30 Jun 2015
2 comentários

Organizando uma viagem ao Vale do Loire e Mont St Michel (como chegar, onde se hospedar, o que visitar e como organizar seu roteiro)

Europa, França, Vale do Loire, Viagens

A viagem que nos fizemos em Outubro de 2014 para o Vale do Loire na Franca, demorou a sair aqui no blog… entao resolvi ja comecar a nova serie de posts com a pregunta mais comum: qual foi nosso roteiro, onde ficamos hospedados e por onde passamos.

A regiao eh uma das mais procuradas na Franca e tem tudo para agradar turistas: a localizacao eh super conveniente, bem no centro da Franca, sendo bem pertinha de Paris, mas tambem fácilmente acessivel para quem vem de outras partes da Europa e nao quer ter que obrigatoriamente passar pela capital.

A regiao eh bem servida de trens e aeroportos, e a pesar de ser tao “espalhada” geograficamente, as estradas sao otimas, e o que nao faltam sao opcoes de diferentes passeios e atracoes.

Mas em compensacao a regiao do Vale eh grande e tem infinitas opcoes de coisas a fazer e lugares para visitar, e voce nao dirigie 20 minutos por la sem dar de cara com outros Castelo lindo, cidadezinha fofa, vinhedo maravilhoso…. Entao planejar a viagem nao eh dificil, mas pode ser confuso e sempre da aquela vontade de fazer um milhao de coisas ao mesmo tempo!

A maioria das pessoas passa apenas alguns días por la, dando uma esticadinha a partir de Paris. Nos ficamos 5 noites e mal deu para ver tudo que tinhamos planejado visitar!

Entao eh preciso priorizar, escolher bem e decidir o que realmente eh importante para voce e o que voce realmente quer visitar e conhecer (porque as tentacoes para fazer mil outras coisas “ja que estou aquí” eh constante!).

  • Como chegar no Vale do Loire

A cidade principal da regiao eh Tours, relativamente grande, com uma estacao de trem internacional e um aeroporto bem servido, que recebe voos a partir da Europa toda.

No nosso caso, saindo de Londres, optamos por nao voar ate la. A única empresa aérea que faz a rota Londres – Tours eh a Ryanair e os días/horarios de voos, mais restricoes de bagagens e etc acabaram nao valendo a pena.

Entao chegamos no Loire via Eurostar e TGV (trem de alta velocidade que faz roteiros dentro da Franca), assim como fizemos na viagem para a Provenca 2 anos atrás.

Fomos de EuroStar de Londres ate Paris, e uma vez em Paris trocamos de estacao de trem e pegamos um TGV ate Saumur, que foi a cidade onde escolhemos nos hospedar.

Ja na volta, o roteiro foi um pouco complicado, pois passamos os últimos 2 dias da viagem em Mont St Michel, na costa da Normandia (norte da Franca), que he um pouco mais distante de Paris. Entao dirigimos ate Tours, passamos o dia la, e so no dia seguinte pegamos o TGV ate Paris e de la, o Eurostar ate Londres.

Chegando la, alugamos nossos carros ja na estacao de trem de Saumur, e so devolvemos em Tours, ja na volta para casa.

(No site da Retal Cars voce pode seleccionar o nome da estacao de trem ou aeroporto que voce vai chegar na Franca e eles ja te mostram quais locadoras locais ficam ali perto).

 

  • Onde se hospedar no Vale do Loire

Minha maior dificuldade foi decidir onde ficar hospedado durante a semana. A regiao do Vale do Loire eh enorme, com castelos e atracoes espalhados nos quase 300 kilometros de extencao ao longo do rio Loire.

Tours eh a cidade mais central, e a opcao mais obvia para quase todo mundo. No nosso caso, queríamos ficar bem no campo mesmo, ter a experiencia de se hospedar num Castelo no interior da Franca, e evitar cidades muito grandes e hoteis de rede. E sabíamos que por causa da geografía da regiao, e tudo o que queiamos visitar, seria impossivel ficar hospedados em um local que fosse super bem localizado em relacao a tudo.

Entao escolhemos nosso hotel baseado em varios outros fatores – e deixamos a localizacao (no sentido “central” da coisa) um pouco de lado – afinal era para isso mesmo que alugamos um carro para poder explorar a regiao sem grandes preocupacoes!

viagem ao vale do loire

Entao acabamos escolhendo a cidadezinha Saumur, especialmente por causa do hostel/palacio Bouvet Ladubay que nos conquistou na hora e foi a hospedagem perfeita!

(ja ja entra post especial sobre o hotel, com mais detalhes e porque o escolhemos, entre TANTAS outras opcoes!).

