10
Nov
2011
Steigenberger Frankfurter Hof
Escrito por Adriana Miller

O hotel que fiquei hospedada em Frankfurt não poderia ter sido melhor: sua localização é perfeita tanto pra quem esta na cidade a trabalho ou a passeio, já que a cidade é bem compacta e de fácil navegação.

Então mesmo depois de sair do hotel tarde, eu fui andando do escritório pro hotel, e depois ainda fui andando de novo ate a Romerberg Platz jantar. Tudo ali, em questão de minutos!

Por causa de seu perfil de negócios (Frankfurt eh geralmente apelidada de “Bankfurt” por causa do Banco Europeu e da quantidade gigante de bancos de investimento e comerciais que tem escritorios na cidade), Frankfurt eh uma cidade que tem abundância de hoteis de redes e cadeias internacionais, mas ainda assim eu sempre acho mais interessante ficar hospedada num lugar que tenha uma historia pra contar, e que tenha um significado cultural/social/política que faca parte da historia local.

E para isso o Frankfurter Hof não poderia ser melhor! Se hospedar em um de seus quartos eh praticamente como ter uma aula de historia dentro de um museu Alemão, ja que nos últimos 140 anos o hotel (e seu prédio) sempre estiveram presentes.

A começar por ter sido o primeiro hotel da Alemanha a ter energia elétrica em seus quartos e o primeiro telefone de Frankfurt!

Nos seus primeiros 40/50 anos de vida (pre 1ª guerra) o Frankfurter Hof virou sinônimo de diplomacia e elegância, inclusive tendo sido administrado pessoalmente por Ceasar Ritz durante alguns anos em na década de 1890.

Ja nos anos de guerra, o respeito a “instituicao” era tanto, que o hotel foi usado para abrigar personalidades internacionais e durante toda a primeira e segunda guerra mundial, nunca chegou a ser ocupado pelos Nazistas.

Ate que em 1944 o hotel (e toda cidade!) foi bombardeado pelos Aliados e o hotel foi incendiado – e apenas sua fachada histórica sobreviveu sem grandes problemas.

Mas ainda assim, poucos anos depois do fim da guerra, o Frankfurter Hof foi uma primeiros predios a serem reconstruidos, e ja em 1961 ja estava novamente ganhando premios e foi reconhecido como o maior hotel da Republica Alema (ocidental).

Em termos práticos, além da localização imbatível, o hotel oferece todo conforto esperado de um hotel desse nível, com funcionários super prestativos (como por exemplo o concierge que me deu a dica do Zum Schwarzen Stern), e quartos enormes e confortáveis – incluindo um walk in closet gigante e uma banheira ultra confortavel. Alem de 3 restaurantes dentro do hotel, inclusive o “Gourmet Restaurant Français” , que ganhou estrelas Michelin todos os anos, nos ultimos 6 anos. Alem de um Spa, academia e uma biblioteca, com livros e jornais de todos os paises e varias linguas disponiveis (achei isso um servico bem legal, e ate entao ainda nao tinha visto em nenhum outro hotel!).

Lembrando claro, que Frankfurt apesar de nao a capital, eh uma das principais cidades da Alemanha, e sede da gigante Lufthansa, oque facilita demais as viagens iternacionais ao redor do mundo, tornando Frankfurt uma otima opcao de “base” de viagem pra explorar outras regioes da Alemanha central como a “Rota Romantica” do rio Reno ou Colonia, por exemplo (entre muitas outras).

 

Categorias: Alemanha, Frankfurt, Viagens
8
09
Nov
2011
Zum Schwarzen Stern: Römerberg Platz
Escrito por Adriana Miller

Geralmente quanto eu estou viajando a trabalho (ou quando estou num hotel bacana, ou simplesmente bem localizado), uma das melhores maneiras de conseguir boas dicas de lugares pra comer é indo direto no Concierge do hotel.

E foi isso mesmo que fiz enquanto estava em Frankfurt na segunda feira!

