28 Jun 2015
7 comentários

TV Everywhere: 1 ano em 365 segundos

Dia a dia, Isabella, T.V. EveryWhere

Ano passado, no dia 8 de Junho de 2014 o Aaron resolveu começar um projeto para celebrar seu 40* ano de vida: com a ajuda de uma App, todos os dias, por 365 dias ele filmou 1 segundo do seu dia, e finalmente semana passada o projeto chegou ao fim, mostrando, ao vivo e a cores, alguns segundos de nossas vidas ao longo de um ano.

Na verdade o vídeo era pra ter sido sobre a vida do Aaron, mas obviamente que 90% dos vídeos são na verdade da Bella! Então meio que acabou virando um vídeo sobre “1 ano na vida da Isabella”! Não que eu esteja reclamando :-)

Se alguém quiser fazer um projeto parecido, o nome da App é “1 Second Everyday”, mas o recomendado é que você baixe os vídeos pra um computador de vez em quando e depois edite eles todos no final (ouvimos várias histórias de horror de gente que perdeu tudo no meio do caminho…. hehehe).

Adriana Miller
Siga me!

Adriana Miller

Sobre a Autora at Dri EveryWhere
Adriana Miller, Carioca. Profissional de Recursos Humanos Internacional, casada e mãe da Isabella.
Atualmente morando em Londres na Inglaterra, mas sempre dando umas voltinhas por ai.
Viajante incansável e apaixonada por fotografia e historia.
Adriana Miller
Siga me!
Adriana Miller
7 comentários
19 Jun 2015
25 comentários

E o novo emprego, como vai?

Pessoal, Trabalho

Uns anos atras, da ultima vez que tinha mudado de empresa eu escrevi um post com um titulo parecido . Uma avaliacao geral da mudanca e uma reflexao sobre recomecar. Meu ultimo emprego foi uma grande mudanca de carreira e foi uma das melhores decisoes e experiencias que poderia ter tido na vida!

Dessa vez, a mudanca foi mais uma mudanca decisiva. Não foi intencional… Consultoria não era exatamente uma “meta”, mas quando a oportunidade bateu na minha porta, não pude deixar passar.

640dd7760933f5ffdb005bba47ffd9a0

O engracado eh que tecnicamente, no dia a dia do trabalho, nada mudou. Continuo fazendo exatamente oque fazia em meu antigo emprego, e fui recrutada justamente por causa desse conhecimento e “talento”.

Mas por outro lado, ter saido do ambiente de RH interno de um empresa e ter passado pro lado da consultoria, faz um mundo de diferenca!

A decisao foi tomada pensando no longo termo e futuro da minha carreira. Nas possibilidades de crescimento e ganhos potenciais. A curto prazo, a consequencia imediata eh que aceitei regredir. Foi uma daquelas decisoes onde damos um passo pra tras, já de olho em poder dar mais dois ou 3 passos la na frente.

Mas como assim?

Bem, eu passei de um cargo alto, titulo corporativo de encher a boca, gerenciando um departamento inteiro dentro de um dos maiores bancos do mundo. Gerenciava processos especificos em 25 paises em 3 regioes. Tinha uma equipe de 8 pessoas reportando diretamente a mim, e varias regalias confortaveis (hospedagem no Ritz de Paris? Quem não gosta, certo??).

Mas sou realista e RH eh um departament interno, de back office. Eh uma area que apenas “custa” para empresas, e geralmente não eh uma area que tenha muito destaque como um todo. Num momento de crise, geralmente são departamentos como RH, Marketing e outras firulas, que passam a ser dispensaveis, e não essenciais.

Entao apesar de que estava numa otima posicao, feliz e satizfeita, eu sabia que estava perto do “fim”. Talvez ainda subisse mais 1 ou 2 niveis ao longo da carreira e so! Não eh que eu ache que deveria ser CEO ou algo do tipo, não eh isso. Mas eu tenho 35 anos e 15 de carreira (10 em RH) e era meio desesperador pensar que ainda tenho pelo menos mais uns 15 ou 20 anos “uteis” de carreira, mas o fato de estar num departamento “interno” ia acabar me embarreirando e iria passar muitos, e muitos anos encalhada, fazendo a mesma coisa (JAMAIS conseguiria ser funcionaria publica gente!).

