01
Aug
2009
Curiosidades da Republica Checa
Escrito por Adriana Miller

Apesar de que meu conhecimento do pais e da cultura sejam limtados, conheco muitos Checos e Eslovacos aqui em Londres, e li bastante a respeito da historia e cultura do pais. Alem disso, algumas cosias podem ser observadas em varios dos paises da Europa do leste-central.

Pra comecar, uma das primeiras coisas que me chamaram atencao em Praga foram os Marionetes e os teatros e “shows” de Marionetes. Apesar de que a “arte” de fazer e “animar” marionetes nao eh Checa, eles realmente sao o pais que mais valoriza essa forma de interpretacao, e os bonecos fazem parte de sua historia, politca e cultura. Sao centenas de lojas vendendo marionetes dos mais variados tamanhos e formatos, mas principalmente com bruxas e o gato de botas (que cheguei a achar que fosse uma historia Checa, mas pelo que li, na verdade eh uma historia Francesa…).

Chegamos a assistir um mini-show numa das lojas de souvenir onde o proprio vendedor, tentando chamar atencao dos turistas, comandava o marionete com tanta desenvoltura dancando hip-hop, break dancing e Michael Jackson com direot a moon walking e tudo mais!! Fiquei muito impressionada… uma pena que nao deu pra fazer um filminho…

O “Ouro liquido” eh outro dos mitos e cliches usados ao se falar de Praga e da Republica Checa! Apesar de nao ser apreciadora de cerveja, dizem os experts que a cerveja Checa eh uma das melhores do mundo, e que foi lah que algumas marcas mundialmente consagradas foram criadas, como a Budwiser e a Pilsen. Alem disso, dizem que a Republica Checa eh dona do recorde de maior consumo de litros de cerveja per capita do mundo!

Apesar de que outros paises do mundo tem um consumo absoluto maior, a populacao Checa tem um maior consumo por cabeca!

Uma outra “fama” que se soma a fama de boas cervejas eh a beleza da populacao, principalmente das mulheres. Lindas, loiras e altas nao fogem a regra do padrao Leste-Europeu de beleza. E realmente eh facilimo achar meninas lindas, e toda a regiao eh grande “exportadora” de top models, mas nao consigo assimilar o “fashion sense” da populacao! Engracado que quando fui a Eslovaquia achei (e escrevi aqui no blog) a mesma coisa!

Eh um festival de calcas coladissimas, jaqueta jeans com ombreiras (se bem que agora essa vibe anos 80 voltou, neh?), saltos altissimos e finissimos se equilibrando nas calcadas de pedras… E pra completar um fenomeno inexplicavel! Os cabelos!

Assim como 8 entre 10 mulheres latinas querem pintar os cabelos de loiro, 8 entre 10 eslavas querem pintar o cabelo de castanho, ou qualquer outra cor escura! E assim como vemos muitas brasileiras (e Italianas, Espanholas, Portuguesas, Maxicanas, etc) por ai desfilando com cabelos amarelos de gosto duvidoso, tambem vemos uma infinidade de Checas (e Polonesas, e Eslavas, e Lituanias, etc) de cabelos amarronzados e avermelhados.

E ai eh que esta o detalhe principal! Os tons de cabelo sao um caso a parte! E ateh mesmo o Aaron fez o comentrio de que aquele tom especifico de vermelho-arroxeado soh deve ser vendido no Leste Europeu! Porque soh aqui se veem meninas com cabelos assim (ou em qualquer lugar para qual elas imigram…).

A cidade dos 100 pinaculos: Uma das famas de Praga eh ser a cidade dos cem Pinaculos, apesar de que hoje em dia jah se contabilizam 500! A fama se mostra realidade ao ver a cidade do alto de alguma de suas torres (eh possivel subir na torro do relogio Astronomico e na torre leste da ponte Carlos), e muitos dos predios historicos e as dezenas de igrejas espalhadas, todas sao decoradas com pinaculos no alto de suas torres.

