21 Jul 2010
40 comentários

Jackpot imobiliario

Dicas para Morar em Londres, Lar doce lar, Vida na Inglaterra

As ultimas semanas foram meio tensas depois que resolvemos parar de enrrolar e e comecar a catar um novo apartamento ativamente.

A historia eh sempre a mesma, e por isso que quando recebo e-mails de pessoas que querem morar em Londres e me perguntam “qual o melhor bairro?” “quanto custa o aluguel?” “qual website procurar?” etc, etc minha resposta tambem eh sempre a mesma: Nunca, em hipotese alguma alugue qualquer casa/quarto/apartamento em Londres (e arredores) sem antes estar aqui, pra ver tudinho ao vivo e a cores, abrir e fechar portas e armarios e inspecionar cada canto da casa. Oque mais temos por aqui eh gato por lebre (ou ainda melhor, gato por rato), e muita, muita falcatrua e golpes!

Entao comecamos a pesquisar on line, em sites como rightmove.co.uk e gumtree.com.uk, e ir pensando nas possibilidades de localizacao X custo X onde trabalhamos, e oque gostariamos num apartamento “ideal”.

Jah que decidimos mudar de novo, queriamos entao partir do principio que no minimo deveria ser um upgrade. Nosso atual apartamento esta longe de ser perfeito, mas tem muitas coisas muito boas e que sao difices de encontrar em Londres, como armario embutido no quarto, banheiro grande (tambem com armario), closets no corredor, uma sala bem grande e uma varandona/jardim que vale ouro numa cidade grande.

Mas por outro lado soh temos um quarto (e meio) e com a quantidade de tralha que nos dois temos mais o fato de que o Aaron trabalha em casa e precisa ter um home office, a situacao e o aperto estava ficando insustentavel.

Entao pre requisito numero 1: um apartamento com 2 quartos. Isso era o minimo indispensavel. De quebra ainda queriamos algum flat que tambem tivesse armarios embutidos (tarefa semi impossivel aqui), de preferencia 2 banheiros, e a cereja do bolo seria ter uma cozinha maiorzinha.

Entao depois que definimos oque queriamos encontrar e definimos nossos “tem que ter” e os “seria um bonus”, partimos pros sites imobiliarios. Mas ate ai, neh, on line eh tudo sempre lindo!

As fotos sempre sao tiradas com grande angular, moveis sao estrageticamente posicionados pra dar impressao de espaco maior, e qualquer predio ou casa sempre esta a “10 minutos da estacao”. Mas a realidade eh sempre completamente diferente – a maioria dos apartamento estao caindo aos pedacos, os que sao em predios novos estao sujos e mal cuidados (apartamento alugado eh isso mesmo), a estacao de metro esta sempre longe, etc, etc, etc.

Entao comecamos a ligar pros anuncios – muitos deles sao puro golpe, porque a imobiliaria posta um anuncio “falso” de um apartamento otimo, ai quando voce liga tal flat nao esta mais disponivel, mas eles tem um outro otimo na mesma rua… Ai quando voce chega lah pra ver, eh aqueeeeele lixo! E o preco do aluguel? Ah, o aluguel eh sempre com preco de mansao.

Como nos estavamos com opcoes limitadas (por causa de todos nosso pre-requisitos iniciais e o bairro que queriamos morar), quase todos os anuncios que ligamos eram “falsos”. Entao desde semana passada soh conseguimos achar 3 flats que se encixavam no que estavamos procurando.

Depois de uma das visitas, no sabado, eu fiquei tao decepcionada, e tao desiludida com a quantidade de porcaria que vimos que fiquei arrasada! E o agente imobiliario ainda tentando colocar pressao pra gente decidir na hora, pq ele tinha outras visitas na mesma tarde, e se quisessemos tempo pra pensar, iriamos perder a oferta. Fui grossa com ele e disse que quem tinha que decidir eramos nos, e que duvidava que alguem ia querer alugar aquele buraco pelo preco que ele estava pendido! E fomos embora, perdendo as esperancas e quase ligando pra nosso landlady pra dizer que mudamos de ideia e vamos ficar no atual apartamento mesmo…

Ai resolvi ligar pra outra agencia. Marquei uma visita pra segunda feira na hora do almoco, e jah na hora de desligar perguntei se o cara tinha mais algum outro flat na mesma area. A resposta padrao foi “sim, mas eh mais caro doque seu preco limite”. Entao recusei a visita.

