12 Jul 2013
1 Comentário

Lausanne: Capital Olimpica Mundial

Dicas de Viagens, Lausanne, Suica

No mesmo fim de semana que fizemos a tour na CERN, aproveitamos as temperaturas maravilhosas de verão e o clima pré Olimpiadas de Londres e fomos conhecer a cidade de Lausanne, uma das muitas cidadezinhas fofas que ficam a margem do lago Genebra.

A viagem de trem entre Genebra e Lausanne é rapidinha, durando menos de 30 minutos, mas Lausanne mostra um lado muito diferente da Suíça em comparação com Genebra.

Nós dividimos nosso passeios em duas partes: a cidade antiga e histórica (Haute Ville), e o lago com a sede do Comitê Olimpico (Basse Ville).

Assim como o centro antigo de Genebra, a paisagem de Lausanne é dominada pela Cathédral de Nore Damme, no topo de uma colina, com a vista privilegiada da cidade, o lago e os Alpes no fundo.

O mais interessante sobre essa catedral, é que ela é a única da Europa a ainda manter a tradição medieval de anunciar as horas.

Então a centenas de anos, todas as noites, entre as 22:00 e 2 da manha, alguém sobre na torre da igreja e anuncia o horário.

O melhor lugar pra ter a vista perfeita da cidade antiga é na ponte “Pont des Bessières” – e preparem as câmaras!

E como uma típica cidadezinha antiga Europeia, o mais legal é ir se perdendo por suas ruas. E em se tratando de Lausanne, também vale se perder por suas pontes e escadarias.

A principal delas é a ponte coberta “Escaliers du Marché” – e haja fôlego!

E haja fôlego pra tudo – já que é mandatório visitar Lausanne a pé. A cidade é cheia de cartazes sugerindo roteiros e passeios, e boa parte da cidade é fechada para pedestres. Quer dizer, na verdade, a cidade é tão antiga que seu planejamento urbano foi feito muito antes dos carros se quer existirem, então só mesmo pés e pernas conseguem explorar a Vielle Ville em detalhe!

Mas acabamos passando bastante tempo também na cidade baixa, nas margens do lago. O clima de verão estava maravilhoso, com muita gente nadando, andando de pedalinho ou simplesmente aproveitando o sol e o calor.

A area da “orla” é novíssima, com parquinhos, barraquinhas de comida e bebida.

Pra chegar lá, você pode ir andando, mas o mais fácil é usar o bondinho que sobre e desce entre a cidade “alta” e a cidade “baixa”, fazendo o trajeto em poucos minutos.

E quem estiver com tempo pra explorar bem a região, também pode aproveitar os meses de verão pra cruzar o lago e visitar a cidade de Evian (aquela mesmo da água!), ou apenas fazer uma mini tour de barco no lago e conhecer algumas das coutras cidades.

Nós preferimos entrar no clima das Olimpíadas e ir visitar a sede/museu do Comitê Olimpico Internacional, que estava bombando no clima olimpico!

O museu conta um pouco da historia dos jogos olímpicos modernos, fazendo uma cronologia completa de todos os jogos – de verão e inverno – das últimas décadas e relembra alguns de seus momentos mais memoráveis.

Adriana Miller
Siga me!

Adriana Miller

Sobre a Autora at Dri EveryWhere
Adriana Miller, Carioca. Profissional de Recursos Humanos Internacional, casada e mãe da Isabella.
Atualmente morando em Londres na Inglaterra, mas sempre dando umas voltinhas por ai.
Viajante incansável e apaixonada por fotografia e historia.
Adriana Miller
Siga me!

Latest posts by Adriana Miller (see all)

Adriana Miller
1 Comentário
11 Jul 2013
2 comentários

Vieille Ville: a cidade antiga de Genebra

Dicas de Viagens, Genebra, Suica

Em Genebra o foco sempre fica na região do lago, e a gente ate esquece que a cidade tem uma cidade antiga fofíssima!

O passeio é fácil e não leva muito mais que uma hora perambulando pelas ruas íngremes e estreitas da Vielle Ville.

A principal atração é impossível de ser ignorada, a igreja Cathédrale St-Pierre que domina a paisagem da cidade seja lá qual ângulo você olhar!

Originalmente a catedral era católica, e apesar de hoje em dia ainda operar como templo religioso cristão, a Cathédrale St-Pierre tem uma importância muito maior – e no melhor estilo Suíço de ser, a igreja tem uma postura neutra, com um museu da Reforma religiosa, relembrando o papel da Suiça em apaziguar os conflitos religiosos da fé cristão no século 16.

E tão imperdível quanto são o Hôtel-de-Ville e Arsenal. A prefeitura de Genebra data do século 16, sendo que uma de suas torres já fazia parte de uma estrutura antiga, do século 14.

