12
Nov
2007
Atenas dia 2
Escrito por Adriana Miller

No domingo nem precisa dizer que acordamos acabados… Soh acordamos mesmo faltando alguns minutes pro horario do Check out do hotel…

 A tentacao de voltar pra Acropolis foi grandes, mas nao queriamos cometer o memso erro da Russia, onde tudo girou em volta da Praca vermelha, e praticamente nao fizemos mais nada… heheheehh

Mas voltamos lah para aquela area, e fomos andando na Promenade, que eh o mais longo museu a ceu aberto da Europa (cerca de 3 km). Comemos o doughnout tipico Grego (uma delicia e bem mais leve que o americano) e como o tempo estava OTIMO paramos no meio da cominho, num café com umas mesinhas no jardim para tomar café da manha.

Os gregos, como todos os Europeus adoooooram um café. A bebida tipica da Grecia eh o “café frappe”, que eh como se fosse um milkshake de café (gelado). Eu sempre tive pavor de café gelado, mas fiquei numa saia justa sexta feira no escritorio, e acabei bebendo para nao pagar mico, e nao eh que esse da lah eh bom mesmo! Gente que delicia! Se vcs forem na Grecia, nao deixem de provar. Entao ficamos horas tirando o mofo no sol, sentados no jardim do café, tomando frappe e cercados por colunas, muralhas e templos Gregos.


De lah, continuamos andando e fomos ateh a Agora, que eh um parque arqueologico de onde era o mercado central da Atenas antiga. Nao sobrou quase nada, mas um dos templos principias (onde era ponto de encontro dos Filosofos) esta praticamente inteiro, e eh o templo mais bem conservado do “mundo grego” (que inclui todas as ilhas gregas, parte do sul da Italia, e as Ilhas de Malta e Chipre e oeste da Turquia), e lindo de morrer.

Passmos horas andando pelas ruinas, e sempre imaginando como deveria ter sido a vida naquela epoca, as guerras que aquele lugar jah presenciou, e desejando te ruma maquina do tempo (nos dois adoramos viajar na maionese nessas situacoes… um mais nerd que o outro). Andamos a Promenade ateh o final, e subimos o Filipoppou Hill, onde tem o monumento da Sphinx e uma vista incrivel da cidade toda, o Mediterraneo e a acrópolis.

Almocamos de novo da Sintagma Square, e ficamos batendo perna por lah. Ambos jah estavamos mortos a essa altura do campeonato, e era uma questao de horas para ir pro Aeroporto.


 - Reflexoes sobre a cidade/pais e dicas de viagem para Grecia:

No geral, os Gregos sao simpaticos. Conhecemos varias pessoas por lah, e todos nos trataram como se fossemos os convidados mais ilustres do mundo. Porem, no geral os Gregos sao bem mal educados. Os servicos sao pésimos, as pessoas jogam lixo no chao em tudo quanto eh canto, passam dando empurrao e nao pedem desculpa, no metro todo mundo se estapeia para entrar primeiro, sem esperar os outros sairem primeiro, e varios outros exemplos do tipo. Fiquei chocada com alguns comportamentos varias vezes.
O nosso hotel (King Jason) foi otimo custo/beneficio: limpo, central, barato, confortavel. Mas numa area bem esquisitinha… na verdade todo o centro de Atenas eh meio mal encarado. Muito cuidado com bolsa, relogio, maquina fotografica. No dia que saimos para jantar, uma das meninas da Moneygram tinha tido seu apartamento arrombado e assaltado na sexta a noite. Esse tipo de coisa, assim como para a maioría dos Brasileiros (que moram no Brasil) eh normal. Ser assaltado faz parte, e eles nem ligam mais. Mas se vc esta por lah passando ferias, cuidados com dinheiro, cartao de credito, passaporte etc. Se sair de noite, pegue um taxi para voltar para casa, pois andar na rua pode ser perigoso. E cuidado com os taxistas tambem. Eles sao famosos por darem golpes em turistas desavisados.
A comida eh maravilhosa! Nao deixe de provar os “pretzels” e os “doughnouts”  que vendem em barraquinhas nas ruas. Sao uma delicia.
Uma boa dica de almoco rapido, barato e delicioso sao os “souvlakis”, que sao uns wraps de pao pita, com salada, molho Tzatziki e carne. DELICIA! Tem tambem as saladas, queijo feta e um outro que tem um nome complicado mas parece queijo qualho, Moussaka (que eh tipo uma lasanha de vegetais), tabule, muita beringela na conserva, azeitonas etc. O fim de semana todo comemos como deuses!

