04 Feb 2015
44 comentários

Carla Costelini – Book Fotográfico em Londres

Dicas de Londres, Dicas de Viagens, Dicas Uteis, Fotografia Everywhere, Inglaterra, Servicos em Londres

Não é segredo pra ninguém que fotografia é uma das minhas paixões – não é que eu seja uma fotografa excelente ou cheia de técnica e talento. Muito pelo contrario, o que eu gosto mesmo é de imortalizar os momentos com belas imagens.

034

Como diz meu pai: “Fotografar hoje para recordar amanha”. E então posar para fotos com todos os primos enfileirados e penteados, não cortar o bolo do aniversario antes da foto perfeita ou as muitas fotos em viagens e excursões da escola sempre fizeram parte da minha família.

008

Aliais foi também um dos motivos pelo qua leu criei o blog, lá em 2004 – uma maneira de guardar e publicar as fotos das viagens e da nova vida na Europa numa época que ninguém sabia direito o que ia acontecer com as fotos digitais ou diários virtuais (vulgo blog).

015

E cada vez mais eu tenho falado sobre fotografias aqui no blog e respondendo perguntas de leitores e amigos que querem poder tirar aquela foto em suas viagens.

Então ano passado uma leitora me apresentou a Carla Costelini – uma Brasileira radicada em Londres que divide a mesma paixão por belas imagens. A diferencia é que a Carla transformou sua paixão em profissão e agora trabalha como fotografa profissional aqui em Londres.

018

E a proposta do trabalho dela é genial:

Você vem de ferias para Londres com sua família e quer fotos inesquecíveis?

041

Ou então vem para Londres de lua de mel, ou para uma comemoração especial e quer garantir que as imagens sejam dignas de porta retrato?

Quer fotos de “look do dia” incríveis? Um álbum de 15 anos? Memorias no final do intercâmbio?

002

A Carla te acompanha, tipo paparazzi mesmo, te levando os melhores pontos da cidade, com os melhores ângulos e equipamentos sem perder nenhum clique!

Seja qual for o motivo da sua viagem, não da pra negar que uma boa fotos e um bom álbum no final das ferias fazem toda a diferencia!! É a eternização daquele momento, da memória da viagem que veio e foi, mas as fotos ficam!

031

Então achei que o trabalho dela tem tudo a ver com o blog e o que eu prego por aqui e o tipo de parceria que procuro.

Então uns meses atrás marcamos uma hora com ela ali no Southbank, que não só é uma das minhas áreas preferidas da cidade, também garante os melhores cenários para fotos!

012

Sabe o que eu mais queria? Fotos espontâneas, e fotos de nos 3 em “ação”, brincando com a Bella pela cidade, sem ter que ficar posando imóveis na frente do tripé ou tentando esconder o pau de selfie!

E as vezes basta isso né?

036

Seja porque você não tem uma boa câmera e não pretende investir em outra. Ou então você ate tem uma boa câmera, mas não sabe usar direito e não quer correr riscos de estragar as fotos das ferias. Ou como no nosso caso, apenas quer fotos extra especiais e mais espontâneas.

A Carla trabalha assim, tipo um visor invisível captando os melhores momentos das ferias!

Ela trabalha com pacotes diferentes, começando pelo básico com duração de 1 hora, seguindo o roteiro do London Eye, Big Ben, Ponte de Westminster, cabines telefônicas e Abadia de Westminster. Parece pouco, mas bem ali você vai tirar as melhores fotos da viagem! Em uma hora ela garante pelo menos 25 fotos, que serão entregues já editadas e prontinhas – tudo incluído no valor de £80.

CarlaCostelini_Dri

 

Ou então pacotes mais completos, de 2, 3 ou 4 horas, que geram ate 75 fotos cobrindo todos os principais pontos turísticos da cidade!

A intenção é mesmo que a seção de fotos seja um momento especial, mas ao mesmo tempo espontâneo e confortável, e ela me contou que muitos clientes levam mudas de roupa diferentes para trocar o longo do dia (porque afinal se você marcar o pacotão que cobre a cidade toda, não vai querer que seu álbum de ferias inteiro esteja com a mesma roupa né?!), e as vezes ate ajuda as clientes a marcarem cabelo e maquiagem para quem quiser uma produção especial!

006

E pro pessoal que já mora em Londres e arredores, a Carla também faz fotos de casamentos, festas ou comemorações especiais (aniversario de 15 anos, fotos de gestante, bebe recen nascido e afins).