Mas como todas as outras opcoes eram um lixo, liguei de volta pro cara e avisei que se o tal flat “maravilhoso” estivesse disponivel ate segunda, querimos ver tambem.

Entao, na segunda feira la fomos nos, preparados pra mais decepcao. Ao virar a esquina, reconheci na hora a rua, pois o predio fica na mesma rua da residencia de estudantes que morei nas minhas primeiras 3 semanas de moradora de Londres(a residencia era tao velha qu nem existe mais! Foi interditada!)! E o melhor, quando chegamos perto, vi que o tal flat era no meu predio-desejo, que eu ficava babando na portaria de marmore (com porteiro!) todo dia no caminho do metro. Ai jah me animei e meu humor jah melhorou.

Assim que o agente abriu a porta, quase cai pra tras e de cara vi que o Aaron estava pensando o mesmo!!!

O maior apartamento que jah vi em Londres, maior inclusive doque a casa de muitos amigos que moram no suburbs! Sao 2 quartos e 2 banheiro, espalhados em 120 metros quadrados!!! E a cozinha?! Acho que caberiam umas 5 cozinhas do meu atual flat lah dentro! O icing on the cake?! Walk in closet! Acho que pela primeira vez em mais de 6 anos de Europa finalmente terei espaco sobrando!

Soh podia ser uma pegadinha ou um golpe… como que um apartamento daqueles, num bairro daqueles, num predio daqueles, estava disponivel por aquele preco?!?!

A explicacao? Dono eh um politico aposentado, que atualmente mora na Espanha e definitivamente nao precisa do dinheiro. Sua filha morava lah, mas ela tambem vai se mudar de Londres, entao ele meio que quer “se livrar” da preocupacao.

Como disse o Aaron, ganhamos no Jackpot imobiliario!

Mas…. como nem tudo eh perfeito, o apartamento tem os moveis mais feios que jah vi! Todos de boa qualidade (nada com pinta de made in Ikea), mas definitivamente comprados na decada de 70, e nunca seria o tipo de moveis que eu escolheria pra minha casa. E o proprietario sabe disso, e mais um motivo pra manter o aluguel bem baixo, e evitar reclamacoes demais por causa das cortinas de veludo azul, o sofa vermelho alanjado e as dezenas de flores de plastico e as pinturas aquarela de gatinhos e patinhos fofinhos

Depois que passou o choque inicial, aceitamos a breguice intrinsica do lugar e que isso nao eh nenhum fim do mundo, nem nada que nao possa ser resolvido com novas cortinas, nova capa no sofa, e uma decoracao mais moderninha… (e amigas designers de interior tambem sao uma mao na roda! Neh Helo e Fe?!)

Assinamos a papelada lah mesmo, pra garantir que eles iam tirar o flat do mercado imediatamente!

Entoa agora eh comecar a empacotar as coisas, tentar vender e/ou doar alguns dos moveis que temos e deixar tudo pronto ate o final de agosto, pois nos mudamos exatamente no dia seguinta da volta da viagem para Kilimanjaro!

Entao realmente vai ser punk, mas estou tao feliz que conseguimos achar um lugar legal sem ir a falencia que ateh me animei a mudar, re-arrumar tudo de novo, redecorar a casa nova, e encarar alguns DYIs pelo caminho…

E agora esta bem dificil de manter a concentracao no trabalho, jah que a chefa tah de ferias, falta pouco mais de uma semana pra ir embora e nao tenho nada interessante pra fazer… tenho passado meus dias lendo blogs de decoracao e home improvement, lojas de moveis…

Adriana Miller
40 comentários
14 Jul 2010
27 comentários

Public House – Os Pubs Ingleses

Dicas de Londres, Inglaterra, Pub & Restaurantes, Pubs e Bares, Vida na Inglaterra

O Pub Ingles (Ou Irlandes, ou Escoces, ou Gales) eh definitivamente uma instituicao Britanica!

Quando ainda morava no Brasil volta e meia ia pros “Pubs” do Rio com as amigas e amava aquele clima de… Pub!

Os Pubs sao na verdade a versao Britanica de um bom boteco! Alguns sao lindos e otimos, outros… nem tanto! Mas nao interessa, cada bairro (ou seria quarteirao?!) tem o seu, e nao existe um unico vilarejo nessa ilha que nao tenha seu “local pub”. E nao tem uma cidade do mundo que ainda nao tenha sido invadida enao tenha seu tipico Pub atraindo multidoes.

