04
Dec
2013
Low Cost: Viajar de EasyJet com um bebê
Escrito por Adriana Miller

Viajantes mundo a fora sempre são classificados de acordo com alguns rótulos (mochileiro, aventureiro, de luxo, de resort, etc).
Já Entre as famílias viajantes, são categorias: as que viajam com seus filhos, e as que simplesmente preferem deixar pra depois (seja porque da trabalho, porque acham que as crianças não vão lembrar/aproveitar, ou o que for).

20131102-093332.jpg
Então entre os muitos comentários não solicitados volta e meia nos ouvimos de amigos e conhecidos que viajar com a Isabella nesses últimos meses tinha sido fácil pois viajamos sempre cias aéreas tradicionais. “Queria ver se vocês iam achar tão simples assim na Ryanair ou Easyjet!”, me falaram uma vez.

20131102-093016.jpg

Pois bem. Esse dia finalmente chegou, e nós 3 embarcamos rumo a Croácia em Agosto voando Easyjet.
Eu já fiz vários posts sobre os poréns de viajar de low cost, e a verdade verdadeira é que realmente ja se foi os tempos áureos em que realmente valia a pena passar por certos apertos em nome de tarifas quase de graça.

20131102-093248.jpg

Sim elas existem, mas com a popularização dos vôos low cost (afinal não são mais novidade) e aumento na regulamentação do setor (mais taxas, mais impostos etc que são repassados aos passageiros), quando colocamos na ponta do lápis todos os extras (monetários e de inconveniência), poucas vezes ainda vale a pena encarar a Ryanair (insira aqui o nome de qualquer cia de low cost na Europa).

Mas ainda assim, com todo planejamento, antecedência e seguindo alguns princípios básicos (que já falei bastante em vários posts aqui ó) volta e meia nao tem como resistir!

20131102-093311.jpg

Então lá fomos nos!
Mas afinal, como funciona viajar de low cost com um bebe de colo?

Bem, no geral a maioria das regras ainda valem e são exatamente as mesmas!

- Preço:

O principal problema de viajar de low cost, eh que eh muito fácil levar gato por lebre – o preço final da sua passagem NUNCA será aquele precinho que aparece ali na primeira tela.

Então seja numa viagem com crianças ou não, é preciso levar tudo em consideração: todas as taxas extras, os impostos, o check in on line, a bagagem extra, a distância dos aeroportos, etc, etc (muitos mais detalhes nos posts aqui).

Mas como queríamos viajar na alta temporada pro Sul da Europa, ainda assim, vale a pena viajar de Easyjet e não tivemos medo de arriscar! (ou seja, não é que a passagem tenha sido suuuuper baratíssima, apenas saiu mais barato do que em uma cia tradicional como a British Airways, por exemplo).

20131102-093433.jpg

Além disso, assim como em cias aereas tradicionais, bebes de ate 2 anos, viajando no colo de um adulto nao pagam a passagem cheia.

No caso da easyjet, em vez de pagar algumas taxas e um proporcional do preco da passagem dos pais, as criancas pagam uma tarifa fixa de 20 Libras por perna da viagem.

Então se sua viagem for mais cara, as 40 Libras pagas pelo bebe acabam não sendo nada no custo total – mas se você achar uma passagem super baratinha, daquelas quase dadas, pode ate ser que seu filho pague mais que você! (se for esse o caso, basta comprar um assento de “adulto” separado.

 

- Bagagem:

Emendando no tema “preços”, uma das principais maneiras de deixar suas viagem de low cost econômica é viajar soh com bagagem de mão.

Bem, com um bebe de colo eu ainda não aprendi a viajar “leve”! Então sabíamos que seria impossível viajar apenas com 1 mala/bolsa de mão cada um e não despachar mala nenhuma, pura e simplesmente porque bebes e crianças demandam muitas “tralhas” e quase tudo é muito volumoso (fraldas, leite, brinquedos, mudas extras de roupa, enfins). Alem disso bebes pagando a tarifa de “colo” (“Lap infant” em Ingles) nao tem direito a nenhuma bagagem de mao, o que complica ainda mais.

Então de cara, no ato de marcar a passagem já confirmamos que queríamos despachar uma mala – pagamos a tarifa para uma mala de 20 quilos, que foi mais que suficiente para nos três.

Já a bagagem de mão não tem jeito mesmo! Cada adulto só pode levar um único volume (uma bolsa feminina OU mochila, OU sacolinha OU mala de cabine OU bolsa de laptop OU…), e crianças de colo não tem direito a nenhum volume. Então esqueça a bolsa de fraldas, a mochilinha com brinquedos extras pro voo, ou a bolsinha com fraldas de emergência. É um volume só e ponto final.

20131102-093151.jpg

Então o que fizemos foi levar uma mala de mão vazia com a gente, e segundos antes de embarcar, coloquei minha bolsa, a bolsa de fralda da Isabella, e os demais cacarecos que queríamos levar no avião dentro dessa mala (mamadeira extra, cobertor, iPad, briquedinhos, etc)!

(P.S. Os seguranças implicaram e nos pararam pra saber porque passamos pela segurança com uma mala vazia, mas ai expliquei que era pra colocar todas as outras bolsas e sacolas no voo da Easyjet e eles entenderam sem problemas)

Então conseguimos entrar com tudo sem problemas, e a medida que fomos precisando de certas coisas duranto o voo, era so retira-los da mala que estava no bagageiro acima de nosso assento.

20131102-093130.jpg

Além disso, assim como nas empresas áreas tradicionais, bebes e crianças tem direito a levar ate 1 carrinho e um bebe conforto sem pagar nada extra!

20131102-093220.jpg

E também pudemos levar o carrinho da Isabella conosco ate a porta do avião – e a recolhemos após o desembarque na Croácia.

 

- Durante o voo:

O voo propriamente dito foi igual a outro qualquer.

Sim, os aviões de low cost são mais desconfortáveis, mas os voos também são bem curtos, então ninguém ficou sofrendo não.

20131102-093501.jpg

Levamos brinquedinhos, leite, chupetas, mantas, desenhos e afins para distrai-la durante as quase 3 horas de voo e foi tudo numa boa.

20131102-093032.jpg

E mesmo em voos mais longos (alguns voos podem chegar a 5 horas) os aviões utilizados pelas cias de low cost nao possuem bercinhos para bebes de colo, e pais com crianças também não tem preferência para as poltronas da frente (mas você pode pagar uma taxa extra para ter direito a esses assentos, ou para ser o primeiro a embarcar no avião e tentar pegar uma poltrona melhor).

 

- Os aviões:

Os aviões seguem os padrões normais de segurança exigidos a Europa, então todos tem equipamento salva vidas e de segurança para bebes e crianças, todos os banheiros tem trocador de fraldas, e todos oferecem o cinto de segurança especial para crianças de colo.

20131102-093404.jpg

- Os services:

Uma cosia que sempre fica aparente quando viajamos de low cost é que qualidade de serviço não é o forte das empresas. E esteja você com bebes e crianças ou não, a coisa vai ser mais ou menos a mesma.

