29 Jul 2016
2 comentários

Ilhas Mauricio – Tudo que voce precisa saber sobre acomodacao, transporte, visto, custos, clima, quando e onde ir e oque fazer por la (e oque levar na mala!!)

África, Babymoon, Dicas de Viagens, Estilos de Viagem, Ilhas Mauricio, Lua de mel

O planejamento de qualquer viagem demanda um bom planeamento, mas quando essa viagem eh especial… os cuidados sao redobrados!

Foram alguns meses de pesquisa e debates antes de bater o martelo do destino da nossa baby-moon. Acho ate que exagerei um pouco, mas nada como um escape para me ocupar nos meses tensos da gravidez!

Entao esses foram os principais pontos que eu levei em consideracao ao decidir pelas Ilhas Mauricio, e como esse é um destino que muita gente escolhe para lua de mel e viagens igualmente especiais, achei que daria um bom post deixar tudo mastigadinho por aqui!

 

  • Acomodação

Bem eu ja dei todas as dicas sobre o hotel onde nos nos hospedamos nesse post aqui, mas acho que o essencial é definir duas coisas: orçamento e estilo de viagem.

Como era de se esperar nesse tipo de lugar, é o hotel que “faz” sua viagem, e por mais que você possa fazer um passeio aqui ou ali, você fica basicamente limitado ao que seu hotel tem a oferecer para todo o resto.

Por mais que seja um país relativamente grande, com varias cidadezinhas espalhadas aqui ou ali, o turismo nas Ilhas Mauricio basicamente vivem de “resorts”. Não achei que é o tipo de lugar que da pra dar uma saidinha rápida pra comer em outro lugar, ou um passeiozinho pelo vilarejo local.

Quer dizer, ate dá. Mas tirando as grandes cidades (que ficam no centro da ilha, e portanto longo dos hoteis), não existe muita infraestrutura para turismo “avulso”… não tem muito aquela coisa de “ruazinha principal”, dar uma voltinha a pé acolá, e esse tipo de coisa.

Então você tem que escolher um hotel em que voce esteja satisfeito de ficar la dentro 100% do tempo, caso seja necessário.

Mas não se preocupe, pois a maioria esmagadora dos hotéis são feitos e preparados pra isso! O nosso hotel (o Westin Turtle Bay) esta longe de ser um dos maiores ou principais da ilha, e ainda assim era um MUNDO de grande… 6 restaurantes, praias, piscinas, atividades aquáticas, spa, academia, quadras de esportes, etc, etc

Não precisamos sair de lá pra nada, e realmente praticamente não saimos. Não dava vontade de sair!

Mas a abundância de hoteis é enorme ao redor da ilha, com muitas opções ideais dependendo da estação do ano que você for (mais dicas sobre quando ir, mais pra baixo no post!), então basta determinar um orçamento e achar o hotel que se encaixa no seu custo-beneficio ideal.

Mas eu também mencionei o “estilo” da viagem, pois as Ilhas Mauricio realmente são um destino que oferecem bastante coisa para os turistas, e atrai toda uma legião de fans que vão pra la unica e exclusivamente para praticar outras atividades alem do relaxar-praia-comer-piscina: mergulho, trekkings, live board, sailing etc, são apenas algumas das atividades fora-resorts.

Então se essa é a sua praia, e você quer se dedicar ao mergulho e passar boa parte do seu tempo no país no fundo do mar, então realmente você não deveria se hospedar num dos mega resorts da ilha, e portanto uma acomodação mais simples seria a melhor opção.

 

  • Alimentação: comidas locais, pacotes de alimentação e all inclusive

E claro, quando falamosem resorts, orçamentos e afins, uma das primeiras coisas que vem a cabeça é: e a alimentação?

Muita gente me perguntou sobre preços de refeições nas Ilhas Mauricio, o que foi uma coisa dificil de responder, porque simplesmente isso vai depender demais do seu hotel!

Como você praticamente não vai sair do seu resort, leve em consideração que a maioria das refeições sera feita por la (mesmo nos dias de passeios e excursões, você provavelmente vai tomar café da manha e jantar no hotel, no mínimo).