Entao essa ultima mudanca, e “cruzar a fronteira” pra consultoria, me abriu todo um leque de opcoes e possibilidades!

Apesar de que tecnicamente estar fazendo a mesma coisa (igual!) que fiz nos ultimos 2 ou 3 anos, o “mind set” eh diferente. Numa consultoria o que eu produzo, eh o que a empresa vende. Meu conhecimento gera vendas, gera lucro. Não eh que RH não gere lucro; mas eh um ganho dificil de contabilizar num departamento “interno”, em RH tradicional. Dificil explicar por 2 + 2 que as acoes e atitudes de RH de uma empresa possam vir a ter impacto imediato nos resultados da mesma. Pois esses resultados não são imediatos e nem diretos.

E apesar de continuar trabalhando com projetos de Recursos Humanos, eu não sou mais RH, não sou mais parte daquele departamento interno, que cuida dos pepinos dos funcionarios! Agora, sou expert de um conhecimento e “talento” especifico, e a cada novo projeto eu gero uma receita e um lucro especifico para a empresa, e isso eh sensacional! Pode parecer bobo pra quem esta de for a, mas faz uma diferenca incrivel pra auto estima!

Mas me rebaixei em titulo corporativo, já não gerencio minha propria equipe e acho que as mamatas serao drasticamente reduzidas.

Mas por outro lado, as possibilidades de crescimento interno e de ganho$ aumentou consideravelmente, e agora vejo todo um novo mundo de possibilidades na minha carreira, que antes, num departamento “interno” simplesmente não existiriam.

E claro, teve o lado pessoal tambem.

A remuneracao eh melhor, a flexibilidade de horarios tambem, e voltei a ir pro escritorio andando! Pura qualidade de vida!

E nunca pensei que ia gostar TANTO de não ter uma equipe tao grande pra gerenciar! Nossa, como eu gastava tempo, energia e saliva tentando administrar os problemas e o trabalho alheio! Isso vai mudar nos proximos meses, e voltarei a ter uma equipe, mas pelo menos por agora, estou adorando tanto tempo”livre”!

Mas enfim. Foi sem duvidas uma mudanca grande, e mais um grande passo na minha vida e carreira e estou muito feliz e orgulhosa de mim mesma!

Foi um grande risco, ainda que tenha sido um risco bem “confortavel” e facil, comparado com outras mudancas de rumo que já tomei no passado.

Mas nunca tive medo de reinventar, recomecar e mudar os rumos da vida, e esse foi apenas mais um!

E quem sabe? Talvez não tenha sido o ultimo!

Adriana Miller
Siga me!

Adriana Miller

Sobre a Autora at Dri EveryWhere
Adriana Miller, Carioca. Profissional de Recursos Humanos Internacional, casada e mãe da Isabella.
Atualmente morando em Londres na Inglaterra, mas sempre dando umas voltinhas por ai.
Viajante incansável e apaixonada por fotografia e historia.
Adriana Miller
Siga me!
Adriana Miller
25 comentários
16 Jun 2015
49 comentários

TV Everywhere: Tour na casa nova em Londres (no dia da mudança)

Lar doce lar, T.V. EveryWhere

Nunca um video foi tao pedido quanto uma tour na nossa casa em Londres!

Casa em Londres

Eu ja mostrei algumas fotos no Instagram, e aos poucos vamos ajeitando cada cantinho da casa. O caos da mudanca ja passou (adeus caixas!), mas ainda faltam muitos detalhes, e principalmente nos acostumarmos com o novo layout da casa e ir decidindo aos poucos onde guardar cada coisa, o que ter em cada comodo, e como certas areas da casa funcionam melhor.

A casa eh uma construcao de 1837, loalizada numa pracinha de protecao historica – puro amor e fofurice! Mas como disse no post sobre a mudanca, definitivamente nao foi amor a primeira vista!

Apesar da metragem generosa (cerca de 120 quadrados), o layout da casa eh… diferente! Eh uma construcao de outra epoca, para uma sociedade que tinham outras necessidades, e ao longo dos seculos (!!!) seus muitos donos foram reformando aqui, expandindo ali, modificando acola e se adaptando a cada familia que morou por ali, e acada acontecimento historico pelo qual passou (a praca foi uma das areas atingidas na Blitz da Segunda Guerra MUndial, por exemplo!).