As fotos tiradas pelo Aaron estao AQUI

Categorias: Republica Checa, Viagens
9
30
Jul
2009
Hradčany – Distrito do Castelo de Praga
Escrito por Adriana Miller

Uma das cosia mais legais de viajar pela Europa sao os castelos. Por algum motivo eu sou absolutamente fascinada por castelos. Provavelmente por culpa da Disney e contos de fada em geral, e ao ver um castelo de “verdade” eh impossivel nao imaginar como seria a vida ali, as batalhas, intrigas, festas e bailes que jah aconteceram.

Alguns sao bem simples, outros sao super suntuosos. Alguns sao “apenas” palacios, outros sao fortalezas medievais. E provavelmente nao existe outro lugar no mundo que seja como a Europa, com tantos castelos e palacios espalhados para todos os gostos. E como nao podia deixar de ser, muitas das cidades Europeias cresceram justamente por estarem em volta de um castelo.

Em Praga nao podia ser diferente, e alem de ser o principal cartao postal da cidade (junto com a Ponte Carlos), tambem foi, durante muitos seculos, o epicentro da politica, religiao e economia Checa.

A diferenca do Castelo de Praga (Pražský Hrad) a outros castelos Europeus, eh que o castelo eh na verdade um “complexo” de edificios, palacios e Igrejas, que todos juntos, formam o perfil da cidade, em cima da colina de Hradcany.

Formado por cerca de 7 ‘estruturas’, o castelo de Praga foi construido para ser a sede do reino/imperio e hoje em dia eh a sede do governo da Republica Checa.

Entre suas principais atracoes estao a imponente Catedral de Sao Vitus, que na verdade eh o edicicil que dah ao compelxo sua cara de “castelo”, com suas torres e colunas que chegam a 50 metros, e tambem eh considerada a principal e mais importante catedral em todo pais.




Sua contrucao comecou no seculo 14, mas soh foi considerada totalmente contruida jah no seculo 20, quase 500 anos depois. A estrutura principal eh toda medieval, mas a decoracao e o estilo inerno sao uma mistura de Renacenca e Barroco.

Eh aqui dentro da Catedral de Sao Vitus que os reis e imperados Checos foram coroados, e aqui tambem que estao os tumulos de varios reis, incluindo do Rei Carlos IV (o memso da ponte).

A primeira coisa que vc repara quando entra na catedral eh o tamanho monumental. Os arquitetos que desenvolveram o plano da contrucao medieval, queriam contruir algo que fosse tao monumental que pudesse “desconcertar” os fies que etrassem ai. E realmente, o vao central da catedral tem um teto TAO alto, que a sua primeira recao eh de perder um pouco suas “bounderies”, com a luz do sol entrando pelos vitrais coloridos crindo sombras como se vc tivesse voando.




Parece meio balela, neh? Mas eh assim mesmo. Eh muito comum ao ler nas descricoes de Igrejas pela Europa que a “intencao” era justamente criar esse estado de “choque”, para que a populacao assimilasse o poder de Deus e a realeza sobre os “mortais”.




Dentro da catedral extsiem um zilhao de detalhes, vitrais, pequenas capelas e mausoleus cheios de significados, e eh lah dentro tambem que estao guardadas as joias reais Checas, trancafiadas numa capela que tem 7 cadeados, e soh pode ser aberto quando todas as chaves sao usadas ao memso tempo. Os “guardioes” das chaves sao considerados as sete pessoas mais importantes do pais, incluindo o presidente e o primeiro ministro!

A peca principal do acervo eh a Coroa Venceslau, usada na coroacao de Reis e Imperadores Checos. Diz a lenda que que se alguem for coroado injustamente (ou seja, sem merecer ser rei genuinamente) sera amaldicoado e morrerah de forma violenta em menos de 1 ano! Varios reis morreram assim…




As outras areas do palacio sao ocupadas por edificos oficiais ainda em uso pelo Presidente do pais e etc, incluindo o Antigo palacio real, a basilica de Sao Jorge, O convento de Sao Jorge, e a Rua de Ouro (Golden Lane – Zlatá ulička), onde na idade media ficavam os workshops dos ouriveis, em ruazinhas minusculas, e casinhas coloridas. Recentemente a area tambem ficou famosa pois foi ali que Fraz Kafta morou por algum tempo.