Categorias: Dicas (Praticas!) de Viagem, Grecia, Viagens
9
12
Nov
2007
Atenas
Escrito por Adriana Miller

O Aaron acabou chegando em Atenas super tarde na sexta a noite, e soh achou o hotel as 3 da manha. Mas mesmo assim acordamos cedissimo no sabado para garantir que iamos ter tempo de fazer tudo!

O café da manha no hotel foi uma delicia e partimos direto para Acrópolis! O tempo tava meio esquisito, mas quando cegamos lah, meio que abriu um solzinho de novo. O melhor de tudo eh que estudante nao paga NADA em Atenas. A menina do caixa na Acrópolis me perguntou se eu era estudante, e puxei a carteirinha da Westminster meio como quem nao quer nada, ai o Aaron aproveitou e fez o memso com a carteirinha do curso de portugues dele. Ela olhou, olhou, e achei que ia nos dar um desconto, tipo uns 2 euros a menos no preco (sao 12 euros para subir no Partenon). Ai ela olhou para gente e disse: Eh de graca!
Nossa, melhor que isso soh dois disso! Passamos o dia todo dando carteiradas e nao pagamos nem um centavo em nenhum monumento, nenhum museu, nada!!


 

Pois bem, subimos a acrópolis, e assim que chegamos no topo, comecou uma ventania TAO sinistra que eu achei que as ruinas iam cair na nossa cabeca! Serio memso, vento do nivel de me fazer voar uns centímetros e de uivar entre as colunas. Podem reparar que todas as fotos ficaram meio tremidas, pq era imposivel segurar a camera, e cada vez que eu parava para tirar uma foto, o Aaron tinha que me segurar para eu nai sair voando! Uns minutos depois comecou a chover canivete. O chao de marmore tava escorregadio e resolvemos ir embora. Como foi de graca, decemos sem peso na conciencia e fomos nos refugiar no Museu Arqueologico.

O centro de Atenas eh relativamente pequeno, mas eu recomendaria comprar o passe diario do metro, que custa soh 3 euros, e vc pode viajar quntas vezes quiser o dia todo, e foi MUITO util!

Chegamos no museu e sacamos nossa carterinha de estudante de novo: Gratis! Mais 12 euros poupados!

O museu “bom” de atenas eh o museu da Acrópolis, mas estao construindo um museu novinho em folha, e estao atualmente trasportando todas as pecas de um predio pro outro, entao ambos (o novo e o velho) estao fechados. Uma pena. Mas fomos no Arqueologico assim mesmo. Nao eh dos melhores, mas tem umas coisas bem interessates. Muitas joias, precas “pre-historicas” e algunas esculturas.

O interesante eh que as pecas e esculturas gregas realmente interesantes foram ou destruidas nas inumeras guerras ao longo dos seculos, ou roubadas e por tanto expostas em outros paises. As poucas esculturas ainda expostas aquí foram quase todas encontradas em navios e barcos naufragados ao redor das ilhas, e portanto preservados ao longo do tempo.

Tive umas discussoes bem interesantes com o pessoal do trabalho sobre isso, e como o povo grego se sente em ver seu patrimonio historico e cultural depredado desse jeito. Uma das meninas me disse: imagina todo dia vc passar em frente ao Corcovado e ver  a estatua que eh o símbolo do seu pais caindo aos pedacos. Ai um dia vc vai no British Museum e a cabeca do Cristo esta lah, exporta como se fosse deles. Ai depoi vc vai no Louvre e a mao do Cristo esta lah exporta, como se fosse deles? Como vc acha que o povo Brasileiro ia se sentir?

Entendi muito bem. Lembro nitidamente como fiquei chocada a primiera vez que fui no British Museum e vi o Partenon praticamente todo lah, e alguns templos interirinhos, que foram saqueados, transportados e reconstuidos dentro do museu. Mas por outro lado, os curadores ingleses defendem que nao foram eles quem roubaram, ele compraram de um lord ingles e pagaram MUITO caro por aquelas pecas, logo eh deles.
O governo Grego tem tentado recuperar as estatuas e os templos ha 60 anos, sem sucesso, e o novo museu tem uma ala dedicada exclusimente a essas pecas, que ficarah completamente vazio (sabe-se lah por quantos anos) relembrando as pessoas que as pecas foram roubadas e estao exportas em outros paises, e pedindo aos turistas apoio para recebe-las de volta. Eu apoio!