Como por exemplo o “shed” que temos no jardim (tipo um armario externo para armazenar coisas) era na verdade o banheiro original da casa (sim, o banheiro era do lado de fora da casa), as lareiras em todos os comodos (pois ainda nao existia aquecimento central em 1800), e os “coal holes” (buracos para carvao) nas escadas do porao!

O resultado eh um layout que ta custando pra gente se acostumar! Amo, amo, amo cada ambiente e comodo individualmente, mas me irrito com o tanto de escada que tem na casa e sinto falta de uma planta mais “fluida”…

Mas sao detalhes, e uma questao de costume! Como disso, amo cada cantinho individualmente e estou AMANDO decorar tudo e ir deixando tudo com a nossa cara!

E longe de mim reclamar de nada! Morar numa casa no centro de Londres eh uma delicia e um privilegio! Alem da fofurice da construcao, fazer parte do patrimonio historico da cidade, uma vizinhanca fofa o jardinzinho nos fundos e as flores na janela… e de quebra, sem ter que mudar em nada a nossa rotina (principal medo): a Isabella continua na mesma crèche, continuamos usando as mesmas estacoes de metro, ainda vou a pe pro trabalho, e a poucos minutos das minhas areas e atracoes preferidas da cidade!

Prometo que farei posts sobre cada comodo, asim como fiz no nosso antigo apartamento (que estao no arquivo aqui oh), e quando ja estiver tudo mais ou menos assentado eu gravo um outro video e uma tour com a casa pronta!

PS: Pra quem ainda nao me acompanha no Instagram, Facebook e Snapchat (DriEverywhere), estou postando varios detalhes e cantinhos da casa! (Segue ai e me da uma moral! hahahahah)

PS2: E nao esquecam de assinar o canal TV Everywhere no YouTube (agora que perdi a vergonha dos videos, estou a soltinha do YouTube e Snapchat! Adorando as sugestoes de #Tags e ja gravando varias!)

Adriana Miller
Siga me!

Adriana Miller

Sobre a Autora at Dri EveryWhere
Adriana Miller, Carioca. Profissional de Recursos Humanos Internacional, casada e mãe da Isabella.
Atualmente morando em Londres na Inglaterra, mas sempre dando umas voltinhas por ai.
Viajante incansável e apaixonada por fotografia e historia.
Adriana Miller
Siga me!
Adriana Miller
49 comentários
18 May 2015
43 comentários

TV Everywhere: Tour no Apartamento!

Lar doce lar, Pessoal, T.V. EveryWhere

O TV Everywhere de hoje eh um tanto quanto emocional…

Essa semana estamos nos mudando para a casa nova, entao esses ultimos dias tem sido um estresse sem fim de arrumacoes, limpezas e caixas de mudanca, pra ir deixando tudo pronto ate sexta feira!

Tour no Apartamento

Mas antes de comecar esse processo, lembrei de fazer um video com um tour no apartamento atual (por mais 5 dias apenas!!). Moramos nesse flat por 5 anos, o period mais longo no mesmo endereco desde que sai da casa dos meus pais!

Foi  primeira vez que me senti “em casa”, e foi qui tambem que a Isabella nasceu, a unica casa que ela ja conheceu na vida, e cada cantinho eh cheio de historia e boas recordacoes.

O flat ja apareceu aqui no blog varias vezes, seja sobre a decoracao e “reformas” que fiz quando nos mudamos em 2010, ou em outros posts e videos aleatorios sobre o nosso dia a dia.

IMG_9052

IMG_9053

(Os outros posts sobre o apartamento estao aqui)

Mas nao quis deixar passer a oportundiade de ter essas imagens guardadas para a posteridade!

E pretendo fazer o mesmo na casa nova, e graver alguns videos por la tambem, e ir mostrando o passo a passo da nova decoracao e arrumacoes (acho tao divertido esse processo de decoracao!!).

P.S. O Video do quarto da Isabella, que mencionei no video eh esse aqui.

Adriana Miller
Siga me!

Adriana Miller

Sobre a Autora at Dri EveryWhere
Adriana Miller, Carioca. Profissional de Recursos Humanos Internacional, casada e mãe da Isabella.
Atualmente morando em Londres na Inglaterra, mas sempre dando umas voltinhas por ai.
Viajante incansável e apaixonada por fotografia e historia.
Adriana Miller
Siga me!
Adriana Miller
43 comentários
12 May 2015
69 comentários

SAL: Como da tempo de fazer tudo?!