Tambem vale muito a pena passear pelas ruazinhas do bairro, que eh igualmente charmoso ao lado leste da cidade.
Porem como por muitos anos a Ponte Carlos era a unica passagem entre as duas margens do rio, e essa passagem era controlada, apenas as classes “privilegiadas” podiam morar por ali, portanto a arquitetura do bairro eh ainda mais maravilhosa, com casas super decoradas, jardins floridos por todos os lados, e uma vista de toda cidade simplesmente perfeita!

 

Categorias: Republica Checa, Viagens
9
29
Jul
2009
Bodas de papel
Escrito por Adriana Miller

O “motivo” principal de nossa viagem (como se precisassemos disso…) foi nosso primeiro aniversario de casamento, e bla bla bla que jah falei em outro post ai em baixo.
A viagem na verdade voi toda planejada por mim, que comprei tudo como presente de dia dos Namorados – que aqui acontece no dia do meu aniversaio, entao sempre acabo ganhando presentinhos, surpresas e afins mas sou folgada pacas e nunca faco nada (afinal, eh meu aniversario!). Mas esse ano foram varios fatores juntos, e achei que uma viagem que beneficiasse nos dois, na comemoracao de 1 ano de casados seria uma boa surpresa!

Ateh que na quinta a noite, enquanto terminava de fazer minha mala, percebi que ele tava tentando, disfarcadamente, espiar minha mala. E acabou me pedindo que levasse uma roupa mais arrumadinha pra sair sabado a noite. Como sei bem da fama de festeira de Praga, achei que provavelmente iriamos para alguma cervejaria, boate ou afins. E entao ele frisou que era arrumada meeeeesmo. Entao tah.

No sabado de manha, enquanto passeavamos pela Ponte Carlos eu comecei a tirar fotos da margem do rio e entao reparei que tinham dois restaurantes ali. Como o Aaron eh o pior “guardador” de segredos do mundo, confessou que tinha preparado umas surpresas! Uma delas era uma reserva pra jantar em um daqueles restaurantes!
Passou o dia todo num suspense, e encerramos o dia relativamente cedo, pra dar tempo de voltar pro hotel, se arrumar e enfim.



Lah fomos nos pro restaurante Kampapark, na margem oeste do Rio Vltva. A vista deslumbrante, o restaurante lindo e o menu maravilhoso. E entao resolvi sair pra tirar fotos do por do sol com chuva (arco iris sobre a Ponte Carlos! Pena que a foto nao saiu tao boa assim….) e quanto voltei tinha uma surpresa me esperando em cima do prato!!

Tenho ou nao tenho o marido mais romantico do planeta?! Um par de brincos LINDOS, e por coincidencia, uns dias antes perdi um dos lados do meu par de argolas preferido!
Nao sei como nao tinha desconfiado que mesmo com um chuvisco chato no caminho do restaurante ele se recusou a guardar a camera dentro da mochila!…! O pacote estava lah!!



A noite toda nao poderia ter sido melhor, mais romantica ou mais bonita.
Fomos literalmente os ultimos a sair do restaurante, batendo altos papos, bebendo Cosmopolitans e dando gargalhadas.


Voltamos andando pela centro da cidade, tentando tirar fotos de nos mesmos (pra lembrar do dia for ever!), conversando com estranhos e planejando os proximos (MUITOS) anos de nossas vidas juntos!

Categorias: Casamento, Pessoal, Republica Checa, Viagens
26
29
Jul
2009
Descobrindo Praga
Escrito por Adriana Miller

Uma das coisas que eu mais gosto de fazer quanto estou planejando uma viagem eh ;ler muito a respeito do lugar, sua cultura e sua historia. E apesar de nao ter tido muito tempo de fazer o mesmo antes da viagem a Praga, eh impossivel nao sentir arrepios ao ler cada linha do capitulo “Historia” do livrinho de viagem…

Sendo um pais que eh estrategicamente localizado no centro da Europa, A Republica Checa jah viu de um tudo por ai. Jah foi atacada, dominada, destruida, governada, etc por uma inifidade de racas, imperios, reis e ditadores.

