29 Apr 2010
18 comentários

TV Licence – Imposto da TV

Dicas para Morar em Londres, Lar doce lar, Vida na Inglaterra

Aqui na Inglaterra, todas as casas teem que pagar um imposto da TV, ou TV Licence.

Eh uma daquelas cosias que a principio parece muito estranho (como assim pagar imposto pra ter o direito de ter uma TV em casa?!), mas depois vc acostuma e jah faz parte das “contas” normais de aluguel, Council Tax (um “condiminio” pago ao seu bairro, agua, luz e afins). Basta um registro por endereco, e vc pode ter quantas TVs quiser.

Historicamente, a TV Licence foi criada em 1946 e teve como principal objetivo, fundiar a volta da programacao da BBC (TV e radio) apos a segunda guerra mundial. Ao longo dos anos, o imposto mudou um pouco, com suplementos para TV a cores, radio e afins. Aliais, varios paises Europeus cobram o memso tipo de imposto, tambem como consequencia do pos-guerra.

Hoje em dia, a TV Licence ainda representa 75% dos fundos da BBC, que eh a rede de televisao e radio “official” (e publica) da Inglaterra. A BBC, alem de ser sinonimo mundial de jornalismo bem feito e respeitado, e de ter os melhores programas e documentarios investigativos do mundo, ainda eh 100% sem anuncios!

Um filme ou documentario da BBC que tenha programacaod e 1 hora, terah 60 minutos inenterruptos de programacao, em vez de ter comerciar de 5 minutos a cada 15…

Para se registrar, tudo qeu vc precisa fazer eh se cadastrar no site da TV Licence, e confirmar se endereco – Custa cerca de 150 Libras por ano, cerca de 12 Libras por mes, que vc em sente no bolso.

O engracado eh que tem MUITA gente que nao paga. Acha um absurdo, um imposto retrogrado etc, e simplesmente nao paga. Mas o governo eh cheio das tecnologias, fiscais etc e se tem uma coisa que eh dificil de fazer nesse pais eh sonegar e sair ileso.

Ontem uma amiga foi pega sonegando o imposto, que eh considerado um crime serissimo aqui na Inglaterra e teve que pagar no ato, 1000 libras!

Mas vejamos bem… ela mandou um e-mail contando o causo, indignada. Como assim o fiscal veio bater na porta dela, acusando que eles nao pagavam o imposto e exigiu na hora o pagamento de 1000 libras?!?

Ora bolas. Ela nao eh Inglesa, mas o marido eh. E mesmo assim jah mora na Inglaterra ha 7 anos, 3 na mesma casa. Entao, uma coisa que eles NAO tem eh motivo pra indignacao, e muito menos desculpa por passar tanto tempo sem pagar imposto.

Ok, pode nao ser o mais justo ou atual imposto do mundo, mas serve seu proposito, e realmente a BBC eh uma das melhores reder de TV do mundo. E lah em casa temos 2 TVs, que assistimos MUITO (sem medo de assumir), e gosto tanto dos programas da BBC que jah ateh comprei os DVs de algumas series (que representam os outros 25% da renda da BBC – patrocinio de pesquisas e venda de seus programas em DVD ou para canais internacionais).

Custa fazer as coisas certinhas? Nao custa.

Pra mim eu acho um privilegio pagar 12 libras por mes e poder assistir em primeira mao os melhores documentarios do mundo, sem ter que parar a programacao a cada 10 minutos pra assistir mais um comercial de seguro de carro (COMO tem comercial de seguro de carro nesse pais! Odio!).

A TV Licence eh um dos muitos exemplos de como eh facil se acostumar com coisas que dao certo e com regras bem feitas. Coisas tao tipicamente Inglesas como respeitar as regras, esperar sua vez na fila, falar por favor e obrigado, e pagar seus impostos em dia.

Volta e meia ateh que rolam uns escandalos politicos e tal, mas convenhamos que sao situacao incomparaveis com os niveis Brasileiros, Italianos, Poloneses e afins.

Entao se voce mora na Inglaterra e nao paga o TV Licence, coisado porque mais cedo ou mais tarde o TV Man pode bater na sua porta!