Famílias com crianças tem preferência de embarque, mas só depois que os passageiros que pagaram por certas regalias (assento preferencial, Embarque preferencial etc) já tiverem embarcado, então a não ser que você compre uma das opções extras de serviço, mesmo com bebe pequeno você nunca ser o primeiro a embarcar.

20131102-093107.jpg

Além disso, tudo oferecido/fornecido a bordo eh cobrado a parte – então seja a agua mineral para misturar o leite do bebe, ou o biscoitinho pro lanche da criança, tudo devera ser comprado a parte.

Os preços a bordo não chegam a ser uma loucura não, mas as opções são limitadíssimas (muita porcaria industrializada), e não custa nada já embarcar preparada com tudo que você acha que seus filhos possam precisar (quase todos os aeroportos Europeus – e 100% dos aeroportos Britânicos – tem farmácias dentro dos terminais, que vendem tudo que crianças podem precisar).

Porem, uma vez lá dentro as comissarias foram super simpáticas e solicitas, como seria de se esperar de uma cia aerea.

 

Mas e então, valeu a pena viajar com bebe na Easyjet? Ou foi muito perrengue?

Sim, valeu, pois conseguimos economizar uma quantia considerável no preço da passagem, mesmo com alguns extras que optamos pagar.

E claro que viajar com um bebe sempre adiciona perrengues a qualquer viagem, seja de primeira classe ou de Ryanair – e quem discordar estará mentindo! :-)

Mas como em qualquer situação Low Cost, estando preparado e com tudo bem planejado, foi uma viagem como outra qualquer!

 

Categorias: Avião, Baby Everywhere, Croacia, Dicas (Praticas!) de Viagem, Viagens, Viajando com crianças, Voos Low Cost
20
03
Dec
2012
Globo.com – Os 10 mandamentos para viajar de Low Cost
Escrito por Adriana Miller

Esse fim de semana saiu no portal de Viagem e Turismo “G1″ do portal da Globo.com uma reportagem onde eu a Patricia Camargo demos nossas dicas de “expert” em viagens de baixo custo, usando as polemicas empresas de Low Cost.

Na reportagem  dividimos algumas licoes aprendidas ao longo dos anos sobre como tirar maior proveito desse tipo de viagem e voo, e varias dicas praticas sobre como evitar roubadas e as tais das taxas extras…

A minha selecao completa de dicas e links (tem ate um video!) estao aqui (tanto na Europa quanto na Asia)!

 

Categorias: Blog, Dicas (Praticas!) de Viagem, Midia, Viagens, Voos Low Cost
17
27
Feb
2012
Guia Generico de Viagem de Low Cost pela Asia (Parte 2)
Escrito por Adriana Miller

Voltando ao topico de viagem pela Asia… Mais algumas conclusoes e recomendacoes filosoficas que aprendi depois de 3 viagens distintas que cobriram 10 paises do continente (a primeira foi essa, a segunda essa, e a ultima essa aqui).

Alem de todos os principios basicos de viagem de baixo custo em qualquer lugar do mundo, uma coisa que vale a pena salientar na Asia sao as distancias.

Pelo menos no meu caso, por morar e viajar a tantos anos pela Europa, eu acabo com aquele conceito de que viagem low cost = viagem baratinha e viagem rapidinha. Porque afinal, morando em Londres eh super facil achar uma passagem a preco de banana, e com apenas um voo de 2 horinhas, eh facilimo ir passar um fim de semana em Roma, ou Barcelona, ou Compenhagem, por exemplo, mesmo que estejam em extremos oposto do continente.

Entao pra mim a primeira coisa a adpatar foram justamente as distancias e tempo de viagem.

Afinal ao olhar um mapa do Sudoeste Asiatico eh facil cair no erro de achar que esta tudo ali pertinho… mas a verdade eh que geograficamente a regiao eh enorme, e pouquissimos voos serao menos de 3 ou 4 horas! A principio isso pode parecer pouca coisa e passar despercebido, mas somado ao translado a aos aeroportos em cidades muitas vezes sem boa insfraestrutra, mais check in, mais voo, mais desembarque, etc, cada voo pode ser um dia inteiro perdido.

Um voo entre Cingapura e Xangai, por exemplo,  demora mais de 6 horas, que eh mais longo do que um voo entre Londres e Nova Iorque!

O segundo ponto, e que talvez seja o princiapl sao as conecoes de voos e transporte.

Apesar de que nao viajamos muito por fora do circuitao turistico, ainda assim a regiao tem uma infraestrutura em fase de desenvolvimento, oque significa que os aeroportos ainda nao sao capazes de atender a demanda de voos, os padroes internacionais de seguranca e conforto, ou simplesmente nao tem essa tal estrutura e ponto final.

As dezenas de cias aereas que vao pipocando pela Asia, e vem  expandidndo seus roteiros ano apos ano, ajudam bastante, mas ainda estao longe de atender a todos os formatos de roteiros. Entao eh importantissimo analisar todas as opcoes de destinos e roteiros – de acordo com as disponibilidade de voos e transporte entre eles – antes de bater o martelo num roteiro para sua viagem.

Alem disso, ao contrario doque vemos hoje em dia na Europa, as empresas aereas na Asia ainda sao muito regionais, oque significa que cada pais tem a sua, oque atende perfeitamente as necessidades locais, porem que se tornam incrivelmente limitadas quando um turista quer aproveitar a viagem para cobrir varios destinos de uma vez soh (como sempre eh o nosso caso).

Entao oque acabamos fazendo na primeira vez que fui a Asia (combrindo Tailandia, Malasia, Vietnam e Camboja) foi adicionar dias – e retiar destinos – do nosso roteiro final, pois seria praticamente impossivel conseguir fazer uma viagem fluida entre esses paises que fosse ao mesmo tempo economica financeiramente e de tempo.

E foi justamente por isso que incluimos Kuala Lumpur em vez do Laos, por exemplo. Afinal em 2008 a Air Asia (nem nenhuma das muitas outras cias) nao oferecia voos diretos entre todas as cidades que queriamos visitar, e acabamos chegando a conclusao que a nossa melhor opcao sempre incluir uma conexao em KL.

Entao aproveitamos pra passar uns dias e conhecer a cidade, mas no decorrer da viagem, acabamos tendo que voltar pra Malasia outras vezes apenas pra conectar os voos entre Camboja e Vietnam.

Ou seja, olhando no mapa esses dois paises sao vizinhos, e estao ali pertinho, porem as opcoes de transporte por terra eram precarios e demorariam demais, e os voos diretos (entre Sien Reap e Hanoi no nosso caso) tinham horarios muitos restritos e/ou precos exorbitantes.

A solucao? Conjugar dois voos da Air Asia, passando por Kuala Lumpur – e gastando um dia inteiro de nossa viagem.