E os Britanicos levam isso muito a serio, e a “pub culture” eh uma coisa bem presente na sociedade por aqui.

Todo mundo tem seu local pub, aquele que fica pertinho da sua casa, e onde vc sempre dah uma passadinha ao longo da semana.

Existem tambem os “gastro-Pubs” que sao os pubs que evoluiram e alem de servir “pub food” tambem servem comida tipica britanica de otima qualidade (tem um aqui perto de casa que recebeu ateh estrela Michelin!).

Aliais, pra quem quiser provar a tipica comida Inglesa, um bom Pub eh a melhor opcao! No cardapio de qualquer Pub voce encontra facilmente Bangers’n’ mash (linguica com pure de batata e molho), Shepperds Pie (torta de batata com carne moid de carneiro), Steak Pie (torta salgada recheada com carne – ou qualquer outra coisa, e geralmente servido com pure de batata), Sunday Roast (carne assada, com legumes, vegetais e Yorkshire Pudding) e claro, o mundialmente famoso Fish’n’Chips (posta de peixe empanada servido cm batata frita). E a grandissima maioria dos Pubs tambem serva o tipico English Breakfast todas as manhas.

Mas ainda mais importante que a Pub Food sao as cervejas… Eu nao sou entendedora, pois nao bebo cerveja, mas se tem uma cosia que os Ingleses realmente gostam sao suas Ales!

Dizem que as cervejas Inglesas nao sao boas pois sao servidas quente… oque nao eh inteiramente verdade… mas vejamos bem, num pais onde raramente faz calor, qual a necessidade de servir qualquer bebida estupidamente gelada?Entao, sim, a cerveja na Inglaterra eh servida gelada, mas sem ser “estupida”.

E alem disso, qualquer bebida de pub eh servido em proporcoes industriais! Se vc pedir uma bebida qualquer (Ale, Lager, Cider, coca cola, ou qualquer outro tipo de bebida on tap) ela vira num copo de “pint”, que eh a medida padrao na Inglaterra e tem cerca de 500ml! (acho muito engracado quando uma receita de comida pede 1 “pint” de leite por exemplo…).

Mas se doses de 500ml for demais pra voce, eh soh pedir uma “half pint”, que eh um copo com um tamanho ais normal, custa metade do preco e voce nao core o risco de ficar com sua cerveja quente antes de beber tudo!

Aliais os precos sao uma cosia que vale a pena mencionar ao falar de Pubs: no geral, os Pubs sao muito baratos! Os Pubs sao mesmo uma coisa bem povao, e por isso, mesmo os gastro-pubs ou pubs mais posh raramente cobram precos irreais.

A tabela de preco padrao cobra entre 3 e 3,5 Libras por uma Pint de cerveja ou cider, uma refeicao fica na media de 7 a 10 Libras (e as porcoes de Pubs sao sempre muito bem servidas!), uma taca de vinho (bom) por 3 a 4 Libras e assim sucessivamente!

Entao voce pode passar a noite toda enchendo a cara, e ainda assim nao ira a falencia!

Mas os Pubs, por terem essa coisa “bairrista” de “povao”, tem algumas regrinhas que precisam ser respeitadas e entendidas.

Pra comecar que Pub eh isso ai mesmo. Nao tem grandes frescuras, geralmente estao sempre lotados, nem sempre limpos (a rotatividade de clientes eh grande), muitos tem carpete no chao, e geralmente tem aquele clima “escuro” de inverno na Inglaterra, com a decoracao “rustica” com muita madeira, veludos, tecidos chadrez, lareiras, etc. Na verdade eu acho que eh justamente isso que dah o charme!

Depois, a regrinha numero um eh que no Pub todo mundo tem que se virar. Raramente um pub titpico reserva mesa, e mesmo se voce conseguir uma, teoricamente qualquer pessoa pode se sentar com voce, caso haja lugares vazios (por definicao Pub eh um lugar publico), e por fim os Pubs nao tem garcon e garconetes, entao voce tem que fazer seu proprio pedido.