Eu sabia que estava hospedada pertinho da praça Römerberg Platz (Frankfurt é uma cidade incrivelmente pequena e “compacta”) então resolvi que queria ir passear por lá.

 

Eu não tinha voltado a Römerberg Platz desde Dezembro de 2006, quando o Aaron ainda morava em Frankfurt e nós fomos no mercado de Natal de Frankfurt que fica bem no meio da praça, que tem sido a principal area para mercados, feiras e competicoes em Frankfurt desde o seculo 9!

A praça é uma gracinha e não poderia ser mais tipicamente Alemã! Os predios e casinhas atuais são construções recentes, pois grande parte da cidade foi destruída durante as guerras, mas todas mantem seu estilo e arquitetura original e cada uma delas tem um nome específico, que honram algum fato historico que tenha acontecido por ali.

Infelizmente a praça estava escura demais e mal deu pra tirar fotos… e (assim como o resto da cidade toda!) muito vazia com todas as lojas fechadas… uma das grandes desvantagens de viajar no inverno!

Mas ainda assim não desanimei e segui a dica do concierge do hotel, e fui jantar no restaurante típico Zum Schwarzen Stern, no cantinho da praça.

O predio do restaurante atual só foi reconstruído em 1983 (ão é impressionante pensar o quão recente a destruição da 2ª guerra mundial foi?), mas é a replica do predio original do século 14, e que tem resgistros do restaurante de mesmo nome desde 1453!

E a comida?! Nossa! Eu sou meio fresca com comida Alemã pois eles comem muita carne de porco (e eu sou alérgica), então pra não ter erro eu pedi o “Wiener Schnitzel mit Bratkartoffeln” que é um bife de vitela empanado á moda Vienense, com batatas “assada de panela” que me deixou de queixo caido! E pra completar, pedi uma taça de vinho branco Alemão Resling.

Não adianta e repito mais uma vez: a Alemanha tem cara de natal, seja qual for a epoca do ano!

 

 

Categorias: Alemanha, Frankfurt, Viagens
22
07
Nov
2011
Frankfurt ao vivo!
Escrito por Adriana Miller

Hoje o dia começou cedíssimo pra pegar um vôo rumo a Frankfurt, na Alemanha.

Essa foi (esta sendo…) uma daquelas viagens a trabalho que não deu pra nada, e só rolou mesmo foi trabalho!

Não só porque o dia foi longuíssimo (quem conhece/trabalha com Alemães sabe que eles sao profissionalissimos e super Caxias, então a agenda da viagem teve cada segundo do dia ocupadíssimo e planejadissimo!), mas agora começou a época do ano que independente de que horas eu saia do escritório, já esta escuro… Então não sobra nada no “dia” pra tentar aproveitar a viagem.

20111107-220805.jpg

Então fiquei refém do escritório o dia inteirinho…

20111107-220928.jpg

E acabamos sendo as ultimas a sair do escritório…

20111107-221021.jpg

Mas apesar da escuridão outonal, o clima estava uma delicia, sem fazer muito frio e com uma lua linda, então fui pro hotel andando.

20111107-221130.jpg

E diga-se de passagem, um hotel lindíssimo bem no centrado financeiro de Frankfurt, o Steigenberger Frankfurter Hof.

20111107-221321.jpg

Mas ai eu reparei no mapa, que não só eu estava bem no centro da cidade, eu também estava pretíssimo da RömerBerg Platz, que é um dos lugares mais fofos de Frankfurt!

20111107-221515.jpg

E oque seria de uma viagem a Alemanha sem um belo Schnitzel?!

20111107-221625.jpg

Voltei pro hotel dando mais ima passeadinha…

20111107-221731.jpg

E amanha tem mais!