E nessa ultima viagem pela Asia nao foi diferente. Ao brincar de multipla escolha entre todos os destinos que gostariamos de ter incluido, levando em consideracao nosso tempo disponivel e orcamento, vimos mais uma vez que teriamos que dedicar alguns dias inteiros a voos e conecoes, e que mais uma vez nao conseguiriamos escapar do Aeroporto de Kuala Lumpur.

E foi isso que fizemos: em vez de pegar um voo direto entre Hong Kong e Bali, por exemplo, voamos de Macau pra Kuala Lumpur, passamos algumas horas no aeroporto, e no fim do dia pegamos um outro voo para Bali.

Nesse processo perdemos um dia inteiro, mas economizamos mais de 3/4 do preco da passagem (o voo direto custava perto dos 500 dolares, enquanto que o voo Air Asia via KL custou apenas 100).

E uns dias depois o mesmo aconteceu na viagem entre Cingapura e Xangai.

Poderiamos ter passado um dia inteiro entre conexoes mirabolantes ou ter pago uma pequena fortuna num voo direto. Mas a melhor opcao foi na verdade, mais uma vez conectar em KL e dessa vez passar a noite no aeroporto.

A conclusao foi que a passagem propriamente dita saiu incrivelmente mais barata (cerca de 80 dolares, em vez dos quase 600 de uma voo direto ou via Hong Kong), e acabamos economizando bastante tempo, pois saimos de Cingapura no fim do dia (entao conseguimos aproveitar bastante do nosso dia na cidade), dormimos em KL  por apenas 15 doalres (que seria um tempo desperdicado em aerportos e conexoes) e no dia seguinte bem cedinho pegamos o voo da Air Asia pra Xangai – e ainda conseguimos chegar na cidade a tempo de curtir a tarde e a noite na cidade.

Um otimo site pra ajudar a dar formato a toda essa analise combinatoria de voos, destinos e opcoes eh o SkyScanner, que ja falei aqui no blog outras vezes, e que eh um otimo buscador de voos, sempre inclui as cias de baixo custo em suas buscas e vai te dando um primeiro feeling sobre oque eh possivel entre cada um de seus destinos.

E depois disso, eh lapis e papel na mao anotando precos, horarios, conexoes e opcoes e indo decidindo ponto a ponto oque eh mais valioso pra voce: tempo ou dinheiro?

Minha “licao aprendida” dessa vez foi ser muito mais controlada no calendario, e a medida que ia anotando e fazendo escolhas de voos, ia marcando tudo num calendario (um template que voce pode baixar diretamente no seu Word ou Exell, olha esses exemplos aqui) os horarios de chegada e saida, tempo de conexoes, noites em cada destino e tal, pra nao deixar nada escapar pelos cantos (como aconteceu quando estavamos na Tailandia na primeira vez!).

Outra coisa que vale a pena ressaltar sao essas tais conexoes: quando voamos com low cost todos os voos sao avulsos, entao as “conexoes” na verdade nao se conectam.

A cada voo voce tem que desembarcar, passar pela imigracao, recolher sua bagagem, andar ate a area de embarque do aeroporto, fazer check in, passar novamente pela imigracao e seguranca e embarcar.

Ou seja, cada voo tem que ser cronometrado nos minimos detalhes, com bastante tempo de folga pra dar tempo de fazer todo esse circuito-olimpico-aeroportuario e ainda levar em consideracao possiveis problemas e atrasos.

O moral da historia eh que ao programar esses roteiros mirabolantes voce fica a merce de sua sorte, e seu planejamento – se alguma coisa acontecer e voce perder seu voo, ja era. Ao contrario de cias aereas normais, onde voce compra voos integrados, com as low cost cada voo eh 100% independente do proximo, e eles nao tem nenhuma responsabilidade em encaminhar bagagem perdida, remarcar voos atrasados, fornecer hotel ou refeicoes por conexoes perdidas nem nada do que seria normal para uma comania aerea normal.

No nosso voo entre Macau e Bali, via KL, por exemplo, eu marquei a segunda perna da viagem (o voo entre KL e Bali) com uma conecao de mais de 5 horas. A principio ficamos achando que seria um exagero, mas acabou que entre todo processo desembarque-reembarque, na verdade tivemos apenas 1 hora de espera entre um voo e outro.

Numa situacao normal de conexao de voos, umas 2 horas teriam sido suficientes, mas quando voamos low cost, quando mais horas entre as suas conexoes, melhor.

E foi tambem por isso que optamos passar uma noite em KL antes de voar pra Xangai. Assim sabiamos que mesmo se o voo atrasasse horrores, ou se demorassemos muito na imigracao, teriamos um hotel a nossa disposicao a noite toda, sem nos preocupar com o horario do proximo voo.

Entao o moral final da historia eh que na hora de planejar sua viagem pela Asia, as dicas praticas de qualquer planejamento de viagem continuam sedo as mesmas: A sua maior decisao sempre sera Tempo X Dinheiro, e com certeza seu roteiro final nao vai incluir todos os destinos que voce gostaria de ter conhecido durante sua viagem (que aliais, o Riq Freire escreveu um post otimo sobre sso no outro dia).

Eh uma regiao que por mias que ainda seja barata de se viajar, demanda muito mais planejamento e preparo, e definitivamente vai gastar muito mais seu tempo doque um role pela Europa.

 

Categorias: Dicas (Praticas!) de Viagem, Viagens, Voos Low Cost
33
20
Feb
2012
Guia Generico de Viagem Low Cost pela Asia (Parte 1)
Escrito por Adriana Miller

A midia sempre comenta sobre como a internet deixou o mundo “menor” e tal, oque nao deixa de ser verdade. Porem, se voce esta planejando uma viagem qualquer, ja deve ter reparado que o grandissimo fator que ajudou a “encolher” o mundo na ultima decada foi na verdade o surgimento das companias aereas de Low Cost!

Foram elas que fizeram possivel fins de semana ao redor da Europa, ou que sua viagem tenha um roteiro mais flexivel e criativo, com voos curtinhos a precos acessiveis – em vez das viagens interminaveis em trens desconfortaveis que antigamente conectavam as capitais do velho mundo.

E por sorte dos viajantes desse mundao, as companias aereas de baixo custo ja deixaram de ser privilegio das viagens Europeias ha muito tempo, sendo que hoje em dia a principal delas, sem sombra de duvidas eh a Air Asia (no final do post tem uma lista com todas as cias de low cost da Asia)!

Os principios basicos pra nao cair em furada quando viajar usando as “baixo custo” continuam extamente os mesmos, nao importa qual continente voce vai viajar, entao antes de falar especificamente sobre a Asia, vale a pena rever algumas dicas:

- Antecedencia:

Isso vale pra qualquer tipo de viagem, mas principalmente quando falamos de low cost, quanto antes voce se planejar e marcar suas passagens, melhores serao suas chances de achar aquelas super barganhas a preco de banana.

A medida que os meses, semanas e dias vao se aproximando da data de sua viagem, as tarifas de ultima hora passam de baratinhas pra exorbitantes-meu-deus-como-eles-sao-sem-nocao-de-cobrar-isso. Entao a nao ser que voce tenha total flexibilidade pra mudar seus planos de acordo com as promocoes de ultima hora, nao deixe sua reserva de passagem pra ultima hora.