 

  • O que visitar (e como organizar seu roteiro)

Ai que a coisa complica!

A regiao de Loire possui nada menos que 300 castelos oficiais, e claro, todos valem a pena uma visita. Porem a nao ser que voce esteja se mudando para la e pretenta so fazer isso da vida, será impossivel conhecer tudo e todos.

Entao pensei em dois criterios de planejamento: em primeiro lugar, os castelos e atracoes que ficavam perto do nosso hotel em Saumur – coisas que poderiamos fazer e visitar numa boa, sem ser aquela coisa de passar o dia todo fora, horas na estrada e afins.

Ate porque, como estavamos viajando com a Isabella e meu sogro, nao queríamos planejar mais do que teriamos energía, tempo e disposicao para aproveitar bem.

Tentamos evitar ficar tentando “encaixar” mais uma coisa ali outra ali, pois sabíamos que ficaria puxado, as horas de estrada seriam muitas e no fim das contas, queríamos conseguir aproveitar e curtir tudo – nao so os castelos e atracoes, mas tambem uns aos outros, sem ficar sempre numa correría e batendo ponto em atracoes turísticas.

Em segundo lugar, alguns castelos e atracoes que nao poderiamos deixar de ver e conhecer – esses sao os principais do Loire e praticamente obrigatorios em qualquer viagem.

Castelos e atracoes nos arredores de Saumur:

– VILLANDRY

– Château d’Ussé

– SAUMUR

– Vinhedos de vinho branco espumante

– Cavernas de Trogloditas

 

Atracoes classicas da regiao:

– CHENONCEAU

– CHAMBORD

– AMBOISE

– BLOIS

 

Entao nossos dias tinham uma mistura de atracoes bem pertinho, com outras atividades um pouco mais longe, e como passamos bastante tempo por la, tentamos nos organizar a um dia dirigíamos para longe (1 ou 2 horas de distancia), e no outro dia nos limitavamos a no máximo 40 mins ou meia hora no carro (para viagem nao ficar super cansativa para ninguem).

Eu montei o mapa abaixo para nos organizar e ter uma ideia em relacao a distancias, localizacoes e ter uma ideia melhor da regiao.

 

https://maps.google.co.uk/maps/ms?msid=204221437241142544665.00050225f7b4d3e167eac&msa=0&ll=47.299722,0.387268&spn=0.962965,2.238464

 

E tentamos tambem incluir uma coisa ou outra que nao fossem apenas castelos! Sim, eles sao a principal atracao de qualquer viagem para la, mas a verdade eh que depois do 3’, 4’ 5’ Castelo voce ja nao aguenta mais!

Entao para evitar que a experiencia acabasse se tornando aquela coisa “blase” de “ah…. Outro Castelo Frances centenario?!?” Fiz questao de incluir vinhedos, cavernas trogloditas, restaurantes e afins – e assim mantendo a “interessancia” das atracoes ao longo da viagem toda.

 

E no fim das contas, eh relaxar e proveitar o que da. Esse foi o tipo de viagem meio que estressante “Midia Social”-mente falando. Porque tem MUITA coisa para ver e fazer por la, e sempre, sempre vai ter alguem que fez alguma coisa ou foi a algum lugar que voce nao vai ter tempo de fazer – e tudo bem!

Sempre vai ter aquele amigo/colega/primo/vizinho bem intencionado que vai deixar um comentario alfinetando a sua foto com “ah… que pena, nao foram no lugar X?! Mas la eh imperdivel!!” ou entao “Nao deixem de fazer a coisa tal no lugar X! Tem-que-fazer!”.

Gente, nao da. Eh impossivel, e voce vai se estressar mais que o necesario. Eh impossivel fazer tudo, eh impossivel conhecer tudo e ainda conseguir curtir alguma coisa.

 

  • Como ir do Vale do Loire ate Mont St Michel

 

A ultima parada de nossa viagem foi em Mont St Michel, na costa da Normandia, na Franca. Nao incluimos mais nada da Normandia no roteiro (vide parágrafo acima!) e queríamos ter tempo para curtir o lugar, sem pressa.

Excursoes bate e volta?! De jeito nenhum!

Na época alguns leitores comentaram que “da para ver a ilha em 2 horas!”, coisa que eu discordo totalmente!

Sim, a ilha eh pequena, e da para “ticar o ponto” em algumas horas correndo atrás do guía turístico, mas nos queríamos ter tempo para ver a mare subindo e descendo, o sol nascendo e se pondo, e principalmente curtir a ilha depois que todos vao embora.

Assim como comentei na nossa viagem a Capri na Italia, a cidade se transforma depois que os onibus de turistas vao embora. As ruas ficam vazias, os servico nos restaurantes melhora exponencialmente e rola aquela clima de camaradagem entre os turistas.

