16 Dec 2015
2 comentários

Malasia 2015: Dicas de Kuala Lumpur (Hotel, restaurantes e bares)

Ásia, Kuala Lumpur, Malasia

Como vocês viram no Snap-Vlog que postei ontem, semana passada eu passei uma semana em Kuala Lumpur, na Malásia.

Dicas de Kuala Lumpur

E apesar de já conhecer a cidade e já ter postado sobre KL por aqui no blog, os posts já tem uns 7 anos, então achei que estava merecendo uma nova leva de dicas de Kuala Lumpur atualizadas!

Dessa vez infelizmente não turistei muito, pois estive por la a trabalho, mas graças a deus estou numa equipe muito animada, e somos adeptos do “Work hard, play harder” (“trabalhe muito, e se divirta mais ainda!”), então conseguimos curtir bastante os momento não-profissionais da viagem, o que gerou muitas dicas de Kuala Lumpur!

Voltei a alguns lugares que já tinha ido, e conheci vários novos!

 

  • Hotel:

Na nossa primeira viagem a Kuala Lumpur, nos hospedamos no hotel Melia Kuala Lumpur, que foi uma ótima opção Bom-Bonito-Barato para a disposição, roteiro e orçamento que tínhamos na época.

Dessa vez, me hospedei no Shangri-La, uma rede de hotéis 5 estrelas Asiática que não desaponta mesmo! (já conhecia a filial de Dubai, também).

O Shangri-La é super bem localizado e central, exatamente entre a Menara KL e as Torres Petronas, e a poucos minutos andando da região de Bukit Ceylon, o bairro/ruas onde fica uma concentração de barzinhos e restaurantes muito animados!

Tem também o shopping Pavillion a 5 minutos de distancia, e entre varias estacoes de MonoRail (a maneira mais fácil de viajar pela cidade e arredores).

O hotel em si, é deslumbrante, e o serviço nota mil!

Me hospedei em umas das suites do “Horizon Club”, que era super espaçosa e confortável, e um banheiro sensacional!

Tambem conseguimos curtir um pouco da piscina e spa do hotel alguns dias depois das reunioes!

 

  • Restaurantes e Bares:

Logo na primeira noite na cidade, recen chegados do aeroporto, fomos direto para o Traders Hotel, que eu ja tinha ido com o Aaron uns anos antes e adoramos!

Jantamos no Gobo Upstaris, um dos restaurants do Traders, que serve steaks e cozinha internacional, e de la ja emedamos direto com uns drinks no SkyBar, no 33′ andar do hotel, e que fica exatamente em frente as Tores Petronas, com a melhor vista da cidade!

O DJ estava a mil, o bar serve drinks deliciosos e a pista de dancaem volta da piscine estava pura animacao!

So nao ficamos mais tempo pois estavamos recem chegados de um voo de 13 horas e com 8 horas de fuso horario, na vespera do comeca de um workshop de 1 semana!

 

 

Uns dias depois fomos jantar no Biajn, ali na regiao de Bukit e pertinho do hotel, recomendao pelo Concierge como uma dos melhores de KL.

A culinaria eh 100% Malai, o que significa uma mistura maravilhosa de sabores asiaticos, variando de rolinho primavera, a green curry, a satay, e mais um monte de iguarias.

E realmente foi incrivel, sem duvidas alguma a melhor refeicao que tivemos durante toda a semana!

Como estavamos num grupo grande, acabamos pedindo um pouco de cada coisa e dividimos tudo, o que foi maravilhoso!

 

Tambem tivemos um jantar maravilhoso no Zipangu, que um de nossos colegas do escritorio da Malasia recomendou como sendo o melhor Japones de KL, e que por acaso ficava no hotel onde estavamos hospedados!

 

Outro bar muito bom e com um vista tambem incrivel das Torres Petronas eh o “Marini’s on 57th“, que como o nome denuncia, fica no 57′ andar de um dos prédios que fazem parte do complexo do KLCC (Kuala Lumpur City Centre, onde estão as torres Petronas), e dividi a vizinhança com o Nobu.

 

E na ultima noite em KL, voltamos para a região de barzinhos de Bukit Bitang e fomos pulando de bar em bar, numa especie de pub-crawl independente para não desperdiçar nenhum momento de nossa ultima noite na cidade!

 

[Starbox]

Adriana Miller
2 comentários
14 Dec 2015
4 comentários

TV Everywhere: Snap-Vlog da Malasia!

