14 Mar 2011
20 comentários

Bled

Dicas de Viagens, Eslovenia

Bled é o principal ponto turistico da Eslovenia e seu principal cartão postal.

E é facil entender porque: a cidade fica aos pés dos Alpes, com vistas para os picos Stol e Triglav a sua volta, e um lago de agua glaciar impossivelmente cristaliana no meio. E pra completar, no meio desse lago tem uma ilha, onde uma igreja foi prontamente construida. Parece um cenario impossivel? Então adicione um castelo medieval construido tão na beirada do penhasco que mal dá pra acreditar que ele estai ali, intacto e desafiando as leis da fisica ha tantos seculos.

A descrição parece ser um lugar irrieal, mas só quando voce chega lá é que entende, porque esse cidadezinha consegue, sozinha, atrair mais turistas para esse mini pais doque muita cidade peso pesado pelo mundo.

Mas nós demos azar, muito azar na nossa viagem a Bled. Sabado, enquanto passeavamos em Ljubljana o sol estava azulzinho, e o dia uma delicia. E quando acordamos no domingo o ceu estava um pouco nublado, mas que foi abrindo pouco a pouco a medida que subiamos os Alpes, até que finalmente chegamos a Bled com um sol a pino e ceu azul! E logo de cara vimos que realmente a cidade era tudo aquilo e mais um pouco!

Mas estava muito mais frio, então resolvemos parar pra tomar um café e acordar, enquanto nos preparavamos pra enfrentar a neve não planejada. Foi questao de 20 minutos, mas assim que voltamos pro lago, o sol já tinha ido embora e dado lugar pra um super nuvel preta!

Como eu fiquei de mau humor! Porque? Porque resolvemos parar pelo caminho (a ideia não foi minha, dai o mau humor!)??

E não vou falar falar que a cidade fica bonita de qualquer jeito, porque seria mentira. Bled é linda, mas com o ceu limpo e azul a cidade é inacreditavelmente linda, quase irreal… e muito doque faz com que essa cidade seja tão magica, é facilmente escondido pelas nuvens – já não víamos os Alpes a nossa volta, a agua do lago trocou seu verde esmeralda por tons de cinza, e a ilha no meio do lago ficou parcialmente escondida pela neblina…

Mas isso faz parte de viajar (principalmente viagens na baixa temporada e no inverno) e nunca dá pra prevenir oque vamos realmente conhecer, independente do quanto voce tenha planejado, ou de quantas fotos já tenha visto do lugar.

Mas por outro lado, o cenario estava perfeito!

A neblina encobrindo a ilha no meio do lago, o castelo com um ceu quase preto ao fundo, e o chao branquinho de neve…

Tão cenográfico quanto a paisagem ceu-azul do cartão postal, e nao menos magico e impressionante!

Bled fica a cerca de 2 horas de Ljubljana, e é super simples chegar até lá. A maneira mais facil é ir de onibus (a cidade tem uma estacão de trem, mas fica longe do lago e do centro da cidade), que saem a cada hora, na estação central de onibus de Ljubljana (em frente a estação de trem).

Voce pode comprar seu ticket no guiche da estação (recomendavel pra alta temporada – no auge do inverno e no auge do verão) ou direto com o motorista, e custa 14 Euros ida e volta.

Adriana Miller
20 comentários
14 Mar 2011
23 comentários

Fui Assim: Eslovenia

Beauty Everywhere, Eslovenia, Fui Assim

Sempre que eu estou prestes a publicar os posts de “Fui Assim”, eu fico numa super duvida sobre qual a real utilidade desses posts.

Originalmente, a ideia surgiu porque muita gente (geralmente leitoras femininas do DriEverywhere) me mandam mensagens e e-mails com pedidos de ajuda sobre “como se vestir” na viagem tal.

Como vai estar o clima, oque vestir em determinada região do planeta, oque é apropriado no pais tal ou na cidade X em diferente epocas do ano. Eu sempre achei que basta ver as fotos do propro post da viagem (é oque faço em outros blogs que leio…) e vc já vai ter uma boa ideia doque aquela pessoa usou naquela cidade, num determinado mes do ano.

Mas por mais que eu ache isso um processo obvio, não é tão facil assim pra todo mundo, e fazer as malas se torna um processo torturante pra quem não tem tanto costume de viajar quanto eu. Então surgiram o “fui assim”; apenas uma meneira mais obvia com ideias sobre oque vestir durante uma viagem.