Então investigue bem as opções de restaurantes e lanchonetes dentro do hotel, menus e preços.

Muitos resorts simplesmente funcionam na base do All Inclusive e ponto final, outros tem apenas restaurantes a la carte, enquanto outros fazem um mix dos dois estilos.

Para a gente foi importante encontrar uma hospedagem que oferecesse boas (e variadas) opções de restaurantes e menus, e que nos desse a escolha de optar por all inclusive (que acabamos não optando) ou a la carte.

Nessas situações eu sempre entro em contato com o concierge do hotel e peço copias dos menus dos restaurantes, pergunto sobre a flexibilidade dos planos de pensão etc.

As Ilhas Mauricio tem uma fortíssima influencia Indiana, o que impacta principalmente a culinaria local – então mesmo nos restaurantes “internacionais” dos resorts mais “internacionais”, as opções Indianas e com bastante curry prevaleciam, o que pode ser desagradável pra muita gente que não seja muito fan desse tipo de comida.

Pra falar a verdade, por morar em Londres, nós comemos bastante currys e comidas Indiana (inclusive a Isabella), mas confesso que nessa gravidez não estou batendo bem com o cheiro forte de curry, então queria ter certeza de que teria opcoes “normais”: saladas, massas, carnes, sanduiches etc que fossem variados o suficiente.

E calro, sem nos levar a falência!

E tirando o dia que fizemos um passeio de barco, onde foi servido um almoço a bordo, nós comemos todas as outras refeições no hotel!

Não vimos restaurantes nem lanchonetes “de rua” (com excessao dos grandes centros, que ficavam longe do nosso hotel), nem nenhum outro local que desse pra dar uma passadinha na hora do almoço, por exemplo…

 

  • Transporte: como chegar, transporte publico, transfers e passeios

E isso me leva a falar sobre transporte dentro da ilha.

Bem, começando pelo princípio: As Ilhas Mauricio tem conexões com a maioria das capitais Europeias, inclusive com voos sem escala. Nós voamos British Airways, num voo direto entre Londres e o (único) aeroporto internacional das Mauricio (nome official: Sir Seewoosagur Ramgoolam).

Apesar do voo super longo (quase 13 horas), a diferença de fuso horário é mínima (acho que 2 ou 3 horas só, em relação a Europa), então todos os voos são noturnos, o que foi ótimo!

Como fomos numa época de relativamente baixa temporada, ambos voos estavam bem vazios e super confortáveis.

E tambem é imprescindível que você reserve um transfer entre o aeroporto e seu hotel. A maioria dos hoteis, ou pacotes turísticos, podem fazer isso pra você.

Aliais, o aeroporto nos surpreendeu com o quao novo e bonito ele é! Mas ainda assim eu tinha lido algumas historias não muito agradáveis sobre os taxis locais, e preferimos não arriscar e ja deixar tudo organizado antes de aterrizar!

O nosso hotel cobrou uma taxa bem salgada pelo transfer, então arriscamos num dica do TripAdvisor e foi uma ótima!

Usamos os serviços de transfer do “Taxi Mauritius” tanto na chegada quanto na volta pro aeropoto, e foi excelente! O preço é determinado pela região da ilha pra onde você vai (independente do hotel, que pelo que li era um “determinante” do preço dos taxis de rua em vez de taximetro… se acham que vc vai pra um hotel bom, te cobram mais caro), e no nosso caso, pagamos 35 Euros por trecho, para uma viagem de 1 hora na ida e 1 hora na volta.

Eles também fazem transporte para varios passeios e excursoes (mas nos fizemos nenhum com eles) e o feedback eh que o serviço e preços também são otimos!

E isso é importante para qualquer trajeto que voce queria fazer dentro da ilha. O país praticamente não tem transporte publico (algumas regioes e/ou resorts tem serviço de ônibus por perto, mas a grande maioria não tem), e apesar de que muitos hoteis tem serviço de taxi ou ponto de taxi na porta, tudo funciona na base da “excursão”, ou seja, você tem que fechar o motorista por X horas, ou pelo passeio Y, pois você provavelmente não vai ter outro transporte pra voltar pro hotel no fim do dia.