Muito além da administração da cidade, a prefeitura já foi pano de fundo para muitos feitos Suiços; a Cruz Vermelha, por exemplo, foi criada lá em 1855.

E é ali também que fica o “Arsenal” ou a praça de armas – é inconfundível com seu canhão em ferro maciço de 1683, tendo afrescos decorando as paredes embaixo dos arcos históricos.

Mas o mais legal é mesmo se perder pelas ruas, admirando as vitrines dos antiquários, e ir parando aqui e ali para tomar um café, comer chocolate ou fondue!

Adriana Miller
2 comentários
10 Jul 2013
8 comentários

Les Armures: O melhor fondue de Genebra

Dicas de Viagens, Genebra, Suica

Depois do nosso passeio na CERN, resolvemos fazer um pit stop para happy hour ali na região da cidade antiga de Genebra, e o Aaron deu a ideia: já que estamos na Suíça, vamos comer fondue?!

Apesar do calor que estava fazendo, achamos que seria uma boa ideia, e uma boa desculpa pra fazer uma coisa tao típica, nao só na Suíça, mas principalmente da regiao de Genebra.

Entao imediatamente eu entrei no google e fiz a pesquisa: logo o primeiro resultado foram feedbacks do TripAdvisor recomendando o Les Armures como o melhor fondue da cidade.

Ainda na duvida, perguntamos pra host do bar onde estávamos, e ela mais uma vez recomendou o Les Armures – mas fez a ressalva de que sem reserva, era impossível conseguir uma mesa…

Mas como ainda era relativamente cedo, e estávamos ali do lado, resolvemos arriscar e fomos ate la pra ver se eles teriam uma mesa. E tcharam! Demos sorte, e com um cancelamento de ultima hora, eles tinham uma única mesa pra duas pessoas no pátio do restaurante!

O Les Armures na verdade eh um hotel super tradicional no centro da cidade antiga de Genebra, e seu restaurante, de mesmo nome, eh considerado uma instituição na cidade.

Durante o inverno é possível comer no restaurante interno, ao lado da lareira, num clima bem Alpino, e no verão, as refeições são servidas no pátio, com a vista do Palácio das Armas bem ali do lado!

No menu existem varias outras opções de pratos locais e ate mesmo algumas opções mais internacionais, mas as estrelas do restaurante sao as muitas opções de fondue e raclatte.

Nos fomos de fondue – um de queijo e um de carne!

O fondue de queijo – que não é uma variedade que eu geralmente gosto muito – foi meu preferido!

Ao contrario de outras versões que eu ja tinha comido no Brasil (em cidades da Serra carioca, Campos de Jordao, Sul do pais etc), o queijo do fondue era super suave, com uma consistência perfeita, sem ser pesado demais.

Servido numa panelinha pequena Le Creuset, foi a quantidade perfeita pra ser dividido por nós dois – e mais uma certinha de pao que foi constantemente trocada.

Mas o fondue de carne também estava ótimo, e o que eu gostei mesmo foi que (mais uma vez, ao contrario de outras versões que já tinha comido) a carne não era frita e sim cozida num molho bem temperado e delicioso!

A carne foi servida como um carpaccio – super fininha, pra facilitar seu preparo, e em porcões pequenas. Cada vez que nosso prato de carne ia esvaziando, o garçon trazia um prato novo, então nossa carne estava sempre fresquíssima!

Na panela de fondue, um molho, tipo um “broth” com temperos e ervas, sem fazer aquela sugeirada de óleo quente, e muito mais fácil de controlar a preparação da carne. E de acompanhamento, varias opções de molhos diferentes.

Pra ficar perfeito, o ideal eh que temperatura estivesse um pouco mais baixa – mas agora que sabemos onde ir, próxima viagem invernal a Suíça vai incluir fondue mais vezes com certeza!

Les Armures

Rue Puits-Saint-Pierre 1

Adriana Miller
Siga me!

Adriana Miller

Sobre a Autora at Dri EveryWhere
Adriana Miller, Carioca. Profissional de Recursos Humanos Internacional, casada e mãe da Isabella.
Atualmente morando em Londres na Inglaterra, mas sempre dando umas voltinhas por ai.
Viajante incansável e apaixonada por fotografia e historia.
Adriana Miller
Siga me!

Latest posts by Adriana Miller (see all)

Adriana Miller
8 comentários
09 Jul 2013
2 comentários

Four Seasons Genebra – Les Bergues

Dicas de Viagens, Genebra, Suica

Já tem quase dois anos que fiquei hospedada no Four Seasons de Genebra – mas ao rever umas fotos antigas não pude deixar de falar sobre esse hotel aqui!