Adriana Miller
18 comentários
30 Mar 2010
27 comentários

Almoco na Inglaterra

Dia a dia, Trabalho, Vida na Inglaterra

Esse vai ser uma daqueles posts generalizado, que muita gente pode descordar, mas que mostra um pouco de como eu vejo o dia a dia da vida na Inglaterra.

A cozinha do 1- andar do meu escritorio

A Fe escreveu um post sobre os costumes dos Belgas na hora do almoco, e quando li o post dela, aqui estava eu, de frente pro computador, almocando um sanduiche! Entao depois de deixar um comentario gigante, resolvi escrever um post tambem!

Ela contou que na Belgica as pessoas nao tem o costume de comer “comida” na hora do almoco, e o normal eh sempre encarar um sanduba.

Para Brasileiros e Portugueses, esse costume eh um pouco estranho, pois afinal sanduiche eh lanche, e nao “comida de verdade” (como diria minha avo!), e nao alimenta ninguem, certo? Sim, porem nao.

Afinal ha sanduiches E sanduiches…

Jah me acostumei com isso, pois moro aqui ha tantos anos que esse costume jah se incorporou no meu dia a dia, e sou casada com uma americano, que quando vai no supermercado sem minha supervisao, nossas compras da semana se transformam em: cerveja, Coke Light, pao de forma, ovos, queijo chedar, presunto fatiado (e se ele lembrar ele compra tb peito de peru, pois nao como presunto) e maionese. Pronto. Posso te garantir que com esses “ingredientes” na geladeira, ele consegue ser feliz pela semana inteira (talvez encaixando uma viagem ao “fish shop” here and there…).

Acho que esse costume eh bem comum na Europa do norte, mas jah no sul o esquema eh diferente.

Em Portugal, Italia e Espanha o pessoal para mesmo na hora do almoco e comem comida “de verdade” assim como fazemos no Brasil. Quando morei na Espanha todo dia ia comer PF (menu del dia) em algum restaurante da vizinhanca, e quando a IBM mudou de escritorio e passamos a ter menos opcoes de restaurante, foi uma revolucao entre os funcionarios, que achavam um absurdo a empresa ter mudado pra um bairro que tinha poucos restaurantes! hahahahahaha

A grande diferenca de “cultura” entre os paises do norte, e os do sul, a meu ver, eh na verdade na carteira!

Nos paises do sul as empresas sao obrigadas, por lei, a pagar subsidio de almoco, ou ticket refeicao pra todo mundo, entao as pessoas dao preferencia a comer bem. Na Espanha eu recebia mais de 8 Euros por dia pra almocar, e entao meu almoco era a unica refeicao “comida de verdade” do dia (sem falar na economia no supermercado!).

A cozinha principal, onde rola happy hour toda sexta feira

Jah aqui, o esquema eh diferente e o dinheiro do almoco sai do seu bolso!
Ateh existem um zilhao de opcoes de lugares legais pra comer comida “quente” aqui perto, mas nao estou disposta a pagar entre 8 e 10 libras por dia pra almocar comida num prato. Se tivesse um vale pago pela empresa, logicamente que iria em um restaurante diferente a cada dia!

Aqui em Londres tambem eh bem comum que o pessoal traga seu proprio sanduiche de casa, ou marmita com almoco (eu trouxe a minha hoje!), e os escritorios sempre tem uma cozinha pros funcionarios. Quando trabalhei no Barclays, por exemplo, o predio era enorme, com direito a 2 restaurantes, cantina e ateh um Starbucks dentro do proprio predio, mas todo mundo reclamava que os andares nao tinham cozinha!

No meu escritorio atual, cada andar tem sua propria mini cozinha, e o terreo (andar principal) tem uma cozinhona, que eh a espinha dorsal da empresa (onde acontecem festinhas, confraternizacoes, onde o pessoa se encontra e tals).

Mas sanduiches ainda sao a preferencia nacional (afinal foram criados aqui!) tanto que  a traducao “britanica” de carnes frias sao os “lunch meats” – ou seja, as carnes que vc come no almoco!