(e por isso tambem que disse acima que não era o tipo de lugar que dava pra dar uma saidinha pra comer alguma coisa fora do hotel, assim rápido. Afinal, se a intenção eh economizar e comer fora do resort, pagar 25€ de ida e mais 25€ na volta só de taxi, melhor comer no hotel!)

Para passeios mais elaborados, a maioria dos resorts trabalham com agências de viagem específicas, que servem aquela região da ilha – então mais uma vez vale verificar as opções de passeios com seu hotel antes de tentar reservar com outras agências.

Nós fizemos apenas um passeios de barco para as ilhas Ile Aux Cerf, que fechamos direto com o hotel, e apesar de que tinha achado agências on line oferecendo preços melhores, era tudo num esquema de “você tem que estar no lugar tal, no horario tal, onde nos vamos te buscar”, e só nisso você ja acaba gasntando mais de taxi (e tempo) do que ja fechando com uma agencia especialista na região do seu hotel.

 

  • Vistos e entrada no pais

Brasileiros, Americanos e Europeus não precisam de visto para estadias de ate 3 meses, mas viajantes provenientes da Asia, Africa ou America do Sul devem tomar vacina contra febre amarela e aprensentar o comprovante internacional.

No nosso caso, apesar de termos viajado com 2 passaportes Europeus e 1 Americano, como tinhamos carimbos de viagens recentes para Asia e America do Sul, eu levei nossas cadernetas de vacinação assim mesmo, e tivemos que apresenta-las ao passer pela ala da “saúde” da alfândega.

 

TAmbém tivemos que preencher um formulário enumerando todas as viagens para Asia, Africa e America do Sul dos ultimos 6 meses, e as paginas dos nossos passaportes foram municosamente conferidas (eu esqueci de incluir Singapura e levamos uma bronca!).

De resto, a imigração foi super tranquila, e o aeroporto eh novissimo e lindo!

 

  • Clima e quando ir

Eu comentei algumas vezes nos posts sobre essa viagem, que fomos numa epoca de baixa temporada – mas na verdade, fomos na epoca de “entresafra” das altas temporadas; em Junho, conseguimos escapar da temporada de verao nas Ilhas Mauricio (quando as temperatuas estao mais altas, e o mercado de turismo Europeu esta aquecido a procura de destinos ensolarados), e ao mesmo tempo escapar da temporada de verao Europeu e Norte Americano (Julho e Agosto) que por sua vez coincide com a epoca de secas na regiao.

Foi mesmo uma sorte cosmica (que obviamente influenciou nossa decisao de ir pra la) que coincidiu a epoca do ano, com nossas ferias e com a fase da minha gravidez, entao foi perfeito!

Mas eles mesmo se comercializam como um destino de 365 dias, pois tem temperaturas amenas mesmo no inverno (com medias de 26/28 graus) e agua do mar quentinha o ano todo (por causa da muralha de corais que cerca o pais).

Porem as Ilhas Mauricio sao um lugar onde venta demais! Se por um lado eh otimo para os fans de esportes aquaticos, nao eh tao ideal se voce esta tentando se bronzear na praia na baixa temporada!

Entao eh preciso saber onde se hospedar em cada epoca do ano, para evitar a epoca das chuvas, ou ventos, e maximizar as horas de sol.

Como nos fomos nesse periodo de “entresafra”, porem ja pegando o inicio do inverno, a recomendacao eh da preferencia ao Norte e Noroeste da Ilha, onde a incidencia do sol eh maior e os ventos mais amenos, alem de ser uma regiao mais seca.

Se voce for na epoca do verao, entao a ponta sul e sudoeste sao as mais recomendadas, pois a mar e correntezas do mar ficam mais calmas, voce maximiza os horarios do sol e reduz as chances de chuva.

Ja para os amantes de mergulho ou esportes aquaticos (principalmente os que involvam vento!), o lado leste da ilha eh o mais indicado. O lado Sudeste eh inclusive o que menos tem hoteis, justamente por ter uma regiao nao muito boa de praias e com muito vento (mas ideal pra quem quer mergulhar!), e muitos dos novos hoteis tem se instalado na ponta nordeste, tambem relativamente protegidos dos ventos.