Comecando por sua historia milenar, do estabelecimento da “divisao” das margens do Rio Vltava por tribos Eslavadas nomades inimigas, e passando pelo dominio do Principe Venceslau (que “mitologia” Boemia acabou virando o santo padroeiro da Republica Checa) e dos “anos dourados” do Rei Carlos IV ateh a mais recente caida do Imperio Habsburg em 1918, a ocupacao pelos Nazistas em 1938, a criacao da Checoeslovaquia e sua posterior queda durante a sangrenta “revolucao de Veludo” em 1993 e a entrada para a Comunidade Europeia em 2004. Pra quem gosta de historia (EU!) Praga eh um prato cheio!

Entao comecamos nosso fim de semana pela Praca Venceslau (Vaclavske Namesti), que na verdade eh uma enorme avenida, com um canteiro largo cheio de flores, com o Museu Nacional e a Opera de Praga bem ao fundo. A Atracao principal da “praca” (alem dos inumeros hoteis, lojas e restaurantes) eh a estatua de Sao Venceslau a cavalo, que foi assasinado por seu irmao, ha mais de mil anos atras.





Essa mesma praca eh o principal cenario politico de Praga, comportanto cerca de 40.000 pessoas, e foi aqui que o mundo assistiu eventos como a “Primavera” de Praga” e a “Revolucao de Veludo” em manifestacoes anti-comunismo.

Seguindo o boulevard, chegamos ao centro historico de Praga, na famosa Praca da Cidade Antiga (Staromestske Namesti), que ha cerca de 6 seculos atras era a area principal da cidade. A Praca eh enorme e eh cercada por predios barrocos, Romanescos e goticos, alem das famosas igrejas Sao Nicolaus e Nossa Senhora de Tyn, e o “cartao” postal de Praga, o antigo predio da Prefeitura e o relogio Astronomico!






O relogio Astronomico (Praha Orloj) eh uma atracao a parte! Foi inicialmente contruido no seculo 15, e eh composto por 3 partes: O ponteiro Astrologico, que representa a posicao do sol e da lua (com a Terra ao centro, pois na epoca que foi contruido, ainda se acreditava que a terra era o centro do universo!), os Apostolos e um calendario astrologico/zodiaco representando os meses do ano.




Toda hora, na virada da hora, uma multidao se aglomera em frente ao relogio pra assistir a “danca dos apostolos” onde a caveira que representa a “morte” se mexe e puxa uma cordinha, que soa os sinos da torre, uma portinha de abre e as estatuas dos apostolos entram e saem do predio, representando o fim do mundo.

O “espetaculo” em si, eh beeeem decepcionante, e nao dura mais que alguns segundos, mas jha que por coincidencia estavamos lah, resolvemos esperar pra ver.

Esse relogio eh cercado um dezenas de mitos e historias, inclusive que o Rei mandou arrancarem os olhos do contrutor (Jan Taborský) para que ele nunca mais pudesse construir nada tao bonito em nenhum outro lugar do mundo. O problema eh que ele morreu logo depois, e o relogio paraou de funcionar, e permaneceu parado ateh 1866. Depois o Orloj sofreu danos novamente em 1945 durante um dos ataques nazistas a cidade.

Eu me surpreendi com o quao “baixo” o relogio eh! Achei que estaria lah em cima, no topo da torre, mas na verdade ele eh bem perto do chao, bem visivel aos olhos (principalmente de pessoas ceguetas como eu) e impossivel parar de tirar fotos!!

De lah seguimos pra Ponte Carlos (Karlův most), que eh o outro cartao postal da cidade!

O inicio de sua contrucao foi em 1357, por ordem do Rei Carlos IV e soh foi concluida quase 200 anos depois! A ponte foi contruida em pedra macica, e eh considerada uma das melhores estruturas Goticas do mundo. A ponte liga o Castelo a  praca da cidade antiga e eh decorada com cerca de 30 estatuas Barrocas, e por torres protetoras dos dois lados.





Pro nosso azar, a ponte estava parcialmente em obras e LO-TA-DA o tempo todo! foi dificil conseguir tirar boas fotos…

De lah resolvemos nao cruzar a ponte para subir ao castelo, pois a bateria da minha camera estava quase acabando!!!