Categorias: Alemanha, Frankfurt, Trabalho, Viagens
19
15
Jan
2007
Frankfurt
Escrito por Adriana Miller

Esse finde fui de novo a Frankfurt. Foi uma viagem super rapida, pq fui no sabado de manha mesmo, e voltei no domingo a noite. Mas como o Aaron tinha passado a semana trabalhando nos EUA e tb soh chegava na Alemanha no sabado de manha, foi otimo, e coincidiu de nossos voos chegarem na mesma hora e pegamos o trem pra ir pra casa juntos.

Fim de semana relax, sem grandes programacoes.

O Aaron tava sofrendo com o jat lag, e as 8 horas de diferenca entre Dnever e Frankfurt, entao passou o dia todo semi-leso e depois queria ver filme e bater papo ateh as 5 da matina…

No domingo, depois de obriga-lo a acordar numa horario decente, nao resistimos o dia maravilhoso que estava fazendo! Um sol incrivel e uma temperatura deliciosa (que nao sei quanto era exatamente), o suficiente pra sair de casa usando camiseta e moleton. Nem parece que eh o auge do inverno, em pleno janeiro… Nao sei se devemos culpar o El Nino ou o Global Warming, mas algo esta acontecendo no planeta…. Ah isso esta.

Mas mesmo assim aproveitamos muito nosso dia, e fizemos um passeio super legalzinho. Ele mora numa area bem legal de Frankfurt, em Sachsenhausen que eh um bairro cheio de barzinhos e restaurantes legais.

Aliais otima opcao pra sair em Frankfurt, principalmente pra comer comida tipica alema e o Apfel Wine (vinho de maca tipico alemao – que eu odeio!). Entao fomos andando pelas ruazinhas, ateh chegar na beira do Rio Main. Cruzamos uma das pontes (pq queriamos ficar do lado que estava batendo o sol) e fomos andando pelo jardinzinho na beira do Rio.

Uma coisa muito boa de dias como ontem aqui na Europa, eh que as pessoas realmente valorizam os raios solares. Eh tao raro ver um dia bonito e agradavel assim, que a impressao era que a cidade inteira estava fazendo a mesma coisa. Familias fazendo pic-nics, casais de maos dadas, gente pegando sol como se fose praia, criancas brincando.

Fomos andando, andando ateh chegar na area do centro de Frankfurt, que nao sei o nome, mas eh onde estao todos os predios arranha ceu, e o predio do Banco Europeu. Como eu jah tinha falado aqui, Frankfurt eh reconhecido na Europa como o cenrto bancario da Comunidade, e nao soh o Banco Central tem um predio enorme, na Willy-Bratz-Platz (ou algo parecido) eles ainda estao construindo um maior ainda.


O passeio foi otimo e a vitamina D da fotossintesse mudou meu humor.

O resto do dia foi vendo Lost, e depois voltei pro Aeroporto…

Porque os fins de semana sao sempre tao rapidos?!?!

 

Categorias: Alemanha, Frankfurt, Viagens
4
04
Dec
2006
Franfurt Weihnachtsmarkt – Mercado de Natal
Escrito por Adriana Miller

Esse fim de semana foi a minha vez de ir a Frankfurt de novo, e tinhamos um objetivo: passear pela cidade, fazer algumas comprinhas de natal e ir no famoso mercado de Natal (Weihnachtsmarkt).
O mercado de Natal eh das atracoes principais da cidade e nessa epoca do ano atrai milhoes de turistas (jah que Frankfurt nao eh uma cidade assim tao turistica), e inclusive jah foi exportada para outros paises e cidades. Hoje em dia existem “Mercado de  Frankfurt” em varias outras cidades da Europa, principalmenete na europa central e do leste, onde a influencia da cultura Germanica eh grande, mas tambem em outros paises
como a Inglaterra (O “Frankfurt Christmas Market” de Birmingham eh bem famoso aqui), simplesmente pq jah virou um acontecimento turistico e cultural.
O original, em Frankfurt comecou em 1393, criado pelo Rei Otto, o Grande que queria comemorar que tinha feito as pazes com seu irmao Heirinch apos terem lutado numa guerra. Apesar de que nao era aberto a visitantes, o mercado pouco a pouco comecou a atrair o interesse de outras cidades alemas que queriam ou ir comprar coisas coisa ali, ou
vender seus produtos ali.
Originalmente se vendiam comidas tipicas e produtos de artesoes locais, mas hoje em dia se vende de um tudo. Na verdade esperava ver mais “coisas” pra comprar, mais artesanato, mais arte… mas o mercado hj em dia eh um lugar pra se passear, comer e beber.