(porem de maneira geral, o lado leste da ilha eh o lado mais “descoberto”, pois fica de frente para o mar aberto do oceano Indico).

 

  • O que fazer por la

Tudo que voce imaginar!

As Ilhas Mauricio tem um perfil bem diferente daquela ideia de “paraiso” como as Maldivas, Polinesia ou algumas ilhas Caribenhas, onde voce realmente fica ilhado durante suas ferias.

Por la nao eh assim nao, e o que nao faltam sao opcoes!

Nos praticamente nao saimos do hotel, e foi totalmente opcao nossa, pois realmente foi o tipo de viagem onde queriamos curtir o hotel, relaxar e nao fazer nada.

E ainda assim, como os resorts sao praticamente mini-mundos, tinhamos bastante coisa pra fazer! Tres praias, 2 piscinas, quadras de tenis, Spa, academia, aulas de Yoga no jardim, kids club, centro de esportes aquaticos, etc (tudo ja incluido no preco da hospedagem, com excessao dos tratamentos d0 spa).

E se voce quiser se aventurar pra fora do hotel, as opcoes se expandem ainda mais!

Trekkings na floresta tropical, mini safaris em satuarios de leoes, jardim botanico, templos Hindus, a capital Saint Louis, e incontaveis opcoes de passeios de barco para mergulho ou snorkling!

Alm disso, a ilha eh uma otima opcao para “extencao” de uma viagem a Africa, principalmente pra quem vem do Brasil (ja que para chegar ate la, voce provavelmente tera que passer pela Africa do Sul, entao muita gente opta por um roteiro que inclua Africa do Sul e depois Mauricio. E nos conhecmos um casal de Brasileiros no nosso resort que tinham acabado de chegar da Namibia e estava fazendo uma extencao nas Ilhas Mauricio).

Nos acabamos so saindo do Hotel para fazer um passeio de barco ao redor da Ilha (adorei!) e conhecer as ilhas Ile Aux Cerfs, e super recomendo!! Eh a versao ainda mais paradisiaca das Ilhas Mauricio!

Os bancos de areais das ilhas Ile aux Cerfs

 

 

  • O que levar na mala?

Biquine, chinelo, saidas de praia… e o que mais voce quiser!

Nosso hotel nao fazia muito o estilo “pe no chao” nao, e muita gente se arrumava nivel serio para os jantares (principalmente nos restaurantes a la carte), mas ainda assim, a maioria dos hospedes (incluindo a gente) se vestia super informal o tempo todo.

Alem dos obvios biquine/saida de praia e afins, eu tambem levei alguns vestidos bem levinhos e sandalias rasteiras, e foi praticamente isso que eu usei o tempo todo.

E como fomos no inverno, a noite as temperaturas caiam um pouco, mas nada que uma malha leve ou casaquinho de linha nao desse conta.

Acabei nao tirando minha necessaire de maquiagem da mala nenhum dia (que eu ja levei com uma quantidade minima de coisas, pois sabia que nao usaria…) e so usei secador de cabelos no ultimo dia da viagem, antes de ir pro Aeroporto so pra nao viajar de aviao com o cabelo molhado).

Ou seja, super, super relax!

Ah, e claro, nao esqueca de levar MUITO protetor solar, locao pos sol e repelente (nao achei que tinha muito mosquito nao, mas como sou um pouco alergica e gravida, fiquei na neura da Zica, ainda que as Ilhas Mauricio nao sejam zona de risco).

 

Resumo da opera; Como era de se imaginar, as Ilhas Mauricio sao mais uma filial do “Paraiso na terra”, e ideal para casais e viagens especiais (Lua de Mel, babymoon, e afins). Se voce esta na duvida se a ilha eh uma boa opcao pra sua viagem, vai fundo e voce nao vai se arrepender!

O mercado realmente eh voltado para hospedagens de luxo, mas eh um destino relativamente ecletico, e querendo da pra achar boas opcoes mais em conta.

 

Adriana Miller
Siga me!

