16
Jan
2009
Ha Long Bay
Escrito por Adriana Miller

A maioria dos turistas que veem pra Hanoi, usam a cidade como ponto de partida pra explorar o norte do pais: A regiao de Sapa (vilarejos “tribais” nas montanhas) ou a baia de Ha Long.

A nossa escolha foi por Ha Long, pois queriamos um passeio tranquilo e romantico pra finalizar nossos ultimos dias de lua de mel…

Ha Long fica a 170 km ao norte da Hanoi, na fronteira com a China, e eh uma baia formada por cerna de 2000 ilhas inabitadas, que formam as mais estranhas formas, cavernas e precipicios.

 

Na lingua local, Ha Long Bay significa Baia do “Dragao descendo”. Na mitologia Vietnamita, o dragao nao eh um animal malvado, como descritos nos desenhos animados ocidentais, e sim um animal protetor da populacao. Entao a historia do local surgiu durante uma das muitas invasoes da Mongolia e China na regiao, e os reis e a populacao rezaram aos deuses por uma ajuda. Eles estao mandaram dois dragoes (mae e filho) para defender a baia, que jogavam pedras de esmeralda na agua, formando algumas das pequenas ilhas, e “fechando” a baia para os invasores. No final, a mae e o filho gostaram tanto do Vietnam que resolveram ficar por lah, e mergulharam nas aguas verde-esmeralda e lah ficaram pra sempre, formando as ilhas maiores ( Ha long Bay significa “dragao descendo” e Bai Tu Long Bay significa “pequeno dragao”).

 

 

A regiao com tantas formacoes rochosas serviu como otimo escudo protetor ao norte do pais contra invasores vindos do norte, que sempre acabavam naugragando por nao conhecer a regiao.

Em 1994 Ha Long foi decretado patrimonio da Humanidade pela Unesco, e eh territorio de protecao ambiental ( foi votado uma das nova 7 maravilhas naturais do mundo ano passado).

 

 

Nos fizemos um passeio organizado com a compania South Pacific Travel, no novissimo cruzeiro Ha Long Phoenix, que incluia translado do hotel ao porto de Ha Long, quarto (otimo e super confortavel – melhor que nosso hotel!), todas as refeicoes e entredas nos parques, cavernas com um guia local em Ingles. Ah! E kayaking, que foi a parte mais legal!

Assim como na Tailandia, organizar esses passeios pelo Vietnam, nao ha necessidade de fazer pre-reservas ou marcar nada pela internet. Existem uma infinidade de empresas que fazem o memso tipo de passeio, com saidas diarias, com opcoes de day trip (um soh dia – mas acho que ficaria meio corrido), 2 dias e 1 noite (oque fizemos), 3 dias e 2 noites, etc. que podem ser reservados diretamente no seu hotel em Hanoi, e os precos saem bem mais em conta doque se marcados pela internet desde Londres.

O nosso barco era novinho em folha, e como essa epoca eh considerada baixa temporada no Vietnam, estava vazio, com apenas 5 casais (teria espaco para 12), oque foi otimo! Deus pra passar bastante tempo conversando com os outros passageiros e o guia, e adoramos todos.

A chegada no porto eh meio caotica, com milhoes de vans trazendo e levando turistas, e aquela gritaria e buzinaco tipico do Vietnam. Ai vem o carinha da policia sovietica e confisca todos os passaportes – Como a cidade eh fronteirica com a China, eles tem muitos problemas de imigrantes ilegais e trafico de produtos pirateados da China, entao eles confiscam todos os passaportes para evitar que alguem “nade” pra China! Na hora ficamos meio nervosos, pois nao recebemos um recibo, nem nenhuma informacao do policial que nao falava Ingles. Fomos assegurados pelo guia que nao teria problemas, mas Vietnam eh o ultimo lugar que queriamos entrar em roubada, certo?

O passeio todo foi simplesmente sensacional. A agua eh de um verde cristalino fantastico, e as formacoes rochosas das ilhas sao incriveis, com milhares de cavernas subaquaticas, que praticamente nao dah pra ver da superficie.

Nessa regiao tambem existe uma comunidade de pescadores, onde cerce de 2000 pessoas moram em casas flutuantes e vivem da pesca. Sao familias inteiras que nascem na agua, vivem sua vida inteira sob as aguas, e ali morrem.

Ao longo dos anos eles trocaram as casas de bambu para madeira e pneus, que sao mais rsistentes e boiam com mais facilidade. E depois que a regiao virou territorio protegido pela Unesco, eles nao podem mais usar a agua das fontes nas ilhas e tem que comprar agua potavel no continente. Recentemente o governo tambem criou uma escola flutuante e um posto de saude flutuante, pra servir a populacao. Infelizmente (ou felizmente, depende de como se ve) com a bertura do turismo, as familias flutuantes jah nao vivem exclusivamente da pesca e hidrocultura como faziam a milhares de anos, e hoje em dia muitos deles vivem de alugar kayakes e vender quinquilharias contrabandeadas da China para turistas.

 

 

Todas as refeicoes servidas foram deliciosas, com muitos frutos do mar, e frutas frescas, passamos um bom tempinho passeando de kayake entre as ilhas e presenciamos o por do sol deslumbrante.

Agora nos resta mais um dia em Bangkok, e depois vamos direto pra casa…

 

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...
Categorias: Ha Long Bay, Lua de mel, Viagens, Vietnam
18