Ainda tem as varias barraquinhas vendendo quinquilharias mil, mas nada que seja assim tao tipico… Juro que tinha ateh uma barraquinha que vendia produtos de dentista…!!! Mas ainda tem muito comida tipica alema: Muitos Weiner com pao preto (salsicha alema), Gingerbreads (tipo um pao de mel), Marzipan de todos os formatos e cores, frutas cobertas no chocolate (alias, chocolates de tudo quanto eh forma e tipo), muita
cerveja e a atracao principal, o vinho quente.



Todo mundo jah tinha me falado que o vinho morno de Frankfurt era muito famoso e todo mundo bebe no mercado de Natal. Ficam umas barraquinhas enormes no meio do mercado (nao sei pq chamo de barraca… sao mais umas casinhas mesmo), com uns toneis enormes cheio de vinho quente e te servem numas canequinhas de barro escrito “Frankfurt Weihnachtsmarkt 2006″ lindas que eu adorei e comecei a colecionar!! O vinho em si eh uma delicia! Nao sei como eh feito, mas parece um cha de frutas com canela.
Eh uma delicia pq eh quente entao esquenta enquanto vc esta andando pela cidade, e eh uma delicia porque eh bom mesmo! Eh uma bebida alcolica, mas nao tem gosto nenhum de alcool, tem um gostinho de frutas com canela e especiarias…Quero voltar la pra tomar mais!!


E tambem aproveitamos pra passear bastante pela cidade.


Comecamos pelo Zeil, que eh uma rua enorme, que eh tipo um shopping a ceu aberto. Alem das lojas enormes e famosas, eles tambem tinham umas barraquinhas no estilo “mercado de Natal”, vendendo comidas tipicas, mas principlamente vendendo decoracoes de natal LINDAS!!!


Nao resisti e fui numa dessas lojas, montada no meio da Zeil, e tinha todos os ornamentos de arvore de natal possiveis e imaginaveis!! No geral eram beeeem caros, entao me contive, mas nao resisti e comprei alguns (proximo post sera sobre minha colecao de enfeites de natal!! Hahahahaha), e depois andamos ateh a Alt Opera Haus (casa de Opera antiga) pra tirar algumas fotos e passear. Fomos andando pela Fressgrass (significa “rua da mastigacao”, pq tem zilhoes de restaurantes, cafes e bares) e depois na Goethestrasse, que eh a rua das lojas de designers famosos.



Como estava muito frio (miseros 5 graus) e o Aaron nao ouviu meu conselho e nao levou casaco (ele sempre acha que eu nao entendo nada de frio, e que sou uma friorenta), acabamos voltando pra area central pra comer e tomar mais vinho quente, ficar entrando e saindo de lojas – por causa do aquecimento – e depois que fomos pro mercado propriamente dito tinha TANTA gente na rua que o calor humano esquentou a gente.

Detalhe pros livros na casa do Aaron: “Portugues for Dummies” (Portugues para idiotas) e “How to be a Carioca”


Domingo foi dia de preguica pra se recuperar da andanca de sabado.
Comecamos com um American Breakfast bem tipico, e depois passamos o dia todo assistindo Lost de novo! Eu nem gosto tanto dessa porcaria desse seriado, mas nao consigo parar de assistir pq quero saber oque vai acontecer!!! E depois passo o resto da noite achando quee stou ouvindo sussuros e passos pela casa! Hahahahahahah!