- Taxas extras e impostos:

Sim, as passagens sao baratas  – e as vezes praticamente de graca! – mas SEMPRE, sempre vem a surpresa das taxas extras e impostos na pagina final de sua reserva.

E essas taxas tambem variam bastante de destino pra destino, ja que cada pais/aeroporto aplica diferentes taxas de embarque, impostos extras (como por exemplo as taxas de poluicao  – “Carbon footprint” – ou de suplemento de combustivel – “fuel surcharge”), taxas de cartao de credito, taxa de check in, etc, entao sempre vale a pena brincar com diferentes possibilidades de destinos e ver oque vale mais a pena de acordo com seu orcamento.

Entao lembre-se sempre que aquela tao sonhada passagem de 10€ ate pode aparecer no seu caminho, mas provavelmente no clique final  vai custar facilmente un 200% ou 300% a mais (e provavelmente muito mais que isso).

Por exemplo, o nosso voo entre Kuala Lumpur e Cingapura de Air Asia custou zero S$, isso mesmo ZERO dolares, porem ao adicionar as taxas, impostos e franquia de bagagem despachadas, acabamos pagando cerca de 50 doalres de Cingapura cada um. OU seja, continuou super barata, porem com uma valor final de 500% a mais doque o “preco da passagem” original.

Alguns itens a levar em conta antes de marcar sua pasagem low cost:

  • Todas as taxas e impostos impostos por seu destino
  • Taxas extras opcionais: embarque preferencial, assento com espaco extra, peso de bagagem, check in on line ou presencial, seguro de viagem, franquia para bagagem de mao, refeicoes, almofada e manta, etc

- Bagagem:

As polemicas sobre as franquias de bagagem das cias de baixo custo sempre sao as mais acalentadas – se voce for pego desprevenido e exceder o limite de bagagem, provavelmente tera uma experiencia que possivelmente poderia estragar (parte) da sua viagem.

Hoje em dia nenhum compania aerea de baixo custo inclui bagagem despachada no preco da bagagem, e portanto se voce quiser viajar com sua bagagem saguramente no porao do aviao, tera que pagar a mais pra isso.

Fique atento ao peso permitido, as diferencas de precos entre os limites de peso (geralmente o preco da bagagem despachada eh cobrado por peso – quanto mais pesada, mais cara), e o preco cobrado por cada quilo acima do seu limite (ou fracao de quilo ou libras).

A regra eh clara e a matematica nao falha: viajar low cost nao combina com malas pesadas, e cada grama acima do seu limite custara praticamente o mesmo preco que voce pagou pela passagem!

E nao esqueca de prestar muita atencao na mala de mao: nos ultimos anos, alem de cobrarem por malas despachadas as companias aereas tambem estao limitando sua bagagem de mao.

Muitas delas ainda mantem a regra do peso liberado (pode levar quanto quiser, desde que voce consiga carregar), enquanto outras sao bem restritas em relacao ao peso.

A Europeia Ryanair e a Asiatica Air Asia permitem apenas 7 quilos por bagagem de mao, e suas 7.000 gramas de bagagem sao verificadas e inspecionadas com uma balanca de precisao cirurgica bem ao lado do portao de embarque. Quem nao passa no teste, nao embarca – ou paga caro por isso.

Eu ja presenciei inclusive o absurdo de um comissario de recusar a ajudar uma passageira que nao conseguia colocar sua mala de mao no bagageiro (na Easyjet). A resposta dele foi simples e direta: “Voce so pode viajar com aquilo que consegue carregar”. Logo depois um outro passageiro se levantou de sua poltrona e ajudou a senhora.

Eu sei que essa foi uma situacao extrema, porem um otimo exemplo de que as empresas de baixo custo nao medem esforcos para impor suas regras – afinal sao os eventuais deslizes dos passageiros que garantem o lucro dessas empresas.

E claro, nao esquecendo da regrinha de bagagem de mao UNICA.

Acho que essa deve ser uma das perguntas que mais respondo aos leitores do blog. Uma unica bagagem de mao significa isso mesmo: 1 mala OU 1 bolsa feminina OU 1 mochila de camera fotografica OU 1 bolsa de laptop OU 1 bolsa de bebe, e assim adiante.

Se vc eh mulher e quiser levar sua bolsa MAIS sua bagagem de mao, sera barrada na porta de embarque. Idem para homens com uma mochilinha MAIS uma bolsa de laptop. Sua bolsa/mochila/sacola tem que caber dentro de sua outra bolsa/mochila/sacola/mala ou entao um de seus volumes devera ser despachado para o porao do aviao (nesse video oque eu mostro direitinho como eh todo o processo de viajar de low cost).

- As regras mudam toda hora…

Uma das ciladas de reservar passagens com antecedencia eh que essas regrinhas chatas e traicoeiras mudam toda hora.

Com a crise se espalhando pelo mundo e afetando as cias aereas, cada mes mais “novidades” sao lancadas pra economizar custos e aumentas os lucros de ditas empresas.

Entao mesmo se vc reservou sua passagem com direito a check in no aeroporto, caso essa regra mude ao longo dos meses, oque vale eh a regra que estiver em efeito no dia do seu embarque. Entao se vc nao verificar e reconfirmar tudo de novo, tera que pagar uma taxa extra para fazer check in no aeroporto, por exemplo.

No nosso caso da viagem pra Asia, quando eu reservei as passagens la em Agosto de 2011 a Air Asia permitia 2 bolsas de mao com peso livre por passageiro. 1 semana antes da nossa viagem quando fui verificar os ultimos detalhes vi que as regras tinham mudando drasticamente e que portanto soh poderiamos viajar com uma unica bagagem de mao e com limite de peso de apenas 7 quilos.

Obviamente foi um grande susto e tivemos que rapidamente rever nossas malas e o peso/volume de coisas que pretendiamos levar!

 

Para mais detalhes sobre todas essas regrinhas e outras, veja esse port AQUI.

 

  •  Lista de compania Aereas de baixo custo (low cost) da Asia:

 

- Air Asia: http://www.airasia.com

A opcao perfeita pra quem vai viajar pelo Sudoeste Asiatico, as essa giagnte da Malasia ja se espalhou para mais de 10 paises, cobrindo rotas que incluem China, India, Sri Lanka e ate mesmo Londres e Paris!

- Tiger Airways: http://www.tigerairways.com

Baseada em Cingapura, uma otima opcao que conecta a ilha a varios outros destinos pela Asia.

- Bangkok Airways: http://www.bangkokair.com/

Tecnicamente nao eh uma low cost, mas sempre tem otimas tarifas promocionais para viagens internas pela Tailandia – com a vantagem de servico padrao “normal” (foi a empresa que voamos entre Bangkok e Koh Samui).