Entao fomos andando ateh o bairro judeu (Josefov). Que fica do laso leste da cidade, conectado a Praca da Cidade antiga pela rua Pariska. Essa parte da cidade hoje em dia eh conhecida como “pequena Paris” por ter alguns dos predios mais bonitos de Praga, e por hospedar a rua mais cara da cidade. Inicialmente os Judeus em Praga eram isolados no “gueto Judeu”, que era um bairro amuralhado, os separando do resto da populacao. Ateh que o Imperador Joseph II decretou o “tratado da Tolerancia” e permitiu, oficialmente, que os Judeus desenvolvessem o bairro.


Durante a dominacao Nazista, o bairro foi novamente quase totalmente destruido, sobrando apenas 6 sinagogas e o cemiterio Judeu, onde os Nazistas trouxeram pecas e relicarios de toda Europa e onde plenajaram construir um museu da “raca extinta” (que gracas a deus nunca aconteceu!). E eh lah tambem que nasceu e morou Franz Kafka, um dos Checos mais ilustres da historia recente do pais.

Nos demos azar que acabamos indo pro Josefov em pleno sabado a tarde, e tudo estava fechado! Entao nao pudemos entrar no museu e na antiga prefeitura Judaica, que dizem ter um dos maiores emais bonitos acervos da cultura judaica do mundo!



Mas mesmo assim, o Cemiterio Judaico eh outra atracao do bairro, com suas tumbas “desorganizadas” que datam ha mais de 500 anos!

Pra terminar nosso dia, fomos beirando o Rio em direcao a parte moderna da cidade (Nové Město), mas que na verdade foi fundanda em 1348 por Charles IV por fora dos muros da antiga cidade. Na verdade a “cidade nova” eh quase tao antiga quanto o resto da cidade, mas oque me surpreendeu foi a quantidade infinita de predios e estruturas lindas, uma ao lado da outra.

O ponto alto do bairro eh a polemica “casa dancante” (ou “casa bebada”, que eh mais de acordo com a fama festeira da cidade), que eh um predio de arquitetura Art-neveau e neo-gotico que foi originalmente nomeada em homenagem a Fre Asteire e Ginger Rogers, por paracer com um casal dancando. Os planos originais eram para um centro cultural (e soh assim foi aprovado), mas hoje em dia virou um predio comercial e abriga varias multinacionais…



E dai pra frente, paramos os passeios turisticos (e o dia jah tinha acabado!) para nos preparar e arrumar pra comemoracao do nosso aniversario de namoro, que o Aaron tinha preparado uma super surpresa!!

 

Categorias: Republica Checa, Viagens
13
27
Jul
2009
Praga – Dia 1
Escrito por Adriana Miller

Bem, vou comecar o post assumindo o quanto eu fiquei impressionada com Praga! Sempre ouvi falar que era uma cidade linda, a “Paris do Leste”, a “joia da coroa”, etc, etc, mas nunca imaginei que de fato fosse TAO linda! TUDO.

Qualquer lado que vc olhasse, era um detalhe, um predio, uma viela, uma praca, uma estatua… Como se a cidade nem sequer fosse de verdade… Uma cidade pre-fabricada pra atrais turistas.

O nosso voo na sexta feira esta atrasado, e acabamos chegando bem mais tarde doque tinhamos planejado, entao nao deu pra aproveitar muito o dia, mas assim que chegamos fomos direto pro Centro da cidade e conseguimos pegar os ultimos raios do por do sol.



Um dos motivos da cidade ser tao bonita eh por ter sido uma das poucas capitais do leste europeu a nao ser bombardeada durante a 2a Guerra Mundial, entao nao foi “reconstruida”. Tudo que se ve por lah, eh original, e sao varios estilos se intercalando, se somando, a medida que a historia e os anos foram passando. Sao predios e estruturas goticas, ao lado de outra coisas neo-classico, mais alguns detalhes barrocos, etc. Casinhas coloridas lado a lado, arcos e ruelas de tirar o folego.

