ver o parque todo!

Não é que seja tão enorme assim não, mas os brinquedos são bem espalhados, e ainda contando com as filas etc, o tempo fica corrido – então muita gente aproveita para se hospedar no resort que fica dentro do parque, ou então nos muitos hotéis e pousadas da cidade de Windsor (opção mais econômica!) para poderem passar pelo menos uns 2 dias visitando o parque.

E além dos brinquedos do parque, eles também tem várias oficinas de construção de Legos e outras atividades mais manuais e culturais para as crianças e adolescentes (e claro, as muitas lojas vendendo todo tipo de souvenir Lego imaginável!).

O parque é dividido em várias seções e “temas”, e os brinquedos seguem essa linha, e genericamente falando, são também segregados por faixas etárias.

A minha parte preferida foi a “Mini Land”, que é tipo um mundo em miniatura, construído totalmente com peças de Legos!

É fenomenal!! O nível de detalhe não dá pra acreditar!

E sim, todas as maquetes das cidades são feitas única e exclusivamente com peças de Legos, e recebem manutenção constante.

Eu sabia que essa era umas principais atrações e marcas registradas dos parques da Legolândia, mas não imaginava que a área era tão grande, que as “cidades” eram tão grandes e detalhadas.

A parte de Londres então, é incrível!

Mas infelizmente, por causa do clima na Inglaterra, o parque só abre durante a temporada de Primavera e Verão (entre Abril e Setembro), com mais alguns dias entre Novembro e Dezembro para as comemorações e especiais de Natal (no mesmo estilo que o parque da Peppa Pig), então quem quiser visitar o parque, terá que planejar uma visita à Inglaterra durante os meses mais amenos do ano.

Mas a boa notícia é que crianças menores de 3 anos não pagam entrada! Mas ainda assim eles dão uma listinha com todos os brinquedos e atrações onde não ha limite de idade, e que mesmo bebês de colo podem participar (até que tem bastante coisa!).

Eu acabei não participando de muita coisa por causa da barriga, mas me diverti assim mesmo, e a Isabella simplesmente a-do-rou o parque, então certamente sera um programa que repetiremos mais vezes nos próximos meses e anos!

Para chegar até o parque, você pode pegar um trem a partir da estação Waterloo em Londres, e depois um táxi ou ônibus entre o centro de Windsor e o parque (uns 15/20 minutos), e repetir o mesmo na volta, ou então contratar um transfer direto até lá (para mais informações sobre recomendação de transfers, mandem e-mail para concierge@drieverywhere.net).

 

Adriana Miller
Siga me!

Adriana Miller

Sobre a Autora at Dri EveryWhere
Adriana Miller, Carioca. Profissional de Recursos Humanos Internacional, casada e mãe da Isabella e do Oliver.
Atualmente morando em Londres na Inglaterra, mas sempre dando umas voltinhas por ai.
Viajante incansável e apaixonada por fotografia e historia.
Adriana Miller
Siga me!

 

Planejando uma viagem para Londres?

Além de todas as dicas para aproveitar o máximo de Londres que você encontra aqui no Blog, planeje também sua viagem com serviços e recomendações testadas e aprovadas:

E não perca as dicas de Pubs e Restaurantes, o Calendário de Eventos para saber o que rola de mais interessante ao longo do ano e todas as demais dicas úteis para curtir Londres como um Londrino!

 

 

Adriana Miller
2 comentários
08 Jul 2016
4 comentários

Leeds Castle – Post update!

Castelo Leeds, Castelos e Palacios, Day Trip, Inglaterra, Londres com Criancas, Viagens pelo UK

Nas últimas semanas, a medida que o clima da Inglaterra foi ficando mais primaveril, nós aproveitamos para fazer alguns passeios pelos arredores de Londres com a Isabella, e um lugar que eu estava com muita vontade de voltar, era o Castelo de Leeds.

Na verdade, ele não fica em Leeds (que é uma cidade no norte da Inglaterra), e sim, no condado de Kent, a cerca de 1 hora e pouco de trem a partir de Londres.

Uma coisa que eu lembrava bem do castelo, era o contraste entre o novo e o antigo: o castelo em si é centenário, e tem aquela arquitetura bem medieval mesmo, com direito a ponte levadiça e fosso cercando o castelo, mas ao mesmo tempo, um interior “moderno”, pois foi habitado até relativamente recentemente, na década de 70.

