01 Jun 2011
21 comentários

T.V. EveryWhere: Trekking no Annapurna (parte 3 e final!)

Annapurna, Nepal, Pokhara, T.V. EveryWhere, Viagens

Aqui estão os ultimos dias do trekking e algumas cenas de Pokhara.

E aprendi a colocar legenda nos videos (continuo na filosofia “editando e aprendendo”…) entao mesmo quem nao fala Ingles pode entender as partes narradas pelo Aaron.

E esse video encerra de vez a serie de posts sobre o Nepal!

Adriana Miller
21 comentários
31 May 2011
13 comentários

Kathmandu

Kathmandu, Nepal, Viagens

Nós nao demos sorte mesmo com Kathmandu!

Eu estava louca pra conhecer a cidade e fiz altos planejamentos de tudo que daria pra ver por la, antes e depois do Annapurna.

Entao ha meses atras quando comecamos a dar forma no planejamento, pensar quanto tempo seria necessario em cada lugar, dias, passagens, reservas e afins, eu cheguei a conclusao que em 2 dias coseguiriamos cobrir toda a parte “turistica” interessante da cidade.

Pois bem. Mas no dia em que chegamos no Nepal, tudo deu errado… nosso voo atrasou e acabamos perdendo a manha toda. Depois rolou o maior estresse com os bancos eletronicos da cidade todos fechados, nossos cartoes de saque bloqueados, etc, etc… e tudo isso coroado com um temporal de fim de tarde de fazer os Himalaias tremer!

Entao pelo menos sabiamos que no nosso ultimo dia no Nepal, teriamos mais um dia quase inteiro totalmente dedicado a Kathmandu. Se eu ja queria conhecer a cidade antes de chegar no Nepal, depois de 10 dias por la entao, a vontade soh aumentou!

Entao quando voltamos do trekking, tivemos mais um dia em Pokhara e reorganizamos nosso roteiro de maneira que pudessesmos chegar em Kathmandu o mais cedo possivel.

Estava tudo correndo as mil maravilhas,( apesar da viagem de onibus de 6 horas que comecou as 6 da manha) ate que bem na entradinha da cidade o transito parou.

Mas parou mesmo!

A confusao era TANTA, os carros, caminhoes, carrocas, vacas, cavalos, bicicletas e lambretas vinham de todas as direcoes possiveis e imaginaiveis e mal dava pra saber em qual “mao” da Estrada cada um deveria estar naquele momento.

E assim permanecemos. POR 4 HORAS!!!

Foram mais de 3 horas PARADOS sem sair um centimetro no transito. Sem saber oque estava acontecendo (isso foi no dia seguinte da morte do Bin Laden, entao a imaginacao estava fertil!) e com um calor infernal!

Eu sentia tanta, raiva, mas tanta raiva!!! Como se alguem estivesse tentando estragar minha ultima chance de ver Kathmandu de proposito! 

Entao a viagem que era pra ter acabado antes do meio dia, na verdade acabou depois das 4 da tarde…

Largamos tudo no albergue e da mesma maneira que chegamos, saimos correndo em direcao a praca Durbar, que eh a area historica no centro da cidade.

Se voce só puder conhecer um unico lugar em Kathmandu, que seja a praça Durbar! Enão foi isso que fizemos!

A praca Durbar eh onde ficam os principais templos de kathmandu, assim como o antigo Palacio Real.

A praca tem de tudo que eh mais caotico no Nepal – eh confuso, eh poluido, eh sujo, eh lotado de gente… mas ao mesmo tempo eh um lugar fascinante, com dezenas de templos, estatuas de deuses Hindus, lojas, jardins e palacios, todos com uma arquitetura maravilhosa!

Nem a chuva que comecou a cair bem quando chegamos la nao atrapalhou nosso passeio!

Fomos a cada templo, tiramos fotos de cada escultura… que aliaias sao muitas! Cada porta, cada pilastra e cada parede nos templos eh intrinsecamente detalhada e entalhada.

Na Praca Durbar de Kathmandu (outras cidades grandes no Nepal tambem tem pracas com o mesmo nome) os templos pricipais sao:

Kumari Bahal – A casa da Deusa viva, onde uma menina (de verdade!!) foi escolhida na comunidade local para representar uma Deusa, e entao ela vive ali no templo, onde fieis de todo pais vao ate o templo para adora-la.

Kastha Mandap e Maru Ganesh. O templo Kasthamandap, foi contruido no seculo 16 pelo Rei Laxmi Narsingha Malla usando o tronco de uma unica arvore e supostamente eh o templo de deu o nome a cidade de Kathmandu.

Mas a parte de Kathmandu onde realmente passamos nosso tempo foi em Thamel.

Thamel eh o centro turistao dos mochileiros e alpinistas no Nepal, e 9 entre 10 hoteis, agencias de viagem, restaurants e afins estao em Thamel.

