31 Jan 2012
5 comentários

Bepanthol lábios

Alemanha, Beauty Everywhere, Frankfurt, Maquiagem

Há uns meses atras eu passei uns dias trabalhando em Frankfurt na Alemanha e postei a seguinte foto, com o seguinte comentário:

20120131-132755.jpg

“Primeira providencia a ser tomada ao desembarcar na Alemanha”

E acho que um monte de gente ficou achando que eu estava com alguma assadura esquisita por causa do frio…

Mas não! Esses sao os produtora linha Bepantol especifico para lábios!

Todo mundo já conhece o truque de usar Bepantol nos lábios, olheiras, cutículas e afins, só que na Alemanha (terra Natal da Bayer e do Bepantol) não sao precisos tantos truques!
Basta comprar seu lip balm direto má farmácia!

Ele nem é meu preferido não (sou mil vezes mais o Carmex em bastão), mas gosto de ter opções diferentes, e sem duvidas muito mais pratico doque ficar passando pomada de assadura má boca.

Eu compro as dias versões diferentes, em bastão e em bisnaga pois acho que seu uso e sua eficiência sao realmente diferentes:

A versão bisnaga é tipo uma piadinha mesmo, super potente, mas tambem super melequenta.
Então prefiro usar apenas pra dormir, quando não tenho que falar com ninguém, nem comer nem beber nada.
A versão bisnaga fica com pinta de Bepantol mesmo, mas tem um poder de hidratação master.
Os lábios acordam renovados!

Já a versão em bastão é um lip balm como outro qualquer, e nem acho que esta entre os melhores não.
Mas ele é um bom hidratante pre-baton de cor, pois hidrata na medida sem criar uma barreira protetora potente demais, que possa afetar a fixação da cor nos lábios.

Adriana Miller
5 comentários
10 Nov 2011
8 comentários

Steigenberger Frankfurter Hof

Alemanha, Frankfurt, Viagens

O hotel que fiquei hospedada em Frankfurt não poderia ter sido melhor: sua localização é perfeita tanto pra quem esta na cidade a trabalho ou a passeio, já que a cidade é bem compacta e de fácil navegação.

Então mesmo depois de sair do hotel tarde, eu fui andando do escritório pro hotel, e depois ainda fui andando de novo ate a Romerberg Platz jantar. Tudo ali, em questão de minutos!

Por causa de seu perfil de negócios (Frankfurt eh geralmente apelidada de “Bankfurt” por causa do Banco Europeu e da quantidade gigante de bancos de investimento e comerciais que tem escritorios na cidade), Frankfurt eh uma cidade que tem abundância de hoteis de redes e cadeias internacionais, mas ainda assim eu sempre acho mais interessante ficar hospedada num lugar que tenha uma historia pra contar, e que tenha um significado cultural/social/política que faca parte da historia local.

E para isso o Frankfurter Hof não poderia ser melhor! Se hospedar em um de seus quartos eh praticamente como ter uma aula de historia dentro de um museu Alemão, ja que nos últimos 140 anos o hotel (e seu prédio) sempre estiveram presentes.

A começar por ter sido o primeiro hotel da Alemanha a ter energia elétrica em seus quartos e o primeiro telefone de Frankfurt!

Nos seus primeiros 40/50 anos de vida (pre 1ª guerra) o Frankfurter Hof virou sinônimo de diplomacia e elegância, inclusive tendo sido administrado pessoalmente por Ceasar Ritz durante alguns anos em na década de 1890.

Ja nos anos de guerra, o respeito a “instituicao” era tanto, que o hotel foi usado para abrigar personalidades internacionais e durante toda a primeira e segunda guerra mundial, nunca chegou a ser ocupado pelos Nazistas.

Ate que em 1944 o hotel (e toda cidade!) foi bombardeado pelos Aliados e o hotel foi incendiado – e apenas sua fachada histórica sobreviveu sem grandes problemas.