Afinal, quais são os símbolos de Genebra? O lago? O Jet d’Eau? Os prédios alpinos com letreiros de relojoarias Suíças no telhado? Ou as torres da Cathédrale Saint-Pierre?

Bem, depois de me hospedar por lá, minha resposta virou: todas as opções acima! Pois essa era a vista do meu quarto!

No quarto, fui recebida com frutas, chocolate Suíço e agua Evian (cuja fonte fica a poucos minutos, do outro lado do Lago Genebra!) e produtinhos Acqua di Parma, que completaram perfeitamente a decoração de altissimo gosto do quarto.

Antigo, mas sem ser antiquado. Com todas as facilidades modernas, mas sem perder a personalidade.

E é impossível passar pelo hotel sem reparar o lobby de entrada! Sabe quando você fica tentando imaginar como seriam o interior dos palácios e castelos Europeus? Pois é, o Four Season Les Bergues é exatamente assim! A personificação daquele charme de “velho mundo” Europeu.

A localização também não poderia ser melhor, no cantinho do lago, a entrada do hotel fica bem de frente para a entrada da Vielle Ville, aos pés do lago e a poucos minutos da estação de trem (com várias opções de trams e trens para o aeroporto, ou atrações como a sede da ONU ou a CERN).

Four Seasons Hotel des Bergues Geneva

33, Quai des Bergues

Adriana Miller
Siga me!

Adriana Miller

Sobre a Autora at Dri EveryWhere
Adriana Miller, Carioca. Profissional de Recursos Humanos Internacional, casada e mãe da Isabella.
Atualmente morando em Londres na Inglaterra, mas sempre dando umas voltinhas por ai.
Viajante incansável e apaixonada por fotografia e historia.
Adriana Miller
Siga me!

Latest posts by Adriana Miller (see all)

Adriana Miller
2 comentários
08 Jul 2013
2 comentários

Genebra – Tour guiada na CERN: Centro Europeu de Pesquisa Nuclear

Dicas de Viagens, Genebra, Suica

Eu cheguei a pensar em criar um Categoria aqui no blog especifica pra esse post, e identifica-la como “Nerdices” – porque realmente nossa programação em Genebra na ultima viagem foi 100% nerd!

A idéia surgiu quando fiz o passeio guiado da ONU, também em Genebra e o Aaron lembrou que a CERN também ficava por lá. Então quando apareceu mais uma viagem a trabalho pra Genebra em Agosto de 2012, aproveitamos a oportunidade e o Aaron foi passar o fim de semana comigo.

Atração numero um na nossa lista? O passeio pela CERN!

A CERN é a Organização Europeia de Pesquisa Nuclear, que opera o maior laboratório de física de partículas do mundo!

O instituto foi fundado em 1954, na sombra do fim da 2a guerra mundial como uma maneira de controlar o medo e ameaça de uma guerra nuclear.

Mas os nerds de plantão sabem qual o principal atrativo da CERN: o acelerador de partículas – um “túnel” subterrâneo de 54 km de diâmetro que cruza as fronteiras da Suíça e da França onde as partículas são aceleradas e desaceleradas na velocidade da luz (nossa, que explicação suuuuper científica, heim?! Sou mesmo um crânio!).

E outra que afeta todos nós: foi na CERN que a internet foi inventada! Viu só? Você pode até achar que não sabe nada sobre física de Pastículas, mas se não fosse pela CERN esse blog não existiria!

O tour guiado deve ser reservado com bastante antecedência e mostra uma versão bem simplista de como a CERN funciona, contando um pouco de sua história e suas principais pesquisas.

Tem uma mistura de exposições explicando e mostrando um pouco do acelerador, eles contam também um pouco da história da organização ( que começou com 12 países europeus, e hoje em dia conta com mais de 10 mil cientistas de mais de 600 universidades, representando 113 países – Inclusive o Brasil, que tem vários cientistas trabalhando por lá!

Eu não entendo nada de física, mas acho o máximo esse tipo de organização que juntam vários paises do mundo em prol de um bem maior – deve ser incrível trabalhar num lugar assim e ter o poder de transformar o mundo em que vivemos!

Adriana Miller
Siga me!

Adriana Miller

Sobre a Autora at Dri EveryWhere
Adriana Miller, Carioca. Profissional de Recursos Humanos Internacional, casada e mãe da Isabella.
Atualmente morando em Londres na Inglaterra, mas sempre dando umas voltinhas por ai.
Viajante incansável e apaixonada por fotografia e historia.
Adriana Miller
Siga me!

Latest posts by Adriana Miller (see all)

 

Adriana Miller
2 comentários
Página 1 de 3123