06
May
2004
Um loooongo fim de semana…
Escrito por Adriana Miller

Nesse fim de semana passei 38 horas em viagem…Começou as 8 horas da manhã de sábado e só acabou a meia noite de domingo…
No sábado fomos com a escola p/ as cidades de Asissi e Perugia.
Asissi é famosa por seu caráter religioso, pois foi aqui que São Francisco de Assis (Asissi = Assis) fez sua fama. Meus conhecimentos sobre os santos católicos não são muito profundos, portanto se alguém quiser contribuir será bem vindo!
A cidade é linda, bem no estilo medieval e cercada por uma muralha de pedra, pois o papa (em 1200 e alguma coisa) queria impedir que as peregrinações p/ a cidade fizessem com que ela crescesse mais do que devia. A principal igreja é a de San Francesco, e é linda! Toda pintada, de cima a baixo, contando fatos da vida de San francesco e algumas historias da Biblia. E essa igreja tb é famosa pq não se pode falar lá dentro. Nada, nadinha… nem cochichar no ouvido! E tinha um guardinha que ficava tomando conta e mandando todo mundo calar a boca. Aparentemente pq essa igreja é “exclusiva” p/ orações, então quando alguém abre a boca lá dentro, deverá ser exclusivamente p/ rezar. Mas não é bem assim que a banda toca não… Essa igreja parece uma filial catolica da Disneyland: a cada dois passo tem uma lojinha vendendo souvenir da San Francesco ou alguma cestinha pedindo doações…


Depois do almoço fomos p/ Perugia; Perugia é a capital da região da Umbria, e é muito conhecida por ter uma das universidades mais importantes da Itália, com excelência no ensino de Italiano p/ estrangeiros. Portanto a cidade é cheia de gente jove, de tudo quanto é parte d mundo! Mas o tempo virou completamente! Começou a chover torrencialmente (tive que comprar um guarda-chuva, pq não tava dando!),e a fazer muuuuito frio! Estava fazendo 5 graus!!! O vento gelado entrava por todas as frestas e costuras da roupa. Não agüentei, achei que ia pegar uma pneumonia, se lá…. entrei numa loja e comprei 3 blusas, e já sai de lá com elas (as 3) no corpo!
Portanto não conheci muito da cidade… passei quase a tarde toda num café, tomando chá de morango (muito chique!!!).
De lá mesmo pegamos um trem noturno p/ Veneza.

Os trens noturnos são a maneira mais comum (e mais barata) de se viajar pela Europa, e portanto são alvo fácil de ladrões, e vigaristas em geral. Não tivemos grandes problemas, tirando o fato de que a Adriana canadense ficou dando papo p/ um Italiano (que devia estar muito cheirado!) e disse p/ ele de onde nós vínhamos, e depois disso ele ficou me perseguindo pela estação gritando “Brasiu! Siu! Siu!”! Seria engraçado se eu realmente não tivesse ficado assustada, e se não estivesse quase morrendo congelada – logo, sem um pingo de bom humor!
A viagem em si foi tranqüila, mas o trem é extremamente desconfortável! As poltronas são em ângulo reto! 90 graus exatos! E no vagão que fomos, as poltronas eram uma de frente p/ a outra, mas o espaço entre elas deve ter sido feito p/ alguém cujas pernas são metade do comprimento das minhas, e p/ piorar o meu lugar era de frente p/ o Greg, que ficava muito sem graça e roxo de tão vermelho cada vez que eu dava uma joelhada nele! Então não deu nem p/ tentar me ajeitar…
Chegamos em Veneza as 5:30 da manhã, tomamos café na estação, e esperamos clarear.
Quando chegamos na praça San Marco, não tinha ninguém! Uma delicia! Foi muito antes dos trocentos milhões de turistas chegarem! Só nós e os pombos! Fizemos até um filminho no estilo “propaganda de perfume Chanel”, ou como nos filmes de romance, onde um casal apaixonado corre de encontro ao outro, e os pombos voam, eles se encontram, se beijam e são felizes p/ sempre… Hahahahahaha! Muito engraçado!


Não andamos de gôndola pq era absurdamente caro! Em vez disso pegamos um “Vaporetto”, que é o transporte publico de Veneza, e é quase a mesma coisa; e de quebra ainda conhecemos um Australiano maravilhoso, mas que infelizmente estava indo embora p/ Roma.
Passamos o dia todo andando pelas ruazinhas e canais, nos perdendo e no achando. Um sonho… Conhecemos um monte de gente nas ruas, e tomando sol nas praças.
É engraçado como as pessoas de todas as partes do mundo ficam mais amigáveis quando estão viajando. Todo mundo vira seu melhor amigo em 5 minutos. Conhecemos um Canadense, filho de espanhóis que tinha acabado de voltar de Valencia (Espanha), e disse que a cidade é linda, um sonho, e que eu sou uma pessoa muito sortuda por ter escolhido estudar lá por um ano! Uhuuu!
Depois, quando não agüentávamos mais andar, pegamos o trem de volta p/ casa. Como se não bastasse, quando chegamos na estação onde devíamos fazer a “baldeação” p/ Castelraimondo, a porta do vagão onde estávamos não funcionava, e não conseguimos descer! Tivemos que descer na estação seguinte e ligar p/ alguém da escola ir buscar a gente!

Ah! P/ compensar a ultima viagem, eu tirei zilhões de fotos!!! E recebi mais algumas fotos-doação de Firenze.

 

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...
Categorias: Assisi, Perugia, Veneza, Viagens, Viagens pela Italia
4