Adriana Miller

Sobre a Autora at Dri EveryWhere
Adriana Miller, Carioca. Profissional de Recursos Humanos Internacional, casada e mãe da Isabella.
Atualmente morando em Londres na Inglaterra, mas sempre dando umas voltinhas por ai.
Viajante incansável e apaixonada por fotografia e historia.
Adriana Miller
Siga me!
Adriana Miller
2 comentários
27 Jul 2016
8 comentários

Dica de hotel nas Ilhas Maurício – The Westin Turtle Bay Resort & Spa

África, Babymoon, Dicas de Viagens, Estilos de Viagem, Ilhas Mauricio, Lua de mel

Logo depois de decidirmos que o destino da nossa babymoon seria as Ilhas Maurício, veio a principal decisão: onde se hospedar.

Assim como nas Maldivas, é o hotel que determina seu estilo de viagem – do orçamento, ao clima, as atividades disponíveis, e a possibilidade de passeios mais autônomos etc.

Ilhas Maurício

O pais é praticamente uma ilha cercada de hotéis por todos os lados – é impressionante ver o mapa da ilha principal e se dar conta da quantidade de hotéis existentes na ilha!! Então a escolha não é uma tarefa fácil!

Mas em compensação, tem opções para todos os gostos e bolsos.

Claro que a grande maioria das hospedagens foca no mercado de luxo e lua de mel, com resorts que são verdadeiros universos paralelos, mas também existem algumas pensões, centros de mergulho e hospedagens mais em conta.

Apesar de ser um pais pequeno, a ilha é relativamente grande, e cada área da costa apresenta uma geografia “praística” diferente (mais ou menos corais nas praias) e um micro clima diferente, que faz com que o resort que a prima da sua amiga se hospedou num determinado mês do ano, não seja o ideal para você, que esta planejando uma viagem numa estacão do ano oposta.

Nós fomos no inverno Maurício (final de Junho – eles estão no hemisfério sul, então tem as mesmas estacoes do ano que o Brasil), mas que logicamente, em termos de temperaturas, foi um ótimo “verão ameno” para a gente!

Achei um clima bem “inverno Carioca”: fomos à praia e piscina todos os dias, mas não morremos de calor em momento algum. O clima estava super agradável e ensolarado, mas de noite fazia um friozinho “Carioca” (uns 20/22 graus), em que tínhamos que colocar uma blusa de malha ou linha por cima do vertido ou bermuda.

Na verdade as temperaturas são amenas e boas o ano todo, mas como bom pais tropical que são, tem uma época com mais chuva (verão) e outra mais seca (inverno) – então coincidiu que o final do meu Segundo trimestre de gravidez pegava o comecinho da época de seca e inverno por la, e foi a decisão final!

Porem na hora da escolha do hotel, seguimos os conselhos de amigos que já tinham visitado a ilha em épocas diferentes do ano e alguns foruns on line, e limitamos nossa escolha à costa noroeste e norte do pais, que é a melhor opção para os meses de outono/inverno (menos vento, menos chuva e “frentes quentes” vinda do equador).

Então nossa escolha foi o hotel Westin Turtle Bay Resort & Spa, que além de ser uma rede que já conhecemos e adoramos, parecia ter sido colocado no mapa de proposito para nossa viagem!

O Hotel fica exatamente na costa Noroeste das Ilhas Mauricio, na baia de Balaclava (Baia das Tartarugas), então pegamos o sol de frente pro resort o dia todo (não tinha horários de “sombras” nas praias nem piscinas durante o inverno, como aconteceria no sul e costa oeste), um por do sol incrível, e uma água da praia super quentinha e calma, protegida pela baia.

E o resort por si só… ai nem sei por onde começar!

Em primeiro lugar, o hotel é novíssimo, inaugurado a poucos anos, e realmente se nota! As instalações estão tinindo de novas, e a arquitetura é simplesmente deslumbrante! Moderna, porem 100% integrada na natureza e paisagem local!

Ilhas Maurício

Os quartos são todos enormes, com banheiros igualmente enormes, e muito confortáveis e modernos – eu AMEI, por exemplo, que os quartos tem tomadas em voltagens e “plugs” do mundo todo, alem de entradas USB! Ou seja, você consegue usar e carregar seus aparelhos sem o menor problema e sem precisar de vários adaptadores e tals. Um detalhe tao simples, mas que faz uma super diferença hoje em dia!