As ruas do bairro tem aquela poluicao visual que soh a Asia sabe fazer (adoro!), com ruas sem asfalto e sem calcada… mas nao tem erro! Nao sabe onde se hospedar? Thamel! Nao sabe onde sair pra comer? Thamel! Nao sabe onde achar uma agencia pra fazer trekking ou uma lojinha pra comprar um equipamento de ultima hora? THAMEL!!

Aliais, compras em Thamel merece um capitulo a parte!

Eu sempre ouvi falar que realmente as cosias no Nepal era muito baratas, e de otima qualidade. Quantos guias, blogs e foruns eu nao li que recomendavam pegar um aviao com a roupa do corpo e comprar TUDo que voce precisa pra sua escalada pelas ruas de Thamel, mas nunca pensei que fosse tao verdade!!

A melhor parte? Tudo verdadeiro!

Fizemos uma investigacao a fundo, e ate mesmo saites especializados em montanhismo confirmam que as marcas e o governo Nepales subsidiam lojas de material esportivo no pais, justamente pra aquecer a economia e incentivar o turismo nas montanhas.

Entao por exemplo, eu comprei uma mochila nova enquanto estava la, e comprei uma mochila de 70 litros da North Face que estava de olho h seculos, e que em Londres custa cerca de 200 dolares e eu comprei por 30 dolares!! E o Aaron comprou uma calca nova de Gore-Tex da North Face (que aqui custa 200 libras) por 50 doalres! E soh nao compramos mais coisa porque realmente nao precisavamos de mais nada…

Mas se equipamento esportivo/mochileiro nao eh sua area, oque nao falta em Thamel sao outras lojinhas com tudo que se pode imaginar!

Comprei presentes de Natal pra familia toda (objetos de decoracao, chas) e muita prata! As joias de prata Nepalesas sao deslumbrantes e ridiculamente baratas! Eu me arrependi foi d enao ter comprado mais, porque os aneis, pulseiras e colares que comprei pra minha mae, irma, sogra e cunhada provavelmente nunca mais vao sair da minha gaveta…

Adriana Miller
13 comentários
31 May 2011
3 comentários

Pokhara

Nepal, Pokhara, Viagens

A nossa chegada no Nepal foi meio conturbada, e mal tiveos tempo de aproveitar nosso primeiro dia no pais por causa do tempo feio em Kathmandu.

Então, apesar de longa, a viagem entre Kathmandu e Pokhara foi o Limbo que nos levou ao Paraiso!

Foram 6 horas interminaveis num onibus apertado e sem ar condicionado e em estradas cheias de curvas… mas a medida que íamos entrando nas montanhas, a paisagem ia mudando e eu até esquecia das buzinas, curvas, e musica alta…

Pokhara não decepionou e de cara vimos porque a cidade é considerada o “Eldorado” dos mochileiros e Alpinistas: Pokhara serve de base para todas as trilhas na região do Annapurna e fica perfeitamente localizada no centro das montanhas, com vistas privilegiadas da cadeia de picos, e com um lago no meio da cidade. E pra completar a cena, bem no meio do lado tem uma ilhazinha com um templo Budista!

No total, tivemos menos de 1 dia na cidade (na verdade tivemos dois 1/2 dias), que em termos praticos é mais que suficiente pra ver tudo que tem pra ver, mas por outro lado Pokhara é uma daquelas cidades que voce tem que esquecer os pontos turisticos, e apenas sentar, relaxar a absorver a atmosfera.

Se em apenas algumas horas de Nepal em Kathmandu nós já tinhamos nos apaixonado pelo clima de paz do pais, Pokhara elevou essa sensação exponencialmente!

Pra começar que a cidade é bem mas tranquila que Kathamandu, sem o transito caotico e a poluição sufocante, e por causa do lago, tem aquele climinha de cidade balnearia… de ferias…

A rua principal tem um ar de “Rua das Pedras” (Buzios) misturada com “Koh San Road” (Thailandia), cheia de lojinhas, bares com a vista pro lago, hoteis, albergues, lojas de masagem (que caiu muito bem depois da viagem de onibus!) e de tudo que turistas precisam pra relaxar antes do trekking (ou “voltar” pra civilização depois).

E aliais, esse é o assunto numero 1 da cidade! Qualquer pessoa que voce bate papo, o assunto é sempre o mesmo: já foi? tá indo? qual trilha? quanto tempo? Primeira vez no Annapurna? 17º vez?!?!

O lago é a atração principal e é impossivel não querer sentar na beirada o dia todo com um cha na mão…

Mas ainda assim aproveitamos nosso tempo pra pegar um dos barquinhos e ir conhecer o templo na ilha central…

E depois ainda fomos no alto da montnha que cerca o lago pra cohecer o Templo Budista-Tibetano que é uma especie de “Cristo Redentor” de Pokhara, de onde conseguimos ver todo o lago, a cidade e as montanhas no fundo da paisagem!

Nas duas noites que passamos na cidade (antes e depois do trekking) nós ficamos hospedados no hotel View Point, que fica na beirada do lago, super confortavel, com agua quente (com super pressão), internet wifi de graça e uma comida deliciosa! Recomendo!

Adriana Miller
3 comentários
Página 1 de 712345Última »