E uma outra novidade da Carla exclusiva para os leitores do Dri Everywhere é o tour fotográfico com a assessoria dela!

A proposta é mais ou menos a mesma, mas com a intenção de não fotografar o turista, e sim leva-lo aos melhores pontos fotográficos de Londres e ajudar com suas próprias técnicas fotográficas.

Ou seja, você vai poder tirar suas próprias fotos, mas com a assessoria de uma fotografa profissional e que de quebra ainda conhece a cidade como ninguém!

Perfeito para quem AMA fotografia e quer sempre aprender um pouco mais sobre o lado técnico da coisa – e nada melhor para tirar boas fotos do que estar em frente ao um cenário fotogênico!

Então com Londres de pano de fundo e a Carla te ensinando, não tem como não tirar fotos incríveis de Londres!

A tabela de preços completo esta Pacotes 2015, mas vocês também podem entrar em contato direto com ela caso queiram alguma modificação, ou com um grupo maior.

Para entrar em contato e agendar sua sessão fotográfica, é só mandar um e-mail para: concierge@drieverywhere.net

 

Carla Costelini Photography

 

Planejando uma viagem para Londres?

Além de todas as dicas para aproveitar o máximo de Londres que você encontra aqui no Blog, planeje também sua viagem com serviços e recomendações testadas e aprovadas:

E não perca as dicas de Pubs e Restaurantes, o Calendário de Eventos para saber o que rola de mais interessante ao longo do ano e todas as demais dicas úteis para curtir Londres como um Londrino!

Adriana Miller
Siga me!

Adriana Miller

Sobre a Autora at Dri EveryWhere
Adriana Miller, Carioca. Profissional de Recursos Humanos Internacional, casada e mãe da Isabella.
Atualmente morando em Londres na Inglaterra, mas sempre dando umas voltinhas por ai.
Viajante incansável e apaixonada por fotografia e historia.
Adriana Miller
Siga me!
Adriana Miller
44 comentários
21 Jan 2015
15 comentários

Fotografia Everywhere – Diafragma para principiantes (Ou: aquele efeito de fundo desfocado nas fotos!)

Fotografia Everywhere

Uma das perguntas mais frequentes de quem quer tirar fotos melhores é: como dar aquele efeito desfocado no fundo das fotos? (ou efeito “buket”, numa linguagem mais “fotográfica”).

14245216502_9f20c77fdc_z

Porque realmente é um efeito legal, e as vezes é esse detalhe que faz um foto mais ou menos ficar mais “tcham” e com uma cara de mais artística, mais profissional.

Pois bem, vamos direto ao ponto? Na existe mágica, nem truque, nem “app” milagrosa: esse efeito depende única e exclusivamente da capacidade de abertura do diafragma da sua lente.

O diafragma de uma câmera/lente, é basicamente o “buraco no sensor da câmera. Dependendo da sua câmera e lente (em combinação com a quantidade de luz do ambiente), essa abertura é ajustável, e você pode torná-lo maior ou menor conforme desejar, criando assim uma maior profundidade no campo de visão da foto e ajustando o foco. Ou seja, você pode focar na imagem inteira (tudo fica em foco ao mesmo tempo), ou focar num detalhe, deixando o resto do campo de visão “desfocado”.

Então a verdade nua e crua é que esse efeito é diretamente relacionado a capacidade de sua câmera – infelizmente câmeras mais “fáceis” (menores, mais baratas, mais compactas, etc, chame do que preferir) possuem diafragmas menores, e portanto não são capazes de criar esse efeito.

E descobrir isso é fácil: basta olhar os números e códigos que aparecem no cantinho da sua lente:

Canon S90 compacta: diafragma de 2.0 a 4.9

Canon S90 compacta: diafragma de 2.0 a 4.9

Mas o processo é contra-intuitivo, pois um diafragma “pequeno”, (aquele que deixa pouca luz entrar no sensor da câmera e portanto tem um foco pouco flexível = NÃO desfoca o fundo) apresenta números grandes (por exemplo “f/16″). Enquanto que lentes com diafragma “grande”, apresentam números pequenos (f/1.2).

Lente Canon L Series 50mm com diafragma 1.2

Lente Canon L Series 50mm com diafragma 1.2

Então a linguagem “nao-profissa”: quanto menor o numerozinho no canto da sua lente, melhor a qualidade da lente e de seu sensor, e consequentemente, melhor a qualidade das fotos.