Dia a dia, Pessoal, S.A.L.

Recentemente eu tenho recebido muitos emails, comentarios e perguntas sobre administracao de tempo e como “consigo fazer tudo”.

A pergunta geralmente vem de leitoras mae-esposa-profissional-amiga-bombril-mil-e-um-utilidades que de alguma forma tem a impressao de que eu consigo fazer tudo, tenho muito tempo de sobra e sou alguma especie de ninja da administracao de tempo :-)


A minha reacao instintiva eh sempre a mesma: “oi?!?!?” porque eu SEMPRE me sinto correndo atras do tempo, com mil pendencias ao mesmo tempo e fazendo mil cosias em paralelo. Sempre me sinto deixando a peteca cair e com aquela sensacao de “ah se eu tivesse umas horinhas a mais…”.

Mas claro, entendo que as midias sociais são traicoeiras, e por mostrar uma pequena amostra da vida das pessoas (geralmente a parte bonita/legal/divertida/glamuroa #quemnunca) geram essa falsa impressao de que “como ela(e) consegue e eu não?!”.

E a vida real não eh assim. Mesmo.

A da Beyonce, da Hilary Clinton, da Ivank Trump nao sao assim. E por que não, a minha. E a sua tambem.

E entre umas trocas de e-mail aqui, outros bate papo ali, uma leitora me pediu “dicas”, e citou como exemplo um post onde falo sobre alguns “rituais” de beleza, e como acaba fazendo varias “tarefas” ao mesmo tempo, pra otimizar determinada coisa.

E ai isso estalou uma auto analise, uma reavaliacao sobre o que eu realmente acho que faco bem. E a conclusao foi o fato de que não eh uma questao de fazer as “coisas” bem feitas, e sim o fato de que ao longo dos anos aprendi a priorizar, a aceitar que não da pra fazer tudo, nem tudo bem feito, e entrei num acordo comigo mesma de simplesmente ficar de bem com isso.

E acho que a palavra chave aqui eh justamente essa: priorizar.

Entre as 300 tarefas que voce tem que fazer por dia/semana/mês/ano, e consequentemente as tarefas que devem ser feitas entre casa/trabalho/familia/voce mesma, faca uma auto analise em relacao a o que realmente eh importante. Uma lista mesmo. De 1 a 10 (ou 1.000!).

O que voce não abre mao (ou não pode abrir mao, tipo, passar 8 horas no escritorio!), o que seria o ideal, e o que voce aceita viver numa boa sem fazer (ou sem fazer bem feito).

Entao algumas aprendizagens e conclusoes minhas foram:

– Aceitar comigo e para mim mesma quais são minhas prioridades. Aquelas que são importantes pra minha vida e de mais ninguem. Não aquelas coisas que a sociedade “espera” ou “exige” que voce faca.

Por exemplo:

Trabalhar. Pra mim eh uma prioridade. Uma satisfacao e realizacao. Minha carreira me faz feliz.

Não eh a mais glamurosa ou bem sucedida, mas sinto uma satizfacao enorme de ver tudo que eu conquistei com muito trabalho, anos de estudo e dedicacao.

Isso significa que pra trabalhar e priorizar minha carreira significa que eu abro mao de outras cosias, como por exemplo, me dedicar mais ao blog, ou passar mais tempo com minha familia.

Não quer dizer que uma cosia seja mais importante que a outra, não eh isso. E sim uma conjugacao entre o que TEM que ser feito e o que eu GOSTO de fazer.

Blog. Meu hoby e passatempo há 11 anos. As vezes blogar vai parar la na ultima posicao da lista de prioridades, e já aconteceu varias vezes ao longo da vida do blog onde eu passei varias semanas e ate meses sem escrever nem uma linha.

Mas eh uma cosia que eu AMO fazer. Gosto de registrar minhas experiencias e minhas impressoes – sobre a vida, lugares, experiencias.

Mas por outro lado, não eh uma coisa que eu queira priorizar tanto a ponto de abrir mao de outras coisas, como por exemplo, ter uma carreira “vida real”. Entao isso significa que eu abro mao de oportunidades (evento de impressa as 2 da tarde numa terca feira? Obrigada, mas não obrigada. Festinhas para blogueiros as 11 da noite? Eh, não vai dar. Viagens patrocinadas sem minha familia? Fica pra proxima), e muitas delas que poderiam gerar frutos monetarios-carreira (no caso, uma carreira on line), mas que eu opto por não priorizar, pois não eh um “objetivo” de vida e de carreira pra mim por enquanto.