- Nok Air: http://www.nokair.com/

Outra otima opcao de pasagens low cost para viagens internas pela Tailandia. mas eles voam pela aeroporto secundario de Bangkok e os destinos e horarios sao bem limitados.

- Lion Air: http://lionair.co.id/

Cia aerea baseada na Indonesia, e uma otima opcao pra voos internos pelo pais, conectando quase todas as ilhas.

- Vietnam Airlines: http://www.vietnamairlines.com

Mais uma que tecnicamente nao eh low cost, mas que otimos precos custo-beneficio, principalmente porque conecta destinos secundarios do Vietnam com outras cidades no Sudoeste Asiatico que geralmente ficam de fora das rotas das grandes empresas.

- JetLite e Jet Airways: http://www.jetlite.com/

A JetLite eh a spin off de baixo custo da Indiana Jet Airways. Nos fizemos o roteiro completo da India, Nepal e Sri Lanka voando um combinado de Jet Airways (que voa para todo o mundo, inclusive Londres) e a JetLite que faz os destinos domesticos e regionais. Precos incriveis, servico excelente!

- Cebu Pacific Air: http://www.cebupacificair.com/

Mais uma empresa que nao eh low cost, mas que serve a extensa (e de dificil acesso) malha de ilhas nas Filipinas. Nunca voei com eles, mas quando ainda estava debatendo entre Indonesia e Filipinas, as melhores opcoes de voos eram com elas.

 

- Hong Kong Airlines: http://www.hongkongairlines.com/

A melhor opcao de voos internos pela China que conectam Hong Kong ao resto da Asia. A melhor opcao de baixo custo para fugir da (excelente) carissima Cathay Pacific quando sua viagem pela Asia inclui Hong Kong (foi a empresa que usamos para voar entre Beijing e Hong Kong).

- China Eastern: http://www.flychinaeastern.com/

Uma impressionante malha de voos e horarios conectando toda a China, mas principalmente as cidades mais turisticas, que ficam no leste do pais. Os precos sao baixos (mesmo de ultissima hora, como aconteceu com a gente) e o servico de primeira (bem mais relax nas regras de bagagem!). Foi a empresa que voamos entre Shanghai e Xian e depois de Xian para Beijing.

 

Pssst: Esta procurando listas e links com as principais empresas de baixo custo da Europa? Veja esse post AQUI. (Alem de links de cias de trem, onde achar resenhas de hoteis e albergues, e varias outras dicas praticas para planejar sua viagem para a Europa)

 

Categorias: Dicas (Praticas!) de Viagem, Viagens, Voos Low Cost
21
04
Apr
2011
T.V. Everywhere: Viajando de Low cost
Escrito por Adriana Miller

Ha um tempão atras eu fiz um post com todo passo a passo de como viajar nas cias de Low Cost na Europa, e até hoje esse é um dos posts que mais dão audiencia no blog, e um tema que mais gera duvidas e perguntas.

Então aproveitando a viagem pra Nice e Monaco de EasyJet, e com a Tati de camera-girl oficial, fizemos um video mostrando, na pratica – “ao vivo” e a cores! – como é que essas viagens realmente são.

Se voce nunca leu o post, vai lá primeiro, pois o post dá todas as dicas e tudo que voce tem que levar em consideraçnao antes da viagem: como reservar seu voo, as taxas extras, os diferentes tipos de passagens (Speed ou Priority Boarding ou normal), as regrinhas da bagagem, o check in e tals.

E nesse post aqui, eu também falo sobre as regrinhas para levar liquidos na mala de mão, já que a maioria das pessoas que viajam de Low Cost, não despacham bagagem (eu principalmente).

Então o video mostra como são as coisas no Dia D:

- Como os aeroportos de Londres são muito movimentados, os portões de embarque só são liberados nos momentos finais do embarque

- Tem que ficar esperto e de olho nos paineis de embarque: assim que divulgam o numero o portão vira uma correria Deus-nos-acuda pra ver quem vai chegar lá primeio!

- Lembre-se: cias de Low Cost não reservam poltrona, então se voce vai viajar com alguem e quer sentar junto, se quer pegar a poltrona na saida de emergencia (mais espeaço pra pernas), se quer sentar na janela, e afins, tem que ser um dos primeiros a entrar no avião (por isso a correria pra chegar cedo no portão de embarque).

- As cias de Low cost só permitem UMA UNICA bagagem de mão por passageiro: e isso vale pra bolsa de mulher, bolsa de bebe, mochila da camera fotografica, sacola de compras do free shop e afins. E esse unico volume tem que ser pequeno, sempre dentro das dimensões especificadas: 55cm x 40cm x 20cm. E sim, eles medem CADA mala antes de embarcar. Se não couber, voce é obrigado a pagar uma taxa extra pra despachar sua bagagem. É assim que eles ganham dinheiro, então não existe a menor chance de “jeitinho” ou de achar que voce vai passar despercebido na multidão.

- Não espere conforto; as poltronas são pequenas e apertadas, e os altos sofrem com falta de espaço, e as poltronas sem sequer reclinam – mas como a maioria dos voos low cost são voos bem rapidinhos (no maximo umas 2 ou 3 horas) isso nao faz a menor diferença (e sentar na janela ajuda na hora de tirar um cochilo)

- Qualquer “extra” durante o voo, é de fato, extra. Eu sempre compro um lanchinho e/ou garrafa de agua antes de embarcar (depois de passar pela segurança, claro, se não eles confiscam!)

- Os voos não tem nenhum entretenimento (mesmo nos mais longos), então antes de colocar sua bolsa dentro da mala de mão, lembre de separar sua revista/livro/ipod e coloque no bolso. Só isso vai te salvar de tedio durante o voo!

- Não esqueça de fazer o check in em casa (ou no hotel/albergue) e imprimir seu cartão de embarque (mesmo se voce for despachar bagagem, sempre faça seu check in on line, e quando chegar no aeroporto é só ir no “Bag Drop” pra despachar sua mala). Se voce deixar pra fazer check in no aeroporto, significa pagar mais taxas extras.

 

Categorias: Dicas (Praticas!) de Viagem, T.V. EveryWhere, Viagens, Voos Low Cost
57
26
Oct
2009
Guia das Low Cost – Como funciona na pratica?
Escrito por Adriana Miller

As cias aereas de low cost tomaram o mundo by storm, e mudaram a maneira como as pessoas viajam pela Europa e pelo mundo. Isso todo mundo já sabe.

Porem, para se dar bem e conseguir realmente viajar aproveitando as tarifas super baratas existem algumas regrinhas basicas, que os passageiros de primeira viagem talvez não conheçam, e são esses detalhes que podem fazer tooooda diferença na sua viagem e no seu bolso! E sao tambem esses detalhes que geram mais duvidas.

Nao vou listar as cias aereas propriamente ditas, pois oque nao falta por aí são blogs e comunidades fazendo recomendações (e esse humilde blog também), mas vou listar alguns dos mandamentos da viagem de baixo custo, e como planejar sua viagem sem se estressar e sem gastar uma pequena fortuna em taxas extras.