5628749093_2a3e6f2dde_z

Infelizmente, a dura realidade eh: quando “menor” esse numero, mais cara será a câmera e/ou a lente (para câmeras que trocam lentes), e as vezes uma diferença relativamente pequena no diafragma de uma lente (digamos, de f/1.8 para f/1.2) pode significar mais que o dobro do preço!

Diferenca de precos entre a mesma lente (50mm, zoom fixa) da Canon: diafragma 1.2, 1.4 e 1.8)

Diferenca de precos entre a mesma lente (50mm, zoom fixa) da Canon: diafragma 1.2, 1.4 e 1.8)

IMG_4804.JPG

Lente Canon L Series 24-70 com diafragma de 2.8 (fixo)

Por exemplo, a lente série L Canon 24-70 Tem um abertura consistente de f/2.8. Isto significa que, independentemente de qual zoom for utilizada (24 mm a 70 milímetros ou em qualquer lugar no meio) a lente é capaz de manter uma abertura consistentes de f/2.8, que eh uma abertura bem razoável de diafragma e mantém a imagem inteira em foco.

Outras lentes vão indicar algo como f/4.5-f/5.6. Então, por exemplo, a lente 100-400 mm (capacidade do zoom da câmera) terá um máximo de f/4.5 aberturas em 100 milímetros (zoom “perto”), mas à medida que aumenta a distância focal (ou seja, você aumenta o zoom) vai subir até as aberturas de 400 milímetros nas abertura máxima, com f/5.6.

6734606919_7aa7243b44_z

(para fotógrafos e câmeras/lentes profissionais, quanto mais “consistente” for a relação zoom/foco e diafragma, melhor, pois demanda menos ajustes durante as fotos, e portanto mais fotos “boas” com o foco ajustado).

6156436343_e5a2bd090e_z

Uma câmera/lente considerada com um ótimo diafragma, apresentam no pelo menos um f/2.0, que geralmente é o mínimo necessario para conseguir um “efeito desfocado”. Uma câmera que tenha f/1.8 ja é excepcional! E ainda não existe nenhuma câmera compacta (sem trocar lente) que possua lentes com diafragmas maiores de f/2 ou f/1.8. Mas a maioria das câmeras compactas (aquela fácil de usar, que cabe no seu bolso, leve e tals) tem um diafragma entre 2.8, a 4 ou 6.

Em contrapartida, lentes com diafragma muito pequeno (digamos, f/16) também são excelente – e caras – pois garantem imagens sempre super afiadas e focadas; essencial para quem tira fotos de esportes, por exemplo, ou animais e crianças (que não param quietas um segundo! *Oi Isabella!*).

5568717161_50d81518db_z

Geralmente o numero do diafragma da lente (em combinacao com a capcidade do ISO) tambem eh uma indicacao da capacidade de tirar boas fotos com pouca luz de uma camera (por exemplo, fotos a noite ou em ambiente interno) – aberturas grandes no diafragma (=numero pequeno) permitem maior entrada de luz, e portanto tiram melhores fotos com pouca iluminação. Enquanto que aberturas pequenas (=numero grande) permitem pouca luz no sensor da câmera, e portanto só são indicadas para ambientes muito bem iluminados.

Então se você esta no mercado procurando por uma nova câmera, ou querendo incrementar as lentes da sua câmera DSLR, e gosta desse efeito “desfocado”, é esse numerozinho da lente que precisa prestar atenção!

Para ajustar isso você precisa de duas coisas: uma lente especifica (se sua câmera for uma DSLR ou uma compacta que troca lentes, ou então usar a opção “A” na função manual de sua câmera (“A” de “Aperture”, ou diafragma em Inglês). E claro, também ajustar a velocidade e ISO da câmera, para que os três itens sejam compatíveis e gerem boas imagens (geralmente você não conseguiria “forcar” um dos três, se não sua foto vai sair desfocada demais, escura demais ou clara e estourada demais).

14060846389_4eb12fc2fc_z
Duas outras coisas que impactam a capacidade do Diafragma a velocidade do shutter e o ISO (que serão os próximos posts do “Fotografia Everywhere”). O primeiro é a quantidade de tempo que você deixe o “buraco” aberto e o último é a sensibilidade do sensor à luz. Então são todos esses três fatores abertura do diafragma, velocidade e ISO, o que definem a exposição para qualquer imagem dada., e portanto, sua qualidade e “efeitos”.