Nosso quarto era um “Deluxe Twin Double”, no térreo e com acesso direto ao jardim e piscina, e com vista parcial do mar – e vale dizer que todos os quartos tem varandonas, e a grande maioria tem alguma vista.

Mas o que selou mesmo nossa decisão, foi a infra estrutura para famílias. Apesar de não ser uma resort “família” (desses cheios de brinquedos de plastico coloridos e bagunça, que eu ainda tenho aversão), eles são mega preparados para crianças e bebês, e com uma infra estrutura incrível!

Pra começar pelo Kids Club, com programações para crianças entre 3 e 12 anos, que a Isabella simplesmente AMOU!

Foi a primeira vez que nos hospedamos num hotel desse tipo com a Isabella já numa idade que deu pra curtir a área kids (quando fomos a Abu Dhabi ano passado, o hotel que nos hospedamos fazia esse mesmo estilo, mas ela era muito novinha pra ficar na area kids sozinha), mas fiquei meio apreensiva de deixar ela ficar lá sozinha, mas mais apreensiva ainda de acabar virando uma das famílias que já planejam viagem pensando em como “se livrar” dos filhos!

Então fomos conhecer o clube logo no dia que chegamos, e de cara, adoramos (os 3!). Alem dos funcionários super bem preparados e multi-lingues, as instalações de primeira, eles ainda tinham uma “programação” de atividades por dia, todos os dias, então não era um lugar do tipo “largue seus filhos aqui e a gente se vira”, sabe? Sabíamos exatamente que atividades/jogos/brincadeiras ela estava fazendo a cada horário, a cada dia.

Ou seja, você pode escolher quais atividades quer que seu filho participe ao longo do dia, num estilo mais “brincadeira organizada”. Eles também tem dois parquinhos externos, e uma área interna climatizada enorme, mas programávamos nossos dias de acordo com as atividades do clube, e assim sempre passávamos boa parte do dia com a Isabella, fizemos todas as refeiçoes juntos, mas sabíamos que ela ia curtir participar da aula de construção de castelo de areia, ou aula de Yoga kids, aulas de culinária ou dança local, dia da festa dos piratas, caça ao caranguejo, etc, etc.

Ela pediu pra voltar to-dos os dias, e amou toda a programação! Fez vários amiguinhos, aprendeu um monte de coisas novas e teve umas férias maravilhosas! Algumas crianças até fizeram uma apresentação especial de música e dança para os hóspedes uma das noites! Tão fofos!

E por outro lado, nós aproveitávamos as horinhas que ela estava la, para curtir a piscina de adultos, passear pela praia, fazer alguma atividade do centro de esportes aquáticos, ou simplesmente não fazer nada sentados num dos muitos bares ou spa!

Então foi o balanço perfeito entre “viagem de casal” com “viagem de família”!

Ah! Outros detalhes práticos que valem mencionar:

Uma das minhas preocupações era com a comida, pois sei que as Ilhas Mauricio tem uma influencia muito forte Indiana, e portanto queria um hotel de rede internacional e com muitas opções de restaurantes, para que não me sentisse limitada na área gastronômica (principalmente com criança pequena e grávida!).

O resort tem cerca de 6 bares e restaurantes, e os pacotes de hospedagem podem ser reservados em regime aberto, meia pensão (café da manhã e Jantar), pensão completa (café da manhã, almoço e jantar) ou all inclusive (todas as refeições, lanches e bebidas alcoólicas), sendo uma dos mais ecléticos das Ilhas Mauricio!

Nós sabíamos que não íamos sair  muito do hotel, então estávamos com medo de não ter muitas opções, ou acabar gastando demais com comida e bebidas. Mas por outro lado, decidimos não optar pelo all inclusive junto com a reserva, pois o valor não valia a pena considerando que dos 3 hospedes, uma estava grávida (e sem consumir bebidas alcoólicas e a outra era uma criança!