Adriana Miller
27 comentários
18 Mar 2010
55 comentários

So podia ser em Londres…

Aleatorios, Dia a dia, Dicas de Londres, Inglaterra, Vida na Inglaterra

Londres, como toda cidade grande tem muitas qualidades, mas tambem muitos defeitos.

Mas uma das coisas que mais me fazem amar morar aqui, eh que ninguem esta nem ai. Nem ai pra nada.

Aqui cada um pode ser, fazer, usar oque quiser. Eh bem dificil pensar em alguma coisa que realmente choque os Londrinos, a ponto de fazer com que alguem pare oque esteja fazendo pra reparar no outro.

E essa liberdade da opiniao alheia, eh uma coisa incrivel!

Ontem fui pra aula e minha professora estava de cabelo rosa-shock. Uma senhora, deve estar nos seus quase 60 anos, professora universitaria, profissional respeitada. A cada 2 ou 3 semanas, seu cabelo grisalho, num corte joazinho aparece pintado de uma cor esdruxula diferente. Ha umas semanas atras estava roxo, e hoje ela nos aparece de rosa-pink. E como se nao bastasse, ela ainda estava com um modelito total rosa pink.

E eu soh fui reparar nisso jah no fim da aula. Se mais alguem reparou eu nao sei, mas o fato eh que ninguem manifesta nenhum tipo de curiosidade.

E entao eu fiquei imaginando, a mesma cena numa sala de aula de uma Universidade qualquer no Brasil (ou Portugal, Espanha, Italia, EUA e afins), mesmo que seja em cidades grandes como Rio e Sao Paulo.

Ou entao como voce reagiria se um dia, sua avo (ou mae, sogra e afins) parecesse de cabelo rosa pink, roxo, azul royal, com uma saia combinando?

No fim da aula, andei ate o metro e jah estava pronto pra ir pra casa, e pensando nisso. Umas duas estacoes depois entrou uma menina, outra tipica Londrina.

Nao tinha como nao reparar nela, mas mesmo assim, aparentemente eu fui a unica que levantou os olhos pra “examinar” da cabeca aos pes. Afinal, cresci no Rio de Janeiro, provavelmente uma das cidades mais judgemental do mundo!

Ela esta usando uma bota branca ateh o joelho, calca legging com estampa de zebra, camiseta com desenhos de caveiras, cachecol xadrez em tons de verde, bolsa amarela-ovo com desenhos “tropicais” de papagaios e palmeiras e afins; A maquiagem era um caso a parte: delineador estilo Amy Winehouse, blush tao marcado nas bochechas que parecia que ela tinha se pintado usando rolo de pintar parede; o cabelo estava preso num coque de “laco” tipo a Lady Gaga, a franjinha era em “V”  onde centro da testa era mais comprido que as temporas, e um anel em cada uma dos 10 dedos.

Fiquei hipnotizada, nao soh por ela, mas prque eu me dei conta que, aparentemente, eu tinha sido a unica pessoa que sequer reparei nela! E entao fiquei pensando como teria sido a reacao “popular” se ela entrasse vestida assim no metro em Sao Paulo ou no Rio. (fui indiscreta e sem nocao, e tirei uma foto pra ilustrar o post!).

E depois lembrei de uma outra situacao, tambem no metro ha uns meses atras, onde um funcionario do metro, todo uniformizado, dava informacoes aos turistas com os bracos e pescoco cobertos em tatuagem, piercing no nariz, uns 10 brincos em cada orelha, e cabelo com corte moicano. Ele tambem tinha pinta de ter seus 50 anos. Sera que ele sequer conseguiria um emprego em alguma outra cidade do mundo?

Os Londrinos entravam e saiam do metro, e ninguem nao estava nem ai pra ele.

Gente, tem coisa melhor que isso?!

Sao coisas que soh acontecem em Londres, e sem duvida alguma fazem a vida nessa cidade ser ainda mais divertida!

Se eu tivesse que escolher uma UNICA coisa que mais adoro aqui, com certeza nao seriam os museus, nem os restaurantes, e nem mesmo as viagens. Sem duvida seria a liberdade, o nao conformismo, a inovacao e o espirito “cada um na sua” que soh os Londrinos tem!

Adriana Miller
55 comentários
Página 13 de 581011121314151617