28 May 2013
9 comentários

Lambeth Palace

Atrações Turisticas, Castelos e Palacios, Dicas de Londres

O Palácio de Lambeth é um dos edifícios mais importantes da Inglaterra, porém um dos menos conhecidos entre os turistas.

O Palácio é a residência oficial do Arcebispo de Canterbury, o mais alto posto e uma espécie de “chefe” do clero Anglicano.

Eu não sou muito entendida sobre as peculiaridades da “Church of England”, mesmo depois de todos esses anos morando aqui, mas acho fascinante toda a história por trás da “crianção” da religião!

Então sempre que eu ia correr/caminhar/passear com a Isabella no Albert Embankment eu passava ali na porta e morria de curiosidade sobre o local e sobre conhecer mais um pouco sobre essa religião.

Uma das peculiaridades da Igreja da Inglaterra é que seu “Papa” é a Rainha do Reino Unido, posto ocupado por seja quem for o Rei ou Rainha regente no momento desde que Henrique VIII deu início a Reforma religiosa na Inglaterra e cortou laços com a Igreja Católica Romana, criando uma versão mais liberal na ilha.

Porém é o Arcebispo de Canterbury que detém o poder do Clero, sendo o posto de maior poder e prestígio na hierarquia da Aristocracia Britânica, porém que pode ser ocupado por alguém não-Real com o prestigio de por exemplo, sentar-se ao lado na Rainha na Câmera dos Lords no Parlamento Britânico.

Mas o que torna o palácio tão desconhecido dos turistas e moradores, é que por ser a residência do Arcebispo e sua família, uma espécie de “Vaticano” da “Church of England”, o que torna o local uma area de segurança máxima.

Porém algumas vezes por ano eles abrem suas portas para tours guiadas do Palácio e dos jardins (e pouco divulgadas!), geralmente apenas dias da semana, por algumas semanas por ano (corre que ainda estão rolando as tours!!) e um fim de semana em Setembro, no evento do Open House London.

A tour conta um pouco sobre a história do Palácio e sobre o Arcebispo (Março de 2013 um novo Arcebispo foi apontado pela Rainha e o Primeiro Ministro), mostrando as diferentes áreas que compõem o atual palácio, com a capela subterrânea que data do século 11 (uma das estruturas medievais mais antigas do Reino Unido, sendo até mesmo mencionada no Domesday Book), a Igreja do século 16 que deu início a existência e importância política e religiosa ao Palácio, até as partes que foram bombardeadas na Segunda Guerra Mundial durante os “Air Raids” e reconstruidas na década de 60.

Além de ter sido palco de muitos julgamentos e interrogações, cujos culpados depois eram enviados para a Torre de Londres, Tâmisa abaixo, para serem enforcados ou decapitados (uma de suas “interrogadas” mais ilustres foi Ana Bolina, quando foi acusada por Henrique VII de traí-lo, poucos anos depois da “criação” da Igreja Anglicana).

O Palácio pode ser visto o ano todo (por fora) ao longo do Albert Enbankment, mas vale a pena ficar de olho nas datas de abertura e visitas guiadas pelo interior do Palácio, sempre disponíveis no site da Arquidiocese de Canterbury (e a venda pelo TicketMaster) ou durante o London Open House que acontece todos os anos em Setembro.

Adriana Miller
Siga me!

Adriana Miller

Sobre a Autora at Dri EveryWhere
Adriana Miller, Carioca. Profissional de Recursos Humanos Internacional, casada e mãe da Isabella e do Oliver.
Atualmente morando em Denver, Colorado, nos EUA, mas sempre dando umas voltinhas por ai.
Viajante incansável e apaixonada por fotografia e historia.
Adriana Miller
Siga me!

Latest posts by Adriana Miller (see all)

Adriana Miller
9 comentários
18 Apr 2013
27 comentários

Highclere Castle: O palácio de Downton Abbey

Castelos e Palacios, Day Trip, Dicas de Viagens, Highclere Castle, Viagens pelo UK

A mais de um ano atras eu li uma notinha na Time Out e fiquei de orelha em pé: falava sobre o Highclere Castle, residência do Conde e Contessa de Carnavon e o palácio onde são gravados os episódios de Downton Abbey.

palacio de downton abbey

E aí fiquei intrigada: o conde e a condessa abrem o castelo para visitações algumas poucas vezes por ano (apenas quando a família sai de férias) então não é um castelo turistico normal, como tantos outros nos arredores de Londres.

Então comecei a ficar de olho no site, volta e meia entrava pra ver se novas datas tinham sido incluidas – finalmente em Outubro de 2012 foram divulgadas as datas de abertura do castelo para o primeiro semestre de 2013, e finalmente consegui um ingresso!

Então lá fomos nós de trem em direção a Newbury, cerca de 1 hora de trem de Londres, e assim que você entra nos jardins a vista é inconfundível: Donwton Abbey!!

O castelo nem é tão antigo assim (em proporções Europeias), e apesar de que a propriedade pertence a familía ha mais de 300 anos, o atual palácio foi construido em 1.842, desenhado pelo arquiteto Sir Charles Barry, o mesmo que arquiteto responsável pelo Parlamento Inglês! E olhe bem, as similaridades realmente são nítidas na arquitetura e estilo dos dois prédios!