Isso tambem significa que por ser um hobby, nao tenho tempo pra me dedicar 100%, no sentido de conseguir editar todas as fotos sempre com mntagens lindas dignas de revista, publicar textos com pontuacao, gramatica e sintaxe perfeitamente-perfeitas (vide esse post mesmo: escrevi na hora do almoco no escritorio, num laptop sem configuracao pra ascentos nem corretor ortografico em Portugues), e muito menos responder todos os e-mails que recebo.

Entao blogar eh uma coisa que eu adoro fazer, esta no topo das minhas prioridades, mas que eu simplesmente aceitei que pra conseguir fazer, não da pra conseguir fazer perfeito.

Cuidar de mim mesma. Eu a-do-ro!

Me relaxa, me faz sentir bem comigo mesma, e eh um escape para outras atividades de estress.

Entao eu gosto de treinar de manha. Isso significa que raramente consigo ficar acordada muito depois das 10 da noite!

Tambem adoro fazer longas sessoes de spa em casa – cuidos dos cabelos, faco as unhas, depilacao e seja la o que mais. Mas tudo num clima “multi-tasking” fazendo tudo-ao-mesmo-tempo, e fazendo eu mesma.

Para fazer as unhas, tiro a cuticula num dia, e pinto no outro (motivo que faz fazer as unhas uma prioridade: sou roedora compulsiva, e se não estiver com as unhas feitas, acabo roendo os cantinho tao ferozmente que me prejudica em outras areas). Mas não vejo como “obrigacao”, e odeeeeeeeio esses papos machistas de que “mulher tem que estar com tudo em dia”.

Se voce nao gosta e não quer gastar seu tempo fazendo as unhas, pintando o cabelo, e afins, entao porque meu deus?! Deixa pra la e faca outra coisa que te deixe mais feliz.

Outro exemplo muito, muito bom eh televisao; para pra pensar: Quantas horas por dia voce gasta, joga fora da sua vida vendo televisao?!

Eu simplesmente decidi que nada passando na TV eh mais importante do que determinados itens na minha vida, entao não lembro a ultima vez que “acompanhei” um programa. Eu prefiro usar esse tempo pra curtir minha familia em casa, ou sair com as amigas ou escrever no blog, ou tomar um banho demorado com crème no cabelo, ou planejar a proxima viagem, ou seja la oq ue tiver que fazer naquele momento da vida.

A noite, quando chego em casa do trabalho minhas prioridades são: curtir e brincar com a minha filha, cuidar dela (brincar, dar janta, dar banho, colocar pra dormir). Depois ficar com meu marido; conversar, trocar ideias, jantar, tomar um vinho. E por fim, em vez de sentar na frente da TV, ligo o computador e pesquiso viagens, respondo e-mails, escrevo no blog. E as vezes isso acontece sentada no sofa com o laptop no colo e a TV ligada de pano de fundo, e tudo bem.

E se tiver alguma coisa na TV que quero muuuuuito assistir, OK tambem. Não sou radicalmente contra TV, e nossa regra eh que sexta e sabado a noite, se estivermos em casa de bobeira, são os dias que assistimos filmes, programas gravados na TV a cabo, Netflix etc.

Mas quantas horas por dia uma familia gasta por dia em frente a TV? 2? 3 horas?

“Ah, mas não vivo sem ‘minha novela’!”

Otimo. Entao a novela pulou uns 3 niveis na lista de prioridade. E tudo bem. Eh uma coisa importante pra voce, que voce optou por fazer no seu dia a dia em vez de fazer outras coisas.

E eh simples assim:

Não eh a formula magica pra ter tempo de fazer TUDO na vida, e sim a consciencia de que ninguem vai conseguir fazer tudo, e nem conseguir fazer tudo super bem sempre.

Entao a fulana consegue passar 4 horas por dia malhando, mas com certeza abriu mao de uma carreira (no sentido “tradicional” da coisa) e um contra cheque no fim do mês. Ou nao. So ela(e) sabe de suas prioridades e oque vale mais a pena durante as unicas 24 horas disponiveis de seu dia.