Cada louco com sua mania!!!!

 

Categorias: Alemanha, Frankfurt, Mercados de Natal, Natal, Viagens
5
14
Nov
2006
Temporal-am-Main
Escrito por Adriana Miller

Frankfurt foi uma beleza!
Por incrivel que pareca tudo correu perfeitamente bem no aeroporto e no voo… Nada atrasou, sem turbulencias, e inclusive o fato de que tive que sentar na poltrona do meio, do lado de uma alemazinha que praticamente dormiu no meu ombro o tempo todo me incomodou…

O Aaron foi me buscar no aeroporto e em menos de meia hora chegamos na casa dele. O partamento que ele escolheu eh MUITO legal (fico devendo as fotos) e foi legal ver o apartamento “rechado” com as coisas e as baguncas dele, em vez de apenas um lugar vazio.

No sabado choveu piamento o dia todo… Aquela chuva temporal mesmo, que nao da treguas…
Esperamos um pouco, depois esperamos mais um pouco… E jah pela metade do dia, nos convencemos que nao ia dar pra fazer nada doque planejamos… Nada de passeios turistico pela cidade, nada de compras de Natal…
Entao antes que ficasse noite de novo (jah comeca a escurecer umas 4 da tarde), resolvemos encarar a chuva (que tinha melhorado um pouco), pegamos um trem e fomos pro Ikea que fica nos arredores de Frankfurt.
Descobrir como chegar ateh lah por si soh jah foi uma aventura a parte… mas conseguimos!

Eu particularmente ADORO a Ikea!! Tudo eh tao legal, tao bonitinho e tao barato!!
Passamos hooooras lah dentro brincando de casinha… O apto dele veio mobiliado, mas falta “recheio”… Compramos panelas, facas, edredon, lencois, almofadas, copos, umas bugingangas de decoracao, umas outras bugingangas de banheiro e etc.

De noite saimos pra jantar com um casal de alemaes que eu tinha conhecido em Denver: ele (Dirk) trabalha na Avaya de Frankfurt, mas estava fazendo um treinamento em Denver durante o tempo que estive lah no verao, e ela (Doreen) eh a namorada do Dirk que estava lah visitando ele em Denver na mesma epoca que eu tb estava por lah.
Eles sao bem simpaticos e lagaizinhos, mas BEEEEEEM alemaes…
Fomos num resutante mexicano “fajuto”: apesar de que a comida era muito boa e um lugar super legal, era (conforme a Doreen) uma comida mexicana pra Alemaes, e apesar
de nao ser uma expert em Mexico, nao tinha gosto nenhum de Fajitas, enchilladas, tacos e afins… mas valeu por encontrar com eles de novo, num lugar e numa situacao tao diferente.

No domingo tinhamos esperancas de fazer alguma coisa, mas o temporal, mais uma vez nao deu treguas…
Acabamos ficando o dia todo no sofa assistindo os episodios de Desperate Housewives (que eu AMO e consegui deixar o Aaron completamente viciado tambem) da temporada 3 que eu baixei da internet, e alguns episodios de Lost que ele ama e esta tentando me viciar, mas nao faz muito meu estilo(acho viagem demais…).
Preguica, preguica total…
 

Categorias: Alemanha, Frankfurt, Pessoal, Viagens
1
09
Nov
2006
Frankfurt-am-Main
Escrito por Adriana Miller

Frankfurt tambem é conhecido como “Bankfurt” (the ‘Bank’ por causa da quantidade descomunal de bancos na cidade) ou “Mainhattan” (por ser uma cidade quase tao grande e cosmopolita quanto Manhattan – NY), por ser o centro financeiro e comercial da Alemanha. E durante muitos anos foi o centro geografico e financiero da Alemanha Ocidental.

Apesar de nao ser destino favorito dos turistas, Frankfurt é quase inevitavel pra quem viaja pela Europa porter um dos aeroportos mais movimentados e importantes do continente.