Procurando dicas especificas de cameras e lentes? Algumas sugestoes…

Cameras compactas com bom diafragma:

Canon GX1 Mark II (a camera que eu uso), com diafragma maximo de 2.0

Sony RX100, com diafragma maximo de 1.8 (excellente e super compacta!)

Canon S120, com diafragma de 1.8 (ja tivemos algumas versoes anteriores a esse lancamento, que veio com o diafragma ainda melhorado!)

Canon GX7, outra opcao compacta com otimo diafragma (porem pouco zoom)

Sony a5000, sistema compacto que troca de lentes (que variam entre diafragma 2.0 a 6.0, dependendo da lente)

Algumas das lentes Canon que usamos com bom diafragma:

Canon L Series 50mm f/1.2, excelente lente, um dos melhores diafragmas do mercado!

Canon 50mm f/1.8, opcao baratissima pra quem usa DSLR Canon e quer aprender sobre diafragma

Adriana Miller
Siga me!

Adriana Miller

Sobre a Autora at Dri EveryWhere
Adriana Miller, Carioca. Profissional de Recursos Humanos Internacional, casada e mãe da Isabella.
Atualmente morando em Londres na Inglaterra, mas sempre dando umas voltinhas por ai.
Viajante incansável e apaixonada por fotografia e historia.
Adriana Miller
Siga me!
Adriana Miller
15 comentários
27 Nov 2014
24 comentários

Fotografia Everywhere: Canon GX1 Mark II

Fotografia Everywhere

FotoEverywhereDar dicas de cameras fotograficas eh sempre uma tarefa dificil – geralmente fotografos sao fieis a determinadas marcas e nada no mundo os convencera do contrario. Meu pai, por exemplo, so usa Nikon, desde quando ainda revelava suas proprias fotos em laboratorias caseiros “quarto escuro”. Ja o Aaron adora a mecanica da Canon e nao a troca por nada.

Eu, por algum motivo comecei a usar cameras digitais da Sony (na epoca de filmes, usava cameras Kodak!), e sempre gostei muito da qualidade das fotos, das lentes, e principalmente, sempre gostei muito do sistema operacional da Sony. Inclusive ja falei aqui sobre algumas cameras Sony que usei nos ultimos anos.

Ate que quando estavamos no Japao, vimos a nova camera lancamento da Canon, a GX1 Mark II e acho que no fundo, no fundo, o Aaron queria ela pra ele, mas como ele ja carrega meia tonelada de equipamento fotografica pra cima e pra baixo, sabia que nao faria o menor sentido ter mais uma – entao comecou o trabalho de convencimento para que eu virasse casaca!

Um dos argumentos foi sem duvidas a “homogenidade” de nossos equipamentos fotograficos: poderiamos usar os mesmo cabos, mesmos cartoes de memoria, mesmos flashs etc.

IMG_1807.JPG

Mas claro, sem ignorar o fato de que essa nova camera eh uma super potencia, mas numa embalagem relativamente pequena, permitindo mais comandos manuais, um sensor superior, melhor velocidade de shutter, ISO, diafragma e uma outra infinidade de detalhes que diferenciam uma foto boa de uma foto “UAU”!

(mais detalhes e dicas praticas sobre todas essas tecnicas de fotografica virao nos proximos posts do canal “Fotografia Everywhere”! :-)

IMG_1805.JPG

Outro fator importante que contou contra minha Sony foi o fato de que a Canon GX1 Mark II tira fotos em RAW, que eh o tipo que formato de arquivo fotografico profissional, que permite que as fotos sejam editadas no Lightroom e Photoshop sem que percam sua qualidade.

Mas posso confessar o que pesou mesmo na minha decisao?! Um monte de besteirinhas e detalhes que alem de fazerem melhores fotos, tambem deixam nossa vida mais facil e divertida!

– A Canon GX1 Mark II tem conexao wifi. Ela nao tem capacidade de acessar nenhum site on line (como a Sansung Galaxy, por exemplo, que tambem tenho, mas raramente uso pois a qualidade das fotos nao eh boa), mas se comunica com seu smartphone, tablet ou computador e transmite as fotos atutomaticamente!