Claro que depois vou falar sobre o lugar e a experiencia com mais calma, mas resolvemos pasar duas noites da ilha e nao me arrependi nem um segundo! Foi incrivel – e nem adianta dizer que nos hoteis da costa a experiencia eh a mesma, porque nao eh! :-)

Nos ficamos hospedados no hotel Mouton Blanc, uma casa do seculo 14 dentro na ilha, na rua principal (e praticamente única rua da cidade), super bem localizado, confortavel e com um otimo restaurante no terreo!

 

No final da serie de posts eu faco um passo a passo certinho sobre o que vimos e fizemos a cada dia e como deu para organizar tudo ao longo da semana!

 

Planejando uma viagem para o Vale do Loire?

Aqui você encontra todas as dicas e recursos para planejar sua viagem, e podemos cuidar dos detalhes práticos para você:

Adriana Miller
Siga me!

Adriana Miller

Sobre a Autora at Dri EveryWhere
Adriana Miller, Carioca. Profissional de Recursos Humanos Internacional, casada e mãe da Isabella.
Atualmente morando em Londres na Inglaterra, mas sempre dando umas voltinhas por ai.
Viajante incansável e apaixonada por fotografia e historia.
Adriana Miller
Siga me!
Adriana Miller
2 comentários
10 Feb 2015
36 comentários

TV Everywhere: Vlog #PerrengueEverywhere

Andorra, T.V. EveryWhere, Toulouse

Bem…. Acho que a ideia de gravar “Vlogs” em nossas viagens esta me trazendo uma onda de azar!

O que era pra ter sido um video sobre uma viagem a Andorra, acabou virando uma coletanea de videos meio aleatorios sobre o aperto que passamos nos Pirineus uns dias atras!

Fiquei na duvida se valia a pena postar o video ou nao, mas como problemas e imprevistos podem acontecer a qualquer momento e em qualquer viagem, entao porque nao ne?

No minimo voces podem aproveitar e rir da nossa situacao… :-)

E como surgiram bastante duvidas em relacao a como lidar com esse tipo de situacao la no Instagram e facebook, vou escrever alguns posts mais detalhados sobre isso, mas por enquanto, divirtam-se!

Creditos:

Camera: iPhone 6

Edicao: iMovie

Musica

Adriana Miller
Siga me!

Adriana Miller

Sobre a Autora at Dri EveryWhere
Adriana Miller, Carioca. Profissional de Recursos Humanos Internacional, casada e mãe da Isabella.
Atualmente morando em Londres na Inglaterra, mas sempre dando umas voltinhas por ai.
Viajante incansável e apaixonada por fotografia e historia.
Adriana Miller
Siga me!
Adriana Miller
36 comentários
23 May 2014
6 comentários

Viajei assim: Paris (no inverno, mas com cara de primavera)

Beauty Everywhere, Europa, França, Fui Assim, Paris

Estou com varios posts atrasados para postar aquí no Beauty, mas antes que as novidades comecem a se embolar todas de novo, vou postar mais algumas coisas respondendo as duvidas das leitoras:

No comeco de marco eu estive mais uma vez a Paris numa viagem a trabalho – e aproveitei que mina reuniao era Segunda feira bem cedinho, e fui para Paris no domingo e consegui aproveitar bastante o dia por la (nao esquecam que as – muitas – dicas de Paris estao todas aquí!).

O clima foi uma surpresa muito agradavel! Na verdade o inverno aquí na Europa esse ano foi super ameno, e ate bem “quentinho” para padroes aqui do norte, mas em compensacao choveu o tempo todo, e tanto a Inglaterra quanto o norte da Franca foram assolados por muita chuva.

Mas quase que por milagre, aquele meu domingo em Paris estaba super ensolarado e temperaturas quase primaveris, entao nao precisei usar casacoes nem nada muito mais pesado.

Entao eu fui assim:

Bota: Tory Burch

Jeans: Levis (daquela linha otima “Curve ID”)

Cashmere: Zara

Jaqueta de couro: Zara

Colete de pelo: Top Shop

Bolsa: Balenciaga (modelo Classic Town)

E como a muito tempo nao posto sobre minhas roupas de trabalho, algumas leitoras puxaram mina orelha e cobraram mais looks. Entao aproveitei que estaba viajando e fotografei o que vesti para trabalhar em Paris (no dia a dia me Londres minhas manhas sao tao corridas que nunca da tempo nem lembro de ficar fotografando nada).

Blusa: Asos

Calca: Banana Republic

#CaraDeSono

#BaguncaNoQuarto

Adriana Miller
6 comentários
Página 1 de 2512345Última »