A nao ser que vc este por lá a trabalho, nao tem muito oue fazer num ponto de vista turistico; Em 1944 80% do centro historico da cidade foi destruida porbombas dos aliados durante asegunda gerra mundial. A reconstruçao veio decadas depois, e a cidade foi sendo reerguida conforme o dinheiro ia entrando – com foco total no crescimento economicoe financeiro da cidade, e quase nada pra cultura.

Em compensaçao, por causa o perfil tao cosmopolita que Frankfurt esta assumindo, a cidade é cheia de bons restaurantes, bares, discotecas e museus “modernos” (de ciencia, engenharia, automecanica, etc… essas coisas que os alemaes sao bons).

Estou indo pra lá de novo amanha, e desa vez estou determinada e conhecer um pouco mais da cidade. Acho que vai ser dificil dessa vez pq ainda tenho que ajudar o Aaron a terminar de montar e arrumar a casa,e nosso fim de semana esta cheio de programaçoes do estilo “comprar isso” “montar aquilo” “desempacotar aquilo outro”… mas vamos ver.

Espero que dessa vez eu de mais sorte na ida pro aeroporto eno voo, pq definitivamente a Alemanha nao vai com a minha cara…

 

 

Categorias: Alemanha, Frankfurt, Viagens
1
23
Oct
2006
Frankfurt
Escrito por Adriana Miller

Esse fimde semana fui encontrar o Aaron em Frankfurt, pq ele estava lá arrumando os ultimo detalhes pra mudança dele, que oficialmente será dia 1 de novembro.

Eu já tinha comprado minha passagem ha semaaaaaanas, desde que a agencia de International Assignement confirmou tudo. Além de, obviamente passar o fim de semana com ele, depois de quase 1 mes, tb ia dar uma ajuda a manter os nervos em ordem e alugar um apartamento. A Avaya esta transfrindo ele num esquema moleza total, e ele nem tem que se estressar nos detalhes chatos de uma mudança desse nivel (como vistos, documentaçoes, se ambientar na cidade, alugar um apto, abrir conta, etc), pq a Avaya eh bem organizada nesse ponto, e pagam um “agencia de relocaçao” que faz isso tudo por ele. Mas mesmo assim, ele queria que eu estivesse lá pra dar minha opiniao e ajudar a tomar decisoes. E obviamente ficarmos juntos.

A viagem ia ser rapidissima, voando pra lá na sexta a noite e voltando domingo e tarde, mas já era melhr que nada.

Passei a tarde toda de sexta num treinamento em Greenwhich, oque foi otimo, pq nao tiveque me extressar com nada a tarde toda, e sai levemente mais cedo pra chegar em Heathrow em tempo. Claro que tive que dar uma corridinha de leve, e quase cheguei atrasada, mas no final, tudo deu certo. Tava bom demais pra ser verdade.

Pois bem. Fiz o check in, o voo estava na hora, dei umasvoltinhas pelo aeroporto, liguei pr ele pra confirmar e fui pra sala de embarque.

O voo estava marcado pras 8 da noite. As 7.50 nos avisaram que o aviao estava com um problema tecnico e sairia um pouco atrasado. Ok. Faz parte. 15 minuts depois,fizeram outro aviso falando que na verdade oproblem era serio, e que nao poderiamosvoar com o aviao cheio, entao a Lufhtansa estava convidando os senhores passageiros e se voluntariarem pra ficar uma noite a mais em Londres. O aviso entrou por um ouvido e saiu pelo outro. Nao estava a fim e passara noite em Londres de jeito nenhum. Aí tudo be, fiquei no meu canto, ouvindo meu iPod, e vendo as psoas se levantarem indo e voltando no balcao de informacoes, e um monte de gente seanimando em ficar mais uma noite em Londres comudo pago.