As mesas geralmente tem os menus, e “baldinhos” com guardanapos, talheteres, molhos, etc. Ai voce escolhe oque quer comer ou beber, e eh soh ir direto no balcao e fazer seu pedido. As bebidas eles te servem na hora e voce mesmo que leva tudo pra mesa, e se pedir alguma comida, eles perguntam onde vc esta sentado e depois alguem vai lah te servir. Caso queira repetir sua bebida, eh soh levantar, voltar no balcao e fazer seu pedido de novo!

E isso eh importante lembrar, porque se nao voce vai passar hooooooras sentado numa mesa de Pub e ninguem vai te dar a minima bola! (serio, jah aconteceu comigo!).

E ainda tem a historia de que os Pubs fecham cedo, oque eh pura verdade!

Como falei antes os Pubs sao na verdade “Public House”, que eram casas de familia, que na idade media recebiam uma autorizacao do Rei para quem pudessem vender bebidas alcoolicas e hospedar pelegrinos e viajantes (Em 965 o Rei Edgar criou essa lei, que soh permitia um lugar publico por vilarejo que poderia vender alcool!)

Com o passar dos seculos, algumas dessas public houses acabaram virando Inns ou Tavernas, alugando quartos e hospedagem para os forasteiros, e a medida que a Inglaterra foi se integrando na sociedade Europeia, e mais pessoas circulavam pelo pais como comerciantes e trabalhadores, as Public Houses foram ficando mais e mais populares – e por isso tambem que tradicionalmente, cada cidadezinha tem seu Pub, e muitos deles existem a centenas e centenas de anos (isso sem falar nas dezenas de Pubs que se auto intitulam “pub mais antigo do Reino Unido”….).

E pasmem, essa mesma lei que regula quem pode e quem nao pode vender bebida alcoolica em locais publicos ainda existe! E eh justamente esse lei que regula os horarios de abertura e venda de bebidas alcoolicas.

Apenas em 2005 essa lei foi modificada e os estabelecimentos que quisessem ficar abertos ateh mais tarde, poderiam solicitar uma nova licenca. Eu lembro que essa lei foi aprovada logo que eu cheguei em Londres, e na epoca a polemica era que todos os pubs iam querer ficar abertos 24hrs por dia e o pais ia virar uma nacao de bebados.

Mas por incrivel que aprece, apesar de que agora eh permitido a venda de bebidas ateh mais tarde, os donos dos pubs tiveram muito pouco interesse em adquirir a nova licenca, e os proprios consumidores, estao tao acostumados que essa “Pub Culture” de comecar cedo e acbar cedo, que a mudanca da lei acabou nao dando certo (tambem ne? Depois de mais de 1000 anos acostumados a voltar pra casa as 11 da noite…).

Mas oque eu acho mais bonitinho na tradicao dos Pubs sao os nomes “criativos”, que tambem foram estabelecidos por lei no ano de 1393 pelo Rei Richard II. Como os donos as Public houses tinham que pagar impostos sobre a licenca para vender alcool, o Rei e os nobres queriam poder cobrar impostos, e a lei do seculo 14 determinou que todas Public Houses deveriam ser identificadas com placas em suas portas.

Mas como nessa epoca a grande maioria da populacao (e principais clientes) nao sabiam ler, os nomes tinham que ser bem simples, e na grande maioria das vezes nem nome tinham, apenas uma pintura ou desenho que indentificavam aquele estabelecimento. E por isso os nomes nos soam tao engracados hoje em dia, mas a 700 anos atras ees tinham que representar alguma coisa facilmente identificavel e que pudesse atrair mais clientes, e alguns nomes existem ateh hoje como: The Drunken Duck (O pato bebado), Mad Dogs (Cachorros loucos), Dirty Dicks (Pintinho sujo), The Horse and Shoevel (O Cavalo e Pah), etc, etc… ou os nomes mais comuns como Kings Arms (Exercito do Rei), The Queen Crown (A coroa da Rainha), Red Lion (leao Vermelho), etc.

Aqui no trabalho nos temos a tradicao de toda sexta feira sair pra almocar no local pub, e volta e meia adoro ir amocar um tipico Sunday Roast no pub aos domingos!

Uma das cosias mais tipicas que se pode fazer na Inglaterra!

Adriana Miller
27 comentários
12 Jul 2010
46 comentários

Mudanca numero 6813216…

Dicas para Morar em Londres, Inglaterra, Lar doce lar, Vida na Inglaterra

Entre a avalanche de coisas que estamos fazendo e planejando no momento, ainda tivemos mais uma brilhante idea: Porque nao mudamos de apartamento? De novo????