O castelo fica no centro de um “estate” impressionante, com vários jardins, capelas e gazibos espalhados pelo espaço.

E dentro do castelo é ainda mais impressionante – o tour segue alas “comuns” do palácio (e não os cômodos utilizados pela família), mas é sempre impressionante ver uma casa tão antiga se misturando com peças da vida moderna, de uma família como outra qualquer, como porta retratos da familia esquiando nos Alpes, ao lado da apresentação da escola, ao lado de um jantar com a Rainha e em baixo de uma pintura a óleo de 500 anos!

O tour interno consegue mesclar bem a história da família real e seus ancestrais com a história de Downton Abbey, com muitas fotos dos bastidores e making off do seriado, e indicando quais episódios aparecem em episódios específicos, ou quais personagens ocupam determinados quartos etc.

Mas fascinante mesmo é a história da família Carnavon – com alas específicas dedicadas a Lady Almina (a 5ª condessa de Carnavon) e uma exposição de peças egípias (O Conde de Carnavon fez parte da expedição de Howard Carter, o arqueologista que descobriu a tumba de Tutankhamun no Egito!!

Então fiquem de olho: o castelo geralmente abre suas portas em épocas de férias escolares e feriados aqui na Inglaterra, e a cada seis meses eles divulgam novas datas e a venda de ingressos é feita diretamente no site do palácio.

Para chegar lá, basta pegar um trem para Newbury, saindo da estação Paddington em Londres e demora cerca de 50 minutos. Em Newbury é preciso pegar um taxi (uns 10 minutos) da estação até o palácio (e peça o telefone do seu taxista, pois na hora de voltar pra casa o castelo não tem ponto de taxi).

Para quem vier a Londres for a da temporada de abertura do Palacio, ou na conseguir ingress para visitacao, ainda asism eh possivel fazer um passeio guiado pelo vilarejo onde as cenas externas sao gravadas, e que tambem inclui um tour pelos Cotwolds.

Adriana Miller
Siga me!

Adriana Miller

Sobre a Autora at Dri EveryWhere
Adriana Miller, Carioca. Profissional de Recursos Humanos Internacional, casada e mãe da Isabella e do Oliver.
Atualmente morando em Denver, Colorado, nos EUA, mas sempre dando umas voltinhas por ai.
Viajante incansável e apaixonada por fotografia e historia.
Adriana Miller
Siga me!

Latest posts by Adriana Miller (see all)

Adriana Miller
27 comentários
03 Mar 2013
8 comentários

Castelo Hever

Castelos e Palacios, Day Trip, Dicas de Viagens, Hever, Inglaterra, Viagens pelo UK

Esse fim de semana, aproveitamos a vista do pai do Aaron e um clima relativamente bom e fomos conhecer o Castelo Hever, que fica no condado de Kent, no Sudoeste da Inglaterra.

O castelo data do século 14, e seus moradores mais ilustres foram a familia Boleyn, e foi portando a casa de infância de Anne Boleyn (ou Ana Bolena em Português), que foi a segunda esposa do Rei Henrique VIII. O castelo acabou ficando de herança para Henry VIII, e muitos anos depois foi dado como acordo de divorcio a sua 4ª esposa, Anne of Cleves.

O Castelo ainda é considerado um dos mais bonitos e mais bem conservados da Inglaterra, juntando sua estrutura medieval, com sua construção em pedra com o poço e a ponte levadiça em volta – combinado com um jardim espetacular e um interior extremamente bem conservado e impressionante.

Parte disso porém deve-se a um de seus últimos moradores, o milionário “pebleu” Americano Waldorf Astor, que no comecinho do século 20, comprou o castelo como uma maneira de “comprar’ seu lugr junto a aristocracia Européia.

Então a familia Waldorf gastou milhões de dolares e libras para restaurar e modernizar o castelo, além de construir um lago e um jardim “Italiano”, que inclui colunas e esculturas originais Romanas, trazidas da Italia que estão expostas em meio aos gramados até hoje.

O interior do castelo é super bem conservado, mantendo muito da estrutura e moveis originais da familia Boleyn, e conta um pouco da história do namoro e casamento de Henrique VIII e Ana Bolena, além de mostrar um pouco sobre como era a vida religiosa de uma das ultimas familias nobres a praticar o Catolicismo na Inglaterra (eles tinham uma capela “disfarçada” e um confessionário camuflado) e as muitas armas de tortura usadas pelas familias que moraram ( e portanto tinham que proteger) no castelo.

A cidadezinha de Hever fica a cerca de 48km ao sudeste de Londres, com trens saindo de London Bridge em direção a Edenbridge e demora mais ou menos 1 hora pra chegar la de trem, o que faz de Hever um passeio bate-volta perfeito a partir de Londres!

Pra fechar o asseio, bem em frente ao portão de entrada do castelo tem um pub ótimo e super fofo, que se chama – claro – “Henry the VIII”, numa casinha antiga lindíssima e como uma comida deliciosa!

 

Adriana Miller
8 comentários