- Antecedência:

Em se tratando de viagens low cost, a antecedência é a alma do negócio. Quanto antes você planejar sua viagem melhor. É verdade que muitas vezes surgem otimas promoções de ultima hora, mas não são tão frequentes assim, e são cheias de restrições. Por isso não baseie sua viagem na chance de encontrar uma bagatela de ultima hora… Se por acaso voce der essa sorte, ótimo, aproveite. Caso contrario, comece agora mesmo a planejar a proxima viagem daqui a algun meses.

Eu sou meio maniaca com planejamento de viagens, e sei que a maioria dos seres humanos normais não são como eu, mas no geral planejo minhas viagens com no minimo 4 meses de antecendencia, as vezes chegando a 6 ou 7 meses. Exagero? Nao! Alguns bons exemplos do meus planejamento foram praticamente todas as viagens que fiz esse ano: Veneza em plena Pascoa por 5 libras. Instanbul por 100 libras. Praga por 44 libras. Portugal por 0,99 e Polonia por 1,99 (algumas incluindo taxas e outras só as tarifas).

Por dentro do avião da AirAisa, a caminho do Vietnam

Outra “estrategia” que gosto de usar, mas que é meio chatinha são as newsletters. As vezes enche o saco porque lotam minha caixa de entrada, mas por outro lado sou sempre a primeira a saber de todas as promocoes! Assim as chances de conseguir colocar suas mãos naquela passagem com aquele desconto decolando numa sexta feira a noite ficam bem maiores…

- Taxas extras:

A realiade é que as tais tarifas de 0,99 centavos não são o preço final. Em cima disso entram os impostos e as taxas, que variam bastante dependendo de onde você sai e de onde você chega; se o pais cobra taxas de combustivel, taxas de embarque etc. Entao o preço basico de uma passagem beeeem barata saindo de Londres para algum outro pais Europeu fica na base dos 40/50 libras ida e volta. Voos entre outras cidades Europeias podem sair bem mais barato pois a Inglaterra cobra uma das taxas de embarque mais altas, e muitos paises ainda nao cobram taxas de combustivel.

Isso sempre considerando os preços on line, pois passagens compradas por telefone geralmente sao mais caras e vc tambem paga pelo preço “pessoa” do serviço – que na Europa significa sempre preçoes mais altos!

Conforto e espaço para as pernas não é o carro forte das cias de low cost…

Mas voltando a compra on line, uma pergunta bem comum que vejo em comunidades e foruns é sobre a segurança da compra on line, e possiveis “calotes” das cias. Eu não sei a quantas anda o comercio eletronico no Brasil, entao fica dificil comprar qualquer coisa, mas por aqui qualquer compra on line eh super-ultra segura e muitas empresas hoje em dia se dedicam exclusivamente a esse tipo de serviço. Então se voce tem um cartão de credito internacional, vai na fé!

Porém antes de confirmar sua compra confira todos os extras que eles adicionam “de cortesia” na sua passagem:

- Seguro: Realmente não recomendo viajar sem seguro, mas já venha com o seu; a maioria dos cartões de credito podem providenciar isso pra voce: seguro de saude, de viagem, de bagagem perdida, voo cancelado, etc. O seguro oferecido pelas cias aereas cobrem apenas a viagem em questao e nao todas as suas ferias. Eu recomendo jah viajar com seu seguro proprio, mais abrangente e completo.

- Speed / Priority Boarding: Como os assentos não são marcados, os passageiros tem a possibilidade de comprar o direito de serem os primeiros a embarcar. Sem isso não adianta estar viajando com crianças, idosos, estar gravida ou oque seja. Quer embarcar primeiro? Entao compre o passe prioritário.

Mas explico porque acho isso a maior roubada: a maioria dos aeroportos secundarios Europeus não teem aquela “passarela sanfona” conectando o terminal ao aviao, e em vez disso, usam onibus para levarem os passageiros. Então oque acontece? Voce paga a mais pra ter prioridade, não enfrenta fila, e é o primeiro a entrar no onibus. Logo depois veem os outros 200 passageiros; quando finalmente chegam no aviao, o onibus abre a porta do lado oposto de onde vc esta, e todo mundo sai correndo na sua frente…. Moral da historia: voce espera tanto quanto todos os outros passageiros, e ainda perde o assento que queria… (nao sei como eh com voces, mas no meu caso a Lei de Murphy eh sempre infalivel!)

A fila para conseguir uma boa poltrona no voo…

- Comidas/bebidas: Toda e qualquer coisa disponivel on line é vendida e não servida aos passageiros. Um copo d’agua pra tomar um comprimido, um café pra te manter acordado, um sanduiche pois o voo saiu cedo e vc não tomou café da manhã… Pago, e caro! Se o voo vai ser relativamente longo, ou se vc sabe que vai sentir fome, ou tem que tomar algum remedio, preparar mamadeira ou seja lá oque for, compre antes (depois de passar pela segurança, claro) ou esteja com dinheiro trocado para comprar no avião.

O menu da RyanAir acima, e as instruções de segurança coladas na parte de tras da poltrona (economizando papel!)

Alem disso eles tambem vendem raspadinhas, passagem de trem/onibus, os maleiros sao cobertos de propagandas, etc… de onde der pra tirar dinheiro, e que nao seja no preço basico da tarifa, eles arriscam!

Propaganda da Tim Mobile nos maleiros

- Bagagem:

O capitulo sobre bagagem merecia um post individual, tamanha complexidade… Indo direto ao ponto: quanto menos melhor!

Por mais que sua cia aerea internacional te permita viajar com algumas dezenas de kilos na mala, somando comprinhas e muambas aqui e acolá, viajar internamente na Europa com cias low cost voce nao tem direito a kilo nenhum!

Sim, teoricamente voce pode viajar com 20 ou 15 kilos de bagagem. Mas apenas teoricamente. Assim como teoricamente voce pode levar quantos quilos quiser, basta pagar por eles. QUALQUER mala que voce queria despachar custa caro, com tarifas que variam entre 10 e 20 libras – na ida E (+) na volta.

Logicamente nem sempre eh possivel viajar sem despachar um unica malazinha, mas lembre-se de ler bem as letrinhas pequenas no fundo da pagina antes de confirmar a compra da sua passagem, e sempre tentar levar o minimo possivel.

Minha malinha de mão companheira de guerra! Nessa mala cabe TUDO e sempre viaja como minha mal de mao!

E depois entra a mala de mao.

A regra geral é que passageiros tem direito a PENAS um volume de cabine. Mas a verdade é que alguns aeroportos são mais relaxados que outros. Algumas cias são mais relaxadas que outras e alguns comissarios são mais relaxados que outros. Geralmente eu viajo com uma malinha de mao e minha bolsa, mas sempre deixo um espacinho extra na mala que caiba minha bolsa caso alguem pegue no meu pé, como já aconteceu várias vezes…

A Ryanair é famosa por isso. Já tive que abrir minha mala de mão pra guardar minha bolsa na PORTA do avião, com uma fila imensa atras de mim! Já tive que espalhar meus pertences nos bolsos e malas das amigas ou do marido ou entao embarcar com a mala fechada até a metade… E já presenciei uma comissaria que recusou a entrada de uma familia no avião apenas porque eles estavam carregando sacolas de compras do proprio free shop! Tiveram que pagar a taxa extra pra despachar as mochilas e bolsas para poderem embarcar com as sacolas do free shop (nem precisa dizer que eles estavam furiosos!!).