Isso permite que eu possa tirar uma foto incrivel com ela, e segundos depois ja possa postar essa foto nas redes sociais, em vez de ter que conectar a camera no laptop, baixar, salvar, enviar por email, salvar, e so entao postar em algum lugar. Ou pior, acabar entrando no ciclo vicioso de so tirar fotos com o celular, pois eh mais pratico e voce pode postar depois sem grandes trabalheiras…

Alem disso, com essa mesma conecao wifi com meu celular, consigo comandar o foco, zoom e timer da camera sem de fato estar perto da camera, o que eh uma mao na roda para fotos de tripe. Sabe quando voce quer tirar uma foto sozinha, ou em grupo, ai ajeita tudo, liga o timer e sai correndo pra pose? Seus problemas acabaram! Com a GX1 Mark II posso tirar fotos apenas apertando um botazinho no meu celular!

– Diafragma alto: o diafragma da lente de uma camera eh o que determina o foco e a profundidade da foto (aquele efeito “desfocado” no fundo), e eh rarissimo ver cameras compactas que tenha capacidade de bons diafragmas! Mas a GX1 Mark II tem, e realmente as fotos ficam incriveis!

IMG_2059

IMG_2343

– Soquete de flash: a camera tem seu proprio flash, entao numa situacao de luz baixa, ou contra luz, eh so apertar o botaozinho e pronto, o flash pula e ilumina a imagem. Mas, essa camera tambem tem um soquete de flash externo, que tambem faz uma mega diferenca na qualidade das fotos! Entao posso usar os flashes mais profissa do Aaron e ter aquele efeito “foto de estudio” nas imagens!

IMG_1806.JPG

– Visor que se move: Selfies! hahahaha! Adoro cameras que tem visor movel, pois realmente faz diferenca na hora de achar um bom angulo pra foto, ou simplesmente a luz esta muito forte e tals. Essa camera tambem levanta completamente seu visor, entao fica perfeita para tirar selfies :-) #prioridades

A camera eh bem pesadinha, entao apesar de pequena, nao eh o tipo de camera que da pra colocar no bolso da calca jeans e sair feliz por ai – mas pense, bem, voce provavelmente ja tem um celular que eh bem portavel E tira fotos, e a verdade eh que hoje em dia a maioria dos smartphones tiram fotos de qualidade muito superior as mini cameras compactas…

Volta e meia ainda sinto falta de usar minha Sony (os comandos sao mais faceis de achar nos menus e o zoom eh bem mais profundo), mas nao da pra negar que a qualidade das fotos da GX1 Mark II eh incrivel e eu estou aprendendo bastante sobre os comandos manuais e sendo mais criativa na hora de tirar fotos!

Uma otima alternativa pra quem quer uma camera semi-profissional, porem compacta e sem a necessidade de trocar lentes e gastar mais ainda com kits, filtros, lentes e afins. Claro que as capaciadades dela ainda sao limitadas se compararmos com DSLRs mais completas (O Aaron usa a Canon 5D Mark III, super top de linha e vive esgotada por ai)

Quando eu comprei essa camera la em Toquio, em Abril 2014, ela era lancamento mundial exlcusivo do Japao, mas hoje em dia ja da pra encontrar pelo mundo todo, nas melhores lojas (fisicas e on line) de fotografia.

Aqui na Inglaterra, que nao eh um destino exatamente conhecido pelas pechinchas de eletronicos, os melhores precos estao on line, em lojas como a Amazon, por exemplo (que eh onde geralmente compramos nossos eletronicos, pois realmente vale muito mais a pena).

Adriana Miller
Siga me!

Adriana Miller

Sobre a Autora at Dri EveryWhere
Adriana Miller, Carioca. Profissional de Recursos Humanos Internacional, casada e mãe da Isabella.
Atualmente morando em Londres na Inglaterra, mas sempre dando umas voltinhas por ai.
Viajante incansável e apaixonada por fotografia e historia.
Adriana Miller
Siga me!
Adriana Miller
24 comentários
18 Sep 2014
35 comentários

Fotografia Everywhere – Dicas e Tutoriais

Fotografia Everywhere

FotoEverywhereAtendendo aos muitos pedidos que venho recebendo (nos últimos anos na verdade, mas meu bloguinho esta sempre atrasado e correndo atrás do preju!), vou começar uma nova seção aqui no blog – “Fotografia Everywhere”, onde eu e o Aaron vamos compartilhar algumas dicas sobre fotografia e equipamentos fotográficos e responder as principais duvidas.