Mas ainda assim, poucos anos depois do fim da guerra, o Frankfurter Hof foi uma primeiros predios a serem reconstruidos, e ja em 1961 ja estava novamente ganhando premios e foi reconhecido como o maior hotel da Republica Alema (ocidental).

Em termos práticos, além da localização imbatível, o hotel oferece todo conforto esperado de um hotel desse nível, com funcionários super prestativos (como por exemplo o concierge que me deu a dica do Zum Schwarzen Stern), e quartos enormes e confortáveis – incluindo um walk in closet gigante e uma banheira ultra confortavel. Alem de 3 restaurantes dentro do hotel, inclusive o “Gourmet Restaurant Français” , que ganhou estrelas Michelin todos os anos, nos ultimos 6 anos. Alem de um Spa, academia e uma biblioteca, com livros e jornais de todos os paises e varias linguas disponiveis (achei isso um servico bem legal, e ate entao ainda nao tinha visto em nenhum outro hotel!).

Lembrando claro, que Frankfurt apesar de nao a capital, eh uma das principais cidades da Alemanha, e sede da gigante Lufthansa, oque facilita demais as viagens iternacionais ao redor do mundo, tornando Frankfurt uma otima opcao de “base” de viagem pra explorar outras regioes da Alemanha central como a “Rota Romantica” do rio Reno ou Colonia, por exemplo (entre muitas outras).

 

Adriana Miller
8 comentários
09 Nov 2011
22 comentários

Zum Schwarzen Stern: Römerberg Platz

Alemanha, Frankfurt, Viagens

Geralmente quanto eu estou viajando a trabalho (ou quando estou num hotel bacana, ou simplesmente bem localizado), uma das melhores maneiras de conseguir boas dicas de lugares pra comer é indo direto no Concierge do hotel.

E foi isso mesmo que fiz enquanto estava em Frankfurt na segunda feira!

Eu sabia que estava hospedada pertinho da praça Römerberg Platz (Frankfurt é uma cidade incrivelmente pequena e “compacta”) então resolvi que queria ir passear por lá.

 

Eu não tinha voltado a Römerberg Platz desde Dezembro de 2006, quando o Aaron ainda morava em Frankfurt e nós fomos no mercado de Natal de Frankfurt que fica bem no meio da praça, que tem sido a principal area para mercados, feiras e competicoes em Frankfurt desde o seculo 9!

A praça é uma gracinha e não poderia ser mais tipicamente Alemã! Os predios e casinhas atuais são construções recentes, pois grande parte da cidade foi destruída durante as guerras, mas todas mantem seu estilo e arquitetura original e cada uma delas tem um nome específico, que honram algum fato historico que tenha acontecido por ali.

Infelizmente a praça estava escura demais e mal deu pra tirar fotos… e (assim como o resto da cidade toda!) muito vazia com todas as lojas fechadas… uma das grandes desvantagens de viajar no inverno!

Mas ainda assim não desanimei e segui a dica do concierge do hotel, e fui jantar no restaurante típico Zum Schwarzen Stern, no cantinho da praça.

O predio do restaurante atual só foi reconstruído em 1983 (ão é impressionante pensar o quão recente a destruição da 2ª guerra mundial foi?), mas é a replica do predio original do século 14, e que tem resgistros do restaurante de mesmo nome desde 1453!

E a comida?! Nossa! Eu sou meio fresca com comida Alemã pois eles comem muita carne de porco (e eu sou alérgica), então pra não ter erro eu pedi o “Wiener Schnitzel mit Bratkartoffeln” que é um bife de vitela empanado á moda Vienense, com batatas “assada de panela” que me deixou de queixo caido! E pra completar, pedi uma taça de vinho branco Alemão Resling.

Não adianta e repito mais uma vez: a Alemanha tem cara de natal, seja qual for a epoca do ano!

 

 

Adriana Miller
22 comentários
Página 1 de 3123