Ásia, Kuala Lumpur, Malasia, T.V. EveryWhere

Semana passada eu tive a oportunidade de ir para Kuala Lumpur, na Malásia, a trabalho, e logo me animei no Snapchat! Mas ai algumas leitoras comentaram que não tinham Snapchat, e que portanto não podiam acompanhar a viagem nem os videos – então baixei alguns videos do Snapchat, gravei mais alguns e voila! Virou um vlog da viagem!

Vlog KL

A intenção não era mesmo fazer um vídeo TV Everywhere sobre a viagem, pois estava por la a trabalho, com uma equipe grande, participando de workshops e reuniões todos os dias, o dia todo, e tinha que ser discreta; alem de ter tido poucas oportunidades para turistar pela cidade, então não daria pra fazer mesmo um vídeo muito artístico!

O resultado final ficou meio grogue, porque as videos do Snapchat só duram 10 segundos, alguns são na vertical, outros na horizontal, a app meio que mistura videos e fotos na mesma sequencia, e vários videos não salvaram direito, ou foram corrompidos, e portanto não consegui usa-los como vídeo…. mas por outro lado, gostei de ter guardado alguns dos Snaps que fiz por la e achei que ficou interessante!

Alem disso, ha uns tempos atras eu sempre fazia uns posts “Ao Vivo” quando eu estava viajando, mas esse ano acabei viajando bem pouco a trabalho, então meio que esqueci e tal (duas semanas atras passei uma semana inteira em Bucareste na Romênia, e acabei não postando nada! Esqueci mesmo!).

Então esse snap-vlog (esse termo existe?! Ou sou assim, super-ultra visionaria das’internetchy?! hahahahha) ficou mais pra diário da viagem, mostrando as partes 0ff-trabalho, pois estou trabalhando num projeto confidencial e não podia mostrar nada durante as sessões do dia.

E pelo lado pessoal, eu adorei ter voltado a Kuala Lumpur, cidade onde ja estive algumas outras vezes, e que foi uma dos destinos da minha Lua de Mel, mais de 7 anos atras!

Quem quiser mais dicas e posts sobre a Malásia, é só clicar aqui:

E amanhã entra um post com algumas dicas rápidas do hotel e lugares onde fomos nessa semana!

E quem quiser se animar a entrar no Snapchat e me seguir, meu nome por lá é: DriEverywhere!

 

 

Planejando uma viagem para a Malasia e Sudoeste Asiatico?

Aqui você encontra todas as dicas e recursos para planejar sua viagem, e podemos cuidar dos detalhes práticos para você:

Adriana Miller
Siga me!

Adriana Miller

Sobre a Autora at Dri EveryWhere
Adriana Miller, Carioca. Profissional de Recursos Humanos Internacional, casada e mãe da Isabella.
Atualmente morando em Londres na Inglaterra, mas sempre dando umas voltinhas por ai.
Viajante incansável e apaixonada por fotografia e historia.
Adriana Miller
Siga me!
Adriana Miller
4 comentários
11 May 2014
42 comentários

Japão e Coreia: como planejei minha mala (e looks! Meus e da Isabella!)

Coreia do Sul, Dicas (Praticas!) de Viagem, Dicas de Viagens, Fazendo as Malas, Japão

Eu já fiz incontáveis posts sobre como faço minhas malas, mas a cada grande viagem o perfil de minhas preferências mudam, as necessidades de cada destino também mudam (minhas viagens a trabalho ou de fim de semana pela Europa não contam… são rápidas e geralmente levo umas 2 ou 3 mudas de roupa numa mala de mão, e as viagens mais longas para o Brasil eu relaxo, pois sei que posso atacar o armário da mãe e irmã quando estiver la!).

Mas na verdade planejar o que levar na mala para essa viagem não foi difícil – passaremos por apenas 3 cidades grandes, sem grandes “exotismos” de atividades (não faremos nenhum esporte nem caminhadas, não faremos nenhum programa mais arrumadinho nem nada fora do básico), então sabia que minha mala seria composta por pecas e “looks” que uso no dia a dia em Londres, ou usaria em qualquer outra viagem pela Europa, ou Rio de Janeiro, EUA e afins.

O que mudou dessa vez foi a metodologia – resolvi testar uma maneira diferente de arrumar e organizar as roupas na minha mala, por três simples motivos: em primeiro lugar, porque minha mala seria dividida com a Isabella, e apesar de que as roupas dela são minúsculas, bebes são ímãs de tralhas e como ela esta na fase de anda-engatinha-se-arrasta-pelo-chao e querendo comer sozinha e tals, precisamos de vaaaarias mudas de roupa por dia.

E em segundo lugar porque acho que achei que alguns hotéis no Japão seriam bem pequenos, então queria manter a mala o mais pratica e objetiva possível, sem precisar espalhar demais minha zona cada vez que quisesse achar um par de meias (sou zoneira assumida).