Obviamente não somos profissionais, apenas apaixonados pela arte (eu!) e ciência (Aaron) da fotografia, o que é uma atividade que combina perfeitamente com nossa principal passatempo – viajar! (além das fotos fofas da Isabella, claro!)

Eu já postei aqui algumas vezes uma blog de fotografia de viagem que o Aaron criou uns anos atrás, mas apesar de minha insistência, ele desistiu completamente da vida de blogger, e o ultimo post foi em 2013.

Além disso, o blog era todo em Inglês, então muitos leitores daqui não conseguiam usufruir das dicas.

Então algumas dicas que vou postar aqui serão apenas traduções adaptadas do que ele já escreveu por lá (pra que redescobrir a América, né?), de forma mais didática e focando na “ciência” da coisa, entendendo melhor as funções de sua câmera.

Outras dicas serão em relação ao equipamento que usamos: câmeras, flashes, lentes, tripés, e cacarecos em geral, e o principal, como armazenamos tudo, e como carregamos tudo isso em viagens.

E claro, também vou incluir resenhas e dicas de nossas câmeras e lentes.

E por fim, algumas outras “técnicas” fotográficas e de vídeo que usamos com bastante frequência (HDR, Star Trail, Time Lapse, etc) que sempre geram varias perguntas.

Obviamente ninguém vai virar profissional só por ler as dicas (amadoras) que postaremos por aqui, até porque nos mesmos não somos profissionais e estamos sempre aprendendo coisas novas, e o que não faltam por aí são cursos e tutoriais bem mais profissas que a gente (pra quem quiser aprender meeeesmo!).

Mas as vezes, basta uma opinião mais pessoal e didática pra fazer com que a gente aprenda uma coisa que já ouviu mil vezes, né?

Então a medida que os posts entrarem no ar ou se vocês tiverem dicas especificas sobre algum foto de viagem que fizemos, ou qualquer coisa relacionada a fotografia, é só avisar!

Adriana Miller
Siga me!

Adriana Miller

Sobre a Autora at Dri EveryWhere
Adriana Miller, Carioca. Profissional de Recursos Humanos Internacional, casada e mãe da Isabella.
Atualmente morando em Londres na Inglaterra, mas sempre dando umas voltinhas por ai.
Viajante incansável e apaixonada por fotografia e historia.
Adriana Miller
Siga me!
Adriana Miller
35 comentários
10 Jan 2013
32 comentários

#365Everywhere

Blog, Dia a dia, Fotografia Everywhere, Pessoal

Quem me acompanha no Instagram (@DriMiller) deve ter reparado que algumas fotos aparecem com a hashtag “#365Everywhere”, e varias pessoas já me perguntaram oque significa.

20130110-072948.jpg

Essa “hashtag” surgiu quando estávamos pensando em projetos de fotografia que queremos fazer durante os primeiros meses de vida da nossa bebê (e de nossas vidas como pais!).

Alguns anos atras, durante dois anos, o Aaron fez um projeto no Flickr chamado “Project 365″, que basicamente era tirar uma foto por dia, todos os dias, documentando sua vida ao longo de um ano inteirinho – 365 dias.

Mas esses projetos deram trabalho – ele levou tido super a serio, então todos os dias “planejava” suas fotos, depois editava etc. Oque sejamos realistas – com um recem nascido em casa, isso vai ser cada vez mais difícil.

E eu queria fazer alguma coisa que fosse off-blog, mas que fosse fácil e que nao demandasse taaaanto tempo quanto escrever posts (mas podem deixar que o blog nao vai morrer nao! Nem tampouco vai virar “mommy blog”!), e como to numa fase super viciada em Instagram, acabei convencendo o Aaron a criar uma conta tambem e assim vamos fazer um novo “Projeto 365 dias” juntos ao longo de todo 2013.

Então quem quiser acompanhar, é só seguir meu perfil @DriMiller e/ou o do Aaron @armiller007 e a tag “365 Everywhere”.

Mas quem nao tem Instagram nao tem problema!
As fotos também estarão disponíveis aqui na barra lateral do blog e aos poucos vamos atualizar um novo álbum no Flickr do Aaron (tambem aqui na barra lateral do blog).

O projeto começou exatamente no dia 1 de Janeiro e passa lá porque nos últimos dias tivemos grandes novidades! :-)

Adriana Miller
32 comentários
Página 1 de 3123