E pelos posts antigos, dá pra ver bem que não tem misterio, e geralmente uso sempre a mesma coisa:

– No inverno uso um sobretudo, bota sem salto, calca jeans, cachecol,  gorro e luvas. Mudam as cores e as combinações, mas ao contrario doque todo mundo acha, se vestir no inverno é MUITO mais facil que se vestir no verão, e não tem misterio.

– No outono ou primavera as variações também são todas no mesmo ton: uma jaqueta mais leve (que pode ser de couro, de jeans, trench coat, de sarja, etc), sapatilha ou tenis (e as vezes botas de cano baixo), muitas vezes um cachecol ou lenço (porque é nessas epocas do ano que as variações de temperatura são maiores, e um cachecol ee sempre otimo coringa), calça jeans.

– No verão na verdade eu quase nunca viajo muito (é alta temporada na Europa, e sempre prefiro viajar na baixa temporada), mas quando viajo, mais uma vez, não tem misterio: sandalia (sempre sem salto), short/saia/vestido (curto ou comprido, depende de onde viajo), camiseta e só.

Então sei lá, né?

Mas é batata! Se posto sobre uma viagem, mas não posto por aqui oque exatamente estava vestindo, laguem vai me perguntar… O problema é que nem sempre lembro de tirar fotos, ou as fotos não ficam tao boas, etc.

O motivo de estar falando tudo isso?

No outro dia fiquei me perguntando porque mesmo eu faço esses posts?!?! Afinal qual a utilidade de anunciar pros outros oque vesti ou usei por ai?!?!

Afinal não acho que seja, nem tenho a menor intenção de ser especialista de moda, e nem sequer acho que esses meus posts sejam de “moda”.

Mas ai parei pra pensar e comecei a ler alguns dos posts antigos e lembrei!

A intenção de posts como esse não sou EU e sim a VIAGEM. Querendo ou não, oque voce veste numa viagem (ou quão bem ou mal voce consegue fazer sua mala) impacta demais uma viagem, pois não tem nada pior que passar frio, passar calor, ou vestir inadequadamente durante suas ferias…

Mas sem me enrrolar demais…. ha umas semanas atras fui pra Eslovenia com o Aaron, e apesar de já ser inicio da primavera, pela proximidade do pais dos Alpes, ainda passamos muito frio e pegamos um pouco de neve.

E eu, fui assim:

Sobretudo: Burberry

Cachecol: LV

Bolsa: Chloe

Bota: Ugg

Jeans: Top Shop

Oculos: Dior

Adriana Miller
23 comentários
13 Mar 2011
11 comentários

Ljubljana

Dicas de Viagens, Eslovenia

Ljubljana é a capital da Eslovenia e a porta de entrada do pais pra quem chega de avião. Ainda que acidade não seja a principal atração do pais, Ljubljana sem duvida, vale a parada.

Você não vai precisar de muito tempo pra conhecer a cidade, mas garanto que vai gostar doque vai ver.

No nosso caso, escolhemos Eslovenia jutamente porque queriamos um fim de semana tranquilo… romantico até! Ljubljana não vai roubar o posto de cidade mais romantica do mundo nem tão cedo, mas ainda assim a cidade praticamente tem esse significado literal.

Aparentemente, Ljub é derivado da palavra Alemã Liebe, que significa amor. E os casais estão por todos os lados, seja nos cadeados na ponte com juras de amor eterno (os casais prendem os cadeados na ponte e jogam a chave nas aguas do rio), a Igreja principal cor de rosa, e a arquitetura super detalhada, que exige que o turista não passe desavisado, olhe pro ceu e admire a cidade em seus minimos detalhes.

O castelo medieval no topo da colina no ponto mais alto da cidade, lembra imediatemente historias de princesas e principes heróicos, sob ameaça dos muitos dragões que decoram a cidade.

Os principais são os 4 dragões (e varios mini dragõeszinhos) que guardam a ponte Zmajski Most, que foi uma das primeiras estruturas de ferro maçico construida na Europa, em 1901 para comemorar o o 40º Jubilee do Imperador Austro-Hungaro (que dominava a região na epoca), e que tem os 4 dragões que guardam a entrada e saida  da cidade.

Diz a lenda local que sempre que uma virgem passava pela ponte, os dragões balançavam sua cauda.