Então o Westin Turtle Bay te dá a opção de decidir seu pacote e tipo de “pensão” na hora do check in, e depois de dar uma olhada nos cardápios e tals, acabamos optando pelo regime aberto, que nos permitiria comer e beber onde quiséssemos, e pagando tudo avulso, mas sem a obrigação de ter que fazer certas refeiçoes em certos restaurantes e tal.

Foi meio arriscado, financeiramente falando, mas no fim das contas, acabamos gastando um pouco menos do que gastaríamos com o All Inclusive, mas com muito mais liberdade de escolha.

P.S. Mas se você já selecionar meia pensão ou pensão completa na hora da reserva, sai bem mais barato – e ainda tem a opção de dar um upgrade para all inclusive quando chegar lá, se você quiser.

Então apesar de termos jantados algumas noites no buffet do hotel, por pura praticidade, também íamos escolhendo cada noite um restaurante diferente, de acordo com o que estivéssemos com vontade naquele dia (Teve indiano, teve steak, teve Japonês, teve massa, muitas opções de saladas e comidas mais leves etc). Não tivemos uma única refeição “mais ou menos”… todas foram excelentes!

E o mesmo para o almoço: alguns dias comemos nos restaurantes, outros dias comemos na piscina ou na praia, e outros dias fizemos apenas um lanche na varanda do quarto ou na beira da piscina.

Tomamos café da manha no buffet quase todos os dias, mas umas 2 ou 3 manhas, optamos pelo café no quarto e foi uma delicia!! Tao mais flexível e prático, sem aquela correria matinal pra conseguir pegar o horário do café no restaurante principal!

Foi uma viagem incrível, e acredito que em boa parte, foi por causa do hotel em que nos hospedamos!

E também vale mencionar que eles tem um spa enorme (que infelizmente eu só fui umas 2 vezes, pois os tratamentos e massagens para gestantes era bem limitado), com academia (incluída na diária), aula de Yoga (incluída na diária) e um centro de esportes aquáticos bem completo (também com todas as atividades já incluídas na diária, com exceção do mergulho com tanque de oxigênio, que era pago à parte)

 

(já já vai ter outro post com algumas dicas mais praticas sobre o planejamento da viagem no geral, atividades, custos, clima, etc)

 

The Westin Turtley Bay Resort & Spa

 

 

Adriana Miller
Siga me!

Adriana Miller

Sobre a Autora at Dri EveryWhere
Adriana Miller, Carioca. Profissional de Recursos Humanos Internacional, casada e mãe da Isabella.
Atualmente morando em Londres na Inglaterra, mas sempre dando umas voltinhas por ai.
Viajante incansável e apaixonada por fotografia e historia.
Adriana Miller
Siga me!
Adriana Miller
8 comentários
26 Jul 2016
8 comentários

TV Everywhere: Ilhas Maurício

África, Babymoon, Dicas de Viagens, Estilos de Viagem, Ilhas Mauricio, Lua de mel, T.V. EveryWhere

Lógico que uma semana maravilhosa numa ilha paradisíaca ia render um vlog pro TV Everywhere, néam?

Babymoon Maurícios

Mias posts virão com outros detalhes e dicas da viagem , mas esse vídeo ficou gostoso demais de assistir pra esperar até o final da série de posts!

Posts sobre a nossa primeira babymoon nas Maldivas:

Créditos:

Hotel em que nos hospedamos: The Westin Turtle Bay
Boia de piscina da Isabella: (UK e Europa)  (USA e Brasil)

GoPro (para videos e fotos em baixo d’água):
Drone para GoPro (videos aéreos):
Lente “Dome” para videos em baixo d’água com a GoPro:

Meus óculos escuros:
(Cinza mesclado):
(Preto “aviator”)

Não esqueçam de assinar o canal do YouTube, onde posto primeiro todos os vídeos da TV Everywhere!

Adriana Miller
Siga me!

Adriana Miller

Sobre a Autora at Dri EveryWhere
Adriana Miller, Carioca. Profissional de Recursos Humanos Internacional, casada e mãe da Isabella.
Atualmente morando em Londres na Inglaterra, mas sempre dando umas voltinhas por ai.
Viajante incansável e apaixonada por fotografia e historia.
Adriana Miller
Siga me!
Adriana Miller
8 comentários
Página 1 de 212