Hoje em dia eh dificil ir a algum lugar que de fato me deixe suspirando, mas Praga foi tudo isso e muito mais!

Hoje em dia, depois de mais de 40 anos sob dominio Sovietico, e mais outros 20 de “liberdade” capitalista, Praga retomou seu trono como uma das cidades mais visitadas e admiradas no velho continente.

E essa fama toda eh o resultado nao soh da beleza da cidade, mas tambem por sua “fama” de cidade festeira! Sao uma inifnadade de restaurantes, bares, boates e cervejarias que animam a cidade ateh altas horas, e atraem hordas de mochileiros e “despedidas de solteiros” pra cidade.

Mas nem mesmo a infinidade de grupos de marmanjos bebados pelas ruas, nao estragam a clima de conto de fadas Bohemio da cidade, que jah foi capital do Imperio Romano, capital do Imperio Habsburg, da Republica da Checo-Eslovaquia, territorio Nazista da Boemia e Moravia, capital da Republica Comunista da Checo-Eslovaquia e finalmente, a capital da Republica Democratica Checa!

Nossa primeira noite foi de puro encantamento, correndo pela cidade tentando tirar fotos do por do sol, e de puro embasbacamento…




Assistimos o por do sol mais romantico do mundo, com direito a ceu cor-de-rosa com o castelo de Praga e a Ponte Carlos ao fundo, curtindo a noite de vento quente de verao, sentados na varanda de uma cervejaria bebendo o “ouro liquido” (Cerveja Boemia) e curtindo as mordomias do hotel!

Nos voamos Londres-Praga com a Sky Europe (low cost que serve quase todo leste Europeu, e que tem altas promocoes) e nos hospedamos no Sheraton Charles Square, entre a Praca Carlos e a Praca Venceslau.

A maneira perfeita de comemorar um ano perfeito!

Enquanto os outros posts nao veem, as fotos estao AQUI

 

Categorias: Pessoal, Republica Checa, Viagens
21
22
Jul
2009
Republica Checa
Escrito por Adriana Miller

Esse fim de semana comemoramos 1 ano de casamento! Como o tempo voou! Parece que foi ontem que tivemos que sair do pais correndo ateh a Argentina pra evitar a deportacao do Aaron… (tenho ataques de panico toda vez que lembro da sensacao daquele dia… cruzes!), e enfim o grande dia! Foi tudo que eu sempre imaginei, e muito, muito mais!

A comemoracao de nossas “bodas de papel” tinha que ser em grande estilo, entao o destino escolhido foi Praga, na Republica Checa, por alguns motivos:

- Primeiro porque eh um dos poucos paises da Europa “classica” que eu nao ainda nao conheco, ia sempre deixando pra depois esperando a oportunidade perfeita.

- Comprei as passagens como presente de dia dos namorados pro Aaron; Achei uma super promocao 2 por 1 on line e comprei as duas passagens, ida e vota (jah com todas as taxas incluidas!), por 88 libras! Logicamente isso foi ha 6 meses atras!

- Praga eh uma cidade que ele jah conhece e jah foi algumas vezes, mas a primeira vez que ele foi pra lah, foi na epoca que ainda me “perseguia” em Guildford, e que nos ficamos dando mole um pro outro e nenhum dos dois tomava nenhuma iniciativa. Entao ele foi pra lah com um amigo e segundo esse tal amigo, ele passou o fim de semana inteiro falando na “menina do RH da estacao de trem”, e falou tanto, mais tanto que o cara ficou de saco cheio e deu uma dura nele, que tava na hora de deixar de ser medroso e falar logo comigo e me chamar pra sair! Hahahahahah

Acho essa historia hilaria, e segundo o Aaron (e o Amigo Sean, que acabou virando um dos padrinhos no nosso casamento) foi gracas aquele fim de semana congelante em Praga que ele tomou coragem de finalmente puxar conversa comigo… E bem, o resto voces jah sabem…

Entao vai ser uma fim de semana prolongado cheio de significados e recordacoes, comemoracoes 5 estrelas e muitas fotos!

 

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...
Categorias: Casamento, Republica Checa, Viagens
23