Mas continuando nosso passeio!

Quanod saimos do museu, o tempo estava um pouco mais aberto, entao resolvemos voltar para Acrópolis! De graca, porque nao!?
O vento ainda estava cruel, mas abriu um solzinho e ficou otimo! Tiramos muitas fotos, vimos todos os templos, desejamos ter uma maquina do tempo, descemos no templo de Zeus e o arco de Adriano, e de lah fomos para Sintagma Square, que eh onde fica o Parlamento Grego, os famosos guardinhas com pon-pon no sapato. Almocamos “souvlaki”, que eh o fast food tipico da Grecia, andamos na rua principal vendo as modas e people watching.

No fim da tarde tive uma reuniao. O Diretor geral do escritorio de Atenas voltou de viagem e fui me encontrar com ele. Levei o Aaron comigo, coitado, mas fomos no bar do Hotel Hilton, que tem uma vista MA-RA-VI-LHO-SA da cidade anoitecendo e da Acropoli toda iluminada. A reuniao foi meio cascuda, ele eh super novo, e aparenta ser gente boa, mas temos tantos problemas no time dele, que tive que ser muito politica em todos os assuntos. E como estavamos num lugar publico, tivemos que ser muitio cuidadosos com algumas informacoes sobre a empresa e as pessoas. Mas sobrevivi!

A noite teve mais programacao! As meninas do escritorio nos convidadram para sair com os namorados e amigos delas sabado a noite, e lógicamente aceitamos sem pestanejar! Memso estando andando sem parar por 8 horas, e tendo dormido soh 4 horas!!

Comecamos a noite num restaurante fusion-Grego (oque signifca que eh uma comida tipica mais metida a besta) na area de Gazi. Tudo estava maravilloso. A comida grega eh bem saudavel, muitos vegetais, queijo feta, graos, etc. Um vinho branco tb maravilloso, e de sobremesa iogurte grego (que eh super grosso) com mel tb grego. Nao conseguia parar de comer!!!

 

De lah, fomos para area de bares e clubs de Atenas que fica entre Psiri e Paka, e acabamos num bar tb super legal. Depois varios outros amigos delas chegaram e foram todos super gente boa! Fiquei impresionada como os Gregos, no geral, falam ingles tao bem, sao to orgullosos de seu pais, e fazerm de TUDO para serem bons anfitrioes! Ficamos lah dancando musica pop-Grega ateh as 3 da manha! Eu queria continuar, mas o Aaron jah estava pedindo pinico coitado…

O resto das fotos esta AQUI!

Categorias: Grecia, Viagens
4
09
Nov
2007
Parakalo*
Escrito por Adriana Miller

* Por favor em grego. 1 das duas unicas palavras que sei falar em Grego…
Um post diretamente de Atenas… Cheguei aqui ontem, e o voo foi tranquilo. A aventura mesmo comecou quando cheguei aqui e tive que me virar pra pegar o metro sozinha. Mas tudo bem, me virei. Atenas se transformou nos ultimos anos, e depois das Olimpiadas tudo por aqui eh “tourist friendly” e quase tudo esta escrito em grego, e em caracteres romanos.

Meu hotel foi um achado, bem no centrao de Atenas, perto da Acropolis, e do lado do metro (hotel King Jason), porem demorei hoooras pra achar, quando sai da estacao e me dei conta que meu mapa era em ingles e as placas das ruas eram em Grego… Fui no olhometro e logicamente me perdi. Fui andando, andando e aos poucos fui me dando conta que devia estar perdida, as ruas ficando mais escuras e as pessoas mais mal encaradas. Ai eu me lembrei das dicas de seguranca que meu pai sempre me deu: NUNCA aparente estar perdida, e nunca ande pela calcada (ande pelo meio fio, assim, se vc vir alguem de mah pinta vindo do outro lado, vc atravessa a rua). Entao lah estava eu, perdida e andando no meio da rua. Vi um outro hotel de longe e entrei soh por via das duvidas pra tentar achar o meu. Quando finalmente cheguei aqui sa e salva, descobri que apesar da localizacao ser o PICO, eh um dos bairros mais perigosos de Atenas… Bem, mas mesmo assim, o custo beneficio vale a pena. Fica a dica.