Mas o que eu lembrava mesmo, eram os jardins!

Aliais, a maioria dos castelos e palácios na Inglaterra são na verdade parques e áreas de conservação (muitos eram, na verdade “casas de campo” de famílias nobres), com jardins hiper bem cuidados, plantas raras, muito gramado e animais, e foi justamente por isso que escolhemos voltar até lá num fim de semana de (relativamente) tempo ameno por aqui.

A caminho do castelo, paramos no supermercado e compramos várias comidinhas para picnic (coisa que a Isabella adora fazer hoje em dia, e é um costume super típico Inglês que nós adotamos totalmente!) e levamos nossos cobertores especiais de picnic (eles tem a parte de trás impermeável), e foi logo a primeira coisa que a Isabella quis fazer quando chegamos lá!

Escolhemos um lugar bem na beira do lago/fosso do castelo, abrimos nosso cobertor, e almoçamos com a vista do castelo!

Pra quem não quiser fazer picnic, o castelo também tem algumas opções de lanchonete e restaurante, com boas opções de comidas e lanches rápidos.

Aliais, isso é outra cosia que ou é novidade, ou eu não reparei das outras vezes que fomos, é que agora parte do castelo funciona como um “Bed & Breakfast” (pousada no estilo Britânico) nas casinhas que antigamente eram parte do estábulo e foram convertidas em hotel! (e o hotel tem algumas casinhas também, para grupos maiores ou famílias que gostem de hospedagem mais no estilo “casa” mesmo).

Essa parte do hotel é lindíssima, bem no meio do jardim e com a vista do fosso e do castelo! Deve ser simplesmente o máximo se hospedar por lá!

Então por causa disso, agora existe uma infraestrutura melhor espalhada pelos jardins e parque do palácio de Leeds, com cafés, lanchonetes e restaurantes, que funcionam o ano inteiro.

Depois, passamos a tarde toda curtindo o jardim e a área incrível para crianças! Estava inclusive rolando um “festival medieval” no dia que fomos lá, bem interessante, onde as crianças (e adultos!) podiam aprender a usar o arco e flecha, comprar comidas típicas da idade média, alguns showzinhos e tal.

Uma das características mais famosas do Castelo de Leeds é seu labirinto natural, e claro que a Bella quis entrar pra conhecer! Nossa, o negócio é serio mesmo!! Foi difícil conseguir sair de lá!! Eu já estava ficando preocupada, quando finalmente achei a saída!

E o fofo é que é tudo super típico, bem feito e bem cuidado, então eles tem uma área de playground enorme, com vários brinquedos para crianças de todas as idades, e todos são “decorados” com um tema meio de castelo medieval! Tão bonitinho!

Nem precisa dizer o que quanto adoramos e nos divertimos né? Eles também fazem alguns shows ao longo do dia para crianças menores, mas não conseguimos pegar nenhum deles a tempo (e a Bella estava mais interessada no parquinho mesmo).

Ah! E vale ressaltar que tudo isso é de graça!

Quer dizer, você paga para entrar no parque/castelo, mas uma vez lá dentro, todas as outras atrações estão incluídas no preço da entrada (e crianças até 4 anos não pagam!).

Para comprar seu ingresso, você pode comprar diretamente no site deles on line, ou direto na bilheteria no dia da sua visita.

 

Leeds Castle

Para chegar até lá a partir de Londres, você pode pegar um trem na estação de Marylebone em direção à estação Bearsted. Uma vez chegando em Bearsted, você pode pegar um ônibus shuttle do prórpio castelo (que só funciona coincidindo com os horários dos trens, então tem que ficar de olho), ou taxis.

Ou então, uma opção mais fácil e confortável é pegar um transfer diretamente entre seu hotel/acomodação em Londres, diretamente até o castelo. (para mais informações sobre transfers e passeios em Londres, entre em contato com concierge@drieverywhere.net)

 

 

Planejando uma viagem para Londres?

Além de todas as dicas para aproveitar o máximo de Londres que você encontra aqui no Blog, planeje também sua viagem com serviços e recomendações testadas e aprovadas:

E não perca as dicas de Pubs e Restaurantes, o Calendário de Eventos para saber o que rola de mais interessante ao longo do ano e todas as demais dicas úteis para curtir Londres como um Londrino!

 

Adriana Miller
4 comentários
Página 1 de 2312345678