A amiga que tem aquela casa perfeitamente arrumada, organizada e limpa, de repente prefere cuidar da casa e ter uma decoracao de revista em vez de, sei la, gastar seu dinheiro viajando.

Entao acho que esse eh o moral da historia, nessa coisa louca de “todo mundo tem que fazer tudo, o tempo todo e tem que ser perfeito e “instagramavel” o tempo todo”!

Ja rolaram outros papos no forum, aqui pelos comentarios do blog e nas redes sociais, sobre como organizo minha rotina e a vida familiar.

Ja ate brinquei varias vezes de que nao lavo louca. E ponto final. Uma pia cheia de louca no fim do dia nao me incomoda o suficiente a ponto de abrir mao de fazer outra coisa da vida.

Sim, eh uma brincadeira, e obvio que lavo a louca (ainda nao inventaram uma maquina de lavar louca que se auto carregue e arrume tudo depois nos armarios! Hehehhehe!), mas volta e meia, se nao der tempo e se nao estiver a fim, nao me torturo por isso.

Mas tem muita gente por ai que discorda, e deus-me-livre-guarde dormir com a cozinha suja. OK, gente. Vai lavar a louca e ser feliz :-)

Ou nao. A “louca suja” aqui eh apenas uma metafora para ilustrar o ponto sobre as prioridades da vida e do dia a dia. O que fazem a vida fluir mais feliz. Ou nao.

Uma outra coisa que funciona muito bem la em casa eh a organizacao que eu e o Aaron temos na nossa rotina (nao na organizacao no sentido de “arrumacao”! hahahahhaha! E sim na divisao de tarefas e o papel de cada um de nos na familia e no dia a dia da casa).

E me irrita muito, mas muito mesmo quando ouco que so faco isso ou aquilo pois “seu marido AJUDA em casa”.

AJUDA?? Ele nao ajuda, pois ajudar implica qu a obrigacao eh minha e ele apenas faz um favor de dar uma maozinha pois eh gente boa.

Nao moramos na mesma casa? Somos pais da mesma crianca? Ambos trabalhamos o dia todo e pagamos as mesmas contas?

Entao ningum ajuda ninguem, apenas dividimos as tarefas e responsabilidades igualmente.

Um dia ele cozinha e arruma a casa, enquanto eu brinco com a Isabella e coloco ela pra dormir. No dia seguinte, eu cozinho e arrumo tudo, enquanto ele cuida da Isabella.

Roupa suja, e roupa pra passar? Cada um cuida das suas.

Entre os intervalos semanais da faxineira, tiramos uma horinha no fim do dia durante a semana, e juntos, damos aquela geral na casa.

Uma vez comentaram que parecia que eramos “room mates” dividindo a casa. Mas oras, nao eh isso mesmo? Dividimos a casa, a vida, a familia, o relacionamento, e pra mim esse eh o segredo da coisa.

E sao apenas alguns exemplos de pequenas acoes no dia a dia que contribuem muito para aliviar as “obrigacoes” da vida, e fazer com que os dias (e as horas disponiveis por dia) sejam mais bem aproveitadas, sem deixar aquela impressao de que voce nao aguenta mais e esta a ponto de afundar.

Mas enfim, essas sao algumas das adaptacoes que dao certo na minha vida, e na minha rotina. Se eu nao trabalhasse fora de casa, talvez isso fosse diferente.

Se morassemos no Brasil e tivesse acesso a empregada/cozinheira/passadeira e afins, esse dia a dia tambem seria diferente.

 

Ou seja, esse post acabou ficando levemente “garota enxaqueca” de ser, e nao tem a pretencao de ser bula da formula perfeita para conseguir fazer tudo. Porque nao, ninguem consegue fazer tudo, nem fazer tudo perfeito.

E ok. Eh normal. Todo mundo eh assim e nao tem o menor problema!

 

Adriana Miller
Siga me!

Adriana Miller

Sobre a Autora at Dri EveryWhere
Adriana Miller, Carioca. Profissional de Recursos Humanos Internacional, casada e mãe da Isabella.
Atualmente morando em Londres na Inglaterra, mas sempre dando umas voltinhas por ai.
Viajante incansável e apaixonada por fotografia e historia.
Adriana Miller
Siga me!
Adriana Miller
69 comentários
Página 1 de 11912345Última »