Mas a principal ponte a cruzar o rio Ljubljanica é a Tromostovje, a ponte tripla de arte barroca, com arquitetura inspirada nas pontes e predios de Viena e Praga, e que fica exatamente em frente a catedral Franciskanska Cerkev, que é a igreja cor de rosa, e cartão postal da cidade.

No alto de tudo esta o Ljubljanski Grad, o castelo medieval que já foi sede do governo, prisão e hoje em dia funciona como museu e pracinha, com restaurantes e cafés bem simpaticos e com otimas vistas da cidade e dos Alpes (em dias claros).

Mas oque eu achei mais legal na cidade foi a mistura de influencias. Aquela coisa Eslava do leste Europeu, ao mesmo tempo que vc tem um clima Mediterraneo com areas Alpinos. A lingua complicada cheia de acentos em Ss e Zs, mas voce jura que esta na Italia!

Nos tentamos e tentamos achar um restaurante de comida tipica Eslovenia, e tudo que achamos foram pratos italianos e pizzas de morrer!! (acabamos comendo DUAS vezes na pizzaria Ljubljanski Dvor, que tem nada menos que 100 tipos de pizza no menu, com uma media de preços de 6 Euros!)

Ljubljana me lembrou uma cidade que seria uma mistura de Bratislava com Praga. Ao mesmo tempo que é uma cidade pequena, sem grandes atrativos (como Bratislava), é daquelas cidades em que a beleza esta nos detalhes (cmo Praga), e a cada esquina é uma praça, uma estatua, uma porta trabalhada, ou uma varanda cheia de detalhes…

Definitivamente 1 dia foi mais que suficiente pra conhecer a cidade, que acaou nos servindo como base pra conhcer outras partes do pais.

 

Adriana Miller
11 comentários
10 Mar 2011
10 comentários

Eslovenia

Dicas de Viagens, Eslovenia

A Eslovenia, é um pais meio ambiguo – se por um lado, tem umas das historias recentes da Europa mais impressionantes, é um dos paises mais “jovens” do mundo, mas por outro lado, turisticamente falando, tem pouco a oferecer.

Mas vejam só, de feio ou sem graça o país não tem nada, muito pelo contrario! Mas a Eslovenia esta bem no meio da encruzilhada que se encontram a Italia, Croacia, Austria e Hungria – então entre tantos peso-pesados do turismo Europeu, esse pequeno pais da ex-Yuguslavia acaba esquecido e meio apagadinho.

Esse mini pais, que tem apenas 2 milhões de habitantes e cerca de metade do tamanho da Suiça, tem uma das populações mais orgulhosas do mundo, que geralmente se auto descrevem como “um rato que ruge” – metafora que descreve a força com a qual a população lutou por seus ideias e sua identidade durante a guerra dos Balkans e da guerra separatista da Yuguslavia.

Ainda que Ljubljana seja a porta de entrada do pais, seus atrativos não estão na capital, e sim no interior do da Eslovenia, com paisagens e cidadezinhas Alpinas, cercadas pelas montanhas dos Alpes, lagos de agua glaciar, castelos, palacios, historias de bruxas e dragões enfeitiçados, trilhas e esqui.

O motivo que nos levou a escolher a Eslovenia como destino foi simples: ha uns meses tras, olhando o calendario e bolando minhas viagens, me dei conta que esse ano iriamos comemorar 5 anos de “namoro” (sim, ainda comemoro namoro, pois o Aaron será meu namorado eterno!) e coincidentemente seria um fim de semana.

E oque eu queria era justamente oque a Eslovenia teria pra oferecer: um fim de semana tranquilo, facil, sem correria, sem 1.347 mil coisas pra ver e fazer.

Paisagens bonitas, boa comida, fotos e tranquilidade. E claro, a passagem EasyJet por 45 libras ajudou bastante na decisão!

Pra completar, esse epoca é a ultra-baixa temporada (já acabou a temporada de esqui, e ainda não começou a temporada de trilhas e eco turismo), então a Eslovenia foi um destino ainda mais tranquilo (ruas vaziiiiias, muitos restaurantes fechados…) e ainda mais barato doque já seria normalmente.

Em nosso roteiro incluimos Ljubljana, que foi nosso ponto de entrada, e Bled, uma cidadezinha que é o principal cartão postal do pais, e inclui tudo que a Eslovenia tem pra oferecer de uma tacada só: lago cristalino, castelo no penhasco, Igrejas charmosas, ilha “magica”, montanhas e muita peisagem bonita!

 

Adriana Miller
10 comentários