Mas ai deram outro aviso. Como nao tiveram o numero suficiente devluntarios,eles estariam escolhendo aleatoriamente 50 passageiros que seriam designados a ficar em Londres. Gritaria! Passageiros inconformados! Funcionarios alterados! Resumindo a opera, mandaram todo mundo sair da salinha de embarque, e duas horas depois foram chamando os nomesde que tinah sido sorteado a embarcar… E adivinha se eu estava na lista? CLARO QUE NAO!!!!!!!

Dos 30 passageiros sorteados, lá estava eu… QUE ODIO!!!!!!

Foi uma baixaria… Todod mundo gritando, eu dei piti, chorei de soluçar, uma confusao e escandalo sem precedentes…

No final pra calmar os animos nos realocaram num voo sabado de manha cedinho. Desci correndo prabalcao da Lufhtansa. Alem de querer garantir meu lugar no primeiro voo disponivel (oque nao tem remedio, remediado esta), estava determinada a dar um prejuizo na Lufhtansa!!!!

Falei que nao era daqui. Meu namorado estava me esperando em Frankfurt e nao tinha pra onde ir. Ok, me pagaram um hotel. Nao conheco a area,nao sei chegar no hotel. Ok me pagaram o taxi. Falei que estava no aeropoto desde as 7 da noite (deviam ser umas 11). Ok, me deram um voucher pra jantar e tomar cafe da mahna no hotel. E no final ainda perguntei qual seria a indenizacao que eu receberia pelo inconveniente causado pela Lufhtansa… Ok, ganhei uma outra passagem de graça no dia 10 de novembro.

Saldo da noite…? No final confeso que me dei bem, mas o estresse  e a frustraçao dedormir naquele quarto de hotel nao tem preço.

Mas enfim, sabado finlmente cheguei no hotel (o voo tb saiu atrasado no sabado) e logo depois o Aaron chegou pra me buscar. Mal tivemos tempo de dar uma abraço e a Alemada agencia jah estava olhando torto. Passamos o dia todo pra cima e pra baixo vendo apartamento, oque é meio chatinho, mas foi uma boa oportunidade dedar umas voltinhas pela cidade e se ambientar um pouco.

Fiquei surpresa com Frankfurt. Já tinha ido lá uma vez, em mil novecentos e antigamente, e pra falar a verdade nem lembro direito (tinha 14 anos), mas a imagem que eu tinha de lá, era essa cidade suja, escura, industrial, cheia de drogads por todos os lados, e frio, muito frio. E dessa vez TUDO parecia diferente. Nem sequer parecia a mesma cidade… Reconheci vagamente a vista do rio Main e as torres industriais lá no fundo…me lembrei vagamente de passear pela ruazinha-shopping cujo nome nao consigo pronuncia, heia de decoraçao de Natal… e só.

Dessa vez Frankfurt me pareceu muito mais moderna, limpa, clara. O tempo tb ajudou; estava muito melhor que Londres,com sol e uma media de 18 graus, me senti em plano verao, usando camiseta o tempo todo!

O Aaron se decidiu pelo ultimo apartamento que vimos no sabado, que diga-se de passagem eh lindo, e mal poso esperar pra voltar lá e ajudar ele a arrumar tudo!

A noite fomos passear pelo centro. Demos uma voltinha na Alt Opera, uma pracinha bonitinha mas cheia de alemaes ma encarados, e fomos jantar na tal rua que nao lembroo nome. Decidimos jantar num restaurante Italino, pois era uma das unicas opçoes que pelo menos um dos dois conseguie entender o menu!!

No domingo, mal acordamos e já tivemos que ir pro aeroporto (o voo do Aaron saia cedo) e a viagem acabou…

Quando cheguei de volta em Londres, um caos… Uma chuva chata, o aquecimento nao estava funcionando, estavamos sem agua quente e a inernet e TV estavam fora do ar…!!!!

O fim de semana foi bom e produtivo, nao nego, mas TUDO que poderia dar errado, DEU!!!

 

 

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...
Categorias: Alemanha, Frankfurt, Perrengues, Viagens
1