E por fim, porque íamos viajar de trem bala entre Tokyo e Kyoto (e assim como nos trens na Europa, apesar de não ter limite de peso, o espaço para guardar bagagem eh bem limitado) e um voo de low cost entre Kyoto e Seoul (e a pesar de que eu paguei a mais para levar bagagem despachada, não sabia o quão restrito eles seriam em relação a tamanho e peso das malas).

Comecei o processo de “planejar” o que queria levar da mesma maneira que faço em TODAS as minhas viagens: de olho na previsão de tempo.

Sim, o clima é imprevisível, e um dia pode estar sol e calor e no dia seguinte cair uma nevasca (#TraumasDeLondres), então não basta olhar a previsão na véspera da viagem – tem que acompanhar de perto mesmo!

Sei que isso eh um pouco TOC meu, mas assim que marco minhas passagens para algum lugar, ja vou logo adicionando a cidade em questão no meu iPhone (naquela App de meteorologia), e assim passo semanas e meses acompanhando a quantas esta a temperatura, se oscila muito, se tem chovido muito, etc, etc.

Então tanto no Japão quanto na Coreia eu sabia que as temperaturas estavam estáveis, na casa dos 15/20 graus e dificilmente teríamos grandes surpresas meteorológicas, o que é sempre ótimo e evita certos dilemas de “vou levar essa saída de praia caso faca 40 graus e esse sobretudo caso caia para -15”, sabe?

Então fiz mina listinha de itens, sempre tendo em mente que as pecas podem ser sobrepostas e combinadas entre si, seguindo uma certa paleta de cores (eu sempre falo sobre isso nos posts sobre fazer a mala, mas ajuda tanto ao longo da viagem, ter pecas que combinem entre si, e assim mesmo com um mala pequena conseguimos combinações mil, e temos a sensação de ter com uma roupa e “look” diferente todos os dias, mesmo tendo na verdade poucas opcoes de pecas!).

As pecas chave foram: camisetas, malhas finas, jaquetas de meia estação (couro, sarja, blazer), jeans, sapatos confortáveis e acessórios.

Então mina nova estratégia de organização copiou um pouco o que sempre fiz para Isabella (e nas poucas vezes que não arrumei a mala dela assim, sempre tivemos problemas!), usando compartimentos e nécessaires especificas para cada tipo de roupa e ate mesmo looks já montados.

20140511-202532.jpg

No caso da mala da Isabella eu coloco as montagens já prontas (calca + blusa, ou saia + body, ou vestido + blusa + meia calca, por exemplo) já separados em saquinhos plásticos (desses tipo Ziploc), por que ela raramente usa a mesma peca/combinação mais de uma vez (porque criança se suja mesmo e não tem como evitar), e assim fica mais fácil pela manha já pegar um look montadinho para ela, colocar outro extra na bolsa de fraldas e pronto, em vez de fica pensando qual calca combina com qual blusa e com qual sei lá o que. E assim também reaproveito os sacos plástico para guardar as pecas sujas que vamos trocando ao longo do dia.

20140511-202606.jpg

Já no meu lado da mala, a coisa eh um pouco diferente, pois não levo um look/combinação especifica para cada dia – prefiro fazer essa analise combinatória de pecas que mencionei ai em cima.

Então comprei esses compartimentos/nécessaires na Amazon, que são quadradas/retangulares, de nylon e tela (assim fica mais fácil ver o que tem em cada uma), e na maior coloquei camisetas, regatas, camisas e malhas, e nas outras separei calcas, jaquetas, roupas intimas e acessórios (lenços e cintos).

20140511-202551.jpg

Assim também ficou fácil “encaixar” os nécessaires dentro da mala, e ir montando um quebra cabeça com o resto: sapatos no fundo (levei dois pares de sapatilhas na mala e um tênis ja no pe), necessaires com cosméticos, etc.

Ficou TÃO mais fácil achar tudo que precisava ao longo da viagem, principalmente a medida que fomos trocando de cidade e hotel a cada 3 ou 4 noites.

E para matar a curiosidade, aqui estão algumas fotos dos nossos “Looks” – meus e da Isabella!

 

untitled (373 of 486)

 

Adriana Miller
Siga me!

Adriana Miller

Sobre a Autora at Dri EveryWhere
Adriana Miller, Carioca. Profissional de Recursos Humanos Internacional, casada e mãe da Isabella.
Atualmente morando em Londres na Inglaterra, mas sempre dando umas voltinhas por ai.
Viajante incansável e apaixonada por fotografia e historia.
Adriana Miller
Siga me!
Adriana Miller
42 comentários
Página 1 de 1612345678