Mas por mais que voce esteja fazendo tudo certinho e viajando com apenas um volume, mesmo assim tem que ficar de olho no peso, pois algumas cias tem limite de peso para bagagem de mao tambem – e usam isso como uma fortissima arma na guerra publicitaria! Eu já tive que pesar minha mala de mão uma vez e acabei pagando multa por miseros 500 gramas… o preço de cada kilo a mais (ou fração de kilo!) pode custar entre 10 e 15 libras!

- Check in:

De uns tempos pra cá uma nova modalidade de taxa extra entrou em cena: check in. Na luta pelos preçoes baixos as empresas estão cortando os custos extras em todos os cantos possiveis, e então pagar salarios para que alguem faça seu check in sai diretamente do seu bolso!

O check in deve sempre ser feito on line, e o cartão de embarque impresso diretamente na impressora da sua casa (ou hotel, ou albergue…). Caso contrario, sera um custo extra na sua passagem, que pode chegar a 20 libras!! (20 na ida + 20 na volta!).

Dentro do avião de RaynAir

Uma outra pegadinha é que algumas empresas não deixam passageiros que não tem passaporte Europeu fazer check in on line (sabe-se lá porque….). A Ryanair era a pior de todas, e o Aaron já foi barrado de um voo por ter passaporte Americano! (foi surreal… ele passou pela segurança, etc sem problemas, e na porta do avião mandaram ele embora!). Mas agora eles passaram a permitir o check in on line para estrangeiros, DESDE QUE o cartão de embarque seja verificado e carimbado por algum funcionario da Ryanair primeiro – com isso conseguimos economisar 40 libras em taxas extras!!

MORAL DA HISTORIA:

Vale muito a pena viajar com as cias de low cost, desde que seja tudo bem pensado e planejado. Muitas vezes, colocando tudo na ponta do lapis: distancia e custo de transporte para chegar nos aeroportos, possibilidade ou nao de fazer check in on line, peso e quantidade de malas, etc vale mais a pena viajar com uma empresa “full price”, que no final das contas vai sair o mesmo preço e ainda vai te dar mais conforto e regalias.

Mas nao deixe de pesquisar e verificar todas as suas opcoes, comparar vantagens e desvantagens e tomar uma decisao o quanto antes!

 

 

Categorias: Dicas (Praticas!) de Viagem, Viagens, Voos Low Cost
74
07
Feb
2007
Dicas de viagem – Viajar pela Europa
Escrito por Adriana Miller

Eu sei que eu falo sobre varias coisas diferentes aqui no blog, mas nao nego que o proposito principal eh dar uma ajudinha pra quem quer passear na Europa.

 
Sempre que eu viajo, eu dou umas dicas e tal, mas resolvi juntar tudo, num unico post. Nao sobre os lugares propriamente ditos, mas como fazer pra chegar lah: Onde procurar por hoteis, Albergues, cia aeres, trens etc.

Pra comecar, as Cias Aereas de Low Cost (low fare).
Eh a ultima “moda” na Europa e estao mudando completamente a maneira como os Europeus viajam. Existe uma lista interminavel de opcoes, com precos que comecam em 50 centavos (de Libra). Isso mesmo!!! Dependendo do lugar, dia, epoca do ano, horario do voo e quanto tempo de antecedencia vc comprar sua passagem, mais barato fica.


Eu jah fui pra Portugal e Roma por 67 centavos!!!! Claro que vc tem que pagar as taxas e tal, mas isso vc paga em qualquer cia, entao nao faz diferenca.

Eu acho que a grande vatagem de viajar por essas empresas eh pra quem tem tempo “de sobra”, mas nem tanto. Se vc vem pessear na europa, mas nao vai ser nenhuma dessas viagens de mochileiro que dura 3 meses, visita 27 paises, 2 dias em cada e dormindo na estacao de trem, entao as passagens de trem tipo Interail nao sao a melhor opcao, pq acabam saindo mais cara e vc perde muito tempo viajando de um lugar pra outro.


Viaje de aviao! Eu sei que as vezes os Brasileiros desconfiam… Quando a esmola eh demais, o santo desconfia… cada vez que eu viajo pra algum lugar nesse esquema, pagando super pouco, meu pai sempre acha que vou me meter em alguma furada, que estao tentando me enganar, etc… mas nao eh nada disso. Essas empresas sao realmente muito boas.
Mas porque sao tao baratas?!
Bem, ai eh que comecam os contratempo… afinal nada eh perfeito…


Pra comecar, eles transportam mais passageiros por aviao, doque uma empresa “normal”. Em algumas delas (Ryanair por exemplo) as cadeiras nem reclinam, e uma pessoa que tenham mais de 1,70m de altura, mal consegue sentar sem machucar o joelho. Mas tambem nao eh nada perigoso ou ilegal.
Na verdade eles compensam o peso extra dos passageiros, com restricoes de bagagem.
Entao quando vc estiver fazendo as malas, deixe em casa aquela sandalha extra pra “caso vc precise”… As restricoes de bagaem sao levadas super a serio, e cada kilo extra custa 7 Libras!!! (30 Reais), e depois de um certo peso nao pode nem embarcar! Ou vc joga tudo fora ali e agora, ou jah era… nao adianta nem pagar em ouro! E tambem tem restricoes no peso da bagagem de mao, e cada passageiro soh pode ter uma bagagem de mao (por exemplo, ou a bolsa, ou uma mochila).


E alem disso, eles nao te dao garantias de nada. Entao se vc chegar atrasado pro Check in (40 minutos antes do voo), os sistemas param de funcionar, e vc esta fora do voo. Nao adianta reclamar, bater peh, chorar… Vc nao vai viajar e pronto. Se cancelarem o voo por culpa deles. Vc tb nao tem reembolsos, e se vc precisar mudar o voo por algum motivo, as taxas extras sao tao exorbitantes que acaba saindo mais caro que um bilhete de primeira classe.
E tods os extras tb sao pagos. Ta com sede no aviao e quer um copo d’agua? Tem que pagar. Lanchinho? Tem que pagar. E assim por diante.
Entao o lucro dessas empresas esta escondida nos extras.
Mas se vc nao quiser comer no aviao, chegar na hora e nao tiver escesso de bagagem, nao tem tramoias. O voo eh barato mesmo.