Entao hoje de manha foi dia de trabalho. Um dos supervisores de marketing veio aqui me buscar e ficamos dando voltas pela cidade, visitando varios clientes. Nao soh foi otimo pq pude conhecer um pouco mais da empresa e do negocio em si, mas tambem tive uma oportunidade unica de ver um lado da cidade que nenhum guia turistico mostra.


Sugeira, poluicao, desordem, mendigos, prostitutas, drogados, e por ai vai. Mas foi legal. Bem legal mesmo. Uma bela de uma aula de historia, geografica e politica, pra me enterar um pouco mais da cultura Grega, e do que faz Atenas ser oque eh. Mas depois tambem fomos dirigindo mais pela parte boa da cidade, e sem querer soltei um gritinho quando viramos a esquina e demos de cara com a Acropolis, lah em cima, majestosa!

Zeeeeenti to na Grecia!

Mas se nao fosse por isso, me senti totalmente em casa. Atenas eh o Rio de Janeiro com letras estranhas nas placas de rua. Fiquei inpressionada! Nas coisas boa, e nas coisas ruins tambem.

O transito caotico, carros parados em fila dupla em tudo quanto eh esquina, ruas sujas e calcadas mal cuidadas. Pedintes nas esquinas, e meninos jogando agua no parabrisas dos carros em troca de dinheiro no sinal.

Serio, surreal. Se eu nao fosse descendente direta de portugueses, diria que o Brasil (ou pelo menos o Rio) foi colonizado por Gregos.

Mas nao quero dar uma ma impressao de Atenas. As partes boas tambem sao a cara do Rio. A regiao da orla, eh identica a Barra da Tijuca, com as lojas enormes com letreiros em ingles e Italiano. Predios baixos com apartamentos grandes e varandas maiores ainda. Juro que tive uns momentos de deja vu que jurava que estava no Jardim Oceanico e a qualquer minuto ia dar de cara com o Bibi Sucos. Lindo. Que saudade que me deu. De tudo. Das coisas boas e das coisas ruins tambem. E claro, o tempo. Sai de londres em pleno “inverno”, com chuva e frio, e aqui, em pleno novembro peguei um dia de sol maravilhoso e 26 graus!! Liguei pro Aaron e pedi pra ele trazer umas camisetas pra mim, pq meus casacos ficarao no fundo da mala.

De tarde foi no escritorio. Muitas reunioes, treinamentos e apresentacoes. O escritorio da Grecia eh pequeno (achoq ue sao soh umas 8 pessoas no total), e um time otimo, super animado e gente boa, mas que tem um gerente geral que eh um carrasco. O RH tem tido muito trabalho com ele, e nao ha ninguem que dure. Todo ano temos que trocar a equipe toda praticamente pq todo mundo pede demissao. Entao aqui estou eu, tentando dar solucoes e ajudar a galera.

 

Soh bombardeio e reclamacoes o dia todo. Aaargh! Os gregos sabem reclamar como ninguem. O povo pra conhecer tao bem seus direitos e reinvindicar oque merece. Mas foi otimo. Boa prova de fogo, e se eu realmente conseguir resolver os problemas desse escritorio, serei coroada! hahahahahahaha

Agora estou aqui. Esperando o Aaron chegar daqui a umas horas. Ouvindo a conversa de um Brasileiro aqui no Hotel (to na recepcao) que esta conversando com a namorada aos berros (achando que ninguem entende), e vou voltar pro meu quarto pra assitir a Rai uno, o unico canal que entendo. Jah assiti a versao Italiana do “Weekest link” e soh consegui acertar duas perguntas… Uma que era o Pele, e outra sobre culinaria… Heheheheh

Mas acho que vou acabar minha noite assistindo a CNN mesmo…

Amanha eh que vai ser bom! Turismo puro o dia todo! Mal posso esperar pra subir no Partenon, ir no museu arqueologico, estadio olimpico, templo de Zeus, etc, etc…

 