A primeira vez que o Aaron propoz isso, lah pra Abril eu nao sabia se tinha um infarto ou se pedia um divorcio… afinal nao estamos no atual apartamento nem 2 anos, e eu O-DEI-O com todas as minhas forcas, mudancas. E com certeza absoluta, deve estar bem perto de bater o record mundial de alguem que mais se mudou de endereco no planeta terra.

E pra completar, depois que ele comecou com esse papo, eu jah comeco a sofrer em antecipacao… Jah comeco a pensar no pesadelo que eh ficar visitando apartamentos, e a quantidade de lugares lixo que existem em Londres, o preco dos alugueis, ter que empacotar tudo de novo, contratar caminhao de mudanca, desempacotar, bla bla bla.

E como eu jah sofro por antecipacao mesmo, entao nao ha motivos pra ficar adianto a morte anunciada. Entao depois que recebi a nova proposta de emprego, resolvemos que seria uma boa epoca entao pra tomar coragem e mudar logo de uma vez!

Os motivos que nos convenceram foram muitos.

O primeiro de todos foi que quando decidimos nos mudar pro apartamento atual tinhamos um unico motivo: dinheiro. A crise estava apertando, nosso apartamento era otimo, mas muito caro, e o senhorio ainda tinha aumento o aluguel sem nem sequer discutir ou negociar com a gente. Na mesma epoca, o carinha que alugava o apartamento do Aaron nos EUA perdeu o emprego e simplesmente abandonou tudo, entao passamos longos e amargos meses pagando um aluguel em Londres e uma hipoteca nos EUA.

Entao nosso unico criterio foi: Aluguel mais barato! Entao caimos de amores pelo nosso flat atual, pois realmente acabou saindo bem mais barato que o flat anterior, ainda no mesmo bairro, mas numa parte muito, muito legal. Sabiamos que ia ficar apertado, pois estavamos mudando de um 2 quartos bem bom, pra um 1 quarto apertadinho. Mas ai cometemos o erro de “a gente se vira. Temos que aprender a viver com menos espaco pra economizar”. 

Mas ai, oque aconteceu? Depois que passou a lua de mel de morar naquela rua fofinha, na beira do rio Tamisa, nos dois simplesmente passamos a odiar nossa casa. Tivemos que jogar fora muitas cosias nossas, e acabamos atolados em um monte de movel velho e buginganga da dona do apartamento, e de fato aprendemos que se existem duas pessoas no universo que sabem acumular tralha, e fazer MUITA bagunca simultaneamente, essas pessoas somos nos dois.

Entao todo o papo de “morar num flat menor vai ser um bom exercicio, temos que ser mais minimalistas e mais organizados”, definitivamente nao deu certo.

Pra completar o siricutico que bateu por causa da falta de espaco e organizacao no nosso atual flat, ainda aconteceu de num espaco de 3 meses, nos dois mudamos de emprego. O Aaron continua na mesma empresa, mas agora esta com um cargo diferente, e o time dele esta espalhado por toda Inglaterra e Europa, oque significa que os dias em que podiamos morar em qualquer canto, porque eles trabalhava de casa 3 ou 4 dias por semana acabaram. Entao ele precisa estar mais eprto de estacoes de trem centrais.

E logo depois o mesmo aconteceu comigo, que nos ultimos 4 anos fui muito mal acostumada e podia ir andando pro trabalho. Nao gastava tempo, nem dinheiro nem paciencia com metro nem onibus. Saia de casa 5 minutos antes, passava em casa na hora do almoco, e nos dias que estava muito de saco cheio, as vezes ia em casa dar uma relaxada…

Esses dias tambem acabaram, e agora vou me juntar ao resto da populacao Londrina e me somarei a estatistica de 4 milhoes de commuters que cruzam a cidade todos os dias. E por causa disso (e porque sou mimada e mau acostumada), aceiteia a ideia de mudar de apartamento e bairro, pois assim nao preciso ficar trocando de linha de metro um zilhao vezes todas as manhas.

E ai eh isso. Semana passada demos nosso aviso previo, e temos 2 meses pra achar uma aprtamento novo, pois definitivamente queremos nos mudar ANTES de ir pra Africa!

E esse fim de semana recomecaremos a tortura de procurar um lugar pra morar nessa cidade louca.

Adriana Miller
46 comentários
Página 13 de 591011121314151617