Outro contraponto dessas empresas eh que geralmente os aeroportos que eles usam nao sao centrais. As vezes nem sao na mesma cidade que eles “anunciam”. Por exemplo, quando eu fui pra Estocolmo, eu voei Ryanair e comprei uma passagem que dizia “Estocolmo – qualquer coisa”, mas nem me liguei no que era. Quando cheguei lah, descobri que na verdade o aeroporto eh numa cidade que fica “pertinho” de estocolmo, e no final das contas demoramos mais tempo no onibus indo pro centro de Estocolmo doque no aviao vindo de Londres… E pagamos mais caro tb!! E isso acontece em vaaarias outras cidades… Em quase todas aliais…

(lista com informacoes e endereços de todos os aeroportos do mundo: http://www.azworldairports.com/)

Entao a dica eh:
Planeje.
Planeje bem sua viagem, com antecedencia (pra conseguir boas tarifas), com bastante tempo entre as atividades (pra conseguir chegar no aeroporto a tempo do voo), e tente pesquisar onde ficam os aeroportos, quanto tempo demora e quanto custa pra chegar no centro da cidade.

Ultimamente, quase todas as empresas “normais” na Europa estao criando suas versoes Low Cost, por causa da concorrencia acirrada, e na maioria das vezes da pra achar umas ofertas muito boas! A primeira vista nao vale a pena, mas quando vc comeca a colocar tudo na ponta do lapis, o custo/beneficio pode mudar radicalmente.
Um bom exemplo sao minhas viagens pra Frankfurt.
A Ryanair voa pra lah, e se eu comprar com antecendencia eu consigo achar voos que ida e volta saem por 30 Libras (incluindo taxas). Mas os horarios nao sao muito bons (teria que sair mais cedo do trabalho por exemplo, ou correr o risco de perder o voo), eles voam pelo Stansted em Londres, que fica a mais ou menos 1 hora da cidade (se for de trem) e custa 25 Libras (quase meusmo preco que o aviao), ou 1 hora e mais (de onibus) e custa 20 Libras. Quando chega em Frankfurt, na verdade eh o aeroporto de outra cidade, que fica a 2 horas do centro de Frankfurt e custa 20 Euros.
Ai, por outro lado, a Lufthansa sempre tem umas promocoes,  umas pasagens com desconto. O bilhete custa 75 Libras (se comprar com antecedencia), incluindo taxas, e sai de Heathrow, que (apesar de longe tb) eh o aeroporto central de Londres, e tem o metro ateh a porta, ou seja sem gastos extras. O aviao eh confortavel, e chegando la, o aeroporto fica a 20 minutos do centro de Frankfurt.
Entao vamos lah. Colocando tudo na ponta do lapis, fica assim:
Ryanair = 30 + 25 + 20 = 75 Libras, isso sem contar uma hora pra chegar no aeroporto de Londres, e mais 2 horas pra chegar no centro de Londres.
Lufthansa = 75 Libras, com metro na porta e bem no centro de Frankfurt.

Bem, pra mim nao tem duvida. Nunca fui nem nunca vou de Ryanair pra Frankfurt. Mas sao os tipos de armadilhas que quem mora aqui nao sabe, e no final acaba levando prejuizo.

Mas entao tah. Agora que jah dei meus conselhos e dicas, vamos para a parte interessante desse post, que sao os Links. Ai vcs podem planejar as proprias viagens, fazer as proprias contas e ver oque vale a pena.

www.airberlin.com - Alemanha

www.aireuropa.com – Espanha

www.bmibaby.com – Reino Unido

www.easyjet.com - Reino Unido

www.flybmi.com - Reino Unido

www.germanwings.com - Alemanha

www.ryanair.com  – Reino Unido

www.scandinavian.net - Escandinavia

www.skyeurope.com - Leste Europeu

http://www.smartwings.net/ - Republica Checa

www.volareweb.com - Italia

www.wizzair.com – Leste Europeu

www.transavia.com/ - Holanda
E esses ai em baixo tb sao sites muito bons pra achar uns pacotes de viagen, boas promocoes, e boas taxas. Principalmente se vc deixou seu planejamento pra ultima hora. Geralmente sai MUITO mais barato se vc comprar o “City break” atraves desses sites, pq eles (como qualquer outra agencia de viagem) tem umas tarifas promocionais pra aviao, hotel, etc. otimas!
Por exemplo, vc vai ter uns dias sobrando em alguma lugar da europa e nao sabe pra onde ir, esses sites podem te dar boas ideias, pq sempre tem varias promocoes muito boas (principalmente se vc tiver liberdade de dias e horarios).

E sao otimos pra procurar Hoteis, pq sempre sai infinitamente mais barato doque fazer a reserva diretamente com o hotel.

http://www.lastminute.com/ - Bom para pacotes e voos de ultima hora (e passagens de trem)

http://www.expedia.co.uk – Bom para voos promocionais de cias aereas “normais”

http://travel.yahoo.com – Bom para voos promocionais

http://www.travelocity.co.uk/ - Bom para voos e pacotes

Esses sao os links que eu uso quando quero procurar albergues pq eles fazem “reviews” dos lugares, entao vc le a opiniao de outras pessaos que jah se hospedaram lah e pode descobrir de antemao se o lugar eh bom ou eh espelunca, se fica perto ou longe do centro da cidade, se eh limpo, etc.. Otimas dicas.

http://www.bugeurope.com/ - Boas dicas de Albergues

http://www.hostelworld.com/ - Diretorio de todos os Albergues do mundo

Quanto a trens (que raramente uso, mas adoro!) tem os tradicionais, tipo o Interrail, Eurail, etc (que sao a mesma coisa, mas muda o preco dependendo da sua idade e se vc eh cidadao europeu), mas se vc quer fazer poucas viagens, ou quer fazer umas viagens aleatorias dentro de um mesmo pais, ou apenas entre uma cidade e outra, ai vc tem que saber exatamente qual o nome das empresas de trem daquele pais, daquela regiao, etc… E isso eh uma tarefa impossivel, certo? Errado! Seus problemas acabaram!


Eu achei esse site, meio que por acaso ha muuuuuuuito tempo atras e apesar de nao usar quase nunca (Infelizmente eu viajo muito pouco de trem), eu acho uma preciosidade, pq eh a base de dados de TODAS as empresas de trem da Europa continental, listadas por pais. E de quebra ainda tem os links para as cias de trem de alguns paises na Asia, no Oriente Medio, na Africa, America do Sul e Central, etc…
Entao lah vai:

http://www.railfaneurope.net/list_frameset.html – Esse eh que eh a grande preciosidade! (clique em “links” no alto da pagina)

Outros links pra viagens de trem pela Europa:

http://www.eurostar.com – Eurostar

http://www.eurail.com/ - Eurail

http://www.interrail.net/ - Interrail


Bem, o post ficou enoooooooorme, mas acho que ficou bom. Tem todas as informacoes de viagem necessarias pra quem vem pra Europa por conta propria e quiser planejar uma viagem legal, sem imprevistos e aproveitando cada segundo do seu tempo e cada centavo do seu dinheiro!
 

    

 

 

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...
Categorias: Dicas (Praticas!) de Viagem, Roteiros de Viagem, Viagens, Vida no Exterior, Voos Low Cost
30