Categorias: Grecia, Trabalho, Viagens
4
23
May
2004
Corfu, Grecia. O paraiso eh aqui…
Escrito por Adriana Miller

Depois de 24 horas de viagem, finalmente chegamos em Corfu no domingo, por volta da 1 da tarde. A viagem, nao foi tao ruim como eu esperava. Tinha ouvido historias terriveis sobre esse tal ferry… Frio, imundice, desconforto… Mas pela Grecia vale a pena. Quando chegamos no porto de Ancona, nem acreditei… O nosso “ferry” era na verdade um mega cruseiro! Com direito a piscina, casino, boate, varios restaurante s e bares, e um cinema (em grego, mas valeu a intencao…). Claro que todos os planos sobre dormir a viagem toda foram abandonados imediatamente!! E ainda conhecemos um pessoal que tb estavam vindo p/ o Pink Palace, entao passamos a noite toda conversando, bebendo, jogando.

Chegar no Pink Palace, por si soh, jah eh uma experiencia sem igual… O albergue, que mais parece um resort eh todo rosa; a galera que trabalha aqui vem do mundo todo, e te tratam como se vc realmente fosse um hospede 5 estrelas. Enquanto alguma “hostess” te explica as regras do local, uma outra pessoa fica te servindo Ouzo cor de rosa (Ouzo eh uma bebida tipica grega, que tem um gosto e um cheiro horrivel de aniz!), com direito a ritual e tudo.

Depois que esta tudo acertado, e pago, uma outra hostess te leva p/ o quarto. A imagem que eu tinha de um dormitorio de albergue era totalmente diferente… Aqui, os quartos tem vista p/ o mar, ar condicionado, secador de cabelo. Alem disso as instalacoes do local incluem a praia (obvio!) a apenas alguns metros de distancia, um piscina aquecida, que na verdade eh uma jacuzzi tamanho familia, cafe da manha e jantar (muito bom por sinal), e entrada gratis no “Palladiun” que eh a boate da galera.

Oque impressiona mesmo aqui eh o clima, a atmosfera. A praia nao me surpreende nem um pouco (muitas pedras e uma agua congelante!!), e essa ilha em especial nao eh muito como eu esperava a ver na Grecia (as casinhas brancas com telhado azul…). Mas todo mundo que esta aqui veio com uma unica intencao: se divertir ateh nao poder mais. Todo mundo conversa com todo mundo, todo mundo vira seu melhor amigo em alguns segundos, e volta e meia, no meio de uma conversa, alguem solta um “oh my god, we are in Greece!” e todo mundo sorri, e grita e bate palmas… Muito bom.

Mas nem tudo eh perfeito. Na segunda noite, tive a infeliz ideia e me juntar com a galera na praia depois do “Palladiun”, e enquanto estava feliz e contente fzendo palhacadas na areia com a Adriana canadense, TCHIBUM! As duas cariam de cara na agua. O problema eh que aqui, entre a agua e a areia, existe uma grande quantidade de predras… Resultado: dois joelhos, cotovelo, ombro, barriga e mao direita terrivelmente danificados… Mas tudo bem, estou me virando assim mesmo, afinal, estou na Grecia. E apesar de que esse lugar eh cheio de escadas, subidas e descidas, sempre tem um cavalheiro que se oferece p/ me carregar pirambeira acima, e pirambeira abaixo… Heheheheh





Ah! E aqui tb tem um outro pequeno porem… A incrivel quantidade de Canadenses e Americanos! Nao que eu tenha alguma coisa contra, mas as vezes me sinto perdida numa ilha “somewhere between Canada and USA”… E jah estou de saco cheio da cara de surpresa das pessoas quando me perguntam da onde sou e respondo “BRASIL”… Mas geralmente eh uma surpresa boa…. Me preguntam sobre futebol, praia, carnaval e se eu sei sambar… E todos dizem: minha proxima viagem vai ser p/ o Brasil. Estava conversando com um Canadense e ele me perguntou qual time de futebol eu torcia no Rio, e quando respondi “Flamengo”, ele me surpreendeu com um “me too!” e disse a escalacao completa do time, e me deu uma atualizada sobre o campeonato Brasileiro. Legal. O Brasil definitivamente estah na moda.

E eu estou na Grecia! Uhuuuu!!

   

Hehehehehe

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...
Categorias: Grecia, Viagens
2